sexta-feira, 24 de setembro de 2010

EXERCÍCIOS SOBRE A REGIÃO NORDESTE

DESAFIO GEOGRÁFICO:

1- Por do sol em Pedra Furada


2- Por do sol na caatinga

Questão 01 Pôr do sol na Caatinga Nordestina. Pôr do sol em Pedra Furada, Praia de Jericoacoara,Ceará

.
As duas imagens acima retratam diferentes paisagens naturais encontradas na sub-região nordestina do Sertão. Responda: a) Descreva a vegetação natural do Sertão e cite o nome do bioma. b) Cite três formas de exploração econômica da sub-região nordestina do Sertão.

Questão 02
Cite duas explicações naturais que tornam o Sertão Nordestino semiárido com ocorrência de graves secas

Questão 03 Resolva as palavras cruzadas abaixo
Horizontal 4. Recurso mineral extraído em Mossoró (RN), município responsável por 90% da produção nacional do produto 5. Palmácea abundante na mata dos cocais, que fornece cera vegetal 8. Sub-região nordestina, transição entre a zona da mata e o sertão 9. Um dos únicos rios nordestinos que não é intermitente 10. Clima do sertão nordestino Vertical 1. Usina Hidrelétrica que tornou Juazeiro e Petrolina grandes produtores de frutas por meio da agricultura irrigada 2. Planta que motivou a ocupação do nordeste brasileiro desde os tempos coloniais 3. Sigla de Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste 6. Maior pólo industrial da América Latina, localizada em Salvador (BA) 7. Importante atividade econômica desenvolvida no litoral nordestino
Questão 04 A charge acima denominada de “Geografia Brasileira” mostra de certo modo a realidade existente em nosso país. Observe a charge e responda: a) Utilizando como referência a construção de açudes no Sertão, relacione curral eleitoral, coronelismo e Indústria da Seca no Nordeste. b) Comparando a Geografia tradicional brasileira com a Geografia Brasileira da charge, cite quatro dos Estados acima que fazem parte da Região Nordeste.
c) Porque o autor nomeou sua charge de “Geografia Brasileira”? Explique.

Questão 05 Utilizando o mapa mudo abaixo, responda: a) Destaque e identifique as quatro sub-regiões nordestinas. b) Identifique pelo menos três Estados Nordestinos. c) Localize as três metrópoles que polarizam a produção industrial nordestina.

Questão 06 Diz uma crendice popular nordestina que o ano terminado no número dois é sempre de seca. O ano terminado em quatro é sempre de enchente. No entanto em 2008 ocorreram no Sertão chuvas torrenciais, e agora em novembro de 2009 o risco é que uma nova seca grave ocorra no Nordeste. Sobre o tema responda a) A partir da crendice popular sertaneja relacione a ocorrência de graves secas cíclicas com os fenômenos climáticos do El Niño e La Niña. b) Diferencie o que são rios intermitentes e rios perenes. Cite os dois únicos rios perenes existentes no Nordeste.

Questão 07 Leia o texto a seguir e responda as questões abaixo: Na vastidão do mar brasileiro vem acontecer o encontro de Caio Zip, jornalista brasileiro, com o jornalista alemão Koseritz. Unidos eles estão envolvidos numa grande missão: uma entrevista exclusiva com Dom Pedro II. Entrevista com D. Pedro II (...) D. Pedro: Tantas mortes. Isso me leva a sentir o mesmo pesar como naquela terrível seca de 77 no nordeste. Caio: Já havia seca no nordeste em 1877? D. Pedro: É claro que já havia seca! Onde é que você vive rapaz? Koseritz, às vezes seu assistente fala de um modo estranho... Koseritz: É, Majestade. Às vezes ele sai um pouco da realidade… Eu já me acostumei com isso. Caio: Eu não sabia que este problema vinha desde esta época. D. Pedro: Desta época! Rapaz, já havia relatos de secas no Nordeste desde o século 16, mas essa foi devastadora. Durou até 1879 e matou mais de 500 mil pessoas, o dobro da guerra do Paraguai. Foi a maior tragédia deste século na América do Sul. A província do Ceará foi a mais atingida. A economia foi arrasada e a proliferação de doenças e a fome dizimaram o rebanho e as pessoas. Metade da população de Fortaleza pereceu. Quando soube da tragédia, fui visitar a região e pela primeira vez não me contive e chorei. O imperador parecia emocionado e triste lembrando daqueles acontecimentos e da sensação de impotência que sentiu na época, constatando que tudo que fizesse somente ajudaria a amenizar muito pouco o sofrimento daquela boa gente. Os outros se mantiveram calados em respeito à tristeza do imperador. Após alguns instantes, Koseritz resolveu quebrar o silencio. Koseritz: Majestade, não crê que há muita gente interessada em perpetuar a imagem do nordeste miserável para atrair verbas para a região? D. Pedro: Sim, Koseritz. Tem muita gente interessada em manter essa ideia de nordeste seco, miserável, dependente. É uma situação triste porque há milhares de famílias fugitivas das regiões mais secas, principalmente do Ceará e de Pernambuco, que necessitam desesperadamente de ajuda. O império envia muitas verbas, mas elas não chegam até os necessitados. Caio: Por que não? Esse dinheiro vai parar no bolso de alguém? D. Pedro: Exatamente! Elas são desviadas pelos políticos e prefeitos espertalhões que usam a seca como desculpa para manter o nordeste miserável. Koseritz: Os políticos se valem desse discurso da miséria nordestina, como se fosse uma fatalidade, como se o nordeste fosse predestinado à desgraça e à miséria. É verdade que a economia canavieira do nordeste entrou em crise e o café do sudeste se tornou o principal produto de exportação. Mas é possível reverter essa situação, construindo açudes, abrindo canais de irrigação, e trabalhando outras culturas agrícolas. D. Pedro: Sim, com muito trabalho o nordeste poderia ser viável. O que falta é honestidade e vontade política para fazer o nordeste dar certo. Talvez daqui a alguns anos essa situação comece a mudar. Caio: Eu acho que não vai ser em alguns anos não, acho que vai levar mais de um século… (...) (Fonte: Dom Pedro II e Koseritz – trecho do debate sobre o Nordeste) a) Caracterize Indústria da Seca. b) Comparando a economia cearense do período citada no texto, e a atual, quais mudanças podem ser observadas? c) A ideia de “Transposição do Rio São Francisco” remonta à época de Dom Pedro II, e só atualmente foi colocada em prática. Qual a intenção do projeto e porque é alvo de tanta polêmica? Questão 08 O mapa abaixo retrata as sub-regiões do Nordeste brasileiro. Escolha uma das sub-regiões e identifique: a) aspectos físicos . b) aspectos econômicos. c) cite pelo menos dois Estados da sub-região.

193 comentários:

Anônimo disse...

ALUNA: AGATHA, N° 01 - 3ª° A

1a) As imagens tradicionais da Caatinga e do semi-árido Nordeste brasileiro, são solos secos, rachados, plantas pequenas, o que acaba 'apagando' a sua diversidade de biomas. É um clima de forte insolação, altas temperaturas durante quase todo o ano, chuvas irregulares e escassas, com secas periódicas. Mas a diversidade de solos e a presença de serras e brejos denotam também a presença de áreas mais úmidas. O inverno seco dura de cinco a oito meses, com maior precipitação no verão, mas irregulares no tempo e no espaço.

b) Além da importância biológica, a caatinga apresenta um potencial econômico ainda pouco valorizado. Em termos forrageiros, apresenta espécies como o pau-ferro, a catingueira verdadeira, a catingueira rasteira, a canafístula, o mororó e o juazeiro que poderiam ser utilizadas como opção alimentar para caprinos, ovinos, bovinos e muares. Entre as de potencialidade frutífera, destacam-se o umbu, o araticum, o jatobá, o murici e o licuri e, entre as espécies medicinais, encontram-se a aroeira, a braúna, o quatro-patacas, o pinhão, o velame, o marmeleiro, o angico, o sabiá, o jericó, entre outras.

2) Anteriormente acreditava-se que a caatinga seria o resultado da degradação de formações vegetais mais exuberantes, como a Mata Atlântica ou a Floresta Amazônica. Essa crença sempre levou à falsa idéia de que o bioma seria homogêneo, com biota pobre em espécies e em endemismos, estando pouco alterada ou ameaçada, desde o início da colonização do Brasil, tratamento este que tem permitido a degradação do meio ambiente e a extinção em âmbito local de várias espécies, principalmente de grandes mamíferos, cujo registro em muitos casos restringe-se atualmente à associação com a denominação das localidades onde existiram. Entretanto, estudos e compilações de dados mais recentes apontam a caatinga como rica em biodiversidade e endemismos, e bastante heterogênea.

3) CRUZADINHA:
1 - SOBRADINHO
2 - CANA DE AÇUCAR
3 - SUDENE
4 - SAL
5 - COQUEIRO
6 - ARATU
8 - AGRESTE
9 - SÃO FRANCISCO
10 - SEMI ÁRIDO

4) Curral eleitoral é uma expressão utilizada por historiadores brasileiros na República Velha que indicava uma região onde um político possuía grande influência, é bastante conhecido ou aonde é muito bem votado. O Coronelismo no Brasil é símbolo de autoritarismo e impunidade. Suas práticas remontam do Caudilhismo e do Caciquismo que provêm dos tempos da colonização do Brasil. Ganhou força na época do Primeiro Reinado, chegando ao final do século XIX tomando conta da cena política brasileira. Conjunto de ações políticas de latifundiários (chamados de coronéis) em caráter local, regional ou federal, onde se aplica o domínio econômico e social para a manipulação eleitoral em causa própria ou de particulares. Fenômeno social e político típico da República Velha, caracterizado pelo prestígio de um chefe político e por seu poder de mando. A Indústria da seca refere-se ao planejamento dos grupos políticos e econômicos que se aproveitam do fenômeno natural da seca da região Nordeste do Brasil em beneficio próprio como receber doações do governo de outro estado e usá-las para seu proprio uso. A relação entre estes, é o fato de se aproveitarem de uma condição de vida melhor, ou condição politica, para beneficio próprio.

b) Rio Grande do Norte, Ceará e Maranhão

c) Devido ao fato, de que todos estes tipos de irregularidades econômicas e políticas, estarem espalhados por todo Brasil.

agatha 3° A disse...

6) Agreste:
a - Possui como características principais solos profundos (latossolos e argissolos), com relevo extremamente variável, associados a solos rasos (litossolos), solos relativamente férteis, vegetação variável com predominância de vegetação caducifólia (decídua). É uma área sujeita a secas, cuja precipitação pluviométrica varia entre 300 e 1200 mm/ano, oscilando predominantemente entre 700 e 800 mm/ano.

b - A estrutura fundiária do Agreste é basicamente formada por pequenas e médias propriedades onde se pratica a policultura, frequentemente associada à pecuária extensiva e bacia leiteira. Por estar fora da região de influência litorânea, predominando no interior nordestino, está sujeita às estiagens cíclicas, de forma que boa parte da população aí existente depende essencialmente do regime de chuvas, que são irregulares e rios temporários.

A Associação Plantas do Nordeste (APNE), entidade não-governamental com parceria dos Jardins Botânicos Reais de Kew, da Inglaterra, e do CNPq, tem desenvolvido estudos visando um aproveitamento sustentável da flora local, bem como seu estudo e preservação.

Por causa da densidade demográfica e da estrutura fundiária com tendência ao minifúndio, o Agreste constitui uma área em que a pressão sobre a terra é bastante forte (pediplanação). Esse problema é grave e acaba acarretando migrações para o Sudeste.

c - Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte

Anônimo disse...

1-a) A vegetação nordestina vai desde a Mata Atlântica no litoral à Mata dos Cocais no Meio-Norte, ecossistemas como os manguezais, a caatinga, o cerrado, as restingas, dentre outros, possuem fauna e flora exuberantes, diversas espécies endêmicas e animais ameaçados de extinção.O Ceará concentra 85% de toda caatinga do Brasil, bioma relacionado às estiagens.

b) no sertão predomina o setor primário, a agricultura e pecuária, com isso há uma forte concentração de renda acumulada pela exploração de sua população. Mais da metade de sua população recebe menos de meio salário mínimo brasileiro por mês. As secas, além das perdas na produção agrícola e pecuária, também provocam redução da renda das famílias, perda de postos de trabalho e êxodo rural.

2- A seca na região semi-árida só passou a ser consi¬derada como problema relevante no século XVIII, depois que se efetivou a penetração da população branca nos sertões, com o aumento da densidade demográfica e com a expansão da pecuária bovina. As secas passaram a entrar de forma permanente nos relatos históricos enfatizando a calamidade da fome e acusando os prejuízos dos colonizadores e das fazendas de gado. Julgamentos superficiais sobre o fenômeno e interesses políticos locais conduziram à construção de explicações reducionistas dos problemas regionais como produtos de condições naturais adversas, do clima, da terra e de sua gente. A seca tornou-se vilã do drama nordestino.
3) Horizontal 4- sal. 5- carnaúba. 8- agreste. 9- São Francisco. 10- Semi-árido. 1- Paulo Afonso. 2- cana de açúcar. 3- SUDENE. 6-Bahia.7- turismo.
4)a) A indústria da seca, os currais eleitorais,fazem parte do coronelismo que era o domínio dos coronéis controlando os seus eleitores, todos eles tinham o seu “curral” eleitoral, ou seja, os eleitores eram obrigados a votar sempre nos candidatos impostos por eles.
b) Bahia, Sergipe, Salvador e Pernambuco.
c)porque desde muito tempo, nao so o brasil como no mundo inteiro é infestado de corrupção, o captalismo corroeu as pessoas, o os valores se perderam, mais isso nao é de hoje, isso ja vem de muito tempo.
5) a) Meio Norte: O Meio-Norte é a região mais ocidental do Nordeste e engloba todo o estado do Maranhão e parte do estado do Piauí. O Meio-Norte é uma das regiões geográficas do Nordeste do Brasil definidas. No Meio-Norte do Brasil, que compreende os Estados do Piauí e Maranhão, a pecuária de leite apresenta-se ainda como uma atividade econômica secundária.
Sertão: Estende-se por grande parte da Bahia, de Pernambuco, da Paraíba, do Rio Grande do Norte e do Piauí, por todo o Ceará, e por uma pequena parte do Sergipe e de Alagoas. Além disso, atinge o norte e o noroeste de Minas Gerais, mais precisamente no Vale do Jequitinhonha.Compreende as áreas dominadas pelo clima tropical semi-árido, que apresenta temperaturas elevadas e duas estações bem definidas: uma seca e outra chuvosa. As chuvas concentram-se em apenas três ou quatro meses do ano, e pluviosidade no Sertão atinge a média de 750 mm anuais, sendo que em algumas áreas chove menos de 500 mm ao ano.
Agreste: área de transição entre a Zona da Mata e o Sertão, que se estende por uma vasta área dos estados brasileiros da Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte. A área ocupada pelo Agreste situa-se numa estreita faixa, paralela à costa.
Zona da Mata: se estende do Rio Grande do Norte até o sul da Bahia, formada por uma estreita faixa de terra (cerca de 200 quilômetros de largura) situada no litoral.
b) Bahia, Sergipe e Alagoas.
c) Salvador, Recife e Fortaleza são destaques para o aumento na produção industrial.

Ana Carolina n04 3º A

Anônimo disse...

6) a) O El Niño dura de 12 a 18 meses em média em intervalos de 2 a 7 anos com diferentes intensidades. Quando ocorre o fenômeno as mudanças do clima são diferentes em cada parte afetada do mundo como por exemplo as secas e as enchentes. O fenômeno La Niña, ou episódio frio do Oceano Pacífico, é o resfriamento anômalo das águas superficiais no Oceano Pacífico Equatorial Central e Oriental. As características do la Niña no Brasil são: temperaturas próximas da média climatológica ou ligeiramente abaixo da média sobre a Região Sudeste, durante o inverno;chegada das frentes frias até a Região Nordeste, principalmente no litoral da Bahia, Sergipe e Alagoas.
b) Rio intermitente é aquele que apenas possui água durante o período das chuvas, das cheias, normalmente no inverno, e durante o período de estiagem período das secas, normalmente no verão, o rio desaparece temporariamente. O rio que não desaparece (há sempre água correndo) é denominado perene.A maioria dos rios brasileiros são perenes, como o Amazonas, Paraná, Tocantins e no nordeste o São francisco e o Parnaíba.
7)a) Indústria da seca refere-se ao planejamento dos grupos políticos e econômicos que se aproveitam do fenômeno natural da seca da região Nordeste do Brasil em beneficio próprio como receber doações do governo de outro estado e usá-las para seu proprio uso.Trata-se de um fenômeno político segundo o qual latifundiários nordestinos e seus aliados políticos nas diversas esferas de governo utilizam a seca para angariar recursos públicos a pretexto de combatê-la. Tais recursos são aplicados em benfeitorias em suas propriedades particulares, como por exemplo, a utilização de "frentes de trabalho",pagas pelo governo, para construir açudes em suas terras. Não raro, os recursos são desviados para finalidades distintas das atividades agropecuárias ou combate à seca. Finalmente, o mesmo argumento da seca é utilizado para não pagarem as dívidas contraídas. Desta forma, os recursos governamentais destinados ao combate à seca não atingem a população que é mais castigada, beneficiando às elites locais. Como consequência, políticas mais eficazes são proteladas, uma vez que é do interesse dos latifundiários a eternização do problema.
b) quase não houve mudança, pois ainda existem muitos politicos corruptos desviando o dinheiro que é enviado para o nordeste, e ultilizam da imagem do nordeste pobre, para se beneficiar, oque é uma pena, pois existem milhões de familias em situação de miseria lá.Porém já há varios relatos que apontam a economia do ceara muito melhor, com empregos sendo gerados e ect, so que as politicos “ espertalhões” passam uma imagem de miserabilidade para a população, e com isso, so ocorre mais roubo de verba publica.
c) é a mesma ideia que havia na época de Dom Pedro, de reverter a situação das secas, construindo açudes, abrindo canais de irrigação. A transposição do rio São Francisco que prevê a construção de dois canais que totalizam 700 quilômetros de extensão. Tal projeto, teoricamente, irrigará a região nordeste e semi-árida do Brasil, porém há um outro ponto de vista sobre isso, a de que essa transposição só vai ajudar os grandes latifundiários nordestinos pois grande parte do projeto passa por grandes fazendas e os problemas nordestinos não serão solucionados.



Ana Carolina n 04 3º A

Anônimo disse...

8) a) O sertão nordestino caracteriza-se pelo predomínio do clima semi-árido, com ocasionais períodos de estiagem, razão pela qual essa região é também conhecida como "polígono das secas". A pecuária é, ainda hoje, a sua principal atividade econômica.O rio São Francisco constituiu uma via natural de entrada para o sertão, ampliando a extensão da área envolvida nessas trocas.Os prolongados períodos de estiagem são um dos principais problemas do sertão nordestino e, desde a década de 40, o governo vem tentando solucionar o problema implantando diversos programas de irrigação, que visam, principalmente, o desenvolvimento econômico da região.Até os dias atuais permanece como importante meio de distribuição de água para os nordestinos moradores de áreas sem saneamento dos sertões os "Caminhões-Pipas".Atualmente com equipamentos e idéias mais modernas vêm-se implantando tecnologia até nos lugares menos desenvolvidos do Sertão Nordestino.
b) A pecuária é, ainda hoje, a sua principal atividade econômica.O primeiro processo do País de interiorização ocorreu nessa região, entre os séculos XVI e XVII, com o deslocamento da criação de gado do litoral, devido à pressão exercida pela expansão da lavoura de cana-de-açúcar, que era o principal produto de exportação da economia colonial. A área foi conquistada por povoadores com escassos recursos e o desenvolvimento da pecuária possibilitou o desbravamento nos sertões. Os caminhos de boiadas assim criados permitiram a articulação e o intercâmbio entre o litoral nordestino e o interior, dando origem a diversas cidades.
c) Maranhão e Piauí.

Ana Carolina n 04 3º A

Anônimo disse...

Maria de Lourdes Zamboni Peixoto Deglmann – 24 – 3º ano B – EM
(1)
a) A vegetação natural do sertão é a Caatinga. Este tipo de vegetação é típica do Nordeste e pode ser classificada em caatinga seca não arbórea (cactáceas e ausência de árvores), caatinga seca arbórea (árvores e arbustos isolados), caatinga arbustiva densa (em forma de bosques com árvores isoladas) e a caatinga de relevo mais elevado (em áreas de maior pluviosidade onde os bosques são mais densos). A vegetação da caatinga é formada por plantas xerófilas (adaptadas a lugares secos), entre as quais predominam as cactáceas (mandacaru, facheiro, xiquexique) e as bromeliáceas (macambira). Algumas possuem a capacidade de absorver a água do sol, enquanto outras possuem um mecanismo chamado de xeromorfismo. Este processo produz uma cera que reveste os tecidos e faz com que as plantas percam menos água pela transpiração, como exemplo tem-se a carnaubeira.
b) No sertão a pecuária sofre com as secas. Assim, a criação de caprinos, mais resistentes, tem maior importância econômica e alimentar. Porcos, aves e ovinos também são criados. A maior parte da produção animal é consumida na região.

(2) A presença de chapadas faz com que as nuvens carregadas de chuva não atinjam os territórios além de seus limites. Esta ausência de nuvens de chuva diminui muito o nível pluviométrico da região, já que a precipitação ocorre na região que antecede estas formações geográficas. Outro motivo para a seca é o solo. Formado rochas cristalinas do Pré-Cambriano, os solos são pouco profundos e tem uma baixa capacidade de retenção de água. Nessas condições os rios são em sua maioria intermitentes e os ventos quentes e secos aceleram o processo de evaporação.
(3) Cruzadinha:
1. SOBRADINHO
2. CANA DE AÇÚCAR
3. SUDENE
4. SAL
5. CARNAÚBA
6. ARATU
7. TURISMO
8. AGRESTE
9. SÃO FRANCISCO
10. SEMI-ÁRIDO
(4) (a) Nos períodos de Seca prolongada, o governo federal utiliza de três técnicas como base do auxílio prestado para esta população. Entre eles estão o envio de grandes somas em dinheiro, distribuição de cestas de alimentos, perdão total ou parcial das dívidas ou adiamento dos prazos de empréstimos tomados por empresários e fazendeiros aos bancos oficiais. O maior problema é que estes últimos geralmente são políticos e se beneficiam com esta problemática de tal forma que a situação nunca se altera. O dinheiro federal se destina principalmente às frentes de trabalho, criadas para amenizar os problemas da população. Porém este trabalho fica voltado à construção de açudes e barragens que se localizam dentro das grandes propriedades de terra (terra dos coronéis). Em suma, o povo não pode nem usufruir destas obras. Com isso a situação de miséria se estende e boa parte dos políticos concede mínimos direitos a essa população durante a campanha eleitoral para ganharem a imagem de benfeitores, pais ou padrinhos desta mesma população explorada (costume denominado de curral eleitoral). (b) Corrupção do Norte (RN), Roubo (PB), Propininha (PE) e Trabalho Escravo (BA). (c) Acredito que nomeou desta maneira para criticar a situação da política brasileira e também de seus eleitores que, muitas vezes, são tão corruptos quanto os políticos ao realizarem atos ilegais e imorais em nome do capital de recompensa. Todo o território brasileiro está sofrendo destes problemas de fundamentos e fins semelhantes, por isso o nome que engloba todo este quadro ser geografia brasileira.
(5) (a) As quatro sub-regiões nordestinas são: Zona da Mata, Agreste, Meio Norte. (b) Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia. (c) As metrópoles nordestinas são Recife (açúcar refinado, produtos químicos, pescado industrializado, metalurgia, têxteis), Salvador (Pólo Petroquímico de Camaçari e a fábrica de automóveis Ford) e Fortaleza (metalurgia, têxteis, calçados, cimento, alimentos e bebidas). Estas metrópoles se desenvolveram principalmente devido a ação da SUDENE, já que boa parte da região nordestina sofre com a concentração fundiária concentrada e atrasada.

Parte 1

Anônimo disse...

Maria de Lourdes, 24 - 3ºB - EM
(6) As crendices populares nordestinas podem ser explicadas por processos naturais cíclicos como o El Niño e La Ninã. O El Niño é um fenômeno caracterizado pelo aquecimento das águas superficiais no Oceano Pacífico Tropical, contudo este pode ser responsável por alterações a nível global ou regional no clima. La Niña, também conhecida como anti-el Niño, representa um fenômeno com características opostas. Caracteriza-se num resfriamento anormal nas águas superficiais do Pacífico Tropical. Alguns dos impactos de La Niña tendem a ser opostos aos de El Niño, mas nem sempre uma região afetada pelo El Niño apresenta impactos significativos no tempo e clima devido à La Nina. No Nordeste, o que se percebe é que o El Niño é responsável por períodos de forte estiagem, enquanto que La Niña determina o aumento da precipitação e elevação da vazão dos rios, o que muitas vezes gera enchente. Estes fenômenos ocorrem num intervalo de, geralmente, 2 a 7 anos.
(b) Rios perenes são aqueles que se mantém durante o ano inteiro. Enquanto isso, os rios intermitentes são os que secam em períodos de pouca ou nenhuma pluviosidade. Os rios perenes são: São Francisco e Parnaíba.
(7) A indústria da seca é justamente o nome dado as ações que ocorrem no nordeste brasileiro com relação à permanência dos mesmos problemas, devido à corrupção e desinteresse de administradores públicos. Estes por sua vez tiram imenso proveito em fazer com que o sertão permaneça seco e miserável, pois é através de verbas federais destinadas à construção e mantimento da região nestes períodos é que enriquecem tantos “coronéis” (na maioria das vezes políticos que conhecem as origens da verba). O processo ocorrido, porém, já foi descrito em questão anterior. (b) A produção intensiva de algodão foi muito forte no ceará, porém seu povo migrou para o Amazonas durante o ciclo da borracha também. De 1877 a 1879, o estado sofreu a chamada Grande Seca, sua população migrou, no entanto as mortes foram muitas, o que prova que este desigual acesso à água ocorre há muito tempo. Sua economia atual se baseia na implantação de indústrias; fortemente dependente do turismo desenvolveu rede hoteleira que tem vários ramos no setor de serviços. Outro ponto de sua economia é o Artesanato, muito valorizado pelos turistas. O que se percebe é esta mudança de focos econômicos: passou de uma produção intensiva (monocultura do algodão) para o desenvolvimento de bens de serviço que atraem população externa.
(C) A transposição do São Francisco não é uma idéia nova. Mesmo porque já existiam projetos muito semelhantes desde 1857. Sua principal intenção é a construção de dois canais (norte e leste) para abastecer os rios da região. A obra pretende levar água para mais de 12 milhões de pessoas e tem um custo de 4,5 bilhões de reais. De maneira clara o projeto não foi executado anteriormente, pois não havia tantas intenções de lucro com a região e sua população abastecida. No atual período precisa-se de uma estrutura de qualidade superior, a fim de que os bens de serviço tornem-se ainda mais desenvolvidos. Desta forma, a população necessitada ainda não representaria a total prioridade.
Parte 2.

Anônimo disse...

Maria de Lourdes Deglmann/24 3ºB (8) Zona da Mata:
Aspectos físicos – representa a porção litorânea nordestina. Estende-se do RN até a BA. Sua extensão varia conforme a região. A maior concentração populacional (34,2%) se encontra nesta sub-região, mesmo representando 18,2% do nordeste. Possui clima quente e úmido, por elevados índices pluviométricos anuais, sendo que sua concentração diminui de leste para oeste. Mas seu nível de pluviosidade pode aumentar com chuvas geradas por razão do planalto da Borborema. Por muitas diferenças na mesma subdivisão pode ainda ser classificada em Zona da Mata Seca e Zona da Mata Úmida. Suas condições geográficas e climáticas permitem a existência de rios perenes e certa área de floresta atlântica (atualmente muito desmatada).
Aspectos Econômicos - Boa parte do Parque Industrial e das atividades agrícolas (plantation) se concentram nesta região e estas apresentam-se em desenvolvimento, principalmente por causa da posição geográfica da região e da malha rodoviária existente que permitem uma fácil comunicação com as grandes capitais. A região tem ainda grande potencial para o turismo ecológico (como no Parque Nacional do Caparão e Parque Florestal de Ibitipoca). No setor pecuário destaca-se a suinocultura e na indústria agrícola destaca-se a destilaria do álcool. Além de existirem lavouras de subsistência e de café.

Marcelo, 3°B, N°22 disse...

Conceição, aí está a primeira parte das questões, depois mando o resto.
1. a) O bioma presente no sertão é a caatinga, onde predomina a vegetação esparsa, de pequeno porte. Lá, encontramos cactáceas como o mandacaru, arbustos como o angico e também bromélias como a caroá. A vegetação costuma possuir galhos retorcidos e raízes profundas, com folhas pequenas, adaptações ao clima semi-árido (plantas xerófilas).
b) A pecuária é a principal atividade econômica, seguida do cultivo de frutos e flores por meio da irrigação. Podemos citar a apicultura também, que é um investimento crescente em regiões como o Pernambuco, por exemplo.
2. Primeiramente, existem os baixos índices pluviométricos, afetados pela dinâmica de massas de ar no globo. O fenômeno do El Niño, provocado pelo aquecimento das águas do Pacífico, interfere na circulação dos ventos, o que pode acarretar carência de chuvas no sertão. O próprio bioma caatinga contribui para a falta de umidade no ar, uma vez que a vegetação é escassa. As altas temperaturas da região favorecem o aumento do período de seca, pois o nordeste se localiza próximo à linha do Equador, onde a incidência de raios solares é considerável. Outro problema é a falta de água em determinados pontos do sertão, o que também reduz a umidade do ar, contribuindo para a seca.
3. 1-Sobradinho. 2-Cana de açúcar. 3-SUDENE. 4-Sal. 5-Carnaúba. 6-Aratu. 7-Turismo. 8-Agreste. 9-São Francisco. 10-Semi-árido.
4. a) O Brasil é um dos países onde a má distribuição de terras é uma das piores do mundo. Se pensarmos em Nordeste, a situação se agrava. Lá existe toda uma política secular do coronelismo, isto é, grandes propriedades na mão da minoria poderosa: os coronéis. São eles que bancam a construção de açudes, projetos formulados pelo governo para atender à demanda de água da população carente principalmente do sertão. Por trás do sublime pretexto de acabar com a sede, surgem os interesses da chamada Indústria da Seca. A construção de açudes lamentavelmente ilude a população carente, que desde o século XVI não teve a instrução necessária para perceber a roubalheira que ocorre na região. É aí que entra o curral eleitoral, a questão da política do pão e circo que é o reflexo da lógica capitalista: se vende o voto para comprar o eleitor, e o produto secundário é a honestidade. E nessa troca de favores, onde mais de 50% dos políticos brasileiros possuem a chamada ficha suja, o Estado mantém o auxílio ($) aos coronéis que permutam o sistema corrupto que se instalou no Nordeste, uma região tão rica e que não precisaria ser sinônimo de pobreza, como o é na concepção popular.
b) Coação, Quadrilha, Corrupção do Norte e Costa Quente.
c) O autor quis fazer uma ironia com os problemas brasileiros, de forma a não ser excludente. Afinal, ele inclui todos os estados brasileiros, ou desse suposto país, às temáticas relacionadas com a corrupção, como por exemplo, o estado “Corrupção do Norte” equivalente ao Rio Grande do Norte. Em outras palavras, o autor chama a charge de “Geografia Brasileira” pois pretende mostrar a verdadeira porém omitida face de nosso país.

Anônimo disse...

QUESTÃO 01
A)caatinga,manguezais,mata atlântica,mata dos cocais,cerrado e restingas.

B)petróleo,gás natural e as jazidas de granito e pedras preciosas.


QUESTÃO 02
existência de 2 antigos e extensoso planaltos a BORBOREMA e a BACIA DO RIO PARNAÍBA e de algumas áreas altas e planas que formam as chapadas.


QUESTÃO 03 CRUZADINHA
01-sobradinho
02-canadeaçucar
03-sudene
04-sal
05-carnauba
06-
07-
08-agreste
09-sãofrancisco
10-semiárido


QUESTÃO 04
A)grupos politicos e econômicos que se aproveitam da seca do nordeste se beneficiando com doaçoes do governo.

B)bahia,pernambuco,rio grande do norte e ceará.

C)pois a realidade do nosso país está na charge e porque tambem tem o mapa brasileiro.

QUESTÃO 05
A)agreste,zona da mata,sertão e meio-norte.

B)bahia,pernambuco e ceará.

C)salvador,recife e fortaleza.


QUESTÃO 06
Quando acontece um El Niño, que ocorre irregularmente em intervalos de 2 a 7 anos,
com uma média de 3 a 4 anos,
os ventos sopram com menos força em todo o centro do Oceano Pacífico,
resultando numa diminuição da ressurgência de águas profundas
e na acumulação de água mais quente que o normal na costa oeste da América do Sul e,
consequentemente, na diminuição da produtividade primária e das populações de peixe.


QUESTÃO 07
A)Trata-se de um fenômeno político segundo o qual latifundiários nordestinos e seus aliados políticos nas diversas esferas de governo utilizam a seca para angariar recursos públicos a pretexto de combatê-la.

B)que antigamente algumas pessoas morriam pois era uma seca terrivel ,hoje em dia a seca não é tão grave , assim tendo só a falta da água.

C)Alguns críticos da transposição, que não se postam completamente contra o projeto, reclamam da não inclusão do Piauí entre os beneficiados. O Estado tem problemas históricos com a seca. Durante a época das grandes migrações em direção ao Sul e Sudeste do País, ele foi um dos principais pontos de partida dos retirantes.

QUESTÃO 08
A)solo fértil,clima tropical úmido com chuvas no outono e inverno.

B)cana-de-açucar.

C)bahia e pernambuco.

ANSELMO 3A 06

Amanda Paglia, nº3 -3ºEM A disse...

1 A - Caatinga: Apresenta vegetação típica de regiões semi-áridas,seus arbustos são resistentes
com perda de folhagem pela vegetação durante a estação seca.
B – Na agricultura, existem usinas canavieiras que empregam bóias frias, imensos latifúndios de criação de gado, modernas explorações irrigadas onde se cultivam frutas tropicais, e minifúndios familiares que produzem produtos para subsistência.

2: A região está localizada numa área em que as chuvas ocorrem poucas vezes durante o ano. Esta área recebe pouca influência de massas de ar úmidas e frias vindas do sul. Logo, permanece durante muito tempo, no sertão nordestino, uma massa de ar quente e seca, não gerando precipitações pluviométricas (chuvas).

3:Cruzadinha:
1: sobradinho 2: cana de açúcar. 3: Sudene. 4: sal 5: carnaúba 6: aratu 7: turismo. 8: Agreste 9: São Francisco 10: Semi árido.

4 A- O coronelismo, a industria da seca e a geografia eleitoral, são formas distintas que os governadores oportunos utilizam de seus poderios conseguindo verbas públicas para benefícios próprios com desculpa de solucionar algum problema local.
B- Piauí (coação) ,Ceará (Quadrilha), Paraiba: (roubo), Maranhão (propina do norte)
C- Pois cada região está caracterizada num todo por esses problemas destacados pelo autor,como por exemplo a capital brasileira, ele utiliza o “abuso de poder” para criticá-los.

5: A- meio-norte,zona da mata, agreste e sertão.
B: Ceará, Pernambuco e Bahia.

6: A: O fenômeno El Niño causa fortes inundações e em seguida grandes períodos de seca, já o fenômeno La Niña representa um fenômeno oceânico-atmosférico com características opostas ao El Niño, e que caracteriza-se por um esfriamento anormal nas águas superficiais do Oceano Pacífico Tropical causando grandes períodos de chuva nas regiões atingidas.
B: Rio perene é aquele em que há sempre água correndo, já o rio intermitente desaparece temporariamente. Os rios perenes do nordeste são São Francisco e o rio Tocantins.

7: A- é um planejamento dos grupos políticos e econômicos que se aproveitam do fenômeno natural da seca da região Nordeste do Brasil em beneficio próprio como receber doações do governo de outro estado e usá-las para seu próprio beneficio.
B- Poucas mudanças, pois a região continua sofrendo com os mesmos problemas de verbas serem roubadas por políticos,como hoje continua ocorrendo na industria da seca.
C- a transposição é um assunto muito polêmico pois engloba a suposta tentativa de solucionar um problema que há muito afeta as populações do semi-árido brasileiro, a seca; e, ao mesmo tempo, trata-se de um projeto delicado do ponto de vista ambiental, pois irá afetar um dos rios mais importantes do Brasil, tanto pela sua extensão e importância na manutenção da biodiversidade, quanto pela sua utilização em transportes e abastecimento. O projeto de transposição do São Francisco surgiu com o argumento sanar essa deficiência hídrica na região do Semi-Árido através da transferência de água do rio para abastecimento de açudes e rios menores na região nordeste, diminuindo a seca no período de estiagem.

8: O Agreste é uma entre a Mata e o Sertão. Sua economia é bem diversificada, com o cultivo de lavouras como milho, feijão, mandioca, e pecuária leiteira e de corte. Sua Principal bacia leiteira do Estado, o Agreste tem índices pluviométricos maiores que os do Sertão, com média anual entre 800 e 1000 milímetros,entretanto também também está sujeita a secas periódicas.
Estados: Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco.

Anônimo disse...

1-Sobradinho
2- cana-de-açúcar
3- SUDENE
4 - Sal
5- Carnaúba
6- Aratu
7- Turismo
8 - Agreste
9 - São Francisco
10- Semi-Árido
questoes:
1- A- Caatinga é a vegetação predominante em todo Sertão, e o bioma presente é o Semi-árido

B- A agricultura centraliza-se no cultivo de cana-de-açúcar, lavouras de fruticultura ( uvas viniferas)e no Rio Grande do Norte que são produzidos os melhores melões do país.
Temos também os recursos naturais que os destaques são o petróleo e o gás natural.
Produz também 95% do sal marinho consumido no Brasil. Outro destaque é a produção de gesso em Pernambuco, que responde por 95% do total brasileiro. O Nordeste possui ainda jazidas de granito, pedras preciosas e semipreciosas.

2 - A escassez e a distribuição irregular das chuvas nessa área devem-se, sobretudo, à dinâmica das massas de ar e, também à influência do relevo.


4 A - No nordeste brasileiro, é visível a corrupção que assola os moradores dessa região. Pelo fato de a maior parcela da população ser pobre, torna-se comum a compra de votos e o coronelismo, aonde o dono das terras que fornece emprego para os cidadãos e, portanto, “domina” a região. Essa prática que muitos achavam extinta, ainda é presente. A falta de recursos torna os mais favorecidos financeiramente superiores, e os políticos se aproveitam disso das mais variadas formas (indústria da seca). Um exemplo disso é a Bolsa Família, projeto que não altera a situação da população sertaneja. Projetos como a Transposição do Rio São Francisco tornam-se ineficientes, e a corrupção só aumenta, literalmente, quem tem terras manda nos outros. Isso só torna-se mais visível na prática do curral eleitoral, aonde os políticos com ‘influência’ se aproveitam da ignorância do povo e acabam que se tornando os próprios coronéis.

B) O Maranhão, representado na charge pelas palavra “Propininha do Norte” e “Coronelismo”, que representam a atual situação do Maranhão aonde a Governadora é Roseana Sarney, nome conhecido no Brasil todo.
O Ceará, representado pela palavra ‘Quadrilha’, que não significa só as quadrilhas em ação hoje em dia, mas também os cangaceiros de antigamente.
Alagoas, representado pela palavra “Bingo”, referente a máfia dos bingos que assola este estado, e o Rio Grande do Norte, representado pela palavra “Corrupção do Norte”, significando ali o pólo da corrupção do nordeste, em contraste com o Paraná, a “Corrupção do Sul”

C) Ele nomeou sua charge de “Geografia Brasileira” pelo fato de utilizar o mapa geopolítico brasileiro e seus estados, porém de uma forma distorcida, ressaltando a corrupção, suborno e as máfias que atuam nestas regiões.

Odilio de mello 3ºA nº: 23

luciano voigt 3a disse...

questão 1)a)A caatinga é uma formação vegetal que podemos encontrar na região do semi-árido nordestino. Está presente também nas regiões extremo norte de Minas Gerais e sul dos estados do Maranhão e Piauí.A caatinga é típica de regiões com baixo índice de chuvas (presença de solo seco).Vegetação Arbustos: aroeira, angico e juazeiro
- Bromélias: caroá
- Cactos: mandacaru, xique-xique e xique-xique do sertão.

quetão 1)b)Agropecuária vem tendo economia na região sul do nordesta entre BAHIA,SERGIPE e ALAGOAS,na Bahia mesmo o CACAU eo AZEITE DE DENDÊ,Sergipe a produção de Caju coco e faijão.
No campo industrial vem ocorrendo um processo de industrialização, ligado a descentralização do Sudeste, sendo, portanto, uma industrialização dependente, ligada em grande parte a concessão de incentivos fiscais. A maior parte dessas indústrias é de utilização intensiva de mão-de-obra, como calçados e vestuários, interessadas nos reduzidíssimos salários locais. A menor distância em relação a alguns mercados de exportação é outro atrativo local.
O setor de turismo, que tem demonstrado grande potencialidade de desenvolvimento na região, Salvador,Maceió e Fortaleza,vem crescendo consideravelmente nos últimos anos e apresenta perspectivas promissoras para o futuro.

questão 2) Caatinga apresenta muitas características meteorológicas extremas: a mais alta radiação solar, baixa nebulosidade, alta temperatura média anual, baixas taxas de umidade relativa, e, sobretudo, precipitações baixas e irregulares, limitadas, na maior parte da área, a um período muito curto no ano.

questão 3)Horizontal 4 é SAL. 10 é semiarido. 8 é agreste. 1 é sobradinho. 9 é saofrancisco. 3 é
sudene.6 é polo petroquimico de camaçari.
quetao 4)b)Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí,
quetao 5)a)meio-norte, zona da mata, agreste, sertão,
quetao 5) b)Bahia,Maranhão,Ceará.
quetao 5)c)Estado do Ceará, destaca-se a produção industrial de máquinas, materiais elétricos, tecidos, calçados e bolsas, alimentos e álcool. A indústria pernambucana se desponta na produção de alimentos, metalurgia, produtos químicos, produção de álcool e refino de petróleo. As principais áreas industriais do Nordeste se concentram em Recife, Salvador e Fortaleza.

luciano voigt 3a n°20 primeira parte

luciano voigt 3a disse...

segunda parte

questao 6)b)Os rios perenes são alimentados pelas águas das chuvas,derretimento das neves ou geleiras,durante o ano todo.
Já os rios intermitentes ,são rios de regiões áridas ou semi-áridas,portanto,sujeitos a estiagem e seus leitos secam nesses períodos.São Francisco e Parnaíba.
questao 7)a)Indústria da seca” é um termo utilizado para designar a estratégia de alguns políticos que aproveitam a tragédia da seca na região nordeste do Brasil para ganho próprio. O termo começou a ser usado na década de 60 por Antônio Callado que já denunciava no Correio da Manhã os problemas da região do semi-árido brasileiro.
questao 7)b)A economia do Ceará é uma das que mais cresce nos últimos anos entre os estados do Nordeste. Sua industrialização vem superado limites, onde o governo tem trabalhado bastante na implantação de várias indústria no interior do Ceará, através de incentivos fiscais.
quetao 7)c)pós o agravamento da crise do abastecimento hídrico do Nordeste no ano de 1999, a transposição do rio São Francisco passou a ser vista como a única alternativa de solução do problema. Atualmente, existem dois cenários bem definidos com relação ao tema.
quetao 8)a)A região semi-árida nordestina é, fundamentalmente, caracterizada pela ocorrência do bioma da caatinga, que constitui o sertão. O sertão nordestino apresenta clima seco e quente, com chuvas que se concentram nas estações de verão e outono. A região sofre a influência direta de várias massas de ar (a Equatorial Atlântica, a Equatorial Continental, a Polar e as Tépidas Atlântica e Calaariana) que, de certa forma, interferem na formação do seu clima, mas essas massas adentram o interior do Nordeste com pouca energia, tornando extremamente variáveis não apenas os volumes das precipitações caídas mas, principalmente, os intervalos entre as chuvas.
quetao 8 b)sertão a apicultura tem sido uma grande fonte de renda (Alagoas), o plantio de fruta (Pernambuco), a criação de cabras e o cabaré também tem sido uma grande fonte de renda.
quetao 8)c)Bahia e Sergipe.

luciano voigt 3a n°20

Anônimo disse...

Arianne (07) 3ºA

1
a) O sertão é uma extensa área de clima semiárido, conhecido como “Polígono das Secas”. Compreende o centro da Região Nordeste e está presente em quase todos os estados. Essa sub-região nordestina possui o menor índice demográfico da Região e ocupa aproximadamente 55% da região nordestina. Os índices de pluviosidade são baixos e irregulares (300 e 800mm), com a ocorrência periódica de secas. Tem-se um solo ácido, pobre e raso. O clima é semi-árido, com temperatura média anual acima de 26°C. A vegetação típica é a caatinga que tem como característica plantas xerófitas, latentes, com folhas atrofiadas, espinhos, caule suculento e raízes profundas. Essas plantas tem o mecanismo do xeromorfismo, onde produzem cera para que não ocorra a perda de líquido. Alguns exemplos de plantas são: xique-xique, mandacaru e palmatória.
b) A economia do sertão é caracterizada pela pecuária extensiva com a criação de gado bovino, caprinos e ovinos.
Agricultura de subsistência com a plantação de algodão e carnaúba (utilizada para fabricar velas e ceras) nas áreas mais secas, e produção de grãos (milho e feijão) e mandioca nas áreas mais úmidas.
Também é cultivada a cana-de-açúcar nos brejos de altitude.
2
A ocorrência de graves secas no Sertão nordestino é causada pelo baixo nível de umidade e irregularidade das precipitações pluviométricas, somado ao solo pouco profundo qe tem baixa capacidade de reter água devido à proximidade com o embasamento cristalino. Os rios, em geral, são intermitentes e os ventos são quentes e secos, o que aumenta o processo de evaporação. Também pelo relevo do litoral que acaba retedo as nuvens que chegam do oceano (chuvas orográficas ou de relevo) e elas seguem secas para o sertão ocasionando a seca.
3
1 - Sobradinho
2 - CanaDeAçúcar
3 - Sudene
4 - Sal
5 - Carnaúba
6 - Aratú
7 - Turismo
8 - Agreste
9 - SãoFrancisco
10 - SemiÁrido
4
a) A indústria da seca é o termo utilizado pelos políticos que se aproveitam da imagem de seca do nordeste brasileiro para conseguir mais verbas e utilizá-las em benefício próprio, não se mobilizando para ajudar o povo que tem fome ou não tem água. Essa situação de seca poderia ser resolvida com a implantação de técnicas como construção de açudes e projetos de irrigação, pois faltam soluções para resolver a má distribuição de água e as dificuldades de seu aproveitamento. Com a seca houve uma criação de políticas assistencialistas, sendo que o coronelismo é o que mais se destaca, onde os políticos detém água, assim como terra, como uma forma de demonstração de poder. Esses, contróem açudes em áreas privadas e faz da água moeda de troca com a população em favor de votos, consolidando também o curral eleitoral, onde os políticos pressionam e influenciam a população para conseguirem votos e assim, perpetuam o problema da corrupção e consequentemente a seca no nordeste.
b) Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Bahia.
c) Porque ele quis retratar a geografia brasileira não pelos limites de cada estado, mas sim, mostrando a divisão pelas regiões onde a realidade é a influência de suborno, tráfico, abuso de poder, trabalho escravo..
5
a) Zona da mata (vai do Estado do Rio Grande do Norte à Bahia, litoral leste da região nordeste).
Agreste (faixa de transição entre a zona da mata e o sertão)
Sertão (parte maior e central do nordeste)
Meio norte (faixa de transição entre o sertão e a amazônia)
b) Rio Grande do Norte, Ceará e Bahia.
c) Salvador - Bahia (produtos químicos, alimentos, bebidas, metalurgia, automóveis, combustíveis);
Fortaleza - Ceará (indústria de máquinas, materiais elétricos, tecidos, calçados, alimentos e álcool);
Recife - Pernambuco (alimentos, metalurgia, produtos químicos, produção de álcool e refino de petróleo).

Anônimo disse...

Arianne (07) 3ºA

6
a) O El niño é o fenômeno onde ocorre o aquecimento do Oceano Pacífico pela maior temperatura e evaporação. As nuvens que se direcionam para o oeste passam pela Cordilheira dos Andes, o que causa chuvas orográficas e as nuvens seguem secas para o Brasil. Isso provoca a escassez de chuva no Nordeste e maior precipitação no sul, a cada 7 anos. Já o La Niña, caracteriza-se pelo fenômeno contrário do El Niño, onde ocorre o resfriamento do Oceano Pacífico e um período de chuvas no Nordeste e menos chuva no sul.
b) Rios intermitentes são rios que só tem água durante o período de chuva, como os de regiões áridas ou semi-áridas, portanto, sujeitos a estiagem e leitos secos quando não há precipitação.
Rios perenes são os rios alimentados pelas águas das chuvas, derretimento das neves ou geleiras, durante o ano todo.
Rios perenes no Nordeste: Rio São Francisco, do qual é desviada água para irrigação em alguns locais e que também é fonte de energia através de hidrelétricas como a de Sobradinho (BA); e rio Parnaíba.
7
a) Indústria da seca é o termo utilizado para designar a estratégia de alguns políticos que aproveitam a tragédia da seca na região nordeste do Brasil para ganho próprio. Eles utilizam da calamidade para conseguir mais verbas, incentivos fiscais e concessões de crédito às custas da propaganda de que o povo está morrendo de fome. Enquanto isso, o pouco dos recursos que realmente são empregados na construção de açudes e projetos de irrigação são construídos em propriedades privadas de grandes latifundiários que os usam para fortalecer seu poder e quem sofre com isso é o povo que não consegue ter o abastecimento de água.
b) Nenhuma, pois no período citado no texto e atualmente os políticos ainda continuam usando a seca do nordeste para se beneficiarem, através de verbas para a região. Isso faz com que o Nordeste seja visto como um área predestinada a ser de seca e miserável, sendo que não é bem assim, pois é possivel reverter esse problema desde que se trabalhe para isso, construindo açudes, abrindo canais de irrigação, e trabalhando outras culturas agrícolas.
c) A transposição do Rio São Francisco é O projeto de integração da bacia de São Francisco e das bacias dos rios do Nordeste Setentrional, onde prevê a construção de 2 canais, abastecendo rios temporários da região e chegando, segundo o governo, a levar água a 12 milhões de pessoas em municípios do Agreste e Sertão de Pernambuco, Ceará, Parabíba e Rio Grande do Norte. O projeto pretende retirar certa de 26m³/s de água do rio São Francisco e a estimativa do custo é em torno de 4,5 bilhões de reais. O projeto é alvo de polêmica pois de um lado estão aqueles que acreditam que a obra poderá acabar com a seca do nordeste(senão todo, pelo menos grande parte dele), e de outro aqueles que defendem que a obra é mais um fruto da indústria da seca e que além de não resolver o problema, ainda pode agravá-lo ao alterar todo regime hídrico da região e pôr em risco a sobrevivência do próprio rio.
8
Zona da mata: é a porção litorânea nordestina e representa 18% da região nordeste. Se estende desde o Rio grande do norte até o sul da Bahia. A vegetação natural é a mata Atlântica, que já sofre muito com o desmatamento.
Apresenta a maior concentração populacional do Nordeste e é a sub-região mais urbanizada. O clima é tropical úmido e o solo é fértil em razão da regularidade de chuvas (mais de 1000mm por ano), causada pelas chuvas orográficas, pelo encontro da umidade com a escarpa do planalto da Borborema. O cultivo da cana de açúcar é a principal atividade econômica. Também tem-se a extração de petróleo, o cultivo de cacau, café, frutas, fumo, lavoura de subsistência, turismo e a produção de sal marinho, principalmente no Rio Grande do Norte.
Estados: litoral do Rio Grande do Norte e de Pernambuco.

Anônimo disse...

Luis Henrique 3ºb N18

1-A) O bioma citado é a Caatinga, onde as temperaturas médias são elevadas, entre 25ºC e 29ºC. O clima é semiárido e o solo é raso pedregoso, formado por diferentes rochas. Acontecem varias secas, cíclicas e prolongadas, tais secas que interferem na vida dos habitantes da região. As chuvas acontecem no inicio do ano, assim o bioma absorve e começa aparecer plantas e árvores.
B) As formas mais comuns de exploração econômica na região, seria o extrativismo feito pela população, a agropecuária que por sinal é a principal atividade econômica da região, como por exemplo, a agricultura se destaca na região através da irrigação artificial, possibilitando construção de canais e açudes. De acordo com o Ministério do Meio Ambiente aponta que o uso da mata é para abastecer siderúrgicas de Minas Gerais e Espírito Santo, e indústrias de gesso e cerâmica. Vale lembrar também, que o turismo é muito importante pra região, assim gerando um aumento econômico local.


2- O sertão nordestino é localizado nas áreas litorâneas, sendo assim, afastada das costas marítimas, não recebendo muitos ventos, e umidade. Observando dados do INPE, verificamos 3 fatores: a temperatura da água do Oceano Atlântico, o fenômeno El Niño, no Pacífico, e a pouca umidade atmosférica. Poucas chuvas acontecem na região fazendo com que o solo não absorva grande volume de água. O sertão é próximo a diversos planaltos, que não permitem a passagem dos ventos. Esses são alguns fatores que geram as grandes secas.

