quarta-feira, 30 de março de 2011

PROBLEMAS E SOLUÇÕES COM O DESTINO DO LIXO


PROBLEMAS COM O DESTINO DO LIXO
O PRIMEIRO LIXO DO PLANETA
Os habitantes de Roma, a primeira metrópole europeia já enfrentava problemas com seu lixo e esgotos. Tudo que era possível e impossível eram lançados nos rios e mares. Os primeiros núcleos urbanos sempre ficavam próximos da água e em regiões planas para plantio, locais onde a natureza poderia beneficiar ao homem. Porém estas regiões tornaram-se propícia ao consumo de matérias-primas, e as alterações realizadas pelo homem. Com isso, houve a produção de lixo, mas naquele tempo a natureza dava conta de tal poluição, devido aos materiais utilizados na época ser pouco industrializados.

AMERICANO MÉDIO CONSOME 300 QUILOS DE PAPEL/ANO.
Indiana 4 quilos / ano.
africana menos de 1 quilo / ano
.






A Produção


O lixo domiciliar que produzimos todos os dias no nosso país tem aproximadamente a seguinte composição em peso:
50% orgânico
30% recicláveis
20% rejeitos

Grau de industrialização dos alimentos: implica em maior quantidade de embalagens e menor volume de resíduos orgânicos; Hábitos da população: aquisição de bebidas em vasilhames sem retorno, maior descarte de embalagens em período de grandes festas, compras nas feiras livres, consumo de determinados produtos em função de fatores sazonais* etc. Nível de consciência das pessoas com relação ao destino do seu lixo.

TEMPO DE DECOMPOSIÇÃO DO LIXO

COMPOSIÇÃO DO LIXO NO BRASIL

Dados sobre o lixo produzido no Brasil

No Brasil são produzidas, diariamente, cerca de 250 mil toneladas de lixo. Sendo que a cidade de São Paulo é a que mais produz lixo no país, com cerca de 19 mil toneladas por dia.


Destino do lixo brasileiro:

- aterros sanitários (53%)
- Aterros controlados (23%)
- lixões (20%)
- compostagem e reciclagem (2%)
- outros destinos (2%)

Alguns dados importantes sobre a reciclagem do lixo brasileiro:

- O Brasil recicla cerca de 97% das latinhas de alumínio que são descartadas;

- Apenas 55% das garrafas PET são recicladas. 

Estima-se que cada brasileiro produz de meio a cinco quilos de lixo por dia.


Mas a quantidade e a qualidade de lixo produzido pelos habitantes de uma cidade variam de acordo com diversos fatores culturais e econômicos: Nível de renda familiar: maior poder aquisitivo, por exemplo, se traduz em maior consumo e maior ocorrência de embalagens.


LIXO ELETRÔNICO
A cada ano, um único brasileiro descarta em média 0,5 kg de lixo eletrônico referente a computadores pessoais,  isso coloca o país como líder na lista de descarte de PCs (que nem sempre é feito de forma correta), entre nações emergentes. Confira abaixo a tabela completa, divulgada pela ONU.




Ainda de acordo com o relatório, que considera 11 países emergentes “representativos”, o Brasil também é um grande produtor de lixo eletrônico no descarte de aparelhos de TV (0,7 kg por pessoa ao ano, contra 0,9 kg do “líder” México) e de geladeira (0,4 kg per capta ao ano).


Lixo eletrônico já soma 50 milhões de toneladas por ano, diz ONU


De acordo com a Organização das Nações Unidas, o problema do lixo eletrônico já soma 50 milhões de toneladas por ano; a fabricação de telefones celulares e computadores pessoais consomem 3% de todo o ouro e prata extraídos em todo o mundo anualmente; os eletrônicos modernos contam com 60 elementos diferentes (valiosos, nocivos ou ambos); nos Estados Unidos, mais de 150 milhões de celulares e pagers foram vendidos em 2008, contra 90 milhões cinco anos antes; em todo o mundo, mais de 1 bilhão de telefones móveis foram comercializados em 2007 em comparação a 896 milhões em 2006.

Um resumo do relatório também indica que a China já produz 2,3 milhões de toneladas de lixo eletrônico, ficando apenas atrás dos Estados Unidos, com 3 milhões de toneladas. E, apesar de ter proibido a importação do chamado e-waste, o país continua despejando esses produtos em países em desenvolvimento.
itweb.com.br 




Hoje, o lixo eletrônico cresce três vezes mais que lixo convencional e, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), a situação é mais preocupante nos países emergentes. Principalmente no Brasil, campeão na geração de lixo eletrônico por habitante: meio quilo por ano.






A tarefa de limpeza urbana é de competência do poder público municipal, por ser um serviço de saneamento básico e de saúde pública de interesse predominantemente local. Compreende: a coleta de lixo, a capinação, a varrição de ruas e a destinação final dos resíduos sólidos.


Algumas Vantagens: Cada 50 quilos de papel usado, transformado em papel novo, evita que uma árvore seja cortada. Pense na quantidade de papel que você já jogou fora até hoje e imagine quantas árvores você poderia ter ajudado a conservar.
Com um quilo de vidro quebrado, faz-se exatamente um quilo de vidro novo. E a grande vantagem do vidro é que ele pode ser reciclado infinitas vezes.
Agora imagine só os aterros sanitários: quanto material que está lá, ocupando espaço, e poderiam estar sendo reciclados.....


Milhares de pessoas tiram seu sustento da coleta de materiais recicláveis das ruas, tanto nas regiões metropolitanas do Brasil como em outros países em desenvolvimento. Antigamente os sucateiros* ou garrafeiros faziam seu pregão de porta em porta, comprando ferro, vidro e papel, que revendiam às indústrias recicladoras. O crescimento desordenado das cidades fez surgir a figura do catador, que retira das ruas, separa, classifica e vende estes mesmos materiais.


A presença dos catadores nos lixões também é uma realidade. Famílias inteiras encontram na garimpagem em depósitos a céu aberto importante estratégia de sobrevivência. Calcula-se que, no Brasil, cerca de 100.000 crianças e adolescentes vivem próximos aos lixões e sobrevivem neles.
O fechamento dos lixões cria impasse, pois estas comunidades, que vêm sobrevivendo há algumas gerações dessa atividade, não têm como encontrar, de repente, outra alternativa para garantir seu sustento.
A catação nos lixões, assim como a catação na rua, acaba se constituindo em uma opção de vida para muitos brasileiros, decorrente da situação social e econômica do país.



lixoqueviralivro.blogspot.com 






ATERRO SANITÁRIO /CANHANDUBA/ITAJAÍ





A profundidade do nível hidrostático vária com as estações do ano, com a topografia da região , com a permeabilidade das rochas, com o tipo de chuvas e com a cobertura vegetal.



Aquíferos livres ou freáticos : não existe o confinamento, pois a pressão da água é igual a da atmosfera.
Aquíferos Artesianos : existe o confinamento, pois a pressão da água é maior do que a da atmosfera, devido ao desnível.






http://revistaepoca.globo.com/Sociedade/o-caminho-do-lixo/index.html



ATIVIDADE:
1-QUAIS SÃO OS PRINCIPAIS PROBLEMAS GERADOS NOS MUNICÍPIOS COM A DESCONCENTRAÇÃO INDUSTRIAL
2- A REPRODUÇÃO DA DESIGUAL DISTRIBUIÇÃO DE BENS CONFIRMA A TESE DE QUE É IMPROVÁVEL E INSUSTENTÁVEL A EQUIDADE SOCIAL E MATERIAL DO MODELO HEGEMÔNICO.JUSTIFIQUE A FRASE COM EXEMPLOS.
3- COMO FUNCIONA UM ATERRO SANITÁRIO ?
4- COMO SE ENCONTRA A COLETA SELETIVA NO BRASIL?
5- VANTAGENS E DESVANTAGENS NA IMPORTAÇÃO DE LIXO:

122 comentários:

Anônimo disse...

Amanda Regina Müller - 3ºB 03

1- Quais as vantagens para um município investir em aterros sanitários controlados?
Não ocorre a poluição visual. Seu objetivo é minimizar os impactos ao meio ambiente, porém tem muito mais desvantagens do que vantagem, esquecem da poluição principalmente nos lençóis freáticos.
2- Localização,extensão,capacidade e situação atual dos aquíferos guarani e alter do chão

* Aqüífero Guarani
Está localizado na região centro-leste da América do Sul, entre 12º e 35º de latitude sul e entre 47º e 65º de longitude oeste e ocupa uma área de 1,2 milhões de Km², estendendo-se pelo Brasil (840.000l Km²), Paraguai (58.500 Km²), Uruguai (58.500 Km²) e Argentina (255.000 Km²).Sua maior ocorrência se dá em território brasileiro (2/3 da área total), abrangendo os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Sua recarga natural anual (principalmente pelas chuvas) é de 160 Km³/ano, sendo que desta, 40 Km³/ano constitui o potencial explotável sem riscos para o sistema aqüífero. Sua área de recarga ocupa cerca de 17.000 Km².O risco é a contaminação da água, visto que pode ser contaminada por agrotóxicos e fertilizantes químicos, resíduos de processos industriais,por esgotos domésticos,lixões,e etc.
Projeto de Proteção Ambiental e Desenvolvimento Sustentável do Aqüífero Guarani proíbe a agricultura que usa fertilizantes e pesticidas, nos locais de afloramentos. Podem ainda ser criadas áreas de restrição para novas perfurações.
* Aqüífero Alter do Chão
Localizada sob os estados do Pará, Amapá e Amazônia.Sua área é de 437,5 mil km² com espessura de 545 m.Tem água o suficiente para abastecer a população mundial.É o maior reservatório de água do planeta.Ele é superior ao aqüífero do Guarani por ter menos contaminação no Norte do que na região Sul e Sudeste do Brasil.Tem maior volume de água do que o Guarani, mesmo a extensão do Guarani sendo maior.

