domingo, 19 de maio de 2013

ESTADOS UNIDOS E OS ESPAÇOS INDUSTRIAIS.


Fig.1


Nos Estados Unidos, as condições do desenvolvimento do processo de industrialização foram sendo construídas ao longo de todo o século XIX. Nesse contexto, as primeiras indústrias desenvolvidas na costa leste eram, essencialmente, indústrias ligadas às produções têxtil, siderúrgica, metalúrgica e petroquímica. Estas últimas são conhecidas como indústrias de base, e se caracterizam pela intensa utilização de mão de obra e matéria-prima, como ferro, carvão, e de energia elétrica.

Fig.2


Seguindo o padrão das grandes regiões agrícolas,
os belts, a atividade industrial norte-americana também é organizada em cinturões, determinados por diversos fatores, sobretudo as características assumidas pelo país em escala global.

Podemos considerar, no espaço norte-americano, duas principais regiões industrializadas, caracterizadas por diferentes processos de industrialização: a Manufacturing belt e a Sun-belt, ou apenas Sul.
SNOW BELTS: Nordeste/ Norte/região dos Grandes Lagos.
SUN BELTS: Sul/litoral do Pacífico e Meio-Oeste.

Manufacturing belt
Apesar de terem sido uma colônia inglesa, os Estados Unidos também foram protagonistas da chamada industrialização clássica. A colonização da Nova Inglaterra possibilitou o surgimento de um prematuro mercado consumidor, o que estimulou o desenvolvimento das primeiras indústrias no Nordeste, ainda no final do século 18
Nas últimas décadas do século 19, emergia uma estrutura espacial centralizada por um grande e visível pólo industrial: o Manufacturing belt ou Cinturão Fabril (ou Industrial), no Nordeste, Norte e Grandes Lagos.
Fig.3
Essa área forma, atualmente, a maior concentração urbano-industrial do mundo, tendo como uma de suas características a megalópole BOSWASH (formada pelas áreas metropolitanas do eixo Boston-Washington).
Fig.4
Dentre os fatores que permitiram o desenvolvimento de indústrias nessa região, destacam-se:

A existência de recursos naturais, notadamente a jazida de minério de ferro nos Grandes Lagos, o que atraiu o desenvolvimento de indústrias siderúrgicas, automobilísticas e ferroviárias - e as jazidas de carvão mineral dos Montes Apalaches, localizadas mais ao sul e de fácil exploração.

As condições favoráveis à navegação dos Grandes Lagos, com saída para o Oceano Atlântico pelo rio São Lourenço, bem como os bons e modernos portos da costa leste, que possibilitaram a chegada dos recursos e das matérias-primas de que a região não dispunha.


Fig.5

Fontes : UOL EDUCAÇÃO
Fig.1 pt.Wikipedia.org
Figs. 2 e 5 interna.coceducacao.com.br
Fig. 3 topazio 1950.blogs.sapo.pt
Fig.4 marzogie. blogspots.com

Nenhum comentário: