segunda-feira, 16 de agosto de 2010

DIRETAS JÁ


COMÍCIOS PELAS DIRETAS JÁ
Os comícios pelas Diretas-Já, arrastaram uma multidão de pessoas para as ruas , anos atrás. O movimento começou em 1983 e se intensificou no ano seguinte (1984). Políticos, artistas, líderes sindicais e estudantes se uniram em torno de um único objetivo: restabelecer as eleições diretas no país. O comício realizado no dia 25 de janeiro de 1984 na praça da Sé , no aniversário da cidade de São Paulo,simbolizou a força do movimento dentro da sociedade. Na época, os organizadores do evento estimaram em 300 mil o público presente no comício. "O comício que marca o início do movimento aconteceu em São Paulo dia 25, no aniversário da cidade", disse o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso em abril de 2008 para a Folha Online. "Ninguém esperava tanta gente. Os alto-falantes não eram suficientes para chegar à multidão que tomou a praça. Foi a partir daí que a imprensa começou a divulgar o movimento." No Rio, os comícios eram realizados em frente à Igreja da Candelária. Um dos comícios mais importantes foi realizado em abril daquele ano, no Vale do Anhangabaú, centro de São Paulo. Para o cientista político Octaciano Nogueira, professor de Ciências Políticas na UnB (Universidade de Brasília), o número de pessoas presentes nos comícios no Rio e São Paulo foi inflacionado. No Anhangabaú, por exemplo, havia quem dizia que o comício havia levado mais de 1,5 milhão para o local. "Como havia um interesse nacional muito grande, cada um dava o número que queria." Nogueira diz que o movimento teve efeito político praticamente nulo e representou uma grande frustração para sociedade brasileira que lutava por eleições diretas. É que apesar de ter mobilizado líderes políticos, artistas e intelectuais em comícios realizados nos principais centros urbanos do país, o movimento não conseguiu fazer com que o Congresso Nacional aprovasse a emenda constitucional que restabelecia as eleições diretas.

Histórico : Em 1980, a eleição direta para governador é restabelecida por meio de uma nova emenda, e em 1982 o pleito é realizado. "Grandes lideranças democráticas ganharam aquelas eleições, como Tancredo Neves, em Minas Gerais, e Franco Monto, em São Paulo", disse FHC. "A partir de então, o clima mudou. Era natural o desejo de eleger um presidente da República pelo voto direto." "Faltava ao Brasil [naquela época] o direito de escolher seu presidente", diz Nogueira. "Essa possibilidade gerou no Brasil um sentimento cívico muito forte", diz o senador Eduardo Suplicy (PT-SP), que na época era deputado federal. Foi nesse clima que o deputado Dante Martins de Oliveira, morto em 2006, apresentou uma emenda propondo eleição direta para presidente da República, em março de 1983.


"A campanha das Diretas-Já só foi lançada para forçar a Câmara a votar a 'Emenda Dante de Oliveira', como ela ficou conhecida", diz Nogueira. A partir de então, uma série de comícios tomou conta do país. O primeiro grande comício foi realizado na cidade de Abreu e Lima, em Pernambuco, em março de 1983. Em novembro de 1983, cerca de 10 mil pessoas se reuniram na praça Charles Miller, em frente ao estádio do Pacaembu, na zona oeste de São Paulo, para pedir o restabelecimento das eleições diretas no país. A partir de então, as passeatas e comícios ganhavam cada vez mais importância. A série de manifestações propiciou o clima necessário para a votação da emenda, marcada para o dia 25 de abril de 1984. Mas 113 deputados ,todos do então PDS, não compareceram, e a emenda acabou rejeitada, apesar dos 298 votos favoráveis, 65 contrários 3 abstenções. Eram precisos mais 22 votos favoráveis para que a emenda fosse aprovada. Com a rejeição da emenda, o país realizou em 1984 sua última eleição indireta para presidente da República. O PMDB indicou Tancredo Neves, enquanto o PDS escolheu Paulo Maluf. Tancredo venceu a disputa. As comemorações pela vitória de Tancredo duraram pouco. Ele foi internado um dia antes da posse, em 14 de março de 1985 , a posse estava marcada para 15 de março daquele ano. Tancredo morreu no 21 de abril daquele ano. Quem assumiu seu mandato foi o vice, José Sarney




ATIVIDADES  no laboratório de Informática :

1- Sobre os comícios organizados para restabelecer as eleições diretas, elabore um texto explicativo sobre a situação vivida na época, as causas, os envolvidos e os principais objetivos :
2- Explique sobre a votação em relação a emenda Dante de Oliveira e o que ficou estabelecido em relação as eleições ?
 
3- O que justifica na história do Brasil, tanta dor com a morte do presidente eleito Tancredo Neves ?
4- Coloque pela ordem com as respectivas datas, oo nomes do presidentes do Brasil, a partir de 1985.
5- Quais as principais obras realizadas durante a ditadura militar ?
6- Como era realizada a escolha do presidente da República no período militar ?
7- Em 1980, ocorreu no Brasil, a greve dos metalúrgicos de São Bernardo do Campo. Escreva seus pontos mais importantes : Pesquisar em outros sites ou no livro página 125.


TAREFA PARA PRÓXIMA AULA
2 A e B para : 11/11/13 Leitura com registro das principais ideias  e os exercícios das páginas 126 até o exercício da página 132.  Importante conceituar as palavras desconhecidas.
2 C para 12/11/13.

CRONOGRAMA DA AVALIAÇÃO DO CAPÍTULO 6
2A 14/11/13  na aula de Física
2B  14/11/13 na aula de Física
2C  14/11/13 na aula de Geografia.

80 comentários:

Anônimo disse...

Lisandra Martins. Nº:20 2ºB
1- O que representou para o Brasil o período militar (1964/1985): A Ditadura Militar como sendo o período da política brasileira em que os militares governaram o Brasil. Esta época vai de 1964 a 1985. Caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar.João Goulart, que assumiu a presidência num clima político adverso. O governo de João Goulart foi marcado pela abertura às organizações sociais. Estudantes, organização populares e trabalhadores ganharam espaço, causando a preocupação das classes conservadoras.Todos temiam uma guinada do Brasil para o lado socialista,sendo que neste período, o mundo vivia o auge da Guerra Fria.
Este estilo populista e de esquerda, chegou a gerar até mesmo preocupação nos EUA, que junto com as classes conservadoras brasileiras, temiam um golpe comunista.
Os partidos de oposição, como a União Democrática Nacional (UDN) e o Partido Social Democrático (PSD), acusavam Jango de estar planejando um golpe de esquerda e de ser o responsável pela carestia e pelo desabastecimento que o Brasil enfrentava.
No dia 13 de março de 1964, João Goulart realiza um grande comício na Central do Brasil ( Rio de Janeiro ), onde defende as Reformas de Base. Neste plano, Jango prometia mudanças radicais na estrutura agrária, econômica e educacional do país.
O clima de crise política e as tensões sociais aumentavam a cada dia. No dia 31 de março de 1964, tropas de Minas Gerais e São Paulo saem às ruas. Para evitar uma guerra civil.Em 1979, o governo aprova lei que restabelece o pluripartidarismo no país. Os partidos voltam a funcionar dentro da normalidade. A ARENA muda o nome e passa a ser PDS, enquanto o MDB passa a ser PMDB. Outros partidos são criados, como : Partido dos Trabalhadores ( PT ) e o Partido Democrático Trabalhista(PDT ).

2-Explique o que foi o movimento das Diretas Já :Foi um dos movimento de maior participação popular, da história do Brasil.foi um movimento civil de reivindicação por eleições presidenciais diretas no Brasil, em 1984, na época a possibilidade de eleições diretas para a Presidência da República no Brasil,que tinha como objetivo restabelecer as eleições diretas no país.As consequências para reprimir as manifestações populares, durante o mês de abril de 1984, o então presidente João Figueiredo aumentou a censura sobre a imprensa e ordenou prisões. Houve violência policial. Apesar da rejeição da Emenda Dante de Oliveira na Câmara dos Deputados, o movimento pelas "Diretas Já" teve grande importância na redemocratização do Brasil. Suas lideranças passaram a formar a nova elite política brasileira. O processo de redemocratização termina com a volta do poder civil em 1985, com a aprovação de uma nova Constituição Federal em 1988 e com a realização das eleições diretas para Presidente da República em 1989.

3-O que justifica na história do Brasil, tanta dor com a morte do presidente eleito Tancredo Neves ?
A noticia da morte do presidente eleito Tancredo Neves caiu como uma bomba em volta do Instituto do Coração, onde havia várias pessoas, que os admiravam muito, tinham muito respeito com ele, que era como se eles estivessem perdido a unica esperança, sendo que a comemoração durou pouco tempo, até que toda a população recebeu esta triste notícia.

Anônimo disse...

Lisandra Martins. Nº:20 2ºB
1- O que representou para o Brasil o período militar (1964/1985): A Ditadura Militar como sendo o período da política brasileira em que os militares governaram o Brasil. Esta época vai de 1964 a 1985. Caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar.João Goulart, que assumiu a presidência num clima político adverso. O governo de João Goulart foi marcado pela abertura às organizações sociais. Estudantes, organização populares e trabalhadores ganharam espaço, causando a preocupação das classes conservadoras.Todos temiam uma guinada do Brasil para o lado socialista,sendo que neste período, o mundo vivia o auge da Guerra Fria.
Este estilo populista e de esquerda, chegou a gerar até mesmo preocupação nos EUA, que junto com as classes conservadoras brasileiras, temiam um golpe comunista.
Os partidos de oposição, como a União Democrática Nacional (UDN) e o Partido Social Democrático (PSD), acusavam Jango de estar planejando um golpe de esquerda e de ser o responsável pela carestia e pelo desabastecimento que o Brasil enfrentava.
No dia 13 de março de 1964, João Goulart realiza um grande comício na Central do Brasil ( Rio de Janeiro ), onde defende as Reformas de Base. Neste plano, Jango prometia mudanças radicais na estrutura agrária, econômica e educacional do país.
O clima de crise política e as tensões sociais aumentavam a cada dia. No dia 31 de março de 1964, tropas de Minas Gerais e São Paulo saem às ruas. Para evitar uma guerra civil.Em 1979, o governo aprova lei que restabelece o pluripartidarismo no país. Os partidos voltam a funcionar dentro da normalidade. A ARENA muda o nome e passa a ser PDS, enquanto o MDB passa a ser PMDB. Outros partidos são criados, como : Partido dos Trabalhadores ( PT ) e o Partido Democrático Trabalhista(PDT ).

2-Explique o que foi o movimento das Diretas Já :Foi um dos movimento de maior participação popular, da história do Brasil.foi um movimento civil de reivindicação por eleições presidenciais diretas no Brasil, em 1984, na época a possibilidade de eleições diretas para a Presidência da República no Brasil,que tinha como objetivo restabelecer as eleições diretas no país.As consequências para reprimir as manifestações populares, durante o mês de abril de 1984, o então presidente João Figueiredo aumentou a censura sobre a imprensa e ordenou prisões. Houve violência policial. Apesar da rejeição da Emenda Dante de Oliveira na Câmara dos Deputados, o movimento pelas "Diretas Já" teve grande importância na redemocratização do Brasil. Suas lideranças passaram a formar a nova elite política brasileira. O processo de redemocratização termina com a volta do poder civil em 1985, com a aprovação de uma nova Constituição Federal em 1988 e com a realização das eleições diretas para Presidente da República em 1989.

3-O que justifica na história do Brasil, tanta dor com a morte do presidente eleito Tancredo Neves ?
A noticia da morte do presidente eleito Tancredo Neves caiu como uma bomba em volta do Instituto do Coração, onde havia várias pessoas, que os admiravam muito, tinham muito respeito com ele, que era como se eles estivessem perdido a unica esperança, sendo que a comemoração durou pouco tempo, até que toda a população recebeu esta triste notícia.

Anônimo disse...

Sarah - 2ºB - nº33

Quando João Goulart assume o poder, cria-se no país uma incerteza política, pois ele se alinha às instituições socialistas e coloca
em risco os interesses capitalistas do Brasil. Assim em abril de 1964 os militares dão um Golpe de estado e tomam o poder.
As caracteríticas principais desses governos foram falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão
aos que eram contra o regime militar.
Entre 1979 até 1985 continua o processo de abertura política, os exilados políticos voltam para o Brasil,porém o desemprego
é alto. Os preços do petróleo e a inflação atingem níveis alarmantes. E a dívida externa é gigantesca em função dos sucessivos
pluripartidários. Com tudo isso acontecendo, em 1984 ocorre a Campanha pelas Diretas Já - eleições diretas para presidente.
Para reprimir as manifestações populares, durante o mês de abril de 1984, o então presidente João Figueiredo aumentou a censura sobre a imprensa e ordenou prisões. Entretanto, os adeptos do movimento conquistaram uma vitória parcial em janeiro do ano seguinte quando seu principal líder, Tancredo Neves, foi eleito presidente, de forma indireta pelo Colégio Eleitoral.
Tancredo Nves não chegou a assumir o cargo, falecendo em abril de 1985. Essa morte causou na população em geral uma grande tristeza, pois Tancredo Neves era a para eles a salvação do Brasil.
O movimento pelas "Diretas Já" teve grande importância na redemocratização do Brasil. Suas lideranças passaram a
formar a nova elite política brasileira. O processo de redemocratização termina com a volta do poder civil em 1985, com a
aprovação de uma nova Constituição Federal em 1988 e com a realização das eleições diretas para Presidente da República em 1989.

Anônimo disse...

1. O que representou para o Brasil o período militar?

Podemos definir a Ditadura Militar como sendo o período da política brasileira em que os militares governaram o Brasil. Esta época vai de 1964 a 1985. Caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar.


2. O que foi o movimento das Diretas Já?

Diretas Já foi um movimento político democrático com grande participação popular que ocorreu no ano de 1984. Este movimento era favorável e apoiava a emenda do deputado Dante de Oliveira que restabeleceria as eleições diretas para presidente da República no Brasil.
Durante o movimento ocorreram diversas manifestações populares em muitas cidades brasileiras como, por exemplo, passeatas e comícios. Estes eventos populares contaram com a participação de milhares de brasileiros.
Em 25 de abril de 1984, a emenda constitucional das eleições diretas foi colocada em votação. Porém, para a desilusão do povo brasileiro, ela não foi aprovada.
Em 15 de janeiro de 1985, ocorreu a ultima eleição indiretas e Tancredo Neves foi eleito presidente do Brasil. Porém, em função de uma doença, Tancredo faleceu antes de assumir o cargo, sendo que o vice, José Sarney, tornou-se o primeiro presidente civil após o regime de Ditadura Militar (1964-1985).
As eleições diretas para presidente do Brasil só ocorreriam em 1989, após ser estabelecida na Constituição de 1988.


3. O que justifica na história do Brasil, tanta dor com a morte do presidente eleito Tancredo Neves ?

Houve grande comoção nacional, especialmente porque Tancredo Neves seria o primeiro presidente civil após o Golpe de 1964. O Brasil, que acompanhara tenso e comovido a agonia do político mineiro, promoveu um dos maiores funerais da história nacional.
Não é possível dizer se nos dias atuais a morte de um homem como Tancredo Neves provocaria tanta comoção pública. O fato é que Tancredo faleceu num momento em que ele era indispensável ao país e, por que não, aos nossos sonhos.


Nicolly Andrade Serrão
2º ano A - EM

Anônimo disse...

O Regime militar no Brasil, iniciado com o golpe de 31 de março de 1964, resultou no afastamento do Presidente da República de jure e de fato, João Goulart, assumindo o poder o Marechal Castelo Branco. Este golpe de estado, qualificado por personagens afinados como uma revolução, instituiu uma ditadura militar, que durou até a eleição de Tancredo Neves em 1985.
Diretas Já foi um dos movimentos de maior participação popular, da história do Brasil. Teve início em 1983, no governo de João Batista Figueiredo e propunha eleições diretas para o cargo de Presidente da República. A campanha ganhou o apoio dos partidos PMDB e PDS, e em pouco tempo, a simpatia da população, que foi às ruas para pedir a volta das eleições diretas.
Sob o Regime Militar desde 1964, a última eleição direta para presidente fora em 1960. A Ditadura já estava com seus dias contados. Inflação alta, dívida externa exorbitante, desemprego, expunham a crise do sistema. Os militares, ainda no poder, pregavam uma transição democrática lenta, ao passo que perdiam o apoio da sociedade, que insatisfeita, queria o fim do regime o mais rápido possível.
Em 1984, haveria eleição para a presidência, mas seria realizada de modo indireto, através do Colégio Eleitoral. Para que tal eleição transcorresse pelo voto popular, ou seja, de forma direta, era necessária a aprovação da emenda constitucional proposta pelo deputado Dante de Oliveira (PMDB – Mato Grosso).
A cor amarela era o símbolo da campanha. Depois de duas décadas intimidada pela repressão, o movimento das Diretas Já ressuscitou a esperança e a coragem da população. Além de poder eleger um representante, a eleição direta sinalizava mudanças também econômicas e sociais. Lideranças estudantis, como a UNE (União Nacional dos Estudantes), sindicatos, como a CUT (Central Única dos Trabalhadores), intelectuais, artistas e religiosos reforçaram o coro pelas Diretas Já.
Foram realizadas várias manifestações públicas. Mas dois comícios marcaram a campanha, dias antes de ser votada a emenda Dante de Oliveira. Um no Rio de Janeiro, no dia 10 de abril de 1984 e outro no dia 16 de abril, em São Paulo. Aos gritos de Diretas Já! mais de um milhão de pessoas lotou a praça da Sé, na capital paulista.
Uma figura de destaque deste movimento foi Ulysses Guimarães (PMDB), apelidado de “o Senhor diretas”. Outros nomes emblemáticos da campanha foram o atual presidente da República, Luís Inácio Lula da Silva, a cantora Fafá de Belém e o apresentador Osmar Santos.
No dia 25 de abril de 1984, o Congresso Nacional se reuniu para votar a emenda que tornaria possível a eleição direta ainda naquele ano. A população não pode acompanhar a votação dentro do plenário. Os militares temendo manifestações reforçaram a segurança ao redor do Congresso Nacional. Tanques, metralhadoras e muitos homens sinalizavam que aquela proposta não era bem-vinda.
Para que a emenda fosse aprovada, eram necessários 2/3 dos votos. A expectativa era grande. Foram 298 votos a favor e 65 contra. Por 22 votos, a proposta de Dante de Oliveira não conseguiu ser aprovada.
Com o fim do sonho, restava ainda a eleição indireta, quando dois civis disputariam o cargo. Paulo Maluf (PDS) e Tancredo Neves (PMDB) foram os indicados. Com o apoio das mesmas lideranças das Diretas Já, Tancredo Neves venceu a disputa.

Laura Martendal Rodrigues
n°: 12 2°A

Anônimo disse...

1. O que representou para o Brasil o período militar?

Podemos definir a Ditadura Militar como sendo o período da política brasileira em que os militares governaram o Brasil. Esta época vai de 1964 a 1985. Caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar.

2-Explique o que foi o movimento das Diretas Já :Foi um dos movimento de maior participação popular, da história do Brasil.foi um movimento civil de reivindicação por eleições presidenciais diretas no Brasil, em 1984, na época a possibilidade de eleições diretas para a Presidência da República no Brasil,que tinha como objetivo restabelecer as eleições diretas no país.As consequências para reprimir as manifestações populares, durante o mês de abril de 1984, o então presidente João Figueiredo aumentou a censura sobre a imprensa e ordenou prisões. Houve violência policial. Apesar da rejeição da Emenda Dante de Oliveira na Câmara dos Deputados, o movimento pelas "Diretas Já" teve grande importância na redemocratização do Brasil. Suas lideranças passaram a formar a nova elite política brasileira. O processo de redemocratização termina com a volta do poder civil em 1985, com a aprovação de uma nova Constituição Federal em 1988 e com a realização das eleições diretas para Presidente da República em 1989.

3-O que justifica na história do Brasil, tanta dor com a morte do presidente eleito Tancredo Neves ?
A noticia da morte do presidente eleito Tancredo Neves caiu como uma bomba em volta do Instituto do Coração, onde havia várias pessoas, que os admiravam muito, tinham muito respeito com ele, que era como se eles estivessem perdido a unica esperança, sendo que a comemoração durou pouco tempo, até que toda a população recebeu esta triste notícia.
Rafael Terra de Sá 2º ano A - EM
Nº28

Anônimo disse...