3- Como funciona uma usina de compostagem?Quais os países que se destacam no uso de energia gerada pelos biodigestores?
o lixo doméstico é reciclado e a parte orgânica é transformada em adubos. Faz com que seja reduzida a quantidade de lixo na sociedade.Na biodigestão eles pegam esse lixo orgânico e faz com que as bactérias anaeróbias decompõe produzindo gás metano, que é utilizado em combustíveis .Países que usam seriam: Brasil, Suiça,Índia,e etc.



Fontes:
http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/meio-ambiente-reciclagem/coleta-seletiva-14.php
http://www.lixo.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=144&Itemid=251
http://www.daaeararaquara.com.br/guarani.htm
http://blogdovaldikim.com.br/2010/05/aquifero-alter-do-chao-na-amazonia-brasileira-e-a-maior-reserva-de-agua-potavel-do-planeta-terra/
http://www.hploco.com/letra_o/oquefazerdolixo/Destinos_do_Lixo.html
http://www.ecofocus.com.br/pr/producpr/Biogestorpr/

Anônimo disse...

Aluno: Roger G. Bittencourt – 38 3ºB EM

1- Custo de investimento muito menor que o requerido por outras formas de tratamento de resíduos; baixo custo de operação; método de disposição final completo; simplicidade e flexibilidade operacional.

2- Aquífero Guarani: Maior manancial de água doce subterrânea entre fronteiras do mundo.Possui mais ou menos uma área de 1,2 milhões de Km², localizado na região centro-leste da América do Sul, estendendo-se pelo Brasil (com maior ocorrência, abrangendo os Estados: GO, MS, MG, SP, PR, SC e RS), Paraguai, Uruguai e Argentina. Estima-se que as reservas do aquífero (água acumulada ao longo do tempo) sejam de 45.000 Km³. Ainda não se sabe com exatidão quanto desses recursos pode ser explorado e de que forma, mas já há polêmica em relação ao assunto, já há a circulação do Projeto Aquífero Guarani, onde possui a intenção da utilização dos recursos deste aquífero, com uma forma coordenada pelos países envolvidos (onde previamente deve haver uma formulação de um modelo técnico, legal e institucional).
Alter do Chão: Reserva tem volume de 86 mil Km³ de água potável, e está apontada como o aquífero de maior volume de água do mundo, uma quantidade que permitiria abastecer população mundial por 100 vezes. A reserva subterrânea está localizada sob os estados do Amazonas, Pará e Amapá e possui uma extensão menor que a do Aquífero Guarani, porém com quase o dobro do volume de água. Atualmente, está sendo realizadas pesquisas para comprovarem que este aquífero é o maior do mundo e ele também deverá ter o seu nome mudado para Aquífero Grande Amazônia, por ser homônimo de um dos principais pontos turísticos do Pará, o que costuma provocar enganos sobre a localização da reserva de água.

3- As usinas de compostagem transformam os resíduos orgânicos presentes no lixo em adubo, reduzindo o volume destinado aos aterros, o processo começa com o englobamento do material reciclável em esteiras, o envio do material orgânico para os bioestabilizadores (estabilização biológica e homogeneização física), resultando no final do processo, o composto orgânico “semi-curado”. Biodigestor é um equipamento usado para a produção de biogás, uma mistura de gases (CO2 e metano) produzida por bactérias que digerem matéria orgânica em condições anaeróbicas (ausência de oxigênio). Países desenvolvidos da Europa se destacam mais com o uso desses bicombustíveis, como é o caso da Suíça que possui ônibus movidos a biogás.

Anônimo disse...

1. Os aterros sanitários controlados, têm seus projetos prevendo suas localizações observados os mananciais hídricos subterrâneos e superficiais em posições favoráveis; o solo da base devidamente compactado e impermeabilizado pela própria argila ou com a utilização de mantas de polietileno; já se prevêem caminhos adequados para o chorume e as formas de tratá-los; já ficam previstas as tubulações verticais e perfuradas colocadas na massa do aterro para coleta dos gases que serão gerados, dando a eles destinações que podem ser a simples queima; já se prevêem as coberturas com terra a cada disposição do lixo e finalmente, já fica definido um gerenciamento dos posicionamentos das células, coordenados com as movimentações de caminhões e pás carregadeiras. Isso tudo proporciona um grande avanço para o município. Porque não precisará se preocupar com a poluição dos lençois freáticos, com os gases gerados...

2. Aquífero Guarani: está localizado na região centro-leste da América do Sul, entre 12º e 35º de latitude sul e entre 47º e 65º de longitude oeste e ocupa uma área de 1,2 milhões de Km², estendendo-se pelo Brasil (840.000l Km²), Paraguai (58.500 Km²), Uruguai (58.500 Km²) e Argentina (255.000 Km²). A maior ocorrência do Aqüífero Guarani se dá em território brasileiro (2/3 da área total) abrangendo os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Estima-se que as reservas permanentes do aqüífero (água acumulada ao longo do tempo) sejam da ordem de 45.000 Km³. Um dos principais problemas existentes com relação à exploração das águas do Guarani é o risco de deterioração do aqüífero, em decorrência do aumento dos volumes explotados e do
crescimento das fontes de poluição pontuais e difusas.
Aquífero Alter do Chão: A reserva subterrânea está localizada sob os estados do Amazonas, Pará e Amapá e tem volume de 86 mil km³ de água doce. A água dessa reserva é potável, o que demanda menos tratamento químico. Por outro lado, a médio e longo prazo, a exploração mais interessante é da água dos rios, pois a recuperação da reserva é mais rápida. A vazão do Rio Amazonas é de 200 mil m³/segundo. É muita água. Já nas reservas subterrâneas, a recarga é muito mais lenta.No Guarani, há um problema sério de flúor, metais pesados e inseticidas usados na agricultura. A formação rochosa é diferente e filtra menos a água da superfície. No Alter do Chão as rochas são mais arenosas, o que permite uma filtragem da recarga de água na reserva subterrânea",

3. As usinas de compostagem transformam os resíduos orgânicos presentes no lixo em adubo, reduzindo o volume destinado aos aterros. Este processo envolve transformações extremamente complexas de natureza bioquímica, promovidas por milhões de microorganismos do solo que têm na matéria orgânica in natura sua fonte de energia, nutrientes minerais e carbono. Por essa razão uma pilha de composto não é apenas um monte de lixo orgânico empilhado ou acondicionado em um compartimento. É um modo de fornecer as condições adequadas aos microorganismos para que esses degradem a matéria orgânica e disponibilizem nutrientes para as plantas.


Sarah - 3ºB - 39

Carolina Gonçalves n°8 3°B disse...

Carolina Gonçalves 08 3B

1- O Aterro Sanitário garante o controle ambiental e cuidado com a saúde pública. Este recurso é um espaço próprio para que o destino do lixo humano seja correto. A área deve estar longe do meio urbano, e possui medidas obrigatórias.
A terra local é antes de tudo, é totalmente impermeabilizada para que não aconteça a contaminação do solo e do lençol freático. O chorume e os gases que poluentes são tratados e a quantidade de lixo é controlada.
O lixo chega ao aterro e é espalhado sobre a terra, logo é compactado por um trator para reduzir ao máximo o tamanho, em cima deste é posto uma camada de argila assim o lixo fica isento da ação dos ventos e dos insetos.


2- O Aqüífero Guarani está localizado na região centro- leste da América do Sul e ocupa uma área de 1,2 milhões de Km². Passa pelo Brasil (7 estados), Paraguai, Uruguai e Argentina. Tem capacidade de abastecer cerca de 400 milhões de habitantes com 43 trilhões/m³. A profundidade da reserva é de 1500 metros. No futuro, a quantidade de água doce, pode abastecer a população mundial por mais cem anos. Atualmente existem técnicas para a preservação deste como:
- Afloramentos: impede a contaminação por agrotóxicos, para que logo materiais químicos sejam proibidos nessas regiões.
- Aquecimento: em regiões que o Aqüífero é profundo a água pode chegar ate a 50°C, e esta poderia ser utilizada para reduzir o consumo de energia alétrica e combater as geadas.
- Irrigação: usar desta água para regar as plantas é um desperdício e deve ser evitada.
- Aqueduto: transportar líquido a grandes distâncias é caro e acarreta perdas imensas por vazamento que deve ser evitada.

O Aqüífero Alter do Chão esta localizado no Brasil, nos estados do Amazonas, Pará e Amapá, apesar da sua pequena extensão este possui volume de água superior ao Guarani, com 86 mil Km³, com o dobro do volume de água potável. Atualmente pesquisadores lutam para comprovar que este é o maior do mundo. Capaz de abastecer a população mundial por mais de 100 vezes.

3- Usinas de Compostagem transformam o lixo orgânico em adubo, reduzindo a quantidade de lixo destinada aos lixões ou aterros. O processo visa controlar a decomposição dos materiais orgânicos em um curto período de tempo, e ter um material rico em nutrientes para o solo. Este tem a ação dos microorganismos para a transformação em composto orgânico, sem dar riscos ao meio ambiente. No Brasil, mais da metade do lixo é orgânico. Porém em nosso país a maioria das 80 usinas, estão desativadas por falta de cobrança governamental.

Biodigestore é outro método de reaproveitamento da matéria orgânica (fezes de animais, lixo humano) que é diluída em água que sofre um processo de fermentação anaeróbica. Resulta no Gás Metano e em um fertilizante. A China é um pais que utiliza desse processo como método de saneamento, produção de alimentos e geração de energia - utilizando do gás. É um tratamento seguro de esgoto, alem de gerar energia.

Anônimo disse...

