sábado, 11 de julho de 2009

MODERNIZAÇÃO DA AGRICULTURA BRASILEIRA



TRANSGÊNICOS - VANTAGENS E DESVANTAGENS



HISTÓRICO SOBRE OS AVANÇOS NO SÉCULO XX


1900. Ocorrem as primeiras experiências de melhoramento genético de plantas, com a transferência de genes em espécies sexualmente compatíveis.

1920. Início do melhoramento genético: desenvolvidas a partir da seleção e cruzamento controlado de duas plantas, surgem as primeiras lavouras com sementes de milho híbrido, responsáveis pelo aumento de 600% da produção norte-americana de milho entre 1930 e 1985.

1953. Descoberta a estrutura do DNA.

1973. Início da era da biotecnologia, quando Stanley Cohen e Herbert Bouyer conseguem efetivamente a transferência genética de um organismo para outro.

1982. A insulina humana para o tratamento da diabetes é o primeiro produto biotecnológico a ser amplamente utilizado.

1990. Na China, começam a ser comercializadas as primeiras plantas geneticamente modificadas

1993. Nos EUA, lançado o tomate longa vida.

1996. Primeiro plantio comercial da soja geneticamente modificada nos Estados Unidos.

1997. Primeiro plantio da soja geneticamente modificada na Argentina.

1999. As áreas cultivadas com plantas geneticamente modificadas em todo o mundo somam perto de 40 milhões de hectares. Cientistas suíços e alemães anunciam a descoberta de uma espécie de arroz contendo betacaroteno, substância convertida em vitamina A pelo organismo.

2002. Ano previsto para o lançamento da segunda geração de produtos agrícolas geneticamente modificados

VANTAGENS E DESVANTAGENS DO USO DE OGM´S

Vantagens

· Aumentar a produção de alimentos com redução nos custos de produção;

· Aumento da resistência induzida diminuindo assim, a necessidade do uso de herbicidas;

· Produção de alimentos de maior qualidade nutricional e menor perecibilidade;

· Produção de anticorpos em plantas transgênicas e a possibilidade de distribuição em massa;

· Introdução de novas características não existentes no organismo em seu estado original.


Desvantagens e riscos

1. À saúde humana

· Aumento das alergias pela transferência de gens de uma espécie para a outra porque a alergia é causada pelas proteínas que são produzidas por determinada espécie e a transferência de gens pode levar a esta característica de se fabricar mais ou outra proteína;

· Prejudicar seriamente o tratamento de algumas doenças de homens e animais. Isto ocorre porque muitos cultivos possuem genes de resistência antibiótica. Se o gene resistente atingir uma bactéria nociva, pode conferir-lhe imunidade ao antibiótico, aumentando a lista, já alarmante, de problemas médicos envolvendo doenças ligadas a bactérias imunes;

· Aumento de resíduos de agrotóxicos: Alguns dos produtos transgênicos têm como característica adquirirem resistência aos efeitos dos agrotóxicos, como a soja transgênica “Roundup Ready”, resistente ao herbicida Roundup, permitindo uma utilização mais intensa do agrotóxico, cujos resíduos permanecerão nos alimentos e poluirão os rios e o solo.

2. Ao meio-ambiente


· Fluxo gênico: pode ocorrer a transferência de gens da planta transgênica para uma espécie diferente que pode ser um parente silvestre ou plantas daninhas sexualmente compatíveis podendo gerar desequilíbrio nas cadeias alimentas e no próprio ecossistema;

· Desenvolvimento de resistência em pragas e doenças se houver a transferência do gen resistente da planta;

· Impactos sobre a biodiversidade: O uso da engenharia genética na agricultura está se espalhando rapidamente com a globalização, sendo amplamente aplicado em monoculturas (são as monoculturas as grandes disseminadoras da engenharia genética) que, juntamente com outros fatores, são responsáveis pela diminuição da diversidade de espécies. Segundo Miguel Altieri, “embora a biotecnologia tenha a grande capacidade de criar mais variedades de cultivos comerciais, a tendência estabelecida por apenas quatro multinacionais é criar um mercado internacional para um único produto, criando condições para a uniformização genética de paisagens rurais”. A uniformidade genética leva a uma maior vulnerabilidade do cultivo porque a invasão de pestes, doenças e ervas daninha sempre é maior em áreas que plantam o mesmo tipo de cultivo. O caso da “fome das batatas”, que aconteceu na Irlanda no século passado, é um bom exemplo das conseqüências que a uniformidade genética das plantações pode causar.