Mayara Louize 2°A 22

1- Podemos definir a Ditadura Militar como sendo o período da política brasileira em que os militares governaram o Brasil. Esta época vai de 1964 a 1985. Caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar.

2- Foi um movimento civil de reivindicação por eleições presidenciais diretas no Brasil ocorrido em 1983. A possibilidade de eleições diretas para a Presidência da República no Brasil se concretizou com a votação da proposta de Emenda Constitucional Dante de Oliveira pelo Congresso. Entretanto, a Proposta de Emenda Constitucional foi rejeitada, frustrando a sociedade brasileira. Ainda assim, os adeptos do movimento conquistaram uma vitória parcial em janeiro do ano seguinte quando um de seus líderes, Tancredo Neves, foi eleito presidente pelo Colégio Eleitoral.

3- Muitos acreditam que sua morte tenha sido um plano arquitetado pelos líderes do regime autoritário, quando perceberam que sua vitória era inevitável. E argumentam que não se fez muito esforço para salvar a vida do presidente eleito. Sabe-se que o hospital da Base de Brasília não possuía todas as condições para a cirurgia que ele deveria passar. No entanto, os médicos vetaram a transferência para o Instituto do Coração, em São Paulo, alegando que a cirurgia deveria começar, em, no máximo, uma hora. Somente três horas depois os médicos começaram a operação, com 40 pessoas dentro do centro cirúrgico. A maior intriga causada pela morte de Tancredo, é que o fato aconteceu no dia que ele venceria as eleições.

Matheus Tietjen Slomsky 26 2º"B" disse...

1 - A ditadura militar foi o período em que o governo era formado por militares, vai de 1964 a 1985. Caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar.

2 - Diretas Já foi um dos movimentos de maior participação popular, da história do Brasil. Teve início em 1983, no governo de João Batista Figueiredo e propunha eleições diretas para o cargo de Presidente da República. O movimento agregou diversos setores da sociedade brasileira. Participaram inúmeros partidos políticos de oposição ao regime ditatorial, além de lideranças sindicais, civis, artísticas, estudantis e jornalísticas.
3 - O movimento gerou resultados, elegendo Tancredo Neves como presidente, mas pouco tempo após ser eleito este morreu, acabando com o pouco de esperança que ainda restava nas pessoas que acreditaram nele.

Anônimo disse...

Douglas W. S. n°09 2°B
Diretas Já foi um dos movimentos de maior participação popular, da história do Brasil. Teve início em 1983, no governo de João Batista Figueiredo e propunha eleições diretas para o cargo de Presidente da República. A campanha ganhou o apoio dos partidos PMDB e PDS, e em pouco tempo, a simpatia da população, que foi às ruas para pedir a volta das eleições diretas.
Sob o Regime Militar desde 1964, a última eleição direta para presidente fora em 1960. A Ditadura já estava com seus dias contados. Inflação alta, dívida externa exorbitante, desemprego, expunham a crise do sistema. Os militares, ainda no poder, pregavam uma transição democrática lenta, ao passo que perdiam o apoio da sociedade, que insatisfeita, queria o fim do regime o mais rápido possível.

Em 1984, haveria eleição para a presidência, mas seria realizada de modo indireto, através do Colégio Eleitoral. Para que tal eleição transcorresse pelo voto popular, ou seja, de forma direta, era necessária a aprovação da emenda constitucional proposta pelo deputado Dante de Oliveira (PMDB – Mato Grosso).

A cor amarela era o símbolo da campanha. Depois de duas décadas intimidada pela repressão, o movimento das Diretas Já ressuscitou a esperança e a coragem da população. Além de poder eleger um representante, a eleição direta sinalizava mudanças também econômicas e sociais. Lideranças estudantis, como a UNE (União Nacional dos Estudantes), sindicatos, como a CUT (Central Única dos Trabalhadores), intelectuais, artistas e religiosos reforçaram o coro pelas Diretas Já.

Foram realizadas várias manifestações públicas. Mas dois comícios marcaram a campanha, dias antes de ser votada a emenda Dante de Oliveira. Um no Rio de Janeiro, no dia 10 de abril de 1984 e outro no dia 16 de abril, em São Paulo. Aos gritos de Diretas Já! mais de um milhão de pessoas lotou a praça da Sé, na capital paulista.

Uma figura de destaque deste movimento foi Ulysses Guimarães (PMDB), apelidado de “o Senhor diretas”. Outros nomes emblemáticos da campanha foram o atual presidente da República, Luís Inácio Lula da Silva, a cantora Fafá de Belém e o apresentador Osmar Santos.

No dia 25 de abril de 1984, o Congresso Nacional se reuniu para votar a emenda que tornaria possível a eleição direta ainda naquele ano. A população não pode acompanhar a votação dentro do plenário. Os militares temendo manifestações reforçaram a segurança ao redor do Congresso Nacional. Tanques, metralhadoras e muitos homens sinalizavam que aquela proposta não era bem-vinda.

Para que a emenda fosse aprovada, eram necessários 2/3 dos votos. A expectativa era grande. Foram 298 votos a favor e 65 contra. Por 22 votos, a proposta de Dante de Oliveira não conseguiu ser aprovada.

Com o fim do sonho, restava ainda a eleição indireta, quando dois civis disputariam o cargo. Paulo Maluf (PDS) e Tancredo Neves (PMDB) foram os indicados. Com o apoio das mesmas lideranças das Diretas Já, Tancredo Neves venceu a disputa.

Anônimo disse...

Douglas W. S. n°09 2°B
Diretas Já foi um dos movimentos de maior participação popular, da história do Brasil. Teve início em 1983, no governo de João Batista Figueiredo e propunha eleições diretas para o cargo de Presidente da República. A campanha ganhou o apoio dos partidos PMDB e PDS, e em pouco tempo, a simpatia da população, que foi às ruas para pedir a volta das eleições diretas.
Sob o Regime Militar desde 1964, a última eleição direta para presidente fora em 1960. A Ditadura já estava com seus dias contados. Inflação alta, dívida externa exorbitante, desemprego, expunham a crise do sistema. Os militares, ainda no poder, pregavam uma transição democrática lenta, ao passo que perdiam o apoio da sociedade, que insatisfeita, queria o fim do regime o mais rápido possível.

Em 1984, haveria eleição para a presidência, mas seria realizada de modo indireto, através do Colégio Eleitoral. Para que tal eleição transcorresse pelo voto popular, ou seja, de forma direta, era necessária a aprovação da emenda constitucional proposta pelo deputado Dante de Oliveira (PMDB – Mato Grosso).

A cor amarela era o símbolo da campanha. Depois de duas décadas intimidada pela repressão, o movimento das Diretas Já ressuscitou a esperança e a coragem da população. Além de poder eleger um representante, a eleição direta sinalizava mudanças também econômicas e sociais. Lideranças estudantis, como a UNE (União Nacional dos Estudantes), sindicatos, como a CUT (Central Única dos Trabalhadores), intelectuais, artistas e religiosos reforçaram o coro pelas Diretas Já.

Foram realizadas várias manifestações públicas. Mas dois comícios marcaram a campanha, dias antes de ser votada a emenda Dante de Oliveira. Um no Rio de Janeiro, no dia 10 de abril de 1984 e outro no dia 16 de abril, em São Paulo. Aos gritos de Diretas Já! mais de um milhão de pessoas lotou a praça da Sé, na capital paulista.

Uma figura de destaque deste movimento foi Ulysses Guimarães (PMDB), apelidado de “o Senhor diretas”. Outros nomes emblemáticos da campanha foram o atual presidente da República, Luís Inácio Lula da Silva, a cantora Fafá de Belém e o apresentador Osmar Santos.

No dia 25 de abril de 1984, o Congresso Nacional se reuniu para votar a emenda que tornaria possível a eleição direta ainda naquele ano. A população não pode acompanhar a votação dentro do plenário. Os militares temendo manifestações reforçaram a segurança ao redor do Congresso Nacional. Tanques, metralhadoras e muitos homens sinalizavam que aquela proposta não era bem-vinda.

Para que a emenda fosse aprovada, eram necessários 2/3 dos votos. A expectativa era grande. Foram 298 votos a favor e 65 contra. Por 22 votos, a proposta de Dante de Oliveira não conseguiu ser aprovada.

Com o fim do sonho, restava ainda a eleição indireta, quando dois civis disputariam o cargo. Paulo Maluf (PDS) e Tancredo Neves (PMDB) foram os indicados. Com o apoio das mesmas lideranças das Diretas Já, Tancredo Neves venceu a disputa.

Anônimo disse...

1- A ditadura militar pôs em pratica vários Atos Institucionais, dentre eles foi a criação de um código de processo penal militar que permitiu que o Exercito brasileiro e a policia militar do Brasil pudessem prender e encarcerar pessoas consideradas “suspeitas”, além de qualquer revisão judicial.

2- Diretas Já foi um movimento civil de reivindicação por eleições presidenciais diretas no Brasil ocorrido em 1983-1984. Esta reivindicação se concretizou com a votação da proposta de Emenda Constitucional Dante de Oliveira pelo Congresso, entretanto essa proposta foi rejeitada frustrando a sociedade brasileira. Mesmo com esse incidente o movimento conseguiu uma vitoria parcial, quando Tancredo Neves foi eleito presidente pelo Colégio Eleitoral.

3- Tancredo Neves seria o primeiro presidente civil após o Golpe de 1964. O Brasil, após descobrir de sua morte, perdeu sua ultima esperança. Todos muito comovidos, sentindo a dor de ter perdido alguém que muito fez por nosso país.


Thaysi Imeton
Nº31 2ºA

Anônimo disse...

Douglas W. S. n°09 2°B
1- O que representou para o Brasil o período militar (1964/1985):
No lado econômico o que tem hoje no brasil foi feito pelos militares.

Depois disso nada mais foi feito a não ser o plano econômico do FHC, o lula não consegue terminar a duplicação de 380 km da BR-101 de SC ate Osório RS.

Os militares desenvolveram a Telefonica, fizeram estradas, embraer, portos, Itaipu, Angra dos Reis e uma infinidade de coisas.

2- Explique o que foi o movimento das Diretas Já:

Diretas Já foi um movimento político democrático com grande participação popular que ocorreu no ano de 1984.Este movimento era favorável e apoiava a emenda do deputado Dante de Oliveira que restabeleceria as eleições diretas para presidente da República no Brasil.Durante o movimento ocorreram diversas manifestações populares em muitas cidades brasileiras como,por exemplo,passeatas e comícios.Estes eventos populares contaram com a participação de milhares de brasileiros.

3- O que justifica na história do Brasil, tanta dor com a morte do presidente eleito Tancredo Neves:

Simplesmente o fato das pessoas estarem felizes com esse presidente, que era adorado pela população brasileira.

Anônimo disse...

Júlia Moser nº10 2ºA
1- O que representou para o Brasil o período militar (1964/1985)? Foi um período da política brasileira em que os militares governaram o Brasil, caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão aos que eram contra esse regime. Os populistas, de esquerda, como estudantes e trabalhadores ganhavam cada vez mais espaço, o que fazia os integrantes da burguesia temerem que o comunismo invadisse o Brasil. Com o golpe militar em 1964 o clima de crise política e as tensões sociais aumentavam a cada dia. No dia 31 de março de 1964, tropas de Minas Gerais e São Paulo saem às ruas. Para evitar uma guerra civil, Jango deixa o país refugiando-se no Uruguai. Os militares tomam o poder. Em 9 de abril, é decretado o Ato Institucional Número 1
2- O que foi o movimento das Diretas Já? Foi um movimento político democrático com participação popular que ocorreu no Brasil em 1984. Era favorável e apoiava a emenda do deputado Dante de Oliveira que restabeleceria as eleições diretas para presidente da República no Brasil. É reconhecida como uma das maiores manifestações populares do país, foram marcadas por enormes comícios onde pessoas perseguidas pela ditadura militar, artistas, intelectuais e representantes de outros movimentos militavam pela aprovação do projeto de lei. Em janeiro de 1984, cerca de 300.000 pessoas se reuniram na Praça da Sé, em São Paulo. Três meses depois, um milhão de cidadãos tomou o Rio de Janeiro. Algumas semanas depois, cerca de 1,7 milhões de pessoas se mobilizaram em São Paulo. Mesmo realizando uma enorme pressão para que as eleições diretas fossem oficializadas, os deputados federais da época não se sensibilizaram mediante os enormes apelos. Com isso, por uma diferença de apenas 22 votos e um vertiginoso número de abstenções, o Brasil manteve o sistema indireto para as eleições de 1985. Para dar a tal disputa política uma aparência democrática, o governo permitiu que civis concorressem ao pleito.
3- O que justifica na história do Brasil, tanta dor com a morte do presidente eleito Tancredo Neves? Pois ele de certa forma representaria o "povo" porque em 1984, com as "Diretas Já", Tancredo foi o nome escolhido para representar uma coligação de partidos de oposição reunidos na Aliança Democrática. Com o senador José Sarney como vice, foi eleito presidente pelo Colégio Eleitoral, em janeiro de 1985, representando o partido da oposição e derrotando Paulo Maluf, de direita. Na véspera de tomar a posse, em 14 de março de 1985, o político foi internado em estado grave no hospital e o vice-presidente José Sarney assumiu o cargo. Morreu no dia 21 de abril de 1985, em São Paulo.

Pedro Luiz Maba,30. 2ºB disse...

A ditadura militar foi um período no Brasil que durou de 1964 a 1985, representou o fechamento completo do sistema político e a implantação de uma ditadura em que havia muita repreensão, não havia liberdade de expressão e tudo que os militares diziam era a lei, quem fosse contra recebia violência em troca.

Diretas Já foi um movimento de grande participação civil que reivindicava eleições presidenciais diretas no Brasil, esse movimento ocorreu 1984 e resultaria também no fim da ditadura militar.

Houve tanta dor e lamentação do povo por causa da morte de Tancredo Neves porque ele era o primeiro presidente a ser eleito após a ditadura , então ele representava para o Brasil, e para toda a população, dias melhores, mais democracia e melhores condições de vida para o povo, além disso, muitos temiam que com a morte do presidente houvesse o risco de os militares tomarem o poder novamente.

Melina Kleis - Número 23 - Série 2A disse...

1- O Regime militar no Brasil, iniciado com o golpe de 31 de março de 1964, resultou no afastamento do Presidente da República de jure e de facto, João Goulart, assumindo o poder o Marechal Castelo Branco. Este golpe de estado, qualificado por personagens afinados como uma revolução, instituiu uma ditadura militar, que durou até a eleição de Tancredo Neves em 1985. Os militares então justificaram o golpe, que eclodiu cinco anos após o alinhamento cubano à União Soviética, governado por Nikita Khruschov, sob alegação de que havia uma ameaça comunista, afirmando ter eclodido no caso uma contrarrevolução, fortemente contestada principalmente pela historiografia marxista.

O golpe de Estado marcou a influência política do Exército Brasileiro e sua determinação em tomar o poder do país ao abrigo de uma doutrina de segurança nacional formado no âmbito da política do comércio exterior americano e de outras países influentes como a França. O intervencionismo militar no Brasil remonta ao Império (1822-1889), mas, segundo estudiosos é a primeira vez no Brasil, mas também na América Latina que o militar está adquirindo poder afirmando abertamente a doutrina da segurança nacional.

Entre as figuras históricas civis afinadas com o movimento militar, estão os governadores Magalhães Pinto (Minas Gerais), Adhemar de Barros (São Paulo) e Carlos Lacerda (Guanabara, atual Estado do Rio de Janeiro).

A ditadura pôs em prática vários Atos Institucionais, culminando com o AI-5 de 1968 a suspensão da Constituição de 1946, a dissolução do Congresso Brasileiro, a supressão de liberdades individuais e a criação de um código de processo penal militar que permitiu que o Exército brasileiro e a polícia militar do Brasil pudessem prender e encarcerar pessoas consideradas "suspeitas", além de qualquer revisão judicial. O regime militar durou até a eleição de um civil, Tancredo Neves, em 1985.

2- Foi um movimento popular exigindo o retorno das eleições diretas em todos os níveis, apoiando a emenda constitucional do deputado Federal por MT(PMDB), Dante de Oliveira. A participação contava com ampla presença de artistas e das mais variadas lideranças políticas e estudantil.
Eram 477 parlamentares presentes e a emenda precisava de 320 destes votos para ser aprovada. Mas 298 votaram sim, 65 contra, 3 se abstiveram e 113 não compareceram à seção
Para inibir a população antes da votação, o presidente da República, general João Figueiredo, editou um decreto, no dia 18 de abril, proibindo as manifestações em favor das eleições diretas, em Brasília no dia 25.

3- Houve grande comoção nacional, especialmente porque Tancredo Neves seria o primeiro presidente civil após o Golpe de 1964. O Brasil, que acompanhara tenso e comovido a agonia do político mineiro, promoveu um dos maiores funerais da história nacional.
O fato é que Tancredo faleceu num momento em que representava uma grande esperança para o povo.

Melina Kleis - Série 2A - Número 23 disse...

1- O Regime militar no Brasil, iniciado com o golpe de 31 de março de 1964, resultou no afastamento do Presidente da República de jure e de facto, João Goulart, assumindo o poder o Marechal Castelo Branco. Este golpe de estado, qualificado por personagens afinados como uma revolução, instituiu uma ditadura militar, que durou até a eleição de Tancredo Neves em 1985. Os militares então justificaram o golpe, que eclodiu cinco anos após o alinhamento cubano à União Soviética, governado por Nikita Khruschov, sob alegação de que havia uma ameaça comunista, afirmando ter eclodido no caso uma contrarrevolução, fortemente contestada principalmente pela historiografia marxista.

O golpe de Estado marcou a influência política do Exército Brasileiro e sua determinação em tomar o poder do país ao abrigo de uma doutrina de segurança nacional formado no âmbito da política do comércio exterior americano e de outras países influentes como a França. O intervencionismo militar no Brasil remonta ao Império (1822-1889), mas, segundo estudiosos é a primeira vez no Brasil, mas também na América Latina que o militar está adquirindo poder afirmando abertamente a doutrina da segurança nacional.

2- Foi um movimento popular exigindo o retorno das eleições diretas em todos os níveis, apoiando a emenda constitucional do deputado Federal por MT(PMDB), Dante de Oliveira. A participação contava com ampla presença de artistas e das mais variadas lideranças políticas e estudantil.
Eram 477 parlamentares presentes e a emenda precisava de 320 destes votos para ser aprovada. Mas 298 votaram sim, 65 contra, 3 se abstiveram e 113 não compareceram à seção
Para inibir a população antes da votação, o presidente da República, general João Figueiredo, editou um decreto, no dia 18 de abril, proibindo as manifestações em favor das eleições diretas, em Brasília no dia 25.

3- Houve grande comoção nacional, especialmente porque Tancredo Neves seria o primeiro presidente civil após o Golpe de 1964. O Brasil, que acompanhara tenso e comovido a agonia do político mineiro, promoveu um dos maiores funerais da história nacional.
O fato é que Tancredo faleceu num momento em que representava uma grande esperança para o povo.

Melina Kleis - Série 2A - Número 23 disse...

1- O Regime militar no Brasil, iniciado com o golpe de 31 de março de 1964, resultou no afastamento do Presidente da República de jure e de facto, João Goulart, assumindo o poder o Marechal Castelo Branco. Este golpe de estado, qualificado por personagens afinados como uma revolução, instituiu uma ditadura militar, que durou até a eleição de Tancredo Neves em 1985. Os militares então justificaram o golpe, que eclodiu cinco anos após o alinhamento cubano à União Soviética, governado por Nikita Khruschov, sob alegação de que havia uma ameaça comunista, afirmando ter eclodido no caso uma contrarrevolução, fortemente contestada principalmente pela historiografia marxista.

O golpe de Estado marcou a influência política do Exército Brasileiro e sua determinação em tomar o poder do país ao abrigo de uma doutrina de segurança nacional formado no âmbito da política do comércio exterior americano e de outras países influentes como a França. O intervencionismo militar no Brasil remonta ao Império (1822-1889), mas, segundo estudiosos é a primeira vez no Brasil, mas também na América Latina que o militar está adquirindo poder afirmando abertamente a doutrina da segurança nacional.