Hemily Cunha Nº16 3ºB

QUAIS AS VANTAGENS PARA UM MUNICÍPIO, INVESTIR EM ATERROS SANITÁRIOS CONTROLADOS?
Evitar a proliferação de moscas, baratas, urubus e outros animais nocivos à saúde humana; Inibir surgimento de catadores; Diminuir a degradação do solo; Evitar o espalhamento de lixo nas redondezas, pela ação do vento; Controlar gases formados durante o processo de depuração do lixo; Compactar o lixo acomodando-o no menor espaço possível; Controlar odores fétidos nas áreas de habitação humana.
LOCALIZAÇÃO , EXTENSÃO, CAPACIDADE E SITUAÇÃO ATUAL DOS AQUÍFEROS :
GUARANI E ALTER DO CHÃO :
O aqüífero Guarani, o maior manancial conhecido de água doce subterrânea do mundo, é uma manta de rocha porosa que se encharca de água da superfície e a filtra. Ele está localizado sob os territórios do Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai, ocupando uma área de 1.195.500 km2, equivalente à soma dos territórios da Inglaterra, França e Espanha, encontrando-se a sua maior parte, 839.800 km2 (70,25%), em território brasileiro.
O Aquífero Alter do Chão é uma reserva de água subterrânea localizada sob os estados do Pará, Amapá e Amazônia.[ Abastece a totalidade de Santarém e quase a totalidade de Manaus através de poços profundos. Dados iniciais revelam que sua área é de 437,5 mil km2 com espessura de 545 m.]Pesquisadores da Universidade Federal do Pará desenvolvem estudos que podem revelar que o aquífero pode ser maior que o calculado inicialmente, passando inclusive a ser maior que o Aquifero Guarani. Com 86 mil quilômetros cúbicos, o aquifero poderia ser suficiente para abastecer em aproximadamente 100 vezes a população mundial.

COMO FUNCIONA UMA USINA DE COMPOSTAGEM? QUAIS OS PAÍSES QUE SE DESTACAM NO USO DE ENERGIA GERADA PELOS BIODIGESTORES?
Em algumas cidades, o lixo orgânico é encaminhado para usinas de compostagem. Estas usinas consistem basicamente em locais onde estes resíduos são misturados com terra e esterco, misturados constantemente e submetidos à ação de fungos e bactérias, para serem transformados em adubo orgânico, também chamado de húmus, material muito rico em nutrientes.
Outra forma de reciclagem do lixo orgânico é a sua utilização como fonte de energia e adubo, através de biodigestores, isto é, equipamentos que além da decomposição realizada na compostagem, realizam também o aproveitamento do metano, gás que é libertado na bioestalização do lixo orgânico.
Países ricos e pobres, dos quatro continentes, utilizam hoje, em maior ou menor escala, o biodigestor como fonte de energia e biofertilidade. Em 1979, por exemplo, o Centro Francês de Informação Industrial e Econômica desenvolveu projetos de instalação de biodigestores nas regiões de suinocultura de seu país, visando a reduzir a poluição provocada pelos despejos do rebanho na terra e nos rios. De quebra, diminui drasticamente o consumo de fertilizantes e de energia dessas regiões. Por diferentes razões, o mesmo tem ocorrido em vários países desenvolvidos da Europa. No outro extremo, até o pequeno Instituto Salvadoreño de Investigaciones del Café, de El Salvador, desenvolveu pesquisas sofisticadas procurando a mistura exata de esterco bovino e resíduos do café para a produção de biogás em biodigestor. Os países que mais se destaca é a China e Índia.

Anônimo disse...

1-Uma das vantagens para o município abordar esse métodos é a questão da saúde, este meio não causa danos ou riscos à saúde pública e a sua segurança, minimizando os impactos ambientais. Esse método utiliza. Os aterros chamados de controlados, geralmente são antigos lixões que passaram por um processo de remediação da área do aterro, ou seja, isolamento do entorno para minimizar os efeitos do chorume gerado, canalização deste chorume para tratamento adequado, remoção dos gases produzidos em diferentes profundidades do aterro, recobrimento das células expostas na superfície, compactação adequada, e gerenciamento do recebimento de novos resíduos. O gerenciamento de todas essas caracterísitcas permite que o aterro passe a ser controlado.

2- O Aqüífero Guarani é a segunda maior reserva subterrânea de água doce do mundo. A maior parte (70% ou 840 mil km²) da área ocupada pelo aqüífero — cerca de 1,2 milhões de km² — está no subsolo do centro-sudoeste do Brasil. O restante se distribui entre o nordeste da Argentina (255 mil km²), noroeste do Uruguai (58 500 km²) e sudeste do Paraguai (58 500 km²), nas bacias do rio Paraná e do Chaco-Paraná.
Já o aqüífero Autor do Chão, considerado o maior reservatório de água do mundo já era conhecido dos cientistas. Eles só não sabiam que era tão grande. Em nenhum outro lugar ela é tão farta. Tirando as geleiras, um quinto da água doce existente no mundo está na Amazônia. O aqüífero Alter do Chão, que se estende pelo Amazonas, Pará e Amapá, é quase duas vezes maior do que o Aqüífero Guarani.
"Isso representa um volume de água de 86 mil quilômetros cúbicos. Se comparado com o Guarani, por exemplo, ele tem em torno de 45 mil quilômetros cúbicos”.

3-As Usinas de Triagem e Compostagem do lixo doméstico urbano, vem se desenvolvendo no Brasil desde 1969, com a primeira instalação destas plantas. O processo mais concorrido foi a tecnologia da Dano, Suiça, que engloba a cata de material reciclável em esteiras, o envio do material orgânico para os bioestabilizadores, sua estabilização biológica e homogeinização física, resultando no final do processo, o composto orgânico semi-curado, sujeito à normalização da atividade biológica, por processo de "envelhecimento" ao tempo. Foi identificado pela primeira vez em 1776 por Alessandro Volta, em 1857 na Índia, nas proximidades de Bombaim houve a primeira instalação para a produção de gás combustível, hoje estima-se que haja naquele país 150000 unidades instaladas. Em outros países como europeus e Asiáticos como a Alemanha e China desenvolve-se a técnica da produção de bio-gás na eliminação de resíduos de esgoto.

Thaysi Imeton
N° 38 3°A

Anônimo disse...

1- Quais as vantagens para um município, investir em aterros sanitários controlados?
Em uma primeira "análise" seria uma boa idéia, pois o visual do município fica bem mais agradável do que com lixões, porém a maior desvantagem são os gases que são liberados e ainda a poluição dos lençóis freáticos.
2- Localização, extensão, capacidade e situação dos Aquíferos: Guarani e Alter do chão:
Guarani: é o maior manancial de água doce subterrânea transfronteiriço do mundo. Está localizado na região centro-leste da América do Sul e ocupa uma área de 1,2 milhões de Km², estendendo-se pelo Brasil (840.000l Km²), Paraguai (58.500 Km²), Uruguai (58.500 Km²) e Argentina (255.000 Km²).O Aqüífero Guarani constitui-se em uma importante reserva estratégica para o abastecimento da população, para o desenvolvimento das atividades econômicas e do lazer. Sua recarga natural anual (principalmente pelas chuvas) é de 160 Km³/ano, sendo que desta, 40 Km³/ano constitui o potencial explotável sem riscos para o sistema aqüífero. As águas em geral são de boa qualidade para o abastecimento público e outros usos, sendo que em sua porção confinada, os poços têm cerca de 1.500 m de profundidade e podem produzir vazões superiores a 700 m³/h.
Alter do Chão: é o maior reservatório de água do planeta.
Pesquisadores do Pará e do Ceará descobriram que a Amazônia tem o maior reservatório subterrâneo de água do planeta. O aquífero Alter do Chão já era conhecido dos cientistas. Eles só não sabiam que era tão grande. Em nenhum outro lugar ela é tão farta. Tirando as geleiras, um quinto da água doce existente no mundo está na Amazônia. Parece muito, mas os rios e lagos do lugar concentram só a parte visível desse tesouro. Debaixo da terra existem lagos gigantes, de água potável, chamados aquíferos. Até agora, o maior do planeta era o Guarani, que se espalha pelo Brasil, Paraguai, Argentina e Uruguai. Mas, um grupo de pesquisadores acaba de revelar que o aquífero Alter do Chão, que se estende pelo Amazonas, Pará e Amapá, é quase duas vezes maior. "Isso representa um volume de água de 86 mil quilômetros cúbicos. Se comparado com o Guarani, por exemplo, ele tem em torno de 45 mil quilômetros cúbicos”, explicou Milton Mata, geólogo da UFPA A maior parte do aquífero Guarani, no sul do Brasil, está debaixo de rocha. Já no aquífero na Amazônia tem terreno arenoso. Quando a chuva cai, penetra com facilidade no solo. A areia faz uma espécie de filtro natural. A água do reservatório subterrâneo chega limpa, boa para beber. Perfurar o chão de areia é fácil e barato. O poço nem precisa de estação de tratamento químico.

3- Como funciona uma usina de compostagem? Quais os países que se destacam no uso de energia gerada pelos biodigestores?
As usinas de compostagem transformam os resíduos orgânicos presentes no lixo em adubo, reduzindo o volume destinado aos aterros, o processo começa com o englobamento do material reciclável em esteiras, o envio do material orgânico para os bioestabilizadores (estabilização biológica e homogeneização física), resultando no final do processo, o composto orgânico semi-curado. Biodigestor é um equipamento usado para a produção de biogás, uma mistura de gases (CO2 e metano) produzida por bactérias que digerem matéria orgânica em condições anaeróbicas (ausência de oxigênio). Países desenvolvidos da Europa se destacam mais com o uso desses bicombustíveis, como é o caso da Suíça.

Luciana Voigt, 22 3°A

Anônimo disse...