3)
1- Sobradinho
2-Cana de açúcar
3-Sudene
4-Sal
5-Carnauba
6-Aratu
7-Turismo
8-agreste
9-São Francisco
10-Semiárido


4) a) Há muito tempo atrás, na época da República Velha, as eleições no Brasil eram muito injustas. Eram feitas só para mostrar, que quem escolhia era o povo. Os candidatos lançados pelo governo sempre ganhavam as eleições. Quem mandava em tudo e em todos eram os "coronéis. Eram grandes proprietários de terras. Se houvesse mais de um coronel no município, mandava aquele que tinha mais jagunços, mais armas e mais vontade de lutar. No dia das eleições, seus cabos eleitorais entregavam a cédula fechada e preenchida aos eleitores e os acompanhavam até a hora da votação para ver se a colocavam na urna. Era o chamado "voto de cabresto": o candidato do coronel sempre saía vitorioso. O coronel mais poderoso do Estado, ou seja, aquele que tinha o apoio de um maior número de coronéis, era "eleito" seu presidente. Esse chefe político, uma vez no poder, colocava membros
de sua família e amigos nos principais cargos do governo. Essa forma de 'governo' é conhecida como o coronelismo, e essa manipulação de votos em troca de favores é chamada de curral eleitoral. A Indústria da Seca no Nordeste é uma estratégia que alguns políticos utilizam onde se aproveitam da tragédia da seca na região nordeste do Brasil para benefício próprio.

5-A) Está representada na imagem da questão 8.

B)

Bahia;
Ceará;
Maranhão;
Pernambuco.

C) As principais metrópoles regionais são as cidades de Salvador, capital do estado da Bahia, Recife, capital do estado de Pernambuco, e Fortaleza, capital do estado do Ceará.

Anônimo disse...

Luis Henrique 3ºb N18

6-A) El Niño é um fenômeno atmosférico-oceânico caracterizado por um aquecimento anormal das águas superficiais no oceano Pacífico Tropical, e que pode afetar o clima regional e global, mudando os padrões de vento a nível mundial, e afetando assim, os regimes de chuva em regiões tropicais e de latitudes médias. La Niña é o oposto, e causa o esfriamento das superfícies dos mares. Os dois fatores impedem, ou desviam a passagem do vento pelo sertão nordestino, assim, deixando o clima seco, sem umidade. E como se sabe, quase não chove nessa região, fator esse que facilita as secas.


B) Rio intermitente é aquele que apenas possui água durante o período das chuvas, normalmente no inverno, e durante o período de estiagem normalmente no verão, o rio desaparece temporariamente. O rio que não desaparece é denominado perene. O único rio perene que atravessa a região nordestina é o Rio São Francisco.

7-A) “Indústria da seca” é um termo utilizado para designar a estratégia de alguns políticos que aproveitam a tragédia da seca na região nordeste do Brasil para ganho próprio. O termo começou a ser usado na década de 60 por Antônio Callado que já denunciava no Correio da Manhã os problemas da região do semi-árido brasileiro.
B) Na época descrita no texto, descreve uma época no qual as pessoas sofriam muito com as secas, pessoas desesperadas em situações precárias, esperando ajuda do governo, tal ajuda que nunca chegou devido aos desvios de verbas. Comparando com os tempos de hoje, verificamos uma grande diferença, é possível ver que o Ceará esta sofrendo mudanças. A economia do Ceará é a que mais cresce entre os últimos anos no Nordeste. Alguns fatores que fortalecem, e geram o aumento da economia da região é o artesanato, a agricultura , a pecuária e o extrativismo vegetal.

C) Depois do agravamento dos recursos hídricos no Nordeste, a Transposição do Rio São Francisco foi a única solução cabível, porem é algo precipitado, sem saber quais conseqüências podem trazer com o tempo. Mas que certamente, irá abastecer as regiões localizadas por perto. Outra questão muito discutida, é que será investido muito dinheiro, para uma pequena posição, dinheiro esse que poderia ser melhor investido.

Anônimo disse...

Luis Henrique 3ºb N18

8-A) A zona da Mata é uma região litorânea que se estende do Rio Grande do Norte, até a Bahia, situada no litoral. Nessa região prevalece a Mata Atlântica. É uma área com alto nível de urbanização, além de concentrar os principais centros regionais do Nordeste. Apresenta regularidade de chuvas e o clima é tropical úmido.

B) Na zona da mata existe o setor agrícola, onde destaca-se as grandes propriedades de tabaco, cana-de-açúcar e cacau. Existe uma larga produção agrícola, devido ao solo fértil. Nos últimos anos dessa região, tem ocorrido crescimento industrial impulsionado por incentivos fiscais. Nessas áreas, fiscais liberam terras, ou não cobram impostos, para que grandes investidores industrializem a região.

C) Pernambuco e Sergipe.

Anônimo disse...

odilio 23

B) O Maranhão, representado na charge pelas palavra “Propininha do Norte” e “Coronelismo”, que representam a atual situação do Maranhão aonde a Governadora é Roseana Sarney, nome conhecido no Brasil todo.
O Ceará, representado pela palavra ‘Quadrilha’, que não significa só as quadrilhas em ação hoje em dia, mas também os cangaceiros de antigamente.
Alagoas, representado pela palavra “Bingo”, referente a máfia dos bingos que assola este estado, e o Rio Grande do Norte, representado pela palavra “Corrupção do Norte”, significando ali o pólo da corrupção do nordeste, em contraste com o Paraná, a “Corrupção do Sul”

C) Ele nomeou sua charge de “Geografia Brasileira” pelo fato de utilizar o mapa geopolítico brasileiro e seus estados, porém de uma forma distorcida, ressaltando a corrupção, suborno e as máfias que atuam nestas regiões.





5 A- Agreste, Sertão, Zona da Mata e Meio-norte
B) Alagoas Maranhão e Rio Grande do Norte
C) Fortaleza, Recife e Salvador


6 A - É porque o el nino dura de 12 a 18 meses, e nesse período não chove, pois o el nino não deixa. E a La nina chove mais, pois é o período de chuva.


B- Rios intermitentes, possuem fluxo de água apenas durante a estação das chuvas. Durante estiagem secam por completo. Rios Perenes possuem fluxo de água durante todo o ano, como o rio São Francisco e rio Uma.

Anônimo disse...

odilio 23

7- A - Indústria da Seca é uma estratégia onde se usa a tragédia causadas pelas secas para ganhar para seu próprio bolso. Incentivos fiscais, perdão de dívidas, crédito extra, tudo ganho com a propaganda de pessoas morrendo pelos estragos que a seca causa.
B - Graças à predominância das secas, o Ceará continua com muitas calamidades, incentivos fiscais continuam sendo usados, mas ainda hoje, mais de um século depois, os mesmos são repassados para o uso dos ricos, hoje esse processo é chamado de Indústria das Secas.
C - O alvo do projeto é solucionar o problema gerado pelas secas, fazendo a água do rio São Francisco chegar às torneiras de todos no Nordeste, porém isso afeta um dos rios mais importantes do Brasil, passa por cinco estados brasileiros, e deságua no Oceano Atlântico. O projeto prevê a retirada de 26,4m³/s de água que será destinada ao consumo da população urbana de 390 municípios. Mas esse projeto possui um custo muito caro, e atingirá apenas 5% do território junto ao argumento de que a maior parte dos beneficiados serão grandes latifundiários a transposição passará por grandes fazendas.

8- A) Grande número de pequenos rios que deságuam no Atlântico. Principais rios: São Francisco e Jaguaripe, com clima tropical úmido, originalmente com vegetação predominante Mata Atlântica, com planícies costeiras e sedimentações aplainadas.
B) Possui a cana como produto principal da economia, a produção de frutas como o caju, o cajá, a mangaba e a pitanga vêm aumentando. Trabalhadores bóia-fria, que substituíram a mão de obra escrava, a produção de fumo principalmente no Alagoas e Bahia.
C) Dois dos estados que fazem parte da Zona da Mata são, Bahia e Rio Grande do Norte.

Anônimo disse...

Ingrid 14 3A
Questão 1-a)CATINGA-Este nome decorre da paisagem esbranquiçada apresentada pela vegetação durante o período seco: a maioria das plantas perde as folhas e os troncos tornam-se esbranquiçados e secos. vegetação da caatinga é adaptada às condições de aridez (xerófila). Foram registradas até o momento cerca de 1000 espécies, estimando-se que haja um total de 2000 a 3000 plantas. Apresenta vegetação típica de regiões semi-áridas com perda de folhagem pela vegetação durante a estação seca.
Praia do Jericó fazenda de coqueiros de 200.000 metros com dunas e vegetação nativa e 700 metros de frente para o mar.
b-Turismo: imenso litoral com praias belíssimas, muitas intocadas, que são comparadas apenas as do Caribe, colocam o Nordeste entre as grandes rotas de turismo mundial.,,recursos minerais e produção de cana de açúcar.

Questão 2

Pelo atraso na precipitação de chuvas ou a sua distribuição irregular, que acaba prejudicando o crescimento ou desenvolvimento das plantações agrícolas. seca se manifesta com intensidades diferentes. Depende do índice de precipitações pluviométricas. Quando há uma deficiência acentuada na quantidade de chuvas no ano, inferior ao mínimo do que necessitam as plantações, a seca é absoluta. outros casos, quando as chuvas são suficientes apenas para cobrir de folhas a caatinga e acumular um pouco de água nos barreiros e açudes, mas não permitem o desenvolvimento normal dos plantios agrícolas, dá-se a seca verde. A dinâmica das massas de ar e, também à influência do relevo.

Questão 3(cruzadinha)

1-Sobradinho
2- cana-de-açúcar
3- SUDENE
4 - Sal
5- Carnaúba
6- Aratu
7- Turismo
8 - Agreste
9 - São Francisco
10- Semi-Árido

Anônimo disse...

Questão 4)
A)Pesquisas comprovam que a situação climática no sertão é inalterável.Apenas a intervenção humana pode amenizar seus efeitos.Uma das intervenções seriam construções de assudes, e reservatório públicos.Entretanto aoebas o açude no Quixa(Ceará) se concretizou efetivamente.Sabe que desde a época do coronelismo, os grandes latifundiarios manipulavam a população local, em benefio politico e social, os que deve precisavam para sobreviver.Os anos se passaram, e até hoje , muitas regiões como o Nordeste, ainda convivem com esse tipo de chantagem.Um desses exemplos é p curral eleitoral,onde um politico com muito poder, influencia os votos dos outros, e faz com que a realidade da sua região, faça beneficio para ele próprio.Pressupõe se que em causa disso( indústria da seca )muitas empresas se instalam na região do Nordeste recebendo doações do governo de outro estado e usá-las para seu proprio uso(às vezes, as pessoas que montam estes estabelecimentos, são inclusive politicos).Ou seja,a seca do Nordeste também não é resolvida, por que a população não se movimenta, deixa que politicos, e grandes latifundiarios se aproveitem da situação e obtenham lucro.

B)Trabalho escravo=Bahia,Corrupção do Norte=Rio Grande Do Norte,Piauí=Coação,Maranhão=Propina Do Norte.
C)
Por que acorrupção no Brasil , está classificada junto a 163 países na base na percepção de corrupção entre autoridades públicas e políticos , no chamado INDICE DE PERCEPÇÃO DE CORRUPÇÃO. O Brasil caiu oito posições esse ano, comparado ao ano passado e está em 70°.Mesmo assim a corrupção é muito alta, e acredito que a charge foi feita, nomeando os estados, como uma forma irônica de mostrar a indignação do autor a respeito da situação critica do Brasil.

Questão 5)
a)Meio-Norte, Sertão,Agreste e Zona da Mata.
b)Bahia,Ceará,Alagoas,Sergipe,Pernambuco,Paraíba,Maranhão.
c) Fortaleza, Recife e Salvador muito se beneficiaram com a
intervenção estatal. Os diversos projetos incentivados pela SUDENE favoreceram a superação dos diversos obstáculos à aceleração da urbanização


Ingrid 14 A

Anônimo disse...

Questão 5)
a)Meio-Norte, Sertão,Agreste e Zona da Mata.
b)Bahia,Ceará,Alagoas,Sergipe,Pernambuco,Paraíba,Maranhão.
c) Fortaleza, Recife e Salvador muito se beneficiaram com a
intervenção estatal. Os diversos projetos incentivados pela SUDENE favoreceram a superação dos diversos obstáculos à aceleração da urbanização

Questão 6)
A) - O el nino dura de 12 a 18 meses, e nesse período não há chuvas,pois esse fenômeno não deixa que a chuva ocorra. E a La nina tem mais chuva, pois é o período de chuva.
B) Rios intermitentes, tem fluxo de água durante as estação das chuvas. Durante estiagem secam por completo. Rios Perenes possuem fluxo de água durante todo o ano, como o rio São Francisco e rio Uma.

Questão 7)

7- A - Indústria da Seca é uma estratégia no qual o caos causado pelas secas ganhar beneficios. Incentivos fiscais, perdão de dívidas, crédito extra, tudo ganho com a propaganda de pessoas morrendo pelos estragos que a seca causa. E quem se beneficia em geral são grandes latifundiários e políticos.
B – Com muitas secas, o Ceará continua com muitas calamidades, incentivos fiscais continuam sendo usados, mas ainda hoje, mais de um século depois, os mesmos são repassados para o uso dos ricos, hoje esse processo é chamado de Indústria das Secas.



Ingrid 14

Anônimo disse...

C - O alvo do projeto é solucionar o problema gerado pelas secas, fazendo a água do rio São Francisco chegar às torneiras de todos no Nordeste, porém isso afeta um dos rios mais importantes do Brasil, passa por cinco estados brasileiros, e deságua no Oceano Atlântico. O projeto prevê a retirada de 26,4m³/s de água que será destinada ao consumo da população urbana de 390 municípios. Mas esse projeto possui um custo muito caro, e atingirá apenas 5% do território junto ao argumento de que a maior parte dos beneficiados serão grandes latifundiários a transposição passará por grandes fazendas.



Questão 8-

8- A) Grande número de pequenos rios que deságuam no Atlântico. Principais rios: São Francisco e Jaguaripe, com clima tropical úmido, originalmente com vegetação predominante Mata Atlântica, com planícies costeiras e sedimentações aplainadas.
B) Possui a cana como produto principal da economia, a produção de frutas como o caju, o cajá, a mangaba e a pitanga vêm aumentando. Trabalhadores bóia-fria, que substituíram a mão de obra escrava, a produção de fumo principalmente no Alagoas e Bahia.
C) Dois dos estados que fazem parte da Zona da Mata são, Bahia e Rio Grande do Norte.


Ingrid 14

Glenda, n° 12 - 3°A disse...

1) a) A vegetação que compõe o sertão nordestino recebe o nome de Caatinga. A região nordeste se caracteriza por clima

semi-árido, com chuvas escassas e irregulares, podendo a estação seca se prolongar por até mais de dois anos. A maior parte da

área da caatinga é composta por solos cristalinos e impermeáveis, o que faz com que a água da chuva escorra rapidamente e pouco

penetre no solo. A vegetação da caatinga não tem distribuição uniforme, podendo ser mais ou menos densa, e com predominância

de um ou outro grupo de plantas, como os arbustos. As árvores são pequenas, retorcidas e espinhosas e os cactos são abundantes.

As espécies de vegetais mais comuns são a coroa-de-frade, o facheiro, o mandacaru e o xique-xique. Há bromélias, como as

macambiras com folhas espinhosas.

b) A exploração econômica no nordeste pode ser feita através da:
- Agricultura: cultivo da cana-de-açúcar, tabaco, algodão e caju. Porém, seus métodos de produção ainda são bastante rústicos. No

sertão, há a predominância da agricultura familiar de subsistência, que acaba muitas vezes prejudicada pela seca.
- Pecuária: Bahia, Ceará e Pernambuco possuem os maiores rebanhos bovinos da região, porém sua criação também é afetada

pelas épocas de seca, por isso a criação de cabras se torna mais importante para a economia e também para a alimentação, já que

são animais mais resistentes. Além disso também são criados porcos, aves e ovinos, e a maior parte dessa produção é consumida

na própria região.
- Indústria: nas regiões metropolitanas, encontramos fábricas de automóveis, produtos químigos, metalúrgicas, indústria têxtil,

calçados, cimento, alimentos e bebdas. Além disso, o artesanato também possui importância econômica para pequenas

comunidades, principalmente com o aumento do turismo na região.

2) - Chuva escassa e irregular - causada pela dinâmica das massas de ar e pela influência do relevo.
- El Niño - Aquecimento das águas do Oceano Pacífico, próximo à costa oeste da América do Sul.

3) 1. Sobradinho
2. Cana de Açúcar
3. Sudene
4. Sal
5. Coqueiro
6. Aratu
8. Agreste
9. São Francisco
10. Semi Árido

4) a) Na época da República Velha, as eleições no Brasil eram uma farsa. Eram feitas apenas para que houvesse a aparência de que

quem escolhia os governantes era o povo. O governo lançava os candidatos e sempre ganhava as eleições. Quem mandava em

tudo e em todos eram os "coronéis". Eles eram os grandes proprietários de terras, o latifundiário. Se houvesse mais de um coronel

no município, mandava aquele que tinha mais jagunços, mais armas e mais vontade de lutar. No dia das eleições, seus cabos

eleitorais entregavam a cédula fechada e preenchida aos eleitores e os acompanhavam até a hora da votação para ver se a

colocavam na urna. Era o chamado "voto de cabresto": o candidato do coronel sempre saía vitorioso. O coronel mais poderoso do

Estado, ou seja, aquele que tinha o apoio de um maior número de coronéis, era "eleito" seu presidente. Esse chefe político, uma vez

no poder, colocava membros de sua família e amigos nos principais cargos do governo, para controlar toda a máquina

administrativa. Essa forma de 'governo' é conhecida como o coronelismo, e essa manipulação de votos em troca de favores é

chamada de curral eleitoral. A Indústria da Seca no Nordeste é uma estratégia que alguns políticos utilizam onde se aproveitam da

tragédia da seca na região nordeste do Brasil para benefício próprio.

b) Bahia, Piauí, Maranhão e Sergipe.

c) O autor da charge utilizou a divisão dos Estados brasileiros dentro de um contexto social, e não por sua geografia. Dividiu o país

de acordo com o jeito 'brasileiro' de ser, enfatizando os problemas políticos e sociais encontrados nos dias de hoje.

Glenda, n° 12 - 3°A disse...

5) a) meio-norte, zona da mata, agreste e sertão.
b) Maranhão, Sergipe e Bahia.
c) As principais metrópoles regionais são as cidades de Salvador, capital do estado da Bahia, Recife, capital do estado de

Pernambuco, e Fortaleza, capital do estado do Ceará.

6) a) A ocorrência das secas está diretamente relacionada ao fenômeno do aquecimento das águas do Oceano Pacífico, nas

proximidades da costa oeste da América do Sul, denominado El Niño. Esse aquecimento do Pacífico, ocorre em períodos irregulares

de três a sete anos, interferindo na circulação dos ventos em escala global, e conseqüentemente, na distribuição das chuvas no

Sertão nordestino. Já o La Niña, ao contrário do El Niño, é responsável pelo esfriamento das águas do Oceano Pacífico. Ele modifica o

clima em determinado período.

b) Rios intermitentes são aqueles que desaparecem nas épocas de seca, e rios perenes são aqueles onde há sempre água correndo.

No nordeste, os rios perenes são o Rio São Francisco e o Rio Parnaíba.

Glenda, n° 12 - 3°A disse...

7) a) A Indústria da Seca consiste no aproveitamento por parte dos grandes latifundiários em relação aos problemas da seca no

Nordeste. Os grandes latifundiários nordestinos, valendo-se de seus aliados políticos, interferem nas decisões tomadas, em escala

federal, estadual e municipal. Beneficiam-se dos investimentos realizados e dos créditos bancários concedidos. Os grupos dominantes

têm saído fortalecidos, enquanto é protelada a busca de soluções para os problemas sociais e de oferta de trabalho às populações

pobres.

b) A época descrita apresenta um contexto no qual as pessoas sofriam muito com as secas, pessoas desesperadas em situações

precárias, esperando ajuda do governo, tal ajuda que nunca chegou devido aos desvios de verbas. Comparando com os tempos de

hoje, verificamos uma grande diferença, é possível ver que o Ceará esta sofrendo mudanças. A economia do Ceará é a que mais

cresce entre os últimos anos no Nordeste. Alguns fatores que fortalecem, e geram o aumento da economia da região é o

artesanato, a agricultura , a pecuária e o extrativismo vegetal.

c) O projeto tem como objetivo sanar a deficiência hídrica na região do Semi-Árido através da transferência de água do rio São

Francisco para abastecimento de açudes e rios menores na região nordeste, diminuindo a seca no período de estiagem. Ele é um

tema bastante polêmico, pois engloba a suposta tentativa de solucionar um problema que há muito afeta as populações do

semi-árido brasileiro, a seca; e, ao mesmo tempo, trata-se de um projeto delicado do ponto de vista ambiental, pois irá afetar um

dos rios mais importantes do Brasil, tanto pela sua extensão e importância na manutenção da biodiversidade, quanto pela sua

utilização em transportes e abastecimento.

Glenda, n° 12 - 3°A disse...

8) Sertão

a) Consiste em uma extensa área de clima semiárido, conhecido como “Polígono das Secas”. Compreende o centro da Região

Nordeste, está presente em quase todos os estados. Essa sub-região nordestina possui o menor índice demográfico da Região.
Os índices de pluviosidade são baixos e irregulares, com a ocorrência periódica de secas. A vegetação típica é a caatinga. A bacia do

rio São Francisco é a maior da região e a única fonte de água perene para as populações que habitam suas margens, é aproveitado

também para irrigação e fonte de energia através de hidrelétricas como a de Sobradinho (BA).


b) A principal atividade econômica é a pecuária extensiva e de corte. Outras atividades desenvolvidas no Sertão são: cultivo irrigado

de frutas, flores, cana de açúcar, milho, feijão, algodão de fibra longa (no Vale do Cariri, Ceará), extração de sal (litoral cearense e

potiguar) e o turismo nas cidades litorâneas. A indústria baseia-se no polo têxtil e de confecções. Políticas públicas são necessárias

para o desenvolvimento socioeconômico no Sertão nordestino, proporcionado qualidade de vida para sua população.

c) Pernambuco e Paraíba.

Anônimo disse...

01 – a) A Caatinga presente na região do sertão nordestino (clima semi-árido), caracteriza-se por uma vegetação de arbustos de porte médio, secos e com galhos retorcidos. Há também a presença de ervas e cactos.
b) As formas mais comuns de exploração econômica na região, seria o extrativismo feito pela população, a agropecuária que por sinal é a principal atividade econômica da região, como por exemplo, a agricultura se destaca na região através da irrigação artificial, possibilitando construção de canais e açudes. De acordo com o Ministério do Meio Ambiente aponta que o uso da mata é para abastecer siderúrgicas de Minas Gerais e Espírito Santo, e indústrias de gesso e cerâmica. Vale lembrar também, que o turismo é muito importante pra região, assim gerando um aumento econômico local.

02- As dramáticas secas da região acontecem por duas razões principais. Primeiro, os ventos que refrescam o sertão não conseguem trazer a umidade que causa chuvas nas áreas vizinhas, seja o litoral do Nordeste, o Sudeste do país ou a região amazônica. Segundo, o semi-árido quase não tem lagos e rios volumosos, que poderiam induzir a formação de aguaceiros locais.

03- Cruzadinha -> 01.Sobradinho 02.Cana de Açúcar 03.Sudene 04.Sal 05.Carnauba 06.Aratu 07.Turismo 08.Agreste 09.São Francisco 10.Semiárido

04- Há muito tempo atrás, na época da República Velha, as eleições no Brasil eram muito injustas. Eram feitas só para mostrar, que quem escolhia era o povo. Os candidatos lançados pelo governo sempre ganhavam as eleições. Quem mandava em tudo e em todos eram os "coronéis. Eram grandes proprietários de terras. Se houvesse mais de um coronel no município, mandava aquele que tinha mais jagunços mais armas e mais vontade de lutar. No dia das eleições, seus cabos eleitorais entregavam a cédula fechada e preenchida aos eleitores e os acompanhavam até a hora da votação para ver se a colocavam na urna. Era o chamado "voto de cabresto": o candidato do coronel sempre saía vitorioso. O coronel mais poderoso do Estado, ou seja, aquele que tinha o apoio de um maior número de coronéis, era "eleito" seu presidente. Esse chefe político, uma vez no poder, colocava membros de sua família e amigos nos principais cargos do governo. Essa forma de 'governo' é conhecida como o coronelismo, e essa manipulação de votos em troca de favores é chamada de curral eleitoral. A Indústria da Seca no Nordeste é uma estratégia que alguns políticos utilizam onde se aproveitam da tragédia da seca na região nordeste do Brasil para benefício próprio.

giuliano n°32 3°A parte 1

Anônimo disse...

05- a) Sertão, Agreste, Zona da Mata e Meio Norte.
b) Bahia, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Paraíba, Ceará, Maranhão, Piauí, entre outros.
c) Fortaleza, Recife e Salvador.

06-a) O El Niño no Nordeste brasileiro está relacionado com as secas porque ele causa diminuição de chuvas causando secas, se agrava a situação no Sertão nordestino. Já a La Niña faz causar o aumento das chuvas na região nordeste do Brasil; principalmente no setor norte, a qual corresponde os estados do Maranhão, Piauí, Ceará e oeste do Rio Grande do Norte.
b) Rios Perenes são aqueles que não faltam água nunca, estão sempre correndo água e Rios Intermitentes são aqueles que em épocas de seca, eles desaparecem. Os rios perenes presentes no Nordeste são: Grajaú e Itapecuru.

07- a) A Indústria da seca refere-se ao planejamento dos grupos políticos e econômicos que se aproveitam do fenômeno natural da seca da região Nordeste do Brasil em beneficio próprio como receber doações do governo de outro estado e usá-las para seu próprio uso.
b) Hoje a economia cearense cresceu muito em comparação com a época citada no texto. Exemplo disso é o artesanato, agricultura, pecuária e extrativismo vegetal.
c) O projeto do rio São Francisco é uma ideia que vem desde Dom Pedro, porém está quase sendo posto em prática apenas agora, falta apenas a liberação do Ibama. A intenção do projeto é viabilizar mais água a população nordestina. O seu custo é de 4,5 bilhões de reais. É alvo de tanta polêmica devido ao fato de que irá alterar de certa forma a vegetação local, habitat de alguns animais e desapropriação de famílias em suas casas.

08-a) Aspectos físicos da Zona da Mata: Relevo - após a planície costeira, aparecem as chapadas e sedimentações aplainadas. Hidrografia - grande número de pequenos rios que deságuam no Atlântico. Principais rios: São Francisco e Jaguaripe. Clima – Tropical Úmido. Vegetação - revestida originalmente pela Mata Atlântica.
b) Muita coisa mudou na Zona da Mata desde a época colonial. A escravidão deu lugar ao trabalho assalariado dos bóias-frias. Os antigos engenhos foram substituídos por usinas de açúcar e álcool. Mas a cana permaneceu como produto principal da faixa litorânea do Nordeste. Portanto cana de açúcar, tabaco e cacau são os principais produtos da Zona da Mata.
c) Bahia, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas.

giuliano 3°a parte 2

Marcelo, 3°B, N°22 disse...

Conceição, aqui está a segunda parte:
5. a) Zona da Mata (RN, PB, PE, SE, AL e BA). Agreste (RN, PB, PE, SE, AL e BA). Sertão (RN, PB, PE, SE, AL, BA, CE e PI). Meio Norte (PI e MA).
b) O maior estado é a Bahia, o menor é o Sergipe e o que faz fronteira com a região da Amazônia é o Maranhão.
c) Salvador na Bahia, Recife em Pernambuco e Fortaleza no Ceará.

6. a) O fenômeno do El Niño, provocado pelo aquecimento das águas do Pacífico leste, interfere na circulação natural dos ventos. Em condições normais, uma massa de ar viria do leste e ao chegar ao oeste, onde se encontra a América do Sul, provocaria precipitação. Com o El Niño no leste, as massas de ar se deslocam de ambas as direções, se chocando no meio do caminho, o que explica a falta de chuva presente na região nordestina, uma vez que há o enfraquecimento dos ventos alísios e também uma massa de ar que se forma na troposfera ao descer para o Nordeste e parte da Amazônia impede a formação de nuvens. Já a La Ninã se caracteriza pelo resfriamento das águas do Pacífico leste, o que intensifica os ventos alísios e provoca intensas chuvas na região oeste, isto é, ocorrem as secas cíclicas, períodos de seca com o El Niño e períodos de chuva com a La Niña.
b) Rios intermitentes são temporários, isto é, secam no período de estiagem, mas voltam a se encher no período de chuvas. Rios perenes são aqueles que permanecem cheios o ano inteiro. Os únicos rios perenes do Nordeste são o rio São Francisco e rio Parnaíba.

7. a) A Indústria da Seca, como o texto diz, é uma forma político-econômica de se justificar a pobreza do Nordeste com a fatalidade da seca. O nome “indústria” nos remete ao lucro que provém dos desvios de dinheiro e da concentração de terras, comuns na região, e que compõem fontes altamente vantajosas de verba para os coronéis seculares que permanecem no local. Tudo isso não passa de uma maneira pomposa de dizer que no Brasil ainda existe a corrupção. É por isso que o governo planeja projetos como a Transposição do Rio São Francisco prometendo que tudo vai ficar bem. A questão é que se já fazem mais de três séculos que o problema da seca atinge o nordeste, esse sensacionalismo ocultado pela miserabilidade de boa parte da população nordestina não vai resolver o problema da seca de uma hora para outra.
b) O projeto visa o abastecimento hídrico aproveitando-se as águas do Rio São Francisco. Ele objetiva levar parte dessa água até os afluentes intermitentes do rio, o que abasteceria a população próxima à Bacia do São Francisco da região nordeste. A polêmica gira em torno dos reais objetivos do projeto. Alguns esquerdistas acreditam que a real finalidade é permutar o “curral eleitoral”, uma vez que serão gastos 4,5 milhões dos cofres públicos para atender apenas a 0,3% da população carente. Outro motivo de polêmica é a questão ecológica. Alguns ambientalistas acreditam que a ação antrópica de modificar o volume natural dos afluentes pode causar problemas para as espécies animais e vegetais locais.

8. a) Clima tropical úmido, área remanescente da Mata Atlântica, região litorânea, se estende do litoral para 200 km do interior do país.
b) Podemos citar o turismo, a agricultura de subsistência e a cultura de produtos como o tabaco, cana-de-açúcar, cacau etc.
c) Bahia e Rio Grande do Norte.

Jess disse...

Jessica 3oA numero 17

1-
a) o nome do bioma natural do sertão é a caatinga, mata banca, é o único bioma exclusivamente brasileiro
b) vegetação nativa típica de regiões semi-aridas, com perda de folhagem pela vegetação durante a estação seca

2-
falta de chuvas e solo seco, a seca se concentra numa área conhecida como poligono das secas, o desmatamento na região da zona da mata contribui para o aumento da temperatura na região do sertão nordestino

3-
cruzadinha
4-sal
5-carnaúba
8-agreste
9-são francisco
10-semi árido
1- paulo afonso
2- cana de açucar
3- sudene
6-aratu
7-turismo

(amanhã mando as questões que faltam)

Anônimo disse...

1-a) O sertão possui clima semi-árido,sendo conhecido como “Polígono das Secas”. A sub-região nordestina possui o menor índice demográfico da Região. Os índices de pluviosidades são baixos e irregulares, com a ocorrência periódica de secas. A vegetação típica é a caatinga que tem como característica plantas xerófitas, latentes, com folhas atrofiadas, espinhos, caule e raízes profundas. Tem um solo ácido, pobre, raso e com água salobra.
b)A economia do Nordeste é baseada na agroindústria do açúcar e do cacau, no turismo e na exploração do petróleo.
2- O acontecimento das secas no sertão, acontece pelo baixo nível de umidade, por haver irregularidade nas precipitações, além disso o sertão possui um solo profundo que tem baixa capacidade de segurar água.
3) 1 - Sobradinho
2 - cana de açucar
3 - Sudene
4 - Sal
5 - carnaúba
6 – aratú
7 - turismo
8 - agreste
9 - São francisco
10 - semi árido
4-a) A industria da seca é um termo usado pelos políticos que se aproveitam da seca para conseguir verbas não para o povo mais para eles próprios. Com a seca criaram políticas assistencialistas, se destacando o coronelismo, são eles que fazem da água moeda de troca com a população, isso acaba firmando também o curral eleitoral em que os políticos influenciam a população para conseguirem votos.
b)Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Bahia.
c)Porque ele quis retratar a realidade brasileira, onde existem políticos corruptos que abusam do seu poder e influenciam a população para conseguirem votos.
JANAINA LUIZA COSTA N:16 3A

Anônimo disse...

5-a)Zona da mata-(vai do Estado do Rio Grande do Norte à Bahia, litoral leste da região nordeste).
Agreste-(faixa de transição entre a zona da mata e o sertão)
Sertão-(parte maior e central do nordeste)
Meio norte-(faixa de transição entre o sertão e a amazônia)
b)Rio Grande do Norte, Ceará e Bahia.
c)Salvador - Bahia (produtos químicos, alimentos, bebidas, metalurgia, automóveis, combustíveis);
Fortaleza - Ceará (indústria de máquinas, materiais elétricos, tecidos, calçados, alimentos e álcool);
Recife - Pernambuco (alimentos, metalurgia, produtos químicos, produção de álcool e refino de petróleo).
6-a)O El niño é o fenômeno onde ocorre o aquecimento do Oceano Pacífico pela maior temperatura e evaporação. As nuvens que se direcionam para o oeste passam pela Cordilheira dos Andes, o que causa chuvas orográficas e as nuvens seguem secas para o Brasil. Isso provoca a escassez de chuva no Nordeste e maior precipitação no sul, a cada 7 anos. Já o La Niña, caracteriza-se pelo fenômeno contrário do El Niño, onde ocorre o resfriamento do Oceano Pacífico e um período de chuvas no Nordeste e menos chuva no sul.
b)Rios intermitentes são rios que só tem água durante o período de chuva, como os de regiões áridas ou semi-áridas, portanto, sujeitos a estiagem e leitos secos quando não há precipitação.
Rios perenes são os rios alimentados pelas águas das chuvas, derretimento das neves ou geleiras, durante o ano todo.
Rios perenes no Nordeste: Rio São Francisco, do qual é desviada água para irrigação em alguns locais e que também é fonte de energia através de hidrelétricas como a de Sobradinho (BA); e rio Parnaíba.

7-a)Indústria da seca é o termo utilizado para mostrar a estratégia de alguns políticos que aproveitam a seca para benefício próprio.
b)Nenhuma, pois no período citado no texto e atualmente os políticos ainda continuam usando a seca do nordeste para se beneficiarem, através de verbas para a região. Fazendo com que o Nordeste seja visto como um área predestinada a ser de seca e miserável.
c)A transposição do Rio São Francisco é O projeto de integração da bacia de São Francisco e das bacias dos rios do Nordeste Setentrional, onde prevê a construção de 2 canais, abastecendo rios temporários da região e chegando, segundo o governo, a levar água a 12 milhões de pessoas em municípios do Agreste e Sertão de Pernambuco, Ceará, Parabíba e Rio Grande do Norte. O projeto pretende retirar certa de 26m³/s de água do rio São Francisco e a estimativa do custo é em torno de 4,5 bilhões de reais. O projeto é alvo de polêmica pois de um lado estão aqueles que acreditam que a obra poderá acabar com a seca do nordeste(senão todo, pelo menos grande parte dele), e de outro aqueles que defendem que a obra é mais um fruto da indústria da seca e que além de não resolver o problema, ainda pode agravá-lo ao alterar todo regime hídrico da região e pôr em risco a sobrevivência do próprio rio.
JANAINA LUIZA COSTA N:16 3A

Ana Paula nº 05 3º A disse...

Questão 1- a) A vegetação natural do sertão (região semiárida) é a caatinga, ou seja, o bioma. É caracterizado por uma vegetação de arbustos de porte médio, secos e com galhos retorcidos, com perda de folhagem pela vegetação durante a estação seca. Há também a presença de ervas e cactos.
b) O cultivo de carnaúbas, que são utilizadas para a fabricação de velas e ceras, a agricultura e pecuária, e o artesanato.

Questão 2- Os fenômenos El Niño e La Niña e o fato do sertão nordestino semiárido se encontrar no polígono das secas.

Questão 3-
1 - SOBRADINHO;
2 - CANA DE AÇÚCAR;
3 - SUDENE;
4 - SAL;
5 - CARNAÚBA;
6 - ARATU;
7 - TURISMO;
8 - AGRESTE;
9 - SÃO FRANCISCO;
10 - SEMIÁRIDO.

Questão 4- a) A construção de açudes no sertão tem um desenvolvimento inadequado, e esses 3 termos apresentam muita coisa em comum: eles são a forma que políticos possam prevalecer sobre a sociedade, "enganando-a".
b) Paraíba- Roubo, Ceará - Quadrilha, Maranhão - Propina do Norte, Bahia – Trabalho Escravo.
c) Porque ele mantém a geografia e os lugares (regiões) dos estados, mas altera os seus nomes para certas características que predominam nele, como uma forma de crítica social, como na área onde se localiza o Distrito Federal, capital do país e onde se encontra o palácio do planalto (presidente da república), está na charge renomeado para "abuso de poder".

Questão 5- a) Meio norte, Sertão, Zona da Mata e Agreste.
b) Ceará, Paraíba e Pernambuco.
c) Pernambuco – Recife, Ceará - Fortaleza, Bahia – Salvador.

Anônimo disse...

Parte 1

1-a) O bioma da região do sertão é a Caatinga, caracterizado por vegetação esparsa, pouca vegetação rasteira, as plantas são xerófitas, armazenam água por bastante tempo, possuem galhos retorcidos além de espinhos. Predominam os cactos, os arbustos e as bromélias.

1-b) Pecuária, agricultura e turismo religioso.

2- A corrente marítima do Brasil impede que a umidade chegue à região do Polígono das Secas. Os ventos que atravessam o litoral chegam ao agreste, onde encontram planaltos, fazendo-os se elevar, resultando na sua condensação e precipitação, impedindo que a umidade chegue ao sertão. Esses fatores somados a um solo pouco profundo "semi-impermeável", caracterizam o que chamamos de Polígono das Secas.

3- 1- Sobradinho
2- Cana-de-Açúcar
3- SUDENE
4- Sal
5- Carnaúba
6- Aratu
7- Turismo
8- Agreste
9- São Francisco
10- Semi-Árido

4-a) Para diminuir o problema da seca, existem técnicas como projetos de irrigação ou construção de açudes, que irão beneficiar a população afetada pela seca. Esses açudes, no entanto, frequentemente são utilizados para desvio de verbas, pois as obras são superfaturadas ou então há a troca de favores políticos. Indústria da Seca é esse jogo de interesse que circula o benefício próprio às custas de (ou com a desculpa de) "ajudar" a população. O restante que não é desviado, tem aplicações ineficazes, e muitas vezes, os açudes são construídos nas propriedades dos grandes latifundiários, fortalecendo mais esses chamados "coronéis". Esse esquema resulta em um Curral Eleitoral, onde os proprietários dos latifúndios se tornam mais poderosos com o Coronelismo e se tornam aliados de políticos, garantindo votos aos mesmos.

b) Maranhão (Porpina do Norte)
Bahia (Trabalho Escravo)
Ceará (Quadrilha)
Piauí (Coação)

c) Mostrando o que está por trás do nosso sistema político através do mapa político, o autor reuniu o mapa brasileiro e satirizou, brincou com o nome de todos os estados e a capital de alguns, por isso o título "Geografia Brasileira".

Fernando - 10 - 3° B

Fernando - 10 - 3° B (Parte 2) disse...

5-a) Zona da Mata: litoral do RN à BA.
Agreste: pequena faixa que acompanha a Zona da Mata.
Meio-norte: região correspondente ao estado do Maranhão e Piauí, exceto a parte sudeste do Piauí.
Sertão: demais regiões.

b) Da esquerda para a direita, parte superior: Maranhão, Piauí e Ceará.

c) Salvador, capital da BA.
Recife, capital de PE.
Fortaleza, capital do CE.

6-a) O El Niño aumenta a temperatura do oceano Atlântico, fazendo que os ventos se tornem secos, agravando a seca na região Nordeste. Em contrapartida, o La Niña faz o efeito contrário, esfriando o oceano Atlântico, umidecendo os ventos, resultando em períodos de chuvas.

b) Rios intermitentes são aqueles que só "existem" em determinado período do ano, nas cheias. Eles secam completamente nos períodos de estiagem. Rios perenes "correm" o ano inteiro, não desaparecem por causa da estiagem, estão sempre com água. Os dois únicos rios perenes do NE são o rio São Francisco e o rio Parnaíba.

7-a) É toda um esquema que envolve os grandes proprietários com lavagem de dinheiro, que desviam verbas de projetos que seriam para amenizar a seca, tornando esses ineficazes e deixando os latifundiários mais ricos e poderosos, fazendo acordos e protegendo políticos, garantindo votos.

b) O Ceará entrava no mercado internacional pois produzia algodão e vendia para a Inglaterra, visto que os Estados Unidos estavam em guerra civil, e a sua produção de algodão havia sido prejudicada. Hoje a sua economia está mais completa e mais forte, com agricultura diversificada, criação de bovinos, suínos, caprinos, ovinos e também cavalos, asnos e aves. O distrito de Maracanaú, na região metropolitana de Fortaleza é um importante complexo industrial, movimentando a economia.

c) O projeto da Transposição do Rio São Francisco pretende abrir duas ramificações que irão abastecer rios intermitentes, abastecendo várias cidades nordestinas. Há ainda muita polêmica, pois o orçamento é gigantesco, podendo resultar em desvio de verbas, e poderá diminuir a vazão normal significativamente, prejudicando hidrelétricas e deixando a situação pior do que já está.

8- Sertão

a) Caatinga predominante, em geral baixa pluviosidade, longos períodos de estiagem ou chuvas.

b) Economia baseada na agricultura e pecuária. Embora todos esses fatores sejam prejudicados com a seca, áreas próximas do rio São Francisco utilizam técnicas de irrigação.

c) Bahia e Ceará.

Fernando - 10 - 3° B

Ana Paula 05 3º A disse...

Questão 6- a) Esta relação entre El Niño/Ninã com as secas do nordeste são recentes, mas bem fundamentadas. Se "em 2008 ocorreram no Sertão chuvas torrenciais, e agora em novembro de 2009 o risco é que uma nova seca grave ocorra no Nordeste", está possivelmente sim ligado ao fenômeno climático, uma vez que, se levar em conta a crendice, também nos anos que terminavam em 8 e 9 (1988/1989) ocorreu o mais intenso episódio de La Niña, podendo assim considerar os fatos das crendices em datas. E também, algumas áreas do sertão nordestino podem ficar sem registrar nenhum índice de chuva nos meses de seca e nos meses em que pode chover não chove, sendo assim as secas duram até 2 anos em períodos de El Niño.
b) Rios perenes são rios que nunca secam e rios intermitentes são rios que só tem água durante o período de chuva. Os dois únicos perenes do nordeste são: Rio São Francisco e Parnaíba.

Questão 7- a) Grupos políticos e econômicos aproveitam-se do flagelo da região em benefício próprio, divulgando uma situação de calamidade pública, para conseguir dinheiro público, e quando conseguem, muitas vezes, o dinheiro é usado para a construção de açudes e para o desenvolvimento de projetos de irrigação, ou seja, eles aproveitam a tragédia da seca na região nordeste do Brasil para ganho próprio.
b) A economia que uma vez havia sido arrasada, hoje está com o seu PIB aumentando gradativamente, com todos os recursos possíveis para se explorar, desde a argicultura com os cajueiros, até as industrias e as associações comerciais, que compõe o PIB do estado com mais de 70%.
c) O projeto de transposição do São Francisco surgiu com o argumento sanar essa deficiência hídrica na região do Semi-Árido através da transferência de água do rio para abastecimento de açudes e rios menores na região nordeste, diminuindo a seca no período de estiagem, mas ao mesmo tempo, ganha tantas controvérsias ambientais, pois o projeto irá afetar um dos rios mais importantes do Brasil, tanto pela sua extensão e importância na manutenção da biodiversidade, quanto pela sua utilização em transportes e abastecimento.

Questão 8- AGRESTE a) A área ocupada pelo Agreste situa-se numa estreita faixa, paralela à costa e possui como características principais solos profundos, com relevo extremamente variável, vegetação variável com predominância de vegetação caducifólia e, além de tudo, é uma área sujeita a secas.
b) Possui uma economia diversificada, com o cultivo de lavouras como milho, feijão, mandioca, entre outras, e pecuária leiteira e de corte.
c) Essa pequena faixa, atravessa de norte a sul os estados do Rio Grande do Norte, Paraíba, entre outros, sendo que a cidade de Campina Grande, na Paraíba, é chamada de "capital do Agreste".

Anônimo disse...

Professora to mandando em duas partes problemas no envio Yan 3A 30
1- a) O bioma do sertão Nordestino é a caatinga, vegetação rasteira com galhos retorcidos, presença de muitas cactaceas, folhas evoluidas para espinhos para reter agua, raizes profundas.
1 b)a exploração economia do sertão, apesar de não ter agua, vem crescendo graças as tecnicas de irrigações mais desenvolvidas, existem grandes rebanhois graças aos açudes de grandes fazendeiros, o plantio da cana-de-açucar é memoravel desde o tempo do brasil colonia e finalmente o plantio do algodão também é uma parcela importante do PIB nordestino.
2- è óbvio que a explicção é a falta de chuva. essa falta de chuva é calor extremo são provacados pela posição geografica e pelo relevo. A posição geografica contribui com a temperatura alta, pois como esta na reção equatorial recebe a luz de forma intensa durante todo o ano. o relevo de costa é formado por serras que bloqueiam a chegada das chuvas e brisas do oceano propiciando a seca, como também acontece no EUA em Las Vegas.
3- Horizontal
4-sal.
5-carnauba
8-agreste
9-São francisco
10-semi-arido
-verticais
1-sobradinho
2-cana-de-açucar
3-sudene
6-aratu
7-turismo

4-a) desde de o tempo do Brasil colonia, o nordeste vem sendo dominado por pessoas ricas e de influencia, e la temos ainda hoje o corenelismo. O povo precisa se de água, e no momento quem a controla são os coroneis que em tempos de eleições abre seus açudes em troca de voto e confiança, e o povo inocente e sem estudo adota o candidato que faz seu cenario ecomoico permanecer sempre o mesmo.
b) quadrilha(Ceara) propininha(Pernabuco)
Trabalho Escravo(Bahia)
Corrupção do Norte(Rio Grande do Norte)
c) porque realmenmte esta dividido conforme o geografia do Ibge dividiu nossos estados, respeitando os inumeros limites geograficos, porem ele ironiza o nomes dos estados mostrando que temos problemas socias em todo o limite brasileiro independente das barreiras geograficas colocadas e representada nmo mapa.
5-a)as quatro regiões nordestinas são Zona da Mata: localizada no primeiro contato com o oceano. Agreste: zona de transição logo aos a zona da Mata. Sertão: maior sub-região nordestina onde esta presente o vioma da caatinga e o poligono das secas, e finalmente o Meio Norte, zona de transição entre a Caatinga e a Floresta amazonica, que tem o bioma conhecida como mata de cocais.
b)Pernambuco, Ceará e Bahia
c)Fortaleza (CE), Salvador(Ba) e Recife(Pe) (achei tambem Camaçari Ba.)

Anônimo disse...

Professora to mandando em duas partes problemas no envio Yan 3A 30
6- a)Certos fenomenos acontecem de forma periodica como é o caso do El Niño, aos causa são os ventos contra alisios que atingem principalmente a America Central, aqui no brasil esse fenomeno é responsavel por grandes secas na região nordestina, assim, o sertanejo ao falar que acontece de grandes secas em todo ano terminado em 2 tem fundamento pelo tudo que ele viu durante os anos, porem é um connhecimento "rustico" por tanto, não é totalmente confiavel mas relevante para eles.
b)rio perene= aquele que não seca nas epocas de seca. Rio Interminente= rio que durante a epoca de secas desaparece.
São francisco e Açu-Piranha
7-a) A Industria da Seca é uma "manobra" corrupta de alguns policos, que se aproveitam de uma situação tragica e que necessita de ajuda de todo o Brasil, para lucro propio, desviando inumeras doações do Governo. do mesmo modo podemos ver que essa mesma ação foi utilizado aqui em Santa Catarina na época da enchente.
b) a Economia Cearense é uma das que mais crescem nos ultimos anos, sendo que como principais negocios são a Agricultura, com a exportação de milho, algodão e feijão, Pecuaria com mais de @,6 milhoes de cabeças de gado, turismo, artesanato, e finalmente o extrativismo vegetal.
c) A principal preocupação, é a quem a transposição vai realmente beneficiar, como todos sabem a região nordeste apresenta a pior distribuição de terras do pais, e com a transposição seria esperavel que o beneficio seja somente dos maiores retentores de terra, portanto serioa importante antes de tudo uma reforma agraria
8 Sertão a)plantas adaptadas a região de seca, Xenofobas, com folhas em formato de espinnhos para retenção de liquido, solo pobre em nutrientes e seco e muito acido, presença de rios intermitntes, tempo seco e quente durante grande parte do ano, caracteristico de clima semi-arido.
b)A economia do sertão Nordestino provem de duas areas bem distintas, a primeira é a pecuaria extensiva e a segunda é o plantio de algodão em vastas areas com baixa produtividade, ambas normalmnte controladas por grandes coroneis, as vezes parentes de outroras coroneis no tempo de Dom Pedro II, demonstrando mais uma vez o problema latifundiario brasileiro.
c)Ceará e Bahia.

Yuri 3ºA nº: 31 disse...

1.A) A vegetação nativa do Sertão caracteriza-se pela presença da caatinga, devido ao clima quente e seco característico da região.Tem Arbustos resistentes que perdem as folhas nos períodos de seca.
B) Nas áreas mais úmidas, chamadas "brejos do sertão" a o cultivo de palmeiras de carnaúba (utilizada para fabricar velas e ceras); Artesanato; Apicultura
2) Desmatamento na área; A área se encontra no locar denominado polígonos das secas, atingida por estiagens periódicas.
3) 1 - SOBRADINHO; 2 - CANA DE AÇÚCAR;3 - SUDENE;4 - SAL; 5 - CARNAÚBA;
6 - ARATU; 7 - TURISMO; 8 - AGRESTE; 9 - SÃO FRANCISCO; 10 - SEMIÁRIDO.
4.a) Os 3 demonstram formas diferentes de manipulação , mais todos com um objetivo em comum: o prevalecimento dos políticos maquiavélicos, querendo se sobre sair sobre o povo.
B) Paraíba- Roubo, Ceara - Quadrilha, Maranhão - Propina do Norte, Bahia – Trabalho Escravo.
C ) Pois ele renome ia os estados com as características geográficas dele como na Bahia que é grande fonte de lugares que usufruem até hoje do trabalho escravo .
5.A ) Meio norte, Sertão, Zona da Mata, Agreste Nordestino.
B) Paraíba, Ceara, Maranhão.
C )Pernambuco – Recife, Ceara - Fortaleza, Bahia – Salvador.

Yuri 3ºA nº: 31 disse...

6.A) Os efeitos La Niña e El Niño sao efeitos contrarios, enquanto o La Niña esfria as águas do oceano pacifico fazendo chover mais no nordeste e menos no sul, o El Niño aquece-as fazendo chover mais no sul e menos no nordeste preocupando todos moradores do sertão.
B) Rios perenes são rios que tem água durante todo o ano enquanto o intermitente só tem água nos períodos de chuva. Os dois principais rios é o Rio São Francisco e o Parnaíba.
7.A) Industria da seca é o nome dado ao desvio de dinheiro que os políticos nordestino ultilizam, quando fazem grande propaganda da seca do nordeste, pedindo dinheiro para todo o país, e quando esse dinheiro é enviado com o objetivo de suprir as necessidades do local, é desviado para outros usos, até mesmo pessoal.
B) A economia do Ceara que estava arrasada tempos atrás hoje esta evoluindo gradativamente, fazendo seu PIB aumentar com grande velocidade e cerca de 70% dele é das associações comercias cearenses
C) O rio São Francisco é um dos rios mais importantes do Brasil, esse projeto tem como idéia transferir água dele para suprir a necessidade de água em outros lugares onde há seca de água é muito grande. A grande objeção quanto ao projeto pois o rio é muito usado para transporte, e tem grande biodiversidade de animais.
8.A) A área ocupada pelo Agreste situa-se numa estreita faixa na costa. Possui como características principais solos profundos, com relevo extremamente variável, vegetação variável com predominância de vegetação caducifólia. É uma área sujeita a secas
B)Economia muito diversificada, com o cultivo de lavouras como milho, feijão, mandioca, entre outras, e pecuária leiteira e de corte.
C) É uma faixa que atravessa de norte a sul, os estados do Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia.

Anônimo disse...

Renata Barth Almeida - N°: 26 3"A"
PARTE I
Questão 1:

a)A vegetação encontrada no sertão, são de plantas xerófilas, que são adaptadas ao clima seco e a pouca quantidade de água. Algumas armazenam água, outras possuem raízes para captar o máximo de água da chuva. E há as que contam com recurso para diminuir a transpiração, como espinhos e poucas folhas. O nome do bioma presente no Sertão, é a Caatinga, que é o único bioma exclusivamente brasileiro.

b)Como a vegetação natural dessa área é muito rica, é comum que boa parte da renda econômica familiar, seja proveniente da exploração dessas belezas naturais. Por exemplo, é na mata dos cocais, que se encontra a palmeira babaçu, na qual o óleo serve para a fabricação de cosméticos, margarinas, sabões e lubrificantes. Outro exemplo seria as plantações de arroz nos vales úmidos, e a extração de minerais. Há também as fortes industrias produtoras de açúcar e de cacau.

Questão 02

R: Apesar de muitos acreditarem ser culpa do homem a transformação do Nordeste em semi-árido, já foi constatado que as principais causas dessa seca são naturais. Como a região está localizada numa área em que as chuvas ocorrem poucas vezes durante o ano, e comum áreas se tornarem seca e levemente desérticas. Este espaço recebe pouca influência de massas de ar úmidas e frias vindas do sul. Portanto, permanece durante muito tempo no sertão nordestino, uma massa de ar quente e seca, não gerando precipitações pluviométricas (chuvas). E o desmatamento na região da Zona da Mata também contribui para o aumento da temperatura na região do sertão nordestino.

Questão 03

1)Sobradinho
2)Cana de açúcar
3)SUDENE
4)Sal
5)Carnaúba
6)Akatu
7)Turismo
8)Agreste
9)São Francisco
10)Semi-Árido

Anônimo disse...

Renata Barth Almeida (26 - 3A)
PARTE II
Questão 04

a)Curral eleitoral é uma expressão utilizada antigamente, na qual indicava uma região onde um político possuía grande influência, que era bastante conhecido ou que era muito bem votado. Essa expressão, possui origem no tempo em que o voto era aberto, e assim, os coronéis, enviavam capangas aos locais de votação, com objetivo de intimidar os eleitores e ganhar votos. Todas essas regiões controladas politicamente pelos coronéis eram conhecidas como currais eleitorais. Nesses locais o coronel oferecia trabalho, dinheiro, moradia, etc., se o eleitor votasse em seu candidato. Já o coronelismo, era a política controlada e comandada pelos coronéis (ricos fazendeiros). A relação entre o coronelismo e o curral eleitoral, era que, como os coronéis controlavam os seus eleitores, todos eles tinham o seu “curral” eleitoral, ou seja, os eleitores eram obrigados a votar sempre nos candidatos impostos por eles (conhecido como “voto de cabresto”). Já a indústria da seca, refere-se ao planejamento que os coronéis faziam, para se aproveitarem do fenômeno natural da seca da região Nordeste do Brasil em beneficio próprio, como por exemplo, receber doações do governo de outro estado e usá-las para seu próprio uso.

b)Com referência da charge “Geografia Brasileira”, podemos dizer que a “Corrupção do Norte”, seria o estado de Rio Grande do Norte. Já o “Roubo” seria Paraíba, e o “Bingo” seria Alagoas. Agora, o irônico “Costa Quente”, é o estado Sergipe.

c)O Autor nomeou “Geografia Brasileira”, devido ao fato de que ele acredita ser dessa maneira, que o Brasil se encontra divido, em regiões onde ocorrem maiores escândalos políticos, maiores roubos, problemas de trabalho infantil e escravo, os problemas de sonegação de impostos, muito comum no Brasil inteiro além de outro fato bem marcante também, que seria o suborno e o contrabando.

Questão 05

a)As quatro sub-regiões nordestinas seriam: a Zona da Mata, o Agreste, o Sertão e o Meio-Norte. O Meio-Norte está localizado mais ao Oeste, no Nordeste. É a área em que se localizam a capital do estado do Maranhão (São Luís) e a capital do estado de Piauí (Teresina). Já o Sertão, está presente na capital do estado do Ceará, e algumas cidades de Ceará e Bahia, como Sobral e Juazeiro. Já o Agreste, está destacado em uma pequena faixa, entre o Sertão e a Zona da Mata. Nessa faixa, praticamente todos os estados nordestinos estão presentes, porém, algumas cidades ganham destaque, como: Campina Grande (Paraíba), Caruaru (Pernambuco), Feira de Santana e Vitória da Conquista (Bahia). Já a Zona da Mata, é a região mais próxima do litoral. Nela todas as capitais fazem parte: Natal, João Pessoa, Recife, Maceió, Aracaju, Salvador. Há ainda algumas cidades, como: Ilhéus e Itabuna, ambas em Salvador.

b)Primeiramente, o estado da Bahia, localiza-se ao sul do Nordeste brasileiro. Já o estado de Maranhão, mais ao Oeste, e o Ceará, mais ao Norte.

c)Salvador, Recife e Fortaleza.

Anônimo disse...

Aluno: Felipe, N° 09 - 3ªA
PARTE 1

1A) As paisagens tradicionais da Caatinga e do semi-árido Nordeste brasileiro, são solos secos, rachados, plantas de baixo porte, o que cria uma diversidade pequena de biomas. Apresenta temperaturas elevadas (entre 24 °C e 28 °C) e duas estações bem definidas: uma seca e outra chuvosa. As chuvas concentram-se em apenas três ou quatro meses do ano, e pluviosidade no Sertão atinge a média de 750 mm anuais, sendo que em algumas áreas chove menos de 500 mm ao ano. Mas a presença de serras e brejos denotam também a presença de áreas mais úmidas. O inverno seco dura de cinco a oito meses, com maior precipitação no verão, mas irregulares no tempo e no espaço.
Compreende assim as áreas dominadas pelo clima tropical semi-árido, que é caracterizado pela baixa umidade e pouco volume pluviométrico.
B) Além da importância biológica, a caatinga apresenta um potencial econômico ainda pouco valorizado. Em termos forrageiros, apresenta espécies como o pau-ferro, a catingueira verdadeira, a catingueira rasteira, a canafístula, o mororó e o juazeiro que poderiam ser utilizadas como opção alimentar para caprinos, ovinos, bovinos e muares. Entre as de potencialidade frutífera, destacam-se o umbu, o araticum, o jatobá, o murici e o licuri e, entre as espécies medicinais, encontram-se a aroeira, a braúna, o quatro-patacas, o pinhão, o velame, o marmeleiro, o angico, o sabiá, o jericó, entre outras.
2) Anteriormente acreditava-se que a caatinga seria o resultado da degradação de formações vegetais mais exuberantes, como a Mata Atlântica ou a Floresta Amazônica. Essa crença sempre levou à falsa idéia de que o bioma seria homogêneo, com biota pobre em espécies e em endemismos, estando pouco alterada ou ameaçada, desde o início da colonização do Brasil, tratamento este que tem permitido a degradação do meio ambiente e a extinção em âmbito local de várias espécies. Entretanto, estudos e compilações de dados mais recentes apontam a caatinga como rica em biodiversidade e endemismos, e bastante heterogênea.
O Sertão é a sub-região que apresenta o menor índice pluviométrico de todo o país. A escassez e a distribuição irregular das chuvas nessa área devem-se, sobretudo, à dinâmica das massas de ar e, também à influência do relevo.
A ocorrência das secas está diretamente relacionada ao fenômeno do aquecimento das águas do Oceano Pacífico, nas proximidades da costa oeste da América do Sul, denominado El Niño. Esse aquecimento do Pacífico, ocorre em períodos irregulares de três a sete anos, interferindo na circulação dos ventos em escala global, e conseqüentemente, na distribuição das chuvas no Sertão nordestino.

3) CRUZADINHA:
1 - Sobradinho
2 – Cana de Açúcar
3 - SUDENE
4 - Sal
5 –Carnaúba
6 – Aratu
7 - extração
8 - Agreste
9– São Francisco
10 – Semi Árido

Anônimo disse...

Renata Barth Almeida (26 - 3A) PARTE III
Questão 05

a)As quatro sub-regiões nordestinas seriam: a Zona da Mata, o Agreste, o Sertão e o Meio-Norte. O Meio-Norte está localizado mais ao Oeste, no Nordeste. É a área em que se localizam a capital do estado do Maranhão (São Luís) e a capital do estado de Piauí (Teresina). Já o Sertão, está presente na capital do estado do Ceará, e algumas cidades de Ceará e Bahia, como Sobral e Juazeiro. Já o Agreste, está destacado em uma pequena faixa, entre o Sertão e a Zona da Mata. Nessa faixa, praticamente todos os estados nordestinos estão presentes, porém, algumas cidades ganham destaque, como: Campina Grande (Paraíba), Caruaru (Pernambuco), Feira de Santana e Vitória da Conquista (Bahia). Já a Zona da Mata, é a região mais próxima do litoral. Nela todas as capitais fazem parte: Natal, João Pessoa, Recife, Maceió, Aracaju, Salvador. Há ainda algumas cidades, como: Ilhéus e Itabuna, ambas em Salvador.

b)Primeiramente, o estado da Bahia, localiza-se ao sul do Nordeste brasileiro. Já o estado de Maranhão, mais ao Oeste, e o Ceará, mais ao Norte.

c)Salvador, Recife e Fortaleza.

Anônimo disse...

Renata Barth Almeida (26 - 3A) PARTE IV

Questão 06
a)O El Niño é um fenômeno que ocorre nas águas do pacífico e que altera as condições climáticas em diversas partes do mundo. Todas as mudanças ocorrem, devido ao aumento da temperatura na superfície do mar nas águas do pacífico equatorial, principalmente na região oriental. Isto faz com que a pressão na região diminua, a temperatura do ar aumente e fique mais úmido, no pacifico oriental. Esta mudança, causa uma forte reviravolta na direção e velocidade dos ventos, fazendo com que as massas de ar mudem de comportamento em todo o planeta. Quando acontece esse fenômeno no Nordeste do Brasil, ocorre uma diminuição no índice pluviométrico (chuvas). É comum áreas ficarem em períodos chuvosos com uma seca bem intensa, que pode durar até 2 anos em períodos de El Niño. Mas os períodos de seca não se limitam apenas ao sertão. Até mesmo no litoral, há uma grande queda no índice de chuva. Os agricultores do nordeste são muito prejudicados pela falta de chuva e sofrem de grandes perdas na agricultura. Já o fenômeno La Niña, é o oposto do El Niño, ou seja, é um fenômeno que ocorre nas águas do pacífico equatorial. O La Niña é caracterizado pelo resfriamento anômalo da superfície do mar na região equatorial do centro e leste do pacífico. A pressão na região tende a aumentar e uma das conseqüências é a presença de ventos alísios mais intensos. Como conseqüência, as frentes frias que atingem o centro-sul do Brasil têm sua passagem mais rápida que o normal e com mais força. Como as frentes têm mais força, a passagem pela região sul e sudeste é rápida, não acumulando muita chuva, e a frente consegue se deslocar até o nordeste. Sendo assim a região nordeste, (principalmente o estado baiano e alagoano), recebem um aumento de chuvas, que pode ser bom para a região semi-árida, entretanto, causa grandes prejuízos para a agricultura.

b)Os rios perenes são alimentados pelas águas das chuvas,derretimento das neves ou geleiras,durante o ano todo. Já os rios intermitentes ,são rios de regiões áridas ou semi-áridas,portanto,sujeitos a estiagem e seus leitos secam nesses períodos. Os únicos dois rios perenes que se localizam no Nordeste são o Rio São Francisco e o Rio Parnaíba.

Anônimo disse...

Renata Barth Almeida (26 - 3A) PARTE V


Questão 07

a)A Indústria da seca é um termo utilizado para designar a estratégia de alguns políticos que aproveitam a tragédia da seca na região nordeste do Brasil para benefício próprio.

b)A economia cearense vivida na época de Dom Pedro II, era de grande plantio de cana de açúcar, de indústria pastoril e de forte extrativismo vegetal. A cana era processada transformada em diversos produtos, já o extrativismo vegetal, é utilizado até os dias de hoje. Nos dias recentes, a economia é bem mais diversificada. Os destaques da economia cearense são o artesanato, que está muito ligado a figura da mulher rendeira. A agricultura, que apesar das adversidades do clima, com condições pluviométricas irregulares que vão desde a escassez de chuvas ao excesso das mesmas, é uma combinação entre algodão, milho e feijão. Em diferentes regiões do Ceará, há o cultivo do cajueiro, maracujá, melão e melancia. Há ainda o monocultivo de grãos, como o milho, o feijão e o arroz. Além da pecuária bovina, que já desde antigamente era comum,há também uma grande variedade, entre caprinos, eqüinos, asininos e suínos. Há ainda o extrativismo vegetal, na qual está presente o ferro, água mineral, calcário, argila, magnésio, granito, petróleo, gás natural, sal marinho, grafita, gipsita e urânio bruto. Outro ponto que é muito importante na economia cearense é o turismo, que vem a cada dia crescendo de maneira acelerada.

c)O projeto de transposição do São Francisco tem como objetivo sanar a deficiência hídrica na região do Semi-Árido através da transferência de água do rio para abastecimento de açudes e rios menores na região nordeste, diminuindo a seca no período de estiagem. Porém, o projeto gera muita polemica, devido ao fato de ser uma obra cara e que abrange somente 5% do território e 0,3% da população do semi-árido brasileiro e também que se a transposição for concretizada afetará intensamente o ecossistema ao redor de todo o rio São Francisco. Há ainda, argumentos que afirma que essa transposição só vai ajudar os grandes latifundiários nordestinos pois grande parte do projeto passa por grandes fazendas e os problemas nordestinos não serão solucionados. Portanto há uma grande dúvida na cabeça de todos os brasileiros, se o projeto deve ser ou não aceito.

Anônimo disse...

Aluno: Felipe nº:09 3ºA
PARTE 2

3) CRUZADINHA:
1 - Sobradinho
2 – Cana de Açúcar
3 - SUDENE
4 - Sal
5 –Carnaúba
6 – Aratu
7 - extração
8 - Agreste
9– São Francisco
10 – Semi Árido

4-A) No nordeste brasileiro, é clara a corrupção que assola os moradores da região. Pelo fato de a maior parcela da população não ter conhecimento e educação o suficiente, torna-se comum a compra de votos, e inclusive a pratica do coronelismo, aonde o dono das terras que fornece emprego para os cidadãos e de certa forma, “domina” a região. Essa prática é chamada de Coronelismo. A falta de recursos torna os mais favorecidos financeiramente superiores, e os políticos se aproveitam disso das mais variadas formas, no que podemos chamar de Indústria das Secas, que refere-se ao planejamento dos grupos políticos e econômicos que se aproveitam do fenômeno natural da seca da região em beneficio próprio como receber doações do governo de outro estado e usá-las para seu próprio uso. Um exemplo disso é a Bolsa Família, projeto que não altera a situação da população sertaneja. Projetos como a Transposição do Rio São Francisco tornam-se ineficientes, e a corrupção só aumenta, literalmente, quem tem terras manda nos outros. Isso só torna-se mais visível na prática do curral eleitoral, aonde os políticos com ‘influência’ se aproveitam da ignorância do povo e acabam que se tornando os próprios coronéis.
B) O Maranhão, representado na charge pelas palavra “Propininha do Norte” e “Coronelismo”, que representam a situação do estado aonde a Governadora é Roseana Sarney, nome que possui má fama ao redor do Brasil
O Ceará, representado pela palavra ‘Quadrilha’, que não significa só as quadrilhas em ação hoje em dia, mas também os cangaceiros de antigamente, que ainda são encontrados em certas regiões nordestinas.
Alagoas, representado pela palavra “Bingo”, referente a máfia dos bingos que circula este estado, e o Rio Grande do Norte, representado pela palavra “Corrupção do Norte”, significando o pólo da corrupção do nordeste, em contraste com o Paraná, a “Corrupção do Sul”
C) A charge foi nomeada como “Geografia Brasileira” pelo fato de utilizar o mapa geopolítico brasileiro e seus estados, porém de uma forma distorcida, ressaltando a corrupção, suborno e as máfias que atuam, infelizmente, em todas as regiões do nosso país.

Anônimo disse...

Renata Barth Almeida (26 - 3A) PARTE VII

Questão 7 C)O projeto de transposição do São Francisco tem como objetivo sanar a deficiência hídrica na região do Semi-Árido através da transferência de água do rio para abastecimento de açudes e rios menores na região nordeste, diminuindo a seca no período de estiagem. Porém, o projeto gera muita polemica, devido ao fato de ser uma obra cara e que abrange somente 5% do território e 0,3% da população do semi-árido brasileiro e também que se a transposição for concretizada afetará intensamente o ecossistema ao redor de todo o rio São Francisco. Há ainda, argumentos que afirma que essa transposição só vai ajudar os grandes latifundiários nordestinos pois grande parte do projeto passa por grandes fazendas e os problemas nordestinos não serão solucionados. Portanto há uma grande dúvida na cabeça de todos os brasileiros, se o projeto deve ser ou não aceito.


Questão 08

Foi escolhido a Zona da Mata. A Zona da Mata é uma subregião litorânea que se estende do Rio Grande do Norte até o sul da Bahia, formando o litoral nordestino. A vegetação original era predominantemente Mata Atlântica, porém essa vegetaçção já foi praticamente extinta, e substituída por lavouras de cana-de-açúcar, desde o início da colonização do Brasil. Por possuir um solo extremamente fertil, o setor agriculo vem crescendo moderadamente. Há destaque na produção de tabaco, cana-de-açúcar e cacau. Além desses produtos, a produção de frutas vem adquirindo grande importância. Muitas frutas como: o caju, o cajá, a mangaba e a pitanga, vem sendo uma forte renda para a região, Há ainda as frutas provenientes das áreas tropicais do Oriente, como: a graviola, a jaca e a manga. Além de toda a produção comestível, a Zona da Mata é uma área que atrai muitos turistas de todo o Brasil e do mundor, devido a suas belas praias. Dois estado dessa sub-região seria o litoral da Bahia e o litoral de Sergipe.

Anônimo disse...

Aluno: Felipe, N° 09 - 3ºA
PARTE 3

5) Meio-Norte: o meio-norte é uma faixa de transição entre a Amazônia e o sertão, abrange os estados do Maranhão e Piauí, também é chamada de Mata dos Cocais, devido as palmeiras de babaçu e carnaúba, no litoral chove cerca de 2.000 mm anuais, indo mais para o leste e/ou para o interior esse número cai para 1.500 mm anuais, já no sul do Piauí, uma região mais parecida com o sertão só chove 700 mm por ano, em média.
Sertão: o sertão fica localizado, geralmente, no interior do Nordeste, possui clima semi-árido, em estados como Ceará e Rio Grande do Norte chega a alcançar o litoral, descendo mais ao sul, o sertão alcança o norte de Minas Gerais, no Sudeste. As chuvas são irregulares e escassas, existem constantes períodos de estiagem, a vegetação típica é a caatinga.
Agreste Nordestino: o agreste é uma zona de transição entre a Zona da Mata e o Sertão, localizado no alto do planalto da Borborema, é um obstáculo natural para a chegada das chuvas ao sertão, se estendendo do sul da Bahia até o Rio Grande do Norte. O principal acidente geográfico da região é o planalto da Borborema. Do lado leste do planalto estão as terras mais úmidas (Zona da Mata); do outro lado, para o interior, o clima vai ficando cada vez mais seco (sertão).
Zona da Mata: localizada no leste, entre o planalto da Borborema e a costa, fica a Zona da Mata, que se estende do Rio Grande do Norte ao sul da Bahia, as chuvas são abundantes. A zona recebeu este nome por ter sido coberta pela Mata Atlântica. Os cultivos de cana-de-açúcar e cacau substituíram as áreas de florestas. O povoamento desta região é muito antigo.
B) Maranhão, Piauí e Ceará. Os três primeiros começando por cima, da esquerda para direita
C) Fortaleza, Recife e Salvador

Anônimo disse...

Aluno: Felipe, N° 09 - 3ªA
PARTE 4
6 A) Em anos normais, sem a presença do El Niño ou La Niña, as águas do Oceano Pacífico Equatorial Oeste são mais quentes do que junto à costa oeste da América do Sul, onde as águas do Pacífico são um pouco mais frias. A circulação do ar que sobe no Pacífico Equatorial Central e que vai para o leste em altos níveis da atmosfera e desce no Pacífico Leste, em conjunto com os ventos alísios em baixos níveis da atmosfera, formam o que os meteorologistas chamam de Célula de Circulação de Walker. Este é o padrão de circulação em todo o Pacífico Equatorial em anos normais.
Como as águas do oceano no Pacífico Oeste são mais quentes, há mais evaporação e formam-se nuvens numa grande área. Em regiões em que o ar vem de altos níveis da troposfera para níveis mais baixos, raramente há formação de nuvens de chuva.
Se o ar sobe numa determinada região da atmosfera, deverá descer em outra. Se próximo à superfície (baixos níveis da atmosfera) os ventos são de oeste para leste, em altos níveis ocorre o contrário, os ventos são de leste para oeste. Assim, o ar sobe no Pacífico Equatorial Central e Oeste e desce no Pacífico Leste (junto à costa oeste da América do Sul).
Prova secas de diversas intensidades no Nordeste ocorrem durante a estação chuvosa de fevereiro a maio. E essa região também é muito influenciada pelas variações uqe ocorrem no Oceano Atlântico tropical

B) Rios intermitentes possuem fluxo de água apenas durante a estação das chuvas. Durante estiagem secam por completo. Rios Perenes possuem fluxo de água durante todo o ano, como o rio São Francisco e rio Una
7- A) Industria da Seca é uma estratégia onde se usa a tragédia causadas pelas secas para ganhar para seu próprio bolso. Incentivos fiscais, perdão de dívidas, crédito extra, tudo ganho com a propaganda de pessoas morrendo pelos estragos que a seca causa.

Anônimo disse...

Aluno: Felipe, N° 09 - 3ªA
PARTE 5
7- A) Industria da Seca é uma estratégia onde se usa a tragédia causadas pelas secas para ganhar para seu próprio bolso. Incentivos fiscais, perdão de dívidas, crédito extra, tudo ganho com a propaganda de pessoas morrendo pelos estragos que a seca causa.
B) O distrito industrial de Maracanaú, situado na região metropolitana de Fortaleza, é um importante complexo industrial, que dinamiza a economia do Estado. A criação de gado no Ceará é muito importante. Ali são criados bovinos, suínos, caprinos e ovinos. Além desses, também são criados cavalos, asnos e aves. Na Agricultura destacam-se os cultivos de: café,feijão, milho, arroz, algodão, castanha de caju, cana-de-açúcar, mandioca, tomate, banana, laranja, côco e, mais recentemente, uva. Ou seja, a economia do Ceará não só continuou, mas melhorou, o Café e a Cana de Açúcar não são os únicos produtos, dando lugar a muitos outros produtos no setor de alimentos, além dos outros setores que predominam como químico, metalúrgico,têxtil, etc
C) O alvo do projeto é solucionar o problema gerado pelas secas, fazendo a água do rio São Francisco chegar às torneiras de todos no Nordeste, porém isso afeta um dos rios mais importantes do Brasil, passa por cinco estados brasileiros, e deságua no Oceano Atlântico. O projeto prevê a retirada de 26,4m³/s de água que será destinada ao consumo da população urbana de 390 municípios. Mas esse projeto possui um custo muito caro, e atingirá apenas 5% do território junto ao argumento de que a maior parte dos beneficiados serão grandes latifundiários a transposição passará por grandes fazendas.
8) Agreste:
A) Suas caracter´siticas principais são os solos profundos (latossolos e argissolos), com relevo extremamente variável, associados a solos rasos (litossolos), solos relativamente férteis, vegetação variável com predominância de vegetação caducifólia (decídua). É uma área sujeita a secas, cuja precipitação pluviométrica varia entre 300 e 1200 mm/ano, oscilando predominantemente entre 700 e 800 mm/ano.
B) A estrutura fundiária do Agreste é basicamente formada por pequenas e médias propriedades onde se pratica a policultura, freqüentemente associada à pecuária extensiva e bacia leiteira. Por estar fora da região de influência litorânea, predominando no interior nordestino, está sujeita às estiagens cíclicas, de forma que boa parte da população aí existente depende essencialmente do regime de chuvas, que são irregulares e rios temporários.
C) Fazem parte os estados da Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte

Anônimo disse...

1ª parte

1-a) A vegetação litorânea do estado da Paraíba apresenta, matas, manguezais e cerrados, que recebem a denominação de "tabuleiro", formado por gramíneias e arbustos tortuosos, predominantemente representados, entre outras espécies por batiputás e mangabeiras. Formadas por floresta Atlântica, as matas registram a presença de árvores altas, sempre verdes, como a peroba e a sucupira. Localizados nos estuários, os manguezais apresentam árvores com raízes de suporte, adaptadas à sobrevivência neste tipo de ambiente natural. A vegetação nativa do planalto da Borborema e do Sertão caracteriza-se pela presença da caatinga, devido ao clima quente e seco característico da região. A caatinga pode ser do tipo arbóreo, com espécies como a baraúna, ou arbustivo representado, entre outras espécies pelo xique-xique e o mandacaru.
b) Agropecuária vem tendo economia na região sul do nordeste entre Bahia,Sergipe e alagoas,na Bahia mesmo o cacau e o azeite de dendê,Sergipe a produção de Caju coco e feijão e Alagoas a cana-de-açúcar o 2º maior produto de cana do Brasil, Fumo e a Bacia Leiteira na região de Batalha.
2- As principais causas da seca do nordeste são naturais. A região está localizada numa área em que as chuvas ocorrem poucas vezes durante o ano. Esta área recebe pouca influência de massas de ar úmidas e frias vindas do sul. Logo, permanece durante muito tempo, no sertão nordestino, uma massa de ar quente e seca, não gerando precipitações pluviométricas (chuvas). O desmatamento na região da Zona da Mata também contribui para o aumento da temperatura na região do sertão nordestino.
3- cruzadinha:
4- Sal
5- Carnaúba
8- Agreste
9- São Francisco
10- Semi-Árido
1-Sobradinho
2- cana-de-açúcar
3- SUDENE
6- Aratu
7- Turismo

4- a) Curral eleitoral é uma região onde um político possuía grande influência, é bastante conhecido ou aonde é muito bem votado. A origem da expressão vem do tempo em que o voto era aberto. Assim, os coronéis mandavam capangas para os locais de votação, com objetivo de intimidar os eleitores e ganhar votos (coroneilismo). As regiões controladas politicamente pelos coronéis eram conhecidas como currais eleitorais. Nesses locais o coronel oferecia trabalho, dinheiro, moradia, etc. Já a industria da seca era uma espécie de planejamento dos grupos políticos e econômicos que se aproveitam do fenômeno natural da seca daregião Nordeste do Brasil em beneficio próprio como receber doações do governo de outro estado e usá-las para seu proprio uso.
b) Sergipe = Costa quente / Alagoas = Bingo / Roubo = Paraíba / Rio Grande do Norte = Corrupção do Norte.
c) Ele mostra de forma irônica a realidade existente em nosso país, onde o nordeste é extremamente explorado.


Caio n°(8) 3°A

Anônimo disse...

2ª parte

5- a) Sertão, Zona da Mata, Agreste e Meio-norte

b) Maranhão Alagoas e Rio Grande do Norte

c) Fortaleza, Recife e Salvador

6- a) Pois a duração do El nino (1 ano – 1, 5 anos ) as chuvas ficam muito escassas, é uma das conseqüências do fenômeno no território brasileiro, o que favorece a seca, contra esse fenômeno, existe La nina, que aumenta a quantidade das chuvas, e conseqüentemente, diminuindo a seca no nordeste, esse é o tempo que diz na crença, e que esta relacionado com esse fenômenos.


b) Rios intermitentes: tem seu fluxo de água apenas durante a estação das chuvas. Mas nas estiagem secam completamente. Rios Perenes: tem seu fluxo de água durante todo o ano, (rio São Francisco e rio Uma).

7- a) Industria da Seca nada mais é do que uma estratégia onde se usa a tragédia causadas pelas secas para obter benefícios. Incentivos fiscais, perdão de dívidas, créditos extra, ganhados com propagandas de pessoas morrendo pelos estragos causados pela seca..

b) Com as secas, o Ceará continua com muitos problemas, incentivos fiscais ainda existem, mas hoje, um século depois, os mesmos são repassados para o uso dos ricos, processo chamado de Industria das Secas.

c) O objetivo do projeto é solucionar problemas gerados pelas secas, fazendo a água de rios, como o São Francisco chegar às casas de todos no Nordeste, mas isso afeta um dos rios mais importantes do Brasil, passando por cinco estados brasileiros, e desaguando no Oceano Atlântico. O projeto consiste na retirada de mais 26m³/s de água que será destinada ao consumo da população urbana de quase 400 municípios. Mas esse projeto tem um custo muito alto, e atingirá apenas 5%.

8- a)Zona da Mata: Pequenos rios que deságuam no Atlântico. Tendo como principais os rios o São Francisco e o Jaguaripe, com clima tropical úmido, originalmente com vegetação predominante Mata Atlântica, planícies costeiras e sedimentações aplainadas.

b) Principal produto da economia é a cana, e também a produção de frutas como o caju, cajá, mangaba e a pitanga vem crescendo bastante. Bóias-fria, que substituíram a mão de obra escrava, a produção de fumo principalmente na Bahia e em Alagoas.

c) Estados que fazem parte da Zona da Mata: Bahia e Rio Grande do Norte.

Caio n°8 3°A

Anônimo disse...

Allan nº02 3ºA comentário 02

4-A) Existe muita corrupção no nordeste, o fato de a maior parte da população ser pobre, torna-se comum a compra de votos e o coronelismo, aonde o dono das terras que fornece emprego para os cidadãos e, portanto, “domina” a região. Sem recursos, aqueles que possuem mais dinheiro tem uma superioridade assim políticos se aproveitam disso um exemplo é a indústria da seca, outro é a Bolsa Família, projeto que não altera a situação da população sertaneja. A Transposição do Rio São Francisco é ineficiente com isso, a corrupção só aumenta, literalmente, quem tem terras manda nos outros. É muito visível na prática do curral eleitoral, aonde os políticos com influência se aproveitam da ignorância do povo e acabam que se tornando os próprios coronéis.
B) O Maranhão, representado como Propininha do Norte e Coronelismo, que representam a atual situação do Maranhão aonde a Governadora é Roseana Sarney, nome conhecido no Brasil todo. O Ceará, representado pela palavra Quadrilha, que não significa só as quadrilhas em ação hoje em dia, mas também os cangaceiros de antigamente. Alagoas, representado pela palavra Bingo, referente a máfia dos bingos que assola este estado, e o Rio Grande do Norte, representado pela palavra Corrupção do Norte, significando ali o pólo da corrupção do nordeste, em contraste com o Paraná, a Corrupção do Sul
C) O nome foi usado pelo fato de usar o mapa político, por isso Geografia Brasileira

5- A) Agreste, Sertão, Zona da Mata e Meio-norte

B) Alagoas Maranhão e Rio Grande do Norte

C) Fortaleza, Recife e Salvador

6-A) É porque o el nino dura de 12 a 18 meses, e nesse período não chove, pois o el nino não deixa. E a La nina chove mais, pois é o período de chuva.

B) Rios intermitentes, possuem fluxo de água apenas durante a estação das chuvas. Durante estiagem secam por completo. Rios Perenes possuem fluxo de água durante todo o ano, como o rio São Francisco e rio Una

Anônimo disse...

Allan nº02 3ºA Cometário 03

7- A) Industria da Seca é uma estratégia onde se usa a tragédia causadas pelas secas para ganhar para seu próprio bolso. Incentivos fiscais, perdão de dívidas, crédito extra, tudo ganho com a propaganda de pessoas morrendo pelos estragos que a seca causa.

B) Graças a predominância das secas, o Ceará continua com muitas calamidades, incentivos fiscais continuam sendo usados, mas ainda hoje, mais de um século depois, os mesmos são repassados para o uso dos ricos, hoje esse processo é chamado de Industria das Secas.

C) O alvo do projeto é solucionar o problema gerado pelas secas, fazendo a água do rio São Francisco chegar às torneiras de todos no Nordeste, porém isso afeta um dos rios mais importantes do Brasil, passa por cinco estados brasileiros, e deságua no Oceano Atlântico. O projeto prevê a retirada de 26,4m³/s de água que será destinada ao consumo da população urbana de 390 municípios. Mas esse projeto possui um custo muito caro, e atingirá apenas 5% do território junto ao argumento de que a maior parte dos beneficiados serão grandes latifundiários a transposição passará por grandes fazendas.

8- A) Grande número de pequenos rios que deságuam no Atlântico. Principais rios: São Francisco e Jaguaripe, com clima tropical úmido, originalmente com vegetação predominante Mata Atlântica, com planícies costeiras e sedimentações aplainadas.
B) Possui a cana como produto principal da economia, a produção de frutas como o caju, o cajá, a mangaba e a pitanga vem aumentando. Trabalhadores bóia-fria, que substituíram a mão de obra escrava, a produção de fumo principalmente no Alagoas e Bahia.
C) Dois dos estados que fazem parte da Zona da Mata são, Bahia e Rio Grande do Norte

Jefferson Vieira, 3ºB, 12 disse...

1) A) O bioma localizado na região do Setão Nordestino é a Caatinga, que é um bioma exclusimamente brasileiro localizado numa região tropical semi-árida. A vegetação presente é basicamente arbustiva, mas apresenta variações em sua extenção segundo níveis pluviométricos e tipos de solo. Em geral essa vegetação é composta por xerófitas, plantas que possuem espinhos no lugar de folhas devido ao clima árido, por isso também as plantas são latentes, possuindo raízes profundas para sobreviver ao clima severo.
b) Em geral a atividade econômica se baseia na agricultura de subsistência e na pecuária extensiva, mas grandes produtores cultivam culturas mais resistentes à climas áridos como o algodão e a canaúba.

2) O clima presente nessa região é sobretudo devido as massas de ar atlânticas que ao se dirigirem ao continente americano, rumo ao Nordeste, biforcam de uma forma que o sertão nordestino fica privado das chuvas na maior parte do ano. Outro fator relevante é o relevo que impede essas mesmas massas de ar avançarem rumo ao coração do sertão. As chuvas que geralmente ocorrem entre os meses de março e maio são ocasionadas por massas de ar vindas do Hemisfério Norte, os chamados ventos Alísios.

3) 1- Sobradinho
2- Cana-de-Açúcar
3- SUDENE
4- Sal
5- Carnaúba
6- Aratu
7- Turismo
8- Agreste
9- São Francisco
10- Semi-Árido

4) A) Essas práticas fazem com que o poder que está concentrado na mão dos latifundiários seja acrescido, pois dessa forma estes conseguem apoio político, assim conseguindo verbas que realizarão projetos em favor desses latifundiários, no entanto com o pretexto da seca. Desta forma esses grandes produtores constroem açudes com dinheiro público em suas terras e oferecem ao povo em troca de votos no seu candidato. É dessa forma então que esses coronéis exercem seu poder sobre a população pouco favorecida, explorando-os a troco de suas necessidades básicas.
b) Coação – Piauí; Trabalho escravo – Bahia; Quadrilha – Ceará; Roubo – Paraíba.
c) A charge demostra como a divisão econômica e social no Brasil é desigual, apesar da já existente divisão por estados políticos. Os grandes proprietários utilizam de sua influência econômica e social para conseguir benefícios políticos muitas vezes de formas ilícitas como demonstrado no mapa.

5) A) O Meio-Norte é ocupado por Maranhão e Piauí. A Zona da Mata está localizada no litoral da Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte. O Sertão ocupa a região interior da Bahia, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte mais toda a porção do estado do Ceará. O Agreste se localiza numa região intermediária entre o Sertão e a Zona da Mata no interior dos estados da Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte.

b) Bahia é o estado mais ao sul, Maranhão se localiza mais ao noroeste e e a Paraíba possui o ponto mais a leste do Brasil.

c) Recife, Salvador, Camaçari e Fortaleza.

6) A) Como a ocorrência de precopitações na região nordestina está diretamente ligada as massas de ar, qualquer alteração nestas, gerará uma mudança climática. O EL Niño é um fenômeno que é caracterizado pelo aumento da temperatura das águas do Pacífico, assim alterando o fluxo de massas de ar, o que proporciona no Sertão severas secas. No entanto se o fenômeno La Niña atuar, que se apresenta de forma inversa, esfriando o Pacífico, as massas de ar favorecerão chuvas intensas no Sertão, assim gerando enchentes.

b) Rios intermitentes são rios que em períodos de estiagem secam, mas ao chover novamente retornam. Já os rios perenes não secam nunca e continuam mesmo em períodos de seca. Os rios perenes do Nordeste são o rio Parnaíba e o São Francisco.

Anônimo disse...

Marcelly (21) -3°B

1.
a) A caatinga é a vegetação nativa típica. O bioma existente no semi-arido é denominado de Caatinga, é o unico do mundo, ocorrendo somente na região do nordeste brasileiro.

b) As três formas de exploração economica da subregião nordestina é transporte, turismo e recursos Minerais.

2. O Sertão é a sub-região que apresenta o menor índice pluviométrico de todo o país.[2] A escassez e a distribuição irregular das chuvas nessa área devem-se, à dinâmica das massas de ar e, também à influência do relevo.
A ocorrência das secas está diretamente relacionada ao fenômeno do aquecimento das águas do Oceano Pacífico,[5] nas proximidades da costa oeste da América do Sul, denominado El Niño. Esse aquecimento do Pacífico, ocorre em períodos irregulares de três a sete anos,[5] interferindo na circulação dos ventos em escala global, e conseqüentemente, na distribuição das chuvas no Sertão nordestino.

Questão 3:
1) Sobradinho
2) Cana de açucar
3) Sudane
4) Sal
5) Carnauba
6) Aratu
7) Turismo
8) Agreste
9) São Francisco
10) Semi-arido

Questão 4:
a) Podemos fazer relação, ao dizer que o curral eleitoral, que indicava a região onde um político possuía grande inflência, onde é bastante conhecido e votado.E o coronelismo que significa o autoritalismo e impunidade. Os dois falam de uma combinação, uma região onde um coranel mandava. Os coronéis que em locais de votação mandavam capangas para os locais de votação, para intimidar os eleitores e ganhar votos. Esse coronelismo ganhou força na época do primeiro reinado.
E a seca no nordeste, pode se relacionar ao planejamento dos grupos políticos e econômicos que se aproveitam do fenômeno natural da seca da região Nordeste do Brasil em beneficio próprio como receber doações do governo de outro estado e usá-las para seu proprio uso.
b) Bahia, Maranhão, Piauí,Ceará,Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Alagoas e Sergipe.
c) Porque no Nordeste, grande população brasileira vive em condições de vida muito precária, não tem água suficiente, e muito menos energia em algumas regiões. Muitos são explorados por grandes produtores. A miséria e a deseigualdade no nordeste é muito forte. Há abuso do poder, desvio de rescuros que deveriam ser enviadas para as pessoa ncecitadas da região, e que são desviadas pelos politicos.

Jefferson Vieira, 3ºB, 12 disse...

7) A) A Indústria da Seca se baseia no uso da miséria nordestina para a conquista de verbas, benefícios e extensão de um domínio de influência, onde os latifundiários exercem direta influência sobre os miseráveis manipulando-os politicamente em troca de garantia de necessidades básicas, que devariam ser diretamente exercidas pelo governo, mas nesse caso fica como coadjuvante onde o grande empresário “administra” e usufrui do dinheiro público em prol da população carente.
b) Hoje o Ceará possui grande sistema de prevenção ou minimização dos efeitos da seca com vários órgãos, dentre eles a Secretaria dos Recursos Hídricos e a Superintendência de Obras Hidráulicas que possibilitam a organização de barragens e açudes, sendo hoje o Ceará o portador do maior açude do Brasil, o de Orós.
c) O projeto da transposição do rio São Francisco objetiva atender a população que sofre intensamente com as secas, possibiliando assim uma melhor distribuição da água no Nordeste. Todavia existe a especulação de que a pretenção deste projeto grandioso seja em sua grande parte atender os grandes latifundiários produtores, para que possuam um melhor aproveitamento do plantio, sendo dessa forma um projeto tendencioso e benéfico especialmente as classes altas e não aos necessitados que não tem recursos para obter suas necessidades básicas, quem dirá um sistema de irrigação.

8) Zona da Mata: a) Se encontra na região litorânea nordestina onde possui a maior pluviosidade do Nordeste.
b) Possui principal meio econômico o turismo, entretanto possui forte indústria, principalmente na área petrolífera.
c) Bahia, Pernambuco.

Anônimo disse...

Marcelly 21 - 3°B

Questão 5:

a) Meio-norte: é uma faixa de transição entre a Amazônia e o sertão, abrange os estados do Maranhão e Piauí, também é chamada de Mata dos Cocais, devido as palmeiras de babaçu e carnaúba, no litoral chove cerca de 2000 mm anuais, indo mais para o leste e/ou para o interior esse número cai para 1500 mm anuais, já no sul do Piauí, uma região mais parecida com o sertão só chove 700 mm por ano, em média.
• Sertão: fica localizado, geralmente, no interior do Nordeste, possui clima semi-árido, em estados como Ceará e Rio Grande do Norte chega a alcançar o litoral, descendo mais ao sul, o sertão alcança o norte de Minas Gerais, no Sudeste. As chuvas são irregulares e escassas, existem constantes períodos de estiagem, a vegetação típica é a caatinga.
• Agreste: é uma zona de transição entre a Zona da Mata e o Sertão, localizado no alto do planalto da Borborema, é um obstáculo natural para a chegada das chuvas ao sertão, se estendendo do sul da Bahia até o Rio Grande do Norte. O principal acidente geográfico da região é o planalto da Borborema. Do lado leste do planalto estão as terras mais úmidas (Zona da Mata); do outro lado, para o interior, o clima vai ficando cada vez mais seco (Sertão).
• Zona da Mata: Localizada ao leste, entre o planalto da Borborema e a costa, fica a Zona da Mata, que se estende do Rio Grande do Norte ao sul da Bahia, as chuvas são abundantes. A zona recebeu este nome por ter sido coberta pela Mata Atlântica. Os cultivos de cana-de-açúcar e cacau substituíram as áreas de florestas. O povoamento desta região é muito antigo.
b) Maranhão e Piauí, no Meio-Norte. Ceará e Rio Grande do Norte, no Sertão.
c) As três metropoles que polarizam a produção industrial nordestina são Salvador, Fortaleza e Recife.
Questão 6:
a)A seca não atinge toda região nordeste. Ela se concentra numa área conhecida como Polígono das Secas. E envolve parte de oito estados nordestinos (Alagoas, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe) e parte do norte de Minas Gerais. A seca do nordeste é natural, mas a região está localizada numa área em que as chuvas ocorrem poucas vezes durante o ano. Esta área recebe pouca influência de massas de ar úmidas e frias vindas do sul e permanece durante muito tempo, no sertão nordestino, uma massa de ar quente e seca, não gerando precipitações pluviométricas (chuvas) e o desmatamento na região da Zona da Mata também contribui para o aumento da temperatura na região do sertão nordestino.
A área do Polígono das Secas tem um índice pluviométrico variável de 300 a 800 mm/ano. Essa condição é agravada pela elevada média térmica, que contribui para a grande evaporação, a qual, somada à grande irregularidade na distribuição das chuvas, explica a semi-aridez da região.
A falta de chuvas regulares no Nordeste resulta de três fenômenos, segundo técnicos do INPE: a temperatura da água do Oceano Atlântico, o fenômeno El Niño, no Pacífico, e a pouca umidade atmosférica.
Segundo técnicos do INPE e cientistas da USP, a região atingida pelas secas é muito menor do que a delimitada pela Sudene. Na verdade, há uma “indústria da seca” exagerada para atrair verbas federais.
A seca no Nordeste é um problema sócio-político e não climático, pois já existe tecnologia capaz de garantir o sucesso da atividade agropecuária em regiões semi-áridas. Mas o que se criou foi uma indústria da seca que traz lucros aos grandes proprietários, em detrimento da grande massa da população.
b) O rio intermitente é aquele que apenas possui água durante o período das chuvas (ou das "cheias"), normalmente no inverno, e durante o período de estiagem (período das "secas"), normalmente no verão, o rio desaparece temporariamente. Já o perene não desaparece (há sempre água correndo).A maioria dos rios brasileiros são perenes, no nordeste é o São Francisco e Tocantins.

Anônimo disse...

Marcelly 21- 3°B

Questão 7:
a) A Indústria da seca refere-se ao planejamento dos grupos políticos e econômicos que se aproveitam do fenômeno natural da seca da região Nordeste do Brasil em beneficio próprio como receber doações do governo de outro estado e usá-las para seu proprio uso.
É um fenômeno político na qual latifundiários nordestinos e seus aliados políticos nas diversas esferas de governo utilizam a seca para angariar recursos públicos a pretexto de combatê-la. Tais recursos são aplicados em benfeitorias em suas propriedades particulares, como por exemplo, a utilização de "frentes de trabalho", pagas pelo governo, para construir açudes em suas terras. Não raro, os recursos são desviados para finalidades distintas das atividades agropecuárias ou combate à seca. Finalmente, o mesmo argumento da seca é utilizado para não pagarem as dívidas contraídas. Desta forma, os recursos governamentais destinados ao combate à seca não atingem a população que é mais castigada, beneficiando às elites locais. Como consequência, políticas mais eficazes são proteladas, uma vez que é do interesse dos latifundiários a eternização do problema.
b) No periodo citado no texto, fala que o ceara foi o mais atingido pela seca. A economia foi arrasada e a proliferação de doenças e a fome dizimaram o rebanho e as pessoas. Metade da população de Fortaleza pereceu. E hoje o ceará participa com pouco menos de 2% na economia nacional. O Estado fica em 12º colocado no ranking dos estados com maior Produto Interno Bruto (PIB) do País, perdendo, no Nordeste, para Bahia (6º) e Pernambuco (10º). O principal motor da geração de riquezas nas terras cearenses é o setor de serviços, mas se antevê um acréscimo de importância da indústria, e se observa nela o potencial para se ganhar maior peso na economia nacional. A expansão da indústria depende diretamente das políticas públicas puxadas pelo governo estadual. O Ceará está longe do eixo mais desenvolvido do País, que concentra os maiores pólos consumidores, localizados no Sudeste. Isso é um ponto negativo. Também não há por aqui uma oferta suficiente de mão-de-obra qualificada que justifique o interesse de indústrias que trabalham com processos mais tecnológicos.
c) Dom Pedro II já pensava em reverter o problema da seca no nordeste, construindo açudes, abrindo canais de irrigação, e trabalhando outras culturas agrícolas. Fazendo com que ele seja viável, mas o problema sempre foi a falta de honestidade e vontade política para fazer o nordeste dar certo. E com a transposição do rio São Francisco, que é um projeto de muito tempo, trás o objetivo de levar água para abastecer os rios temporários da região, o projeto não tem a intenção de mexer em todo o rio. Porem essa transposição tem tanta polemica, por causa de suas conseqüências. Como impactos em espécies locais, a retirada da água pode comprometer a vazão do rio, o desaparecimento de águas dos locais abundantes, pessoas que dependem das águas também podem ser comprometidas, poderá ter diminuição do nível do rio são Francisco, benéfico para somente grandes produtores...

Anônimo disse...

Marcelly 21- 3°B

Questão 8:

O sertão:
a) O sertão se caracterizada pela presença de clima semi-árido, vegetação de caatinga, irregularidade de chuvas, solos secos e rios intermitentes ou temporários. O relevo é de planalto extenso e aplainado, com elevações como as chapadas do Araripe e Apodi. Os rios, em sua maior parte são temporários, e o clima é semi-árido, com vegetação dominada pela caatinga.
b) A principal atividade econômica é a pecuária extensiva e de corte. Outras atividades desenvolvidas no Sertão são: cultivo irrigado de frutas, flores, cana de açúcar, milho, feijão, algodão de fibra longa (no vale do Cariri, Ceará), extração de sal (litoral cearense e potiguar) e o turismo nas cidades litorâneas. A industria baseia-se no pólo têxtil e de confecções.
c) O sertão nordestino compreende as áreas mais secas e distantes do litoral leste do Brasil, situadas nos estados do Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia. Apenas no Ceará e no Rio Grande do Norte o sertão chega até o litoral. O chamado Polígono das Secas totaliza 936.933km2.

Anônimo disse...

Marcelly - 3°B
Conceição eu mandei todos as respostas... eu não sei se chegarm todas, porque tava dando erro aqui ... mas depois dizia que ja estava salvo.Qualquer coisa me avisa...
beijos

Anônimo disse...

Nome: Vinicius Andrade Telles
Série: 3ºB nº31

1)a) Caatinga, tem clima semi-árido, o tipo da vegetação é arbusto de médio porte, secos, galhos retorcidos e raízes profundas por causa do baixo índice de chuva
b) o algodão, a cebola e a vinha
3)diferença de temperatura superficial das águas do Atlântico Norte, que são mais quentes, e do Sul, frias e deslocamento da Zona de convergência intertropical para o Hemisfério Norte, em épocas previstas para permanência no Sul.
3)1. SOBRADINHO; 2. CANA DE AÇÚCAR ; 3. SUDENE, 4.SAL; 5 CARNAUBA; 6.ARATU ; 7. TURISMO; 8. AGRESTE; 9.SÃO FRANCISCO ; 10. SEMI-ÁRIDO
4)A) Toda aquela corrupção existe por causa da água, porque e ela que cria esse interesse político, onde quem domina a água, consequentemente domina a eleição, pois o povo em “troca” da água dá sua fidelidade aos grandes latifundiários.;b)Pernambuco = Propina; Rio Grande do Norte = Corrupção do Norte; Paraíba = Roubo e Ceará = Quadrilha
c) Porque ele afirma que o Brasil tem todos aqueles defeitos dentro de sua extensão territorial.
5) A)começando do extremo leste: Zona da Mata, Agreste, Sertão, Polígono das Secas. B) começando de baixo e seguindo o litoral : Bahia, Sergipe, Alagoas C) Recife (PE), Salvador (BA), Fortaleza (CE)
6) Essas crendices podem estarem relacionadas ao fato de que cada ano a região é afetada por um fenômeno diferente, em alguns é afetado por El Niño, outros por La Niña, o que provoca a seca ou as inchentes.B) Interminentes são os rios temporários, ou seja, só “aparecem” em épocas de chuvas, já os perenes são os que se mantém “cheios” o ano inteiro. Rio São Francisco e Rio Parnaíba são os dois rios perenes do nordeste.
7) A) A indústria da seca se caracteriza pela fácil obtenção de votos, por causa da ingenuidade do povo nordestino, eles acreditam q açudes liberados por grandes latifundiários são favores que devem ser recompensado com votos, mal sabendo eles que estes açudes foram criados com o dinheiro público, enquanto houver essas “trocas” de favores a seca no nordeste continuará. B) Quase nenhuma, pois desde a era colonial o nordeste tem sido o problema, a diferença é que agora há a troca de água por votos.C) o objetivo é desviar o curso do rio para o atendimento de toda a população, porém a polemica é que essa água será para benefício de grandes latifundiários para que esses possam irrigar suas terras e controlar a água negociando-a por votos como existe atualmente.
8) Zona da Mata: sua vegetação era quase que completa de Mata Atlântica, clima tropical-úmido, solo fértil (massapé), regularidade de chuva. Sua economia baseia-se no tabaco, cacau e cana-de-açúcar. Pernambuco e Bahia, por exemplo.

Maria Christina (23) 3ºB Parte 1 disse...

Questão 1
a) Caatinga. A vegetação da Caatinga é caracterizada pela forte presença de arbustos com galhos retorcidos e com raízes profundas, presença de cactos e bromélias, além disso, os arbustos costumam perder, quase que totalmente, as folhas em épocas de seca (propriedade usada para evitar a perda de água por evaporação), e as folhas deste tipo de vegetação são de tamanho pequeno. Por exemplo: Arbustos: aroeira, angico e juazeiro. Bromélias: caroá. Cactos: mandacaru, xique-xique e xique-xique do sertão.
b) Pecuária de caprinos, garimpo de outro e agricultura irrigada.

Questão 2

A região está localizada numa área em que as chuvas ocorrem poucas vezes durante o ano. Esta área recebe pouca influência de massas de ar úmidas e frias vindas do sul. Logo, permanece durante muito tempo, no sertão nordestino, uma massa de ar quente e secasem a ocorrência de chuvas. O desmatamento na região da Zona da Mata também contribui para o aumento da temperatura na região do sertão nordestino.

Maria Christina (23) 3ºB Parte 2 disse...

Questão 3
1. SOBRADINHO
2. CANA DE AÇÚCAR
3. SUDENE
4. SAL
5. CARNAUBA
6. COFIC
7. TURISMO
8. AGRESTE
9. SÃO FRANCISCO
10. SEMI – ÁRIDO

Questão 4
a) Entra ano, e sai ano, e o problema da seca no nordeste permanece o mesmo, se não pior. Falta de dinheiro? Falta de atenção? Na realidade, existe uma relação de dependência. Aqueles que habitam as áreas de interesse do governo, seja qual for o motivo, no caso, a construção de açudes, necessitam urgentemente de recursos para sobreviver, então, qualquer ajuda que eles recebam, vão agradecer e honra aquele que a deu. Além da questão do coronelismo, que até hoje, mesmo depois de décadas, ainda é símbolo de autoritarismo e impunidade. Essa é a grande jogada dos políticos, fazem negócio com os grandes latifundiários, oferecem uma bolsa família e pedem o voto em troca para manter a bolsa.
b) Trabalho Escravo (Bahia), Costa Quente (Sergipe), Coação (Piauí) e Corrupção do Norte (Rio Grande do Norte).
c) Porque a charge é uma crítica direcionada aos políticos brasileiros. Na imagem cada estado tem seu nome substituído por uma pátrica/ação/ palavra que, para os políticos, representa aquele estado. Como por exemplo, a região de Tocantins e do Distrito federal, foi nomeada de ABUSO DE PODER, levando – se em consideração todos os casos de corrupção daqueles que regem nosso país.

Maria Christina (23) 3ºB Parte 3 disse...

Questão 5
a) http://migre.me/1vJfb
b) Meio - norte, sertão, agreste e zona da mata.
c) Recife, Salvador e Fortaleza.





Questão 6
a) La nina e EL nino ocorrem por 9 a 12 meses seguidos, com intervalos de 2 a 7 anos, o que pode explicar a crendice de que anos terminados em 2 são de seca e terminados em 4 de enchente. EL nino é responsável pelas secas e La nina por precipitações e cheia de rios.
b) Rios perenes são rios que nunca secam, enquanto os rios intermitentes são rios que só tem água durante o período de chuva. São Francisco é o único rio perene no Nordeste.

Maria Christina (23) 3ºB Parte 4 disse...

Questão 7
a) É a estratégia de alguns políticos que aproveitam a tragédia da seca na região nordeste do Brasil para ganho próprio. Trata-se de um fenômeno político segundo o qual latifundiários nordestinos e seus aliados políticos nas diversas esferas de governo utilizam a seca para angariar recursos públicos a pretexto de combatê-la. Tais recursos são aplicados em benfeitorias em suas propriedades particulares, como por exemplo, a utilização de "frentes de trabalho", pagas pelo governo, para construir açudes em suas terras. Não raro, os recursos são desviados para finalidades distintas das atividades agropecuárias ou combate à seca. Finalmente, o mesmo argumento da seca é utilizado para não pagarem as dívidas contraídas. Desta forma, os recursos governamentais destinados ao combate à seca não atingem a população que é mais castigada, beneficiando às elites locais. Como consequência, políticas mais eficazes são proteladas, uma vez que é do interesse dos latifundiários a eternização do problema. Podemos relacionar a industria da seca o voto de cabresto.
b) A economia do Ceará é praticamente a mesma, afetada e pouco desenvolvida, se não fosse pela ambição dos políticos, todos os investimentos da região chegariam até lá e seriam de grande ajuda para a economia do Ceará.
c) Esse projeto tem como objetivo garantir água às populações dessa região e também o desenvolvimento agrícola, comercial e industrial através da ligação do Rio São Francisco com outros rios menores da região semi-árida do Nordeste. Transpor e interligar as bacias desses rios parece lógico e muito promissor, mas o projeto gerou e ainda gera polêmicas e críticas daqueles que temem danos sociais e ambientais em razão de variáveis não-previstas. Ambientalistas, geógrafos, biólogos, assistentes sociais e padres se perguntam: qual será o impacto disso para as espécies que hoje vivem nesse rio ou nos rios que receberão a água? Se houver diminuição das espécies de peixe, o que acontecerá com as populações que dependem deles? A retirada da água pode comprometer a vazão do rio a jusante (ou seja, nas áreas mais próximas da foz)? Se água sumir em áreas onde ela é abundante, o que acontecerá aos que dependem dela? O ministério da Integração Nacional, que cuida do projeto, diz que sua revisão e detalhamento foram mais cuidadosa, o que garantirá resultados melhores, e que o volume de água a ser usado é inferior a 1% do que o rio despeja no mar. Apesar de ser uma das prioridades do atual governo, o projeto deveria ter sido iniciado em 2005 mas foi adiado para este ano.

Maria Christina (23) 3ºB Parte 6 disse...

Questão 8
a)Zona da Mata encontra – se no litoral nordestino, se estende do Rio Grande do Norte até o sul da Bahia, formada por uma estreita faixa de terra que tem cerca de 200 quilômetros de largura. Seu clima é tropical úmido, em seu relevo, após a planície costeira, aparecem as chapadas e sedimentações aplainadas. Revestida originalmente pela Mata Atlântica. Sobre sua hidrografia, tem grande número de pequenos rios que deságuam no Atlântico. Principais rios: São Francisco e Jaguaripe. É uma área com alto nível de urbanização, além de concentrar os principais centros regionais do Nordeste. No setor agrícola, destaca-se as grandes propriedades de tabaco, cana-de-açúcar e cacau. Existe uma larga produção agrícola, devido ao solo fértil (massapê).
b) Na economia da Zona da Mata destacam-se as indústrias, a criação de gado leiteiro e plantações de cana-de-açúcar, café, milho e feijão. A região é servida por importantes rodovias federais, tais como BR-040, BR-116, BR-262,BR-267 e BR-482. A região também é cortada pelas antigas ferrovias Central do Brasil e E.F. Leopoldina.
c) Alagoas e Pernambuco.

Pedro, 3ºA, nº25 disse...

Pedro, 3ºA, nº25

01: a) A vegetação natural do Sertão é pertencente ao bioma da Caatinga. Suas plantas são xerófilas, com adaptações para sobreviver em clima seco e com pluviosidade escassa. Possuem em geral raízes largas, talos grossos e folhas reduzidas a espinhos, o que aumenta a capacidade de armazenar água; além de diminuir a quantidade perdida pela transpiração.

b) A economia da sub-região do Sertão se baseia principalmente na Agropecuária. A Pecuária é mais bem representada pela criação de gado, tradicional e extensiva, ou de caprinos, capazes de resistir às condições climáticas do Semi-Árido. Em regiões específicas, como encostas de serras ou vales fluviais é possível desenvolver a Agricultura a níveis comerciais, através da cultura de milho, mandioca, ou soja, como ocorre no oeste da Bahia.

2: Uma das causas que levam à seca no sertão nordestino é o relevo. Próximos da costa existem montanhas que bloqueiam a passagem direta de massas de ar quente, que são forçados a elevar sua altitude, gerando as chuvas orográficas, fora da região do Sertão. Outra causa é o fenômeno El Niño, caracterizado pelo aquecimento das águas do Oceano Pacífico próximas da costa oeste da América do Sul; fenômeno que altera a circulação dos ventos em uma escala global, e que acaba afetando a distribuição de chuvas no sertão nordestino.

3: Horizontal = 4) Sal; 5) Carnaúba; 8) Agreste; 9) São Francisco 10) Semi-Árido;

Vertical = 1) Sobradinho; 2) ; 3) SUDENE; 6) Cofic : Comitê de Fomento Industrial de Camaçari; 7) Turismo

4: a) Através dos açudes, cuja função é desviar a água dos rios para as fazendas dos grandes proprietários, é realizada um grande crime eleitoral. Em períodos de eleições essa água é distribuída aos moradores mais pobres, em troca de votos ao representante partidário do produtor (muitas vezes o próprio). Essa prática se relaciona aos termos curral eleitoral e coronelismo ao retomar a ideia do voto de cabresto, através do qual os grandes senhores de terra controlavam a política de sua região.

b) “Trabalho Escravo”, “Corrupção do Norte”, “Propininha” e “Quadrilha”.

c) A escolha do título está relacionada com o objetivo de mostrar a realidade do povo brasileiro. Ela não busca demonstrar regiões ou características geológicas do Brasil, e sim propriedades do brasileiro, como um povo, infelizmente, acostumado à corrupção.

5: a) Percorrendo o litoral leste há um pequena faixa denominada zona da mata, seguida imediatamente por outra faixa semelhante que delimita o agreste. Prosseguindo mais para o interior há uma extensa porção de terra chamada de Sertão; e por fim há o Meio Norte, cortando a metade ocidental do Piauí e o Maranhão.

b)Estado mais ao sul: Bahia; Estado mais a Noroeste: Maranhão; Único Estado nordestino com fronteira com o Maranhão: Piauí.

c) Recife, Salvador e Fortaleza.

6: a) A crendice baseia-se na característica cíclica dos fenômenos citados, embora não seja tão precisa devido à inexatidão dos ciclos. O El Niño caracteriza-se pelo aquecimento superficial das águas do Oceano Pacífico, afetando os padrões de vento ao redor do mundo; e no caso do nordeste causando períodos de intensa seca. Já o fenômeno La Niña é o contrário: o resfriamento das águas superficiais do Oceano Pacífico também afeta os ventos mundiais, só que gerando efeitos contrários; no nordeste a precipitação se intensifica e ocorrem vazões dos rios.

b) Rios intermitentes, ou temporários, são aqueles que em períodos de pouca pluviosidade chegam a secar; já os perenes mantém suas águas ao longo de todo o ano, mesmo com pouca pluviosidade. Somente os rios Parnaíba e São Francisco são perenes no Nordeste.

Pedro, 3ºA, nº25 disse...

Pedro, 3ºA, nº25


7: a) Indústria da Seca é o uso da situação do nordeste como uma forma dos latifundiários da região adquirirem doações do governo. Eles insistem nos problemas da seca do nordeste (que de fato existem), mas ao receberem as verbas governamentais usam-nas para benefício próprio. Afinal, se resolvessem o problema da seca deixariam de receber esse dinheiro fácil.

b) Atualmente muitos investimentos foram feitos na industrialização do Ceará. O governo está investindo na criação de indústrias no interior do Estado, através de incentivos fiscais. Além disso, o turismo tem se desenvolvido bastante, dando acesso a outros setores da economia; como hotéis, restaurantes, etc.

c) O projeto visa construir dois imensos canais de ligação do rio São Francisco com as bacias menores e seus açudes, tentando dessa forma amenizar o problema da seca no interior do Nordeste. A polêmica tem fundo ambiental: questiona-se se estas ações de alguma forma danificarão o ecossistema, piorando a situação já precária da região.

8: Meio Norte: a) Por se tratar de uma área de transição entre o Sertão e a Floresta Amazônica apresenta grande variação na quantidade de chuva. Isso leva à formação de uma vegetação própria: a Mata dos Cocais, formada por palmeiras de babaçu e coqueiros de carnaúba.

b) Além de regiões com agricultura pobre focada no arroz (MA) e da criação de bovinos (PA), esta região tem um passado esplendoroso na produção de algodão. A região da Mata dos Cocais apresenta potencial de mineração, como ouro, diamantes, níquel, xisto, etc.

c) Maranhão e Piauí.

Lucas B 15 disse...

LUCAS BAIXO PARTE UM
1-A) A presença de espinhos, árvores retorcidas e poucas folhas predominam no sertão. A vegetação sertaneja é dividida em três fases: A arbórea, com árvores de 8 a 12 metros de altura; a arbustiva, com vegetação de 2 a 5 metros e a herbácea, abaixo de 2 metros. As plantas são xerófilas (ou xerófitas), adaptadas a pouca quantidade de água e ao clima seco e árido. Elas perdem suas folhas nas secas, algumas delas armazenam água (como é o caso dos cactos), e outras possuem raízes profundas a fim de absorver a maior quantidade de água possível. O aspecto agressivo da vegetação contrasta com o colorido diversificado das flores emergentes no período das chuvas, cujo índice pluviométrico varia entre 300 e 800 milímetros anualmente. Quando chega o mês de agosto, parece que a natureza morreu: As folhas da maioria das árvores já caíram e assim, o gado e os animais nativos, como a ema, o preá, o mocó e o camaleão, começam a emagrecer. As únicas cores vivas estão nas flores douradas do cajueiro, nos cactos e juazeiros. A maioria dos rios para de correr e as lagoas começam a secar. As folhas que caem são consumidas pelo calor sem formar manta florestal. O solo, de tonalidade clara, fica desprotegido e trinca, racha. As secas são cíclicas e prolongadas, interferindo na vida do sertanejo – nome pelo qual é conhecido o típico habitante da Caatinga. Elas prejudicam bastante a produção agrícola e a pecuária, as bases da economia local. A Caatinga, uma área de transição entre as sub-regiões do agreste (seco) e meio-norte (úmido). Compreende uma faixa que vai desde o litoral do Rio Grande do Norte (até perto de Natal) e Ceará até a região sudoeste da Bahia, passando pelos estados de Pernambuco, Paraíba (exceto o litoral), um pouco da região noroeste de Alagoas e Sergipe, e quase todo o estado do Piauí, com exceção da parte mais próxima à fronteira com o Maranhão.
B) O extrativismo da madeira, que vem devastando a caatinga (aonde resta aproximadamente 50% de sua cobertura original), é uma das principais fontes econômicas da caatinga, aonde a lenha é usada como fonte energética no semi-árido. A agropecuária também é amplamente difundida nesta região, o que só piora o solo que já não é rico em nutrientes. A agricultura também é presente, existem algumas manchas de solo que podem ser aproveitadas, e hoje em dia, com uma forte irrigação e correção do solo (em geral ele é ácido) planta-se café, manga e outras frutas.

2- Ao contrário do que muitos pensam, a seca não atinge toda região nordeste. Ela se concentra numa área conhecida como Polígono das Secas. Esta área envolve parte de oito estados nordestinos (Alagoas, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe) e parte do norte de Minas Gerais. O problema ocorre com frequência, apresenta uma relativa periodicidade e pode ser previsto com uma certa antecedência.
A seca é o resultado da interação de vários fatores, alguns externos à região (como a circulação dos ventos e as correntes marinhas, que se relacionam com o movimento atmosférico, impedindo a formação de chuvas em determinados locais), e de outros internos (como a vegetação pouco robusta, a topografia e a alta refletividade do solo). Muitas têm sido as causas apontadas, tais como o desflorestamento, temperatura da região, quantidade de chuvas, relevo topográfico e manchas solares. Ressalte-se, ainda, o fenômeno "El Niño", que consiste no aumento da temperatura das águas do Oceano Pacífico, ao largo do litoral do Peru e do Equador.
A ampliação da área da seca está relacionada à forma de ocupação humana nessa região, desde o século 16. Trata-se do uso predatório da terra, tirando dela o máximo possível em produtividade sem preocupação com o esgotamento. O principal fator foi desmatamento excessivo que deu fim à vegetação em torno das nascentes dos rios

lucas baixo disse...

1-A) A presença de espinhos, árvores retorcidas e poucas folhas predominam no sertão. A vegetação sertaneja é dividida em três fases: A arbórea, com árvores de 8 a 12 metros de altura; a arbustiva, com vegetação de 2 a 5 metros e a herbácea, abaixo de 2 metros. As plantas são xerófilas (ou xerófitas), adaptadas a pouca quantidade de água e ao clima seco e árido. Elas perdem suas folhas nas secas, algumas delas armazenam água (como é o caso dos cactos), e outras possuem raízes profundas a fim de absorver a maior quantidade de água possível. O aspecto agressivo da vegetação contrasta com o colorido diversificado das flores emergentes no período das chuvas, cujo índice pluviométrico varia entre 300 e 800 milímetros anualmente. Quando chega o mês de agosto, parece que a natureza morreu: As folhas da maioria das árvores já caíram e assim, o gado e os animais nativos, como a ema, o preá, o mocó e o camaleão, começam a emagrecer. As únicas cores vivas estão nas flores douradas do cajueiro, nos cactos e juazeiros. A maioria dos rios para de correr e as lagoas começam a secar. As folhas que caem são consumidas pelo calor sem formar manta florestal. O solo, de tonalidade clara, fica desprotegido e trinca, racha. As secas são cíclicas e prolongadas, interferindo na vida do sertanejo – nome pelo qual é conhecido o típico habitante da Caatinga. Elas prejudicam bastante a produção agrícola e a pecuária, as bases da economia local. A Caatinga, uma área de transição entre as sub-regiões do agreste (seco) e meio-norte (úmido). Compreende uma faixa que vai desde o litoral do Rio Grande do Norte (até perto de Natal) e Ceará até a região sudoeste da Bahia, passando pelos estados de Pernambuco, Paraíba (exceto o litoral), um pouco da região noroeste de Alagoas e Sergipe, e quase todo o estado do Piauí, com exceção da parte mais próxima à fronteira com o Maranhão.
B) O extrativismo da madeira, que vem devastando a caatinga (aonde resta aproximadamente 50% de sua cobertura original), é uma das principais fontes econômicas da caatinga, aonde a lenha é usada como fonte energética no semi-árido. A agropecuária também é amplamente difundida nesta região, o que só piora o solo que já não é rico em nutrientes. A agricultura também é presente, existem algumas manchas de solo que podem ser aproveitadas, e hoje em dia, com uma forte irrigação e correção do solo (em geral ele é ácido) planta-se café, manga e outras frutas.

2- Ao contrário do que muitos pensam, a seca não atinge toda região nordeste. Ela se concentra numa área conhecida como Polígono das Secas. Esta área envolve parte de oito estados nordestinos (Alagoas, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe) e parte do norte de Minas Gerais. O problema ocorre com frequência, apresenta uma relativa periodicidade e pode ser previsto com uma certa antecedência.
A seca é o resultado da interação de vários fatores, alguns externos à região (como a circulação dos ventos e as correntes marinhas, que se relacionam com o movimento atmosférico, impedindo a formação de chuvas em determinados locais), e de outros internos (como a vegetação pouco robusta, a topografia e a alta refletividade do solo). Muitas têm sido as causas apontadas, tais como o desflorestamento, temperatura da região, quantidade de chuvas, relevo topográfico e manchas solares. Ressalte-se, ainda, o fenômeno "El Niño", que consiste no aumento da temperatura das águas do Oceano Pacífico, ao largo do litoral do Peru e do Equador.
A ampliação da área da seca está relacionada à forma de ocupação humana nessa região, desde o século 16. Trata-se do uso predatório da terra, tirando dela o máximo possível em produtividade sem preocupação com o esgotamento. O principal fator foi desmatamento excessivo que deu fim à vegetação em torno das nascentes dos rios

lucas baixo batista disse...

Conceição, meus comentários estão dando problema, vou te mandar o link do trabalho que eu coloquei no google docs, tem problema? Vou mandar pro teu email também!

Lucas Baixo Batista 3ºB nº15
lbaixo@gmail.com

https://docs.google.com/document/pub?id=1Mum2E3LdJdC-mYgme-jne0g1mfAbE97kKG7ME7DKuOs

Agatha 3° A disse...

7)
a - Indústria da Seca, é um termo usado para uma estratégia criada por políticos, que se aproveitam da tragédia das secas, para benefício próprio. Estes, utilizam da calamidade, para ganhar verbas, incentivo fiscal, concessões de crédito e perdão de dívidas valendo-se da propaganda de que o povo está morrendo de fome.
b- É possível observar, que desde o século 16 as secas já existiam na região Nordeste, mas, naquela época, com a falta de recursos, tecnologia e outros, muitas pessoas morriam de fome, e doenças que proliferavam, sem contar que a economia estava totalmente arrasada devido a esta calamidade, e além disso, os políticos se aproveitavam da seca, para arrecadar dinheiro, se beneficiar com o problema dos outros. Já hoje em dia, apesar das tristes secas que ainda ocorrem, a economia do Nordeste vem aumentando, com o turismo, artesanato, petróleo, gás natural, entre outros.
c - Tal projeto, teoricamente, irrigará a região nordeste e semi-árida do Brasil. A polêmica criada por esse projeto tem como base o fato de ser uma obra cara e que abrange somente 5% do território e 0,3% da população do semi-árido brasileiro e também que se a transposição for concretizada afetará intensamente o ecossistema ao redor de todo o rio São Francisco. Há também o argumento de que essa transposição só vai ajudar os grandes latifundiários nordestinos pois grande parte do projeto passa por grandes fazendas e os problemas nordestinos não serão solucionado.

Agatha 3° A disse...

8) Agreste:
a - Possui como características principais solos profundos (latossolos e argissolos), com relevo extremamente variável, associados a solos rasos (litossolos), solos relativamente férteis, vegetação variável com predominância de vegetação caducifólia (decídua). É uma área sujeita a secas, cuja precipitação pluviométrica varia entre 300 e 1200 mm/ano, oscilando predominantemente entre 700 e 800 mm/ano.

b - A estrutura fundiária do Agreste é basicamente formada por pequenas e médias propriedades onde se pratica a policultura, frequentemente associada à pecuária extensiva e bacia leiteira. Por estar fora da região de influência litorânea, predominando no interior nordestino, está sujeita às estiagens cíclicas, de forma que boa parte da população aí existente depende essencialmente do regime de chuvas, que são irregulares e rios temporários.


c - Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte

Jess disse...

Jessica 3oA numero 17

1-(to fazendo denovo prq pesquisei e descobri que não é só caatinga)
-a) a vegetação do nordeste vai desde a Mata Atlântica no litoral à Mata dos Cocais no Meio-Norte, ecossistemas como os manguezais, a caatinga, o cerrado, as restingas entre outros.

(as questões 2 e 3 eu já tinha mandado)

4-
a) os currais eleitorais tem origem do coronelismo (coroneis controlando)onde os eleitores eram obrigados a votar sempre nos candidatos impostos por eles. (tinham o seu “curral” eleitoral)

b) Bahia, Sergipe, Salvador e Pernambuco.

5-
a) Meio Norte: região mais ocidental que compreende os Estados do Piauí e Maranhão, a pecuária de leite apresenta-se ainda como uma atividade econômica secundária.

Sertão: estende-se por grande parte da Bahia, de Pernambuco, da Paraíba, do Rio Grande do Norte e do Piauí, por todo o Ceará, e por uma pequena parte do Sergipe e de Alagoas. Além disso, atinge o norte e o noroeste de Minas Gerais, mais precisamente no Vale do Jequitinhonha.Compreende as áreas dominadas pelo clima tropical semi-árido, que apresenta temperaturas elevadas e duas estações bem definidas: uma seca e outra chuvosa. As chuvas concentram-se em apenas três ou quatro meses do ano

Agreste: área de transição entre a Zona da Mata e o Sertão, que se estende por uma vasta área dos estados brasileiros da Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte. A área ocupada pelo Agreste situa-se numa estreita faixa, paralela à costa.

zona da mata: do Rio Grande do Norte até o sul da Bahia, formada por uma estreita faixa de terra (cerca de 200 quilômetros de largura) situada no litoral.


b) bahia, sergipe e alagoas.

c) Salvador, Recife e Fortaleza se destacam para o aumento na produção industrial.

6-
a) "el niño" agua fria = seca

"la niña" agua quente = chuva

el Niño acontece quando esta região aquece-se demais. Isso faz que as correntes de ar e do mar sejam mais intensas e modifiquem o equilíbrio que havia. prq as outras correntes marítimas dos outros oceanos e do ar de outros continentes são empurradas para outros lugares, daí as mudanças climáticas.

la Niña acontece quando a região sul do Pacífico aquece-se demais, deixando a região central fria e interrompendo as correntes que antes existiam. as correntes que antes eram empurradas agora são puxadas.

b) é um rio temporário, que na epoca de verão ou de seca desaparecem, e só voltam com a chuva ou no inverno. o rio que não desaparece é denominado perene (como o Amazonas, Paraná, Tocantins e no nordeste o São francisco e o Parnaíba.)


já mando as duas últimas questões

Jess disse...

7
a) significa não resolver o problema da seca contando com a ajuda do governo, que quando envia ajuda, não chega aos flagelados e sim para bolsos de quem sobrevive desta prática, quase sempre de natureza política. assim, ao invés de construir cisternas ou efetuar obras de canalização, fornecem-se carros pipas, cestas básicas, etc.

b) não mudou muito prq todo o desvio de dinheiro ainda existe, querem que o nordeste permaneça pobre pra continuar precisando de envio de dinheiro, seguindo eternamente com a corrupção. o índice de desemprego baixou mas o roubo de verba pública não.

c) a comparação da transposição com o texto é que ambos tem a intenção de reverter a situação das secas, construindo açurdes e abrindo canais de irrigação. o projeto te transposição do rio são francisco pretende irrigar a região nordeste do brasil. fazer a transposição e manter a estrutura funcionando têm custos altos. isso encarecerá a água para o consumidor. o custo final da água será R$ 0,13 por 1000 litros (m3). isso significa um aumento de 5% a 7% na conta (o que seria pouco, comparado ao que se paga hoje nos períodos de seca, quando o preço do m3 no carro-pipa chega a 7 reais). porém o aumento na conta será maior do que o previsto – pode chegar a US$ 0,30 por m3. também há risco de inadimplência, já que boa parte da população da região vive na miséria.

Jess disse...

8
a) escolhi o meio norte, que possui planície costeira bastante larga, seguida do planalto do Meio Norte. com uma hidrografia composta por volumosos rios que se dirigem ao golfão de aranhense (Paranaíba e mearim). é uma região de transição entre a floresta amazônica e a mata dos cocais. a pecuária de leite apresenta-se ainda como uma atividade econômica secundária.
apresenta grande variação na quantidade de chuva, sendo caracterizada por uma agricultura bastante pobre, limitada ao cultivo do arroz, no Maranhão e à criação de bovinos, no Piauí, em áreas de cerrado. devido ao seu clima, apresenta também uma vegetação típica, formada por palmeiras de babaçu e coqueiros de carnaúba.

b)a esconima se baseia em uma agricultura tradicional (algodão), sendo caracterizada por uma agricultura bastante pobre, limitada ao cultivo do arroz, no Maranhão e à criação de bovinos, no Piauí, em áreas de cerrado. além do extrativismo vegetal, praticado na mata de cocais remanescente

c) inclui os estados do Maranhão e oeste do Piauí.

Anônimo disse...

Beatriz Meurer Pereira Nº03 3ºB
1 – a. O bioma predominante no Sertão nordestino é a caatinga, suas características são as plantas pequenas e retorcidas, esparsas no campo semi-árido, também costumam a ter raízes profundas para recolher água dos lençóis freáticos da região. (plantas xerófilas)
b. O cultivo de frutos e flores por meio de irrigação, a apicultura, apesar de ser um novo negocio na região do sertão nordestino, porém a pecuária é, ainda hoje, a sua principal atividade econômica.
2 - O baixo numero de precipitações , solos secos e rios intermitentes (que atribuem para o baixo numero de precipitações já isso causa um ar muito seco, impedindo as chuvas)
3 – 1-Sobradinho. 2-Cana de açúcar. 3-SUDENE. 4-Sal. 5-Carnaúba. 6-Aratu. 7-Turismo. 8-Agreste. 9-São Francisco. 10-Semi-árido.

4 – a. No Nordeste Brasileiro existe um grave problema de má distribuição de terras, ou seja, lotes enormes de terra na posse de uma minoria poderosa, os coronéis. São eles que supostamente fazem a construções de açudes, já que eles recebem dinheiro do governo para construí-los e ‘acabar com a sede’ do sertão nordestino, é ai que entra a Industria da Seca, porque o dinheiro é desviado para uso pessoal dos coronéis (ou empresas) e o povo continua carente de água e ainda o cidadão sem instrução acredita na palavra dos políticos, e o curral eleitoral entra em ação, o politico faz promessas de que a água e a comida vão chegar, elas até chegam, na semana eleitoral, e então somem novamente. E a política de pão e circo vira um ciclo na região nordestina.
B. Quadrilha (Ceará), roubo (Paraíba), coação (Piauí), bingo (Alagoas)
C. O autor utilizou de ironia para dar ‘nomes’ aos estados brasileiros, mas mesmo assim representou como é o real Brasil,o Brasil de problemas e não idealizado,um Brasil sem maquiagem.
5 – a. Zona da Mata (PB, RN, BA, SE, AL e PE). Agreste (BA, PB, PE, SE, AL e RN). Sertão (RN, AL, SE, PE, PB, BA, CE e PI). Meio Norte (PI e MA).
b. Os três maiores estados são Bahia, Piauí e Maranhão.
c. Salvador, Recife e Fortaleza, capitais dos respectivos estados: Bahia, Pernambuco e Ceará.
Continua no prox comentario

Anônimo disse...

Beatriz Meurer Pereira nº5 3ºB
Conceição, nao sei se tu consegiu receber meu comentário porque era muito grande, então to te mandando 2 links pra ti fazer o download dos exercicios.

ps: os dois links sao iguais, so estao hospedados em lugares diferentes

http://www.mediafire.com/?4arqlx86s383oyd
http://www.megaupload.com/?d=0QU47EGX

Anônimo disse...

Arianne (07) 3ºA
1
a) O sertão é uma extensa área de clima semiárido, conhecido como “Polígono das Secas”. Compreende o centro da Região Nordeste e está presente em quase todos os estados. Essa sub-região nordestina possui o menor índice demográfico da Região e ocupa aproximadamente 55% da região nordestina.
Os índices de pluviosidade são baixos e irregulares (300 e 800mm), com a ocorrência periódica de secas. Tem-se um solo ácido, pobre e raso. O clima é semi-árido, com temperatura média anual acima de 26°C. A vegetação típica é a caatinga que tem como característica plantas xerófitas, latentes, com folhas atrofiadas, espinhos, caule suculento e raízes profundas. Essas plantas tem o mecanismo do xeromorfismo, onde produzem cera para que não ocorra a perda de líquido. Alguns exemplos de plantas são: xique-xique, mandacaru e palmatória.
b) A economia do sertão é caracterizada pela pecuária extensiva com a criação de gado bovino, caprinos e ovinos.
Agricultura de subsistência com a plantação de algodão e carnaúba (utilizada para fabricar velas e ceras) nas áreas mais secas, e produção de grãos (milho e feijão) e mandioca nas áreas mais úmidas.
Também é cultivada a cana-de-açúcar nos brejos de altitude.
2
A ocorrência de graves secas no Sertão nordestino é causada pelo baixo nível de umidade e irregularidade das precipitações pluviométricas, somado ao solo pouco profundo qe tem baixa capacidade de reter água devido à proximidade com o embasamento cristalino. Os rios, em geral, são intermitentes e os ventos são quentes e secos, o que aumenta o processo de evaporação. Também pelo relevo do litoral que acaba retedo as nuvens que chegam do oceano (chuvas orográficas ou de relevo) e elas seguem secas para o sertão ocasionando a seca.
3
1 - Sobradinho 6 - Aratú
2 - CanaDeAçúcar 7 - Turismo
3 - Sudene 8 - Agreste
4 - Sal 9 - SãoFrancisco
5 - Carnaúba 10 - SemiÁrido
4
a) A indústria da seca é o termo utilizado pelos políticos que se aproveitam da imagem de seca do nordeste brasileiro para conseguir mais verbas e utilizá-las em benefício próprio, não se mobilizando para ajudar o povo que tem fome ou não tem água. Essa situação de seca poderia ser resolvida com a implantação de técnicas como construção de açudes e projetos de irrigação, pois faltam soluções para resolver a má distribuição de água e as dificuldades de seu aproveitamento. Com a seca houve uma criação de políticas assistencialistas, sendo que o coronelismo é o que mais se destaca, onde os políticos detém água, assim como terra, como uma forma de demonstração de poder. Esses, contróem açudes em áreas privadas e faz da água moeda de troca com a população em favor de votos, consolidando também o curral eleitoral, onde os políticos pressionam e influenciam a população para conseguirem votos e assim, perpetuam o problema da corrupção e consequentemente a seca no nordeste.

Anônimo disse...

Arianne (07) 3ºA

4
a) A indústria da seca é o termo utilizado pelos políticos que se aproveitam da imagem de seca do nordeste brasileiro para conseguir mais verbas e utilizá-las em benefício próprio, não se mobilizando para ajudar o povo que tem fome ou não tem água. Essa situação de seca poderia ser resolvida com a implantação de técnicas como construção de açudes e projetos de irrigação, pois faltam soluções para resolver a má distribuição de água e as dificuldades de seu aproveitamento. Com a seca houve uma criação de políticas assistencialistas, sendo que o coronelismo é o que mais se destaca, onde os políticos detém água, assim como terra, como uma forma de demonstração de poder. Esses, contróem açudes em áreas privadas e faz da água moeda de troca com a população em favor de votos, consolidando também o curral eleitoral, onde os políticos pressionam e influenciam a população para conseguirem votos e assim, perpetuam o problema da corrupção e consequentemente a seca no nordeste.
b) Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Bahia.
c) Porque ele quis retratar a geografia brasileira não pelos limites de cada estado, mas sim, mostrando a divisão pelas regiões onde a realidade é a influência de suborno, tráfico, abuso de poder, trabalho escravo..
5
a) Zona da mata (vai do Estado do Rio Grande do Norte à Bahia, litoral leste da região nordeste).
Agreste (faixa de transição entre a zona da mata e o sertão)
Sertão (parte maior e central do nordeste)
Meio norte (faixa de transição entre o sertão e a amazônia)
b) Rio Grande do Norte, Ceará e Bahia.
c) Salvador - Bahia (produtos químicos, alimentos, bebidas, metalurgia, automóveis, combustíveis);
Fortaleza - Ceará (indústria de máquinas, materiais elétricos, tecidos, calçados, alimentos e álcool);
Recife - Pernambuco (alimentos, metalurgia, produtos químicos, produção de álcool e refino de petróleo).

Anônimo disse...

Arianne (07) 3º A

6
a) O El niño é o fenômeno onde ocorre o aquecimento do Oceano Pacífico pela maior temperatura e evaporação. As nuvens que se direcionam para o oeste passam pela Cordilheira dos Andes, o que causa chuvas orográficas e as nuvens seguem secas para o Brasil. Isso provoca a escassez de chuva no Nordeste e maior precipitação no sul, a cada 7 anos. Já o La Niña, caracteriza-se pelo fenômeno contrário do El Niño, onde ocorre o resfriamento do Oceano Pacífico e um período de chuvas no Nordeste e menos chuva no sul.
b) Rios intermitentes são rios que só tem água durante o período de chuva, como os de regiões áridas ou semi-áridas, portanto, sujeitos a estiagem e leitos secos quando não há precipitação.
Rios perenes são os rios alimentados pelas águas das chuvas, derretimento das neves ou geleiras, durante o ano todo.
Rios perenes no Nordeste: Rio São Francisco, do qual é desviada água para irrigação em alguns locais e que também é fonte de energia através de hidrelétricas como a de Sobradinho (BA); e rio Parnaíba.
7
a) Indústria da seca é o termo utilizado para designar a estratégia de alguns políticos que aproveitam a tragédia da seca na região nordeste do Brasil para ganho próprio. Eles utilizam da calamidade para conseguir mais verbas, incentivos fiscais e concessões de crédito às custas da propaganda de que o povo está morrendo de fome. Enquanto isso, o pouco dos recursos que realmente são empregados na construção de açudes e projetos de irrigação são construídos em propriedades privadas de grandes latifundiários que os usam para fortalecer seu poder e quem sofre com isso é o povo que não consegue ter o abastecimento de água.
b) Nenhuma, pois no período citado no texto e atualmente os políticos ainda continuam usando a seca do nordeste para se beneficiarem, através de verbas para a região. Isso faz com que o Nordeste seja visto como um área predestinada a ser de seca e miserável, sendo que não é bem assim, pois é possivel reverter esse problema desde que se trabalhe para isso, construindo açudes, abrindo canais de irrigação, e trabalhando outras culturas agrícolas.

Anônimo disse...

Arianne (07) 3º A

c) A transposição do Rio São Francisco é O projeto de integração da bacia de São Francisco e das bacias dos rios do Nordeste Setentrional, onde prevê a construção de 2 canais, abastecendo rios temporários da região e chegando, segundo o governo, a levar água a 12 milhões de pessoas em municípios do Agreste e Sertão de Pernambuco, Ceará, Parabíba e Rio Grande do Norte. O projeto pretende retirar certa de 26m³/s de água do rio São Francisco e a estimativa do custo é em torno de 4,5 bilhões de reais. O projeto é alvo de polêmica pois de um lado estão aqueles que acreditam que a obra poderá acabar com a seca do nordeste(senão todo, pelo menos grande parte dele), e de outro aqueles que defendem que a obra é mais um fruto da indústria da seca e que além de não resolver o problema, ainda pode agravá-lo ao alterar todo regime hídrico da região e pôr em risco a sobrevivência do próprio rio.
8
Zona da mata: é a porção litorânea nordestina e representa 18% da região nordeste. Se estende desde o Rio grande do norte até o sul da Bahia. A vegetação natural é a mata Atlântica, que já sofre muito com o desmatamento.
Apresenta a maior concentração populacional do Nordeste e é a sub-região mais urbanizada. O clima é tropical úmido e o solo é fértil em razão da regularidade de chuvas (mais de 1000mm por ano), causada pelas chuvas orográficas, pelo encontro da umidade com a escarpa do planalto da Borborema. O cultivo da cana de açúcar é a principal atividade econômica. Também tem-se a extração de petróleo, o cultivo de cacau, café, frutas, fumo, lavoura de subsistência, turismo e a produção de sal marinho, principalmente no Rio Grande do Norte.
Estados: litoral do Rio Grande do Norte e de Pernambuco.

Anônimo disse...

Luiza, Número 20, 3B

Questão 1:
a) Caatinga – vegetação de arbustos de porte médio, secos e com galhos retorcidos. Existem muitos cactos. As suas plantas são xerófilas, onde se adaptam ao clima seco e a pouca quantidade de água (raízes longas que captam maior quantidade de água). Grande presença de espinhos e poucas folhas, também para evitar o desperdício de água através da transpiração.
b) Atividade agrícola (soja, algodão); pecuária (bovinos) e extrativismo (carnaúba, oiticica).
Questão 2:
A primeira explicação é que a região está localizada numa área onde o índice de ocorrência de chuvas é baixo. Outro fator que pode ser relacionado é a ausência ou pouca influência de massas de ar úmidas e frias vindas do sul, o que acarreta na permanência de massas quentes e secas no nordeste. Estes dois fatores agravam o problema da seca.
Questão 3:
1 – sobradinho
2 – canadeaçúcar
3 - sudene
4 - sal
5 – carnaúba
6 - aratu
7 – turismo
8 - agreste
9 – sãofrancisco
10 – semiárido

Anônimo disse...

luiza, número 20, 3B

Questão 4
a) Essas três referências sugerem à realidade em si. O coronelismo, por exemplo, é presente no norte do Brasil, pois é lá que se encontra a maior concentração de terras, e hoje em dia os latifundiários são os coronéis de antigamente. O mesmo acontece com a indústria da seca, pois o governo possui dinheiro para acabar com a seca, mas prefere deixar como está para ganhar votos da população do nordeste.
b) Alagoas, Sergipe, Bahia e Ceará.
c) O mapa da geografia brasileira em si é a representação do Brasil. Esta charge também faz uma representação do nosso país, mas com um ponto de vista diferente, fazendo uma crítica ao governo, grandes proprietários, etc.
Questão 5
a) Zona da mata, agreste, sertão e meio norte (do litoral para o interior)
b) Bahia, Rio Grande do Norte e Alagoas.
c) Salvador, na Bahia; Recife, em Pernambuco e Fortaleza, no Ceará.
Questão 6
a) O fenômeno El Niño é o aquecimento das águas do Oceano Pacífico. Este aquecimento pode ter conseqüências globais, pois altera o ecossistema de uma região, ou seja, quebra o equilíbrio. La Niña é o oposto (resfriamento das águas). Estes fenômenos provocam mudanças na circulação da atmosfera nos níveis baixos e altos, geram alterações nos padrões de transporte de umidade, o que por conseqüência varia a distribuição de chuvas em regiões tropicais e de latitudes médias e altas, agravando o problema da seca no nordeste.
b) Intermitente: só possui água na época das chuvas. Perene: possui água durante todo o ano. Rios perenes no nordeste: São Francisco e Tocantins.

Anônimo disse...

luiza, número 20, 3B

Questão 7
a) Indústria da seca: como na questão da charge, a indústria da seca representa o não incentivo do governo em acabar com a seca no nordeste.
b) Na época da colonização, o produto de maior interesse era a cana-de-açúcar. Hoje em dia este produto ainda está em alta, mas também existem as grandes propriedades de tabaco e de cacau.
c) O projeto quer, como o nome diz, a transposição das águas do São Francisco, ou seja, através da construção de canais, retirar a água do rio para levar em um local onde não tem água, para amenizar a seca no nordeste. A questão é que isto pode gerar alterações no equilíbrio natural do nosso ecossistema, e é este o motivo de tanta polêmica. Também pode-se levar em consideração as politicagens em cima deste projeto.
Questão 8
Zona da mata
a) É a região da mata atlântica. Clima tropical úmido, com chuvas regulares. Árvores com folhas largas e perenes. Há grande biodiversidade, tanto na flora quando na fauna. Presença de várias espécies endêmicas e outras em extinção.
b) Destacam-se as grandes propriedades de tabaco, cana-de-açúcar e cacau. Existe uma larga produção agrícola, devido ao solo fértil (massapê). Nos últimos anos, tem ocorrido crescimento industrial impulsionado por incentivos fiscais.
c) Rio Grande do Norte e Bahia.

Anônimo disse...

1-
a) O Bioma do Sertão Nordestino é a Caatinga, cuja vegetação tem caráter xeromórfico, isto auxilia na adaptação a extensos períodos de seca e com escassez de água. Suas plantas são conhecidas como xerófitas, possuem folhas atrofiadas, os espinhos, cutículas altamente impermeáveis e caules suculentos. A queda de suas folhas é observada nos períodos de seca que permitem a redução da perda de água por transpiração, no entanto, possuem raízes bem desenvolvidas que aumentam a capacidade de obter água do solo.

b) As três atividades econômicas predominantes no sertão são: a agricultura, onde a maioria é de base familiar e o cultivo de culturas como mandioca, milho, feijão e arroz. Porém, a mesma é ameaçada pela escassez de chuva que mantém as plantações. A pecuária é outra forma de exploração econômica e tem como princípio a criação de caprinos, animais de pequeno porte que possuem uma maior adaptação ao clima seco da região. E por ultimo, talvez seja uma das atividades mais rentáveis, a apicultura com a criação de abelhas. O clima seco e as árvores de baixo porte favorecem a produção de mel.

2) 2- A ocorrência de graves secas no sertão deve-se ao baixo indice pluviométrico que variam de 300 a 800mm ao ano. Além deste fator, a elevada taxa de de evaporação provocada pela intensa insolação e a baixa umidade relativa do ar são grandes agravantes. A aridez e pouca quantidade de água devem-se aos seus solos cristalinos, já que são pouco profundos e têm baixa capacidade de retenção de água devido à proximidade com o embasamento cristalino.

Bethina Hoffmann - N:04-3B - 1 parte!

Anônimo disse...

Questão 1)
a- Caatinga: vegetação típica do sertão, Apesar de sua aparência, a vegetação é muito rica, variando a maioria delas conforme a época de chuvas e conforme a localização. Muitas espécies ainda não foram catalogadas.

b- Agropecuária: Apesar das adversidades impostas pelo clima, a economia da sub-região do sertão do Nordeste está ligada diretamente à atividade agropecuária, o sucesso ou fracasso da produção nessa sub-região depende exclusivamente das condições climáticas, em especial a chuva, pois é esse bem natural que promove a prosperidade da atividade no sertão. A agropecuária é uma atividade econômica que abrange tanto a agricultura quanto a pecuária. No sertão, a atividade pecuária (criação de animais) ocupa um lugar de destaque.
A pecuária é desenvolvida de forma tradicional ou extensiva, isso quer dizer que os animais são criados em extensas áreas. Na agricultura, a produção é destinada ao próprio consumo, isso se desenvolve em praticamente todo o sertão, especialmente em pequenas propriedades rurais, nelas a produção é pequena, o trabalho é desenvolvido pelos integrantes da família sem utilização de tecnologias, usando técnicas e instrumentos rudimentares e tradicionais.
Apicultura: Com produção de 230 toneladas de mel e arrecadação de aproximadamente 1,3 milhões de reais por mês, o setor da apicultura é um dos mais importantes para a região do semi-árido paraibano. O mel é o melhor e mais antigo adoçante usado pelo homem, e o único que contém proteínas e vitaminas. Pernambuco possui cerca de 400 apicultores centralizados nos municípios do Cabo de Santo Agostinho, Ibimirim, Passira, Bezerros, Gravatá, Sertânia, Arcoverde e Araripina.
Turismo: Por ano milhares de turistas desembarcam em terras sergipanas para conhecer as belezas do Cânion do Rio São Francisco. A gastronomia peculiar, o comércio, o folclore e o artesanato característico da região, são alguns atrativos encontrados neste caminho. O calor também é uma característica predominante, que acaba influenciando no cotidiano dos sertanejos e na própria paisagem da região. O Governo do estado está investindo R$ 40,5 milhões na reconstrução de 216,5 quilômetros da Rota do Sertão. Além de melhorar a vida da população, a Rota vai dinamizar o turismo da região, especialmente em Canindé de São Francisco, que é o segundo maior pólo turístico do estado.

Questão 2)
a- As duas razões principais que causam as dramáticas secas que ocorrem na região são: primeiro, o semi-árido quase não tem lagos e rios volumosos, que poderiam induzir a formação de aguaceiros locais e a segunda é que os ventos que refrescam o sertão, não conseguem trazer a umidade que causa chuvas nas áreas vizinhas, seja do litoral do Nordeste, o Sudeste do pais ou a região amazônica. O sertão nordestino realmente recebe pouca chuva, concentrada principalmente nos meses de abril e maio.

Questão 3) 1- Sobradinho 2- Cana de açúcar 3- SUDENE 4- Sal 5- Carnaúba 6- Aratu 7-Turismo 8- Agreste 9- São Francisco 10- Semi- árido.

Mariana, 25. 3ºB

Anônimo disse...

Bethina - 2 Parte!

3-
1- Sobradinho
2- Cana-de-açúcar
3- SUDENTE
4- Sal
5- Carnaúba
6- Aratu
7- Turismo
8- Agreste
9- São Francisco
10- Semiárido

4-
a) A construção de açudes no nordeste é extremamente duvidosa, já que nem sempre ela atende àqueles que mais precisam da água, tanto na economia, quanto para cessar a sede. Por trás desses projetos existe uma Indústria da seca, onde muitas questões políticas, como o coronelismo, prejudicam aqueles que realmente precisam de auxílio. Enquanto isso, os grandes latifundiários acabam por duplicar os lucros das suas grandes produções agrícolas. A política do coronelismo teve origem na República Oligárquica, mas até hoje ela ainda está sendo atribuida devido ao “curral eleitoral”, onde são mantidos todos os tipos de corrupção para entregar o poder da região a outros coronéis que governam de maneira autoritária e ilegal.

b) Quadrilha = Ceará
Trabalho escravo = Bahia
Corrupção do Norte= Rio Grande do Norte
Roubo= Paraíba

c) O autor nomeou a charge como “Geografia Brasileira” onde na realidade, os espaços geográficos foram divididos conforme as questões políticas de cada região, pois em sua concepção, é deste modo que o Brasil está dividido, infelizmente.

Anônimo disse...

Bethina - Parte 3!

5-
a/b) As subregiões nordestinas e seus respectivos estados abrangentes são:
Meio-norte= Maranhão e Piauí
Sertão= Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Piauí, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará.
Agreste= Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte
Zona da Mata= Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte

c) As metrópoles nordestinas que polarizam a produção industrial nordestina são: Fortaleza, Recife e Salvador.

6-
a) Os fenômenos climáticos El Niño e La Niña afetam diretamente o Brasil, pois interferem nos regimes de chuva. Durante o El Niño, os agricultores são os que muito temem pelo fenômeno, onde há um acréscimo de 150% dos indices pluviométricos da região sul, em compensação, a região nordeste sofre com os extensos períodos de estiagem. Porém, durante o acontecimento La Niña, acontece o inverso, a região Nordeste sofre um aumeto nos indices pluviométricos com a passagem de frentes mais fortes destinadas a região Sul.

b) Rios perenes são aqueles que tem constante o fluxo de suas águas e que não sofrem períodos de estiagem.
Rios intermitentes são aqueles que ao passar por períodos de baixa pluviosidade, perdem as águas dos seus rios devido a seca. No nordeste o fenômeno da intermitência coincide com o verão.
Os únicos rios perenes existentes na região Nordeste são: Rio São Francisco e Rio Parnaíba.

Anônimo disse...

Questão 4)
a- Infelizemente no nordeste brasileiro, assim como em outros do Brasil, é visível a corrupção que afeta muito os moradores da região, porque já que a maior parte da população é pobre e não tem estudos, a compra de votos e o coronelismo, onde o dono das terras que são ricos e consequentemente tem poder, acaba fornecendo emprego para os cidadãos, assim dominando a região, isso ainda é muito presente no Nordeste. Portanto, a falta de recursos torna os mais ricos, que são mais favorecidos financeiramente superiores, os políticos por exemplo, acabam se aproveitando disso das mais variadas formas, uma delas é a industria seca, outro exemplo é a bolsa família, que é um projeto que não altera a situação da população sertaneja. Outro projeto que é ineficiente e que faz a corrupção só aumentar é o da Transposição do Rio São Francisco, mais uma vez quem tem mais terras manda nos outros. Mas isso se torna mais visível na pratica do curral eleitoral, aonde os políticos com mais influencia (os mais ricos) se aproveitam da falta de estudos (ignorância) do povo e acabam se tornando os próprios coronéis.

b- Quatro dos estados são: Piauí, que foi substituído por Coação. Maranhão, que foi substituído por Propina do Norte. Trabalho escravo por Bahia. Rio Grande do Norte, por Corrupção do Norte.

c- O autor escolher nomear a charge com “O verdadeiro Brasil” pois o objetivo dele era mostrar o verdadeiro Brasil, ou seja, aquele que tem muita corrupção, muitos erros, como por exemplo, o trabalho escravo, a propina, entre outros.

Questão 5)
a- Zona da Mata: (RN, PB, PE, SE, AL e BA)
Agreste: ( RN, PB, PE, SE, AL e BA)
Sertão: ( RN, PB, PE, SE, AL, BA, PI e MA)

b- O maior estado é a Bahia, o menos é o Sergipe e o que faz fronteira com a região da Amazônia é o Maranhão.

c- Salvador localizado na Bahia, Recife em Pernambuco e Fortaleza no Ceará.

Mariana, 25. 3ºB

Anônimo disse...

Questão 6)

a- El Niño é um fenômeno atmosférico-oceânico caracterizado por um aquecimento anormal das águas superficiais no oceano Pacífico Tropical, e que pode afetar o clima regional e global, mudando os padrões de vento a nível mundial, e afetando assim, os regimes de chuva em regiões tropicais e de latitudes médias. Já o fenômeno de La Niña ,oceânico-atmosférico com características opostas ao EL Niño, e que caracteriza-se por um esfriamento anormal nas águas superficiais do Oceano Pacífico Tropical. Alguns dos impactos de La Niña tendem a ser opostos aos de El Niño, mas nem sempre uma região afetada pelo El Niño apresenta impactos significativos no tempo e clima devido à La Nina.
No setor leste da Amazônia e na região Nordeste ocorre uma diminuição nas chuvas. Em algumas áreas do Sertão nordestino, que como já sabemos tem o clima, semi-árido, essa diminuição pode alcançar até 80% do total médio do período chuvoso que quase sempre ocorre de fevereiro a maio nesta região. Ainda no nordeste brasileiro, os prejuízos observados em anos de “El Niño” envolvem setores da economia, (como por exemplo, perdas na agricultura de sequeiro, na pecuária) também oferta de energia elétrica, bem como, comprometimento do abastecimento de água para a sociedade e os animais.
Como as frentes têm mais força a passagem pela região sul e sudeste ocorre de forma mais rápida que o normal, conseqüentemente ocorre uma redução nos índices pluviométricos e a frente alcança o Nordeste do Brasil mais facilmente. Sendo assim a região nordeste, principalmente o sertão e o litoral baiano e alagoano, são afetados por um aumento de chuvas o que pode ser bom para a região semi-árida, mas também causa grandes prejuízos a agricultura. A precipitação no Nordeste, com La Niña, tende a ser mais abundante no centro-sul do Maranhão e do Piauí nos meses de novembro a janeiro. Os episódios La Niña podem vir a favorecer a ocorrência de chuvas acima da média sobre o semi-árido do Nordeste. Em geral, a circulação atmosférica tende a apresentar características de anos normais na presença de La Niña, mas a distribuição de chuva, de fevereiro a maio, no semi-árido do Nordeste pode se caracterizar por uma elevada irregularidade espacial e temporal mesmo em anos de La Niña.
Durante os episódios de La Niña, os ventos alísios são mais intensos que a média climatológica.


b- Os rios perenes são alimentados pelas águas das chuvas,derretimento das neves ou geleiras,durante o ano todo, ou seja, há sempre água correndo. A maioria dos rios do mundo são perenes.
Já os rios intermitentes , são aqueles que apenas possui água durante o período das chuvas, conhecida como época das “cheias”, que ocorre normalmente no inverno e já durante o período de estiagem, que é o período das secas, normalmente no verão, o rio desaparece temporariamente. São rios de regiões áridas ou semi-aridas. No Nordeste, existe apenas dois rios intermitentes, que é o São Francisco e o Tocantins.


Mariana, 25. 3ºB

Anônimo disse...

Questão 7)
a- Indústria da seca é um termo utilizado para designar a estratégia de alguns políticos que aproveitam a tragédia da seca na região nordeste do Brasil para ganho próprio, em outras palavras enganam os pobres. O termo começou a ser usado na década de 60, (ou seja, sempre houve esta bela política). A seca em si, não é o problema, já que é um fenômeno natural periódico que pode ser contornada com o monitoramento do regime de chuvas, também com a implantação de técnicas próprias para regiões com escassez hídrica ou projetos de irrigação e açudes, além de muitas outras alternativas. Estes últimos, porém, são frequentemente utilizados para encobrir desvios de verbas em projetos superfaturados ou em troca de favores políticos. Os “industriais da seca” se utilizam da calamidade para conseguir mais verbas, mais incentivos fiscais e perdão de dívidas valendo-se da propaganda de que o povo está morrendo de fome. Enquanto isso, o pouco dos recursos que realmente são empregados na construção desses projetos, torna-se inútil quando estes são construídos em propriedades privadas de grandes latifundiários, que em época de eleição “abrem” as portas para os necessitados, sendo assim bem vistos pelos mesmos, que não sabem que aquela, neste caso, água toda é de propriedade do estado todo.

b- A economia do Ceará, assim como de vários lugares do resto do Brasil, cresceu sim e muito. Industrialmente, que como já sabemos, acaba trazendo empregos e entre outros benefícios para a região. Naquela época, a seca abalava muito, toda a população, principalmente economicamente, porém hoje em dia a região esta muito mais forte, então com as secas que infelizmente ainda existem, o Ceará não fica mais tão abalado, por exemplo, a seca que ocorreu no ano de 1877, conhecida como Grande Seca, que durou até 1879 e levou milhares de pessoas a morte, não ocorre mais nos dias de hoje.

Mariana, 25. 3ºB

Anônimo disse...

7)c- O projeto de transposição do Rio São Francisco é um tema bastante polêmico, pois engloba a suposta tentativa de solucionar um problema que há muito afeta as populações do semi-árido brasileiro, a tão famosa seca, porém ao mesmo tempo, trata-se de um projeto delicado do ponto de vista ambiental, já que é certo que prejudicara um dos rios mais importantes do Brasil, tanto pela importância na manutenção da biodiversidade, quanto pela sua utilização em transportes e abastecimento e também por sua extensão. Alguns são contras outros a favor. Alguns dos pontos positivos é que a população carente do nordeste poderá ter acesso com mais facilidade a água do Rio São Francisco e com mais água será possível as pessoas plantarem e colherem, gerando assim mais renda e mais empregos. Um dos pontos negativos é que o projeto é bastante caro, pois a transposição do São Francisco custará cerca de 4,5 bilhões de reais e irá abranger somente 5% do território e 0,3% da população do semi-árido brasileiro e também que se a transposição for concretizada afetará intensamente o ecossistema ao redor de todo o rio São Francisco.

Questão 6)
A região que eu escolhi para falar foi a: Zona da Mata.
a- Clima: tropical úmido. / Agricultura: entre todas os que mais se destacam são o tabaco, cana-de-açúcar e cacau. / Vegetação: predominantemente Mata Atlântica. / situada: no litoral nordestino (sendo uma faixa litorânea que se estende do Rio Grande do Norte até o sul da Bahia). / Relevo: planície costeira e sedimentações aplainadas. / Principais rios: São Francisco e Jaguaripe.

b- A Zona da Mata apresenta muitas atividade econômicas, uma grande parte da sua faixa litorânea é ocupada pela tradicional agroindústria açucareira. O turismo é outra atividade, que vem cada vez se desenvolvendo mais, atraindo novos investimentos e criando postos de trabalho. Também um grande desenvolvimento industrial graças a incentivos fiscais, já que possui as industrias petroquímicas e de bens de consumo duráveis. Muita coisa mudou na Zona da Mata desde a época colonial, porem a cana de açúcar ainda é produto principal da faixa litorânea do Nordeste.

c- Dois países da Zona da Mata, são Sergipe e Alagoas.

Mariana, 25. 3ºB

Anônimo disse...

Bethina - Parte 4!

7-
a) A Indústria da Seca é caracterizada pela corrupção, onde os mais poderosos beneficiam a si próprios e desviam as verbas destinadas aos cuidados da região. Possui esse nome por mobilizar muitos politicos e coronéis a desenvolver este negócio, mas infelizmente, além da degradação natural, contribuem ainda mais para a decadência da região.

b) Como podemos perceber, o problema da seca do Nordeste vem desde a época do império. Como citado no texto, a corrupção e o desvio de verbas também já ocorria naquele periodo. Atualmente estas impunidades ainda ocorrem maquiadas pela lei, já que a legislação não permite. Hoje todos tem o direito ao voto e de eleger aquele que melhor o represente, porém, em algumas situações, acabam vendendo seu voto por uma simples cesta básica.

c) A Transposição do Rio São Francisco tem como objetvo abastecer a região do polígono das secas que sofre com a intermitência de seus rios. A intenção é atender a 12 milhões de brasileiros dessa região, cessando sua sede e suas plantações. Porém, há controversias dos reias beneficiados. Já que a região nordestina sofre muito com o coronelismo, talvez, muitas comunidades serão expulsas de suas terras para o crescimento dos grandes latifundiários.
Além disso, o novo ciclo de água na região afetará a vegetação e a fauna local, já que estas não estão acostumadas com a abundância de água. Inúmeras outras consequências poderão afetar a região, mas ainda não são possíveis de estimar.

8- Sub-região: Meio-norte
a) A sub-região do Meio Norte por ser uma área de transição abrange diferentes características físicas, tanto do sertão, como da Amazônia Equatorial.
O clima equatorial superúmido e semi-árido marcam diferentes áreas da região. A formação vegetal correspondente é a Mata dos Cocais. Sua vegetação engloba palmeiras de babaçu e coqueiros de carnaúba. iNo parte mais baixa da mata, existem diversas espécies de arbustos e vegetações de pequeno porte e as folhas das palmáceas caracterizam-se por serem grandes e finas.

b) A economia da região volta-se ao extração da madeira e extrativismo vegetal. O babaçu é fonte de renda para pelo menos 400000 quebradeiras de coco, suas amêndoas são usadas para fabricação de cosméticos. A carnauba, a oiticica e buriti são usados na área medicinal, onde são extraídos seus nutrientes.
Além disso, nas regiões mais secas, a economia tem como base a pecuária.

c) Os estados correspondentes à esta sub-região são: Piauí e Maranhão.

Anônimo disse...

mandei o comentário, mas não sei se deu certo, então segue um link onde você pode fazer o download das respostas

http://www.mediafire.com/?4dtw6oyd05l8l5z

Tiago A. Gonçalves - 30 - 3ºB

Kamila Nicoli 3B (14) disse...

Kamila Nicoli 3B nº:(14)
1)A) Bioma da caatinga, com vegetação caracterizada por arbustos tortuosos, com aspecto seco e esbranquiçado por quase todo ano.
B) Agricultura, pecuária, índustria, turismo

2) Uma primeira explicação pode-se estabelecer devido a localização da região, que por sua vez, está localizada numa área em que recebe pouca influência das massas de ar úmidas que atuam sobre o país, com isso a massa de ar seco e quente permanecem por longos períodos na região, causando uma irregularidade na distribuição de chuvas. E outra causa pode-se dizer ao fenômeno El niño, que é o aquecimento das águas do oceano pacifico, interferindo assim na distribuição de chuvas no nordeste brasileiro.

3) 4. Sal
5. Carnaúba
8. Agreste
9. São Francisco
10. Semiárido
1. Sobradinho
2. Cana de açúcar
3. SUDENE
6. Aratu
7.Turismo

4 a) Os três termos ligados a politica, se tem como o principio de grupos políticos e econômicos que aproveitam-se do flagelo da região em benefício próprio, o coronelismo se impunha principalmente na época colonial do Brasil, onde os grandes coronéis, controlavam os seus eleitores, tendo assim o “curral eleitoral” que os mesmos obrigavam a votar sempre nos candidatos impostos por eles. Hoje em dia pode ser chamado de indústria da seca, onde os grupos políticos utilizam o fenômeno da seca para ganhar dinheiro em beneficio próprio. Sendo que a ajuda governamental deveria ser usada para a criação de açudes e projetos de irrigação.
B) Trabalho escravo (Bahia) ; Corrupção do norte (Rio Grande do Norte); Propina do Norte (Maranhão); Roubo (Paraíba)
C) Pois a imagem se refere ao mapa da geografia brasileira, contudo, ao invés de estar abordado o nome correto dos estados, possui no lugar deles, problemas, abusos causados pela a maioria dos políticos em cada estado, como se cada estado causa-se um determinado problema, exemplo: São Paulo (Nota-Fria)

Kamila Nicoli 3B (14) disse...

Kamila Nicoli 3B nº 14
5) A) Meio-norte que se caracteriza por ser uma faixa de transição localizada entre a Amazônia e o sertão, abrangendo o estado do Maranhão e Piauí.
Logo vem o sertão, localizado no interior do nordeste, que sofre com escassez de chuva periodicamente durante o ano.
Em seguida destaca-se uma outra zona de transição, o agreste, que divide a zona da mata e o sertão, sendo uma barreira natural pela “entrada” de massas úmidas no sertão nordestino.
Por fim a zona da mata, que é caracterizada por abundantes períodos de chuvas, comparados com o sertão.

B) Bahia, o maior estado da região nordeste; Maranhão localizado à oeste e Ceará;

C) Salvador, Bahia com um parque industrial que atua principalmente na área de produtos químicos, metalúrgica e alimentícia; Rio Grande do Norte com a produção de sal principalmente; E o ceára destacando-se na produção industrial de máquinas, materiais elétricos, tecidos, calçados e bolsas;

6) A) O “El niño” é um fenômeno oceânico-atmosférico que muda a circulação geral da atmosfera, causando precipitações enormes no sul, mas no nordeste do país uma imensa seca, pois necessariamente não atinge somente a zona do sertão, mas junto as outras regiões. Já a La niña é um efeito contrário ao el niño pois corresponde ao resfriamento anômalo das águas superficiais do Oceano Pacífico e Oriental formando uma “piscina de águas frias” nesse oceano, assim podendo levar frentes frias a região nordeste do país, causando assim elevados índices de precipitações.
Como os dois fenômenos atingem o nordeste brasileiro, se tem essa crendice popular, contudo o fenômeno “La niña” começa a desenvolver-se em um certo ano, atinge sua intensidade máxima no final daquele ano, vindo a dissipar-se em meados do ano seguinte, podendo, no entanto, durar até dois anos. Já o “El niño ocorre em intervalos médio de 4 anos no geral, podendo durar de 6 a 15 meses.

B) Um rio perene é aquele em que não seca mesmo em períodos com poucas precipitações, um exemplo pode ser os rios Tocantis e São Francisco, os únicos rios perenes localizado no Nordeste brasileito. Já rios intermitentes são aqueles que secam nos períodos com poucas precipitações, como a maioria dos rios localizados na região nordeste do Brasil.

Kamila Nicoli 3B (14) disse...

6) A) O “El niño” é um fenômeno oceânico-atmosférico que muda a circulação geral da atmosfera, causando precipitações enormes no sul, mas no nordeste do país uma imensa seca, pois necessariamente não atinge somente a zona do sertão, mas junto as outras regiões. Já a La niña é um efeito contrário ao el niño pois corresponde ao resfriamento anômalo das águas superficiais do Oceano Pacífico e Oriental formando uma “piscina de águas frias” nesse oceano, assim podendo levar frentes frias a região nordeste do país, causando assim elevados índices de precipitações.
Como os dois fenômenos atingem o nordeste brasileiro, se tem essa crendice popular, contudo o fenômeno “La niña” começa a desenvolver-se em um certo ano, atinge sua intensidade máxima no final daquele ano, vindo a dissipar-se em meados do ano seguinte, podendo, no entanto, durar até dois anos. Já o “El niño ocorre em intervalos médio de 4 anos no geral, podendo durar de 6 a 15 meses.

B) Um rio perene é aquele em que não seca mesmo em períodos com poucas precipitações, um exemplo pode ser os rios Tocantis e São Francisco, os únicos rios perenes localizado no Nordeste brasileito. Já rios intermitentes são aqueles que secam nos períodos com poucas precipitações, como a maioria dos rios localizados na região nordeste do Brasil.


7) A) Indústria da seca é uma forma de se ganhar dinheiro através da seca, ou seja, grupos políticos e econômicos que usam a “seca do nordeste” em seu próprio beneficio através de diversas doações;
B) No período colonial o Ceará sofreu drásticas consequências devido a uma grande seca iniciada em 1877, gerando assim prejuízos na economia, morte de milhares de pessoas e emigração maciça de retirantes. Com isso levou anos e até décadas para o setor econômico do Ceará crescer gradativamente, contudo pode-se dizer que essa região sofrida anteriormente com a grande seca, hoje se tornou próspera para a indústria brasileira, pois o governo implantou incentivos fiscais que levam a concentração de grandes indústrias com produção de máquinas, materiais elétricos e calçados.
C) A intenção do projeto com a transposição do rio serve para levar a água do rio São Francisco até seus afluentes intermitentes, com o objetivo de abastecer esses rios temporários que secam em períodos de pouca precipitação da região, que inclui cerca de 268 munícipios. Há tanta polemica pois essa transposição podem causar impactos sobre as espécies locais, e sendo que a retirada de grande parte da água pode comprometer a vazão do rio, com isso as populações que vivem dessa água e das espécies podem ser comprometidas.

Anônimo disse...

Jonas Borges 3ºB 13 Parte 1

1)
A) Bioma da caatinga que com uma vegetação caracterizada por um grande número de arbustos tortuosos que traz o aspecto seco e esbranquiçado por quase todo ano.
B) Agricultura, pecuária, índustria, turismo
2) Uma primeira explicação pode-se estabelecer devido a localização da região que está localizada numa área em que recebe pouca influência das massas de ar úmidas que atuam sobre o país, com isso a massa de ar seco e quente permanecem por longos períodos na região.E outra causa pode-se dizer ao fenômeno El niño, que é o aquecimento das águas do oceano pacifico, interferindo assim na distribuição de chuvas no nordeste brasileiro.

(Questão 03)
1- Sobradinho
2- CanaDeAçúcar
3- SUDENE
4- Sal
5- Carnaúba
6- Aratu
7- Turismo
8- Agreste
9- SãoFrancisco
10- SemiÁrido
4 a) o coronelismo se impunha principalmente na época colonial do Brasil, onde os grandes coronéis, controlavam os seus eleitores e que obrigavam a votar sempre nos candidatos que eles quisessem. Hoje em dia pode ser chamado de indústria da seca, onde os grupos políticos utilizam o fenômeno da seca para ganhar dinheiro em beneficio próprio. Sendo que a ajuda governamental deveria ser usada para a criação de açudes e projetos de irrigação caso que nunca foi ajudado.
B) Trabalho escravo (Bahia) ; Corrupção do norte (Rio Grande do Norte); Propina do Norte (Maranhão); Roubo (Paraíba)
C) a imagem relata o mapa da geografia brasileirao que tem abordado o nome correto dos estados e com isso possui no lugar deles varios problemas e abusos causados pela a maioria dos políticos em cada estado.

Anônimo disse...

Jonas borges 3ºB 13 Parte 2

(Questão 05)
a) Zona da Mata, Agreste, Sertão e Meio Norte.
b) Maranhão, Piauí e Ceará.
c) Salvador , Fortaleza , Recife.

(Questão 06)
a) O El Niño, é provocado pelo aquecimento das águas do Pacífico leste o que interfere na circulação natural dos ventos.O El Niño é a alteração do clima em todo o Pacífico equatorial fazendo com que as massas de ar quentes e úmidas acompanham a água mais quente. O que faz que na região Norte e Nordeste do Brasil aconteça a diminuição de chuvas causando secas o que agrava a situação no Sertão nordestino e aumentam as chances de incêndios florestais na Amazônia.

Já a La Niña é o inverso que é o resfriamento das águas do Pacífico leste o que intensifica os ventos e provoca intensas chuvas na região oeste fazendo que ocorra as secas cíclicas.
b) Os rios intermitentes são temporários são aqueles que desaparecem em épocas de seca mas voltam a se encher em época de chuva. Já os rios perenes são aqueles cujas águas não secam mesmo nos períodos de pouca precipitação.Esses rios são muito importantes para a agricultura.
E os únicos dois rios perenes do nordeste são o rio São Francisco e rio Parnaíba.

Anônimo disse...

Jonas Borges 3ºB 13

7) A) Indústria da seca é uma forma de se ganhar dinheiro através da seca, ou seja, grupos políticos e econômicos que usam a “seca do nordeste” em seu próprio beneficio através de diversas doações.
B) No período colonial o Ceará sofreu drásticas consequências devido a uma grande seca, gerando assim muitos prejuízos na economia, morte de milhares de pessoas e emigração maciça de retirantes. Com isso levou anos e até décadas para o setor econômico do Ceará crescer,contudo pode-se dizer que essa região sofrida anteriormente com a grande seca, hoje se tornou próspera para a indústria brasileira, pois o governo implantou incentivos fiscais que levam a concentração de grandes indústrias com produção de máquinas, materiais elétricos e calçados.
C) A intenção do projeto com a transposição do rio serve para levar a água do rio São Francisco até seus afluentes intermitentes, com o objetivo de abastecer esses rios temporários que secam em períodos de pouca precipitação da região.. Há tanta polemica pois essa transposição podem causar impactos sobre as espécies locais, e sendo que a retirada de grande parte da água pode comprometer a vazão do rio, com isso as populações que vivem dessa água e das espécies podem ser comprometidas.

8 A) A zona da mata está situado no litoral nordestino, sendo uma faixa litorânea que se estende do Rio Grande do Norte até o sul da Bahia. Há um grande número de pequenos rios que desaguam no Atlântico, sendo os principais São Francisco e Jaguaripe. Seu clima é o tropical úmido, e a maior parte da vegetação é a mata Atlântica.
B) O setor econômico da Zona da Mata é a agricultura devido ao seu solo fértil o massapê, possui grandes propriedades com produção de cana-de-açúcar e cacau. Já o setor industrial cresce devido a incentivos fiscais do governo, que levam a criação de grandes indústrias como as petroquímicas e de bens de consumo duráveis. A atividade do turismo também está se fortalecendo na região, criando diversos postos de trabalho e investimentos.

C) Sul e leste da Bahia e Sergipe.

karine ieasmini n 33 3A disse...

B. O Maranhão, representado na charge pelas palavra “Propininha do Norte” e “Coronelismo”, que representam a situação do estado aonde a Governadora é Roseana Sarney, nome que possui má fama ao redor do Brasil
O Ceará, representado pela palavra ‘Quadrilha’, que não significa só as quadrilhas em ação hoje em dia, mas também os cangaceiros de antigamente, que ainda são encontrados em certas regiões nordestinas.
Alagoas, representado pela palavra “Bingo”, referente a máfia dos bingos que circula este estado, e o Rio Grande do Norte, representado pela palavra “Corrupção do Norte”, significando o pólo da corrupção do nordeste, em contraste com o Paraná, a “Corrupção do Sul”
C. “Geografia Brasileira” o nome da charge esta relacionado com o fato de que a charge faz uso do mapa geopolítico brasileiro e seus estados, porém de uma forma distorcida, com a intenção de destacar a realidade do país, ressaltando a corrupção, suborno e as máfias que atuam por todo o país.
5) A. Meio-norte – é uma faixa de transição entre a Amazônia e o sertão semi-árido do Nordeste, é composta pelos estados do Maranhão e oeste do Piauí. A vegetação natural dessa área é a mata de cocais, carnaúbas e babaçus, em sua maioria. Apresenta índices pluviométricos maiores a oeste. É uma região economicamente pouco desenvolvida, prevalece o extrativismo vegetal praticado na mata de cocais remanescente (babaçu), agricultura tradicional de algodão, cana de açúcar e arroz, além da pecuária extensiva.
Sertão – é uma extensa área de climas semi-áridos, conhecidos como “Polígono das Secas”. Compreende o centro da Região Nordeste, está presente em quase todos os estados. Essa sub-região nordestina possui o menor índice demográfico da Região. As maiores concentrações populacionais estão nos vales do rio Cariri e São Francisco. A indústria baseia-se no pólo têxtil e de confecções. Políticas públicas são necessárias para o desenvolvimento socioeconômico no Sertão nordestino, proporcionado qualidade de vida para sua população.
Agreste – corresponde à área de transição entre o sertão semi-árido e a zona da mata, úmida e cheia de brejos. Essa sub-região é composta pelos estados do Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia. A principal atividade econômica nos trechos mais secos do agreste é a pecuária extensiva; nos trechos mais úmidos é a agricultura de subsistência e a pecuária leiteira. Predominam as pequenas e médias propriedades com o cultivo do algodão, do café e do sisal.
Zona da Mata – também conhecida como Litoral Continental compreende uma faixa litorânea de até 200 quilômetros de largura que se estende do Rio Grande do Norte ao sul da Bahia. Apresenta a maior concentração populacional do Nordeste e é a sub-região mais urbanizada. O clima é tropical úmido e o solo é fértil em razão da regularidade de chuvas. A vegetação natural é a mata Atlântica. O cultivo da cana de açúcar é a principal atividade econômica praticada na Zona da Mata. Outras atividades econômicas desenvolvidas são: extração de petróleo, o cultivo de cacau, café, frutas, fumo, lavoura de subsistência, significativa industrialização, destaca-se também a produção de sal marinho, principalmente no Rio Grande do Norte, além da atividade turística que atraí milhões de visitantes para as belas praias nordestinas.

Karine Ieasmini nº33 disse...

Aluno (a): Karine, N° 33 - 3ªA.
1) A. O sertão nordestino é composto pelo clima semi-árido e pela caatinga, um tipo de mata ralo, formado essencialmente por arbustos espinhentos e plantas cactáceas, capazes de armazenar água por muito tempo.
No sertão, conhecem-se basicamente duas estações anuais: o inverno, que se estende de dezembro a junho e é a estação das chuvas; e o verão, de julho a novembro, quando as chuvas não ocorrem. Desse modo, um "inverno" em que não chova já significa um ano de seca e, com freqüência, esse período pode-se estender a dois ou três anos. A caatinga é um bioma natural do sertão nordestino onde as principais espécies encontradas são a aroeira, as leguminosas e as cactáceas. É uma formação de vegetais xerófilos, vegetal de regiões secas.
B. A caatinga apresenta um potencial econômico ainda pouco valorizado. Apesar das adversidades impostas pelo clima, a economia da sub-região do sertão do Nordeste está ligada diretamente à atividade agropecuária. No sertão, a atividade pecuária é a principal atividade econômica. Na agricultura, a produção é destinada ao próprio consumo. Alguns lugares do Sertão nordestino, como as encostas das serras e os vales fluviais, detêm certa umidade que proporciona condições que permitem o desenvolvimento da atividade agrícola, tais como o cultivo de culturas como milho, feijão, arroz e mandioca, além do cultivo de lavouras com fins comerciais como o algodão arbóreo e a soja no oeste da Bahia, ambas com produção destinada ao mercado externo. Entre as de potencialidade frutífera na região, destacam-se o umbu, o araticum, o jatobá, o murici e o licuri, o angico, o sabiá, o jericó, entre outras.

Karine Ieasmini nº33 3ºA disse...

2) O Sertão é a sub-região que apresenta o menor índice pluviométrico de todo o Brasil. A escassez e a distribuição irregular das chuvas nessa área devem-se, sobretudo, à dinâmica das massas de ar e, também à influência do relevo. A ocorrência das secas nessa área pode ser resultado do fenômeno do aquecimento das águas do Oceano Pacífico, denominado El Niño. Esse aquecimento do Pacífico ocorre em períodos irregulares de três a sete anos, interferindo na circulação dos ventos em escala global, e conseqüentemente, na distribuição das chuvas no Sertão nordestino. O sertão nordestino recebe pouca influência de massas de ar úmidas e frias vindas do sul. Logo, permanece durante muito tempo uma massa de ar quente e seca, não gerando precipitações pluviométricas.
O desmatamento na região da Zona da Mata também contribui para o aumento da temperatura na região do sertão nordestino.
3) CRUZADINHA:
1 – Sobradinho 2 – Cana de Açúcar 3 – SUDENE 4 – Sal 5 –Carnaúba 6 – Aratu
7 – extração 8 – Agreste 9– São Francisco 10 – Semi Árido

Karine Ieasmini nº33 3ºA disse...

4) A. A região nordeste sofre com a corrupção que muitas vezes impede o seu desenvolvimento. Como grande parte da população não tem acesso a educação ou a informação a compra de vota se torna uma pratica comum assim como a pratica do coronelismo, onde donos de terras prometem emprego a população criando poder e influencia na região. Com a falta de recursos e educação os poucos que tem acesso a escola e terras, os grandes latifundiários e políticos se aproveitam da população um exemplo disso é a industria das secas.
B. O Maranhão, representado na charge pelas palavra “Propininha do Norte” e “Coronelismo”, que representam a situação do estado aonde a Governadora é Roseana Sarney, nome que possui má fama ao redor do Brasil
O Ceará, representado pela palavra ‘Quadrilha’, que não significa só as quadrilhas em ação hoje em dia, mas também os cangaceiros de antigamente, que ainda são encontrados em certas regiões nordestinas.
Alagoas, representado pela palavra “Bingo”, referente a máfia dos bingos que circula este estado, e o Rio Grande do Norte, representado pela palavra “Corrupção do Norte”, significando o pólo da corrupção do nordeste, em contraste com o Paraná, a “Corrupção do Sul”
C. “Geografia Brasileira” o nome da charge esta relacionado com o fato de que a charge faz uso do mapa geopolítico brasileiro e seus estados, porém de uma forma distorcida, com a intenção de destacar a realidade do país, ressaltando a corrupção, suborno e as máfias que atuam por todo o país.

Karine Ieasmini nº 33 3ºA disse...

5) A. Meio-norte – é uma faixa de transição entre a Amazônia e o sertão semi-árido do Nordeste, é composta pelos estados do Maranhão e oeste do Piauí. A vegetação natural dessa área é a mata de cocais, carnaúbas e babaçus, em sua maioria. Apresenta índices pluviométricos maiores a oeste. É uma região economicamente pouco desenvolvida, prevalece o extrativismo vegetal praticado na mata de cocais remanescente (babaçu), agricultura tradicional de algodão, cana de açúcar e arroz, além da pecuária extensiva.
Sertão – é uma extensa área de climas semi-áridos, conhecidos como “Polígono das Secas”. Compreende o centro da Região Nordeste, está presente em quase todos os estados. Essa sub-região nordestina possui o menor índice demográfico da Região. As maiores concentrações populacionais estão nos vales do rio Cariri e São Francisco. A indústria baseia-se no pólo têxtil e de confecções. Políticas públicas são necessárias para o desenvolvimento socioeconômico no Sertão nordestino, proporcionado qualidade de vida para sua população.
Agreste – corresponde à área de transição entre o sertão semi-árido e a zona da mata, úmida e cheia de brejos. Essa sub-região é composta pelos estados do Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia. A principal atividade econômica nos trechos mais secos do agreste é a pecuária extensiva; nos trechos mais úmidos é a agricultura de subsistência e a pecuária leiteira. Predominam as pequenas e médias propriedades com o cultivo do algodão, do café e do sisal.
Zona da Mata – também conhecida como Litoral Continental compreende uma faixa litorânea de até 200 quilômetros de largura que se estende do Rio Grande do Norte ao sul da Bahia. Apresenta a maior concentração populacional do Nordeste e é a sub-região mais urbanizada. O clima é tropical úmido e o solo é fértil em razão da regularidade de chuvas. A vegetação natural é a mata Atlântica. O cultivo da cana de açúcar é a principal atividade econômica praticada na Zona da Mata. Outras atividades econômicas desenvolvidas são: extração de petróleo, o cultivo de cacau, café, frutas, fumo, lavoura de subsistência, significativa industrialização, destaca-se também a produção de sal marinho, principalmente no Rio Grande do Norte, além da atividade turística que atraí milhões de visitantes para as belas praias nordestinas.
B. Bahia, o maior estado da região nordeste e é o primeiro estado no mapa de baixo para cima. Maranhão e Piauí segundo e terceiro maiores estados da região. Os dois primeiros estados na esquerda de cima para baixo.
C. As principais áreas industriais do Nordeste se concentram em Recife, Salvador e Fortaleza.

karine ieasmini nº33 3ºA disse...

continuação da 5)

B. Bahia, o maior estado da região nordeste e é o primeiro estado no mapa de baixo para cima. Maranhão e Piauí segundo e terceiro maiores estados da região. Os dois primeiros estados na esquerda de cima para baixo.
C. As principais áreas industriais do Nordeste se concentram em Recife, Salvador e Fortaleza.
6) A.
B. Rios perenes possuem fluxo de água durante o ano todo. Não secam nem mesmo durante a estiagem momento em que apresentam uma vazão mínima. Já os rios intermitentes possuem fluxo de água apenas durante a estação das chuvas. Durante a estiagem secam por completo. Na região nordeste se encontra dois rios perenes o rio São Francisco e rio Unam.

karine ieasmini nº33 3ºA disse...

7) A. A culpa pela miséria da região nordeste sempre recaiu sobre o fenômeno das secas. Grupos políticos e econômicos aproveitam-se do flagelo da região em benefício próprio. Divulgando uma situação de calamidade pública, essa elite consegue ajuda governamental – como anistia das dívidas, verbas de emergência e renegociação de empréstimos. Tais auxílios nem sempre beneficiam a população afetada pela estiagem. Muitas vezes, o dinheiro público é usado para a construção de açudes e para o desenvolvimento de projetos de irrigação. Tudo isso caracteriza a chamada "indústria da seca", ou seja, uma série de medidas que eternizam o problema para impedir que o auxílio desapareça. Ou seja, é basicamente uma estratégia que faz uso das dificuldades enfrentadas pela população nordestina para arrecadar incentivos fiscais e outros.
B. A criação de gado no Ceará é muito importante. Nessa região são criados por exemplo suínos, caprinos bovinos e ovinos. Na Agricultura destacam-se os cultivos de: café, feijão, milho, arroz, algodão, castanha de caju, cana-de-açúcar, mandioca, tomate, banana, laranja e uva. Sendo assim a economia do Ceará melhorou, o Café e a Cana de Açúcar não são os únicos produtos produzidos nessa região, a produção de tornou ampla dando lugar a muitos outros produtos no setor de alimentos e outros setores como químico, metalúrgico e têxtil.
C. A “Transposição do Rio São Francisco” é um projeto que visa solucionar o problema gerado pelas secas, fazendo a água do rio São Francisco chegar a todos no Nordeste. O projeto parece solucionar todos problemas, porém ele afeta um dos rios mais importantes do Brasil, o rio São Francisco que passa por cinco estados brasileiros. O projeto prevê a retirada de 26,4m³/s de água que será destinada ao consumo da população urbana de 390 municípios. Esse projeto possui um custo muito caro, e atingirá apenas 5% do território junto ao argumento de que a maior parte dos beneficiados serão grandes latifundiários a transposição passará por grandes fazendas. O alto custo e a questão da preservação ambiental tornam o projeto polemico e gera controvérsias.

karine ieasmini nº33 3ºA disse...

continuação 7)

C. A “Transposição do Rio São Francisco” é um projeto que visa solucionar o problema gerado pelas secas, fazendo a água do rio São Francisco chegar a todos no Nordeste. O projeto parece solucionar todos problemas, porém ele afeta um dos rios mais importantes do Brasil, o rio São Francisco que passa por cinco estados brasileiros. O projeto prevê a retirada de 26,4m³/s de água que será destinada ao consumo da população urbana de 390 municípios. Esse projeto possui um custo muito caro, e atingirá apenas 5% do território junto ao argumento de que a maior parte dos beneficiados serão grandes latifundiários a transposição passará por grandes fazendas. O alto custo e a questão da preservação ambiental tornam o projeto polemico e gera controvérsias.
8. ZONA DA MATA:
A. É uma sub-região litorânea do nordeste que se estende do Rio Grande do Norte até o sul da Bahia. A vegetação original na zona da mata era predominantemente Mata Atlântica. É uma área com alto nível de urbanização, além de concentrar os principais centros regionais do Nordeste. Seu clima é tropical úmido. Estende-se do litoral a 200 km para o interior. Apresenta regularidade de chuva.

karine ieasmini nº33 3º A disse...

continuação 8)

B. O desenvolvimento da Zona da Mata é marcada pela grande concentração de renda e de poder nas mãos dos latifundiários (usineiros, senhores de engenho). A economia da Zona da Mata pode ser classificada em três núcleos: Sul da Bahia – predomina o cultivo do cacau, em grandes propriedades monoculturas. As principais cidades são Itabuna e Ilhéus. Recôncavo Baiano – extração de petróleo e indústrias petroquímicas. Litoral Açucareiro – a principal atividade é a produção de cana-de-açúcar em grandes propriedades (engenhos e usinas). A principal cidade é Recife, mas o litoral açucareiro estende-se do Rio Grande do Norte à Bahia, com maior ênfase nos estados de Pernambuco, Paraíba e Alagoas. Em toda a região, belas praias atraem turistas, tanto do Brasil quanto do exterior, tornando o turismo uma importante fonte de atividade.
C. Paraíba e Pernambuco são dois dos estados que possuem uma área de Zona da Mata.

Anônimo disse...

1- a) O sertão é uma extensa área de clima semiárido, conhecido como “Polígono das Secas”. Compreende o centro da Região Nordeste e está presente em quase todos os estados. Essa sub-região nordestina possui o menor índice demográfico da Região e ocupa aproximadamente 55% da região nordestina.
Os índices de pluviosidade são baixos e irregulares (300 e 800mm), com a ocorrência periódica de secas. Tem-se um solo ácido, pobre e raso. O clima é semi-árido, com temperatura média anual acima de 26°C. A vegetação típica é a caatinga que tem como característica plantas xerófitas, latentes, com folhas atrofiadas, espinhos, caule suculento e raízes profundas. Essas plantas tem o mecanismo do xeromorfismo, onde produzem cera para que não ocorra a perda de líquido. Alguns exemplos de plantas são: xique-xique, mandacaru e palmatória.
b) A economia do sertão é caracterizada pela pecuária extensiva com a criação de gado bovino, caprinos e ovinos.
Agricultura de subsistência com a plantação de algodão e carnaúba (utilizada para fabricar velas e ceras) nas áreas mais secas, e produção de grãos (milho e feijão) e mandioca nas áreas mais úmidas.
Também é cultivada a cana-de-açúcar nos brejos de altitude.
2- A ocorrência de graves secas no Sertão nordestino é causada pelo baixo nível de umidade e irregularidade das precipitações pluviométricas, somado ao solo pouco profundo que tem baixa capacidade de reter água causado à proximidade com o embasamento cristalino. Os rios, em geral, são intermitentes e os ventos são quentes e secos, o que aumenta o processo de evaporação. Também pelo relevo do litoral que acaba retedo as nuvens que chegam do oceano (chuvas orográficas ou de relevo) e elas seguem secas para o sertão ocasionando a seca.
3 - 1 - Sobradinho 6 - Aratú
2 - CanaDeAçúcar 7 - Turismo
3 - Sudene 8 - Agreste
4 - Sal 9 - SãoFrancisco
5 - Carnaúba 10 - SemiÁrido
4- a) A indústria da seca é o termo utilizado pelos políticos que se aproveitam da imagem de seca do nordeste brasileiro para conseguir mais verbas e utilizá-las em benefício próprio, não se mobilizando para ajudar o povo que tem fome ou não tem água. Essa situação de seca poderia ser resolvida com a implantação de técnicas como construção de açudes e projetos de irrigação, pois faltam soluções para resolver a má distribuição de água e as dificuldades de seu aproveitamento. Com a seca houve uma criação de políticas assistencialistas, sendo que o coronelismo é o que mais se destaca, onde os políticos detém água, assim como terra, como uma forma de demonstração de poder. Esses, contróem açudes em áreas privadas e faz da água moeda de troca com a população em favor de votos, consolidando também o curral eleitoral, onde os políticos pressionam e influenciam a população para conseguirem votos e assim, perpetuam o problema da corrupção e consequentemente a seca no nordeste.
b) Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Bahia.
c) Porque ele quis retratar a geografia brasileira não pelos limites de cada estado, mas sim, mostrando a divisão pelas regiões onde a realidade é a influência de suborno, tráfico, abuso de poder, trabalho escravo..

Karla J. de Almeida. Nº 19 ' 3º A

Anônimo disse...

5- a) Zona da mata (vai do Estado do Rio Grande do Norte à Bahia, litoral leste da região nordeste).
Agreste (faixa de transição entre a zona da mata e o sertão)
Sertão (parte maior e central do nordeste)
Meio norte (faixa de transição entre o sertão e a amazônia)
b) Rio Grande do Norte, Ceará e Bahia.
c) Salvador - Bahia (produtos químicos, alimentos, bebidas, metalurgia, automóveis, combustíveis);
Fortaleza - Ceará (indústria de máquinas, materiais elétricos, tecidos, calçados, alimentos e álcool);
Recife - Pernambuco (alimentos, metalurgia, produtos químicos, produção de álcool e refino de petróleo).
6- a) O El niño é o fenômeno onde ocorre o aquecimento do Oceano Pacífico pela maior temperatura e evaporação. As nuvens que se direcionam para o oeste passam pela Cordilheira dos Andes, o que causa chuvas orográficas e as nuvens seguem secas para o Brasil. Isso provoca a escassez de chuva no Nordeste e maior precipitação no sul, a cada 7 anos. Já o La Niña, caracteriza-se pelo fenômeno contrário do El Niño, onde ocorre o resfriamento do Oceano Pacífico e um período de chuvas no Nordeste e menos chuva no sul.
b) Rios intermitentes são rios que só tem água durante o período de chuva, como os de regiões áridas ou semi-áridas, portanto, sujeitos a estiagem e leitos secos quando não há precipitação.
Rios perenes são os rios alimentados pelas águas das chuvas, derretimento das neves ou geleiras, durante o ano todo.
Rios perenes no Nordeste: Rio São Francisco, do qual é desviada água para irrigação em alguns locais e que também é fonte de energia através de hidrelétricas como a de Sobradinho (BA); e rio Parnaíba.
7- a) Indústria da seca é o termo utilizado para designar a estratégia de alguns políticos que aproveitam a tragédia da seca na região nordeste do Brasil para ganho próprio. Eles utilizam da calamidade para conseguir mais verbas, incentivos fiscais e concessões de crédito às custas da propaganda de que o povo está morrendo de fome. Enquanto isso, o pouco dos recursos que realmente são empregados na construção de açudes e projetos de irrigação são construídos em propriedades privadas de grandes latifundiários que os usam para fortalecer seu poder e quem sofre com isso é o povo que não consegue ter o abastecimento de água.
b) Nenhuma, pois no período citado no texto e atualmente os políticos ainda continuam usando a seca do nordeste para se beneficiarem, através de verbas para a região. Isso faz com que o Nordeste seja visto como um área predestinada a ser de seca e miserável, sendo que não é bem assim, pois é possivel reverter esse problema desde que se trabalhe para isso, construindo açudes, abrindo canais de irrigação, e trabalhando outras culturas agrícolas.
c) A transposição do Rio São Francisco é O projeto de integração da bacia de São Francisco e das bacias dos rios do Nordeste Setentrional, onde prevê a construção de 2 canais, abastecendo rios temporários da região e chegando, segundo o governo, a levar água a 12 milhões de pessoas em municípios do Agreste e Sertão de Pernambuco, Ceará, Parabíba e Rio Grande do Norte. O projeto pretende retirar certa de 26m³/s de água do rio São Francisco e a estimativa do custo é em torno de 4,5 bilhões de reais. O projeto é alvo de polêmica pois de um lado estão aqueles que acreditam que a obra poderá acabar com a seca do nordeste(senão todo, pelo menos grande parte dele), e de outro aqueles que defendem que a obra é mais um fruto da indústria da seca e que além de não resolver o problema, ainda pode agravá-lo ao alterar todo regime hídrico da região e pôr em risco a sobrevivência do próprio rio.

Karla J. de Almeida. Nº 19 ' 3º A

Anônimo disse...

8- Zona da mata: é a porção litorânea nordestina e representa 18% da região nordeste. Se estende desde o Rio grande do norte até o sul da Bahia. A vegetação natural é a mata Atlântica, que já sofre muito com o desmatamento.
Apresenta a maior concentração populacional do Nordeste e é a sub-região mais urbanizada. O clima é tropical úmido e o solo é fértil em razão da regularidade de chuvas (mais de 1000mm por ano), causada pelas chuvas orográficas, pelo encontro da umidade com a escarpa do planalto da Borborema. O cultivo da cana de açúcar é a principal atividade econômica. Também tem-se a extração de petróleo, o cultivo de cacau, café, frutas, fumo, lavoura de subsistência, turismo e a produção de sal marinho, principalmente no Rio Grande do Norte.
Estados: litoral do Rio Grande do Norte e de Pernambuco.

Karla J. de Almeida. Nº 19 ' 3º A

Anônimo disse...

Talyta Tuana da Silva 3ºB

1-1- A) região semiárida do nordeste brasileiro caracterizada pelo clima seco e quente e escassez de chuva.
A caatinga é a vegetação nativa típica.
Apresenta vegetação típica de regiões semi-áridas com perda de folhagem pela vegetação durante a estação seca.
A vegetação da caatinga é adaptada às condições de aridez (xerófila)
B) Transporte, Turismo e Recursos Minerais.

2- A excasses de água da chuva e o clima extremamente quente.

3- 1- SOBRADINHO
2- CANA DE AÇUCAR
3- SUDENE
4- SAL
5- CARNAUBA
6- ARATU
7- TURISMO
8- AGRESTE
9- SÃO FRANCISCO
10- SEMI-ÁRIDO

Continuação no próximo...

Anônimo disse...

1. A) Denomina-se sertão, a região semiárida do nordeste brasileiro, onde predomina um clima seco, muito quente e com um baixo nível de chuvas.
Como o local em questão é possui características diferenciadas em relação a outras regiões brasileiras, pode-se destacar dentre o nosso país a presença da caatinga como vegetação nativa do sertão. Caatinga é uma palavra proveniente do Tupi-Guarani: caa (mata) + tinga (branca) = mata branca, é o único bioma exclusivamente brasileiro, o que significa que grande parte do seu patrimônio biológico não pode ser encontrada em nenhum outro lugar do planeta. A caatinga ocupa uma área de cerca de 734.478 km², cerca de 11% do território nacional englobando de forma contínua parte dos estados do Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia e parte do Norte de Minas Gerais.
A caatinga se adaptou muito bem as condições brasileiras, pois ela não necessita de muita água, ou seja, se adapta muito fácil a questão da aridez (xerófila). A vegetação basicamente se caracteriza por arbustos tortuosos, com aspecto seco e esbranquiçado por quase todo ano. Porem na época de chuvas, a caatinga muda seu aspecto: a paisagem fica verde e aparecem até flores, transformando o sertão em um novo cenário.
Quanto à flora, foram registradas até o momento cerca de 1000 espécies, estimando-se que haja um total de 2000 a 3000 plantas. Com relação à fauna, esta é depauperada, com baixas densidades de indivíduos e poucas espécies endêmicas. Apesar da pequena densidade e do pouco endemismo, já foram identificadas 17 espécies de anfíbios, 44 de répteis, 695 de aves e 120 de mamíferos, num total de 876 espécies de animais vertebrados, pouco se conhecendo em relação aos invertebrados. Descrições de novas espécies vêm sendo registradas, indicando um conhecimento botânico e zoológico bastante precário deste ecossistema, que segundo os pesquisadores é considerado o menos conhecido e estudado dos ecossistemas brasileiros.
(http://www.dosertao.com.br/rede-sabor-natural-do-sertao/sertao-semi-arido-e-caatinga/)

B) A população do sertão se adaptou as circunstâncias que o local apresenta, ou seja, sua economia esta diretamente ligada com os aspectos naturais como:
• Milhares de famílias vivem do trabalho na agricultura e na pecuária.
• O fornecimento de lenha como matriz energética — cerca de 30% da energia nordestina vêm da lenha, extraída do sertão.
• O ecoturismo também é uma possibilidade econômica para a região, tendo em vista que essa área é uma das mais belas do país.
• A caatinga também fornece produtos como sementes, frutos, látex, plantas medicinais e artesanato, desenvolvidos, principalmente, a partir de fibras naturais. “As próprias comunidades fabricam e extraem os produtos, de forma atenta ao meio ambiente, e o comércio gera renda para eles” segundo Campello um membro do PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento).
EDUARDO NICOLAU N09 3B

Anônimo disse...

2. O sertão possui um clima semi-areado, porem em determinadas épocas do ano essa região passa por grandes períodos de seca que podem ser explicados por fenômenos de correntes de ar que inibem a chegada de massas carregadas e posteriormente à chegada de chuvas, outro fator é a distancia do sertão em relação ao litoral, ou seja, quanto mais longe do litoral mais seco e mais difícil será a chegada de chuvas a este local. O relevo deste local também pode ser levado em consideração, pois influencia na questão climática do sertão.
3. 1- SOBRADINHO
2-CANA DE ACUCAR
3- SUDENE
4- SAL
5- CARNAUBA
6- ARATU
7-TURISMO
8- AGRESTE
9- SAO FRANCISCO
10- SEMIARIDO

Eduardo Nicolau 3B N09

Anônimo disse...

Davi-3B
Questão 01) a) As plantas da caatinga são xerófilas. São adaptadas ao clima seco e a pouca água. Algumas armazenam água, outras possuem raízes superficiais para captar o máximo de água da chuva. E há as que contam com recursos pra diminuir a transpiração, como espinhos e poucas folhas. A vegetação é formada por três estratos: o arbóreo, com árvores de 8 a 12 metros de altura; o arbustivo, com vegetação de 2 a 5 metros; e o herbáceo, abaixo de 2 metros.O bioma é a Caatinga.
b)Pecuária,agricultura e turismo
Questão 02) A seca no sertão está relacionada ao fenômeno do aquecimento das águas do Oceano Pacífico, denominado El Niño. Esse aquecimento do Pacífico, ocorre em períodos de três a sete anos, interferindo na circulação dos ventos, e conseqüentemente, na distribuição das chuvas no Sertão nordestino.Também se deve a dinâmica das massas de ar e a influência do relevo da região.
Questão 03)1-Sobradinho 2- Cana de Açúcar 3- SUDENE 4- Sal 5- Carnaúba 6- Aratu
07-Turismo 8- Agreste 9- São Francisco 10- Semi Árido
Questão 04)Indústria da Seca:se deve ao fato em que os políticos utilizam a seca para ganharem dinheiro, ao invés de utilizarem para criação de projetos contra a seca.Coronelismo: se deve ao fato que os “coronéis “ da região obrigam seus empregados a votarem no candidato que fora imposto por ele.
Questão 05) a)Zona da Mata: as áreas litorâneas de clima tropical úmido com grande quantidade de chuvas e a vegetação é típica de mata atlântica. Agreste: as áreas que se localizam ao oeste da região nordeste, possui clima semi-árido, os índices pluviométricos é baixo, a vegetação que se apresenta é a caatinga. Sertão: a área de transição entre a zona da mata e o agreste, nesses locais a quantidade de chuvas diminui, o clima é mais seco e a vegetação varia entre caatinga e cerrado. Meio Norte: área de clima equatorial, com elevados índices de chuvas e a vegetação é de floresta amazônica.
b)Bahia,Ceará e Pernambuco.
C)Salvador com indústrias alimentícias,de produtos químicos e metalúrgica.Ceará com a produção industrial de máquinas,tecidos,calçados.Rio Grande do Norte com a produção do sal.
6) a) fenômeno do aquecimento das águas do Oceano Pacífico, denominado El Niño. Esse aquecimento do Pacífico, ocorre em períodos de três a sete anos, interferindo na circulação dos ventos, e conseqüentemente, na distribuição das chuvas no Sertão nordestino. La Niña representa um fenômeno oceânico-atmosférico com características opostas ao El Niño, e que se caracteriza por um esfriamento anormal nas águas superficiais do Oceano Pacífico Tropical.
b)Rios perenes são rios cujas águas não secam, mesmo nos períodos de pouca chuva, como os rios Tocantins e São Francisco que estão localizados no Nordeste.Rios intermitentes são rios temporários que secam nos períodos com pouco ou nenhum volume de precipitação.
7) a) A indústria da seca se refere às pessoas, empresas e outros tipos de organização que se aproveitam dos problemas enfrentados nas regiões áridas do Brasil para se beneficiarem político e economicamente.
b) No período colonial o Ceará sofreu sérias conseqüências por causa de grande seca ,que causou prejuízos na economia, morte de milhares de pessoas e emigração maciça de retirantes. Com isso levou muito tempo para que a economia do Ceará crescer, mas pode-se dizer que hoje se tornou relativamente uma região boa para a indústria brasileira.
c) Transposição do Rio São Francisco teoricamente, acabaria com o problema da seca, trazendo benefícios para o Sertão Nordestino,mas essa promessa é muito antiga e nunca foi levada a cabo, apesar sustentar muitos governantes.
8) a) O Meio Norte é considerada uma área de transição climática por se localizar entre a Amazônia equatorial e o Sertão semi árido. Em função disso apresenta grande variação na quantidade de chuva.Devido ao seu clima, apresenta também uma vegetação típica, formada por palmeiras de babaçu e coqueiros de carnaúba (a Mata dos Cocais).
b)Pecuária e o cultivo do algodão.
c)Maranhão e Piauí

Anônimo disse...

4. A região nordeste por possuir um clima semiárido engloba vários elementos que influenciam no desenvolvimento do país, ou seja, as “dificuldades” enfrentadas nestes locais saem utilizadas como arma na questão eleitoral. Quando o autor da charge faz o uso “CURRAL ELEITORAL”, ele emprega a questão onde os açudes são construídos nas terras dos grandes latifundiários e em épocas eleitorais eles literalmente abrem a cerca e deixam a população pegar água.... Essas construções são feitas com o dinheiro federal, ou seja, é um direito da população dessa região ter acesso à água, pôr em nosso país as coisas não funciona da maneira que deveriam... E como esse povo é um povo onde leva muito em consideração a palavra, existe uma “SIMPLES” troca de água por votos! Isso pode ser percebido nas urnas em nossa ultima eleição para presidente onde um partido fez cerca de 60% dos votos desta localidade.
Essa relação entre a seca, os grandes latifundiários que desempenham o papel dos coronéis que no final do século XIX e inicio do século XX, comandavam a questão política empregando fatores como o Voto de Cabresto.
Podemos afirmar que hoje em dia isso “não” ocorre desta maneira, porem existe essa troca entre os coronéis do sertão, a população necessitada e por fim para manter essa relação é criada a indústria da seca, ou seja, para construir, implantar, reformular a infra-estrutura no nordeste foi criada a indústria da seca que se mantém estável todo o tempo.
Essas relações estão diretamente ligadas com a questão social, cultural e principalmente econômica da região nordeste... Onde muitos latifundiários fazem a troca de água por votos e assim conseguem eleger pessoas e manter uma oligarquia no poder do nordeste. Essa questão da construção de açudes, de outros reservatórios, de instrumentos fez gerarem uma indústria que ficou conhecida como indústria da seca, pois ela é proveniente deste fator hídrico. E infelizmente esses votos que são trocados fazem grande diferença no resultado final de uma eleição.

B) Podemos citar: Bahia, Ceará, Maranhão, Pernambuco que fazem parte da região nordeste brasileira. Já no mapa mostrado na figura relatada na questão podemos citar: Coação, Propina do Norte, Quadrilha e Trabalho Escravo.

C) Em minha opinião o autor utilizou deste titulo “GEOGRAFIA BRASILEIRA”, pois geografia é a ciência que realiza a descrição da Terra além do estudo da sociedade e das ações que essa exerce na natureza, ou seja, ele utilizou o termo geografia para fazer relação à analogia que deve ser realizada para interpretar corretamente o mapa que trás várias denominações que tem tudo a ver com a história do local. Como por exemplo, ele denomina o estado da Bahia como trabalho escravo, fazendo relações ao passado nesta região que devido à plantação de cana de açúcar teve por muitos anos a Mao de obra escrava empregada nas fazendas.

5. A região nordeste é subdividida em quatro sub-regiões denominadas: Zona da Mata, Agreste, Sertão e Meio Norte.

B) Podemos citar o estado da Bahia, Ceará, Maranhão, Pernambuco, Sergipe, Alagoas, Paraíba, Rio Grande do Norte.
C) Pode-se afirmar que as principais cidades são Salvador, Recife e Fortaleza capitais dos seguintes estados respectivamente: Bahia, Pernambuco e Ceará.

Eduardo Nicolau 3B N09

Anônimo disse...

6. El Niño é o nome dado a um fenômeno climático que acontece em decorrência da elevação anormal da temperatura das águas do oceano Pacífico, que provoca significativas mudanças no clima mundial. Essas mudanças interferem na direção dos ventos e assim influenciam no nível das chuvas de determinadas regiões do planeta. Já o fenômeno La Niña, que é oposto ao El Niño, corresponde ao resfriamento anormal das águas superficiais do Oceano Pacífico Equatorial Central e Oriental formando uma “piscina de águas frias” nesse oceano. Esses dois fenômenos interferem diretamente desviando ou impedindo a passagem das correntes de ar para o sertão nordestino, dificultando ainda mais a questão da seca, pois diminui a umidade de um local onde não é habitual o aparecimento de chuvas e assim piora a situação do nordeste brasileiro.