2- Foi um movimento popular exigindo o retorno das eleições diretas em todos os níveis, apoiando a emenda constitucional do deputado Federal por MT(PMDB), Dante de Oliveira. A participação contava com ampla presença de artistas e das mais variadas lideranças políticas e estudantil.
Eram 477 parlamentares presentes e a emenda precisava de 320 destes votos para ser aprovada. Mas 298 votaram sim, 65 contra, 3 se abstiveram e 113 não compareceram à seção
Para inibir a população antes da votação, o presidente da República, general João Figueiredo, editou um decreto, no dia 18 de abril, proibindo as manifestações em favor das eleições diretas, em Brasília no dia 25.

3- Houve grande comoção nacional, especialmente porque Tancredo Neves seria o primeiro presidente civil após o Golpe de 1964. O Brasil, que acompanhara tenso e comovido a agonia do político mineiro, promoveu um dos maiores funerais da história nacional.
O fato é que Tancredo faleceu num momento em que representava uma grande esperança para o povo.

Anônimo disse...

Melina Kleis - Número 23 - 2A

1- O Regime militar no Brasil, iniciado com o golpe de 31 de março de 1964, resultou no afastamento do Presidente da República de jure e de facto, João Goulart, assumindo o poder o Marechal Castelo Branco. Este golpe de estado, qualificado por personagens afinados como uma revolução, instituiu uma ditadura militar, que durou até a eleição de Tancredo Neves em 1985. Os militares então justificaram o golpe, que eclodiu cinco anos após o alinhamento cubano à União Soviética, governado por Nikita Khruschov, sob alegação de que havia uma ameaça comunista, afirmando ter eclodido no caso uma contrarrevolução, fortemente contestada principalmente pela historiografia marxista.

O golpe de Estado marcou a influência política do Exército Brasileiro e sua determinação em tomar o poder do país ao abrigo de uma doutrina de segurança nacional formado no âmbito da política do comércio exterior americano e de outras países influentes como a França. O intervencionismo militar no Brasil remonta ao Império (1822-1889), mas, segundo estudiosos é a primeira vez no Brasil, mas também na América Latina que o militar está adquirindo poder afirmando abertamente a doutrina da segurança nacional.

2- Foi um movimento popular exigindo o retorno das eleições diretas em todos os níveis, apoiando a emenda constitucional do deputado Federal por MT(PMDB), Dante de Oliveira. A participação contava com ampla presença de artistas e das mais variadas lideranças políticas e estudantil.
Eram 477 parlamentares presentes e a emenda precisava de 320 destes votos para ser aprovada. Mas 298 votaram sim, 65 contra, 3 se abstiveram e 113 não compareceram à seção
Para inibir a população antes da votação, o presidente da República, general João Figueiredo, editou um decreto, no dia 18 de abril, proibindo as manifestações em favor das eleições diretas, em Brasília no dia 25.

3- Houve grande comoção nacional, especialmente porque Tancredo Neves seria o primeiro presidente civil após o Golpe de 1964. O Brasil, que acompanhara tenso e comovido a agonia do político mineiro, promoveu um dos maiores funerais da história nacional.
O fato é que Tancredo faleceu num momento em que representava uma grande esperança para o povo.

Anônimo disse...

Hemily Cunha N:15 2 B

O que representou para o Brasil o período militar (1964/1985):
Podemos definir a Ditadura Militar como sendo o período da política brasileira em que os militares governaram o Brasil. Esta época vai de 1964 a 1985. Caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar.
O golpe militar de 1964. A crise política se arrastava desde a renúncia de Jânio Quadros em 1961. O vice de Jânio era João Goulart, que assumiu a presidência num clima político adverso. O governo de João Goulart (1961-1964) foi marcado pela abertura às organizações sociais. Estudantes, organizações populares e trabalhadores ganharam espaço, causando a preocupação das classes conservadoras como, por exemplo, os empresários, banqueiros, Igreja Católica, militares e classe média. Todos temiam uma guinada do Brasil para o lado socialista. Vale lembrar, que neste período, o mundo vivia o auge da Guerra Fria.
Este estilo populista e de esquerda, chegou a gerar até mesmo preocupação nos EUA, que junto com as classes conservadoras brasileiras, temiam um golpe comunista.
Os partidos de oposição, como a União Democrática Nacional (UDN) e o Partido Social Democrático (PSD), acusavam Jango de estar planejando um golpe de esquerda e de ser o responsável pela carestia e pelo desabastecimento que o Brasil enfrentava.
No dia 13 de março de 1964, João Goulart realiza um grande comício na Central do Brasil ( Rio de Janeiro ), onde defende as Reformas de Base. Neste plano, Jango prometia mudanças radicais na estrutura agrária, econômica e educacional do país.
Seis dias depois, em 19 de março, os conservadores organizam uma manifestação contra as intenções de João Goulart. Foi a Marcha da Família com Deus pela Liberdade, que reuniu milhares de pessoas pelas ruas do centro da cidade de São Paulo.
O clima de crise política e as tensões sociais aumentavam a cada dia. No dia 31 de março de 1964, tropas de Minas Gerais e São Paulo saem às ruas. Para evitar uma guerra civil, Jango deixa o país refugiando-se no Uruguai. Os militares tomam o poder. Em 9 de abril, é decretado o Ato Institucional Número 1 ( AI-1 ). Este cassa mandatos políticos de opositores ao regime militar e tira a estabilidade de funcionários públicos.

Explique o que foi o movimento das Diretas Já :

Diretas Já foi um movimento político democrático com grande participação popular que ocorreu no ano de 1984. Este movimento era favorável e apoiava a emenda do deputado Dante de Oliveira que restabeleceria as eleições diretas para presidente da República no Brasil.
Manifestações populares:
Durante o movimento ocorreram diversas manifestações populares em muitas cidades brasileiras como, por exemplo, passeatas e comícios. Estes eventos populares contaram com a participação de milhares de brasileiros.

O que justifica na história do Brasil, tanta dor com a morte do presidente eleito Tancredo Neves?

Em 1985 concorreu à presidência da república recebendo 480 votos contra 180 de seu adversário Paulo Maluf. Neves representava a esperança do cidadão brasileiro após o fracasso da campanha pelas diretas. No entanto, não chegou a tomar posse. Em 14 de março de 1985, véspera da posse, Tancredo Neves, ao lado de seus familiares, assistiu à missa em ação de graças celebrada em sua homenagem no Santuário Dom Bosco, em Brasília, pelo arcebispo de Belo Horizonte, dom João Resende Costa. No mesmo dia à noite, o chefe do serviço médico da Câmara, doutor Renault Matos Ribeiro, foi chamado às pressas para atender o presidente eleito, acometido de fortes dores abdominais. Diagnosticado de apendicite, Tancredo foi operado no Hospital de Base de Brasília pelos médicos Renault Matos Ribeiro e Pinheiro da Rocha aos 37 minutos do dia 15, dia em deveriam ocorrer a posse e transmissão do cargo. Segundo informações transmitidas após a cirurgia, Tancredo padecia de diverticulite, doença que gera um quadro agudo, provocando dores semelhantes às crises de apendicite.

Anônimo disse...

Hemily Cunha N:15 2 B
O que representou para o Brasil o período militar (1964/1985):
Podemos definir a Ditadura Militar como sendo o período da política brasileira em que os militares governaram o Brasil. Esta época vai de 1964 a 1985. Caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar.
O golpe militar de 1964. A crise política se arrastava desde a renúncia de Jânio Quadros em 1961. O vice de Jânio era João Goulart, que assumiu a presidência num clima político adverso. O governo de João Goulart (1961-1964) foi marcado pela abertura às organizações sociais. Estudantes, organizações populares e trabalhadores ganharam espaço, causando a preocupação das classes conservadoras como, por exemplo, os empresários, banqueiros, Igreja Católica, militares e classe média. Todos temiam uma guinada do Brasil para o lado socialista. Vale lembrar, que neste período, o mundo vivia o auge da Guerra Fria.
Este estilo populista e de esquerda, chegou a gerar até mesmo preocupação nos EUA, que junto com as classes conservadoras brasileiras, temiam um golpe comunista.
Os partidos de oposição, como a União Democrática Nacional (UDN) e o Partido Social Democrático (PSD), acusavam Jango de estar planejando um golpe de esquerda e de ser o responsável pela carestia e pelo desabastecimento que o Brasil enfrentava.
No dia 13 de março de 1964, João Goulart realiza um grande comício na Central do Brasil ( Rio de Janeiro ), onde defende as Reformas de Base. Neste plano, Jango prometia mudanças radicais na estrutura agrária, econômica e educacional do país.
Seis dias depois, em 19 de março, os conservadores organizam uma manifestação contra as intenções de João Goulart. Foi a Marcha da Família com Deus pela Liberdade, que reuniu milhares de pessoas pelas ruas do centro da cidade de São Paulo.
O clima de crise política e as tensões sociais aumentavam a cada dia. No dia 31 de março de 1964, tropas de Minas Gerais e São Paulo saem às ruas. Para evitar uma guerra civil, Jango deixa o país refugiando-se no Uruguai. Os militares tomam o poder. Em 9 de abril, é decretado o Ato Institucional Número 1 ( AI-1 ). Este cassa mandatos políticos de opositores ao regime militar e tira a estabilidade de funcionários públicos.

Explique o que foi o movimento das Diretas Já :

Diretas Já foi um movimento político democrático com grande participação popular que ocorreu no ano de 1984. Este movimento era favorável e apoiava a emenda do deputado Dante de Oliveira que restabeleceria as eleições diretas para presidente da República no Brasil.
Manifestações populares:
Durante o movimento ocorreram diversas manifestações populares em muitas cidades brasileiras como, por exemplo, passeatas e comícios. Estes eventos populares contaram com a participação de milhares de brasileiros.

O que justifica na história do Brasil, tanta dor com a morte do presidente eleito Tancredo Neves?

Em 1985 concorreu à presidência da república recebendo 480 votos contra 180 de seu adversário Paulo Maluf. Neves representava a esperança do cidadão brasileiro após o fracasso da campanha pelas diretas. No entanto, não chegou a tomar posse. Em 14 de março de 1985, véspera da posse, Tancredo Neves, ao lado de seus familiares, assistiu à missa em ação de graças celebrada em sua homenagem no Santuário Dom Bosco, em Brasília, pelo arcebispo de Belo Horizonte, dom João Resende Costa. No mesmo dia à noite, o chefe do serviço médico da Câmara, doutor Renault Matos Ribeiro, foi chamado às pressas para atender o presidente eleito, acometido de fortes dores abdominais. Diagnosticado de apendicite, Tancredo foi operado no Hospital de Base de Brasília pelos médicos Renault Matos Ribeiro e Pinheiro da Rocha aos 37 minutos do dia 15, dia em deveriam ocorrer a posse e transmissão do cargo. Segundo informações transmitidas após a cirurgia, Tancredo padecia de diverticulite, doença que gera um quadro agudo, provocando dores semelhantes às crises de apendicite.

Anônimo disse...

Rafael Miranda. Nº27 2ºA

No ano de 1979, o regime militar tomou medidas que permitiram o retorno das liberdades democráticas no país. O sistema bipartidário foi substituído por uma reforma política que abriu espaço para a formação de novos partidos dentro do país. Dessa forma, as novas siglas que ao mesmo tempo representavam maior direito de expressão política, também marcavam um atípico processo de fragmentação político-partidária.

Chegado o ano de 1982, estes partidos disputaram eleições para os governos estaduais e demais cargos legislativos. Mediante esse novo quadro, membros de oposição da Câmara dos Deputados tentaram articular uma lei que instituísse o voto direto na escolha do sucessor do presidente João Batista Figueiredo. Em 1983, essa movimentação tomou a forma de um projeto de lei elaborado pelo deputado peemedebista Dante de Oliveira.

A divulgação da chamada “Emenda Dante de Oliveira” repercutiu entre vários grupos mais politizados das capitais e grandes cidades do país. Em um curto espaço de tempo, membros do PMDB, PT e PDT passaram a organizar grandes comícios onde a população se colocava em favor da escolha direta para o cargo de presidente. Com a repercussão tomada nos meios de comunicação, essas manifestações se transformaram no movimento das “Diretas Já!”.

Anônimo disse...

Como foi uma época em que havia uma grande falta da democracia, dos direitos, além da constante perseguição política e violência sobre as pessoas que contrariavam o regime militar da época. Então, para o Brasil no período militar, foi um movimento de redemocratização. Com a crise do governo ditatorial deflagrada e as denúncias sobre as repressões, o poder militar foi "sumindo".Os movimentos grevistas do final da década de 1970 e o anúncio das eleições estaduais diretas, em 1982, davam claro sinal da retirada dos militares do poder.
Diretas Já" foi um movimento civil de reivindicação por eleições presidenciais diretas no Brasil ocorrido em 1984. A possibilidade de eleições diretas para a Presidência da República no Brasil se concretizou com a votação da proposta de Emenda Constitucional Dante de Oliveira pelo Congresso.Entretanto, a Proposta de Emenda Constitucional foi rejeitada, frustrando a sociedade brasileira. Ainda assim, os adeptos do movimento conquistaram uma vitória parcial em janeiro do ano seguinte quando um de seus líderes, Tancredo Neves, foi eleito presidente pelo Colégio Eleitoral.O processo de redemocratização termina com a volta do poder civil em 1985, com a aprovação de uma nova Constituição Federal em 1988 e com a realização das eleições diretas para Presidente da República em 1989.
Em relação à morte de Tancredo Neves, houve uma grande comoção nacional, especialmente porque ele seria o primeiro presidente civil após o Golpe de 1964. O Brasil, que acompanhara tenso e comovido a agonia do político mineiro, promoveu um dos maiores funerais da história nacional. Calculou-se na época que, entre São Paulo, Brasília, Belo Horizonte e São João del-Rei, mais de dois milhões de pessoas viram passar o esquife. Coração de Estudante, uma canção do cantor mineiro Milton Nascimento, marcou o episódio na memória nacional.Em sua lápide ficou gravada a frase: "Aqui jaz, muito a contragosto, Tancredo de Almeida Neves".

Leonardo Contezini - nº13 - 2ºA

Anônimo disse...

André Franco Stravolo nº2 2ºA


1. O que representou para o Brasil o período militar
É certo falarmos da Ditadura Militar como sendo o período da política brasileira em que os militares governaram o Brasil. Esta época vai de 1964 a 1985. Caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar.

2- Foi um dos movimento de maior participação popular, da história do Brasil.foi um movimento civil de reivindicação por eleições presidenciais diretas no Brasil

3- Houve grande comoção nacional, especialmente porque Tancredo Neves seria o primeiro presidente civil após o Golpe de 1964. O Brasil, que acompanhara tenso e comovido a agonia do político mineiro, promoveu um dos maiores funerais da história nacional.
O fato é que Tancredo faleceu num momento em que representava uma grande esperança para o povo.

Anônimo disse...

1-Um periodo que tinha uma grande falta de democracia. A didatura militar foi quando os militares tomaram o poder de governar o Brasil, ficaram no comando de 1964 a 1985, anos em que os que eram contra o regime eram combatidos com violência. Uma epoca de muita censura.
o governo de joão goulart foi marcado pela abertura as organizaçoes sociais. ele fez com que os estudantes, organizaçoes populares e trabalhadores ganhassem espaço, e esta ocorrico causou preocupação nas classes conservadoras. Nessa epoca o medo que o Brasil virasse para o lado socialista era grande, ainda mais que estava no periodo da guerra fria ( USA x URSS )em que por sorte nao teve o verdadeiro inicio de batalha.
2 - Foi um dos movimento de maior participação popular, da história do Brasil.foi um movimento civil de reivindicação por eleições presidenciais diretas no Brasil, em 1984, na época a possibilidade de eleições diretas para a Presidência da República no Brasil,que tinha como objetivo restabelecer as eleições diretas no país.As consequências para reprimir as manifestações populares, durante o mês de abril de 1984, o então presidente João Figueiredo aumentou a censura sobre a imprensa e ordenou prisões. Houve violência policial. Apesar da rejeição da Emenda Dante de Oliveira na Câmara dos Deputados, o movimento pelas "Diretas Já" teve grande importância na redemocratização do Brasil. Suas lideranças passaram a formar a nova elite política brasileira. O processo de redemocratização termina com a volta do poder civil em 1985, com a aprovação de uma nova Constituição Federal em 1988 e com a realização das eleições diretas para Presidente da República em 1989.
3- Tancredo Neves seria o primeiro presidente civil após o Golpe de 1964. O Brasil, após descobrir de sua morte, perdeu sua ultima esperança. Todos muito comovidos, sentindo a dor de ter perdido alguém que muito fez por nosso país.

thiago abel 2A 32

Anônimo disse...

Maria Eduarda. Nº19 2ºA

1- O que representou para o Brasil o período militar (1964/1985):
o periodo militar caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar.
Os partidos que se opunham a Jango (João Goulart), como a União Democrática Nacional (UDN) e o Partido Social Democrático (PSD), acusavam o mesmo de planejar um golpe e de ser o responsável pelos problemas que o Brasil enfrentava na época. No dia 13 de março de 1964, João Goulart realizou um grande comício na Central do Brasil (Rio de Janeiro), onde defendeu as Reformas de Base e prometeu mudanças radicais na agricultura, economia e na educação do país.

2-Explique o que foi o movimento das Diretas Já :
Diretas Já foi um movimento político democrático com grande participação popular que ocorreu no ano de 1984. Este movimento era favorável e apoiava a emenda do deputado Dante de Oliveira que restabeleceria as eleições diretas para presidente da República no Brasil.
A particiação do povo neste momento da história brasileira foi constante. Durante o movimento ocorreram diversas manifestações populares em muitas cidades como, por exemplo, passeatas e comícios.
Eles lutavam por eleições diretas, onde o povo elegia seu candidato, porém ainda em 15 de janeiro de 1985, ocorreram eleições indiretas e Tancredo Neves foi eleito presidente do Brasil. Porém, em função de uma doença, Tancredo faleceu antes de assumir o cargo, sendo que o vice, José Sarney, tornou-se o primeiro presidente civil após o regime de Ditadura Militar (1964-1985).
As eleições diretas para presidente do Brasil só ocorreriam em 1989, após ser estabelecida na Constituição de 1988.

3- O que justifica na história do Brasil, tanta dor com a morte do presidente eleito Tancredo Neves?

A esperança por um futuro melhor para o país morre junto com Tancredo Neves. Todos acreditavam que a partir das eleições que o elegeram tudo ficaria melhor, mas com diz Getulio Vargas: "No Brasil, não basta vencer a eleição, é preciso ganhar a posse!" e assim que Tancredo morre é anunciado: "Lamento informar que o Excelentíssimo Senhor Presidente da República, Tancredo de Almeida Neves, faleceu esta noite no Instituto do Coração, às 10 horas e 23 minutos [...]. "
— Antônio Britto, porta-voz oficial
Deixando o país em luto!

Anônimo disse...

Luciana Voigt número: 17 2°A EM

1- Podemos definir a Ditadura Militar como sendo o período da política brasileira em que os militares governaram o Brasil. Esta época vai de 1964 a 1985. Caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar.

2- * ntato
* Empregos
* Livros

InfoEscola » História »
Diretas Já
Por Lidiane Duarte
Diretas Já foi um dos movimentos de maior participação popular, da história do Brasil. Teve início em 1983, no governo de João Batista Figueiredo e propunha eleições diretas para o cargo de Presidente da República. A campanha ganhou o apoio dos partidos PMDB e PDS, e em pouco tempo, a simpatia da população, que foi às ruas para pedir a volta das eleições diretas.

Sob o Regime Militar desde 1964, a última eleição direta para presidente fora em 1960. A Ditadura já estava com seus dias contados. Inflação alta, dívida externa exorbitante, desemprego, expunham a crise do sistema. Os militares, ainda no poder, pregavam uma transição democrática lenta, ao passo que perdiam o apoio da sociedade, que insatisfeita, queria o fim do regime o mais rápido possível.

3-Houve grande comoção nacional, especialmente porque Tancredo Neves seria o primeiro presidente civil após o Golpe de 1964. O Brasil, que acompanhara tenso e comovido a agonia do político mineiro, promoveu um dos maiores funerais da história nacional.
Não é possível dizer se nos dias atuais a morte de um homem como Tancredo Neves provocaria tanta comoção pública. O fato é que Tancredo faleceu num momento em que ele era indispensável ao país e, por que não, aos nossos sonhos.

Anônimo disse...

1- O que representou para o Brasil o período militar?

A Ditadura Militar foi o período da política brasileira em que os militares governaram o Brasil, entre os anos de 1964 e 1985. Foi um época marcada pela falta de democracia, destruição dos direitos constitucionais, recriminação, perseguição política e coibição daqueles que eram opostos ao novo regime. A liberdade de expressão e de organização era quase inexistente. Partidos políticos, sindicatos, agremiações estudantis e outras organizações representativas da sociedade foram extintas ou sofreram intervenções do governo. Os meios de comunicação e as manifestações artísticas foram submetidos à censura. A década de 1960 iniciou também, um período de grandes modificações na economia do Brasil: de modernização da indústria e dos serviços, de concentração de renda, de abertura ao capital estrangeiro e de endividamento externo.

2- Explique o que foi o movimento das Diretas Já.

Diretas Já foi um dos movimentos de maior participação popular, da história do Brasil. Teve início em 1983, propunha eleições diretas para o cargo de Presidente da República. A campanha ganhou o apoio dos partidos PMDB e PDS, e em pouco tempo, a simpatia da população, que foi às ruas para pedir a volta das eleições diretas.
Sob o Regime Militar desde 1964, a última eleição direta para presidente fora em 1960. A Ditadura já estava com seus dias contados. Em 1984, haveria eleição para a presidência, mas seria realizada de modo indireto, através do Colégio Eleitoral. Para que tal eleição transcorresse pelo voto popular, ou seja, de forma direta, era necessária a aprovação da emenda constitucional proposta pelo deputado Dante de Oliveira (PMDB – Mato Grosso).A cor amarela era o símbolo da campanha. Lideranças estudantis, como a UNE (União Nacional dos Estudantes), sindicatos, como a CUT (Central Única dos Trabalhadores), intelectuais, artistas e religiosos reforçaram o coro pelas Diretas Já.

3- O que justifica na história do Brasil, tanta dor com a morte do presidente eleito Tancredo Neves ?

Por ter sido o primeiro presidente eleito depois de 1964,Tancredo era um símbolo de vitória e esperança para todos os brasileiros. Vitória que mostrava como sua luta para um país sem um regime militarista e esperança de uma vida mais justa e democrática.

ALuna Mariana Veiga Toth nº20 2º ano A

Anônimo disse...

1- O que representou para o Brasil o período militar?

A Ditadura Militar foi o período da política brasileira em que os militares governaram o Brasil, entre os anos de 1964 e 1985. Foi um época marcada pela falta de democracia, destruição dos direitos constitucionais, recriminação, perseguição política e coibição daqueles que eram opostos ao novo regime. A liberdade de expressão e de organização era quase inexistente. Partidos políticos, sindicatos, agremiações estudantis e outras organizações representativas da sociedade foram extintas ou sofreram intervenções do governo. Os meios de comunicação e as manifestações artísticas foram submetidos à censura. A década de 1960 iniciou também, um período de grandes modificações na economia do Brasil: de modernização da indústria e dos serviços, de concentração de renda, de abertura ao capital estrangeiro e de endividamento externo.

2- Explique o que foi o movimento das Diretas Já.

Diretas Já foi um dos movimentos de maior participação popular, da história do Brasil. Teve início em 1983, propunha eleições diretas para o cargo de Presidente da República. A campanha ganhou o apoio dos partidos PMDB e PDS, e em pouco tempo, a simpatia da população, que foi às ruas para pedir a volta das eleições diretas.
Sob o Regime Militar desde 1964, a última eleição direta para presidente fora em 1960. A Ditadura já estava com seus dias contados. Em 1984, haveria eleição para a presidência, mas seria realizada de modo indireto, através do Colégio Eleitoral. Para que tal eleição transcorresse pelo voto popular, ou seja, de forma direta, era necessária a aprovação da emenda constitucional proposta pelo deputado Dante de Oliveira (PMDB – Mato Grosso).A cor amarela era o símbolo da campanha. Lideranças estudantis, como a UNE (União Nacional dos Estudantes), sindicatos, como a CUT (Central Única dos Trabalhadores), intelectuais, artistas e religiosos reforçaram o coro pelas Diretas Já.

3- O que justifica na história do Brasil, tanta dor com a morte do presidente eleito Tancredo Neves ?

Por ter sido o primeiro presidente eleito depois de 1964,Tancredo era um símbolo de vitória e esperança para todos os brasileiros. Vitória que mostrava como sua luta para um país sem um regime militarista e esperança de uma vida mais justa e democrática.

ALuna Mariana Veiga Toth nº20 2º ano A

Anônimo disse...

Elaine de Andrade Jasper nº4 série:2ºA

1-No dia 1º de Abril de 1964 o Brasil mergulha em uma nova fase da sua história. Durante 21 anos o país viveu um regime de governo militar, que marcou a nação, seu povo e suas instituições. Foram duas décadas de confronto entre forças políticas e sociais. Neste conflito ambos os lados, governo e oposição, utilizaram todos os seus recursos: censura, terrorismo, tortura e guerrilha. O Regime Militar é instaurado pelo golpe de 1º de abril de 1964. O plano político é marcado pelo autoritarismo, supressão dos direitos constitucionais, perseguição política, prisão e tortura dos opositores, e pela imposição da censura prévia aos meios de comunicação. Na economia há uma rápida diversificação e modernização da indústria e serviços, sustentada por mecanismos de concentração de renda, endividamento externo e abertura ao capital estrangeiro. O crescimento industrial foi o ponto positivo dessas administrações que tinham por base concentrar o poder nas mãos do presidente, através de Atos Institucionais, que por várias vezes contrariavam o conceito de "cidadania".

2- Diretas Já foi um dos movimentos de maior participação popular, da história do Brasil. Teve início em 1983, no governo de João Batista Figueiredo e propunha eleições diretas para o cargo de Presidente da República. A campanha ganhou o apoio dos partidos PMDB e PDS, e em pouco tempo, a simpatia da população, que foi às ruas para pedir a volta das eleições diretas.

3-Após a derrota da emenda Dante de Oliveira, líderes peemedebistas se articularam com parcelas do PDS e formaram a Aliança Democrática para disputar, em 15 de janeiro de 1985, as eleições para presidente da República no Colégio Eleitoral. Como candidato daquela frente partidária, Tancredo Neves conseguiu vencer, por 480 votos contra 180, o candidato governista Paulo Maluf. A eleição de Tancredo Neves, apesar de indireta, foi recebida com grande entusiasmo pela maioria dos brasileiros. Afinal, ele seria o primeiro presidente civil do país depois de mais de 20 anos. O presidente eleito, no entanto, jamais assumiu o governo. Na véspera da sua posse, foi internado no Hospital de Base, em Brasília, com fortes dores abdominais. O seu vice, José Sarney, assumiu a Presidência no dia seguinte, em 15 de março de 1985.Houve grande comoção nacional, especialmente porque Tancredo Neves seria o primeiro presidente civil após o Golpe de 1964. O Brasil, que acompanhara tenso e comovido a agonia do político mineiro, promoveu um dos maiores funerais da história nacional. Calculou-se na época que, entre São Paulo, Brasília, Belo Horizonte e São João del-Rei, mais de dois milhões de pessoas viram passar o esquife. Coração de Estudante, uma canção do cantor mineiro Milton Nascimento, marcou o episódio na memória nacional.

Anônimo disse...

Elaine de Andrade Jasper nº4 série:2ºA

1-No dia 1º de Abril de 1964 o Brasil mergulha em uma nova fase da sua história. Durante 21 anos o país viveu um regime de governo militar, que marcou a nação, seu povo e suas instituições. Foram duas décadas de confronto entre forças políticas e sociais. Neste conflito ambos os lados, governo e oposição, utilizaram todos os seus recursos: censura, terrorismo, tortura e guerrilha. O Regime Militar é instaurado pelo golpe de 1º de abril de 1964. O plano político é marcado pelo autoritarismo, supressão dos direitos constitucionais, perseguição política, prisão e tortura dos opositores, e pela imposição da censura prévia aos meios de comunicação. Na economia há uma rápida diversificação e modernização da indústria e serviços, sustentada por mecanismos de concentração de renda, endividamento externo e abertura ao capital estrangeiro. O crescimento industrial foi o ponto positivo dessas administrações que tinham por base concentrar o poder nas mãos do presidente, através de Atos Institucionais, que por várias vezes contrariavam o conceito de "cidadania".

2- Diretas Já foi um dos movimentos de maior participação popular, da história do Brasil. Teve início em 1983, no governo de João Batista Figueiredo e propunha eleições diretas para o cargo de Presidente da República. A campanha ganhou o apoio dos partidos PMDB e PDS, e em pouco tempo, a simpatia da população, que foi às ruas para pedir a volta das eleições diretas.

3-Após a derrota da emenda Dante de Oliveira, líderes peemedebistas se articularam com parcelas do PDS e formaram a Aliança Democrática para disputar, em 15 de janeiro de 1985, as eleições para presidente da República no Colégio Eleitoral. Como candidato daquela frente partidária, Tancredo Neves conseguiu vencer, por 480 votos contra 180, o candidato governista Paulo Maluf. A eleição de Tancredo Neves, apesar de indireta, foi recebida com grande entusiasmo pela maioria dos brasileiros. Afinal, ele seria o primeiro presidente civil do país depois de mais de 20 anos. O presidente eleito, no entanto, jamais assumiu o governo. Na véspera da sua posse, foi internado no Hospital de Base, em Brasília, com fortes dores abdominais. O seu vice, José Sarney, assumiu a Presidência no dia seguinte, em 15 de março de 1985.Houve grande comoção nacional, especialmente porque Tancredo Neves seria o primeiro presidente civil após o Golpe de 1964. O Brasil, que acompanhara tenso e comovido a agonia do político mineiro, promoveu um dos maiores funerais da história nacional. Calculou-se na época que, entre São Paulo, Brasília, Belo Horizonte e São João del-Rei, mais de dois milhões de pessoas viram passar o esquife. Coração de Estudante, uma canção do cantor mineiro Milton Nascimento, marcou o episódio na memória nacional.

Anônimo disse...

O período de 1964-1985 representou para o Brasil uma época em que a democracia não podia ser exercida pelo povo (pois o voto era indireto), havia censura, e em grande parte desse período só existiram dois partidos políticos (bipartidarismo), sendo eles a ARENA (Aliança Renovadora Nacional) e o MDB (Movimento Democrático Brasileiro). Só em 1979, sob o governo de Figueiredo, há a volta do pluripartidarismo. Os tempos de Ditadura Militar também foram os tempos da alta inflação.

Em 1984, ocorreu o movimento Diretas Já, favorável à aprovação da emenda Dante de Oliveira, que garantiria eleições diretas para presidente. Apesar da incrível mobilização da população, a emenda não foi aprovada pela Câmara dos Deputados, embora tivesse recebido a maioria dos votos a favor, pois ainda assim faltaram 22 votos para se atingir o mínimo de 2/3 dos votos exigidos para alterações na Constituição. Por volta de 1985, ocorre o fim da ditadura militar brasileira. Em 1988 foi promulgada a nova Constituição Brasileira que vigora até os dias de hoje.

O presidente Tancredo Neves, apesar de ser eleito ainda de forma indireta, seria o primeiro presidente civil do Regime Militar a comandar o Brasil. Todos esperavam com fervor o momento de sua posse, quando um dia antes, ele vem a adoecer e depois de mais de um mês de luta por sobrevivência, ele vem a falecer, deixando toda uma nação chorando sua morte. Tancredo Neves então, não chegou a assumir formalmente a presidência do Brasil. Seu vice, José Sarney, assumiu a presidência.

Alessandra Nº 01 2ºA

Anônimo disse...

Matheus Provesi 20º 2ªC

Podemos definir a Ditadura Militar como sendo o período da política brasileira em que os militares governaram o Brasil. Esta época vai de 1964 a 1985. Caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar.

O golpe militar de 1964
A crise política se arrastava desde a renúncia de Jânio Quadros em 1961. O vice de Jânio era João Goulart, que assumiu a presidência num clima político adverso. O governo de João Goulart (1961-1964) foi marcado pela abertura às organizações sociais. Estudantes, organização populares e trabalhadores ganharam espaço, causando a preocupação das classes conservadoras como, por exemplo, os empresários, banqueiros, Igreja Católica, militares e classe média. Todos temiam uma guinada do Brasil para o lado socialista. Vale lembrar, que neste período, o mundo vivia o auge da Guerra Fria.
Este estilo populista e de esquerda, chegou a gerar até mesmo preocupação nos EUA, que junto com as classes conservadoras brasileiras, temiam um golpe comunista.

Os partidos de oposição, como a União Democrática Nacional (UDN) e o Partido Social Democrático (PSD), acusavam Jango de estar planejando um golpe de esquerda e de ser o responsável pela carestia e pelo desabastecimento que o Brasil enfrentava.
No dia 13 de março de 1964, João Goulart realiza um grande comício na Central do Brasil ( Rio de Janeiro ), onde defende as Reformas de Base. Neste plano, Jango prometia mudanças radicais na estrutura agrária, econômica e educacional do país.

Seis dias depois, em 19 de março, os conservadores organizam uma manifestação contra as intenções de João Goulart. Foi a Marcha da Família com Deus pela Liberdade, que reuniu milhares de pessoas pelas ruas do centro da cidade de São Paulo.

O clima de crise política e as tensões sociais aumentavam a cada dia. No dia 31 de março de 1964, tropas de Minas Gerais e São Paulo saem às ruas. Para evitar uma guerra civil, Jango deixa o país refugiando-se no Uruguai. Os militares tomam o poder. Em 9 de abril, é decretado o Ato Institucional Número 1 ( AI-1 ). Este, cassa mandatos políticos de opositores ao regime militar e tira a estabilidade de funcionários públicos.

Diretas já:
Foi um movimento popular exigindo o retorno das eleições diretas em todos os níveis, apoiando a emenda constitucional do deputado Federal por MT(PMDB), Dante de Oliveira. A participação contava com ampla presença de artistas e das mais variadas lideranças políticas e estudantil.
Eram 477 parlamentares presentes e a emenda precisava de 320 destes votos para ser aprovada. Mas 298 votaram sim, 65 contra, 3 se abstiveram e 113 não compareceram à seção
Para inibir a população antes da votação, o presidente da República, general João Figueiredo, editou um decreto, no dia 18 de abril, proibindo as manifestações em favor das eleições diretas, em Brasília no dia 25.

A morte de Tancredo foi a morte do primeiro presidente eleito (ainda que indiretamente) desde a implementação do regime de exceção vigente de 1964 até 1985.
A vitória de Tancredo (candidato da oposição) representava um pouco o sentimento de perda da capacidade de enfrentamento da situação de transição democrática, iniciada desde anos anteriores, mas que se mostrava mais palpável a partir de então.

Anônimo disse...

Nathalia Pereira 24º 2ªA

As intervenções militares foram recorrentes na história da república brasileira. Antes de 1964, porém, nenhuma dessas interferências resultou num governo presidido por militares. Em março de 1964, contudo, eles assumiram o poder por meio de um golpe e governaram o país, nos 21 anos seguintes, instalando um regime ditatorial.

A ditadura restringiu o exercício da cidadania e reprimiu com violência todos os movimentos de oposição. No que se refere à economia, o governo colocou em prática um projeto desenvolvimentista que produziu resultados bastante contraditórios, tendo em vista que o país ingressou numa fase de industrialização e crescimento econômico acelerados, sem beneficiar, porém, a maioria da população, em particular a classe trabalhadora.

Diretas Já foi um dos movimentos de maior participação popular, da história do Brasil. Teve início em 1983, no governo de João Batista Figueiredo e propunha eleições diretas para o cargo de Presidente da República. A campanha ganhou o apoio dos partidos PMDB e PDS, e em pouco tempo, a simpatia da população, que foi às ruas para pedir a volta das eleições diretas.

Sob o Regime Militar desde 1964, a última eleição direta para presidente fora em 1960. A Ditadura já estava com seus dias contados. Inflação alta, dívida externa exorbitante, desemprego, expunham a crise do sistema. Os militares, ainda no poder, pregavam uma transição democrática lenta, ao passo que perdiam o apoio da sociedade, que insatisfeita, queria o fim do regime o mais rápido possível.

A cor amarela era o símbolo da campanha. Depois de duas décadas intimidada pela repressão, o movimento das Diretas Já ressuscitou a esperança e a coragem da população. Além de poder eleger um representante, a eleição direta sinalizava mudanças também econômicas e sociais. Lideranças estudantis, como a UNE (União Nacional dos Estudantes), sindicatos, como a CUT (Central Única dos Trabalhadores), intelectuais, artistas e religiosos reforçaram o coro pelas Diretas Já.

Foram realizadas várias manifestações públicas. Mas dois comícios marcaram a campanha, dias antes de ser votada a emenda Dante de Oliveira. Um no Rio de Janeiro, no dia 10 de abril de 1984 e outro no dia 16 de abril, em São Paulo. Aos gritos de Diretas Já! mais de um milhão de pessoas lotou a praça da Sé, na capital paulista.

Uma figura de destaque deste movimento foi Ulysses Guimarães (PMDB), apelidado de “o Senhor diretas”. Outros nomes emblemáticos da campanha foram o atual presidente da República, Luís Inácio Lula da Silva, a cantora Fafá de Belém e o apresentador Osmar Santos.

No dia 25 de abril de 1984, o Congresso Nacional se reuniu para votar a emenda que tornaria possível a eleição direta ainda naquele ano. A população não pode acompanhar a votação dentro do plenário. Os militares temendo manifestações reforçaram a segurança ao redor do Congresso Nacional. Tanques, metralhadoras e muitos homens sinalizavam que aquela proposta não era bem-vinda.

Para que a emenda fosse aprovada, eram necessários 2/3 dos votos. A expectativa era grande. Foram 298 votos a favor e 65 contra. Por 22 votos, a proposta de Dante de Oliveira não conseguiu ser aprovada.

Com o fim do sonho, restava ainda a eleição indireta, quando dois civis disputariam o cargo. Paulo Maluf (PDS) e Tancredo Neves (PMDB) foram os indicados. Com o apoio das mesmas lideranças das Diretas Já, Tancredo Neves venceu a disputa.

A morte de Tancredo foi a morte do primeiro presidente eleito (ainda que indiretamente) desde a implementação do regime de exceção vigente de 1964 até 1985.
A vitória de Tancredo (candidato da oposição) representava um pouco o sentimento de perda da capacidade de enfrentamento da situação de transição democrática, iniciada desde anos anteriores, mas que se mostrava mais palpável a partir de então.

Anônimo disse...

Jessica Nagy 13º 2C

O Regime militar no Brasil, iniciado com o golpe de 31 de março de 1964, resultou no afastamento do Presidente da República de jure e de facto, João Goulart, assumindo o poder o Marechal Castelo Branco. Este golpe de estado, qualificado por personagens afinados como uma revolução, instituiu uma ditadura militar, que durou até a eleição de Tancredo Neves em 1985. Os militares então justificaram o golpe, que eclodiu cinco anos após o alinhamento cubano à União Soviética, governado por Nikita Khruschov, sob alegação de que havia uma ameaça comunista, afirmando ter eclodido no caso uma contrarrevolução, fortemente contestada principalmente pela historiografia marxista.[1][2]

O golpe de Estado marcou a influência política do Exército Brasileiro e sua determinação em tomar o poder do país ao abrigo de uma doutrina de segurança nacional formado no âmbito da política do comércio exterior americano e de outras países influentes como a França. O intervencionismo militar no Brasil remonta ao Império (1822-1889), mas, segundo estudiosos é a primeira vez no Brasil, mas também na América Latina que o militar está adquirindo poder afirmando abertamente a doutrina da segurança nacional.[3][4]

Entre as figuras históricas civis afinadas com o movimento militar, estão os governadores Magalhães Pinto (Minas Gerais), Adhemar de Barros (São Paulo) e Carlos Lacerda (Guanabara, atual Estado do Rio de Janeiro).