· E outros efeitos colaterais que não podem ser previstos a curto prazo.

TRANSGÊNICOS NO BRASIL

A soja transgênica tomou conta das lavouras gaúchas. Conforme o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, cerca de 98% dos plantios transgênicos no Brasil estão no Rio Grande do Sul.

Uma reportagem publicada na Gazeta do Povo revela que, no Paraná, são equivalentes as áreas para plantio de soja convencional e transgênica. Enquanto a soja convencional ocupa 51% das áreas plantadas, a transgênica fica com 49%. A diferença é pequena: cerca de 40 mil hectares.

Para aqueles que optaram pela transgênica, a principal vantagem é a facilidade no manejo da lavoura e maior produtividade; já o grão convencional ganha no preço. Atualmente a remuneração pela soja convencional é maior.

Plantar ou não alimentos transgênicos ?
É viavel investir na agricultura orgânica, sabendo que para 2020 seremos 8 bilhões de habitantes no planeta ?

5 comentários:

Sabrina 3º A disse...

Olá Conceição!!! Muito interessante e de extrema importância o assunto postado. Além de nos ajudar muito em provas, nos faz estar atualizados, podendo opinar e criar argumentos a partir do assunto dado. Na minha opinião, se fosse para escolher opitaria por alimentos não trangênicos. Entendo que essa atitude poderia beneficiar a população e diminuir a fome, mas mesmo assim não correria riscos devido a essa ação. Ainda mais eu que sou sensivel a alergias! Bom, é isso Ceiça! Continue postando! Te admiro muito, viiu! Além de uma inteligentíssima professora, é uma excelente pessoa! Beeijão Sabrina 3º A

Joao Ricardo disse...

Eu Acho viável, ja que além de poder modificar alimentos, pode deixar eles com mais proteínas e outras necessidades do ser humano, claro, porém tem seus pontos negativos por poder contraír alergias, mais doenças, mais acho bom ,porder manipular o natural, pois as vezes um certo alimento é tao concentrado de tal substância, que seria bom fazer os devidos testes, legal :D
João 3A

José Felipe disse...

Olá Conceição. Antes de mais nada, queria te parabenizar pelo Blog, está muito interessante!
Então, sobre os alimentos tragênicos, eu acho que mesmo sendo um meio de atender as necessidades da população, traz riscos muito graves para a saúde humana e para o meio-ambiente. Acho que seria viável fazerem mais testes com esses tipos de alimentos, até conseguirem achar um equilíbrio entre produzí-los em grande massa sem afetar negativamente as pessoas e o planeta, já que a tendência é ter cada vez mais pessoas no mundo.

José Felipe (19), 2º A

andri disse...

Hoje o Brasil é o terceiro maior produtor de trangênicos," perdendo" somente para os EUA e a Argentina, mas ainda hoje estão sendo cautelosos com o plantio, pois os transgênicos ao mesmo tempo que tem o lado positivo, tendo uma grande resistência as chamadas "pragas" da agriculta, não danificando o plantio e tendo uma maior produtividade, podem também causar danos negativos, tornando as ervas daninhas mais resistentes e causando danos na biodiversidade, como a extinção de abelhas.
Mais a maior preocupação dos ciêntistas é com a saúde humana, tendo argumentos a favor, adimitindo que esses alimentos incorporam substâncias que auxiliam no combate à obesidade, ao colesterol alto e outros, e já outros, adimidindo que são totalmente prejudiciais, podendo causar cancêr e alergias, podendo também aumentar a resistencia contra antibióticos.
Acho que somente após os resultados finais os trangênicos devem ser liberados, pois ainda não sabemos realmente quais são consequecias para nossa saúde nem para o meio ambiente, mais concordo com essas modificações genéticas se forem para o bem das pessoas, ajudando a diminuir a fome no mundo com o aumento de alimentos.
Bjão, Andriélly Rocha
3º A

andri disse...

Somente para conceição..

Boa tarde conceição
Gostaria de saber se tem alguma outro assunto que posso estar estudando,fazendo pesquisas e debatendo com você...
estou te enviando por aqui pq perdi a senha da central do aluno..
se puder me responder pelo meu email te agradeço...

driquinha_rocha@hotmail.com
Bjss Andriélly Rocha
3 B