B) Rios intermitentes são rios temporários que secam nos períodos com pouca precipitação de chuvas. Já os rios perenes são rios cujas águas não secam, mesmo nos períodos de pouco precipitação.... Os dois únicos rios perenes no nordeste brasileiro são os rios: São Francisco e Parnaíba.

EDUARDO NICOLAU N09 3B

Anônimo disse...

7. “Indústria da seca” é um termo utilizado para designar a estratégia de alguns políticos que aproveitam a tragédia da seca na região nordeste do Brasil para ganho próprio. O termo começou a ser usado na década de 60 por Antônio Callado que já denunciava no Correio da Manhã os problemas da região do semi-árido brasileiro.
http://www.infoescola.com/geografia/industria-da-seca/
Em minha opinião podemos utilizar esse termo de indústria da seca de outra forma, de uma maneira positiva. Pode-se dizer que a indústria da seca infelizmente é movida por interesses políticos, porem se pensarmos na questão de construção de meios para captação de água, onde muitas indústrias seriam implantadas e iriam agir corretamente para prosperar essa região que vem sendo degradada por políticos com seus interesses próprios desde a década de 60 até hoje em dia. Em quanto à população brasileira não fizer nada em relação a esse aproveitamento os político, os latifundiários, os coronéis do nordeste irão continuar a manipular a indústria da seca e assim agravar ainda mais a questão da pobreza, da falta de recursos hídricos, pois financeiros essa região recebe uma grande parte dos recursos brasileiros porem acabam não chegando ao destino correto.

B) Na época relatada na entrevista, pude perceber que a interferência climática dizimou a população, fez a economia cearense desaparecer, dentre outros aspectos negativos... Isso me remeteu a uma falta de infra-estrutura que essa região nordestina possuía. Hoje eles ainda não possuem uma infra-estrutura adequada porem, em comparação a que foi descrita no texto hoje em dia a questão cultural, social e econômica do Ceara esta muito melhor. Hoje a economia do Ceara vem crescendo muito, em relação a outras regiões. Essa crescente e proveniente do esforço de um povo que ama a sua terra, plantando, fazendo artesanato, enfim buscando meios para sobreviver de uma forma digna e assim desenvolver sua região.

C) Em minha opinião não se sabe realmente qual é o real interesse na transposição do rio São Francisco, pois engloba a suposta tentativa de solucionar um problema que há muito afetado as populações do semi-árido brasileiro, a seca; e, ao mesmo tempo, trata-se de um projeto delicado do ponto de vista ambiental, pois irá afetar um dos rios mais importantes do Brasil, tanto pela sua extensão e importância na manutenção da biodiversidade, quanto pela sua utilização em transportes e abastecimento. O projeto de transposição do São Francisco surgiu com o argumento sanar essa deficiência hídrica na região do Semi-Árido através da transferência de água do rio para abastecimento de açudes e rios menores na região nordeste, diminuindo a seca no período de estiagem.
Porem sabe que em nosso país o interesse dos latifundiários é sempre levado em consideração pelos políticos, pois em períodos eleitorais ele irá financiar as campanhas em troca de “favores políticos”. Especialistas e críticos sociais afirmam que a transposição irá beneficiar grandes latifúndios que serão irrigados com as águas do Velho Chico, outros afirmam que o volume de água do rio ira diminuir e poderá afetar a vida útil do rio. Então durante esses conflitos de pontos de vista, sem contar o impacto ambiental que essa obra ira causar, a população passara dificuldades como sempre.
EDUARDO NICOLAU 3B N09

Anônimo disse...

1° PARTE

1)A) A caatinga é o bioma encontrado no Sertão Nordestino, e é caracterizada pelo clima semiárido, com temperaturas elevadas e com chuvas que se concentram nas estações de verão e outono.
Como já visto nas aulas a caatinga é composta por plantas xerófitas, que se adaptam ao clima seco. Algumas plantas tem um mecanismo para diminuir a transpiração, desenvolvendo uma cera que impede a perda de água, além de contar com espinhos o que também serve como auxilio.
A vegetação é dividida em três partes: o arbóreo, o arbustivo, e o herbáceo.
As espécies mais comuns da região são: umbuzeiro, mandacaru e o xique-xique.
B) A agropecuária esta fortemente relacionada com a economia da sub-região do sertão.
A agricultura tem extrema importância, e se destaca com os cultivos de cana-de-açúcar, algodão, tabaco e caju.
Já a pecuária, é representada pelo rebanho bovino na Bahia.
Entretanto, para que ocorra o desenvolvimento da agropecuária é essencial que o clima contribua, para que o plantio ou a criação do gado não sejam prejudicados pela falta de umidade da região nos períodos de seca.
Outro ponto forte é a industrialização, que está cada vez mais desenvolvida na região, principalmente na Bahia, destacam-se a produção de aços especiais, produtos eletrônicos, equipamentos para irrigação e produtos petroquímicos, além do avanço da indústria automobilística.

2) As principais razões para a seca do nordeste são a irregularidade dos ventos que não conseguem aumentar a umidade do sertão, como acontece em outras localidades do país, e também a falta de rios e lagos volumosos, que também poderiam ajudar no aumento da umidade na região.
Outra explicação para seca do nordeste é o aquecimento das águas pelo fenômeno do El Niño, com o aquecimento no Oceano Pacífico há irregularidade da circulação dos ventos, e consequentemente, na distribuição das chuvas.
N°05 3°B

Anônimo disse...

8. A Zona da Mata é formada por oito microrregiões e 143 municípios, nessa região prevalece a Mata Atlântica. É uma área com alto nível de urbanização, com alguns centros econômicos, que são atraídos pela malha rodoviária que possibilita uma grande comunicação entre as diversas áreas da região. Possui um clima tropical úmido e apresenta certa regularidade na questão de chuvas.
B) Essa região possui ma economia tradicionalmente apoiada na atividade agropecuária que alimenta importantes agroindústrias. Tanto as atividades agrícolas quanto as industriais passam, atualmente, por um processo de modernização gradual, favorecidas pela posição geográfica da região e pela malha rodoviária existente que permitem uma fácil comunicação com as principais capitais, que exercem grande polarização.
Além dessas vocações industriais, agropastoris e comerciais, a região tem grande potencial para o turismo ecológico, com suas montanhas, seu clima, suas cachoeiras e ainda as pequenas cidades de gente hospitaleira, as unidades de conservação, entre as quais o Parque Nacional do Caparão e Parque Florestal do Ibitipoca, tudo isso próximo às duas maiores regiões metropolitanas do país, grandes emissoras de turistas.
No setor pecuário expande-se em toda região a suinocultura, uma das mais produtivas do país. Na indústria agrícola, destaca-se a destilaria do álcool.
Vale ressaltar também a presença das tradicionais lavouras de subsistência, onde se destacam as culturas do arroz, do milho e do feijão. Igualmente, algumas lavouras comerciais merecem especial destaque como a do café, sobretudo nos municípios do leste. Destaca-se ainda o comércio atacadista, também responsável pela geração de alguns dos empregos existentes na região.
C) Sergipe e Pernambuco.

EDUARDO NICOLAU 3B N09

Anônimo disse...

2° PARTE

3)Horizontal
4. Sal 5. Carnaúba 8.Agreste 9.São Francisco 10. Semi-árido.
Vertical
1. Sobradinho 2. Cana-de-açúcar 3. Sudene do 6. Aratu 7. Turismo.

4)A)A indústria da seca funciona de uma forma semelhante ao coronelismo e o curral eleitoral, onde alguns políticos se aproveitam do fenômeno da seca na região nordeste (referente à indústria da seca) para ganho próprio.
Os coronéis/ políticos usam a seca como meio de arrecadar dinheiro e conseguir votos, ao fazer falsas promessas, pois o capital que seria aplicado em projetos de irrigação e açudes é destinado às mãos de grandes proprietários ou são utilizados de formas não planejadas, ou seja, obras ineficazes, que de nada auxilia a população menos favorecida.
B) Pernambuco – propininha.
Bahia - trabalho escravo.
Maranhão - propina do norte.
Alagoas - bingo.
C)A charge propõe uma crítica ao Brasil, apontando os pontos fracos de cada estado brasileiro.
Respeitando a divisão geográfica, ele evidência o que a de ruim em cada território.
Exemplo de Piauí, que tem o seu nome modificado pela coação, ou Ceará que é visto como quadrinha.
A proposta do autor e manter a divisão correta entre os estados para que passa ficar bem visível o que ocorre em cada estado específico.

5)A) A Região Nordeste é dividida em quatro sub-regiões: meio-norte, zona da mata, agreste e sertão.
Meio-Norte- é composta pelos estados do Maranhão e oeste do Piauí.
Zona da Mata- se estende do Rio Grande do Norte ao sul da Bahia.
Agreste- é composta pelos estados do Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia.
Sertão- compreende o centro do Nordeste, está presente em quase todos os estados.
B) Maranhão, Piauí e Paraíba.
C)Fortaleza( Ceará), Salvador ( Bahia ) e Recife ( Pernambuco ).
O porto de Recife ocupa uma função de extrema importância no Nordeste, sendo responsável por escoar uma grande parcela do açúcar proveniente da zona da mata.
Salvador também possui porto, além de abrigar grandes complexos industriais como, Centro Industrial de Aratu e o Pólo Petroquímico de Camaçari.
Já Fortaleza é um pólo mais recente tanto em termos industriais quanto turístico.
N°05 3°B

Anônimo disse...

Isabella n°15 3°A

Questão 01:

a)A Caatinga é a vegetação típica do sertão, e suas principais espécies são o pereiro, a aroeira, as leguminosas e as cactáceas. É uma formação de vegetais xerófitos (vegetais de regiões secas), mas é muito rica ecologicamente.
b) Fruticultura, pecuária extensiva e o cultivo do algodão.

Questão 02:

1° O Sertão é a sub-região que apresenta o menor índice pluviométrico de todo o país. A escassez e a distribuição irregular das chuvas nessa área devem-se, sobretudo, à dinâmica das massas de ar e, também à influência do relevo.

2° A ocorrência das secas está diretamente relacionada ao fenômeno do aquecimento das águas do Oceano Pacífico, nas proximidades da costa oeste da América do Sul, denominado El Niño. Esse aquecimento do Pacífico, ocorre em períodos irregulares de três a sete anos, interferindo na circulação dos ventos em escala global, e conseqüentemente, na distribuição das chuvas no Sertão nordestino.

Questão 03:

1= Sobradinho
2= Cana-de-açúcar
3= SUDENE
4= Sal
5= Carnaúba
6= Aratu
7= Turismo
8= Agreste
9= São Francisco
10= Semi-árido

Questão 04:

a) O coronelismo, a Indústria da Seca e o curral eleitoral estão todos ligados, direta e indiretamente.
Todas estas são formas de se aproveitar da população nordestina (que é mais carente), desviando verbas necessárias na ajuda aos necessitados da seca, sendo usada pelos grandes fundiários para interesse próprio.
O coronelismo, por exemplo, era usado pelos grandes coronéis e latifundiários, para mostrarem aos mais pobres “quem mandava”. Usando dos artifícios que lhe eram convenientes para benefício próprio.
b) Corrupção do Norte = Rio Grande do Norte
Coação = Piauí
Propina do Norte = Maranhão
Quadrilha = Ceará
c) O autor nomeou de Geografia Brasileira porque ele tenta retratar a geografia brasileira no sentido da “corrupção presente” em cada estado, os desmandos políticos presentes em cada região brasileira.

Anônimo disse...

Isabella n°15 3°A
CONTINUAÇÃO:

Questão 05:

a) Meio-norte, Agreste, Zona da Mata e Sertão.
b) Bahia, Sergipe e Alagoas.
c) Salvador, Recife e Fortaleza.

Questão 06:

a) Por causa do El Niño, no nordeste ocorre uma diminuição no índice de chuvas. Algumas áreas do sertão nordestino podem ficar sem registrar nenhum índice de chuva nos meses de seca e nos meses em que pode chover não chove, sendo assim as secas duram até 2 anos em períodos de El Niño. Mas os períodos de seca não se limitam apenas ao sertão e até mesmo no litoral há um grande déficit de chuva. Os agricultores do nordeste também são prejudicados pela falta de chuva e sofrem graves perdas para a agricultura.
Já o La Nina pode vir a trazer frentes frias e uma possibilidade de chuvas acima da média na região.
Isso mostra a oscilação entre um fenômeno e outro, causando um desequilíbrio na região.
b) Rio perene é o aquele que nunca seca, seu fluxo de água é contínuo, fazendo contraste com o rio intermitente.
Já o rio intermitente é aquele que possui água apenas nos períodos de chuva, normalmente no inverso, e no período das secas. Já no verão, normalmente, ele desaparece.
Um rio perene do Nordeste é o Rio São Francisco, e o outro é o Rio Parnaíba

Questão 07:

a) A Indústria da Seca se refere a um planejamento de grupos de políticos que se aproveitam da seca nordestina em benefício próprio, como por exemplo, receber doações e verbas e usá-las para situações pessoais.
b) Segundo o texto, a economia cearense era baseada na pecuária, e quando foi atacada pela seca, tudo se perdeu. Hoje em dia a economia cearense é baseada principalmente na indústria e no turismo, deixando de lado a agropecuária.
c) A intenção do projeto de Transposição do Rio São Francisco é a irrigação da região Nordeste e semi-árida do Brasil.
A polêmica criada por esse projeto tem como base o fato de ser uma obra cara e que abrange somente 5% do território e 0,3% da população do semi-árido brasileiro e também que se a transposição for concretizada afetará intensamente o ecossistema ao redor de todo o rio São Francisco. Há também o argumento de que essa transposição só vai ajudar os grandes latifundiários nordestinos, pois grande parte do projeto passa por grandes fazendas e os problemas nordestinos não serão solucionados. O principal argumento da polêmica dá-se sobretudo pela destinação do uso da água: os críticos do projeto alegam que a água será retirada de regiões onde a demanda por água para uso humano e dessedentação animal é maior que a demanda na região de destino e que a finalidade última da transposição é disponibilizar água para a agroindústria e a carcinicultura.

Questão 08:

AGRESTE:
a) Possui solo essencialmente pedregoso, rios intermitentes (temporários), vegetação rala e de tamanho pequeno (mirtáceas, combretáceas, leguminosas e cactáceas). Tecnicamente o agreste junto ao sertão compõem o ecossistema denominado caatinga. b) É basicamente formado por pequenas e médias propriedades onde se pratica a policultura, frequentemente associada à pecuária extensiva e bacia leiteira.
c) Alagoas e Sergipe.

Anônimo disse...

1-
a) A vegetação natural no Sertão é predominantemente adaptada à seca (Xerófita), seja ela arbustiva ou herbácea. Temos em maior quantidade plantas como os cactos e as bromélias, plantas que são adaptadas ao clima semiárido possuindo, geralmente, folhas em forma de espinhos (aciculifoliadas) de modo a não ter uma intensa evapotranspiração, retendo suas reservas de água. Entretanto a Caatinga (clima sertanejo) sofre hoje, com o grave processo de desertificação e com a expansão do polígono das secas.
b) A economia do Sertão hoje se baseia principalmente na criação de gado bovino e em menor escala a criação de ovelhas e cabras. Estes se encontram como propriedade de grandes latifundiários que pagam misérias para o cuidado dos animais pelo povo nordestino. Junto ao gado vem o cultivo de espécies resistentes à seca como o algodão que diferente do milho e do feijão - que são pouco suscetíveis ao clima e ainda assim são alvos do investimento de pequenos produtores – necessitam de pouca irrigação e aguentam os longos períodos sem precipitação. Em terceiro lugar está a exploração da potencialidade frutífera com umbu, o araticum, o jatobá, o murici e o licuri.
2-
Quanto ao clima semiárido do nordeste pode se destacar como principal influente o relevo que cerca a região do Sertão com uma barreira geológica. Ela impede que as massas de ar úmidas sigam em direção ao continente devido à sua altitude. Quando as massas de ar ganham altitude para transpor essas barreiras elas acabam precipitando e seguindo secas para a direção da caatinga. Em segundo lugar temos o fenômeno do El niño que de 2 a 7 anos cria uma barreira de ar devido à mudança da temperatura das águas do pacífico e impede que as correntes úmidas sigam para o nordeste brasileiro e tornam o clima do sul mais úmido. Por último podemos citar também a ausência de rios de grande proporção ou grandes lagoas capazes de causar umidade suficiente para precipitações no polígono das secas.
3-
1-Sobradinho

2- cana-de-açúcar

3- SUDENE

4- Sal

5- Carnaúba

6- Aratu

7- Pecuária

8- Agreste

9- São Francisco

10- Semi-Árido
4-
a) A formação de currais eleitorais é uma “chantagem” ou “ameaça” que permeia o Brasil desde os tempos da república velha onde os grandes coronéis denominavam assim suas áreas de influência onde seus capangas conseguiam controlar os votos. A mesma estratégia acontece hoje no nordeste em estados como o Ceará, principalmente, onde a seca gera um desespero por parâmetros básicos de qualidade de vida que são utilizados pelos latifundiários como pretexto para a obtenção dos votos, dentre os recursos utilizados está a construção de açudes e a perfuração de poços obtendo uma quantidade “irrisória” de água, porém que para aquela população é indispensável. Eis aí, o cenário nordestino que se desenrola sobre a seca, principal responsável pela qualidade de vida de uns que tem muitos e outros que tem pouco, a indústria das secas, a obtenção de benfeitorias estatais como pretexto para o combate das secas.
b) Propininha – Pernambuco
Quadrilha – Ceará
Roubo – Paraíba
Corrupção do norte – Rio grande do Norte
c) Geografia é o estudo do espaço geográfico que serve de cenário e principal influente das realizações humanas, desde os fenômenos climáticos aos conflitos sociais que não indissociáveis. O autor utiliza como título Geografia Brasileira, dando uma conotação não somente de divisão espacial ou de relevo mas uma planificação que englobe ambos os aspectos, políticos e sociais.
5-
a) Zona da mata, Agreste, Caatinga e Mata dos Cocais.
b) Ceará, Pernambuco, Rio Grande do Norte.
c) Fortaleza (Ceará), Salvador (Bahia) e Natal (Rio Grande do Norte).

Paulo Henrique, nº24, 3A

Anônimo disse...

3-
1-Sobradinho

2- cana-de-açúcar

3- SUDENE

4- Sal

5- Carnaúba

6- Aratu

7- Pecuária

8- Agreste

9- São Francisco

10- Semi-Árido

4-
a) A formação de currais eleitorais é uma “chantagem” ou “ameaça” que permeia o Brasil desde os tempos da república velha onde os grandes coronéis denominavam assim suas áreas de influência onde seus capangas conseguiam controlar os votos. A mesma estratégia acontece hoje no nordeste em estados como o Ceará, principalmente, onde a seca gera um desespero por parâmetros básicos de qualidade de vida que são utilizados pelos latifundiários como pretexto para a obtenção dos votos, dentre os recursos utilizados está a construção de açudes e a perfuração de poços obtendo uma quantidade “irrisória” de água, porém que para aquela população é indispensável. Eis aí, o cenário nordestino que se desenrola sobre a seca, principal responsável pela qualidade de vida de uns que tem muitos e outros que tem pouco, a indústria das secas, a obtenção de benfeitorias estatais como pretexto para o combate das secas.
b) Propininha – Pernambuco
Quadrilha – Ceará
Roubo – Paraíba
Corrupção do norte – Rio grande do Norte
c) Geografia é o estudo do espaço geográfico que serve de cenário e principal influente das realizações humanas, desde os fenômenos climáticos aos conflitos sociais que não indissociáveis. O autor utiliza como título Geografia Brasileira, dando uma conotação não somente de divisão espacial ou de relevo mas uma planificação que englobe ambos os aspectos, políticos e sociais.
5-
a) Zona da mata, Agreste, Caatinga e Mata dos Cocais.
b) Ceará, Pernambuco, Rio Grande do Norte.
c) Fortaleza (Ceará), Salvador (Bahia) e Natal (Rio Grande do Norte).

Paulo Henrique, nº24, 3A

Anônimo disse...

6-
a) Os fenômenos El Niño e La Niña, são causados pelo aumento da temperatura das águas do leste do pacífico (costa peruana) e pelo resfriamento dessas águas, respectivamente. O que acontece é a diminuição das massas de ar que empurram as águas quentes em direção à Austrália consequentemente a água que está na superfície e encontra-se quente não é levada para o oeste e não ocorre o movimento cíclico desta. Normalmente ela seria empurrada (massa superficial de água) e parte das águas frias que encontram-se abaixo viria à superfície trazendo uma grande quantidade de matéria orgânica e junto dela muitos peixes e animais marinhos que acabam por ajudar na pesca etc. Devido ao comportamento anômalo chamado El Niño essa massa de ar vem com menos intensidade não empurrando a água quente para o oeste e formando uma barreira de ar quente sobre essas águas que sobe e impede que outras correntes úmidas sigam para o nordeste causando a seca. Durante a La Niña ocorre o contrário, uma massa fria predomina nessa região do pacífico e intensifica as correntes úmidas causando as enchentes. Como são fenômenos cíclicos que ocorrem geralmente um após o outro, foi dada essa explicação, essa crendice popular.
b) Rios intermitentes são aqueles que geralmente não tem vasão suficiente para suportar a estiagem e acabam por “sumir” nos períodos de secas e voltar nas épocas de chuvas, enquanto os perenes permanecem “vivos” durante o ano inteiro. No nordeste devido à seca temos em maior quantidade os rios intermitentes com exceção aos rios Parnaíba e São Francisco.
7-
a) A indústria das secas nordestinas é basicamente a configuração econômica e social que permeia aquela região desde os tempos de colonização. São os grandes latifundiários que retêm todo o dinheiro utilizando de suas terras e da água como forma de poder, sendo na manipulação de votos, na contratação de boias frias que recebem menos do que um salário mínimo para sustentar uma família, ou seja, no exercício do poder privado como forma de repressão e exploração.
b) A grande diferença entre a economia Cearense antiga e atual é sua capacidade, em meados do sec XIX com todos os problemas que se agravavam quanto à questão geográfica e econômica com a a mudança do polo produtor brasileiro logo no sec XX. Já hoje com o avanço e estabilização da economia os Cearenses vêm diversificando sua fonte de fluxo de capital e estão muito mais preparados para enfrentar problemas como foi a enchente.
c) A intensão do projeto é fazer canais que saiam do “Velho Chico” (principal rio nordestino) e que acabem irrigando e fornecendo água para municípios e teoricamente fornecerá água para cerca de 12 milhões de nordestinos direta e indiretamente através dos produtos que fortaleceram com a irrigação de novas áreas para o plantio. Entretanto, entre as grandes polêmicas desse projeto destacam-se: a inundação dessas áreas podendo atingir todos esses municípios e piorando o estado da situação ao diminuir a força do rio São Francisco. Também é colocado em foco o problema gerado pelo abastecimento desigual da população onde os grandes latifundiários reterão todos os benefícios fazendo comque esse projeto sirva apenas para reafirmar a disparidade e fortalecer a indústria das secas.
8-
a) A vegetação predominante é a mata atlântica como nós conhecemos em nosso litoral, tem um solo fértil que facilita a larga produção agrícola. Possui um clima tropical e úmido devido à sua maritimidade (percorre até cerca de 200km para o interior do continente).
b) Predomina a cultura canavieira, de tabaco e de cacau e principalmente atividades turísticas e voltadas para o público estrangeiro. A partir da década de 50 e 60 se desenvolve a indústria que ainda assim não é suficiente para absorver toda a massa trabalhadora que acabou vindo da área rural para as indústrias, daí o êxodo para o sul.
c) Pernambuco e Rio Grande do Norte

Paulo Henrique, nº24, 3A

Anônimo disse...

1- a- Esse bioma que se encontra no Sertão é a Caatinga, que é uma formação vegetal que podemos encontrar na região do semi-árido nordestino, e a vegetação natural é a forte presença de arbusto com galhos retorcidos e raízes profundas, presença de cactos e bromélias, e as folhas deste tipo de vegetação são de tamanho pequeno. Tendo alguns exemplos de vegetação: - Arbustos: aroeira, angico e juazeiro.
- Bromélias: caroá
- Cactos: mandacaru, xique-xique e xique-xique do sertão.
Sendo assim as espécies mais comuns nesse bioma.

b- A pecuária é a principal atividade econômica, ao lado do cultivo irrigado de frutas e flores. Além disso existe a apicultura que é a ciência, ou arte, da criação de abelhas com ferrão.


2- Umas das causas é o baixo índice de pluviosidade (escassez de água). E também tem o El Niño que é o nome dado a um fenômeno que ocorre nas águas do pacífico e que altera as condições climáticas em diversas partes do mundo, interfere na circulação dos ventos que afeta no nivel pluviométrico. A localização geográfica do sertão também contribuí para a alta radiação solar, pois esta bem próximo da linha do Equador.

3-1- sobradinho 2-cana de açucar 3-sudene 4-sal 5- carnauba 6- Aratu 7-turismo 8-agreste 9- são francisco 10- semiarido



4- a - Com a construção de açudes no Sertão, os políticos meio que fazem uma campanha a sociedade carente de água, deixando uma boa impresão e juntamente ao açude deixam um curral eleitoral, que não se relaciona com a questão social do povo do sertão, mas sim os votos que esse suposto mandante da obra irá receber que normalmente possuí uma grande quantidade de terras, deixando claro o coronelismo e a desigualdade social do Brasil.

b - RN - Rio Grande do Norte - Corrupção do Norte
PB - Paraíba - Roubo
PE - Pernambuco - Propininha
SE - Sergipe - Costa Quente

c - O autor ironizou de uma forma humorística as regiões, botando os pontos negativos principais da politica brasileira, caracterizando com palavras acontecimentos trágicos (para a sociedade) que ocorreram em cada estado. Deixando claro a corrupção no Brasil e com esse desenho um pouco desorganizado ele usa para caracterizar a má distribuição de terras.
Diego Machado 8 - 3ºB

Anônimo disse...

1)
a)A vegetação da caatinga é composta por plantas xerófitas. Isto porque ela é formada por espécies que acabaram desenvolvendo mecanismos para sobreviverem em um ambiente com poucas chuvas e baixa umidade. No bioma são comuns árvores baixas e arbustos. Espinhos estão presentes em muitas espécies vegetais. Nos cactos, por exemplo, eles são folhas que se modificaram ao longo da evolução, fazendo com que a perda de água pela transpiração seja menor.
b) Agropecuária vem tendo economia na região sul do nordeste entre BAHIA,SERGIPE e ALAGOAS,na Bahia mesmo o CACAU e o AZEITE DE DENDÊ,Sergipe a produção de Caju coco e feijão e Alagoas a cana-de-açúcar o 2º maior produto e de cana do Brasil,Fumo e a Bacia Leiteira na região de Batalha.
2) O Desmatamento faz com que a área de seca cresça gradativamente, e também por o sertão estar localizado no polígono das secas, sendo uma área eminente da seca nordestina.
3) Cruzadinha
1 – sobradinho
2- canadeaçucar
3 – SUDENE
4- Sal
5- Carnaúba
6- aratu
7 – pecuária
8 - Agreste
9 - Saofrancisco
10 – semiarido

Thiago, nº28, 3A

Anônimo disse...

5- a - Sertão: o sertão fica localizado, geralmente, no interior do Nordeste, possui clima semi-árido, em estados como Ceará e Rio Grande do Norte chega a alcançar o litoral, descendo mais ao sul, o sertão alcança o norte de Minas Gerais, no Sudeste. As chuvas são irregulares e escassas, existem constantes períodos de estiagem, a vegetação típica é a caatinga.
- Meio-Norte: o meio-norte é uma faixa de transição entre a Amazônia e o sertão, abrange os estados do Maranhão e Piauí, também é chamada de Mata dos Cocais, devido as palmeiras de babaçu e carnaúba, no litoral chove cerca de 2.000 mm anuais, indo mais para o leste e/ou para o interior esse número cai para 1.500 mm anuais, já no sul do Piauí, uma região mais parecida com o sertão só chove 700 mm por ano, em média.
- Agreste Nordestino: o agreste é uma zona de transição entre a Zona da Mata e o Sertão, localizado no alto do planalto da Borborema, é um obstáculo natural para a chegada das chuvas ao sertão, se estendendo do sul da Bahia até o Rio Grande do Norte. O principal acidente geográfico da região é o planalto da Borborema. Do lado leste do planalto estão as terras mais úmidas (Zona da Mata); do outro lado, para o interior, o clima vai ficando cada vez mais seco (sertão).

b- Sergipe, Pernambuco e Paraíba.

c- Salvador localizado na Bahia, Recife em Pernambuco e Fortaleza no Ceará.


6- O El Niño é o nome dado a um fenômeno que ocorre nas águas do pacífico e que altera as condições climáticas em diversas partes do mundo, interfere na circulação dos ventos e consequentemente afeta o nivel pluviométrico nordestino. La niña é exatamente o contrário em relação a temperatura. Isto faz com que a seca no nordeste seja ciclia isto é, temporadas de chuvas e secas agressivas. Justamnte por que enquanto o el niño causa a seca, a la nina causa a chuva.

Diego Machado 8 - 3b

Anônimo disse...

4)
a) Curral eleitoral era aonde um político tinha muita influência, detinha grande parte dos votos. Coronelismo é uma forma de autoritarismo que vem da época da colonização do Brasil, e indústria da seca é a forma de se aproveitar da seca do nordeste para conseguir benefícios perante ao governo. No nordeste os “coronéis” usavam de seu poder e de sua fama, para conseguir votos na época da eleição, e se aproveitava da seca nordestina para conseguirem benefícios para si próprio.
b) Rio grande do norte = Corrupção do norte, Ceará = Quadrilha, Paraíba = Roubo, Sergipe = Costa Quente
5)
a) Meio-norte, Sertão, Agreste, Zona da Mata
b) Paraíba, Pernambuco, Alagoas
c) Salvador, Recife, Fortaleza
6)
a) Pois durante o El nino (12 a 18 meses) as chuvas ficam escassas, é uma das conseqüências do fenômeno no Brasil, favorecendo ainda mais a seca, contra esse fenômeno, existe La nina, que aumenta a quantidade das chuvas, e diminuindo a seca nordestina, esse é o tempo que diz na crença, e que esta relacionado com esse fenômenos.
b) Os rios intermitentes dependem da estação, na época de chuva, seu fluxo de água é normal, já na seca, ficam completamente sem água, e os rios perenes tem seu fluxo de água durante todo o ano. (Rio São Francisco e Rio Uma)

Thiago, nº28, 3A

Anônimo disse...

7)
a) a Indústria da Seca, move milhões todo ano, pessoas que tem grande poder na região, se aproveitam da escassez de água e de outras coisas para terem benefícios do governo e enriquecerem as custas dessa verba, iludem a população menos orientada e com menos poder aquisitivo e as fazem crer em suas idéias de que vão melhorar e ajudar o povo nordestino, mas na verdade querem que o nordeste continue na seca, para poderem receber mais e mais verba e benefícios do governo.
b) Que ainda o Ceará tem sua economia baseada na seca e na ajuda do governo, mas que mesmo depois de tanto tempo existem as pessoas que se beneficiam desses problemas para enriquecer, deixando o estado e a população mais pobre em benefício próprio, desviando verbas que viriam para ajudar o estado.
c) A intenção é criar um caminho, para irrigar o sertão nordestino e outro para a região semi Arida, o projeto é tão polemico porque tamanho gasto abrangerá somente 5% do território e 0,3% da população, fora que mudará muito o ecossistema local, podendo acabar com varias espécies de animais e vegetais da região
8) Zona da Mata: após a planície costeira, aparecem as chapadas e sedimentações aplainadas. Grande número de pequenos rios que deságuam no Atlântico. Principais rios: São Francisco e Jaguaripe. Clima tropical úmido. Revestida originalmente pela Mata Atlântica. A principal economia da Zona da Mate move se em torno da agropecuária, indústria e serviços. Paraíba, Pernambuco e Sergipe.

Thiago, nº28, 3A

Anônimo disse...

7-a- Industria da seca: Os grandes latifundiários nordestinos, valendo-se de seus aliados políticos, interferem nas decisões tomadas, em escala federal, estadual e municipal. Beneficiam-se dos investimentos realizados e dos créditos bancários concedidos para benefício próprio, deixando sem verba o caminhamento adequado que esse dinheiro teria, que é para construção de açudes, melhor irrigação e outros.

b- A economia do Ceará é uma das que mais cresce nos últimos anos entre os estados do Nordeste. Sua industrialização vem superado limites, onde o governo tem trabalhado bastante na implantação de várias indústria no interior do Ceará, através de incentivos fiscais, tanto na pecuária, no artesanato, extrativismo vegetal e agricultura. Naquela época era mais canavieira, e a seca abalava muito, toda a população, principalmente e economicamente, porém hoje em dia a região esta muito mais forte, então com as secas que infelizmente ainda existem, o Ceará não fica mais tão abalado, por exemplo, a seca que ocorreu no ano de 1877, conhecida como Grande Seca, que durou até 1879 e levou milhares de pessoas a morte, não ocorre mais nos dias de hoje.

c- A idéia original de resolver o problema da seca nas regiões Norte e Nordeste do País, por meio da transposição do Rio São Francisco, já existia no Brasil desde a época do Império. Foi retomada durante os governos de Getúlio Vargas (1937-1945) e Fernando Henrique Cardoso (1994-1998), mas a polêmica sobre o projeto continua sem solução na gestão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Acredita-se que a obra é o primeiro passo para uma possível solução para os problemas da seca na região. “O projeto, do ponto de vista de sua importância e necessidade tem um lado bastante social. Mas não basta apenas fazer as barragens, perenizar os rios e pronto. É necessário investir em infra-estrutura de agricultura de áreas irrigadas, educação para os agricultores. Senão, não resolve”. Essa polêmica coincidentemente é política, deixando mais uma vez claro o curral eleitoral e a industria da seca, infelizmente.

8-
a- Sertão nordestino é uma área de transição entre as sub-regiões do agreste (seco) e meio-norte (úmido). Compreende uma faixa que vai desde o litoral do Rio Grande do Norte (até perto de Natal) e Ceará até a região sudoeste da Bahia, passando pelos estados de Pernambuco, Paraíba (exceto o litoral), um pouco da região noroeste de Alagoas e Sergipe, e quase todo o estado do Piauí, com exceção da parte mais próxima à fronteira com o Maranhão. O solo da região é antigo e em geral pouco profundo. A maior parte da região do sertão nordestino tem solo de embasamento cristalino com baixa capacidade de infiltração mas, em outros locais, nas bacias sedimentares, os solos são mais profundos permitindo uma maior infiltração e um melhor suprimento de água.
b- Apesar das adversidades impostas pelo clima, a economia da sub-região do sertão do Nordeste está ligada diretamente à atividade agropecuária, desse modo, para um bom desenvolvimento da mesma é indispensável que o clima contribua oferecendo condicionantes para que ocorra um plantio e que todas as etapas de uma lavoura não sejam prejudicadas por falta de umidade, e assim seus resultados produtivos não sejam influenciados pela composição climática que se apresenta nessa parte da região, especialmente em períodos de estiagem.
c- Bahia, Pernambuco e Ceará.

Anônimo disse...

1. a)A caatinga é típica de regiões com baixo índice de chuvas. é classificada como savana estépica. As principais características da caatinga é a forte presença de arbustos com galhos retorcidos e com raízes profundas,presença de cactos e bromélias, os arbustos costumam perder, quase que totalmente, as folhas em épocas de seca. As folhas deste tipo de vegetação são de tamanho pequeno.
b) Além da importância biológica, a caatinga apresenta um potencial econômico ainda pouco valorizado.
2. O Sertão não é uma área homogênea. Há uma grande variedade vegetal e paisagística, muito embora tenha como principal característica os baixos índices pluviométricos, elevada taxa de evaporação provocada pela forte insolação e baixa umidade relativa do ar. Possui baixa latitude, por conta da insolação recebida durante a maior parte do ano. As temperaturas mais elevadas estão localizadas no litoral. Com uma vegetação de caatinga, cuja densidade e porte vegetativo variam conforme as confições climáticas , as terras semi-áridas são bastante frágeis, Técnicas agrícolas com irrigação inagequada, pastoreio excessivo, desmatamento e queimada podem intensificar o processo de desertificação.as secas nordestinas são de origemm clímática, hídrica e geológica. Biaxos níveis de umidade e a irregularidade das precipitações pluviométricas fazem as zonas semi-áidas viverem longos períodos de carência hídrica.
3.CRUZADINHA ->1.Sobradinho 2.Cana de açúcar 3.Sudene 4.Sal 5.Carnaúba 6.Aratu 7.Turismo 8.Agreste 9.São Francisco 10.Semi-árido
PARTE1 Nicole Prust 3B- 26

Anônimo disse...

4. a) Um dos grandes problemas no Brasil é a má distribuição de terras, o índice de pobreza é mais alta no Norte e Nordeste, em relação bastante direta com os padrões regionais de desenvolvimento econômico. A seca, por exemplo, é um fenômeno ecológico que se manifesta na redução da produção agropecuária, provoca uma crise social e se transforma em um problema político, as conseqüências das grandes secas são a fome, a desnutrição, a miséria e a migração para os centros urbanos (êxodo rural). Na maioria das vezes o problema da seca costuma ser exagerado, de tal maneira que a maioria das pessoas pensam que ela é a maior causa da pobreza no Nordeste. Na verdade, o problema principal do Nordeste é de ordem social e tem origem não na escassez ou falta de chuvas, mas na desigual distribuição da terra e da renda gerada na região. Na verdade, não há falta água no Nordeste, faltam soluções para resolver a sua má distribuição e as dificuldades de seu aproveitamento.
A região nordeste é famosa por ter seu povo oprimido e explorado por coronéis, grandes latifundiários que utilizam mão-de-obra quase escrava em seus domínios, mantendo através da violência seu poder. Algumas soluções implicam a adoção de uma política oficial para a região, que respeite a realidade em que vive o nordestino, dando-lhes condições de acesso à terra e ao trabalho.
b) Costa Quente (Sergipe), Corrupção do Norte (Rio Grande do Norte), Trabalho Escravo (Bahia), Coação (Piauí)
c) O autor retrata a corrupção existente no país. Aonde não existe uma justiça séria, é claro que no Brasil existi sim pessoas honestas, mas há também um número muito maior de pessoas sem ética e sem respeito pelo próximo, que pensam só em si mesmas. As faltas de cumprimentos de leis, e a falta de valores humanos estão "exterminando" os valores éticos brasileiros,
5.a e b) Zona da Mata: localizada no leste, entre o planalto da Borborema e a costa, fica a Zona da Mata, que se estende do Rio Grande do Norte ao sul da Bahia, as chuvas são abundantes.
Agreste: é uma zona de transição entre a Zona da Mata e o Sertão, localizado no alto do planalto da Borborema, é um obstáculo natural para a chegada das chuvas ao sertão, se estendendo do sul da Bahia até o Rio Grande do Norte.
Sertão: fica localizado, geralmente, no interior do Nordeste, possui clima semi-árido, em estados como Ceará e Rio Grande do Norte chega a alcançar o litoral, descendo mais ao sul, o sertão alcança o norte de Minas Gerais, no Sudeste. As chuvas são irregulares e escassas, existem constantes períodos de estiagem, a vegetação típica é a caatinga.
Meio-Norte:é uma faixa de transição entre a Amazônia e o sertão, abrange os estados do Maranhão e Piauí, também é chamada de Mata dos Cocais, devido as palmeiras de babaçu e carnaúba
c) Fortaleza, Recife e Salvador
6.a) El Ninõ: São alterações significativas de curta duração(12 a 18 meses) na distribuição da temperatura da superfície da água do Oceano Pacífico, com profundos efeitos no clima. Estes eventos modificam um sistema de flutuação das temperaturas daquele oceano chamado Oscilação Sul. Em baixos e altos níveis da atmosfera, mantem as temperaturas acima da média e a baixa umidade relativa do ar na maior parte do Brasil. No Brasil a variação no volume de chuvas depende de cada região e da intensidade do fenômeno. A temperatura aumenta na maioria das regiões. Na região Nordestea diminuição de chuvas causando secas, se agrava a situação no Sertão nordestino e aumentam as chances de incêndios florestais na Amazônia.
El Ninã: corresponde ao resfriamento anômalo das águas superficiais do Oceano Pacífico Equatorial Central e Oriental formando uma “piscina de águas frias” nesse oceano, rata-se de um fenômeno natural que produz fortes mudanças na dinâmica geral da atmosfera, alterando o comportamento climático. Consequentimente, o aumento das chuvas na região nordeste do Brasil, principalmente no setor norte, a qual corresponde os estados do Maranhão, Piauí, Ceará e oeste do Rio Grande do Norte.

Parte2 Nicole Prust 3B-26

Anônimo disse...

6.a) El Ninõ: São alterações significativas de curta duração (12 a 18 meses) na distribuição da temperatura da superfície da água do Oceano Pacífico, com profundos efeitos no clima. Estes eventos modificam um sistema de flutuação das temperaturas daquele oceano chamado Oscilação Sul. Em baixos e altos níveis da atmosfera, mantem as temperaturas acima da média e a baixa umidade relativa do ar na maior parte do Brasil. No Brasil a variação no volume de chuvas depende de cada região e da intensidade do fenômeno. A temperatura aumenta na maioria das regiões. Na região Nordestea diminuição de chuvas causando secas, se agrava a situação no Sertão nordestino e aumentam as chances de incêndios florestais na Amazônia.
El Ninã: corresponde ao resfriamento anômalo das águas superficiais do Oceano Pacífico Equatorial Central e Oriental formando uma “piscina de águas frias” nesse oceano, rata-se de um fenômeno natural que produz fortes mudanças na dinâmica geral da atmosfera, alterando o comportamento climático. Consequentimente, o aumento das chuvas na região nordeste do Brasil, principalmente no setor norte, a qual corresponde os estados do Maranhão, Piauí, Ceará e oeste do Rio Grande do Norte.
b) Rios perenes são rios cujas águas não secam, mesmo nos períodos de pouca precipitação. Esses rios são muito importantes em regiões de climas secos, árido, e semi-árido, principalmente na agricultura. Exemplo: Rio São Francisco e Tocantins.
Rios intermitentes são rios temporários que secam nos períodos com pouca precipitação.

Parte4 Nicole 3B 26

Anônimo disse...

7.a) A Industria da Seca é o planejamento de grupos econômicos e políticos, aonde se aproveitam do fenômeno natural da seca da região Nordeste em benefício. Trata-se de um fenômeno político segundo o qual latifundiários nordestinos e seus aliados políticos nas diversas esferas de governo utilizam a seca para angariar recursos públicos a pretexto de combatê-la. Tais recursos são aplicados em benfeitorias em suas propriedades particulares, como por exemplo, a utilização de "frentes de trabalho", pagas pelo governo, para construir açudes em suas terras.
Essa "indústria" aumentou ainda mais as disparidades entre proprietários e trabalhadores rurais. Essa situação serviu para preservar o coronelismo e muitas vezes reforçar o clientelismo.
b) A história da seca no Nordeste existe desde a descoberta. Em toda a região existem relatos de destruição, fome e êxodo que quase deixaram a zona rural desabitada. Por mais que tentasse, sem água era impossível o sertanejo manter as lavouras e a própria sobrevivência. Doenças, desnutrição e mortalidade infantil faziam parte do nosso dia-a-dia, a água "salgada" não servia para sequer, alimentar os animais. A grande seca no Ceará começou em 1791 e foi até 1793. Em Aracati houve grande aglomerão de retirantes, com isso morreram cerca de 600 pessoas de varíola. Os indios morreram ou fugiram para o interior do Piaui e maranhão, restando muito poucos.
Hoje, a situação não muda muito, no estado do Ceará, possui a operação pipa, aonde o exército retomou a distribuição de água em 73 municípios do estado cearense.
c) A transposição do rio São Francisco se refere ao polêmico e antigo projeto de transposição de parte das águas. A polêmica criada por esse projeto tem como base o fato de ser uma obra cara e que abrange somente 5% do território e 0,3% da população do semi-árido brasileiro e há também que se a transposição for concretizada afetará intensamente o ecossistema ao redor de todo o rio São Francisco, também o argumento de que essa transposição só vai ajudar os grandes latifundiários nordestinos pois grande parte do projeto passa por grandes fazendas e os problemas nordestinos não serão solucionados.

Nicole 3B 26

Anônimo disse...

7.c) A transposição do rio São Francisco se refere ao polêmico e antigo projeto de transposição de parte das águas. A polêmica criada por esse projeto tem como base o fato de ser uma obra cara e que abrange somente 5% do território e 0,3% da população do semi-árido brasileiro e há também que se a transposição for concretizada afetará intensamente o ecossistema ao redor de todo o rio São Francisco, também o argumento de que essa transposição só vai ajudar os grandes latifundiários nordestinos pois grande parte do projeto passa por grandes fazendas e os problemas nordestinos não serão solucionados.
8. A Zona da Mata é uma subregião litorânea do nordeste que se estende do Rio Grande do Norte até o sul da Bahia, formada por uma estreita faixa de terra situada no litoral. A vegetação original na zona da mata era predominantemente Mata Atlântica. É uma área com alto nível de urbanização, além de concentrar os principais centros regionais do Nordeste. No setor agrícola, destaca-se as grandes propriedades de tabaco, cana-de-açúcar e cacau. Existe uma larga produção agrícola, devido ao solo fértil. Seu clima é tropical úmido que apresenta regularidade de chuva. Culturas:Cana-de-açúcar,cacau,tabaco e lavoura de subsistência.Econômia: Os antigos engenhos foram substituídos por usinas de açúcar e álcool.Mas a cana permaneceu como produto principal da faixa litorânea do Nordeste, a produção de cana, açúcar e álcool do Centro-Sul evoluiu tecnicamente, superando a produção da Zona da Mata. No litoral da Bahia, principalmente na área do Recôncavo Baiano, nas proximidades de Salvador, apareceram importantes culturas de tabaco. No sul da Bahia, na área das cidades de Ilhéus e Itabuna, concentraram-se as fazendas de cacau. Na economia da Zona da Mata destacam-se as indústrias, a criação de gado leiteiro e plantações de cana-de-açúcar, café, milho e feijão. A cana-de-açúcar ainda é dominante na região.
Nicole 3B 26

apoloit disse...

APOLO - nº02 | 3ºB

(PARTE 1)

1- a) O bioma presente no sertão é a caatinga, onde predomina a vegetação esparsa (pequeno porte). Lá, encontramos cactáceas como o mandacaru, arbustos como o angico e também bromélias como a caroá. A vegetação costuma possuir galhos retorcidos e raízes profundas, com pequenas folhas, adaptações ao clima semi-árido.
b) A pecuária é a principal fonte de econômica, seguindo do cultivo de frutos e flores por meio da irrigação. Podemos citar a apicultura também, que é um investimento crescente em regiões como o Pernambuco.

2- Existem os baixos índices pluviométricos, afetados pela dinâmica de massas de ar no globo. O fenômeno do El Niño, provocado pelo aquecimento das águas do Pacífico, interfere no ciclo dos ventos, o que pode causar a falta de chuvas no sertão. O bioma da caatinga contribui para a falta de umidade no ar, devido a vegetação ser escassa. As temperaturas elevadas da região favorecem o aumento do período de seca, devido o nordeste se localizar próximo à linha do Equador, onde a incidência de raios solares é considerável. Outro problema é a falta de água em determinados pontos do sertão, o que também diminui a umidade do ar, contribuindo para a seca.

3- 1. SOBRADINHO; 2. CANA DE AÇUCAR; 3. SUDENE; 4. SAL; 5. CARNAÚBA; 6. ARATU; 7. TURISMO; 8. AGRESTE; 9. SÃO FRANCISCO; e 10. SEMI-ARIDO.

4- a) O Brasil é um dos países onde a má distribuição de terras é uma das piores do mundo. Se pensarmos no Nordeste, a situação se agrava. Lá existe toda uma política do coronelismo, isto é, grandes propriedades na mão dos poderosos: os coronéis. São eles que bancam a construção de açudes, projetos formulados pelo governo para atender à demanda de água da população carente principalmente do sertão. Por trás do pretexto de acabar com a sede, ocorrem os interesses da chamada Indústria da Seca. A construção de açudes ilude a população carente, que desde o século XVI não teve a instrução necessária para perceber a roubalheira que ocorre na região. É aí que entra o curral eleitoral, a política do pão e circo que é o reflexo da lógica capitalista: se vende o voto para comprar o eleitor, e o produto secundário é a honestidade. E nessa troca de favores, onde mais de 50% dos políticos brasileiros possuem a chamada ficha suja, o Estado mantém o auxílio econômico aos coronéis que permutam o sistema corrupto que se instalou no Nordeste, uma região tão rica e que não precisaria ser sinônimo de pobreza, como o é na concepção popular.
b) Bahia (Trabalho Escravo), Rio Grande do Norte (Corrupção do Norte), Ceará (Quadrilha) e Sergipe (Costa Quente).
c) O autor faz uma ironia com os problemas brasileiros, de forma a não ser excludente. Pois ele inclui todos os estados brasileiros, ou desse suposto país, às temáticas relacionadas com a corrupção. Em outras palavras, o autor chama a charge de “Geografia Brasileira” pois quer mostrar a verdadeira porém omitida face de nosso país.

apoloit disse...

APOLO - nº 02 | 3ºB

(PARTE 2)

5- a) Agreste (RN, PB, PE, SE, AL e BA). Zona da Mata (RN, PB, PE, SE, AL e BA). Meio Norte (PI e MA). Sertão (RN, PB, PE, SE, AL, BA, CE e PI).
b) O maior estado é a Bahia, o menor é Sergipe e o que faz fronteira com a região da Amazônia é o estado do Maranhão.
c) Recife em Pernambuco, Salvador na Bahia e Fortaleza no Ceará.

6- a) O fenômeno do El Niño, provocado pelo aquecimento das águas do Pacífico leste, interfere na circulação natural dos ventos. Em condições normais, uma massa de ar viria do leste e ao chegar ao oeste, onde se encontra a América do Sul, provocaria precipitação. Com o El Niño no leste, as massas de ar se deslocam de ambas as direções, se chocando no meio do caminho, o que explica a falta de chuva presente na região nordestina, uma vez que há o enfraquecimento dos ventos alísios e também uma massa de ar que se forma na troposfera ao descer para o Nordeste e parte da Amazônia impede a formação de nuvens. Já a La Ninã é o resfriamento das águas do Pacífico leste, o que intensifica os ventos alísios e provoca intensas chuvas na região oeste, ocorrendo as secas cíclicas, períodos de seca com o El Niño e períodos de chuva com a La Niña.
b) Rios intermitentes são temporários, ou seja, secam no período de falta de chuva, mas voltam a se encher no período de chuvas. Rios perenes são aqueles que permanecem cheios o ano inteiro. Os únicos rios perenes do Nordeste são o rio São Francisco e rio Parnaíba.

7- a) A Indústria da Seca, como o texto diz, é uma forma político-econômica de se justificar a pobreza do Nordeste com a fatalidade da seca. O nome “indústria” remete ao lucro gerado pelos desvios de dinheiro e da concentração de terras, comuns na região, e que compõem fontes altamente vantajosas de verba para os coronéis seculares que permanecem no local. Tudo isso não passa de uma maneira de dizer que no Brasil ainda existe a corrupção. É por isso que o governo planeja projetos como a Transposição do Rio São Francisco prometendo que tudo vai ficar bem. A questão é que se já fazem mais de três séculos que o problema da seca atinge o nordeste, essa máscara que oculta a miséria de boa parte dos nordestinos não vai resolver o problema da seca de uma hora para outra.
b) O projeto visa o abastecimento hídrico aproveitando-se as águas do Rio São Francisco. Tem por objetivo levar parte dessa água até os afluentes intermitentes do rio, o que abasteceria a população próxima à Bacia do São Francisco da região nordeste. A polêmica gira em torno dos reais objetivos do projeto. Alguns esquerdistas acreditam que a real finalidade é permutar o “curral eleitoral”, uma vez que serão gastos milhões de reais dos cofres públicos para atender apenas a 0,3% da população carente. Outro motivo de polêmica é a questão ecológica. Alguns ambientalistas acreditam que a ação de modificar o volume natural dos afluentes pode causar problemas para as espécies animais e vegetais locais.

8- ZONA DA MATA:
a) Clima tropical úmido, área remanescente da Mata Atlântica, região litorânea, se estende do litoral para 200 km do interior do país.
b) Podemos citar a agricultura de subsistência, o turismo e a cultura de produtos como o tabaco, cana-de-açúcar e o cacau.
c) Bahia e Rio Grande do Norte.