A ditadura pôs em prática vários Atos Institucionais, culminando com o AI-5 de 1968 a suspensão da Constituição de 1946, a dissolução do Congresso Brasileiro, a supressão de liberdades individuais e a criação de um código de processo penal militar que permitiu que o Exército brasileiro e a polícia militar do Brasil pudessem prender e encarcerar pessoas consideradas "suspeitas", além de qualquer revisão judicial. [5] O regime militar durou até a eleição de um civil, Tancredo Neves, em 1985.

DIretas Já!!!
Introdução

Diretas Já foi um movimento político democrático com grande participação popular que ocorreu no ano de 1984. Este movimento era favorável e apoiava a emenda do deputado Dante de Oliveira que restabeleceria as eleições diretas para presidente da República no Brasil.

Manifestações populares

Durante o movimento ocorreram diversas manifestações populares em muitas cidades brasileiras como, por exemplo, passeatas e comícios. Estes eventos populares contaram com a participação de milhares de brasileiros.

Participações

O movimento das Diretas Já contou com o apoio de diversos políticos da época como, por exemplo, Franco Montoro, Fernando Henrique Cardoso, Tancredo Neves, Ulysses Guimarães, José Serra, Mário Covas, Teotônio Vilela, Eduardo Suplicy, Leonel Brizola, Luis Inácio Lula da Silva, Miguel Arraes, entre outros. Teve também a participação de artistas, jogadores de futebol, cantores, religiosos, etc.

Votação e decepção popular

Em 25 de abril de 1984, a emenda constitucional das eleições diretas foi colocada em votação. Porém, para a desilusão do povo brasileiro, ela não foi aprovada.

Eleições indiretas

Em 15 de janeiro de 1985, ocorreram eleições indiretas e Tancredo Neves foi eleito presidente do Brasil. Porém, em função de uma doença, Tancredo faleceu antes de assumir o cargo, sendo que o vice, José Sarney, tornou-se o primeiro presidente civil após o regime de Ditadura Militar (1964-1985).

As eleições diretas para presidente do Brasil só ocorreriam em 1989, após ser estabelecida na Constituição de 1988.

Creio que devamos entender o contexto.
A morte de Tancredo foi a morte do primeiro presidente eleito (ainda que indiretamente) desde a implementação do regime de exceção vigente de 1964 até 1985.
A vitória de Tancredo (candidato da oposição) representava um pouco o sentimento de perda da capacidade de enfrentamento da situação de transição democrática, iniciada desde anos anteriores, mas que se mostrava mais palpável a partir de então.

Anônimo disse...

1. representou um periodo em que o povo não tinha opição de votar em quem queria por eles votavam no partido e não na pessoa que eles queriam eleger, dai então o partido escolhia um representante para assumir o cargo e esse periodo foi marcado ppor muitos comicios e manifestações do povo em busca do direito de poder votar diretamente

2. foi um movimento em busca do modo de eleiçãos direto ou seja votar no candidato que você deseja e não no partido dele, deixando que o partido eleja o candidato que quisece.

3.porque le era quem o povo estava apoiando era um "salvador " para eles dakela sociedade corrupita e manipulada ele era a esperança de um governo descente de uma sociedade melhor Tancredo Neves foi um marco para a história do pais como o presidente que o Brasil senpre quis ter que lutava pelo povo.

nome :Rafael de Carvalho n°24 2°c
dia : 07/09/2010 às 19:39

Anônimo disse...

MARINA ERTHAL - 25 - 2º ANO "B"

1) Foi a época da ditadura militar. Caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar. Estudantes, organização populares e trabalhadores ganharam espaço, causando a preocupação das classes conservadoras como, por exemplo, os empresários, banqueiros, Igreja Católica, militares e classe média. Todos temiam uma guinada do Brasil para o lado socialista.

2)Foi um movimento político com participação popular que ocorreu em 1984. Este movimento era favorável e apoiava a emenda do deputado Dante de Oliveira que restabeleceria as eleições diretas para presidente da República no Brasil. Milhares de brasileiro participaram das manifestações, tendo também diversos comícios e passeatas. Políticos da época como: Tancredo Neves, Fernando Henrique Cardoso e Eduardo Suplicy apoiaram este movimentoEm 25 de abril de 1984, a emenda constitucional das eleições diretas foi colocada em votação. Porém, para a desilusão do povo brasileiro, ela não foi aprovada. Em 15 de janeiro de 1985, ocorreram eleições indiretas e Tancredo Neves foi eleito presidente do Brasil.

3) Em 1985, antes de assumir o cargo de presidente, Tancredo Neves morreu em função de uma doença o que causou a dor e tristeza de milhares de brasileiro, pois ele era a ultima esperança que o povo tinha, além de ser extremamente carismatico e ter conquistado a população.

Anônimo disse...

Amanda Regina Müller
Número: 03 Série: 2ºB

1- O que representou para o Brasil o período militar (1964/1985)- Houve a repreensão de tudo, da educação, cultura, e etc..Falta de democracia e as pessoas tinham que seguir rígidamente as regras dos mílitares, assim fazendo com que várias pessoas fossem exiladas,presas, e os cidadãos sofrendo cada vez mais.
2- Explique o que foi o movimento das Diretas Já - As diretas já foi um movimento em que os cidadãos lutavam por eleições diretas, assim acabando com o pedíodo de sofrimento e começando uma nova era. Houve um sentimento cívico muito forte, as pessoas passaram a valorizar a pátria e tentar poder escolher quem iria subir ao poder.Porém nada adiantou, o movimento não conseguiu fazer com que o Congresso Nacional aprovasse a emenda constitucional que restabelecia as eleições diretas.
3- O que justifica na história do Brasil, tanta dor com a morte do presidente eleito Tancredo Neves ?
Pois Tancredo Neves seria a esperança deles, esperaram tanto, lutaram tanto pelas eleições diretas, que o que escolheram acabou morrendo e para muitos acabando com o sonho e sua escolha. Ao mesmo tempo que festejavam por terem conseguido se livrarem dos militares, sofriam, estavam em choque pelo acontecido.

Guilhermo Casini/ 2B/ N:13 disse...

1) O que representou para o Brasil o período militar?
Defini-se a Ditadura Militar como sendo o período da política brasileira em que os militares governaram o Brasil. Esta época vai de 1964 a 1985. Caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar.
2) Explique o que foi o movimento das Diretas Já?
Um movimento de maior participação popular, da história do Brasil.foi um movimento civil de reivindicação por eleições presidenciais diretas no Brasil, em 1984, na época a possibilidade de eleições diretas para a Presidência da República no Brasil,que tinha como objetivo restabelecer as eleições diretas no país.As consequências para reprimir as manifestações populares, durante o mês de abril de 1984, o então presidente João Figueiredo aumentou a censura sobre a imprensa e ordenou prisões. Houve violência policial. Apesar da rejeição da Emenda Dante de Oliveira na Câmara dos Deputados, o movimento pelas "Diretas Já" teve grande importância na redemocratização do Brasil. Suas lideranças passaram a formar a nova elite política brasileira. O processo de redemocratização termina com a volta do poder civil em 1985, com a aprovação de uma nova Constituição Federal em 1988 e com a realização das eleições diretas para Presidente da República em 1989.
3) O que justifica na história do Brasil, tanta dor com a morte do presidente eleito Tancredo Neves ?
Muitos acreditam que sua morte tenha sido um plano arquitetado pelos líderes do regime autoritário, quando perceberam que sua vitória era inevitável. E argumentam que não se fez muito esforço para salvar a vida do presidente eleito. Sabe-se que o hospital da Base de Brasília não possuía todas as condições para a cirurgia que ele deveria passar. No entanto, os médicos vetaram a transferência para o Instituto do Coração, em São Paulo, alegando que a cirurgia deveria começar, em, no máximo, uma hora. Somente três horas depois os médicos começaram a operação, com 40 pessoas dentro do centro cirúrgico. A maior intriga causada pela morte de Tancredo, é que o fato aconteceu no dia que ele venceria as eleições.

Julia Stahelin nº: 17 2ºB disse...

Julia Stahelin nº: 17 2ºB

1. O que representou para o Brasil o período militar?

A Ditadura Militar foi um período da política brasileira em que os militares governaram o Brasil. Aconteceu de 1964 a 1985 e caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar.

2. O que foi o movimento das Diretas Já?

Um movimento político democrático que apoiava a emenda do deputado Dante de Oliveira, que restabeleceria as eleições diretas para presidente da República no Brasil. Ocorreu no ano de 1984 e contou com grande participação popular, promovendo passeatas e comícios em muitas cidades brasileiras.
Na primeira vez em que a emenda constitucional das eleições diretas foi posta em votação (25 de abril de 1984) ela não foi aprovada, para a desilusão do povo brasileiro.
A última eleição indireta ocorreu em 15 de janeiro de 1985 e Tancredo Neves foi eleito presidente do Brasil. Porém, em função de uma doença, Tancredo faleceu antes de assumir o cargo. Com isso, o vice, José Sarney, tornou-se o primeiro presidente civil após o regime de Ditadura Militar (1964-1985).
As eleições diretas para presidente do Brasil só ocorreram em 1989, após ser estabelecida na Constituição de 1988.

3. O que justifica na história do Brasil, tanta dor com a morte do presidente eleito Tancredo Neves?

Tancredo Neves seria o primeiro presidente civil após o Golpe de 1964. Dessa forma, significava, para todos os brasileiros que o admiravam e respeitavam muito, a esperança, com melhores condições de vida para o povo e mais democracia. Além disso, o povo brasileiro temia que com a sua morte, os militares tomassem o poder novamente.

Anônimo disse...

Nome: Leonardo Mez@ 14 2B

1)A Ditadura Militar como sendo o período da política brasileira em que os militares governaram o Brasil. Esta época vai de 1964 a 1985. Caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar.João Goulart, que assumiu a presidência num clima político adverso.

2)A Ditadura Militar como sendo o período da política brasileira em que os militares governaram o Brasil. Esta época vai de 1964 a 1985. Caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar.João Goulart, que assumiu a presidência num clima político adverso.
O processo de redemocratização termina com a volta do poder civil em 1985, com a aprovação de uma nova Constituição Federal em 1988 e com a realização das eleições diretas para Presidente da República em 1989.


3) Houve grande comoção nacional, especialmente porque Tancredo Neves seria o primeiro presidente civil após o Golpe de 1964. O Brasil, que acompanhara tenso e comovido a agonia do político mineiro, promoveu um dos maiores funerais da história nacional.
O fato é que Tancredo faleceu num momento em que representava uma grande esperança para o povo.

Anônimo disse...

GABRIELA CARDOSO - Nº 35 - 2º ANO "B"

1)As intervenções militares foram recorrentes na história da república brasileira. Antes de 1964, porém, nenhuma dessas interferências resultou num governo presidido por militares. Em março de 1964, contudo, os militares assumiram o poder por meio de um golpe e governaram o país nos 21 anos seguintes, instalando um regime ditatorial.

A ditadura restringiu o exercício da cidadania e reprimiu com violência todos os movimentos de oposição. No que se refere à economia, o governo colocou em prática um projeto desenvolvimentista que produziu resultados bastante contraditórios, tendo em vista que o país ingressou numa fase de industrialização e crescimento econômico acelerados, sem beneficiar, porém, a maioria da população, em particular a classe trabalhadora.
2)Diretas Já foi um movimento civil de reivindicação por eleições presidenciais diretas no Brasil ocorrido em 1983-1984. A possibilidade de eleições diretas para a Presidência da República no Brasil se concretizou com a votação da proposta de Emenda Constitucional Dante de Oliveira pelo Congresso. Entretanto, a Proposta de Emenda Constitucional foi rejeitada, frustrando a sociedade brasileira. Ainda assim, os adeptos do movimento conquistaram uma vitória parcial em janeiro do ano seguinte quando seu principal líder, Tancredo Neves, foi eleito presidente.
3)A morte de Tancredo foi a morte do primeiro presidente eleito (ainda que indiretamente) desde a implementação do regime de exceção vigente de 1964 até 1985.
A vitória de Tancredo (candidato da oposição) representava um pouco o sentimento de perda da capacidade de enfrentamento da situação de transição democrática, iniciada desde anos anteriores, mas que se mostrava mais palpável a partir de então.

Anônimo disse...

Diego - 2ºB

1 - Podemos definir a Ditadura Militar como sendo o período da política brasileira em que os militares governaram o Brasil. Esta época vai de 1964 a 1985. Caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar.

2 - Diretas Já foi um movimento civil de reivindicação por eleições presidenciais diretas no Brasil ocorrido em 1983-1984. Esta reivindicação se concretizou com a votação da proposta de Emenda Constitucional Dante de Oliveira pelo Congresso, entretanto essa proposta foi rejeitada frustrando a sociedade brasileira. Mesmo com esse incidente o movimento conseguiu uma vitoria parcial, quando Tancredo Neves foi eleito presidente pelo Colégio Eleitoral.

3 - Houve grande comoção nacional, especialmente porque Tancredo Neves seria o primeiro presidente civil após o Golpe de 1964. O Brasil, que acompanhara tenso e comovido a agonia do político mineiro, promoveu um dos maiores funerais da história nacional.
Não é possível dizer se nos dias atuais a morte de um homem como Tancredo Neves provocaria tanta comoção pública. O fato é que Tancredo faleceu num momento em que ele era indispensável ao país e, por que não, aos nossos sonhos.

Anônimo disse...

Luiz Henrique - 2B - 22

1- O período Militar foi representado pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política, educação, cultura e repressão aos que eram contra o regime militar. Esse Regime se deu de 1964 até 1985. Nesse período as pessoas tinham seguir rigidamente as regras militares para que não fossem presas. O povo só saiu perdendo com isso, sofrendo cada vez mais.

2- O Movimento Diretas Já foi um movimento de participação popular que tentava reinvidicar para que houvesse eleições diretas no Brasil. Teve início em 1983 acabando com o sofrimento de muitos e gerando uma nova era. Ocorreu durante o governo de João Batista Figueiredo e propunha eleições diretas para o cargo de Presidente da República. Participaram diversas partes da sociedade brasileira, desde estudantes até artistas. Esse movimento não adiantou muita coisa, visto que o Congresso Nacional não aprovou essa proposta.

3- Tancredo Neves representava a esperança do povo, após sua morte (logo que se elegeu) houve muito sofrimento da parte dos cidadãos, fazendo com que os mesmos perdessem a esperança e sentissem a dor de Tancredo. Ele seria (ou foi, por pouco tempo) o primeiro presidente civil após o golpe de 1964.

Anônimo disse...

Roger G. Bittencourt. Nº:32 2ºB

1- O que representou para o Brasil o período militar (1964/1985) :
Esse período militar representou para o Brasil a falta de democracia, a censura, a repressão aos que eram contra o regime militar, a proibição dos direitos constitucionais e a perseguição política.
João Goulart assumiu a presidência num clima político desfavorável. O governo de João Goulart foi marcado pela abertura às organizações sociais, principalmente com estudantes e trabalhadores, aonde ganharam espaço, causando a preocupação das classes conservadoras.Todos temiam que Brasil fosse para o lado socialista, pois neste momento o mundo vivia o auge da Guerra Fria.

Os partidos de oposição, como a União Democrática Nacional (UDN) e o Partido Social Democrático (PSD), acusavam Jango de estar planejando um golpe e de ser o responsável pela carestia e pelo desabastecimento que o Brasil enfrentava.

No dia 13 de março de 1964, João Goulart realiza um grande comício na Central do Brasil ( Rio de Janeiro ), onde defende as Reformas de Base. Neste plano, Jango prometia mudanças radicais na estrutura agrária, econômica e educacional do país.

O clima de crise política e as tensões sociais aumentavam a cada dia. No dia 31 de março de 1964, tropas de Minas Gerais e São Paulo saem às ruas. Em 1979, o governo aprova lei que restabelece o pluripartidarismo no país. Os partidos voltam a funcionar dentro da normalidade. A ARENA muda o nome e passa a ser PDS, enquanto o MDB passa a ser PMDB. Outros partidos são criados, como : Partido dos Trabalhadores ( PT ) e o Partido Democrático Trabalhista(PDT ).

2- Explique o que foi o movimento das Diretas Já :
Foi um movimento político com organização social que ocorreu em 1984. Este movimento era favorável e apoiava a emenda do deputado Dante de Oliveira que restabeleceria as eleições diretas para presidente da República no Brasil. Milhares de brasileiro participaram das manifestações, tendo também diversos comícios e passeatas. Políticos da época como: Tancredo Neves, Fernando Henrique Cardoso e Eduardo Suplicy apoiaram este movimento. Em 25 de abril de 1984, a emenda constitucional das eleições diretas foi colocada em votação. Porém, para a desilusão do povo brasileiro, ela não foi aprovada. Com a rejeição da emenda, o país realizou em 1984 sua última eleição indireta para presidente da República. O PMDB indicou Tancredo Neves, enquanto o PDS escolheu Paulo Maluf. Tancredo venceu a disputa. As comemorações pela vitória de Tancredo duraram pouco. Ele foi internado um dia antes da posse, em 14 de março de 1985. Tancredo morreu no 21 de abril daquele ano. Quem assumiu seu mandato foi o vice, José Sarney

3- O que justifica na história do Brasil, tanta dor com a morte do presidente eleito Tancredo Neves?
Em 1985, antes de assumir o cargo de presidente, Tancredo Neves morreu em função de uma doença o que causou a dor e tristeza de milhares de brasileiro, pois ele era a ultima esperança que o povo tinha, além de ser extremamente carismatico e ter conquistado a população. O povo esperou tanto, lutou tanto pelas eleições diretas, e para eles o único que poderia mudar a situação do país naquela época seria ele, Tancredo acabou morrendo e para muitos acabou com o sonho e com sua escolha.

Anônimo disse...

Roger G. Bittencourt – 32
2ºB

1- O que representou para o Brasil o período militar (1964/1985) :
Esse período militar representou para o Brasil a falta de democracia, a censura, a repressão aos que eram contra o regime militar, a proibição dos direitos constitucionais e a perseguição política.
João Goulart assumiu a presidência num clima político desfavorável. O governo de João Goulart foi marcado pela abertura às organizações sociais, principalmente com estudantes e trabalhadores, aonde ganharam espaço, causando a preocupação das classes conservadoras.Todos temiam que Brasil fosse para o lado socialista, pois neste momento o mundo vivia o auge da Guerra Fria.

Os partidos de oposição, como a União Democrática Nacional (UDN) e o Partido Social Democrático (PSD), acusavam Jango de estar planejando um golpe e de ser o responsável pela carestia e pelo desabastecimento que o Brasil enfrentava.

No dia 13 de março de 1964, João Goulart realiza um grande comício na Central do Brasil ( Rio de Janeiro ), onde defende as Reformas de Base. Neste plano, Jango prometia mudanças radicais na estrutura agrária, econômica e educacional do país.

O clima de crise política e as tensões sociais aumentavam a cada dia. No dia 31 de março de 1964, tropas de Minas Gerais e São Paulo saem às ruas. Em 1979, o governo aprova lei que restabelece o pluripartidarismo no país. Os partidos voltam a funcionar dentro da normalidade. A ARENA muda o nome e passa a ser PDS, enquanto o MDB passa a ser PMDB. Outros partidos são criados, como : Partido dos Trabalhadores ( PT ) e o Partido Democrático Trabalhista(PDT ).