Amanda Machado n°2 3B

QUAIS AS VANTAGENS PARA UM MUNICÍPIO, INVESTIR EM ATERROS SANITÁRIOS CONTROLADOS ?
O aterro controlado é uma forma de transformar o lixão em algo não tão poluente que se dá através da implantação de mecanismos para captar e reutilizar o gás metano, uma cobertura de terra e grama sobre o lixo para evitar a proliferação de animais necrófagos a recirculação do chorume para diminuir o contato do mesmo com os lençóis freáticos, e para os lixos posteriores uma nova cédula que ficará em cima de uma manta de PVC, e onde o chorume será tratado por inteiro (um aterro sanitário).

2- LOCALIZAÇÃO , EXTENSÃO, CAPACIDADE E SITUAÇÃO ATUAL DOS AQUÍFEROS : GUARANI E ALTER DO CHÃO
Um grupo de pesquisadores acaba de revelar que o aquífero Alter do Chão, que se estende pelo Amazonas, Pará e Amapá, é quase duas vezes maior que o Guarani que se que se espalha pelo Brasil, Paraguai, Argentina e Uruguai segundo o site do jornal da globo (http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2010/05/aquifero-alter-do-chao-e-o-maior-reservatorio-de-agua-do-planeta.html) "Isso representa um volume de água de 86 mil quilômetros cúbicos. Se comparado com o Guarani, por exemplo, ele tem em torno de 45 mil quilômetros cúbicos”, explicou Milton Mata, geólogo da UFPA


3- COMO FUNCIONA UMA USINA DE COMPOSTAGEM ? QUAIS OS PAÍSES QUE SE DESTACAM NO USO DE ENERGIA GERADA PELOS BIODIGESTORES ?
O processo começa com a coleta dos resíduos sólidos na cidade, realizada pelo serviço de limpeza urbana, sendo em seguida transportado para a usina. Chegando na usina o caminhão é pesado na balança rodoviária seguindo então para o setor de triagem onde depositará o lixo na plataforma de recepção. Da plataforma o lixo é conduzido, com o uso de pás manuais, para a tulha, por onde cairá sobre a correia transportadora da mesa de catação, para que seja feita a separação dos vários componentes do lixo. A matéria orgânica vai para o triturador e em seguida é transporta da em caçamba para o pátio de compostagem. Os demais componentes tais como: papel, papelão, plástico, metais e vidros, vão para o setor onde serão prensados, pesados, embalados e estocados nas baias para posterior comercialização. No pátio de compostagem são formadas leiras para que então se processe a compostagem da matéria orgânica. Ao longo do dos 120 dias necessários para a maturação do composto, as leiras precisam ser reviradas periodicamente. Depois de pronto, o composto será transportado para o setor de peneiramento e embalagem, onde ficará estocado até posterior comercialização. O rejeito resultante tanto da triagem como do peneiramento serão transportados para o aterro sanitário do rejeito da usina.
A Suiça, faz a compostagem que engloba a cata de material reciclável em esteiras, o envio do material orgânico para os bioestabilizadores, sua estabilização biológica e homogeinização física, resultando no final do processo, o composto orgânico semi-curado, sujeito à normalização da atividade biológica, por processo de "envelhecimento" ao tempo.
O biodigestor pode ser utilizado como fonte de energia e biofertilidade. Em 1979, por exemplo, o Centro Francês de Informação Industrial e Econômica desenvolveu projetos de instalação de biodigestores nas regiões de suinocultura de seu país, visando a reduzir a poluição provocada pelos despejos do rebanho na terra e nos rios. De quebra, diminui drasticamente o consumo de fertilizantes e de energia dessas regiões. Por diferentes razões, o mesmo tem ocorrido em vários países desenvolvidos da Europa. No outro extremo, até o pequeno Instituto Salvadoreño de Investigaciones del Café, de El Salvador, desenvolveu pesquisas sofisticadas procurando a mistura exata de esterco bovino e resíduos do café para a produção de biogás em biodigestor.

Matheus Tietjen Slomsky 30 3º"B" disse...

1 - O principal objetivo é minimizar os impactos negativos ao ambiente. Evita a poluição visual da cidade. Devido ao descuido em muitos casos gera poluição de lençois freáticos. Tem mais pontos negativos do que positivos.

2 - Aquifero Guarani: localizado na região centro-leste da América do Sul, entre 12º e 35º de latitude sul e entre 47º e 65º de longitude oeste e ocupa uma área de 1,2 milhões de Km², estendendo-se pelo Brasil (840.000l Km²), Paraguai (58.500 Km²), Uruguai (58.500 Km²) e Argentina (255.000 Km²).
Sua maior ocorrência se dá em território brasileiro (2/3 da área total), abrangendo os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.
O risco é a contaminação da água, visto que pode ser contaminada por agrotóxicos e fertilizantes químicos, resíduos de processos industriais,por esgotos domésticos e lixões.
Alter do Chão: Localizada sob os estados do Pará, Amapá e Amazônia.Sua área é de 437,5 mil km² com espessura de 545 m.Tem água o suficiente para abastecer a população mundial.É o maior reservatório de água do planeta.
Ele é superior ao aqüífero do Guarani por ter menos contaminação no Norte do que na região Sul e Sudeste do Brasil.Tem maior volume de água do que o Guarani, mesmo a extensão do Guarani sendo maior.

3 - O lixo orgânico é processado e transformado em adubo, as bactérias geram gás metano, que é utilizado como forma de energia. Isso diminui consideravelmente a quantidade de lixo a ser depositado aterros.
Presente em Brasil, Suiça,Índia...

joyse disse...

O objetivo do aterro controlado não é prevenir a poluição e sim,
minimizar os impactos ao meio ambiente. É uma forma de destinação
de lixo inferior ao aterro sanitário e corre risco de interdição
pela Cetesb após alguma ocorrência grave.Pois esses aterros apenas
minimizam o problema,mas na sociedade que vivemos hoje,a solução
não é mais minimizar e sim acabar.Então pensar que a biorremediação
é uma proposta melhor para o destino final dos resíduos é
subestimar a capacidade intelectual da sociedade que espera por
melhorias conscientes. E utilizar o material jogado fora como
fonte de energia ou transformá-lo em algum material aproveitável,
seria algo consciente e eficaz das nossas autoridades.Já que o
Aterro Controlado é um tipo de lixão reformado, tornando o local
de destinação de resíduos um empreendimento adequado à legislação,
porém, inadequado do ponto de vista ambiental, já que contamina
o solo natural,uma vez que não recebe camada impermeabilizante
ideal antes da deposição de lixo, causando poluição do solo e do
lençol freático. O aterro controlado também não trata integralmente
o chorume e os gases que emanam da decomposição do lixo. Por não
possuir cobertura vegetal, as atividades do aterro controlado
ficam expostas ao ambiente.Então não vejo muitas vantagens em se
investir em aterros controlados,acho que vale investir um pouco
mais, em algo que resulte em um futuro melhor ao nosso planeta.

O Aqüífero Guarani é o maior manancial de água doce subterrânea
transfronteiriço do mundo. Está localizado na região centro-leste
da América do Sul, entre 12º e 35º de latitude sul e entre 47º e
65º de longitude oeste e ocupa uma área de 1,2 milhões de Km²,
estendendo-se pelo Brasil (840.000l Km²), Paraguai (58.500 Km²),
Uruguai (58.500 Km²) e Argentina (255.000 Km²).
Sua maior ocorrência se dá em território brasileiro (2/3 da área
total), abrangendo os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul,
Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do
Sul.No Estado de São Paulo, o Guarani é explorado por mais de
1000 poços e ocorre numa faixa no sentido sudoeste-nordeste. Sua
área de recarga ocupa cerca de 17.000 Km² onde se encontram a
maior parte dos poços. Esta área é a mais vulnerável e deve ser
objeto de programas de planejamento e gestão ambiental
permanentes para se evitar a contaminação da água subterrânea e
sobrexplotação do aqüífero com o consequente rebaixamento do
lençol freático e o impacto nos corpos d'água superficiais.
Aquífero Alter do Chão é o maior reservatório de água do planeta.
Em termos comparativos, a reserva Alter do Chão tem quase o dobro
do volume de água potável que o Aquífero Guarani - com 45 mil km³
de volume.O aquífero Alter do Chão, que se estende pelo Amazonas,
Pará e Amapá, é quase duas vezes maior que o Guarani. "Isso
representa um volume de água de 86 mil quilômetros cúbicos.
Se comparado com o Guarani, por exemplo, ele tem em torno de
45 mil quilômetros cúbicos”, explicou Milton Mata, geólogo da UFPA.
Joyse Foss nº 19,3ºB

joyse disse...

continuação...
1 – O lixo é coletado na cidade e levado para usina onde é despejado em duas bancas de triagem;
2 – Os membros da Cooperativa vão abrindo sacolas e retirando os
materiais recicláveis e deposita cada tipo de material em
um tambor diferente; depois estes materiais são levados para o
galpão onde e colocados em baias, após certo volume são prensados
e enfardados, ficando prontos para a comercialização.
3 – Após retirar os materiais recicláveis o pessoal também separa
a matéria orgânica presente no lixo que é levado para o pátio da compostagem;
Neste local, o composto será aberto de três em três dias e será
feito um controle de temperatura. Após, aproximadamente, 90 dias,
o composto estará pronto, sendo peneirado e retirado do pátio
para armazenagem.
4 – Após a retirada dos materiais recicláveis e dos orgânicos o
que sobra na banca é chamado rejeito. Este será levado para o
aterro pois não poderá ser aproveitado. Neste rejeito é que são
levados papéis higiênicos e outros resíduos não recicláveis.
Após essa explanação dá para perceber porque as Usinas de
Triagem e Compostagem são mais adequadas que aterros sanitários.
O volume de material que é enterrado é bem menor nas usinas e
isso significa maior vida útil para os aterros, menor contaminação
do solo etc.(http://www.portalmanhumirim.com.br/content/view/416/26/).
Na China, existem mais de oito milhões de biodigestores em
funcionamento.Outro pais que tem grande força nos biodigestores é
a India.No Brasil, aumento desse tipo de fonte de energia,tem
aumentado gradativamente,mesmo sendo um processo,com maior custo.
e varios os paises tem planos para o investimento nesse tipo de
fonte.
Joyse Foss ,nº19 3ºB

Anônimo disse...