Anônimo disse...

fritz n°10 3ªA
1-a)seu bioma é a caatinga, sua vegetaçao sao em sua maioria xerofitas com perda de vegetação na epoca da seca forte presença de arbustos com galhos retorcidos e com raízes profundas; presença de cactos e bromélias; os arbustos costumam perder, quase que totalmente, as folhas em épocas de seca (propriedade usada para evitar a perda de água por evaporação); as folhas deste tipo de vegetação são de tamanho pequeno;
b)petróleo, rebanho caprino, espécies como o pau-ferro, a catingueira verdadeira, a catingueira rasteira,
2-diferença de temperatura superficial das águas do Atlântico Norte, que são mais
quentes, e do Sul mais frias; deslocamento da Zona de convergência
intertropical para o Hemisfério Norte, em épocas previstas para permanência no Sul
3-cruzadinha:
1-sobradinho,2-cana-de-açucar ,3-sudene,4-sal,5-carnauba,6-aratu,7-turismo,8-agreste,9-são francisco,10-semiarido
4)a) os nordestinho eram muito influenciados pelos coronéis na hora da eleição, criando uma ligação entre os políticos e os coronéis, trazendo na charge características como corrupção, propina e quadrilha.
b)Bahia, Rio Grande do Norte, Paraíba, alagoas.
c)para fazer uma comparação com o mapa geográfico brasileiro, só que ao invés de trazer dados faz um sátira com caracteristicas com relação a política de cada estado.
5-a)meio-norte,sertao,agreste nordestino,zona da mata;
b)bahia, maranhao rio grande do norte
c)salvador, recife,fortaleza.

Anônimo disse...

fritz N°10 3ªA
6)a) El Niño é um fenômeno que ocorre com o aquecimento das águas do Pacífico, elas se formam então uma massa de ar quente que sobe e impede a descida das massas mais frias. ela atravessa a Cordilheira dos Andes e passa pela floresta amazônica que tem também a produção da massa tropical úmida e é também quente e úmida. Esta grande massa geralmente age sobre a região do interior do nordeste deixando as terras imensamente áridas, esse fenômeno ocorre entre períodos de variam de dois a doze anos, coincidindo com anos terminados em dois, La niña seria um proceso inverso que conindiria com anos terminados em quatro.
b) Os rios perenes são alimentados pelas águas das chuvas,derretimento das neves ou geleiras,durante o ano todo,no caso do Brasil pela cordilheira dos andes.
Já os rios intermitentes ,são rios de regiões áridas ou semi-áridas,portanto,sujeitos a estiagem e seus leitos secam nesses períodos. São Francisco, Rio Parnaíba
7)a)” Indústria da seca” é um termo utilizado para designar a estratégia de alguns políticos que aproveitam a tragédia da seca na região nordeste do Brasil para ganho próprio, com doações.
b) Apartir da década de 1960 houve uma progressiva industrialização e urbanização, que ganhou impulso a partir da década de 1980, em parte devido à política de concessão de benefícios fiscais a empresas que se instalassem no estado.[125] Atualmente, embora sendo ainda uma economia sub-industrializada em relação a vários outros estados do Brasil, a economia cearense não é mais baseada sobretudo nas atividades agropecuárias, sendo preponderante o setor terciário de comércio e serviços, com grande destaque para o turismo. Apesar disso, aquelas ainda possuem grande relevância na economia do estado, em especial a pecuária, mas há também crescente importância de cultivos não-tradicionais no estado, como a produção de frutas e legumes no Vale do Rio Jaguaribe e de flores na Serra da Ibiapaba e no Cariri.
c)Essa transposição seria um divisão que levaria água para milhões de nordestinos que não tem água, mais também há essa grande polemica por que alagaria muitas áreas, então será que o baneficio é maior que o que será perdido com essas alagações?.
8)a)meio-norte é um área de transição entre o sertão semi-árido e a Amazônia tropical, grade variação de chuvas, vegetação típica formada por palmeiras de babaçu e coqueiros de carnaúba (a Mata dos Cocais
b)cultivo de arroz, algodão e criaçao de bolvinos.
c)maranhão e Piauí.

Anônimo disse...

Gabriela nº11 3ºA

Questão 1 -
a)A vegetação do Sertão Nordestino é a Caatinga, que é o único bioma exclusivamente brasileiro. As plantas da caatinga são xerófilas, ou seja, adaptadas ao clima seco e a pouca quantidade de água. Muitas plantas possuem espinhos e poucas folhas para poder armazenar por mais tempo a água, e as folhas dessa vegetação têm um tamanho pequeno. Tem forte presença de arbustos, com raízes profundas,como a aroeira, o angico e o juazeiro; cactos como o mandacaru, xique-xique e xique-xique do sertão; e bromélias como caroá.

b)No sertão predomina a agricultura familiar de subsistência, prejudicada às vezes pelas secas. A pecuária no sertão também sofre com as secas, assim, a criação de caprinos, mais resistentes, tem maior importância econômica e alimentar. Porcos, aves e ovinos também são criados. A maior parte da produção animal é consumida na região.

Questão 2 - A região está localizada numa área em que as chuvas ocorrem poucas vezes durante o ano (média inferior a 1000 mm) concentradas em um curto período (três meses ao ano). Esta área recebe pouca influência de massas de ar úmidas e frias vindas do sul, pois quando essas massas de ar chegam na região, já perderam grande parte da sua umidade. Logo, permanece durante muito tempo, no sertão nordestino, uma massa de ar quente e seca, não gerando precipitações pluviométricas.
O desmatamento na região da Zona da Mata também contribui para o aumento da temperatura na região do sertão nordestino.

Questão 3 -
Horizontal:
4- Sal
5- Carnaúba
8- Agreste
9- SãoFrancisco
10- SemiÁrido
Vetical:
1- Sobradinho
2- CanaDeAçúcar
3- SUDENE
6- Aratu
7-Turismo

Anônimo disse...

Gabriela 3ºA nº11

Questão 4 -
a) Na época em que vigorou o sistema conhecido como coronelismo, os coronéis, que controlavam a política, acabavam comprando votos para seus candidatos, trocavam os votos por bens materiais, e também os alteravam. Como o voto era aberto, os coronéis mandavam capangas para os locais de votação, com objetivo de intimidar os eleitores e ganhar votos. As regiões controladas politicamente pelos coronéis eram conhecidas como currais eleitorais. Atualmente pode-se notar que essa situação não mudou muito, e muitos políticos continuam atuando como tais. Como o exemplo da Indústria da Seca, onde os políticos recebem doação e dinheiros que são para os benefícios da região, ou por exemplo, o dinheiro que ganhariam para uma construção de açudes no Nordeste, para usar em benefício próprio, e dos latifundiários.

b) Quadrilha (Ceará), Roubo (Paraíba), Propina do Norte (Maranhão) e Corrupção do Norte (Rio Grande do Norte)

c) Pois no Brasil inteiro há corrupção política, então pra representar isso, dividiu os estados em cada palavra que fale sobre essa injustiça com o povo.

Questão 5 –
a) Meio-norte, localizado nos estados do Maranhão e Piauí, entre a Amazônia e o Sertão.
O Sertão, localizado no interior do nordeste, nos estados do Ceará e Rio Grande do Norte, alcança o litoral e o sul, e chega a alcançar o norte de Minas Gerais, no Sudeste.
O Agreste Nordestino, está localizado entre o Sertão e a Zona da Mata, no Planalto da Borborema, se estende ao sul da Bahia até o Rio Grande do Norte.
A Zona da Mata fica localizada no leste, entre o Planalto da Borborema e a costa. Se estende do Rio Grande do Norte ao sul da Bahia.

b) Maranhão, Piauí e Ceará.

c)Salvador, Campina Grande e Arapiraca.

Questão 6 –
a) El Niño: Foi observado que uma certa época do ano (próxima ao Natal), a temperatura das águas do Oceano Pacífico ficavam mais elevadas, consequentemente, diminuia a pesca. O que ocasiona esse aumento de temperatura das águas é o vento que sopra do leste para o oeste, ou seja, desloca a água da faixa tropical que está aquecida pelo sol e aumenta o nível do oceano. Provoca mudanças climáticas nas regiões afetadas diretamente, e também no mundo todo.
La Ninã: Caracteriza-se pelo esfriamento das águas superficiais da região Equatorial do Oceano Pacífico, ocorre também no final do ano, subsequente ao El Niño. Também é provocado pela força e pela direção do vento que ocasionam as diferenças na temperatura e na pluviosidade nos continentes que circundam aquele oceano.
Os efeitos que esses fenômenos causam, podem afetar o mundo inteiro. O El Niño pode causar seca em uma região e aquecimento em outra. Nos oceanos também ocorrem esses fenômenos, em virtude da direção e força dos ventos. Então, consequentemente, o aquecimento ou resfriamento das águas alteram na agricultura, no clima, e na qualidade de vida das pessoas. Sendo assim, no Brasil, na região Nordeste, ocorrem secas severas em certas épocas do ano.

b)Rios Perenes: Curso da água que mantém constante o seu fluxo, durante qualquer estação do ano.
Rios Intermitentes: Apenas em épocas de chuva os rios intermitentes mantém seu fluxo, porém, em épocas mais quentes, como o verão, esses rios desaparecem.
Os rios Tocantins e São Francisco são os dois únicos rios perenes da região Nordeste.

Anônimo disse...

Questão 4 -
a) Na época em que vigorou o sistema conhecido como coronelismo, os coronéis, que controlavam a política, acabavam comprando votos para seus candidatos, trocavam os votos por bens materiais, e também os alteravam. Como o voto era aberto, os coronéis mandavam capangas para os locais de votação, com objetivo de intimidar os eleitores e ganhar votos. As regiões controladas politicamente pelos coronéis eram conhecidas como currais eleitorais. Atualmente pode-se notar que essa situação não mudou muito, e muitos políticos continuam atuando como tais. Como o exemplo da Indústria da Seca, onde os políticos recebem doação e dinheiros que são para os benefícios da região, ou por exemplo, o dinheiro que ganhariam para uma construção de açudes no Nordeste, para usar em benefício próprio, e dos latifundiários.

b) Quadrilha (Ceará), Roubo (Paraíba), Propina do Norte (Maranhão) e Corrupção do Norte (Rio Grande do Norte)

c) Pois no Brasil inteiro há corrupção política, então pra representar isso, dividiu os estados em cada palavra que fale sobre essa injustiça com o povo.

Questão 5 –
a) Meio-norte, localizado nos estados do Maranhão e Piauí, entre a Amazônia e o Sertão.
O Sertão, localizado no interior do nordeste, nos estados do Ceará e Rio Grande do Norte, alcança o litoral e o sul, e chega a alcançar o norte de Minas Gerais, no Sudeste.
O Agreste Nordestino, está localizado entre o Sertão e a Zona da Mata, no Planalto da Borborema, se estende ao sul da Bahia até o Rio Grande do Norte.
A Zona da Mata fica localizada no leste, entre o Planalto da Borborema e a costa. Se estende do Rio Grande do Norte ao sul da Bahia.

b) Maranhão, Piauí e Ceará.

c)Salvador, Campina Grande e Arapiraca.

Anônimo disse...

Questão 6 –
a) El Niño: Foi observado que uma certa época do ano (próxima ao Natal), a temperatura das águas do Oceano Pacífico ficavam mais elevadas, consequentemente, diminuia a pesca. O que ocasiona esse aumento de temperatura das águas é o vento que sopra do leste para o oeste, ou seja, desloca a água da faixa tropical que está aquecida pelo sol e aumenta o nível do oceano. Provoca mudanças climáticas nas regiões afetadas diretamente, e também no mundo todo.
La Ninã: Caracteriza-se pelo esfriamento das águas superficiais da região Equatorial do Oceano Pacífico, ocorre também no final do ano, subsequente ao El Niño. Também é provocado pela força e pela direção do vento que ocasionam as diferenças na temperatura e na pluviosidade nos continentes que circundam aquele oceano.
Os efeitos que esses fenômenos causam, podem afetar o mundo inteiro. O El Niño pode causar seca em uma região e aquecimento em outra. Nos oceanos também ocorrem esses fenômenos, em virtude da direção e força dos ventos. Então, consequentemente, o aquecimento ou resfriamento das águas alteram na agricultura, no clima, e na qualidade de vida das pessoas. Sendo assim, no Brasil, na região Nordeste, ocorrem secas severas em certas épocas do ano.

b)Rios Perenes: Curso da água que mantém constante o seu fluxo, durante qualquer estação do ano.
Rios Intermitentes: Apenas em épocas de chuva os rios intermitentes mantém seu fluxo, porém, em épocas mais quentes, como o verão, esses rios desaparecem.
Os rios Tocantins e São Francisco são os dois únicos rios perenes da região Nordeste.

Questão 7 -
a) Sempre culpam a seca do Nordeste pelos seus problemas sociais, mas a seca não é a única responsável por isso. Grupos políticos e econômicos aproveitam essa dificuldade que o Nordeste tem, e usam como desculpa para o próprio benefício. Latifundiários, com seus aliados políticos, acabam desviando o dinheiro que recebem de doações para a região e o usando para, por exemplo, a utilização de frentes de trabalho em suas terras, para construir açudes. Quem mais sofre com isso é toda a população nordestina, para que os políticos possam ter benefícios.

b) No Ceará, na época citada no texto, com a seca teve sua economia muito abalada. Essa economia ganhou impulso na década de 80, que resultou em uma progressiva industrialização e urbanização. Apesar de ser uma economia sub-industrializada em relação aos outros estados do Brasil, sua economia não se baseia mais apenas em agropecuária.

c) O projeto “Transposição do Rio São Francisco” é bastante polêmico pois engloba não apenas em querer resolver os problemas da seca do semi-árido nordestino, mas também é muito delicado pelo fato de que irá afetar um dos rios mais importantes do Brasil, tanto na sua extensão e manutenção da biodiversidade, quanto para o transporte.

Anônimo disse...

Questão 6 –
a) El Niño: Foi observado que uma certa época do ano (próxima ao Natal), a temperatura das águas do Oceano Pacífico ficavam mais elevadas, consequentemente, diminuia a pesca. O que ocasiona esse aumento de temperatura das águas é o vento que sopra do leste para o oeste, ou seja, desloca a água da faixa tropical que está aquecida pelo sol e aumenta o nível do oceano. Provoca mudanças climáticas nas regiões afetadas diretamente, e também no mundo todo.
La Ninã: Caracteriza-se pelo esfriamento das águas superficiais da região Equatorial do Oceano Pacífico, ocorre também no final do ano, subsequente ao El Niño. Também é provocado pela força e pela direção do vento que ocasionam as diferenças na temperatura e na pluviosidade nos continentes que circundam aquele oceano.
Os efeitos que esses fenômenos causam, podem afetar o mundo inteiro. O El Niño pode causar seca em uma região e aquecimento em outra. Nos oceanos também ocorrem esses fenômenos, em virtude da direção e força dos ventos. Então, consequentemente, o aquecimento ou resfriamento das águas alteram na agricultura, no clima, e na qualidade de vida das pessoas. Sendo assim, no Brasil, na região Nordeste, ocorrem secas severas em certas épocas do ano.

b)Rios Perenes: Curso da água que mantém constante o seu fluxo, durante qualquer estação do ano.
Rios Intermitentes: Apenas em épocas de chuva os rios intermitentes mantém seu fluxo, porém, em épocas mais quentes, como o verão, esses rios desaparecem.
Os rios Tocantins e São Francisco são os dois únicos rios perenes da região Nordeste.

Anônimo disse...

Gabriela 3ºA nº11
Questão 7 -
a) Sempre culpam a seca do Nordeste pelos seus problemas sociais, mas a seca não é a única responsável por isso. Grupos políticos e econômicos aproveitam essa dificuldade que o Nordeste tem, e usam como desculpa para o próprio benefício. Latifundiários, com seus aliados políticos, acabam desviando o dinheiro que recebem de doações para a região e o usando para, por exemplo, a utilização de frentes de trabalho em suas terras, para construir açudes. Quem mais sofre com isso é toda a população nordestina, para que os políticos possam ter benefícios.
b) No Ceará, na época citada no texto, com a seca teve sua economia muito abalada. Essa economia ganhou impulso na década de 80, que resultou em uma progressiva industrialização e urbanização. Apesar de ser uma economia sub-industrializada em relação aos outros estados do Brasil, sua economia não se baseia mais apenas em agropecuária.
c) O projeto “Transposição do Rio São Francisco” é bastante polêmico pois engloba não apenas em querer resolver os problemas da seca do semi-árido nordestino, mas também é muito delicado pelo fato de que irá afetar um dos rios mais importantes do Brasil, tanto na sua extensão e manutenção da biodiversidade, quanto para o transporte.

Questão 8 -
Meio-norte
a) Se localiza entre a Amazônia equatorial e o Sertão semi-árido, e é considerada uma área de transição climática. Apresenta grande variação na quantidade de chuva, e vegetação típica formada por palmeiras de babaçu e coqueiros de carnaúba. Também é chamada de Mata dos Cocais.
b) Por causa da variação das chuvas, a agricultura é bastante pobre, limitada ao cultivo de arroz. A atividade econômica secundária é pecuária de leite, e até parte do séc. XIX, a economia era baseada no cultivo e exploração de algodão.
c) Piauí e Maranhão

Anônimo disse...

5- a) Zona da mata (vai do Estado do Rio Grande do Norte à Bahia, litoral leste da região nordeste).
Agreste (faixa de transição entre a zona da mata e o sertão)
Sertão (parte maior e central do nordeste)
Meio norte (faixa de transição entre o sertão e a amazônia)
b) Rio Grande do Norte, Ceará e Bahia.
c) Salvador - Bahia (produtos químicos, alimentos, bebidas, metalurgia, automóveis, combustíveis);
Fortaleza - Ceará (indústria de máquinas, materiais elétricos, tecidos, calçados, alimentos e álcool);
Recife - Pernambuco (alimentos, metalurgia, produtos químicos, produção de álcool e refino de petróleo).
6- a) O El niño é o fenômeno onde ocorre o aquecimento do Oceano Pacífico pela maior temperatura e evaporação. As nuvens que se direcionam para o oeste passam pela Cordilheira dos Andes, o que causa chuvas orográficas e as nuvens seguem secas para o Brasil. Isso provoca a escassez de chuva no Nordeste e maior precipitação no sul, a cada 7 anos. Já o La Niña, caracteriza-se pelo fenômeno contrário do El Niño, onde ocorre o resfriamento do Oceano Pacífico e um período de chuvas no Nordeste e menos chuva no sul.
b) Rios intermitentes são rios que só tem água durante o período de chuva, como os de regiões áridas ou semi-áridas, portanto, sujeitos a estiagem e leitos secos quando não há precipitação.
Rios perenes são os rios alimentados pelas águas das chuvas, derretimento das neves ou geleiras, durante o ano todo.
Rios perenes no Nordeste: Rio São Francisco, do qual é desviada água para irrigação em alguns locais e que também é fonte de energia através de hidrelétricas como a de Sobradinho (BA); e rio Parnaíba.
7- a) Indústria da seca é o termo utilizado para designar a estratégia de alguns políticos que aproveitam a tragédia da seca na região nordeste do Brasil para ganho próprio. Eles utilizam da calamidade para conseguir mais verbas, incentivos fiscais e concessões de crédito às custas da propaganda de que o povo está morrendo de fome. Enquanto isso, o pouco dos recursos que realmente são empregados na construção de açudes e projetos de irrigação são construídos em propriedades privadas de grandes latifundiários que os usam para fortalecer seu poder e quem sofre com isso é o povo que não consegue ter o abastecimento de água.
b) Nenhuma, pois no período citado no texto e atualmente os políticos ainda continuam usando a seca do nordeste para se beneficiarem, através de verbas para a região. Isso faz com que o Nordeste seja visto como um área predestinada a ser de seca e miserável, sendo que não é bem assim, pois é possivel reverter esse problema desde que se trabalhe para isso, construindo açudes, abrindo canais de irrigação, e trabalhando outras culturas agrícolas.
c) A transposição do Rio São Francisco é O projeto de integração da bacia de São Francisco e das bacias dos rios do Nordeste Setentrional, onde prevê a construção de 2 canais, abastecendo rios temporários da região e chegando, segundo o governo, a levar água a 12 milhões de pessoas em municípios do Agreste e Sertão de Pernambuco, Ceará, Parabíba e Rio Grande do Norte. O projeto pretende retirar certa de 26m³/s de água do rio São Francisco e a estimativa do custo é em torno de 4,5 bilhões de reais. O projeto é alvo de polêmica pois de um lado estão aqueles que acreditam que a obra poderá acabar com a seca do nordeste(senão todo, pelo menos grande parte dele), e de outro aqueles que defendem que a obra é mais um fruto da indústria da seca e que além de não resolver o problema, ainda pode agravá-lo ao alterar todo regime hídrico da região e pôr em risco a sobrevivência do próprio rio.

Karla J. de Almeida. Nº 19 ' 3º A

Wagner 32 3ºb disse...

Wagner Gascho #32 3ºb
1a) Caatinga é uma região de clima semi-árido caracterizado por vegetação de arbustos e cactos de porte médio secos e com secas prolongada.
Serrado também poderia ser chamado de savana brasileira, pois possui um clima e vegetação semelhante. Nele estão localizados as três maiores bacias hidrográficas da America do sul(Tocantins-Araguaia, São Francisco e Prata) que favorece em sua biodiversidade. A vegetação e basicamente rasteira com varias arvores não muito grandes.

1b) O serrado é a região do Brasil mais afetada pela ação do homem, hoje resta apenas 20% da área total do serrado. Há muito trafico ilegal de animais nessa região por possuírem algumas espécies exóticas como a arara azul. Desmatamento é considerado a maior exploração nesta região, apenas 5% dessa área está preservada. A mineração também é comum nessa região, a construção de minas com ajuda do desmatamento vem causando a erosão no solo. Vários rios estão sendo poluídos por mercúrio, um metal tóxico que é necessário pra a extração do ouro.

2) Ao contrario do que muitos pensam, a seca não atinge toda a região nordeste, ela se concentra em uma área conhecida como Polígono das secas. As principais causas da seca são naturais, a região está localizada em uma área com o nível pluviométrico extremamente baixo por receber pouca quantidade das massa de ar frios e úmidos vindo do sul. O desmatamento e o aquecimento global também contribui para o aumento da temperatura.

3)
1-Sobradinho; 2-cana de açúcar; 3- SUDENE; 4-Sal; 5-Carnauba; 6-Aratu; 7-Turismo; 8-Agreste; 9- São francisco; 10- Semiarido

4a): A grande seca no nordeste gera uma grande necessidade para as pessoas, a água. Algumas pessoas tiram proveito dessa localização geográfica e constroem açudes(reservatórios de água), e faz que um monte gente torne-se dependente desse novo patrão, o dono do açude, isso resulta no coronelismo. Esses coronéis utilizam as pessoas quem usam os açudes para ganhar votos, ou votarem em quem o coronel escolher, isso se chama curral eleitoral.

4b)Rio grande do norte, Alagoas, Maranhão, ceará

4c)Pois o mapa do autor demonstra cada estado e sua "má" fama. Brasileira pois essa ma fama que caracterizou a imagem do Brasil tanto no resto do mundo quanto no Brasil.

Wagner 32 3ºb disse...

Wagner Parte 2


4a): A grande seca no nordeste gera uma grande necessidade para as pessoas, a água. Algumas pessoas tiram proveito dessa localização geográfica e constroem açudes(reservatórios de água), e faz que um monte gente torne-se dependente desse novo patrão, o dono do açude, isso resulta no coronelismo. Esses coronéis utilizam as pessoas quem usam os açudes para ganhar votos, ou votarem em quem o coronel escolher, isso se chama curral eleitoral.

4b)Rio grande do norte, Alagoas, Maranhão, ceará


4c)Pois o mapa do autor demonstra cada estado e sua "má" fama. Brasileira pois essa ma fama que caracterizou a imagem do Brasil tanto no resto do mundo quanto no Brasil.

5a) Em ordem do oeste pro leste tem: Meio norte, Sertão, Agreste e zona da mata

5b)Rio grande do norte, Alagoas, Maranhão

5c)Recife, Salvador, Fortaleza

6a) O “El Niño” é um fenômeno oceânico-atmosférico que afeta o clima regional e global, mudando a circulação geral da atmosfera, ele é um dos responsáveis pelos anos mais secos ou mais úmidos que acontecem. O El Niño ocorre no nordeste a cada 4 anos e dura entre 6-15 meses, e gera uma seca ainda mais intensa. Devido a essa freqüência de ocorrência que deu origem à crendice popular

6b) Rio perene são os rios permanentes, os que não secam como o Rio são Francisco e o Parnaíba do nordeste. Rios intermitentes são temporários, ou seja desaparecem em certos períodos do ano em que a seca é mais intensa.

7a) O fenômeno natural das secas no nordeste deu início ao surgimento de um fenômeno político denominado indústria da seca. O termo e utilizado para designar a estratégia de alguns políticos que aproveitam da tragédia da seca para seu proprio ganho. A seca em si, não é o maior problema, países como os estados unidos e Israel conseguem manter um nível de vida razoável em regiões com índice pluvial muito menor.

Wagner 32 3ºb disse...

Wagner parte 3


7b) A seca é um fenômeno natural que pode ter seu efeito amenizado com o monitoramento do regime de chuvas, implantação de técnicas próprias para regiões com escassez de agua ou projetos de irrigação e açudes, além de outras alternativas. Estes últimos, porém, são frequentemente utilizados para encobrir desvios de verbas em projetos superfaturados ou em troca de favores políticos.

7c) Ele é um tema bastante polêmico, pois engloba a suposta tentativa de solucionar um problema que há muito tempo afeta as populações do sertão brasileiro e ao mesmo tempo, trata-se de um projeto delicado do ponto de vista ambiental, pois irá afetar um dos rios mais importantes do Brasil. O projeto Prevê desviar o rio são Francisco ou um trecho para região do norte para uma melhor distribuição de água para a população.

8a) sertão: Possui Superfície aplainada coberto por caatingas, clima semi-árido com o verão chuvoso e inverno seco.

8b) A região do sertão tem a maior parte de sua economia como agrária, como açúcar e álcool e indústrias têxtil porem é insuficiente para absorver a mão de obra liberada pelo campo que resulta da imensa migração para outras regiões do pais.

8c) Bahia, maranhão.

roberta disse...

Parte 1:

1a) A vegetação do Sertão apresenta-se adaptada às condições do clima semi-árido desta região. Este bioma conhecido por caatinga é composto por plantas xerófitas (adaptadas a seca) com galhos retorcidos, raízes profundas, folhas pequenas e grande incidência de espinhos capazes de armazenar água por longos períodos. A mata rala de pequeno porte constitui-se de espécies de cactáceos, arbustos e bromélias como mandacaru, xique-xique e caroá. O solo da região é antigo e raso, e em geral, de embasamento cristalino, o que prejudica a infiltração, mas nas bacias sedimentares, onde os solos são mais profundos, há um melhor suprimento da água. Tais características impedem o desenvolvimento da agropecuária, no entanto, nas áreas próximas ao rio São Francisco há o desenvolvimento, principalmente, da fruticultura através de técnicas de irrigação e de condições um pouco mais amenas.
b) Pecuária, agricultura e turismo religioso. Também há presença de indústrias de diversos setores.

2) A corrente marítima do Brasil que sofre uma bifurcação na altura do RN apresenta movimentação que prejudica a entrada de umidade à região do Polígono das Secas. Os ventos que atravessam o litoral encontram no agreste os planaltos, como o Planalto da Borborema, que servem como uma espécie de “barreira” natural, fazendo com que as massas de ar se elevem, resultando na sua condensação e precipitação, são as chamadas chuvas orográficas ou de relevo. As correntes de ar que seguem ao Sertão são secas, contribuindo para a baixa umidade da região. Tais fatores, somados a um solo pouco profundo e “semi-permeável” caracterizam o Polígono das Secas.

3) 1- Sobradinho; 2- Cana-de-Açúcar; 3- SUDENE; 4- Sal; 5- Carnaúba; 6- Aratú; 7- Turismo; 8- Agreste; 9- São Francisco; 10- Semi-Árido.

4)O problema da seca pode ser contornado, garantindo convivência harmoniosa e sustentável entre os habitantes e a caatinga. Este processo natural pode ser amenizado com monitoramento do regime pluvial, implantação de técnicas com escassez hídrica ou projetos de irrigação e construção de açudes. No entanto, esses últimos são frequentemente utilizados para desvio de verbas em projetos superfaturados ou troca de favores políticos. Os “industriais da seca” se utilizam das calamidades vividas pelos povos da região para arrecadar capital financeiro. Enquanto isso, o pouco recurso não desviado é aplicado em investimentos ineficazes , uma vez que geralmente essas obras ocorrem em propriedades privadas de grandes latifundiários, ao qual o acesso da população necessitada é controlado, fortalecendo o poder desses “coronéis” da região, ou seja, é também a “indústria das cercas”. Estes latifúndios tornam-se verdadeiros currais eleitorais, alimentando o coronelismo desses proprietários, que se valem de aliados políticos para interferir nas decisões de governo em escala federal, regional ou estadual, angariando benefícios financeiros, além de votos aos seus candidatos políticos. Aliás, do imperador, que iniciou as obras do Açude do Cedro, até o mais recente Castanhão, nunca deixou de haver intensas precipitações de denúncias sobre a crescente e incrível vocação para o superfaturamento, uma categoria do chamado "enriquecimento ilícito", dando grande impulso às atividades das oligarquias latifundiárias, burguesia burocrática e "investidores" externos.
b) Corrupção do Norte – RN; Propininha – PE; Costa Quente – SE; Coação – PI.
c) O autor traz uma severa crítica ao país, denunciando a verdadeira identidade brasileira e o governo. Foi intitulada “Geografia Brasileira” por basear-se no mapa com a divisão geopolítica atual, tendo o nome dos estados trocada por ações ilícitas praticadas não apenas pelos governantes, mas pela população em geral que além de elege-los, compartilha de muitos desses atos em menor escala, dentro de seu respectivo contexto.

Roberta Haide Adriano (27) 3°B EM

Anônimo disse...

ISABELE VEQUI - N° 11 - 3º B

Questão 01.
a) O sertão, marcado pelo clima semi-árido e pela caatinga, um tipo de mata rala, formada essencialmente por arbustos espinhentos e plantas cactáceas,são as plantas adaptadas à aridez, são as chamadas plantas xerófilas (mandacaru, xiquexique, faveiro), elas possuem folhas atrofiadas, caules grossos e raízes profundas para suportar o longo período de estiagem capazes assim, de armazenar água por muito tempo. No sertão, conhecem-se basicamente duas estações anuais: o inverno, que se estende de dezembro a junho e é a estação das chuvas; e o verão, de julho a novembro, quando as chuvas não ocorrem. Desse modo, um "inverno" em que não chova já significa um ano de seca e, com freqüência, esse período pode-se estender a dois ou três anos

b) Nos brejos onde há água durante todo o ano, localizados ora em trechos altos e expostos aos ventos úmidos de sudeste, como a serra Negra, em Pernambuco, ora ao sopé das baixadas sedimentares, como o vale do Cariri, no Ceará, dominavam densas formações florestais, hoje substituídas por culturas de mandioca, cana-de-açúcar e árvores frutíferas. Nas amplas várzeas de solos aluviais, situados nos baixos cursos dos rios que deságuam na costa, proliferam densos carnaubais. Nos espaços vazios existentes praticam-se lavouras de subsistência, enquanto nos tabuleiros cria-se gado bovino.

Questão 02
O solo da região é antigo e em geral pouco profundo. O clima na região é predominantemente semi-árido com uma estação seca mais prolongada onde a taxa de precipitação pode cair a níveis baixíssimos (500mm a 800mm por ano em algumas regiões, mas podendo chegar a 400mm em outras) além do que, as estiagens prolongadas são comuns na região, o que impede o desenvolvimento da agricultura e pecuária. A maior parte da região do sertão nordestino tem solo de embasamento cristalino com baixa capacidade de infiltração, proporcionando desta forma, o fenômeno das secas.

Questão 03
1.SOBRADINHO
2.CANA DE AÇÚCAR
3.SUDENE
4.SAL
5.CARNAÚBA
6.ARATU
7.TURISMO
8.AGRESTE
9.SÃO FRANCISCO
10.SEMIÁRIDO

Anônimo disse...

ISABELE VEQUI - Nº 11 - 3ºB
Questão 04
a) O coronel é um grande fazendeiro (latifundiário) que utiliza seu poder econômico para garantir a eleição dos candidatos que apóia. Para tal fato, é usado o voto de cabresto, em que o coronel (latifundiário) obriga através de inúmeras formas para que os eleitores de seu "curral eleitoral" votem nos candidatos apoiados por ele, formando assim, a bancada ruralista no senado, facilitando a criação e aprovação de projetos que lhes favorecem. Atualmente, apesar de o voto ser secreto, existem várias formas de fiscalizar o voto, como por exemplo, a conferência posterior do voto na seção do eleitor, essas práticas são utilizadas para “intimidar” o eleitor subordinado. O coronel também utiliza outros "recursos" para conseguir seus objetivos políticos, tais como: compra de votos, votos fantasmas, troca de favores e fraudes eleitorais. Sabe-se que a “Indústria da seca” é um termo utilizado para designar a estratégia de alguns políticos que aproveitam a tragédia da seca na região nordeste do Brasil para ganho próprio, ou seja, a Indústria da Seca é uma forma de coronelismo a favor da formação da bancada ruralista para benefício próprio. Os “industriais da seca” se utilizam da calamidade para conseguir mais verbas, incentivos fiscais, concessões de crédito e perdão de dívidas valendo-se da propaganda de que o povo está morrendo de fome. Além da polêmica Transposição do Rio São Francisco, o Açude do Cedro, em Quixadá (CE), é freqüentemente utilizado como referência para descrever este tipo de empreendimento da indústria da seca: com capacidade para aproximadamente 126 milhões de m³, foi construído em pedra talhada à mão, com esculturas e barras de ferro importadas, mas que chegou a secar completamente no período de 1930 a 1932, durante um dos piores períodos de seca enfrentados pela região, ou seja, quando mais se precisava dele.
Pode-se concluir então, que os conceitos de nordeste são variáveis no tempo e espaço e de quem se encontra envolto com o poder federal ou até mesmo qual partido, ou de onde se originou o chefe do executivo e dessa maneira a região se perde e se desprende de sua característica de terra produtora, se houver as medidas certas para seu desenvolvimento, tanto administrativamente quanto de como os coronéis podem permitir o desenrolar de seus efeitos nefastos, planejamento existem o nordeste precisa de lideres estadistas que não o usem para ser seu curral eleitoral e de seus futuros candidatos ou parentes.

b) Bahia (Trabalho escravo), Sergipe (Costa Quente), Alagoas (Bingo) e Pernambuco (Propininha).

c) O autor utilizou o mapa geográfico brasileiro como base para a elaboração de uma charge, fazendo crítica ao fato atual vigente no país. Desta forma, ele fez uso do mapa geográfico, manteve a organização dos estados brasileiros, mas ao invés de manter o nome dos estados, o autor usou de palavras críticas que relatam a realidade vergonhosa brasileira, caracterizando-os aos seus respectivos aspectos estatais. Devido a esta alusão, o autor nomeou a sua charge de “Geografia Brasileira”, trazendo atitudes cotidianas, relacionadas aos estados brasileiros.

roberta disse...

Parte 2:

5) A região do NE apresenta quatro sub-regiões: a Zona da Mata que se estende pelo litoral, do RN ao sul baiano. O Agreste, uma área de transição entre a Zona da Mata e o Sertão, que compreende uma estreita faixa que acompanha a Zona da Mata. O Sertão, área central que abrange parte do território dos estados da BA, SE, AL, PE, PB, RN, CE e o sudeste do PI. Por fim, o Meio-norte, entre o sertão e a região amazônica, correspondente ao MA e o oeste do PI.
b) Seguindo o litoral, na parte superior, de norte para sul: Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco.
c)Salvador (BA), Recife (PE) e Fortaleza (CE).

6)a) Tais fenômenos estão relacionados a uma mudança na temperatura oceânica, alterando a circulação e o transporte de calor e de umidade em vários pontos do planeta. Ambos os fenômenos são responsáveis por eventos climáticos extremos no mundo, e no Brasil alteram os padrões pluviométricos, provocando longos e intensos períodos de estiagem e/ou precipitação em forma de tempestades com grandes volumes de chuva em períodos curtos de tempo. Assim como o El Niño, o La Niña ocorre em intervalos de 2 a 7 anos, com duração de, aproximadamente, 9 a 12 meses. O El Niño é responsável pelo aquecimento das águas, consequentemente a movimentação das correntes marítimas acaba por gerar ventos secos, agravando o problema da seca. Já o La Niña é o inverso, resfriando as águas e gerando ventos úmidos, responsáveis pela abundância de chuvas.
b) Rios perenes são aqueles em que sempre há água correndo, em contrapartida, rios intermitentes desaparecem temporariamente nos períodos de estiagem. Os rios perenes da região NE são os rios Parnaíba e São Francisco.

7)a) Indústria da seca caracteriza-se por grupos políticos da região nordeste que valendo-se da calamidade sofrida pela população com o processo natural da seca para arrecadar doações, desviam verbas públicas em projetos superfaturados e ineficientes, tornando constante as dificuldades do povo. Aliando-se a grandes latifundiários, alimentam o coronelismo e os currais eleitoras, manipulando o acesso à açudes, por exemplo, e destinando as técnicas implantadas a agricultura oligárquica do Polígono das Secas.
b) No período descrito o CE destacava-se no mercado internacional com a exportação de sua produção algodoeira para a Inglaterra, uma vez que os Estados Unidos enfrentavam uma guerra civil e a sua produção de algodão estava debilitada. Atualmente, com uma agricultura diversificada, criação de ovinos, suínos, caprinos, bovinos, além de cavalos e aves, a economia encontra-se fortalecida e mais completa. O distrito de Maracanaú, na região metropolitana de Fortaleza é um importante complexo industrial, que contribui para a movimentação da economia.
c) O projeto de Transposição Rio São Francisco tem por objetivo “deslocar” o rio para abastecer diversas cidades nordestinas. Entretanto, existe muita polêmica em torno da obra. Com orçamento astronômico, o projeto será ineficaz, além de desencadear outros problemas como a diminuição da vazão do rio, com consequente prejuízo as hidrelétricas, a salinização das águas, a especulação fundiária que resultará em má distribuição hídrica, dentre outros problemas. Há outras maneiras mais eficazes que poderiam contornar os transtornos da estiagem, inclusive, num menor tempo, mas que acabam sendo burlados por projetos superfaturados que só beneficiam empreiteiras, refinarias e políticos, alimentando a “indústria da seca”.

Roberta Haide Adriano (27) 3°B EM

Anônimo disse...

ISABELE VEQUI - Nº 11 - 3ºB

Questão 05
a) No Nordeste, há quatro paisagens naturais diferentes: o Meio-Norte, prolongamento da Amazônia; o Sertão, que corresponde à área mais seca; a Zona da Mata, que ocorre nos trechos mais úmidos no litoral e finalmente, o Agreste, transição entre a Zona da Mata e o Sertão nordestino.
O meio-norte apresenta clima úmido e vegetação exuberante, à medida que avança para o oeste.
A zona da mata estende-se do estado do Rio Grande do Norte ao sul da Bahia, numa faixa litorânea de até 200 km de largura. O clima é tropical úmido, com chuvas mais freqüentes no outono e inverno. O solo é fertil e a vegetação natural é a mata atlântica, já praticamente extinta e substituída por lavouras de cana-de-açúcar desde o início da colonização.
No agreste, os terrenos mais férteis são ocupados por minifúndios, onde predominam as culturas de subsistência e a pecuária leiteira.
O sertão, uma extensa área de clima semi-árido, chega até o litoral, nos estados do Rio Grande do Norte e do Ceará. As atividades agrícolas sofrem grande limitação, pois os solos são rasos e pedregosos e as chuvas, escassas e mal distribuídas. A vegetação típica é a caatinga. O rio São Francisco é a única fonte de água perene.
b) Bahia, Maranhão, Piauí, Ceará, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Alagoas e Sergipe.

c)Salvador (Bahia), Recife (Pernambuco) e Fortaleza (Ceará)

Kalil disse...

1 a- No sertão temos como bioma a caatinga. Possui extensão territorial de 734.478 quilômetros quadrados, equivalente a 10% do território brasileiro. Apresenta temperaturas que em geral oscilam entre 25C° e 30C°. Como vegetação apresenta mata branca, com estimados 3000 tipos diferentes de plantas. Apresenta plantas xerófilas, arbustivas e herbáceas. Com uma fauna bem diversificada, composta por répteis, roedores, insetos, aracnídeos, cachorros do mato, arara azul, sapo cururu, asa branca, cutia, gambá, preá, veado catingueiro, tatupeba, sagui do nordeste e outros.

b- A região apresenta foco no cultivo da cana de açúcar, e também nas lavouras de fruticulturas, destaque para as uvas e os melões. Outra atividade que merece destaque é a produção de sal marinha, equivalente a 95% da produzida no país. Temos também recursos como o petróleo e o gás natural e a produção de gesso em Pernambuco.

2- A escassez e a distribuição irregular das chuvas nessa área são causadas especialmente devido à dinâmica das massas de ar e, também à influência do relevo.

3-Cruzadinha:
1- Sobradinho
2- cana-de-açúcar
3- SUDENE
4- Sal
5- Carnaúba
6- Aratu
7- Turismo
8- Agreste
9- São Francisco
10- Semi-Árido

Anônimo disse...

ISABELE VEQUI - N° 11 - 3B

Questão 06
a)Pode-se afirmar que tanto as graves secas cíclicas ocorrentes na região nordestina, quanto o El Niño e La Niña são fenômenos climáticos, e que de diferentes formas, atingem a população submetida às tais ocorrências. O El Niño é um fenômeno atmosférico-oceânico caracterizado por um aquecimento anormal das águas superficiais no oceano Pacífico Tropical, e que pode afetar o clima regional e global, mudando os padrões de vento a nível mundial, e afetando assim, os regimes de chuva em regiões tropicais e de latitudes médias. Em contrapartida, La Niña representa um fenômeno oceânico-atmosférico com características opostas ao EL Niño, e que caracteriza-se por um esfriamento anormal nas águas superficiais do Oceano Pacífico Tropical. Alguns dos impactos de La Niña tendem a ser opostos aos de El Niño, mas nem sempre uma região afetada pelo El Niño apresenta impactos significativos no tempo e clima devido à La Niña.

b) Rios perenes: são os que possuem fluxo de água durante o ano todo. Não secam nem mesmo durante a estiagem, quando apresentam uma vazão mínima. Esses rios são muito importantes em regiões de climas seco, árido e semiárido, principalmente na agricultura. Os únicos rios perenes existentes no Nordeste são: Rio São Francisco e Rio Parnaíba
Rios intermitentes: são aqueles que possuem fluxo de água apenas durante a estação das chuvas. Durante a estiagem eles secam por completo.

Kalil disse...

4-A) No nordeste brasileiro, é visível a corrupção que assola os moradores dessa região. Pelo fato de a maior parcela da população ser pobre, torna-se comum a compra de votos e o coronelismo, aonde o dono das terras que fornece emprego para os cidadãos e, portanto, “domina” a região. Essa prática que muitos achavam extinta, ainda é presente. A falta de recursos torna os mais favorecidos financeiramente superiores, e os políticos se aproveitam disso das mais variadas formas (indústria da seca). Um exemplo disso é a Bolsa Família, projeto que não altera a situação da população sertaneja. Projetos como a Transposição do Rio São Francisco tornam-se ineficientes, e a corrupção só aumenta, literalmente, quem tem terras manda nos outros. Isso só torna-se mais visível na prática do curral eleitoral, aonde os políticos com ‘influência’ se aproveitam da ignorância do povo e acabam que se tornando os próprios coronéis.
B) O Maranhão, representado na charge pelas palavra “Propininha do Norte” e “Coronelismo”, que representam a atual situação do Maranhão aonde a Governadora é Roseana Sarney, nome conhecido no Brasil todo.
O Ceará, representado pela palavra ‘Quadrilha’, que não significa só as quadrilhas em ação hoje em dia, mas também os cangaceiros de antigamente.
Alagoas, representado pela palavra “Bingo”, referente a máfia dos bingos que assola este estado, e o Rio Grande do Norte, representado pela palavra “Corrupção do Norte”, significando ali o pólo da corrupção do nordeste, em contraste com o Paraná, a “Corrupção do Sul”
C) Ele nomeou sua charge de “Geografia Brasileira” pelo fato de utilizar o mapa geopolítico brasileiro e seus estados, porém de uma forma distorcida, ressaltando a corrupção, suborno e as máfias que atuam nestas regiões.

5- A) Agreste, Sertão, Zona da Mata e Meio-norte
B) Alagoas Maranhão e Rio Grande do Norte
C) Fortaleza, Recife e Salvador

6- A) É porque o el nino dura de 12 a 18 meses, e nesse período não chove, pois o el nino impede a sua ocorrência. E a La nina chove mais, pois é o período de chuva.
B) Rios intermitentes possuem fluxo de água apenas durante a estação das chuvas. Durante estiagem secam por completo. Rios Perenes possuem fluxo de água durante todo o ano, como o rio São Francisco e rio Uma.

roberta disse...

Parte 3:

8)A sub-região do Sertão apresenta vegetação típica da caatinga, com predominância de espécies arbustivas e cactáceas. O clima é semi-árido, caracterizado pela baixa pluviosidade e longos períodos de seca, com duas estações bem definidas. Os solos são rasos prejudicando a infiltração das águas. Tais fatores afetam o desenvolvimento da agropecuária. No entanto, devido a implantação de técnicas de irrigação as principais fontes econômicas provêm da agricultura e da pecuária, em especial próximos ao Rio São Francisco onde há forte presença da fruticultura, como no caso de Juazeiro e Petrolina na Bahia, abastecidos pelas águas da usina hidrelétrica de Sobradinho. As indústrias implantadas na região também apresentam grande relevância e compreendem diversos setores, movimentando a economia e garantindo a sobrevivência no Polígono das Secas. Fazem parte dessa região os estados: Ceará e Pernambuco.

Roberta Haide Adriano (27) 3°B EM

Anônimo disse...

ISABELE VEQUI - Nº 11 - 3º B

Questão 07
a) “Indústria da seca” é um termo utilizado para designar a estratégia de alguns políticos que aproveitam a tragédia da seca na região nordeste do Brasil para ganho próprio. O termo começou a ser usado na década de 60 por Antônio Callado que já denunciava no Correio da Manhã os problemas da região do semi-árido brasileiro.

b) Bom, são poucas mudanças encontradas em relação ao período citado no texto e ao período atual, mas entre elas, é possível afirmar que no período citado no texto o aspecto climático foi o fator contribuinte para a dizimação da população existente na época, além de arruinar com o sistema econômico do Ceará, dentre tantos outros fatores negativos... Tais componentes são conseqüências da falta de infra-estrutura. Atualmente, sabe-se que a região nordestina ainda possui uma infra-estrutura precária, mas é avançada e superior quando comparada à infra-estrutura existente na época de D. Pedro II na mesma região. Pode-se afirmar que os fatores sociais e culturais influenciam nessa busca pelo avanço e pela prosperidade da região. Além do que, apesar dos intrigantes desvios de verbas destinadas, a economia cearense está em crescimento. Tal avanço é fruto do incansável esforço e dedicação popular, em busca de melhores condições de vida.

c) A transposição do Rio São Francisco é um dos pontos principais da campanha do governo atual e é uma questão mais que polêmica. De um lado estão aqueles que defendem que a obra é legítima e poderá acabar com a seca do nordeste (senão todo, pelo menos grande parte dele). E de outro aqueles que defendem que a obra é mais um fruto da indústria da seca e que além de não resolver o problema, ainda pode agravá-lo ao alterar todo regime hídrico da região e pôr em risco um dos patrimônios naturais mais importantes do Brasil colocando em risco a sobrevivência do próprio rio. O Projeto de Transposição do Rio São Francisco já foi feito e refeito ao longo de várias décadas, mas foi ampliado no atual governo, após um planejamento conjunto entre 12 ministérios.

Basicamente, trata-se da construção de dois imensos canais de ligação do São Francisco com as bacias menores e seus açudes e, depois, a construção de futuras adutoras (por canos). Tem como objetivo garantir água às populações da região Nordeste e também desenvolvimento agrícola, comercial e industrial.Junto com a interligação de bacias, será também executado um Projeto de Recuperação do Rio São Francisco e seus afluentes, muitos deles assoreados como conseqüência do desmatamento e da agricultura.

Anônimo disse...

Nemrod-nº22-3ºA EM
1-
a) O bioma do sertão é em maior parte de caatinga, seu solo é muito seco, pois há um baixo índice pluviométrico. São encontrados muitos arbustos com galhos retorcidos, cactos e bromélias. Os arbustos em época de seca perdem suas folhas para manterem mais água acumulada.
b) A criação de gado na Bahia é a maior da região, porem sofre muito com as secas, e os caprinos tem mais resistência à seca. As indústrias em Salvador (petroquímicas), Recife (Metalurgia), Fortaleza (Alimentos e bebidas) são muito importantes para a economia.
2- Um grande problema é a irregularidade das chuvas, pois, assim o clima fica seco e vários rios secam durante o período de estiagem, outro fator é o ar pouco úmido provocado pelo El Niño e muito quente.
3) 1- Sobradinho;
2- Cana de Açúcar;
3-SUDENE;
4-Sal;
5-Carnaúba;
6- Aratu;
7- Turismo;
8- Agreste;
9- São Francisco;
10- semi-árido;
4)-
a) Na republica velha já existiam os currais eleitorais, onde as eleições eram uma mentira, pois os coronéis eram os que coordenavam os votos de todos os seus empregados, devido à grande extensão de terra que possuíam, e faziam o voto de cabresto com eles, e com isso sempre elegiam quem os coronéis queriam, assim eles colocavam familiares em cargos do governo, isso ainda ocorre nos dias de hoje, onde ocorrem as secas, com isso os que detêm o poder conseguem manter um certo nível para manter as necessidades básicas da população, com a criação de açudes e poços para a obtenção de água.
b) Bahia = Trabalho escravo; Pernambuco = Propininha; Piauí = Coação; Ceará = Quadrilha.
c) Esse título de “Geografia brasileira” foi utilizado para mostrar o Brasil em um contexto social, exibindo um pouco do que ocorre em cada estado brasileiro, e seus problemas, que já vem de muito tempo e por muito tempo continuará se não houver uma mobilização contra isso.

Kalil disse...

5- A) Agreste, Sertão, Zona da Mata e Meio-norte
B) Alagoas Maranhão e Rio Grande do Norte
C) Fortaleza, Recife e Salvador

6- A) É porque o el nino dura de 12 a 18 meses, e nesse período não chove, pois o el nino impede a sua ocorrência. E a La nina chove mais, pois é o período de chuva.
B) Rios intermitentes possuem fluxo de água apenas durante a estação das chuvas. Durante estiagem secam por completo. Rios Perenes possuem fluxo de água durante todo o ano, como o rio São Francisco e rio Uma.


8- A) Grande número de pequenos rios que deságuam no Atlântico. Principais rios: São Francisco e Jaguaripe, com clima tropical úmido, originalmente com vegetação predominante Mata Atlântica, com planícies costeiras e sedimentações aplainadas.
B) Possui a cana como produto principal da economia, a produção de frutas como o caju, o cajá, a mangaba e a pitanga vem aumentando. Trabalhadores bóia-fria, que substituíram a mão de obra escrava, a produção de fumo principalmente no Alagoas e Bahia.
C) Dois dos estados que fazem parte da Zona da Mata são, Bahia e Rio Grande do Norte

Anônimo disse...

NEMROD
5-
a) No litoral encontra-se a Zona da Mata, Onde ocorre a ligação entre o Sertão e a Zona da Mata está o Agreste, e por fim o Meio Norte fica à esquerda do Sertão.
b) Bahia, Pernambuco e Rio Grande do Norte.
c) Salvador na Bahia, Recife em Pernambuco e Fortaleza no Ceará são as três principais metrópoles industriais do Sertão.
6-
a) Essa crendice nordestina ultimamente não esta ocorrendo pois houve uma mudança enorme no clima do planeta devido à poluições entre outros, porém a ocorrência das secas devem-se ao fenômeno climático El Niño que é o aquecimento das águas do pacifico. Esse fenômeno faz com que as chuvas no Sertão nordestino apareçam muito irregulares. Entretanto o La Niña é o contrario do El Niño, resfriando a água do pacifico, modificando totalmente o clima em algumas épocas.
b) Rios perenes são aqueles rios que nunca secam, nem em períodos de seca no nordeste são encontrados dois, o São Francisco e o Rio Parnaíba. Já os rios perenes são aqueles que nos períodos de seca, perdem a sua água, e após esse tempo de seca, retomam a sua vida.
7-
a) A Indústria da Seca é o aproveitamento das principais Latifundiários que se beneficiam com os investimentos enviados para o local pelo governo, onde essas pessoas usam as doações, por exemplo, para a criação de açudes em seus terrenos, assim o dinheiro e tudo mais que foi doado para essas áreas são utilizadas pelas elites nordestinas, não chegando para a população mais afetada com a seca.
b) Em relação à época de Dom Pedro II é possível ver que já houve mudança, porém muito do que existia naquela época ainda não foi modificado, como o coronelismo, o desvio de verbas. Entretanto os investimentos no Sertão aumentaram e lá encontram se importantes indústrias para a melhoria da economia brasileira, outros fatores que fortalecem essas áreas são os artesanatos, a pecuária, agricultura entre outros.
c) A transposição do Rio São Francisco busca uma melhoria na deficiência hídrica da região, abastecendo muito mais locais, diminuindo a seca em períodos de pouca chuva. Porem é um assunto muito polemico, pois, esse projeto ira beneficiar mais os latifundiários, do que a população em geral, devido a essa transposição passar por varias fazendas, restringindo o uso da água. Em questões ambientais é muito complicado, pois ira mexer com boa parte do eco sistema nessa região, e podendo extinguir varias espécies de plantas e animais existentes apenas nessas áreas, alem de alguns rios não suportarem o excesso de água que ira receber.
8-
a)Sertão, possui um clima semi árido, localiza-se no centro da região nordeste, e possui uma grande extensão. Nessa área há baixa pluviosidade, ocorrendo varias épocas de seca, a vegetação é composta por cactos, arbustos com galhos retorcidos e raízes profundas. Encontra-se o Rio São Francisco no nordeste, um dos rios mais importantes e mais antigos do Brasil, que é utilizado para a hidrelétrica de Sobradinho e para irrigação de plantações.
b) A economia do sertão é voltada mais para a pecuária. Porem, o turismo no litoral é muito forte, levando muito dinheiro para a região. As indústrias são voltadas mais para as áreas têxteis e de confecções, entretanto há as petroquímicas em salvador, e extração de sal no litoral cearense, entre outras atividades como a agricultura.
c) Bahia e Ceará.