2- Explique o que foi o movimento das Diretas Já :
Foi um movimento político com organização social que ocorreu em 1984. Este movimento era favorável e apoiava a emenda do deputado Dante de Oliveira que restabeleceria as eleições diretas para presidente da República no Brasil. Milhares de brasileiro participaram das manifestações, tendo também diversos comícios e passeatas. Políticos da época como: Tancredo Neves, Fernando Henrique Cardoso e Eduardo Suplicy apoiaram este movimento. Em 25 de abril de 1984, a emenda constitucional das eleições diretas foi colocada em votação. Porém, para a desilusão do povo brasileiro, ela não foi aprovada. Com a rejeição da emenda, o país realizou em 1984 sua última eleição indireta para presidente da República. O PMDB indicou Tancredo Neves, enquanto o PDS escolheu Paulo Maluf. Tancredo venceu a disputa. As comemorações pela vitória de Tancredo duraram pouco. Ele foi internado um dia antes da posse, em 14 de março de 1985. Tancredo morreu no 21 de abril daquele ano. Quem assumiu seu mandato foi o vice, José Sarney

3- O que justifica na história do Brasil, tanta dor com a morte do presidente eleito Tancredo Neves?
Em 1985, antes de assumir o cargo de presidente, Tancredo Neves morreu em função de uma doença o que causou a dor e tristeza de milhares de brasileiro, pois ele era a ultima esperança que o povo tinha, além de ser extremamente carismatico e ter conquistado a população. O povo esperou tanto, lutou tanto pelas eleições diretas, e para eles o único que poderia mudar a situação do país naquela época seria ele, Tancredo acabou morrendo e para muitos acabou com o sonho e com sua escolha.

Anônimo disse...

Gabriel Henrique nº11 2ºB

No Brasil, as intervenções militares foram consequências de toda a história da república. Antes de 1964, porém, nenhuma dessas interferências resultou num golpe ou ditadura que viesse a mudar o rumo do país. Em março de 1964, contudo, eles, militares, assumiram o poder por meio de um golpe e governaram o país, nos 21 anos seguintes, instalando um regime ditatorial.
O resultado disso foi uma época marcada pela falta de democracia, destruição dos direitos constitucionais, recriminação, perseguição política e coibição daqueles que eram opostos ao novo regime. A liberdade de expressão e de organização era oprimida de certa forma que se tornou quase inexistente. Partidos políticos, sindicatos, agremiações estudantis e diversas outras organizações representativas da sociedade foram extintas ou sofreram intervenções do governo para que num futuro não tão distante não viessem contra o governo. Os meios de comunicação e as manifestações artísticas foram submetidos à censura e a partir disso muitos artistas, músicos, pintores e outras pessoas começaram a recorrem a diferentes formas de passar seus ideais sem serem pegos pelo governo.
Então a partir dai se originaram alguns movimentos populares como as Diretas Já que foi um movimento político democrático com grande participação popular que ocorreu no ano de 1984. Este movimento era favorável e apoiava a emenda do deputado Dante de Oliveira que restabeleceria as eleições diretas para presidente da República no Brasil. Durante o movimento ocorreram diversas manifestações populares, como por exemplo, passeatas e comícios, em muitas cidades brasileiras. Estes eventos populares contaram com a participação de milhares de brasileiros.
E após esse período considerado como anos de angustia por muitos brasileiros, Tancredo Neves acabou sendo eleito e se tornou o primeiro presidente civil após o golpe militar. Mas pouco tempo após ser eleito este morreu, acabando com o pouco de esperança que ainda restava nas pessoas que acreditaram nele. O povo sofreu muito por causa da morte de Tancredo Neves pelo possível fato de que ele era o primeiro presidente a ser eleito após a ditadura, então ele representava para o Brasil, e para toda a população, dias melhores, mais democracia e melhores condições de vida para o povo. E, além disso, muitos temiam que com a morte do presidente houvesse o risco dos militares tomarem o poder novamente.

Anônimo disse...

Gabriel Henrique nº11 2ºB

Comentário Parte I.

No Brasil, as intervenções militares foram consequências de toda a história da república. Antes de 1964, porém, nenhuma dessas interferências resultou num golpe ou ditadura que viesse a mudar o rumo do país. Em março de 1964, contudo, eles, militares, assumiram o poder por meio de um golpe e governaram o país, nos 21 anos seguintes, instalando um regime ditatorial.
O resultado disso foi uma época marcada pela falta de democracia, destruição dos direitos constitucionais, recriminação, perseguição política e coibição daqueles que eram opostos ao novo regime. A liberdade de expressão e de organização era oprimida de certa forma que se tornou quase inexistente. Partidos políticos, sindicatos, agremiações estudantis e diversas outras organizações representativas da sociedade foram extintas ou sofreram intervenções do governo para que num futuro não tão distante não viessem contra o governo. Os meios de comunicação e as manifestações artísticas foram submetidos à censura e a partir disso muitos artistas, músicos, pintores e outras pessoas começaram a recorrem a diferentes formas de passar seus ideais sem serem pegos pelo governo.
Então a partir dai se originaram alguns movimentos populares como as Diretas Já que foi um movimento político democrático com grande participação popular que ocorreu no ano de 1984. Este movimento era favorável e apoiava a emenda do deputado Dante de Oliveira que restabeleceria as eleições diretas para presidente da República no Brasil. Durante o movimento ocorreram diversas manifestações populares, como por exemplo, passeatas e comícios, em muitas cidades brasileiras. Estes eventos populares contaram com a participação de milhares de brasileiros.

Anônimo disse...

Gabriel Henrique nº 11 2ºB

Comentário Parte II

E após esse período considerado como anos de angustia por muitos brasileiros, Tancredo Neves acabou sendo eleito e se tornou o primeiro presidente civil após o golpe militar. Mas pouco tempo após ser eleito este morreu, acabando com o pouco de esperança que ainda restava nas pessoas que acreditaram nele. O povo sofreu muito por causa da morte de Tancredo Neves pelo possível fato de que ele era o primeiro presidente a ser eleito após a ditadura, então ele representava para o Brasil, e para toda a população, dias melhores, mais democracia e melhores condições de vida para o povo. E, além disso, muitos temiam que com a morte do presidente houvesse o risco dos militares tomarem o poder novamente.

Gustavo Ferracciu Nº 36 2ºB disse...

1-O que representou para o Brasil o período militar (1964/1985)
Antes de 1964, porém, nenhuma dessas interferências resultou num governo presidido por militares. Em março de 1964, contudo, os militares assumiram o poder por meio de um golpe e governaram o país nos 21 anos seguintes, instalando um regime ditatorial. A ditadura restringiu o exercício da cidadania e reprimiu com violência todos os movimentos de oposição

2-Explique o que foi o movimento das Diretas Já
Foi um movimento político democrático com grande participação popular que ocorreu no ano de 1984. Este movimento era favorável e apoiava a emenda do deputado Dante de Oliveira que restabeleceria as eleições diretas para presidente da República no Brasil. Durante o movimento ocorreram diversas manifestações populares em muitas cidades brasileiras como passeatas e comícios. Estes eventos populares contaram com a participação de milhares de brasileiros.

3-O que justifica na história do Brasil, tanta dor com a morte do presidente eleito Tancredo Neves ?
Sua morte repercutiu como uma bomba no país, pois muitas pessoas o admiravam, e tinha uma esperança de mudança com ele. Depois de sua eleição, a comemoração durou pouco, com a notícia de sua morte.

Carolina Gonçalves n°7 2°B disse...

Após o golpe de 1964, é instaurado no Brasil, a Ditadura Militar. Durante 21 anos, artistas foram reprimidos, falta de democracia e perseguição política. O povo, sem liberdade de expressão, se revoltava diante a situação.
A partir de 1979, compositores, artistas e exilados políticos voltam ao Brasil. Era época de votação, e o que a forma utilizada era Indireta, ou seja, era escolhido dois partidos, conseqüentemente dois presidentes, tento ao povo somente duas opções. Multidões iniciaram séries de movimentos com objetivo de votação direta, com as Diretas - Já. Apesar disto, o governo não se comoveu, acorrendo a votação indireta com a frustração do povo.
Desta forma, Tancredo Neves é eleito, representando a salvação do Brasil, sendo o primeiro presidente civil, após 21 anos. Porem em Abril de 1985, Tancredo falece sem assumir o cargo, tendo o vice como novo presidente.
Sua morte, trouxe ao povo muita tristeza, reunindo multidões em frente ao hospital. Junto com Tancredo, iria a esperança do povo.

Anônimo disse...

1. O que representou para o Brasil o período militar
É certo falarmos da Ditadura Militar como sendo o período da política brasileira em que os militares governaram o Brasil. Esta época vai de 1964 a 1985. Caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar.

2- Foi um dos movimento de maior participação popular, da história do Brasil.foi um movimento civil de reivindicação por eleições presidenciais diretas no Brasil

3- Houve grande comoção nacional, especialmente porque Tancredo Neves seria o primeiro presidente civil após o Golpe de 1964. O Brasil, que acompanhara tenso e comovido a agonia do político mineiro, promoveu um dos maiores funerais da história nacional.
O fato é que Tancredo faleceu num momento em que representava uma grande esperança para o povo.


Leonardo Biu Ilkiu 2°B

Anônimo disse...

1. O que representou para o Brasil o período militar
É certo falarmos da Ditadura Militar como sendo o período da política brasileira em que os militares governaram o Brasil. Esta época vai de 1964 a 1985. Caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar.

2- Foi um dos movimento de maior participação popular, da história do Brasil.foi um movimento civil de reivindicação por eleições presidenciais diretas no Brasil

3- Houve grande comoção nacional, especialmente porque Tancredo Neves seria o primeiro presidente civil após o Golpe de 1964. O Brasil, que acompanhara tenso e comovido a agonia do político mineiro, promoveu um dos maiores funerais da história nacional.
O fato é que Tancredo faleceu num momento em que representava uma grande esperança para o povo.


Leonardo Biu Ilkiu 2°B

Anônimo disse...

1 - A época do regime foi caracterizada economicamente por grande desenvolvimento, por meio de financiamento norte-americano em grande.
No entanto, o desenvolvimento econômico foi acompanhado de uma violenta repressão política e aumento da dívida externa, especialmente durante as décadas de 1960 e 1970 sob a égide da Lei de Segurança Nacional como justificativa de manter a sociedade politicamente estável Além da limitação de várias liberdades, naquela época tornaram-se comuns os interrogatórios, prisões e tortura daqueles considerados opositores políticos do regime militar, especialmente os que fossem considerados simpatizantes de idéias comunistas, incluindo-se muitos estudantes, jornalistas e professores. Para além das prisões, estima-se que cerca de 300 dissidentes perderam a vida.

2 – Foi um movimento que ocorreu no ano de 1984. O movimento apoiava a emenda do deputado Dante de Oliveira que restabeleceria as eleições diretas para a presidência da republica no Brasil. Durante o movimento ocorreram diversas manifestações populares, contando com a participação de milhares de brasileiros.

3 – Em 14 de março, horas antes da posse, o primeiro presidente democrático após vinte anos de ditadura militar sofreu uma indisposição e foi hospitalizado. As imagens mostravam a dor dos brasileiros diante da perda iminente do primeiro presidente da Nova República. Tancredo tinha se tornado símbolo da esperança coletiva. A primeira escolha do povo para comandar o país, faleceu, causando tristeza nos brasileiros.


João - 16 - 2ºB

Anônimo disse...

Julia Ramos Nº18 2ºB

1- A Ditadura Militar foi um período da política brasileira em que o Brasil era governado por militares, entre 1964 a 1985. Foi um período caracterizado pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política, repressão e extrema rigidez aos que eram contra essa política.

2- As Diretas Já foi um movimento político democrático que teve grande participação popular, ocorrida no ano de 1984, que apoiava emenda do deputado Dante de Oliveira, que restabeleceria as eleições diretas para presidente da República no Brasil. De acordo com uma pesquisa do IBOPE, 84% da população brasileira era favorável à aprovação da emenda.
A emenda constitucional das eleições diretas foi colocada em votação no dia 25 de abril de 1984. Porém, ela não foi aprovada pela Câmara dos Deputados. A ultima eleição indireta ocorreu em 15 de janeiro de 1985 e Tancredo Neves foi eleito presidente do Brasil. Mas, o novo presidente veio a falecer. Tancredo Neves faleceu antes de assumir o cargo. A presidência do Brasil foi então, assumida pelo vice de Tancredo, José Sarney, mesmo tendo apoiado os militares por 20 anos.

3- O povo praticamente perdeu as esperanças depois de tanta luta e sofrimento. Tancredo seria o primeiro presidente civil após a Ditadura Militar. O Brasil, extremamente comovido, organizou um grande funeral em homenagem a Tancredo.

Anônimo disse...

Gesieli Oliveira nº10 2ºC

1- Podemos definir a Ditadura Militar como sendo o período da política brasileira em que os militares governaram o Brasil. Esta época vai de 1964 a 1985. Caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar.

2- Diretas Já foi um movimento político democrático com grande participação popular que ocorreu no ano de 1984. Este movimento era favorável e apoiava a emenda do deputado Dante de Oliveira que restabeleceria as eleições diretas para presidente da República no Brasil.
Emenda Constitucional foi rejeitada, frustrando a sociedade brasileira. Ainda assim, os adeptos do movimento conquistaram uma vitória parcial em janeiro do ano seguinte quando um de seus líderes, Tancredo Neves, foi eleito presidente pelo Colégio Eleitoral.

3- Tancredo Neves faleceu num momento em que representava uma grande esperança para o povo.Houve grande comoção nacional, pois ele seria o primeiro presidente civil após o Golpe de 1964.O Brasil, que acompanhara tenso e comovido a agonia do político mineiro, promoveu um dos maiores funerais da história nacional.

Anônimo disse...

Lucas Cezarotto N 15 2a

Diretas Já foi um movimento político democrático com grande participação popular que ocorreu no ano de 1984. Este movimento era favorável e apoiava a emenda do deputado Dante de Oliveira que restabeleceria as eleições diretas para presidente da República no Brasil.Durante o movimento ocorreram diversas manifestações populares em muitas cidades brasileiras como, por exemplo, passeatas e comícios. Estes eventos populares contaram com a participação de milhares de brasileiros.O movimento das Diretas Já contou com o apoio de diversos políticos da época como, por exemplo, Franco Montoro, Fernando Henrique Cardoso, Tancredo Neves, Ulysses Guimarães, José Serra, Mário Covas, Teotônio Vilela, Eduardo Suplicy, Leonel Brizola, Luis Inácio Lula da Silva, Miguel Arraes, entre outros. Teve também a participação de artistas, jogadores de futebol, cantores, religiosos, etc.
Em 25 de abril de 1984, a emenda constitucional das eleições diretas foi colocada em votação. Porém, para a desilusão do povo brasileiro, ela não foi aprovada. Em 15 de janeiro de 1985, ocorreram eleições indiretas e Tancredo Neves foi eleito presidente do Brasil. Porém, em função de uma doença, Tancredo faleceu antes de assumir o cargo, sendo que o vice, José Sarney, tornou-se o primeiro presidente civil após o regime de Ditadura Militar (1964-1985).

Anônimo disse...

Bruna Caroline Maia n 05 2C

Esta época vai de 1964 a 1985. Caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar.João Goulart, que assumiu a presidência num clima político adverso. O governo de João Goulart foi marcado pela abertura às organizações sociais. Estudantes, organizações populares e trabalhadores ganharam espaço, causando a preocupação das classes conservadoras. Todos temiam uma guinada do Brasil para o lado socialista, sendo que neste período, o mundo vivia o auge da Guerra Fria.

Diretas Já foi um movimento civil de reivindicação por eleições presidenciais diretas no Brasil ocorrido em 1983-1984. A possibilidade de eleições diretas para a Presidência da República no Brasil se concretizou com a votação da proposta de Emenda Constitucional Dante de Oliveira pelo Congresso. Entretanto, a Proposta de Emenda Constitucional foi rejeitada, frustrando a sociedade brasileira. Ainda assim, os adeptos do movimento conquistaram uma vitória parcial em janeiro do ano seguinte quando seu principal líder, Tancredo Neves, foi eleito presidente pelo Colégio Eleitoral.
movimento agregou diversos setores da sociedade brasileira. Participaram inúmeros partidos políticos de oposição ao regime ditatorial, além de lideranças sindicais, civis, artísticas, estudantis e jornalísticas. Dentre os políticos, destacaram-se Tancredo Neves, Leonel Brizola, Miguel Arraes, José Richa, Ulysses Guimarães, André Franco Montoro, Dante de Oliveira, Mário Covas, Gérson Camata, Orestes Quércia, Carlos Bandeirense Mirandópolis, Luiz Inácio Lula da Silva, Eduardo Suplicy, Roberto Freire, Fernando Henrique Cardoso e muitos outros.
Para reprimir as manifestações populares, durante o mês de abril de 1984, o então presidente João Figueiredo aumentou a censura sobre a imprensa e ordenou prisões. Houve violência policial. Apesar da rejeição da Emenda Dante de Oliveira na Câmara dos Deputados, o movimento pelas "Diretas Já" teve grande importância na redemocratização do Brasil. Suas lideranças passaram a formar a nova elite política brasileira. O processo de redemocratização termina com a volta do poder civil em 1985, com a aprovação de uma nova Constituição Federal em 1988 e com a realização das eleições diretas para Presidente da República em 1989.
A morte de Tancredo foi a morte do primeiro presidente eleito (ainda que indiretamente) desde a implementação do regime de exceção vigente de 1964 até 1985.
A vitória de Tancredo (candidato da oposição) representava um pouco o sentimento de perda da capacidade de enfrentamento da situação de transição democrática, iniciada desde anos anteriores, mas que se mostrava mais palpável a partir de então, ele representava a esperança do povo brasileiro.

bruna disse...

Bruna Caroline Maia n 05 2C

Esta época vai de 1964 a 1985. Caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar.João Goulart, que assumiu a presidência num clima político adverso. O governo de João Goulart foi marcado pela abertura às organizações sociais. Estudantes, organizações populares e trabalhadores ganharam espaço, causando a preocupação das classes conservadoras. Todos temiam uma guinada do Brasil para o lado socialista, sendo que neste período, o mundo vivia o auge da Guerra Fria.

Diretas Já foi um movimento civil de reivindicação por eleições presidenciais diretas no Brasil ocorrido em 1983-1984. A possibilidade de eleições diretas para a Presidência da República no Brasil se concretizou com a votação da proposta de Emenda Constitucional Dante de Oliveira pelo Congresso. Entretanto, a Proposta de Emenda Constitucional foi rejeitada, frustrando a sociedade brasileira. Ainda assim, os adeptos do movimento conquistaram uma vitória parcial em janeiro do ano seguinte quando seu principal líder, Tancredo Neves, foi eleito presidente pelo Colégio Eleitoral.
movimento agregou diversos setores da sociedade brasileira. Participaram inúmeros partidos políticos de oposição ao regime ditatorial, além de lideranças sindicais, civis, artísticas, estudantis e jornalísticas. Dentre os políticos, destacaram-se Tancredo Neves, Leonel Brizola, Miguel Arraes, José Richa, Ulysses Guimarães, André Franco Montoro, Dante de Oliveira, Mário Covas, Gérson Camata, Orestes Quércia, Carlos Bandeirense Mirandópolis, Luiz Inácio Lula da Silva, Eduardo Suplicy, Roberto Freire, Fernando Henrique Cardoso e muitos outros.
Para reprimir as manifestações populares, durante o mês de abril de 1984, o então presidente João Figueiredo aumentou a censura sobre a imprensa e ordenou prisões. Houve violência policial. Apesar da rejeição da Emenda Dante de Oliveira na Câmara dos Deputados, o movimento pelas "Diretas Já" teve grande importância na redemocratização do Brasil. Suas lideranças passaram a formar a nova elite política brasileira. O processo de redemocratização termina com a volta do poder civil em 1985, com a aprovação de uma nova Constituição Federal em 1988 e com a realização das eleições diretas para Presidente da República em 1989.
A morte de Tancredo foi a morte do primeiro presidente eleito (ainda que indiretamente) desde a implementação do regime de exceção vigente de 1964 até 1985.
A vitória de Tancredo (candidato da oposição) representava um pouco o sentimento de perda da capacidade de enfrentamento da situação de transição democrática, iniciada desde anos anteriores, mas que se mostrava mais palpável a partir de então, ele representava a esperança do povo brasileiro.

bruna disse...

Bruna Caroline Maia n 05 2C

Esta época vai de 1964 a 1985. Caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar.João Goulart, que assumiu a presidência num clima político adverso. O governo de João Goulart foi marcado pela abertura às organizações sociais. Estudantes, organizações populares e trabalhadores ganharam espaço, causando a preocupação das classes conservadoras. Todos temiam uma guinada do Brasil para o lado socialista, sendo que neste período, o mundo vivia o auge da Guerra Fria.