Pedro Luiz Maba, 36. 3ºB.


As principais vantagens do investimento nos aterros sanitários são a diminuição da degradação do solo, controle dos gases formados durante o processo de depuração do lixo, compactação do lixo acomodando-o no menor espaço possível, controlar odores fétidos nas áreas de habitação humana, entre outras vantagens.

O aqüífero Guarani está localizado na região centro-leste da América do Sul, entre 12º e 35º de latitude sul e entre 47º e 65º de longitude oeste e ocupa uma área de 1,2 milhões de Km², estendendo-se pelo Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina. Possui um volume de aproximadamente 55 mil km³ e profundidade máxima por volta de 1 800 metros, com uma capacidade de recarregamento de aproximadamente 166 km³ ao ano por precipitação. Dizem que esta vasta reserva subterrânea pode fornecer água potável ao mundo por duzentos anos.
O aqüífero Alter do Chão está localizado no Norte do Brasil e dados preliminares indicam que ele possui uma área de 437,5 mil quilômetros quadrados e espessura média de 545 metros.

As usinas de compostagem transformam os resíduos orgânicos presentes no lixo em adubo, reduzindo o volume destinado aos aterros. Na compostagem os microrganismos convertem a parte orgânica dos resíduos sólidos, num material estável, tipo húmus, conhecido como composto orgânico.
Vários países já utilizam da energia gerada pelos biodigestores, como é o caso da China e da Alemanha.

Pedro disse...

Pedro Rafihi Peixoto nº35 - 3B

1- Aparentemente fica melhor, pois o lixo não fica exposto, e sobre ele pode-se plantar uma vegetação rasteira. Mas como o lixo fica "abafado" a poluição do solo é ainda maior, sendo assim aumenta o risco da poluição dos lençois freáticos.

2- Aquífero Guarani: Localiza-se em 4 países (Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai). A maior parte dele está no território brasileiro cerca de 2/3 de todo aquífero, (840.000km² de área)seguido da Argentina (255.000km²), Paraguai (58.500km²) e Uruguai (58.000km²).
No Brasil o aquífero abrange os estados de GO, MS, MG, SP, PR, SC e RS.
Os maiores riscos que este aquífero sofre é de contaminação por meio de agrotoxicos, fertilizantes, entre outros produtos químicos de uso agrícola. Também por meio de lixões e esgotos. Sendo assim, existe um projeto para que nas áreas que são afloradas pelo aquífero, não se possa utilizar produtos químicos em grande escala.

Alter do Chão: extende-se pelos estados do Pará, Amapá e Amazônia. Sua área total é cerca de 437.500 km² e sua expessura é de 545m, sendo 86 mil Km³ de água potável.
Mesmo sendo menor que o aquífero Guarani, o Alter do Chão possui maior volume de águá, e é considerado um dos maiores reservatórios de água potável do mundo, sendo que tem capacidade de sustentar a população mundial por até 100 vezes. Ele também não sofre tanto com a poluição como o Guarani, isso também ajuda para que ele tenha mais água potável que em relação ao Guarani.

3- Na usina de compostagem, o lixo doméstico é reciclado e a parte orgânica e aproveitada para se transformar em adubos, sendo assim, a quantidade de lixo é reduzida, e melhor aproveitada.

Biodigestão: Em prol de produzir combustível (biogás neste caso), une-se o lixo orgânico a bacterias de perfil anaeróbico (que não usam O2), onde estas irão decompor o lixo, produzindo assim uma mistura de gás metano e CO2, formando então o biogás que será usado como combustível. Tais biocombustíveis são utilizados mais na Europa, em esecial a Suiça.

Anônimo disse...

1)A primeira grande vantagem é a não poluição visual e o mal cheiro.Outra vantagem e que o gás é metano é coletado tornando-se fonte de energia,mas como nem tudo saõ flores os aterros controlados poluem os lenções freáticos e tiram de certo modo a fonte de rende de determinadas famílias.

2)O Aqüífero Guarani é o maior manancial de água doce subterrânea transfronteiriço do mundo. Está localizado na região centro-leste da América do Sul, entre 12º e 35º de latitude sul e entre 47º e 65º de longitude oeste e ocupa uma área de 1,2 milhões de Km², estendendo-se pelo Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina.
Sua maior ocorrência se dá em território brasileiro (2/3 da área total), abrangendo os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.
O Aquífero Alter do Chão é uma reserva de água subterrânea localizada sob os estados do Pará, Amapá e Amazônia,ocupa uma pequena área em extensão mas um grande volume, reservando aproximadamente 85 mil Km³ de água contra apenas 45 mil Km³ do aquífero Guaraní.

3)As usinas de compostagem funcionam da seguinte forma:o lixo é reciclado e a parte orgânica é transformada em adubo e reduzindo assim a quantidade de lixo presente no lixão.Este processo visa controlar a decomposição dos materiais orgânicos em um curto período de tempo, e ter um material rico em nutrientes para o solo.O processo também gera a decomposição do gás metano que pode virar combustivél que já e muito utilizado em países desenvolvidos como a Suiça. Mas outros países em desenvolvimentos já usam desse recurso para obter energia (Brasil e índia).
Brenda B. nº03 3ºA EM

Anônimo disse...

Laura Martendal Rodrigues
nº: 17 - 3º ano A
1-Os aterros chamados de controlados, geralmente são antigos lixões que passaram por um processo de remediação da área do aterro, ou seja, isolamento do entorno para minimizar os efeitos do chorume gerado, canalização deste chorume para tratamento adequado, remoção dos gases produzidos em diferentes profundidades do aterro, recobrimento das células expostas na superfície, compactação adequada, e gerenciamento do recebimento de novos resíduos. E a partir disso podemos considerar o aterro ou como vilão ou como herói. Herói se for feito dentro das especificações técnicas e legislação ambiental principalmente no que diz respeito ao chorume e a observação dos lençóis d'água. Vilão se for feito de maneira errada, simplesmente jogando o lixo em uma área sem a devida preparação pra isso.
2-Aquifero Guarani: A cada 100 metros de profundidade, a temperatura do solo sobe 3 graus Celsius. Assim, a água lá do fundo fica aquecida. Neste ponto ela está a 50 graus. O mais precioso bem da humanidade encontrou nos subterrâneos do Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai o seu maior reservatório. O Aqüífero Guarani é a principal reserva subterrânea de água doce da América do Sul e um dos maiores sistemas aqüíferos do mundo, ocupando uma área total de 1,2 milhões de km² na Bacia do Paraná e parte da Bacia do Chaco-Paraná.
Oitocentos e quarenta mil quilômetros quadrados do reservatório estendem-se pelo Brasil (840.000 Km²), 58.500 Km² estão no Paraguai, 58.500 Km² no Uruguai e 255.000 Km² na Argentina, A maior ocorrência do Aqüífero Guarani se dá em território brasileiro (2/3 da área total) abrangendo os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. O Aqüífero Guarani constitui-se em uma importante reserva estratégica para o abastecimento da população, para o desenvolvimento das atividades econômicas e do lazer. Sua recarga natural anual (principalmente pelas chuvas) é de 160 Km³/ano, sendo que desta, 40 Km³/ano constitui o potencial explotável sem riscos para o sistema aqüífero. As águas em geral são de boa qualidade para o abastecimento público e outros usos, sendo que em sua porção confinada, os poços têm cerca de 1.500 m de profundidade e podem produzir vazões superiores a 700 m³/h.
Aquifero Alter do Chão: O aquífero Alter do Chão já era conhecido dos cientistas. Eles só não sabiam que era tão grande. Em nenhum outro lugar ela é tão farta. Tirando as geleiras, um quinto da água doce existente no mundo está na Amazônia. Parece muito, mas os rios e lagos do lugar concentram só a parte visível desse tesouro. Debaixo da terra existem lagos gigantes, de água potável, chamados aquíferos. Até agora, o maior do planeta era o Guarani, que se espalha pelo Brasil, Paraguai, Argentina e Uruguai. Mas, um grupo de pesquisadores acaba de revelar que o aquífero Alter do Chão, que se estende pelo Amazonas, Pará e Amapá, é quase duas vezes maior. "Isso representa um volume de água de 86 mil quilômetros cúbicos. Se comparado com o Guarani, por exemplo, ele tem em torno de 45 mil quilômetros cúbicos”, explicou Milton Mata, geólogo da UFPA.
3- As Usinas de Triagem e Compostagem do lixo doméstico urbano, vem se desenvolvendo no Brasil desde 1969, com a primeira instalação destas plantas. O processo mais concorrido foi a tecnologia da Dano, Suiça, que engloba a cata de material reciclável em esteiras, o envio do material orgânico para os bioestabilizadores, sua estabilização biológica e homogeinização física, resultando no final do processo, o composto orgânico semi-curado, sujeito à normalização da atividade biológica, por processo de "envelhecimento" ao tempo. Houve problemas ambientais recentemente com algumas usinas, as quais com o passar do tempo de 20 a 40 anos, passaram a pertencer a regiões residenciais, dada a expansão urbana, tendo sido encerradas por imposição do MP. Citamos os casos ocorridos com a Usina de Leopoldina e Usina de S.Mateus, ambas em S.Paulo, capital. Paises que usam: Brasil, India, Suíça.

Anônimo disse...

Lisandra Martins nº:22 3ºB

1- Aterros controlados, geralmente são antigos lixões que passaram por um processo de remediação da área do aterro, ou seja, isolamento do entorno para minimizar os efeitos do chorume gerado, canalização deste chorume para tratamento adequado, remoção dos gases produzidos em diferentes profundidades do aterro, recobrimento das células expostas na superfície, compactação adequada, e gerenciamento do recebimento de novos resíduos.Tem como vantagens minimizar os impactos ao ambiente,solucionam parte dos problemas causados pelo excesso de lixo gerado nas grandes cidades,processo de baixo custo,recuperação de áreas degradadas.