Kalil disse...

7- A) Industria da Seca é uma estratégia onde se usa a tragédia causadas pelas secas para ganhar para seu próprio bolso. Incentivos fiscais, perdão de dívidas, crédito extra, tudo ganho com a propaganda de pessoas morrendo pelos estragos que a seca causa.
B) Graças a predominância das secas, o Ceará continua com muitas calamidades, incentivos fiscais continuam sendo usados, mas ainda hoje, mais de um século depois, os mesmos são repassados para o uso dos ricos, hoje esse processo é chamado de Industria das Secas.
C) O alvo do projeto é solucionar o problema gerado pelas secas, fazendo a água do rio São Francisco chegar às torneiras de todos no Nordeste, porém isso afeta um dos rios mais importantes do Brasil, passa por cinco estados brasileiros, e deságua no Oceano Atlântico. O projeto prevê a retirada de 26,4m³/s de água que será destinada ao consumo da população urbana de 390 municípios. Mas esse projeto possui um custo muito caro, e atingirá apenas 5% do território junto ao argumento de que a maior parte dos beneficiados serão grandes latifundiários a transposição passará por grandes fazendas.

Abraão Werner 3B n 1 disse...

Questão 1
A) Região semi árida, com a Caatinga como vegetação típica, uma mata branca, possui extensão territorial de 734.478 de quilômetros quadrados, correspondendo a cerca de 10% do território nacional, uma temperatura que varia entre 25 C° a 30 C°, solo raso com uma grande variação de rochas. Possui perda de folhagem pela vegetação durante a estação seca. Estimam que haja cerca de 3000 espécies de plantas. Plantas Xerófilas, formada por três estratos: o arbóreo, com árvores de 8 a 12 metros de altura; o arbustivo, com vegetação de 2 a 5 metros; e o herbáceo, abaixo de 2 metros. Com uma fauna bem diversificada, composta por répteis, roedores, insetos, aracnídeos, cachorros do mato, arara azul, sapo cururu, asa branca, cutia, gambá, preá, veado catingueiro, tatupeba, sagui do nordeste, entre outros animais.
B) A agricultura centraliza-se no cultivo de cana-de-açúcar, lavouras de fruticultura (uvas viniferas)e no Rio Grande do Norte que são produzidos os melhores melões do país.
Temos também os recursos naturais que os destaques são o petróleo e o gás natural.
Produz também 95% do sal marinho consumido no Brasil. Outro destaque é a produção de gesso em Pernambuco, que responde por 95% do total brasi

Questão 2
A escassez e a distribuição irregular das chuvas nessa área devem-se, sobretudo, à dinâmica das massas de ar e, também à influência do relevo

Questão 3
Palavras cruzadas:
1- Sobradinho/2- cana-de-açúcar/3- SUDENE/4- Sal/5- Carnaúba/6- Aratu/7- Turismo/8- Agreste/9- São Francisco/10- Semi-Árido

Questão 4
A) No nordeste brasileiro, é visível a corrupção que assola os moradores dessa região. Pelo fato de a maior parcela da população ser pobre, torna-se comum a compra de votos e o coronelismo, aonde o dono das terras que fornece emprego para os cidadãos e, portanto, “domina” a região. Essa prática que muitos achavam extinta, ainda é presente. A falta de recursos torna os mais favorecidos financeiramente superiores, e os políticos se aproveitam disso das mais variadas formas (indústria da seca). Um exemplo disso é a Bolsa Família, projeto que não altera a situação da população sertaneja. Projetos como a Transposição do Rio São Francisco tornam-se ineficientes, e a corrupção só aumenta, literalmente, quem tem terras manda nos outros. Isso só torna-se mais visível na prática do curral eleitoral, aonde os políticos com ‘influência’ se aproveitam da ignorância do povo e acabam que se tornando os próprios coronéis.
B) O Maranhão, representado na charge pelas palavra “Propininha do Norte” e “Coronelismo”, que representam a atual situação do Maranhão aonde a Governadora é Roseana Sarney, nome conhecido no Brasil todo.
O Ceará, representado pela palavra ‘Quadrilha’, que não significa só as quadrilhas em ação hoje em dia, mas também os cangaceiros de antigamente.
Alagoas, representado pela palavra “Bingo”, referente a máfia dos bingos que assola este estado, e o Rio Grande do Norte, representado pela palavra “Corrupção do Norte”, significando ali o pólo da corrupção do nordeste, em contraste com o Paraná, a “Corrupção do Sul”
C) Ele nomeou sua charge de “Geografia Brasileira” pelo fato de utilizar o mapa geopolítico brasileiro e seus estados, porém de uma forma distorcida, ressaltando a corrupção, suborno e as máfias que atuam nestas regiões.

Abraão Werner 3B n1 disse...

Questão 5
A) Agreste, Sertão, Zona da Mata e Meio-norte
B) Alagoas Maranhão e Rio Grande do Norte
C) Fortaleza, Recife e Salvador

Questão 6
A) É porque o el nino dura de 12 a 18 meses, e nesse período não chove, pois o el nino não deixa. E a La nina chove mais, pois é o período de chuva.
B) Rios intermitentes, possuem fluxo de água apenas durante a estação das chuvas. Durante estiagem secam por completo. Rios Perenes possuem fluxo de água durante todo o ano, como o rio São Francisco e rio Una

Questão 7
A) Industria da Seca é uma estratégia onde se usa a tragédia causadas pelas secas para ganhar para seu próprio bolso. Incentivos fiscais, perdão de dívidas, crédito extra, tudo ganho com a propaganda de pessoas morrendo pelos estragos que a seca causa.
B) Graças a predominância das secas, o Ceará continua com muitas calamidades, incentivos fiscais continuam sendo usados, mas ainda hoje, mais de um século depois, os mesmos são repassados para o uso dos ricos, hoje esse processo é chamado de Industria das Secas.
C) O alvo do projeto é solucionar o problema gerado pelas secas, fazendo a água do rio São Francisco chegar às torneiras de todos no Nordeste, porém isso afeta um dos rios mais importantes do Brasil, passa por cinco estados brasileiros, e deságua no Oceano Atlântico. O projeto prevê a retirada de 26,4m³/s de água que será destinada ao consumo da população urbana de 390 municípios. Mas esse projeto possui um custo muito caro, e atingirá apenas 5% do território junto ao argumento de que a maior parte dos beneficiados serão grandes latifundiários a transposição passará por grandes fazendas.

Questão 8
A) Grande número de pequenos rios que deságuam no Atlântico. Principais rios: São Francisco e Jaguaripe, com clima tropical úmido, originalmente com vegetação predominante Mata Atlântica, com planícies costeiras e sedimentações aplainadas.
B) Possui a cana como produto principal da economia, a produção de frutas como o caju, o cajá, a mangaba e a pitanga vem aumentando. Trabalhadores bóia-fria, que substituíram a mão de obra escrava, a produção de fumo principalmente no Alagoas e Bahia.
C) Dois dos estados que fazem parte da Zona da Mata são, Bahia e Rio Grande do Norte.

Sarah 27 3ª A disse...

1) a) O bioma do sub regiao Nordestina o sertao é a Caatinga, que é formado de uma vegetação que contem árvores baixas e arbustos que, em geral, perdem as folhas na estação das secas (espécies caducifólias), além de muitas cactos e bromélias.
b) A agricultura que é baseada entre outras formas no cultivo de alguns produtos alimentares - como o milho e o feijão, grandes propriedades de criação de gado (pecuária extensiva) e no cultivo de algodão em grandes propriedades de terra.

2) O clima semi árido é caracterizado por poucas chuvas, distribuídas de formas irregulares, e pelas altas temperaturas, um dos fatores que demonstra porque esse clima afeta o Nordeste são as massas de ar, a mTa , que é impedida pelo Planalto da Borborema de avançar para o interior e produzir chuvas abundantes no sertão. A mEc, originada na Amazônia não se movimenta muito mas pode alcançar ocasionalmente o semi-árido, a mPa, vinda do Sul do país, durante o inverno, pode produzir chuvas abundantes no litoral Nordestino mas pouco expressivas no interior dos estados. As maiores chances de chuvas acontecem quando as mEa penetram pela região, reflexo direto da movimentação da Zona de Convergência Intertropical.
E também existe a forte presença das rochas impermeáveis (cristalinas) e solos rasos dificultando a formação do lençol freático em algumas áreas.

3) Horizontal:
4- Sal
5- Carnaúba
8- Agreste
9- SãoFrancisco
10- SemiÁrido
Vetical:
1- Sobradinho
2- CanaDeAçúcar
3- SUDENE
6- Aratu
7-Turismo

4)a) A realidade do Sertão do Nordeste esta muito associada a pobreza e a necessidade. Pouco ou nenhum investimento para uma verdadeira melhoria de vida da população são observados. Este fato leva-os a se sujeitarem em troca dos serviços que lhe faltam.
Desta forma, aqueles que controlam serviços e recursos básicos a vida, acabam por controlar os destinos políticos da região - os conhecidos Coronéis.
Também as elites do Nordeste utilizam da Seca para arrecadar verbas de instituições governamentais com o fim de combater o efeito da seca, e acabam por utilizar estas verbas em suas próprias propriedades, fato conhecido como Indústria da Seca.
Assim, verbas vindas do governo federal acabam por cair na Mao de latifundiários, que constroem açudes em suas propriedades para a população, mas mantém o controle destes açudes. Desta forma, os sertanejos se transformam em clientes, onde a moeda de troca e a participação política, o voto da população. Criam-se assim os currais eleitorais.

b) Maranhão (Propina do Norte), Rio Grande do Norte (Corrupção do Norte), Pernambuco (Propininha) e Ceara (Quadrilha)

c) Nesta critica irônica o autor relacionada cada estado com algum defeito político ou social em cada estado.

5) a) O Meio-norte
Abrange os estados do Piauí e o Maranhão. Do ponto de vista natural, é uma sub-região entre o Sertão semi-árido e a Amazônia equatorial.
Sertão - Extensa área de clima semi-árido, nos estados do Rio Grande do Norte e Ceará o sertão chega até o litoral.
Agreste
É uma faixa de transição ecológica entre a Zona da Mata e o Sertão nordestino. De largura aproximadamente igual a da Zona da Mata, corre paralelamente a ela, do Rio Grande do Norte ao sul da Bahia.
A zona da mata
É a faixa litorânea de planícies que se estende do Rio Grande do Norte até o
sul da Bahia.

b) Bahia, Ceará, Maranhão, Pernambuco, Piauí, etc

c) Recife, Salvador e Fortaleza

Sarah 27 3ªA disse...

6) El nino: O fenômeno natural que provoca aquecimento anormal das águas superficiais do Oceano Pacífico Equatorial. Algumas áreas do sertão nordestino podem ficar sem registrar nenhum índice de chuva nos meses de seca e nos meses em que pode chover não chove, sendo assim as secas duram até 2 anos em períodos de El Niño. Os agricultores do nordeste também são prejudicados pela falta de chuva e sofrem graves perdas para a agricultura.
O fenômeno La Niña também causa mudanças climáticas temporárias em escala global, alterando a circulação e o transporte de calor e de umidade em vários pontos do planeta. Apresenta o resfriamento da camada superficial das águas do Pacífico tropical. Podendo causar as chegada das frentes frias até a Região Nordeste, principalmente no litoral da Bahia, Sergipe e Alagoas. Também com tendência às chuvas abundantes no norte e leste da Amazônia e possibilidade de chuvas acima da média sobre a região semi-árida do Nordeste do Brasil.
Essas chuvas só ocorrem se simultaneamente ao La Niña, as condições atmosféricas e oceânicas sobre o Oceano Atlântico mostrarem-se favoráveis, isto é, com TSM acima da média no Atlântico Tropical Sul e abaixo da média no Atlântico Tropical Norte.

b) Rio intermitente é aquele que apenas possui água durante o período das chuvas, normalmente no inverno, e durante o período de estiagem, desaparecendo temporariamente no verão.
Rios perenes são rios onde o fluxo de água não acabada (há sempre água correndo).
Os dois rios perenes do Nordeste são: São Francisco e Parnaíba.

7) a) E a pratica de requerer verbas com o fim de erradicar ou amenizar os efeitos da seca, sem contudo fazê-lo, ou fazê-lo de forma irregular, aplicando o dinheiro em beneficio próprio. E praticada por latifundiários do Semi-Árido, utilizando de verbas de instancias governamentais.
Um exemplo e a construção de açudes em terrenos particulares com recursos públicos. A população carente se torna cliente daquele que passa a ser Coronel, o dono do produto, cuja paga e o respeito e obediência, formando centros de controle paralelos ao estado.

b) A economia do Ceara no século XIX era baseada no cultivo da cana-de-açúcar, por isto da seca de 1877 ter arrasado tanto o estado - destruiu esmagadora maioria das plantações.
Hoje o estado diversificou sua economia, produzindo feijão, milho algodão, a mandioca, a própria cana-de-açúcar, e frutas como a banana, caju, limão laranja, maracujá, melão e melancia. Também se destaca na pecuária por ter rebanhos diversificados. O extrativismo vegetal também e forte no estado. Alem destes, o turismo e o artesanato caminham juntos em expansão, principalmente por seu belo litoral

Sarah 27 3ªA disse...

8) O Sertão
a) Aspectos Físicos: Chapadas e Planícies, clima semi-árido, vegetação de caatinga, irregularidade de chuvas, solos secos e rios intermitentes. Amplas superfícies aplainadas, drenadas ao norte pelos rios Aracaju, Jaguaribe, Apodi e Açu, e a leste pelo São Francisco.
Maciços cristalinos, cujos esporões mais ocidentais são os da Borborema e das serras de Maranguape e Baturité;
Chapadas sedimentares, como as de Ibiapaba, do Araripe e do Apodi. Apresenta clima semi-árido, com estação chuvosa no verão,

b) Aspectos Econômicos: Apesar das adversidades impostas pelo clima, a economia da sub-região do sertão do Nordeste está ligada diretamente à atividade agropecuária que é uma atividade econômica que abrange tanto a agricultura quanto a pecuária. No sertão, a atividade pecuária (criação de animais) ocupa um lugar de destaque, uma vez que é a principal atividade econômica.

c) Estados Bahia e Pernambuco

Vinicius Faqueti! disse...

Vinicius JS Faqueti"

1) a) Tal bioma e a Caatinga, formada de uma vegetação com árvores baixas e arbustos que, em geral, perdem as folhas na estação das secas (espécies caducifólias), além de muitas cactos e bromélias.

b) A agricultura é baseada entre outras formas no cultivo de alguns produtos alimentares - como o milho e o feijão, grandes propriedades de criação de gado (pecuária extensiva) e no cultivo de algodão em grandes propriedades de terra.

2) O Semi-Arido é caracterizado por poucas chuvas, distribuídas de formas irregular, e pelas altas temperaturas. Um dos fatores que explica tal clima são as massas de ar, a mTa , que é impedida pelo Planalto da Borborema de avançar para o interior e produzir chuvas abundantes no sertão. A mEc, originada na Amazônia não se movimenta muito mas pode alcançar ocasionalmente o semi-árido, a mPa, vinda do Sul do país, durante o inverno, pode produzir chuvas abundantes no litoral Nordestino mas pouco expressivas no interior dos estados. As maiores chances de chuvas acontecem quando as mEa penetram pela região, reflexo direto da movimentação da Zona de Convergência Intertropical.
E também existe a forte presença das rochas impermeáveis (cristalinas) e solos rasos dificultando a formação do lençol freático em algumas áreas.


3) Horizontal:
4- Sal
5- Carnaúba
8- Agreste
9- SãoFrancisco
10- SemiÁrido
Vetical:
1- Sobradinho
2- CanaDeAçúcar
3- SUDENE
6- Aratu
7-Turismo

Vinicius Faqueti! disse...

Vinicius JS Faqueti"


4)a) A realidade do Sertão do Nordeste esta muito associada a pobreza e a necessidade. Pouco ou nenhum investimento para uma verdadeira melhoria de vida da população são observados. Este fato leva-os a se sujeitarem em troca dos serviços que lhe faltam.
Desta forma, aqueles que controlam serviços e recursos básicos a vida, acabam por controlar os destinos políticos da região - os conhecidos Coronéis.
Também as elites do Nordeste utilizam da Seca para arrecadar verbas de instituições governamentais com o fim de combater o efeito da seca, e acabam por utilizar estas verbas em suas próprias propriedades, fato conhecido como Indústria da Seca.
Assim, verbas vindas do governo federal acabam por cair na Mao de latifundiários, que constroem açudes em suas propriedades para a população, mas mantém o controle destes açudes. Desta forma, os sertanejos se transformam em clientes, onde a moeda de troca e a participação política, o voto da população. Criam-se assim os currais eleitorais.

b) Maranhão (Propina do Norte), Rio Grande do Norte (Corrupção do Norte), Pernambuco (Propininha) e Ceara (Quadrilha)

c) Nesta critica irônica o autor relacionada cada estado com algum defeito político ou social em cada estado.

5) a) O Meio-norte
Abrange os estados do Piauí e o Maranhão. Do ponto de vista natural, é uma sub-região entre o Sertão semi-árido e a Amazônia equatorial.
Sertão - Extensa área de clima semi-árido, nos estados do Rio Grande do Norte e Ceará o sertão chega até o litoral.
Agreste
É uma faixa de transição ecológica entre a Zona da Mata e o Sertão nordestino. De largura aproximadamente igual a da Zona da Mata, corre paralelamente a ela, do Rio Grande do Norte ao sul da Bahia.
A zona da mata
É a faixa litorânea de planícies que se estende do Rio Grande do Norte até o
sul da Bahia.

Faqueti! disse...

Vinicius JS Faqueti"


b) Bahia, Ceará, Maranhão, Pernambuco, Piauí, etc
c) Recife, Salvador e Fortaleza

6) El nino: O fenômeno natural que provoca aquecimento anormal das águas superficiais do Oceano Pacífico Equatorial. Algumas áreas do sertão nordestino podem ficar sem registrar nenhum índice de chuva nos meses de seca e nos meses em que pode chover não chove, sendo assim as secas duram até 2 anos em períodos de El Niño. Os agricultores do nordeste também são prejudicados pela falta de chuva e sofrem graves perdas para a agricultura.
O fenômeno La Niña também causa mudanças climáticas temporárias em escala global, alterando a circulação e o transporte de calor e de umidade em vários pontos do planeta. Apresenta o resfriamento da camada superficial das águas do Pacífico tropical. Podendo causar as chegada das frentes frias até a Região Nordeste, principalmente no litoral da Bahia, Sergipe e Alagoas. Também com tendência às chuvas abundantes no norte e leste da Amazônia e possibilidade de chuvas acima da média sobre a região semi-árida do Nordeste do Brasil.
Essas chuvas só ocorrem se simultaneamente ao La Niña, as condições atmosféricas e oceânicas sobre o Oceano Atlântico mostrarem-se favoráveis, isto é, com TSM acima da média no Atlântico Tropical Sul e abaixo da média no Atlântico Tropical Norte.

b) Rio intermitente é aquele que apenas possui água durante o período das chuvas, normalmente no inverno, e durante o período de estiagem, desaparecendo temporariamente no verão.
Rios perenes são rios onde o fluxo de água não acabada (há sempre água correndo).
Os dois rios perenes do Nordeste são: São Francisco e Parnaíba.

Faqueti! disse...

Vinicius JS Faqueti"


7) a) E a pratica de requerer verbas com o fim de erradicar ou amenizar os efeitos da seca, sem contudo fazê-lo, ou fazê-lo de forma irregular, aplicando o dinheiro em beneficio próprio. E praticada por latifundiários do Semi-Árido, utilizando de verbas de instancias governamentais.
Um exemplo e a construção de açudes em terrenos particulares com recursos públicos. A população carente se torna cliente daquele que passa a ser Coronel, o dono do produto, cuja paga e o respeito e obediência, formando centros de controle paralelos ao estado.

b) A economia do Ceara no século XIX era baseada no cultivo da cana-de-açúcar, por isto da seca de 1877 ter arrasado tanto o estado - destruiu esmagadora maioria das plantações.
Hoje o estado diversificou sua economia, produzindo feijão, milho algodão, a mandioca, a própria cana-de-açúcar, e frutas como a banana, caju, limão laranja, maracujá, melão e melancia. Também se destaca na pecuária por ter rebanhos diversificados. O extrativismo vegetal também e forte no estado. Alem destes, o turismo e o artesanato caminham juntos em expansão, principalmente por seu belo litoral

c) A obra consiste no desvio de parte do fluxo do rio maior para outros diversos pelo Semi-Árido, criando uma rede de abastecimento por todo o Nordeste.
Esta rede tem de atravessas certos entraves físicos e políticos. Físicos por ter de transpor irregularidades do relevo. Os entraves políticos são criados por estudiosos em diversas áreas. Alguns acreditam que o rio possa perder seu fluxo de forma muito intensa, prejudicando todas as regiões da bacia posteriores a transposição, embora as expectativas sejam de utilizar apenas 1% de seu volume no projeto.
Caso parecido teria ocorrido na Rússia e estaria ocorrendo com o Rio Jordão, embora em ambos os casos o deságüe seja em lagos.
Outros afirmam que o rio já teria sofrido muitos maus tratos, e que se deveria primeiro recuperar suas margens e matas-ciliares. Entre estes se encontra Ab’Saber, importante geógrafo brasileiro.

8) O Sertão
a) Aspectos Físicos: Chapadas e Planícies, clima semi-árido, vegetação de caatinga, irregularidade de chuvas, solos secos e rios intermitentes. Amplas superfícies aplainadas, drenadas ao norte pelos rios Aracaju, Jaguaribe, Apodi e Açu, e a leste pelo São Francisco.
Maciços cristalinos, cujos esporões mais ocidentais são os da Borborema e das serras de Maranguape e Baturité;
Chapadas sedimentares, como as de Ibiapaba, do Araripe e do Apodi. Apresenta clima semi-árido, com estação chuvosa no verão,

b) Aspectos Econômicos: Apesar das adversidades impostas pelo clima, a economia da sub-região do sertão do Nordeste está ligada diretamente à atividade agropecuária que é uma atividade econômica que abrange tanto a agricultura quanto a pecuária. No sertão, a atividade pecuária (criação de animais) ocupa um lugar de destaque, uma vez que é a principal atividade econômica.

c) Estados Bahia e Pernambuco

Faqueti! disse...

Vinicius JS Faqueti"


7) a) E a pratica de requerer verbas com o fim de erradicar ou amenizar os efeitos da seca, sem contudo fazê-lo, ou fazê-lo de forma irregular, aplicando o dinheiro em beneficio próprio. E praticada por latifundiários do Semi-Árido, utilizando de verbas de instancias governamentais.
Um exemplo e a construção de açudes em terrenos particulares com recursos públicos. A população carente se torna cliente daquele que passa a ser Coronel, o dono do produto, cuja paga e o respeito e obediência, formando centros de controle paralelos ao estado.

b) A economia do Ceara no século XIX era baseada no cultivo da cana-de-açúcar, por isto da seca de 1877 ter arrasado tanto o estado - destruiu esmagadora maioria das plantações.
Hoje o estado diversificou sua economia, produzindo feijão, milho algodão, a mandioca, a própria cana-de-açúcar, e frutas como a banana, caju, limão laranja, maracujá, melão e melancia. Também se destaca na pecuária por ter rebanhos diversificados. O extrativismo vegetal também e forte no estado. Alem destes, o turismo e o artesanato caminham juntos em expansão, principalmente por seu belo litoral

c) A obra consiste no desvio de parte do fluxo do rio maior para outros diversos pelo Semi-Árido, criando uma rede de abastecimento por todo o Nordeste.
Esta rede tem de atravessas certos entraves físicos e políticos. Físicos por ter de transpor irregularidades do relevo. Os entraves políticos são criados por estudiosos em diversas áreas. Alguns acreditam que o rio possa perder seu fluxo de forma muito intensa, prejudicando todas as regiões da bacia posteriores a transposição, embora as expectativas sejam de utilizar apenas 1% de seu volume no projeto.
Caso parecido teria ocorrido na Rússia e estaria ocorrendo com o Rio Jordão, embora em ambos os casos o deságüe seja em lagos.
Outros afirmam que o rio já teria sofrido muitos maus tratos, e que se deveria primeiro recuperar suas margens e matas-ciliares. Entre estes se encontra Ab’Saber, importante geógrafo brasileiro.

Faqueti disse...

Faqueti



8) O Sertão
a) Aspectos Físicos: Chapadas e Planícies, clima semi-árido, vegetação de caatinga, irregularidade de chuvas, solos secos e rios intermitentes. Amplas superfícies aplainadas, drenadas ao norte pelos rios Aracaju, Jaguaribe, Apodi e Açu, e a leste pelo São Francisco.
Maciços cristalinos, cujos esporões mais ocidentais são os da Borborema e das serras de Maranguape e Baturité;
Chapadas sedimentares, como as de Ibiapaba, do Araripe e do Apodi. Apresenta clima semi-árido, com estação chuvosa no verão,

b) Aspectos Econômicos: Apesar das adversidades impostas pelo clima, a economia da sub-região do sertão do Nordeste está ligada diretamente à atividade agropecuária que é uma atividade econômica que abrange tanto a agricultura quanto a pecuária. No sertão, a atividade pecuária (criação de animais) ocupa um lugar de destaque, uma vez que é a principal atividade econômica.

c) Estados Bahia e Pernambuco

Anônimo disse...

1-
a) A vegetação natural no Sertão é adaptada à seca (plantas xerófitas), podendo ser arbustiva ou herbácea. É mais fácil plantas como os cactos e as bromélias, pois estas são adaptadas ao clima semiárido possuindo, geralmente, folhas em forma de espinhos (aciculifoliadas) de modo a não ter uma intensa evapotranspiração, tendo assim maior reserva de água. Entretanto a Caatinga (clima sertanejo) sofre hoje, com o grave processo de desertificação e com a expansão do polígono das secas.
b) A economia do Sertão hoje se baseia principalmente na criação de gado bovino e em menor escala a criação de ovelhas e cabras. Junto ao gado vem o cultivo de espécies resistentes à seca como o algodão que diferente do milho e do feijão - que são pouco adaptáveis ao clima – necessitam de pouca irrigação e aguentam os longos períodos sem precipitação. Em terceiro lugar está a exploração frutífera com umbu, o araticum, o jatobá, o murici e o licuri.
2-
O clima semiárido do nordeste pode se destacar como principal influente o relevo que cerca a região do Sertão com uma barreira geológica. Pois impede que as massas de ar úmidas sigam em direção ao continente devido à sua altitude. Quando as massas de ar ganham altitude, para ultrapassar as barreiras elas acabam precipitando e seguindo secas para a direção da caatinga. Em segundo lugar temos o fenômeno do El niño que de 2 a 7 anos cria uma barreira de ar devido à mudança da temperatura das águas do pacífico e impede que as correntes úmidas sigam para o nordeste brasileiro e tornam o clima do sul mais úmido. Por último podemos citar também a ausência de rios de grande proporção ou grandes lagoas capazes de causar umidade suficiente para precipitações no polígono das secas.
3-
1-Sobradinho

2- cana-de-açúcar

3- SUDENE

4- Sal

5- Carnaúba

6- Aratu

7- Turismo

8- Agreste

9- São Francisco

10- Semi-Árido

4-
a) A formação de currais eleitorais é uma “chantagem” que abrange o Brasil desde os tempos da república velha onde os grandes coronéis denominavam assim suas áreas de influência onde seus capangas conseguiam controlar os votos. A mesma estratégia acontece hoje no nordeste em estados como o Ceará, principalmente, onde a seca gera um desespero por parâmetros básicos de qualidade de vida que são utilizados pelos latifundiários como pretexto para a obtenção dos votos, dentre os recursos utilizados está a construção de açudes e a perfuração de poços obtendo uma quantidade baixíssima de água, porém que para aquela população é indispensável. Eis aí, o cenário nordestino que se desenrola sobre a seca, principal responsável pela qualidade de vida de uns que tem muitos e outros que tem pouco, a indústria das secas, a obtenção de benfeitorias estatais como pretexto para o combate das secas.
b) Roubo – Paraíba
Propininha – Pernambuco
Quadrilha – Ceára
Corrupção do norte – Rio grande do Norte
c) Geografia é o estudo do espaço geográfico que serve de cenário e principal influente das realizações humanas, desde os fenômenos climáticos aos conflitos sociais. O autor utiliza como título Geografia Brasileira, dando ênfase não somente de divisão espacial ou de relevo mas uma planificação que englobe ambos os aspectos, políticos e sociais.

Luciano Cugnier 3ºB - nº17 parte 1

Anônimo disse...

5-
a) Zona da mata, Agreste, Caatinga e Mata dos Cocais.
b) Ceará, Pernambuco, Rio Grande do Norte.
c) Fortaleza (Ceará), Salvador (Bahia) e Natal (Rio Grande do Norte).
6-
a) Os fenômenos El Niño e La Niña, são causados pelo aumento da temperatura das águas do leste do pacífico (costa peruana) e pelo resfriamento dessas águas, respectivamente. O que acontece é a diminuição das massas de ar que empurram as águas quentes em direção à Austrália consequentemente a água que está na superfície e encontra-se quente não é levada para o oeste e não ocorre o movimento cíclico desta. Normalmente ela seria empurrada (massa superficial de água) e parte das águas frias que encontram-se abaixo viria à superfície trazendo uma grande quantidade de matéria orgânica e junto dela muitos peixes e animais marinhos que acabam por ajudar na pesca etc. Devido ao comportamento anômalo chamado El Niño essa massa de ar vem com menos intensidade não empurrando a água quente para o oeste e formando uma barreira de ar quente sobre essas águas que sobe e impede que outras correntes úmidas sigam para o nordeste causando a seca. Durante a La Niña ocorre o contrário, uma massa fria predomina nessa região do pacífico e intensifica as correntes úmidas causando as enchentes. Como são fenômenos cíclicos que ocorrem geralmente um após o outro, foi dada essa explicação, essa crendice popular.
b) Rios intermitentes são aqueles que geralmente não tem vasão suficiente para suportar a estiagem e acabam por “sumir” nos períodos de secas e voltar nas épocas de chuvas, enquanto os perenes permanecem “vivos” durante o ano inteiro. No nordeste devido à seca temos em maior quantidade os rios intermitentes com exceção aos rios Parnaíba e São Francisco.

Luciano Cugnier 3ºB nº 17 parte 2

Anônimo disse...

7-
a) A indústria das secas nordestinas é basicamente a configuração econômica e social que abrange aquela região desde os tempos de colonização. São os grandes latifundiários que retêm todo o dinheiro utilizando de suas terras e da água como forma de poder, sendo na manipulação de votos, na contratação de boias frias que recebem menos do que um salário mínimo para sustentar uma família, ou seja, no exercício do poder privado como forma de repressão e exploração.
b) A grande diferença entre a economia Cearense antiga e atual é sua capacidade, em meados do sec XIX com todos os problemas que se agravavam quanto à questão geográfica e econômica com a mudança do polo produtor brasileiro logo no sec XX. Já hoje com o avanço e estabilização da economia os Cearenses vêm diversificando sua fonte de fluxo de capital e estão muito mais preparados para enfrentar problemas como foi a enchente.
c) A intensão do projeto é fazer canais que saiam do “Velho Chico” (principal rio nordestino) e que acabem irrigando e fornecendo água para municípios e teoricamente fornecerá água para cerca de 12 milhões de nordestinos direta e indiretamente através dos produtos que fortaleceram com a irrigação de novas áreas para o plantio. Entretanto, entre as grandes polêmicas desse projeto destacam-se: a inundação dessas áreas podendo atingir todos esses municípios e piorando o estado da situação ao diminuir a força do rio São Francisco. Também é colocado em foco o problema gerado pelo abastecimento desigual da população onde os grandes latifundiários reterão todos os benefícios fazendo comque esse projeto sirva apenas para reafirmar a disparidade e fortalecer a indústria das secas.
8-
a) A vegetação predominante é a mata atlântica como nós conhecemos em nosso litoral, tem um solo fértil que facilita a larga produção agrícola. Possui um clima tropical e úmido devido à sua maritimidade (percorre até cerca de 200km para o interior do continente).
b) Predomina a cultura canavieira, de tabaco e de cacau e principalmente atividades turísticas e voltadas para o público estrangeiro. A partir da década de 50 e 60 se desenvolve a indústria que ainda assim não é suficiente para absorver toda a massa trabalhadora que acabou vindo da área rural para as indústrias, daí o êxodo para o sul.
c) Pernambuco e Rio Grande do Norte


Luciano Cugnier 3ºB nº 17 parte 3

Anônimo disse...

3°PARTE
6)A) Os fenômenos El Niño e El
Niña, são caracterizados pelo aquecimento e o resfriamento anormal das águas do Oceano Pacífico, respectivamente.
No Sertão Nordestino o El Niño favorece na redução das chuvas, causando prejuízos à região, com perdas na agricultura e na pecuária (ponto forte dessa sub-região) e principalmente o comprometimento do abastecimento de água para a sociedade, que por muitas vezes acarreta no êxodo temporário da população.
Já a El Niña, traz consigo o problema das cheias, com chuvas acima da média.
B) Rios perenes são rios que não secam durante o período da estiagem, ao contrário dos intermitentes, que nessa época interrompem o fluxo de água devido à falta de chuva (seca), restando apenas poças em alguns locais, retornando ao normal no período das chuvas.
No Nordeste os únicos rios perenes são São Francisco e Parnaíba, ou seja, os demais rios do nordeste secam com a falta de chuva.

7) A) A indústria da seca funciona de modo estratégico onde políticos conseguem capital utilizando a seca do Nordeste como desculpa, porém o dinheiro geralmente é desviado, sendo encoberto por obras superfaturadas, ou até mesmo em troca de favores políticos, deixando a população em uma situação deplorável, de fome e miséria.
B)Como visto no texto a seca na região nordestina vem de muito tempo, problema que ainda é presenciado nos dias atuais e está longe de ser solucionado, que infelizmente atingi a camada mais pobre da região.
A música “Asa Branca” de Luiz Gonzaga, escrita em 1940 retrata corretamente a vida da população no período da estiagem, demonstrando todas as dificuldades enfrentadas nessa época.
Mesmo com o crescente desenvolvimento industrial da região do Nordeste não se pode falar em fim da seca ou, melhor condição de vida, já que estas buscam somente benefícios próprios e não o da população local.
C)O projeto tem intenção de levar água a uma parcela da população “esquecida” do nordeste, proporcionando a irrigação e a subsistência a uma população marginalizada, porém, se trata de um projeto de alto custo onde qualquer descuido pode gerar grandes danos ao cidadãos.
Alguns estudiosos que são contra a transposição do rio afirmam que com a concretização das obras poderia diminuir a potência das hidrelétricas “alimentadas” pelo rio São Francisco, além de não ter uma boa relação custo/benefício, já que muito se gastará e uma pequena parcela será auxiliada. Em contra partida outros acreditam que a transposição do rio, não causaria mais danos causados por usinas, e que tudo depende de como o governo agirá.

8)ZONA DA MATA
A) A região da Zona da Mata corresponde à faixa litorânea do Nordeste, que se estende do Rio Grande do Norte até o sul da Bahia. Dentre as quatro sub-regiões a Zona da Mata é a mais urbanizada e povoada, e se concentra boa parte do parque industrial, com destaque do Pólo Petroquímico de Camaçari.
Essa região recebeu o nome de Zona da Mata devido à grande parcela que tinha da Mata Atlântica nesse território, cenário que hoje já não é mais visto. Como o solo desta região é fértil, a exploração que vem desde o período colonial aumenta cada vez mais.
B) A economia da Zona da Mata se encontra em três áreas, no Sul da Bahia, onde há cultivo do cacau, em propriedades monocultoras, no Recôncavo Baiano, com a extração de petróleo e também no litoral açucareiro, com a principal atividade voltada na produção de cana-de-açúcar.
Entretanto, devido às pelas praias e uma cultura marcante, a região atrai cada vez mais turistas, movimentando um lucro alto com o turismo.
C) Alagoas e Sergipe.
N° 05 3°B

Anônimo disse...

como desejado estou enviando as respostas pelo blog.

Tiago A. Gonçalves – 30 – 3ºB

PARTE 1

Questão 01)
a) A sub-região em foco, ou seja, o Sertão, pertence ao bioma da Caatinga. Em tupi-guarani, caa corresponde à palavra “mata” e tinga à “esbranquiçada”, afinal essa é a visão da vegetação deste local (polígono das secas), já que devido ao clima semi-árido, a temperatura é elevada, a amplitude térmica é pequena e seus índices pluviométricos estão acima de 250 mm/ano e abaixo de 750 mm/ano, portanto chove pouco, o que gera um grande período de seca, que tem como consequência a caída das folhas dos vegetais, ficando expostos os galhos e troncos, que se tornam “esbranquiçados” pela passagem da luz solar. Com todos esses fatores acima citados, a vegetação é principalmente xerófita, ou seja, adaptada as condições de aridez, porém, podem ser encontradas vegetações arbóreas ou arbustivas, dependendo das condições gerais do clima, do solo, do relevo e da altitude. Como exemplo de vegetação desse bioma podem-se citar, árvores como, a braúna, o pau d’arco, a cajarana e o juazeiro, lembrando que essas árvores apresentam folhas pequenas, que caem no período de saca, cactáceas como, o xique-xique, o mandacaru, o facheiro e o quipá e por fim bromeliáceas como a macambira e o caroá.
b) A sub-região do Sertão possui uma economia sub-industrializada em relação a outros locais do país, porém, vale lembrar que este local não é mais baseado somente em atividades agropecuárias, já que o setor terciário, de comércio e de serviços, vem crescendo, além da grande participação do turismo, devido a suas belas praias. É importante ressaltar que são encontradas nesse local, criações extensivas de gado de baixa qualidade e produtividade muito aquém da média nacional, sem contar que as atividades agrícolas são prejudicadas devido a salinização do solo, que ocorre devido a evaporação elevada, que conduz os sais para os níveis superiores do solo.
Questão 02)
Primeiro deve ficar claro que não é toda a região nordeste que sofre com os períodos de seca, esses períodos ocorrem na região conhecida como Polígono das Secas, que abrange cerca de 1.100 municípios, nos estados do Ceará, Alagoas, Bahia, Pernambuco, entre outros. O Sertão nordestino sofre com as secas, principalmente por dois fatores que se devem a sua má posição geográfica, são eles: circulação das massas de ar e a barreira formada pelo planalto nordestino, sendo que esses estão diretamente ligados. No litoral do nordeste, se formam as massas de ar carregadas de umidade, devido à evaporação do oceano, essas massas ao encontrarem o planalto nordestino, tendem a subir o que faz as mesmas se resfriarem e se condensarem, portanto chove, ou seja, o litoral do nordeste pode ser considerado um local com bom índice de precipitação, acontece que praticamente toda a umidade do ar é perdida com essas chuvas e o ar se torna consideravelmente seco, chegando à região em foco, que também é muito quente, causando o regime das secas.
Questão 03)
1- Sobradinho
2- CanaDeAçúcar
3- SUDENE
4- Sal
5- Carnaúba
6- Aratu
7- Turismo
8- Agreste
9- SãoFrancisco
10- SemiÁrido

Anônimo disse...

Tiago A. Gonçalves - 30 - 3ºB

PARTE 2

Questão 04)
a) De fato a região do polígono das secas, como o nome já diz, sofre muito devido aos longos períodos de estiagem, que trazem como consequência uma grande carência a aquele povo, para tentar minimizar essa situação o governo federal manda verbas para que os governos locais construam açudes, entre outras obras, acontece que na maioria das vezes essa verba é desviada e é utilizada como “chantagem” para eleger políticos regionais, tal fato é conhecido como indústria da seca. Quando de fato os açudes são construídos, esses acabam ficando em propriedades privadas dos famosos “coronéis”, ou seja, o povo não tem acesso, é dessa situação que foi criada a frase: “o problema do nordeste são as cercas e não a seca”, nesse ponto entra a questão do coronelismo nordestino, que se da pela má distribuição das terras. Podemos concluir então que essa é uma região em que o curral eleitoral em geral, ou seja, políticos com grande influência, acabam por prejudicar a vida de toda uma população em beneficio próprio, fugindo completamente dos aspectos culturais, tomando atitudes anti-éticas.
b) Ceará – Quadrilha / Rio Grande do Norte – Corrupção do Norte / Paraíba – Roubo / Pernambuco – Propininha
c) A geografia é uma ciência que estuda a relação do homem com a natureza, que consequentemente gera a noção dos aspectos políticos, econômicos e sociais de determinada região, portanto o autor se utilizou dessa noção e adaptou ao mapa do Brasil de uma forma irônica, a realidade de cada estado, trocando essa característica que define um fato que ocorre no local, pelo seu nome, exemplificando, o nome do estado de Santa Catarina se tornou “Propininha do Sul”.
Questão 05)
a) De Leste a Oeste, respectivamente: Zona da Mata, Agreste, Sertão e Meio Norte.
b) De Oeste a Leste, partindo da região superior, respectivamente: Maranhão, Piauí e Ceará.
c) Salvador – BA / Fortaleza – CE / Recife – PE
Questão 06)
a) O El Niño nada mais é que aquecimento fora do normal das águas do centro-leste do Oceano Pacífico, principalmente na região equatorial. Esse fenômeno acontece geralmente a cada 4 anos e dura de 6 a 12 meses, podendo interferir no clima regional ou global, sendo responsável pelos anos secos. O La Niña é justamente oposto ao El Niño, ou seja, é o resfriamento fora do normal das águas superficiais do Oceano Pacifico, formando ventos alísios mais intensos e águas muitos mais frias, o que favorece a chegada de frentes frias a região Nordeste do Brasil, juntamente a um período com elevado índice de precipitação.
b) Rios intermitentes são os rios que possuem grande quantidade de água nos períodos de chuvas e praticamente secam nos períodos de estiagem, já os Rios Perenes são aqueles que não importa o período, sempre possuem água, como exemplo podemos citar o Rio São Francisco e o Rio Parnaíba, ambos situados na região nordeste do Brasil.

Anônimo disse...

Tiago A. Gonçalves - 30 - 3ºB

PARTE 3 (final)

Questão 07)
a) O termo indústria da seca é utilizado para descrever algo que, infelizmente, ocorre normalmente no Nordeste, ou seja, o desvio de verbas públicas, pelos políticos, verbas essas que eram originalmente para construção de açudes, doação de alimento e roupas, porém, que acabam sendo usadas como chantagem para manter tais políticos no poder, durante anos e mais anos.
b) Através do texto fica claro que a economia cearense era de base agrária e seus principais produtos eram o café e a cana, com o passar dos anos essa atividade foi ganhando mercado e se modernizando, hoje o leque de produtos aumentou, como exemplo podemos citar o feijão, o milho, o arroz, o algodão, além dos que já eram cultivados naquela época, como é o caso do café e da cana, citados anteriormente. Devemos lembrar que o setor industrial se desenvolveu, ganhando um impulso do governo a partir de 1980, quando o mesmo concedeu incentivos fiscais as empresas que se instalassem no estado.
c) A intenção do projeto é de levar a água do Rio São Francisco, que é um rio perene, a áreas que sofrem com os períodos de seca, visando melhorar a qualidade de vida dos moradores do local, porém, existe uma grande polêmica devido ao fato de que esse projeto é uma obra muita cara e só vai abranger 5% do território e 0,3% da população, além de que uma transposição afetaria gravemente o ecossistema ao redor de todo o Rio São Francisco.
Questão 08)
Sub-região escolhida: Zona da Mata
a) A vegetação da Zona da Mata é predominantemente constituída por Mata Atlântica, porém, como sabemos, a faixa litoral do Brasil é a mais povoada consequentemente não resta muito dessa mata, unido ao fato de que nessa região ficam os principais centros de influência. Seu solo é fértil, massapé, portanto tem destaque na plantação de tabaco, cana e cacau. O clima é tropical úmido, com regime de chuvas regular e apresenta uma extensão do litoral ao interior de 200km.
b) O litoral nordestino, onde está enquadrada a Zona da Mata, foi onde o Brasil “começou” no período colonial, inicialmente com a extração do Pau-Brasil, seguido pela plantação de Cana. Hoje as atividades econômicas desse local são semelhantes, pois a base atualmente é a agropecuária, apesar de existirem algumas indústrias, devemos lembrar ainda que esses dois setores estão passando pro um processo de modernização, devido a diversos fatores como por exemplo a posição geografia.
c) Bahia e Pernambuco

Anônimo disse...

Questão 1a) Caatinga: plantas Xerófitas, vegetaçao arbustiva e herbãcea ( com presença de cactus e bromélias), clima semi-arido.
b)agricultura familiar de subsistência, prejudicada às vezes pelas secas, amplo domínio latifundiário no Sertão, além da expansão, com pecuária no Agreste

2)O que torna o Sertão semi-arido está relacionado principalmente com o relevo e o movimento das massas de ar, junto com o baixo indice pluviométrico

Cruzadinha : 1- Sobradinho, 2- Cana De Açucar, 3- Sudene, 4- Gas, 5- Carnauba, 6- aratu , 7- turismo
8- Agreste, 9- Sao Francisco, 10- Semiarido

4) a) Como a situação de água no sertão é mais do que precária, tanto quanto a fome e a saúde os partidos políticos acabam aproveitando da situação e da
ingenuidade da populaçao para arrancar votos. Com atitudes que são de fato mais do que direito daquela populaçao, como o uso da agua de açudes, que ficam
grande parte do ano privado, ou nao disponível a essa parte da populaçao, em épocas de eleiçao eles sao aberto e a populaçao acha que isso é um favor do governo
o mesmo ocorre com as terras, aonde os grandes latifundiarios sempre saem prevalecidos, com sistemas de irrigaçoes tudo mais. E é nessa parte do Brasil aonde se encontram
as maiores explorações humanas, junto com as piores condições de vida.
B) O Maranhão, representado na charge como “Propininha do Norte” e “Coronelismo”, que representam a atual situação do Maranhão aonde a Governadora é Roseana Sarney, nome conhecido no Brasil todo.

O Ceará, como ‘Quadrilha’, que não significa só as quadrilhas em ação hoje em dia, mas também os cangaceiros de antigamente.

Alagoas, como “Bingo”, referente a máfia dos bingos que assola este estado, e o Rio Grande do Norte, representado pela palavra “Corrupção do Norte”, significando ali o pólo da corrupção do nordeste, em contraste com o Paraná, a “Corrupção do Sul”

C) Ele nomeou sua charge de “Geografia Brasileira” pelo fato de utilizar o mapa geopolítico brasileiro e seus estados, porém de uma forma distorcida, ressaltando a corrupção, suborno e as máfias que atuam nestas regiões.

Thiago Lu n 29 3B

Anônimo disse...

5- a) Meio-norte: Também conhecida como mata dos cocais, é a faixa de transição entre o sertão semiárido do Nordeste e a região Amazônica, incluindo os estados do Maranhão e oeste do Piauí. A vegetação natural dessa área é a mata de cocais, carnaúbas e babaçus, em sua maioria. Apresenta índices pluviométricos maiores a oeste. As atividades econômicas de maior destaque são o extrativismo vegetal, praticado na mata de cocais remanescente, a pecuária extensiva e o cultivo do arroz e do algodão.

Sertão: uma extensa área de clima semiárido, que compreende o centro da região Nordeste, está presente em quase todos os estados da região. As chuvas são escassas e mal distribuídas. A vegetação típica é a caatinga. A bacia do rio São Francisco é a maior da região e a única fonte de água perene para as populações que habitam suas margens, é aproveitado para irrigação e também é fonte de energia através de hidrelétricas como a de Sobradinho (BA). As maiores concentrações humanas estão nos vales dos rios Cariri e São Francisco. A pecuária é a principal atividade econômica, ao lado do cultivo irrigado de frutas e flores.

Agreste: Área de transição entre a zona da mata, úmida e cheia de brejos, e o sertão semiárido. A principal atividade econômica nos trechos mais secos do agreste é a pecuária extensiva; nos trechos mais úmidos é a agricultura de subsistência e a pecuária leiteira.



Zona da Mata: Compreende uma faixa litorânea que se estende do Rio Grande do Norte ao sul da Bahia. É a sub-região mais urbanizada e populosa. O clima é tropical úmido e o solo é fértil em razão da regularidade de chuvas. A vegetação natural é a mata Atlântica, praticamente extinta e substituída por cana de açúcar. Além da cana, do cacau, do fumo e da lavoura de subsistência, destaca-se também a produção de sal marinho, principalmente no Rio Grande do Norte.

b) Estados nordestinos: Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe

c) Fortaleza, Recife e Salvador.

6- a) El Niño é um fenômeno meteorológico de escala global, resultante do aquecimento diferenciado do Oceano Pacífico, provocando alterações no regime de precipitações atmosféricas em várias partes da terra. Em geral, o El Niño, embora fraco, em 1992-93 afetou a vida de 8 milhões e 500 mil pessoas, numa área de 800 mil quilômetros quadrados. Assim, este fenômeno de aquecimento das águas do Pacífico, termina por impedir que a chuva caia sobre o Nordeste. A crendice popular se baseia na periodicidade do el niño, que segundo o geógrafo Aziz Ab’Saber costuma ocorrer de 12 em 12 anos, 13 em 13 ou 26 em 26 anos.

b) Rios intermitentes são rios que no período de estiagem secam, e só possuem água nas épocas de chuva. Já os rios perenes, são rios que nunca secam, nem no período de seca. No nordeste, os dois únicos rios intermitentes são o Rio São Francisco e o Rio Parnaíba.


Thiago Lu n 29 3B

Anônimo disse...

5- a) Meio-norte: Também conhecida como mata dos cocais, é a faixa de transição entre o sertão semiárido do Nordeste e a região Amazônica, incluindo os estados do Maranhão e oeste do Piauí. A vegetação natural dessa área é a mata de cocais, carnaúbas e babaçus, em sua maioria. Apresenta índices pluviométricos maiores a oeste. As atividades econômicas de maior destaque são o extrativismo vegetal, praticado na mata de cocais remanescente, a pecuária extensiva e o cultivo do arroz e do algodão.

Sertão: uma extensa área de clima semiárido, que compreende o centro da região Nordeste, está presente em quase todos os estados da região. As chuvas são escassas e mal distribuídas. A vegetação típica é a caatinga. A bacia do rio São Francisco é a maior da região e a única fonte de água perene para as populações que habitam suas margens, é aproveitado para irrigação e também é fonte de energia através de hidrelétricas como a de Sobradinho (BA). As maiores concentrações humanas estão nos vales dos rios Cariri e São Francisco. A pecuária é a principal atividade econômica, ao lado do cultivo irrigado de frutas e flores.

Agreste: Área de transição entre a zona da mata, úmida e cheia de brejos, e o sertão semiárido. A principal atividade econômica nos trechos mais secos do agreste é a pecuária extensiva; nos trechos mais úmidos é a agricultura de subsistência e a pecuária leiteira.



Zona da Mata: Compreende uma faixa litorânea que se estende do Rio Grande do Norte ao sul da Bahia. É a sub-região mais urbanizada e populosa. O clima é tropical úmido e o solo é fértil em razão da regularidade de chuvas. A vegetação natural é a mata Atlântica, praticamente extinta e substituída por cana de açúcar. Além da cana, do cacau, do fumo e da lavoura de subsistência, destaca-se também a produção de sal marinho, principalmente no Rio Grande do Norte.

b) Estados nordestinos: Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe

c) Fortaleza, Recife e Salvador.

6- a) El Niño é um fenômeno meteorológico de escala global, resultante do aquecimento diferenciado do Oceano Pacífico, provocando alterações no regime de precipitações atmosféricas em várias partes da terra. Em geral, o El Niño, embora fraco, em 1992-93 afetou a vida de 8 milhões e 500 mil pessoas, numa área de 800 mil quilômetros quadrados. Assim, este fenômeno de aquecimento das águas do Pacífico, termina por impedir que a chuva caia sobre o Nordeste. A crendice popular se baseia na periodicidade do el niño, que segundo o geógrafo Aziz Ab’Saber costuma ocorrer de 12 em 12 anos, 13 em 13 ou 26 em 26 anos.

b) Rios intermitentes são rios que no período de estiagem secam, e só possuem água nas épocas de chuva. Já os rios perenes, são rios que nunca secam, nem no período de seca. No nordeste, os dois únicos rios intermitentes são o Rio São Francisco e o Rio Parnaíba.

Thiago Lu n 29 3B