Diretas Já foi um movimento civil de reivindicação por eleições presidenciais diretas no Brasil ocorrido em 1983-1984. A possibilidade de eleições diretas para a Presidência da República no Brasil se concretizou com a votação da proposta de Emenda Constitucional Dante de Oliveira pelo Congresso. Entretanto, a Proposta de Emenda Constitucional foi rejeitada, frustrando a sociedade brasileira. Ainda assim, os adeptos do movimento conquistaram uma vitória parcial em janeiro do ano seguinte quando seu principal líder, Tancredo Neves, foi eleito presidente pelo Colégio Eleitoral.
movimento agregou diversos setores da sociedade brasileira. Participaram inúmeros partidos políticos de oposição ao regime ditatorial, além de lideranças sindicais, civis, artísticas, estudantis e jornalísticas. Dentre os políticos, destacaram-se Tancredo Neves, Leonel Brizola, Miguel Arraes, José Richa, Ulysses Guimarães, André Franco Montoro, Dante de Oliveira, Mário Covas, Gérson Camata, Orestes Quércia, Carlos Bandeirense Mirandópolis, Luiz Inácio Lula da Silva, Eduardo Suplicy, Roberto Freire, Fernando Henrique Cardoso e muitos outros.
Para reprimir as manifestações populares, durante o mês de abril de 1984, o então presidente João Figueiredo aumentou a censura sobre a imprensa e ordenou prisões. Houve violência policial. Apesar da rejeição da Emenda Dante de Oliveira na Câmara dos Deputados, o movimento pelas "Diretas Já" teve grande importância na redemocratização do Brasil. Suas lideranças passaram a formar a nova elite política brasileira. O processo de redemocratização termina com a volta do poder civil em 1985, com a aprovação de uma nova Constituição Federal em 1988 e com a realização das eleições diretas para Presidente da República em 1989.
A morte de Tancredo foi a morte do primeiro presidente eleito (ainda que indiretamente) desde a implementação do regime de exceção vigente de 1964 até 1985.
A vitória de Tancredo (candidato da oposição) representava um pouco o sentimento de perda da capacidade de enfrentamento da situação de transição democrática, iniciada desde anos anteriores, mas que se mostrava mais palpável a partir de então, ele representava a esperança do povo brasileiro.

Anônimo disse...

1 - Ditadura Militar - Período da política brasileira em que os militares governaram o Brasil. Esta época vai de 1964 a 1985. Caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar. As intervenções militares foram recorrentes na história da república brasileira. Antes de 1964, porém, nenhuma dessas interferências resultou num governo presidido por militares. Em março de 1964, contudo, os militares assumiram o poder por meio de um golpe e governaram o país nos 21 anos seguintes, instalando um regime ditatorial.
A ditadura restringiu o exercício da cidadania e reprimiu com violência todos os movimentos de oposição. No que se refere à economia, o governo colocou em prática um projeto desenvolvimentista que produziu resultados bastante contraditórios, tendo em vista que o país ingressou numa fase de industrialização e crescimento econômico acelerados, sem beneficiar, porém, a maioria da população, em particular a classe trabalhadora.


2 - Diretas Já foi um movimento político democrático com grande participação popular que ocorreu no ano de 1984. Este movimento era favorável e apoiava a emenda do deputado Dante de Oliveira que restabeleceria as eleições diretas para presidente da República no Brasil.
Durante o movimento ocorreram diversas manifestações populares em muitas cidades brasileiras como, por exemplo, passeatas e comícios. Estes eventos populares contaram com a participação de milhares de brasileiros.
O movimento das Diretas Já contou com o apoio de diversos políticos da época como, por exemplo, Franco Montoro, Fernando Henrique Cardoso, Tancredo Neves, Ulysses Guimarães, José Serra, Mário Covas, Teotônio Vilela, Eduardo Suplicy, Leonel Brizola, Luis Inácio Lula da Silva, Miguel Arraes, entre outros. Teve também a participação de artistas, jogadores de futebol, cantores, religiosos, entre outros.


3 – Tancredo Neves era o primeiro presidente civil após o Golpe de 1964, foi um ótimo presidente. Após o povo descobrir a sua morte, começaram a perder total e única esperança. Todos muito comovidos, sentiram a dor, de perder alguém tão especial e importante para nosso país.


Laura Martendal Rodrigues
n°: 12 2ºA

Anônimo disse...

1 - Ditadura Militar - Período da política brasileira em que os militares governaram o Brasil. Esta época vai de 1964 a 1985. Caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar. As intervenções militares foram recorrentes na história da república brasileira. Antes de 1964, porém, nenhuma dessas interferências resultou num governo presidido por militares. Em março de 1964, contudo, os militares assumiram o poder por meio de um golpe e governaram o país nos 21 anos seguintes, instalando um regime ditatorial.
A ditadura restringiu o exercício da cidadania e reprimiu com violência todos os movimentos de oposição. No que se refere à economia, o governo colocou em prática um projeto desenvolvimentista que produziu resultados bastante contraditórios, tendo em vista que o país ingressou numa fase de industrialização e crescimento econômico acelerados, sem beneficiar, porém, a maioria da população, em particular a classe trabalhadora.


2 - Diretas Já foi um movimento político democrático com grande participação popular que ocorreu no ano de 1984. Este movimento era favorável e apoiava a emenda do deputado Dante de Oliveira que restabeleceria as eleições diretas para presidente da República no Brasil.
Durante o movimento ocorreram diversas manifestações populares em muitas cidades brasileiras como, por exemplo, passeatas e comícios. Estes eventos populares contaram com a participação de milhares de brasileiros.
O movimento das Diretas Já contou com o apoio de diversos políticos da época como, por exemplo, Franco Montoro, Fernando Henrique Cardoso, Tancredo Neves, Ulysses Guimarães, José Serra, Mário Covas, Teotônio Vilela, Eduardo Suplicy, Leonel Brizola, Luis Inácio Lula da Silva, Miguel Arraes, entre outros. Teve também a participação de artistas, jogadores de futebol, cantores, religiosos, entre outros.


3 – Tancredo Neves era o primeiro presidente civil após o Golpe de 1964, foi um ótimo presidente. Após o povo descobrir a sua morte, começaram a perder total e única esperança. Todos muito comovidos, sentiram a dor, de perder alguém tão especial e importante para nosso país.


Laura Martendal Rodrigues
n°: 12 2ºA

Anônimo disse...

1 - Ditadura Militar - Período da política brasileira em que os militares governaram o Brasil. Esta época vai de 1964 a 1985. Caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar. As intervenções militares foram recorrentes na história da república brasileira. Antes de 1964, porém, nenhuma dessas interferências resultou num governo presidido por militares. Em março de 1964, contudo, os militares assumiram o poder por meio de um golpe e governaram o país nos 21 anos seguintes, instalando um regime ditatorial.
A ditadura restringiu o exercício da cidadania e reprimiu com violência todos os movimentos de oposição. No que se refere à economia, o governo colocou em prática um projeto desenvolvimentista que produziu resultados bastante contraditórios, tendo em vista que o país ingressou numa fase de industrialização e crescimento econômico acelerados, sem beneficiar, porém, a maioria da população, em particular a classe trabalhadora.


2 - Diretas Já foi um movimento político democrático com grande participação popular que ocorreu no ano de 1984. Este movimento era favorável e apoiava a emenda do deputado Dante de Oliveira que restabeleceria as eleições diretas para presidente da República no Brasil.
Durante o movimento ocorreram diversas manifestações populares em muitas cidades brasileiras como, por exemplo, passeatas e comícios. Estes eventos populares contaram com a participação de milhares de brasileiros.
O movimento das Diretas Já contou com o apoio de diversos políticos da época como, por exemplo, Franco Montoro, Fernando Henrique Cardoso, Tancredo Neves, Ulysses Guimarães, José Serra, Mário Covas, Teotônio Vilela, Eduardo Suplicy, Leonel Brizola, Luis Inácio Lula da Silva, Miguel Arraes, entre outros. Teve também a participação de artistas, jogadores de futebol, cantores, religiosos, entre outros.


3 – Tancredo Neves era o primeiro presidente civil após o Golpe de 1964, foi um ótimo presidente. Após o povo descobrir a sua morte, começaram a perder total e única esperança. Todos muito comovidos, sentiram a dor, de perder alguém tão especial e importante para nosso país.


Laura Martendal Rodrigues
n°: 12 2ºA

Anônimo disse...

1 - Ditadura Militar - Período da política brasileira em que os militares governaram o Brasil. Esta época vai de 1964 a 1985. Caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar. As intervenções militares foram recorrentes na história da república brasileira. Antes de 1964, porém, nenhuma dessas interferências resultou num governo presidido por militares. Em março de 1964, contudo, os militares assumiram o poder por meio de um golpe e governaram o país nos 21 anos seguintes, instalando um regime ditatorial.
A ditadura restringiu o exercício da cidadania e reprimiu com violência todos os movimentos de oposição. No que se refere à economia, o governo colocou em prática um projeto desenvolvimentista que produziu resultados bastante contraditórios, tendo em vista que o país ingressou numa fase de industrialização e crescimento econômico acelerados, sem beneficiar, porém, a maioria da população, em particular a classe trabalhadora.


2 - Diretas Já foi um movimento político democrático com grande participação popular que ocorreu no ano de 1984. Este movimento era favorável e apoiava a emenda do deputado Dante de Oliveira que restabeleceria as eleições diretas para presidente da República no Brasil.
Durante o movimento ocorreram diversas manifestações populares em muitas cidades brasileiras como, por exemplo, passeatas e comícios. Estes eventos populares contaram com a participação de milhares de brasileiros.
O movimento das Diretas Já contou com o apoio de diversos políticos da época como, por exemplo, Franco Montoro, Fernando Henrique Cardoso, Tancredo Neves, Ulysses Guimarães, José Serra, Mário Covas, Teotônio Vilela, Eduardo Suplicy, Leonel Brizola, Luis Inácio Lula da Silva, Miguel Arraes, entre outros. Teve também a participação de artistas, jogadores de futebol, cantores, religiosos, entre outros.


3 – Tancredo Neves era o primeiro presidente civil após o Golpe de 1964, foi um ótimo presidente. Após o povo descobrir a sua morte, começaram a perder total e única esperança. Todos muito comovidos, sentiram a dor, de perder alguém tão especial e importante para nosso país.


Laura Martendal Rodrigues
n°: 12 2ºA

Anônimo disse...

Roberta Quaresma 25º 2ªC

O que representou para o Brasil o período militar (1964/1985?

As intervenções militares foram recorrentes na história da república brasileira. Antes de 1964, porém, nenhuma dessas interferências resultou num governo presidido por militares. Em março de 1964, contudo, os militares assumiram o poder por meio de um golpe e governaram o país nos 21 anos seguintes, instalando um regime ditatorial.

A ditadura restringiu o exercício da cidadania e reprimiu com violência todos os movimentos de oposição. No que se refere à economia, o governo colocou em prática um projeto desenvolvimentista que produziu resultados bastante contraditórios, tendo em vista que o país ingressou numa fase de industrialização e crescimento econômico acelerados, sem beneficiar, porém, a maioria da população, em particular a classe trabalhadora.

Diretas ja:

Diretas Já foi um movimento político democrático com grande participação popular que ocorreu no ano de 1984. Este movimento era favorável e apoiava a emenda do deputado Dante de Oliveira que restabeleceria as eleições diretas para presidente da República no Brasil.

Manifestações populares:

Durante o movimento ocorreram diversas manifestações populares em muitas cidades brasileiras como, por exemplo, passeatas e comícios. Estes eventos populares contaram com a participação de milhares de brasileiros.

Participações:

O movimento das Diretas Já contou com o apoio de diversos políticos da época como, por exemplo, Franco Montoro, Fernando Henrique Cardoso, Tancredo Neves, Ulysses Guimarães, José Serra, Mário Covas, Teotônio Vilela, Eduardo Suplicy, Leonel Brizola, Luis Inácio Lula da Silva, Miguel Arraes, entre outros. Teve também a participação de artistas, jogadores de futebol, cantores, religiosos, etc.

Votação e decepção popular:

Em 25 de abril de 1984, a emenda constitucional das eleições diretas foi colocada em votação. Porém, para a desilusão do povo brasileiro, ela não foi aprovada.

Eleições indiretas:

Em 15 de janeiro de 1985, ocorreram eleições indiretas e Tancredo Neves foi eleito presidente do Brasil. Porém, em função de uma doença, Tancredo faleceu antes de assumir o cargo, sendo que o vice, José Sarney, tornou-se o primeiro presidente civil após o regime de Ditadura Militar (1964-1985).

As eleições diretas para presidente do Brasil só ocorreriam em 1989, após ser estabelecida na Constituição de 1988.

Morte de Tancredo:

A morte de Tancredo foi a morte do primeiro presidente eleito (ainda que indiretamente) desde a implementação do regime de exceção vigente de 1964 até 1985.
A vitória de Tancredo (candidato da oposição) representava um pouco o sentimento de perda da capacidade de enfrentamento da situação de transição democrática, iniciada desde anos anteriores, mas que se mostrava mais palpável a partir de então.

Lucas Winter - 2°A - 16 disse...

O que representou para o Brasil o periodo militar?

O periodo militar que aconteceu de 1964 a 1985, foi um regime aonde os militares comandavam a politica brasileira, davam ordens e comandavam vários setores economicos e sociais. era basicamente uma ditadura aonde não havia democracia, respeito ao livre arbitrio (censura) e os que ficassem contra o movimento, eram perseguidos tendo sua influência política prejudicada.

O que foi o movimento das diretas já?

aconteceu a 25 anos atrás, em 1983. ganhou força com manifestações, comícios e passeatas feitas por políticos, artistas, lideres sindicais e principalmente estudantes, contra a ditadura militar tendo um único objetivo, reestabelecer o voto direto. Uma dessa manifestações aconteceu na praça da Sé no aniversário de SP e mobilizou cerca de 300 mil pessoas. Esse movimento se intensificou quando foi aprovado o voto direto para governador, nesse momento era necessário para o país, além de eleger seu governador, todos pudessem escolher quem comandaria a nação. A emenda Dante Oliveira proposta pelo deputado Dante Martins de Oliveira, visava a aprovação do voto direto, porém ela foi negada.
em 1984 o Brasil teve seu último presidente eleito por voto indireto, que foi Tancredo Neves, porém ele não chegou a assumir o cargo pois foi hospitalizados dias antes da cerimonia de posse e morreu poucos dias depois. O seu vice, José Sarney, Assumi.
Em 1989 ocorreram as eleições diretas para presidente, depois que foi aprovada em 1988 a nova constituição.

O que justifica na história do Brasil, tanta dor com a morte do presidente eleito Tancredo Neves ?

A Comoção com a morte de Tancredo, deu-se pois durante todo o regime militar, ele seria o primeiro presidente civil que assumiria o cargo. Ele daria talvez um novo rumo ao país, pelos menos era isso que o povo tinha em mente na época.


Lucas Winter n°16 Série: 2°A

Jean disse...

1-O Regime militar no Brasil, iniciado com o golpe de 31 de março de 1964, resultou no afastamento do Presidente da República de jure e de facto, João Goulart, assumindo o poder o Marechal Castelo Branco. Este golpe de estado, qualificado por personagens afinados como uma revolução, instituiu uma ditadura militar, que durou até a eleição de Tancredo Neves em 1985. Os militares então justificaram o golpe, que eclodiu cinco anos após o alinhamento cubano à União Soviética, governado por Nikita Khruschov, sob alegação de que havia uma ameaça comunista, afirmando ter eclodido no caso uma contrarrevolução, fortemente contestada principalmente pela historiografia marxista
2-Foi um movimento popular exigindo o retorno das eleições diretas em todos os níveis, apoiando a emenda constitucional do deputado Federal por MT(PMDB), Dante de Oliveira. A participação contava com ampla presença de artistas e das mais variadas lideranças políticas e estudantil.
Eram 477 parlamentares presentes e a emenda precisava de 320 destes votos para ser aprovada. Mas 298 votaram sim, 65 contra, 3 se abstiveram e 113 não compareceram à seção
Para inibir a população antes da votação, o presidente da República, general João Figueiredo, editou um decreto, no dia 18 de abril, proibindo as manifestações em favor das eleições diretas, em Brasília no dia 25.
3-Creio que devamos entender o contexto.
A morte de Tancredo foi a morte do primeiro presidente eleito (ainda que indiretamente) desde a implementação do regime de exceção vigente de 1964 até 1985.
A vitória de Tancredo (candidato da oposição) representava um pouco o sentimento de perda da capacidade de enfrentamento da situação de transição democrática, iniciada desde anos anteriores, mas que se mostrava mais palpável a partir de então.
Jean Carlos Arceno n12 2c

Anônimo disse...

Amanda Alves Machado 2B nº2

O que representou para o Brasil o período militar (1964/1985) :
A ditadura militar foi um período difícil para todos os brasileiros que se sentiram reprimidos. Esse período foi caracterizado pela falta de democracia e perseguição militar contra todos que faziam criticas ao tipo de governo. professores foram presos e demitidos; universidades foram invadidas; estudantes foram presos, feridos, nos confronto com a polícia, e alguns foram mortos; os estudantes foram calados. Muito foram calados para sempre, alguns outros se exilaram, outros se recolheram a vida privada e outros, demitidos, trocaram de função.  A ditadura militar se desfez por si só. Tamanha era a pressão popular, de vários setores da sociedade, que o processo de abertura política tornou-se inevitável. Mesmo assim, os militares deixaram o governo através de uma eleição indireta, mesmo que concorressem somente dois civis . E foi no voto indireto que Tancredo Neves foi eleito

3- O que justifica na história do Brasil, tanta dor com a morte do presidente eleito Tancredo Neves ?
Tancredo neves eleito pelo voto indireto, representava a esperança dos brasileiros de um pais mais igual, mais humano, que finalmente se veria livre da ditadura. Mas ele adoece e um dia antes de assumir o cargo de presidente morre, causando comoção no povo brasileiro que esperava por uma melhora na porta do hospital , com lágrimas no rosto.
2- Explique o que foi o movimento das Diretas Já :
Dante de Oliveira eleito deputado federal tenta em 1983 coletar assinaturas para mudar o sistema de votação no Brasil, com o voto direto, que teve completo apoio popular e se tornou uma das maiores manifestações da história do Brasil que ficou conhecida como Diretas Já. Mas no dia da votação no congresso muitos dos deputados faltam, e o projeto que estava sendo esperado e aguardado pelos brasileiros é negado. E o resultado é escondido da população com um apagão que impossibilitou os telespectadores de assistirem o acontecido.

Anônimo disse...

-Amanda Alves Machado 2B nº2

O que representou para o Brasil o período militar (1964/1985) :
A ditadura militar foi um período difícil para todos os brasileiros que se sentiram reprimidos. Esse período foi caracterizado pela falta de democracia e perseguição militar contra todos que faziam criticas ao tipo de governo. professores foram presos e demitidos; universidades foram invadidas; estudantes foram presos, feridos, nos confronto com a polícia, e alguns foram mortos; os estudantes foram calados. Muito foram calados para sempre, alguns outros se exilaram, outros se recolheram a vida privada e outros, demitidos, trocaram de função.  A ditadura militar se desfez por si só. Tamanha era a pressão popular, de vários setores da sociedade, que o processo de abertura política tornou-se inevitável. Mesmo assim, os militares deixaram o governo através de uma eleição indireta, mesmo que concorressem somente dois civis . E foi no voto indireto que Tancredo Neves foi eleito

3- O que justifica na história do Brasil, tanta dor com a morte do presidente eleito Tancredo Neves ?
Tancredo neves eleito pelo voto indireto, representava a esperança dos brasileiros de um pais mais igual, mais humano, que finalmente se veria livre da ditadura. Mas ele adoece e um dia antes de assumir o cargo de presidente morre, causando comoção no povo brasileiro que esperava por uma melhora na porta do hospital , com lágrimas no rosto.
2- Explique o que foi o movimento das Diretas Já :
Dante de Oliveira eleito deputado federal tenta em 1983 coletar assinaturas para mudar o sistema de votação no Brasil, com o voto direto, que teve completo apoio popular e se tornou uma das maiores manifestações da história do Brasil que ficou conhecida como Diretas Já. Mas no dia da votação no congresso muitos dos deputados faltam, e o projeto que estava sendo esperado e aguardado pelos brasileiros é negado. E o resultado é escondido da população com um apagão que impossibilitou os telespectadores de assistirem o acontecido.