2- Aqüífero Guarani:
Está localizado na região centro-leste da América do Sul, entre 12º e 35º de latitude sul e entre 47º e 65º de longitude oeste e ocupa uma área de 1,2 milhões de Km², estendendo-se pelo Brasil (840.000l Km²), Paraguai (58.500 Km²), Uruguai (58.500 Km²) e Argentina (255.000 Km²).Sua maior ocorrência se dá em território brasileiro (2/3 da área total), abrangendo os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Sua recarga natural anual (principalmente pelas chuvas) é de 160 Km³/ano, sendo que desta, 40 Km³/ano constitui o potencial explotável sem riscos para o sistema aqüífero. Sua área de recarga ocupa cerca de 17.000 Km².O risco é a contaminação da água, visto que pode ser contaminada por agrotóxicos e fertilizantes químicos, resíduos de processos industriais,por esgotos domésticos,lixões,e etc.
Projeto de Proteção Ambiental e Desenvolvimento Sustentável do Aqüífero Guarani proíbe a agricultura que usa fertilizantes e pesticidas, nos locais de afloramentos. Podem ainda ser criadas áreas de restrição para novas perfurações.

Aqüífero Alter do Chão:
Localizada sob os estados do Pará, Amapá e Amazônia.Sua área é de 437,5 mil km² com espessura de 545 m.Tem água o suficiente para abastecer a população mundial.É o maior reservatório de água do planeta.Ele é superior ao aqüífero do Guarani por ter menos contaminação no Norte do que na região Sul e Sudeste do Brasil.Tem maior volume de água do que o Guarani, mesmo a extensão do Guarani sendo maior.

3- As usinas de compostagem transformam os resíduos orgânicos presentes no lixo em adubo, reduzindo o volume destinado aos aterros.Há mais de dois mil biodigestores já implantados no Brasil, mas este número ainda é pequeno, se comparado com as mais de 700 mil propriedades que produzem suínos no território nacional.No final de 2008, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) regulamentou a geração distribuída a partir do biogás e sua comercialização em todo o País.

Anônimo disse...

Nicolly Serrao - 30
3A - EM

1. O Aterro Controlado é um tipo de lixão reformado, tornando o local de destinação de resíduos um empreendimento adequado à legislação, porém, inadequado do ponto de vista ambiental, já que contamina o solo natural.
O objetivo do aterro controlado não é prevenir a poluição e sim, minimizar os impactos ao meio ambiente. É uma forma de destinação de lixo inferior ao aterro sanitário e corre risco de interdição após alguma ocorrência grave.
Portanto nao é vantajoso, uma vez que para o lixo ser corretamente tratado, melhor seria a implementacao de um aterro sanitario.

2.
- O Aqüífero Guarani é a principal reserva subterrânea de água doce da América do Sul e um dos maiores sistemas aqüíferos do mundo, ocupando uma área total de 1,2 milhões de km² na Bacia do Paraná e parte da Bacia do Chaco-Paraná. Possui um volume de aproximadamente 55 mil km³ e profundidade máxima por volta de 1 800 metros, com uma capacidade de recarregamento de aproximadamente 166 km³ ao ano por precipitação. A proteção contra os agentes de poluição que comumente afetam os mananciais de água na superfície, que decorre de mecanismos naturais de filtração e autodepuração bio-geoquímica que ocorrem no subsolo, resulta numa água de excelente qualidade.O uso da energia termal de suas águas poderá resultar, eventualmente, em economia de energia de outras fontes e em processos de co-geração de energia elétrica. Um dos principais problemas existentes é o risco de deterioração do aqüífero em decorrência do aumento dos volumes explotados e do crescimento das fontes de poluição pontuais e difusas. Essa situação exige gerenciamento adequado por parte das esferas de governo federal, estadual e municipal sobre as condições de aproveitamento dos recursos do aqüífero.

- O Aquifero Alter do Chao, é uma reserva de água subterrânea localizada sob os estados do Pará, Amapá e Amazônia. Dados iniciais revelam que sua área é de 437,5 mil km2 com espessura de 545 m Com 86 mil quilômetros cúbicos, o aquifero poderia ser suficiente para abastecer em aproximadamente 100 vezes a população mundial.Ele é superior ao aqüífero do Guarani por ter menos contaminação no Norte do que na região Sul e Sudeste do Brasil.

3. A compostagem é o processo de transformação de materiais grosseiros, como palhada e estrume, em materiais orgânicos utilizáveis na agricultura. Este processo envolve transformações extremamente complexas de natureza bioquímica, promovidas por milhões de microorganismos do solo que têm na matéria orgânica in natura sua fonte de energia, nutrientes minerais e carbono.
Por essa razão uma pilha de composto não é apenas um monte de lixo orgânico empilhado ou acondicionado em um compartimento. É um modo de fornecer as condições adequadas aos microorganismos para que esses degradem a matéria orgânica e disponibilizem nutrientes para as plantas. Vários países já utilizam da energia, como é o caso da China e da Alemanha.

Anônimo disse...

O aterro controlado não é prevenir a poluição mas sim,
tentar minimizar os impactos ao meio ambiente. Pois é uma grande forma de destinação de lixo inferior ao aterro sanitário. Pois esses aterros apenas
ajudam no problema, mas não queremos apenas que ajude, queremos acabar com isso. A melhor forma de nos ajudar é reciclar o material jogado fora, quando for possível, ou transforma ló em fonte de energia. O aterro controlado também não trata integralmente
o chorume e os gases que emanam da decomposição do lixo. Por não
possuir cobertura vegetal, as atividades do aterro controlado
ficam expostas ao ambiente.Então não vejo muitas vantagens em se
investir em aterros controlados,acho que vale investir um pouco
mais, em algo que resulte em um futuro melhor ao nosso planeta.
O Aqüífero Guarani é o maior manancial de água doce subterrânea transfronteiriço do mundo. Está localizado na região centro-leste da América do Sul, entre 12º e 35º de latitude sul e entre 47º e 65º de longitude oeste e ocupa uma área de 1,2 milhões de Km², estendendo-se pelo Brasil (840.000l Km²), Paraguai (58.500 Km²), Uruguai (58.500 Km²) e Argentina (255.000 Km²).
Sua maior ocorrência se dá em território brasileiro (2/3 da área total), abrangendo os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Esse reservatório de proporções gigantescas de água subterrânea é formado por derrames de basalto ocorridos nos Períodos Triássico, Jurássico e Cretáceo Inferior (entre 200 e 132 milhões de anos). É constituído pelos sedimentos arenosos da Formação Pirambóia na Base (Formação Buena Vista na Argentina e Uruguai) e arenitos Botucatu no topo (Missiones no Paraguai, Tacuarembó no Uruguai e na Argentina). O Aquífero Guarani constitui-se em uma importante reserva estratégica para o abastecimento da população, para o desenvolvimento das atividades econômicas e do lazer.
As usinas de compostagem funcionam da seguinte forma:o lixo é reciclado e a parte orgânica é transformada em adubo e reduzindo assim a quantidade de lixo presente no lixão.Este processo visa controlar a decomposição dos materiais orgânicos em um curto período de tempo, e ter um material rico em nutrientes para o solo.

Gesieli Oliveira nº12 3ºB

Anônimo disse...

1- Os aterros sanitários são um mal necesário mas que necessitam de critérios para serem construídos: não podem por exemplo estar próximos de lençois freáticos e se exige um estudo geológico do local onde se deve obedecer regras de proteção ambiental. Seu objetivo é minimizar os impactos ao meio ambiente, porém tem muito mais desvantagens do que vantagem.

2- Aqüífero Guarani
Está localizado na região centro-leste da América do Sul, entre 12º e 35º de latitude sul e entre 47º e 65º de longitude oeste e ocupa uma área de 1,2 milhões de Km², estendendo-se pelo Brasil (840.000l Km²), Paraguai (58.500 Km²), Uruguai (58.500 Km²) e Argentina (255.000 Km²).Sua maior ocorrência se dá em território brasileiro (2/3 da área total), abrangendo os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Sua recarga natural anual (principalmente pelas chuvas) é de 160 Km³/ano, sendo que desta, 40 Km³/ano constitui o potencial explotável sem riscos para o sistema aqüífero. Sua área de recarga ocupa cerca de 17.000 Km².O risco é a contaminação da água, visto que pode ser contaminada por agrotóxicos e fertilizantes químicos, resíduos de processos industriais,por esgotos domésticos,lixões,e etc.
Projeto de Proteção Ambiental e Desenvolvimento Sustentável do Aqüífero Guarani proíbe a agricultura que usa fertilizantes e pesticidas, nos locais de afloramentos. Podem ainda ser criadas áreas de restrição para novas perfurações.
* Aqüífero Alter do Chão
Localizada sob os estados do Pará, Amapá e Amazônia.Sua área é de 437,5 mil km² com espessura de 545 m.Tem água o suficiente para abastecer a população mundial.É o maior reservatório de água do planeta.Ele é superior ao aqüífero do Guarani por ter menos contaminação no Norte do que na região Sul e Sudeste do Brasil.Tem maior volume de água do que o Guarani, mesmo a extensão do Guarani sendo maior.

3- s usinas de compostagem transformam os resíduos orgânicos presentes no lixo em adubo, reduzindo o volume destinado aos aterros. Este processo envolve transformações extremamente complexas de natureza bioquímica, promovidas por milhões de microorganismos do solo que têm na matéria orgânica in natura sua fonte de energia, nutrientes minerais e carbono. Por essa razão uma pilha de composto não é apenas um monte de lixo orgânico empilhado ou acondicionado em um compartimento. É um modo de fornecer as condições adequadas aos microorganismos para que esses degradem a matéria orgânica e disponibilizem nutrientes para as plantas.