Victor disse...

O que representou para o Brasil o período militar?
Podemos definir a Ditadura Militar como sendo o período da política brasileira em que os militares governaram o Brasil. Esta época vai de 1964 a 1985. Caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar.

O que foi o movimento das Diretas Já?
Diretas Já foi um movimento político democrático com grande participação popular que ocorreu no ano de 1984. Este movimento era favorável e apoiava a emenda do deputado Dante de Oliveira que restabeleceria as eleições diretas para presidente da República no Brasil. Durante o movimento ocorreram diversas manifestações populares em muitas cidades brasileiras como, por exemplo, passeatas e comícios. Estes eventos populares contaram com a participação de milhares de brasileiros. Em 25 de abril de 1984, a emenda constitucional das eleições diretas foi colocada em votação. Porém, para a desilusão do povo brasileiro, ela não foi aprovada. Em 15 de janeiro de 1985, ocorreu a ultima eleição indiretas e Tancredo Neves foi eleito presidente do Brasil. Porém, em função de uma doença, Tancredo faleceu antes de assumir o cargo, sendo que o vice, José Sarney, tornou-se o primeiro presidente civil após o regime de Ditadura Militar (1964-1985). As eleições diretas para presidente do Brasil só ocorreriam em 1989, após ser estabelecida na Constituição de 1988.

O que justifica na história do Brasil, tanta dor com a morte do presidente eleito Tancredo Neves?
Houve grande comoção nacional, especialmente porque Tancredo Neves seria o primeiro presidente civil após o Golpe de 1964. O Brasil, que acompanhara tenso e comovido a agonia do político mineiro, promoveu um dos maiores funerais da história nacional.
Não é possível dizer se nos dias atuais a morte de um homem como Tancredo Neves provocaria tanta comoção pública. O fato é que Tancredo faleceu num momento em que ele era indispensável ao país e, por que não, aos nossos sonhos.
Nome: Victor Hugo Branco Piccoli. N°: 30 2C

Luiza Biasuz disse...

Luiza Biasuz - 18 - 2º A

A Ditadura Militar foi um período onde o Brasil era governado pelos militares, tendo seu início com o golpe militar de 1964 e que perdurou até 1985. O período que antecedeu a Ditadura Militar, foi marcado por uma crise política, inclusive o presidente, João Goulart, abriu espaço para as organizações sociais, o que preocupou muito as classes conservadoras. Jango, como era conhecido, defendia as reformas de base, com inúmeras mudanças. Diante disso, tropas de Minas Gerais e São Paulo, fizeram um manifesto e para evitar uma guerra civil, João Goulart, fugiu para o Uruguai, deixando o governo, que foi tomado pelo regime militar.

“Diretas Já”, foi um grande movimento popular, o maior que o Brasil já teve. Iniciou em 1983 e quem estava no9 governo era o militar João Batista Figueiredo. Tal movimento clamava por justiça, o povo queria uma grande reforma política, o regime atual não satisfazia mais, era necessário uma mudança urgente, principalmente na forma de escolher os representantes, desejava-se o voto secreto e direto. Assim, finalmente em 1985, o Regime Militar definitivamente teve seu fim, dando início ao regime democrático, com a eleição do presidente Tancredo Neves.

Tancredo Neves era um sonho novo para o Brasil, que viveu uma época de ditadura e muito sofrimento, sem liberdade de expressão e muita opressão. A vitória de Tancredo deixou o país em festa, porém, a sua morte, sem sequer assumir o poder, foi uma grande tristeza para o povo brasileiro, que há tempos sonhava com a democracia e não viu seu candidato, que também muito lutou por um espaço democrático, onde a voz do povo fosse soberana, assumir a presidência do país. Como recém tinha sido deixado para trás o regime militar, de certa forma, havia um temor que ele pudesse retornar, com a morte de Tancredo Neves, porém, o clamor popular conseguiu se sustentar e isso não aconteceu.

Anônimo disse...

Leonardo - 2ºB - nº 19

1. O que representou para o Brasil o período militar
É certo falarmos da Ditadura Militar como sendo o período da política brasileira em que os militares governaram o Brasil. Esta época vai de 1964 a 1985. Caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar.

2- Foi um dos movimento de maior participação popular, da história do Brasil.foi um movimento civil de reivindicação por eleições presidenciais diretas no Brasil

3- Houve grande comoção nacional, especialmente porque Tancredo Neves seria o primeiro presidente civil após o Golpe de 1964. O Brasil, que acompanhara tenso e comovido a agonia do político mineiro, promoveu um dos maiores funerais da história nacional.
O fato é que Tancredo faleceu num momento em que representava uma grande esperança para o povo.

Anônimo disse...

Diego - 2ºB - nº 8

1 - Podemos definir a Ditadura Militar como sendo o período da política brasileira em que os militares governaram o Brasil. Esta época vai de 1964 a 1985. Caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar.

2 - Diretas Já foi um movimento civil de reivindicação por eleições presidenciais diretas no Brasil ocorrido em 1983-1984. Esta reivindicação se concretizou com a votação da proposta de Emenda Constitucional Dante de Oliveira pelo Congresso, entretanto essa proposta foi rejeitada frustrando a sociedade brasileira. Mesmo com esse incidente o movimento conseguiu uma vitoria parcial, quando Tancredo Neves foi eleito presidente pelo Colégio Eleitoral.

3 - Houve grande comoção nacional, especialmente porque Tancredo Neves seria o primeiro presidente civil após o Golpe de 1964. O Brasil, que acompanhara tenso e comovido a agonia do político mineiro, promoveu um dos maiores funerais da história nacional.
Não é possível dizer se nos dias atuais a morte de um homem como Tancredo Neves provocaria tanta comoção pública. O fato é que Tancredo faleceu num momento em que ele era indispensável ao país e, por que não, aos nossos sonhos.

Pedro disse...

Pedro Rafihi Peixoto - Nº29 2ºB

Ditadura militar no Brasil:
Perído em que nosso país foi governado especialmente pelos militares, remeteu muita falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão aos que eram contra o regime. Nessa época tudo recebia censura, des-de programs de TV até músicas. O Regime Militar durou no Brasil entre os anos de 1964 até 1985

Diretas Já:
Grande movimento popular brasileiro no ano de 1984, tinha como objetivo de reestabelecer as eleições de uma forma direta no Brasil, este movimento apoiava a emenda do deputado Dante de Oliveira que restabeleceria as eleições diretas para presidente da República no Brasil.
Mesmo depois da Emenda Dante de Oliveira ter cido regeitada na Câmara dos Deputados, o movimento pelas "Diretas Já" teve grande importância na redemocratização do Brasil. Suas lideranças passaram a formar a nova elite política brasileira. O processo de redemocratização termina com a volta do poder civil em 1985, com a aprovação de uma nova Constituição Federal em 1988 e com a realização das eleições diretas para Presidente da República em 1989.

Tancredo Neves - Abalo nacional:
Tancredo Neves seria o primeiro presidente civil após o Golpe de 1964. O Brasil. Para a população brasileira da época, Neves representava muita esperança, e sonhos. Por isso sua morte abalou tanto nosso país.

Anônimo disse...

Lúvia de Sá- n° 23 - 2B

1- O que representou para o Brasil o período militar (1964/1985) :
As intervenções militares foram recorrentes na história da república brasileira. Antes de 1964, porém, nenhuma dessas interferências resultou num governo presidido por militares. Em março de 1964, contudo, eles assumiram o poder por meio de um golpe e governaram o país, nos 21 anos seguintes, instalando um regime ditatorial. A ditadura restringiu o exercício da cidadania e reprimiu com violência todos os movimentos de oposição. No que se refere à economia, o governo colocou em prática um projeto desenvolvimentista que produziu resultados bastante contraditórios, tendo em vista que o país ingressou numa fase de industrialização e crescimento econômico acelerados, sem beneficiar, porém, a maioria da população, em particular a classe trabalhadora.

2- Explique o que foi o movimento das Diretas Já :

Diretas Já foi um dos movimentos de maior participação popular, da história do Brasil. Teve início em 1983, nogoverno de João Batista Figueiredo e propunha eleições diretas para o cargo de Presidente da República. A campanha ganhou o apoio dos partidos PMDB e PDS, e em pouco tempo, a simpatia da população, que foi às ruas para pedir a volta das eleições diretas. Sob o Regime Militar desde 1964, a última eleição direta para presidente fora em 1960. A Ditadura já estava com seus dias contados. Inflação alta, dívida externa exorbitante, desemprego, expunham a crise do sistema. Os militares, ainda no poder, pregavam uma transição democrática lenta, ao passo que perdiam o apoio da sociedade, que insatisfeita, queria o fim do regime o mais rápido possível.

3- O que justifica na história do Brasil, tanta dor com a morte do presidente eleito Tancredo Neves ?
Após um período negro e violento na História do Brasil, foi eleito o primeiro presidente civil em mais de 20 anos. A ansiedade de todo o país pela sua posse e por uma reorganização da sociedade, ainda amedrontada pelo regime militar, era nítida. Apesar de indireta a eleição de Tancredo foi recebida com grande entusiasmo pela maioria dos brasileiros. No entanto, Tancredo não chegou a assumir a Presidência. Na véspera da posse foi internado no Hospital de Base, em Brasília, com fortes dores abdominais e José Sarney toma seu lugar interinamente no dia seguinte, em 15 de março de 1985. Depois de sete cirurgias, veio a falecer em 21 de Abril, aos 75 anos de idade, vítima de infecção generalizada. Deu-se uma comoção nacional, tantas as esperanças que haviam sido depositadas em Tancredo. Em 22 de abril, Sarney foi investido oficialmente no cargo. Governou até 1990, um ano a mais que o previsto na carta-compromisso da Aliança Democrática, pela qual chegou ao poder.

Anônimo disse...

Lúvia de Sá- n° 23 - 2B

1- O que representou para o Brasil o período militar (1964/1985) :
As intervenções militares foram recorrentes na história da república brasileira. Antes de 1964, porém, nenhuma dessas interferências resultou num governo presidido por militares. Em março de 1964, contudo, eles assumiram o poder por meio de um golpe e governaram o país, nos 21 anos seguintes, instalando um regime ditatorial. A ditadura restringiu o exercício da cidadania e reprimiu com violência todos os movimentos de oposição. No que se refere à economia, o governo colocou em prática um projeto desenvolvimentista que produziu resultados bastante contraditórios, tendo em vista que o país ingressou numa fase de industrialização e crescimento econômico acelerados, sem beneficiar, porém, a maioria da população, em particular a classe trabalhadora.

2- Explique o que foi o movimento das Diretas Já :

Diretas Já foi um dos movimentos de maior participação popular, da história do Brasil. Teve início em 1983, nogoverno de João Batista Figueiredo e propunha eleições diretas para o cargo de Presidente da República. A campanha ganhou o apoio dos partidos PMDB e PDS, e em pouco tempo, a simpatia da população, que foi às ruas para pedir a volta das eleições diretas. Sob o Regime Militar desde 1964, a última eleição direta para presidente fora em 1960. A Ditadura já estava com seus dias contados. Inflação alta, dívida externa exorbitante, desemprego, expunham a crise do sistema. Os militares, ainda no poder, pregavam uma transição democrática lenta, ao passo que perdiam o apoio da sociedade, que insatisfeita, queria o fim do regime o mais rápido possível.

3- O que justifica na história do Brasil, tanta dor com a morte do presidente eleito Tancredo Neves ?
Após um período negro e violento na História do Brasil, foi eleito o primeiro presidente civil em mais de 20 anos. A ansiedade de todo o país pela sua posse e por uma reorganização da sociedade, ainda amedrontada pelo regime militar, era nítida. Apesar de indireta a eleição de Tancredo foi recebida com grande entusiasmo pela maioria dos brasileiros. No entanto, Tancredo não chegou a assumir a Presidência. Na véspera da posse foi internado no Hospital de Base, em Brasília, com fortes dores abdominais e José Sarney toma seu lugar interinamente no dia seguinte, em 15 de março de 1985. Depois de sete cirurgias, veio a falecer em 21 de Abril, aos 75 anos de idade, vítima de infecção generalizada. Deu-se uma comoção nacional, tantas as esperanças que haviam sido depositadas em Tancredo. Em 22 de abril, Sarney foi investido oficialmente no cargo. Governou até 1990, um ano a mais que o previsto na carta-compromisso da Aliança Democrática, pela qual chegou ao poder.

Guilherme 12 2ºB disse...

Guilherme Cabral Almeida nº:12 2ºB

1-Época marcada pela falta de democracia, destruição dos direitos constitucionais, recriminação, perseguição política e coibição daqueles que eram opostos ao novo regime. Sem liberdade de expressão. Época também da modernização da indústria e de abertura ao capital estrangeiro. Partidos políticos e outras organizações da sociedade foram extintas ou sofreram intervenções do governo.

2- Com início em 1983, propunha eleições diretas para o cargo de Presidente da República. A campanha ganhou a simpatia da população, que foi às ruas para pedir a volta das eleições diretas.
Em 1984, haveria eleição para a presidência, mas seria realizada de modo indireto, para que tal eleição transcorresse de forma direta, era necessária a aprovação da emenda constitucional proposta pelo deputado Dante de Oliveira. Lideranças estudantis, sindicatos, intelectuais, artistas e religiosos reforçaram o coro pelas Diretas Já

3- Por ele ter sido o presidente que era símbolo de vitória e esperança para todos os brasileiros, que viveriam em um país sem um regime militarista e representava a esperança de uma vida mais justa e democrática.

Anônimo disse...

1- O que representou para o Brasil o período militar (1964/1985) :
Ocorreu a Ditadura Militar, foi um período com grande falta de democracia,censura, perseguição política e repressão aos que eram contra o regime militar, o povo era muito suprimido pelas leis, e os sequestros de pessoas que buscavam a democracia, muitos estudantes de direitos, e de todas as universidades eram procurados, e investigados caso envolvessem algo contra a ditadura. Durou entre 1964 até 1985, que foram anos de muito sofrimento para muitas pessoas, todos temiam uma guinada do Brasil para o lado socialista,sendo que neste período, o mundo vivia a guerra fria, e um regime socialista seria péssimo para o povo, esse estilo de esquerda durante esse período chegou a gerar até mesmo preocupação nos EUA, que junto com as classes conservadoras brasileiras, temiam um golpe comunista.

2- Explique o que foi o movimento das Diretas Já :
Foi uma grande manifestação popular para apoiar a aprovação da Emenda Dante de Oliveira, que buscava instituir as eleições diretas no Brasil logo após a ditadura. Em 25 de abril de 1984, a emenda constitucional das eleições diretas foi colocada em votação. Porém, para a desilusão do povo brasileiro, ela não foi aprovada.
Em 15 de janeiro de 1985, ocorreu a ultima eleição indiretas e Tancredo Neves foi eleito presidente do Brasil. Porém, em função de uma doença, Tancredo faleceu antes de assumir o cargo, sendo que o vice, José Sarney, tornou-se o primeiro presidente civil após o regime de Ditadura Militar.

3- O que justifica na história do Brasil, tanta dor com a morte do presidente eleito Tancredo Neves ?

Tancredo Neves seria o primeiro presidente civil após o golpe militar, após descobrirem de sua morte, perdeu-se sua ultima esperança. Todos muito comovidos, sentindo a dor de ter perdido alguém que teria feito muito pelo país, chocando todas as pessoas.

CARLOS 2ºB (6)

Isabella disse...

Isabella N11 2C

1 - O período militar no Brasil será sempre lembrado. Foi uma época em que os militares governaram o país impondo suas regras, numa total não democracia. Quem fosse contra esse regime, era punido. Políticos, artistas ou pessoas normais. Muitos músicos inclusive foram exilados por em suas músicas mencionarem o modo como estavam vivendo.
Representou um retrocesso na política brasileira, restringindo o exercício de cidadão do povo e na economia tendo um crescimento acelerado, mas sem beneficiar a maioria da população, em especial a classe trabalhadora.

2 - O movimento das diretas já teve a maior participação popular, iniciando em 1983, com o objetivo de impor eleições diretas para o cargo de presidente da república. A população foi as ruas para pedir a volta dessas eleições, que há 23 anos não acontecia.
A sociedade estava insatisfeita com o governo, inflação estava em alta, dívida externa crescendo, o povo queria o fim do regime militar o mais rápido possível.
No ano seguinte, em 1984 haveria eleição para presidente, mas indireta, o povo só participaria se a emenda Dante de Oliveira fosse aprovada. Essa emenda defendia o direito do povo escolher seu representante. A emenda não foi aprovada e dois civis indicados disputaram o governo, Paulo Maluf e Tancredo Neves. Já era uma vitória para a população, e Tancredo ganhou a disputa. Mas infelizmente não chegou a assumir o governo, por motivos de sáude.

3 - A morte de Tancredo Neves, que era apoiado pela população, foi bastante sofrida pela população pois depois de mais de 20 anos vivendo em um regime autoritário, o país havia conseguido um bom representante para acabar com esse regime. O autoritarismo já havia acabado, mas o presidente eleito assumir o cargo seria mais uma prova da vitória, o que não foi possível. Assim seu vice, José Sarney assume e leva o Brasil adiante.

Isabella 2C N11

Anônimo disse...

A ditadura militar foi um período no Brasil que durou de 1964 a 1985, representou o fechamento completo do sistema político e a implantação de uma ditadura em que havia muita repreensão, não havia liberdade de expressão e tudo que os militares diziam era a lei, quem fosse contra recebia violência em troca.

Diretas Já foi um movimento político democrático com grande participação popular que ocorreu no ano de 1984. Este movimento era favorável e apoiava a emenda do deputado Dante de Oliveira que restabeleceria as eleições diretas para presidente da República no Brasil.
Manifestações populares:
Durante o movimento ocorreram diversas manifestações populares em muitas cidades brasileiras como, por exemplo, passeatas e comícios. Estes eventos populares contaram com a participação de milhares de brasileiros.

Houve grande comoção nacional, especialmente porque Tancredo Neves seria o primeiro presidente civil após o Golpe de 1964. O Brasil, que acompanhara tenso e comovido a agonia do político mineiro, promoveu um dos maiores funerais da história nacional.
O fato é que Tancredo faleceu num momento em que representava uma grande esperança para o povo.

Loreane n:15 2c

thais disse...

Nessa época, o Brasil representava uma democracia que não podia ser exercida pelo povo, pois o voto era indireto. Havia censura, e em grande parte desse período só existiram dois partidos políticos (bipartidarismo), sendo eles a ARENA (Aliança Renovadora Nacional) e o MDB (Movimento Democrático Brasileiro). Apenas em 1979, sob o governo de Figueiredo, há a volta do pluripartidarismo. A alta inflação também marcou os tempos de Ditadura Militar.

Em 1984, ocorreu o movimento Diretas Já, favorável à aprovação da emenda Dante de Oliveira, que garantiria eleições diretas para presidente. Mesmo com a incrível mobilização da população, e o recebimento da maioria dos votos a seu favor, a emenda Dante Oliveira não foi aprovada pela Câmara dos Deputados.Alegaram que ainda assim faltaram 22 votos para se atingir o mínimo de 2/3 dos votos exigidos para que houvessem alterações na Constituição. Por volta de 1985, ocorre o fim da ditadura militar brasileira. Em 1988 foi promulgada a nova Constituição Brasileira que vigora até os dias de hoje.

O presidente Tancredo Neves, apesar de ser eleito ainda de forma indireta, seria o primeiro presidente civil do Regime Militar a comandar o Brasil. Todos esperavam com fervor o momento de sua posse, quando um dia antes, ele vem a adoecer e depois de mais de um mês de luta por sobrevivência, ele vem a falecer, deixando toda uma nação chorando, devido a sua morte. Como Tancredo Neves não chegou a assumir formalmente a presidência do Brasil, José Sarney, que era seu vice, assumiu a presidência, tendo então, a total responsabilidade de tudo, que seria de Tancredo Neves.

Taís Maciel Nº27 2ºC E.M