Leonardo Biu Ilkiu - 21 - 3°B

Anônimo disse...

Lúvia de Sá - 3ºB - Nº27
1- O aterro controlado e o sanitário são métodos de disposição final de lixo no solo que podem ser amplamente empregados. Eles
trazem em suas vantagems, evitar poluição e contaminação, garantir uma deconposição aerobia da amtéria organica reduzindo a
Formação de gases mal cheirosos, impedindo o surgimento de focos de fogo e vetores e ainda evitando a atividade social marginal
de catação.

2-O Aqüífero Guarani é o maior manancial de água doce subterrânea transfronteiriço do mundo. Está localizado na região centro-leste da América do Sul, entre 12º e 35º de latitude sul e entre 47º e 65º de longitude oeste e ocupa uma área de 1,2 milhões de Km², estendendo-se pelo Brasil (840.000l Km²), Paraguai (58.500 Km²), Uruguai (58.500 Km²) e Argentina (255.000 Km²).

Sua maior ocorrência se dá em território brasileiro (2/3 da área total), abrangendo os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

O Aquífero Alter do Chão é uma reserva de água subterrânea localizada sob os estados do Pará, Amapá e Amazônia. Abastece a totalidade de Santarém e quase a totalidade de Manaus através de poços profundos. Dados iniciais revelam que sua área é de 437,5 mil km2 com espessura de 545 m.Pesquisadores da Universidade Federal do Pará desenvolvem estudos que podem revelar que o aquífero pode ser maior que o calculado inicialmente, passando inclusive a ser maior que o Aquifero Guarani. Com 86 mil quilômetros cúbicos, o aquifero poderia ser suficiente para abastecer em aproximadamente 100 vezes a população mundial.

3- As usinas de compostagem transformam os resíduos orgânicos presentes no lixo em adubo, reduzindo o volume destinado aos aterros.É difícil cobrir o alto custo do processo com a receita auferida pela venda do produto. Além disso, não se resolve o problema de destinação dos resíduos inorgânicos, cuja possibilidade de depuração natural é menor.

Vithor disse...

1-É uma técnica de disposição de resíduos sólidos urbanos no solo, sem causar danos ou riscos à saúde pública e a sua segurança, minimizando os impactos ambientais. Este método utiliza princípios de engenharia para confinar os resíduos sólidos, cobrindo-os com uma camada de material inerte na conclusão de cada jornada de trabalho.

Esta forma de disposição produz, em geral, poluição localizada, pois similarmente ao aterro sanitário, a extensão da área de disposição é minimizada. Porém, geralmente não dispõe de impermeabilização de base (comprometendo a qualidade das águas subterrâneas), nem sistemas de tratamento de chorume ou de dispersão dos gases gerados. Este método é preferível ao lixão, mas, devido aos problemas ambientais que causa e aos seus custos de operação, a qualidade é inferior ao aterro sanitário.

2-O Aquífero Guarani é a segunda maior reserva subterrânea de água doce do mundo. A maior reserva atualmente é o Aquífero Alter do Chão.[1]

A maior parte (70% ou 840 mil km²) da área ocupada pelo aquífero — cerca de 1,2 milhão de km² — está no subsolo do centro-sudoeste do Brasil. O restante se distribui entre o nordeste da Argentina (255 mil km²), noroeste do Uruguai (58 500 km²) e sudeste do Paraguai (58 500 km²), nas bacias do rio Paraná e do Chaco-Paraná. A população atual do domínio de ocorrência do aquífero é estimada em quinze milhões de habitantes.

O Aquífero Alter do Chão é uma reserva de água subterrânea localizada sob os estados do Pará, Amapá e Amazônia. Abastece a totalidade de Santarém e quase a totalidade de Manaus através de poços profundos. Dados iniciais revelam que sua área é de 437,5 mil km2 com espessura de 545 m.Pesquisadores da Universidade Federal do Pará desenvolvem estudos que podem revelar que o aquífero pode ser maior que o calculado inicialmente, passando inclusive a ser maior que o Aquifero Guarani.. Com 86 mil quilômetros cúbicos, o aquifero poderia ser suficiente para abastecer em aproximadamente 100 vezes a população mundial.

3-As Usinas de Triagem e Compostagem do lixo doméstico urbano, vem se desenvolvendo no Brasil desde 1969, com a primeira instalação destas plantas. O processo mais concorrido foi a tecnologia da Dano, Suiça, que engloba a cata de material reciclável em esteiras, o envio do material orgânico para os bioestabilizadores, sua estabilização biológica e homogeinização física, resultando no final do processo, o composto orgânico semi-curado, sujeito à normalização da atividade biológica, por processo de "envelhecimento" ao tempo.

Vithor Hauck - 3ºB - 41

Anônimo disse...

Franco nº11 3ºA

1.
O aterro sanitário controlado não pratica medidas para combate à poluição, uma vez que não recebe camada impermeabilizante ideal antes da deposição de lixo, causando poluição do solo e do lençol freático. O aterro controlado também não trata integralmente o chorume e os gases que emanam da decomposição do lixo. Por não possuir cobertura vegetal, as atividades do aterro controlado ficam expostas ao ambiente. A vantagem para um município seria apenas que o lixo gerado pela população teria um destino, porém seria ruim para o meio ambiente.

2.
O Aquífero Guarani é a segunda maior reserva subterrânea de água doce do mundo. A maior reserva atualmente é o Aquífero Alter do Chão. A maior parte (70% ou 840 mil km) da área ocupada pelo aqüífero - cerca de 1,2 milhão de km - esta no subsolo do centro-sudoeste do Brasil. O restante se distribui entre o nordeste da Argentina (255 mil km), noroeste do Uruguai (58 500 km) e sudeste do Paraguai (58 500 km), nas bacias do rio Paraná e do Chaco-Parana.

O Aquífero Alter do Chão é uma reserva de água subterrânea localizada sob os estados do Pará, Amapá e Amazônia. Abastece a totalidade de Santarém e quase a totalidade de Manaus através depoços profundos. Dados iniciais revelam que sua área é de 437,5 mil km2 com espessura de 545 m.

3.
A compostagem é uma técnica praticada pelos agricultores e jardineiros ao longo dos séculos. Restos de vegetais, estrume, restos de cozinha e outros tipos de resíduos orgânicos são amontoados em pilhas em local conveniente e deixados decompondo-se até estarem prontos para serem devolvidos ao solo ou até que o agricultor necessite melhorar a fertilidade do solo. Pode ser definida como um processo biológico aeróbico e controlado de tratamento e estabilização de resíduos orgânicos para a produção de húmus. No Brasil, as usinas de compostagem ainda são raras, mas nos EUA, já são bastante utilizadas.

Anônimo disse...

Amanda Machado nº2 3B
QUAIS AS VANTAGENS PARA UM MUNICÍPIO, INVESTIR EM ATERROS SANITÁRIOS CONTROLADOS ?
O aterro controlado é uma forma de transformar o lixão em algo não tão poluente que se dá através da implantação de mecanismos para captar e reutilizar o gás metano, uma cobertura de terra e grama sobre o lixo para evitar a proliferação de animais necrófagos a recirculação do chorume para diminuir o contato do mesmo com os lençóis freáticos, e para os lixos posteriores uma nova cédula que ficará em cima de uma manta de PVC, e onde o chorume será tratado por inteiro (um aterro sanitário).

2- LOCALIZAÇÃO , EXTENSÃO, CAPACIDADE E SITUAÇÃO ATUAL DOS AQUÍFEROS : GUARANI E ALTER DO CHÃO
Um grupo de pesquisadores acaba de revelar que o aquífero Alter do Chão, que se estende pelo Amazonas, Pará e Amapá, é quase duas vezes maior que o Guarani que se que se espalha pelo Brasil, Paraguai, Argentina e Uruguai segundo o site do jornal da globo (http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2010/05/aquifero-alter-do-chao-e-o-maior-reservatorio-de-agua-do-planeta.html) "Isso representa um volume de água de 86 mil quilômetros cúbicos. Se comparado com o Guarani, por exemplo, ele tem em torno de 45 mil quilômetros cúbicos”, explicou Milton Mata, geólogo da UFPA


3- COMO FUNCIONA UMA USINA DE COMPOSTAGEM ? QUAIS OS PAÍSES QUE SE DESTACAM NO USO DE ENERGIA GERADA PELOS BIODIGESTORES ?
O processo começa com a coleta dos resíduos sólidos na cidade, realizada pelo serviço de limpeza urbana, sendo em seguida transportado para a usina. Chegando na usina o caminhão é pesado na balança rodoviária seguindo então para o setor de triagem onde depositará o lixo na plataforma de recepção. Da plataforma o lixo é conduzido, com o uso de pás manuais, para a tulha, por onde cairá sobre a correia transportadora da mesa de catação, para que seja feita a separação dos vários componentes do lixo. A matéria orgânica vai para o triturador e em seguida é transporta da em caçamba para o pátio de compostagem. Os demais componentes tais como: papel, papelão, plástico, metais e vidros, vão para o setor onde serão prensados, pesados, embalados e estocados nas baias para posterior comercialização. No pátio de compostagem são formadas leiras para que então se processe a compostagem da matéria orgânica. Ao longo do dos 120 dias necessários para a maturação do composto, as leiras precisam ser reviradas periodicamente. Depois de pronto, o composto será transportado para o setor de peneiramento e embalagem, onde ficará estocado até posterior comercialização. O rejeito resultante tanto da triagem como do peneiramento serão transportados para o aterro sanitário do rejeito da usina.
A Suiça, faz a compostagem que engloba a cata de material reciclável em esteiras, o envio do material orgânico para os bioestabilizadores, sua estabilização biológica e homogeinização física, resultando no final do processo, o composto orgânico semi-curado, sujeito à normalização da atividade biológica, por processo de "envelhecimento" ao tempo.
O biodigestor pode ser utilizado como fonte de energia e biofertilidade. Em 1979, por exemplo, o Centro Francês de Informação Industrial e Econômica desenvolveu projetos de instalação de biodigestores nas regiões de suinocultura de seu país, visando a reduzir a poluição provocada pelos despejos do rebanho na terra e nos rios. De quebra, diminui drasticamente o consumo de fertilizantes e de energia dessas regiões. Por diferentes razões, o mesmo tem ocorrido em vários países desenvolvidos da Europa. No outro extremo, até o pequeno Instituto Salvadoreño de Investigaciones del Café, de El Salvador, desenvolveu pesquisas sofisticadas procurando a mistura exata de esterco bovino e resíduos do café para a produção de biogás em biodigestor.

Anônimo disse...

Gabriel Henrique Nº 10 3ºB EM

Dentre todos os problemas relacionados à natureza que o homem enfrenta atualmente o destino do lixo produzido pelo mesmo gera inúmeras discussões que repercutem ao redor do mundo desde muitos anos. Mas o problema em si não é produzir, mas sim destinar, e de forma correta e adequada. Uma das saídas de menor custo é o investimento em aterros sanitários controlados. Possui custo de investimento muito menor que o requerido por outras formas de tratamento de resíduos como o aterro sanitário por exemplo. Tem baixo custo de operação e é simples e flexível em relação ao meio operacional. Porém ainda assim não impede a contaminação nos lençóis freáticos e em pior grau nos aquíferos. Por serem tão grandes e importantes em alguns casos, a contaminação de um aquífero é tão nocivo ao meio ambiente e também ao homem devido a grande área que podem abastecer e com um enorme volume de água.
Grandes aqüíferos brasileiros:

Aquífero Guarani: Maior manancial de água doce subterrânea entre fronteiras do mundo. Possui mais ou menos uma área de 1,2 milhões de Km², localizado na região centro-leste da América do Sul, estendendo-se pelo Brasil (com maior ocorrência, abrangendo os Estados: GO, MS, MG, SP, PR, SC e RS), Paraguai, Uruguai e Argentina. Estima-se que as reservas do aquífero (água acumulada ao longo do tempo) sejam de 45.000 Km³. Ainda não se sabe com exatidão quanto desses recursos pode ser explorado e de que forma, mas já há polêmica em relação ao assunto, já há a circulação do Projeto Aquífero Guarani, onde possui a intenção da utilização dos recursos deste aquífero, com uma forma coordenada pelos países envolvidos (onde previamente deve haver uma formulação de um modelo técnico, legal e institucional).

Alter do Chão: Reserva tem volume de 86 mil Km³ de água potável, e está apontada como o aquífero de maior volume de água do mundo, uma quantidade que permitiria abastecer população mundial por 100 vezes. A reserva subterrânea está localizada sob os estados do Amazonas, Pará e Amapá e possui uma extensão menor que a do Aquífero Guarani, porém com quase o dobro do volume de água. Atualmente, está sendo realizadas pesquisas para comprovarem que este aquífero é o maior do mundo e ele também deverá ter o seu nome mudado para Aquífero Grande Amazônia, por ser homônimo de um dos principais pontos turísticos do Pará, o que costuma provocar enganos sobre a localização da reserva de água.
Outra forma de dar destino correto ao lixo produzido pelo homem seria o investimento em usinas de compostagem, que transformam os resíduos orgânicos presentes no lixo em adubo, reduzindo o volume destinado aos aterros. O processo começa com o englobamento do material reciclável em esteiras e o envio do material orgânico para os bioestabilizadores (estabilização biológica e homogeneização física), resultando no final do processo, o composto orgânico. Além disso, também é feito uso de um biodigestor, equipamento usado para a produção de biogás, uma mistura de gases (CO2 e metano) produzida por bactérias que digerem matéria orgânica em condições anaeróbicas (ausência de oxigênio). Dessa forma é possível fazer uso desse gás gerado a partir da decomposição da matéria orgânica para gerar energia. Hoje em dia muitos países, principalmente na Europa, já marcam presença em relação ao uso de biocombustíveis, como por exemplo, a Alemanha e a Suíça, utilizando esse meio alternativo até nos meios automobilísticos.

Anônimo disse...

1-Um aterro controlado, geralmente são antigos lixões que passaram por um processo de remediação da área do aterro, isolamento do entorno para minimizar os efeitos do chorume gerado, canalização deste chorume para tratamento adequado, remoção dos gases produzidos em diferentes profundidades do aterro, recobrimento das células expostas na superfície, compactação adequada, e gerenciamento do recebimento de novos resíduos. O beneficio e a melhor condição do ar e usar o gás metano como fonte de energia podendo fornecer luz para parte da cidade, também podendo ser como um depósito ou local de descartar de forma apropriada as sobras provenientes de processamento do lixo por reciclagem, incineração e compostagem. Tendo seus benefícios, ocorrem os malefícios que talvez sejam até mais fortes que os pontos positivos. Nos aterros controlados por não haver um tratamento dos restos ‘’sólidos’’ e nem uma capa impermeável como nos aterros sanitários que evitam o escorrimento do chorume para o solo, assim tendo a possibilidade de afetar o solo e cursos de água subterrâneos, os lençóis freáticos e em conseqüência a água a poluída que hoje em dia é um problema, não pela quantidade mais sim pela qualidade. Alem disso deixa o terreno instável, acontece acomodação do solo que não é bom para construções pela erosão de rochas. Essa acomodação no Brasil e muito existente devido aos dobramentos antigos não há mais tremores, mas sim acomodação. Alem disso o aterro controlado necessita de uma supervisão de profissionais capacitados para estudar o terreno onde será empregado se não seria um dinheiro mal empregado, o que no capitalismo não aceita-se muito.
2- Aqüífero Guarani é o maior manancial de água doce subterrânea transfronteiriço do mundo. Está localizado na região centro-leste da América do Sul, e ocupa uma área de 1,2 milhões de Km², estendendo-se pelo Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina. Sua maior ocorrência se dá em território brasileiro (2/3 da área total), abrangendo os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. O Aqüífero Guarani constitui-se em uma importante reserva estratégica para o abastecimento da população, para o desenvolvimento das atividades econômicas e do lazer. As águas em geral são de boa qualidade para o abastecimento público e outros usos, sendo que em sua porção confinada, o poço tem cerca de 1.500 m de profundidade e podem produzir grandes vazões. Sua composição e de grandes rochas onde fazem a captura das águas, vinda das chuvas.

O Aqüífero Alter do Chão é uma reserva de água subterrânea localizada sob os estados do Pará, Amapá e Amazônia. Abastece a totalidade de Santarém e quase a totalidade de Manaus através de poços profundos. Dados iniciais revelam que sua área é de 437,5 mil km2 com espessura de 545 m.Pesquisadores da Universidade Federal do Pará desenvolvem estudos que podem revelar que o aqüífero pode ser maior que o calculado inicialmente, passando inclusive a ser maior que o Aqüífero Guarani. Com 86 mil km3, o aqüífero poderia ser suficiente para abastecer em aproximadamente 100 vezes a população mundial.

3- Usinas de compostagem separam o lixo orgânico, tritura e vira adubo. Hoje se procura os produtos naturais e assim melhorando a qualidade de vida. Países como Japão investem bastante. O resto do lixo vai para aterros não tendo o poder de poluição quando estava ‘’puro’’.
Estados Unidos e Japão juntos possuem 15% da população do planeta onde utilizam 85% dos recursos naturais, minerais, orgânicos em geral como fonte de energia com biodigestores, com o fornecimento de energia pela ação bacteriana. Se todos consumissem igual quantidade a esses países teriam que haver mais 3 planetas Terra, assim ocorre o estudo do espaçamento espacial e busca de novos recursos, idéias de soluções.

Thiago Sagaz nº40 3ºA

Anônimo disse...

1- Além de minimizar poluição visual causada pelos lixões, ocorre também um controle ambiental e cuidado com a saúde pública.Porém o lençol freático continua recebendo chorume, só os gases que são captados e tratados.

2- Aquífero Guarani: apesar de ser localizado em 4 países (Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai),a maior parte dele está no território brasileiro, abrangendo os estados de GO, MS, MG, SP, PR, SC e RS.
Os maiores riscos que este aquífero sofre é de contaminação por meio de agrotoxicos, fertilizantes, entre outros produtos químicos de uso agrícola. Também por meio de lixões e esgotos.

Alter do Chão: localizado sob os estados do Pará, Amapá e Amazônia. Sua área total é cerca de 437.500 km² e sua expessura é de 545m, sendo 86 mil Km³ de água potável.
Mesmo sendo menor que o aquífero Guarani, o Alter do Chão possui maior volume de águá, sendo considerado um dos maiores reservatórios de água potável do mundo.

3- As usinas de compostagem transformam os resíduos orgânicos presentes no lixo em adubo, reduzindo o volume destinado aos aterros. Este é um modo de fornecer as condições adequadas aos microorganismos para que esses degradem a matéria orgânica e disponibilizem nutrientes para as plantas.
Vários países já utilizam da energia gerada pelos biodigestores, como é o caso da China, Alemanha, Brasil, Suíça, Índia e outros.

Aluna: Maria Eduarda nº 24
3º A

Melina Kleis S. - Número 32 - 3B disse...

1- Nos aterros sanitários controlados há o controle de composição de resíduos, controle de lançamento e compactação e é um sistema de impermeabilização de base, cobertura e drenagem de gases. Mesmo assim, há mais desvantagens do que vantagens e contamina de qualquer forma o lençol freático. O melhor para o município, é o aterro sanitário.

2- O - Aquífero Guarani é a segunda maior reserva subterrânea de água doce do mundo. A maior reserva atualmente é o Aquífero Alter do Chão. A maior parte (70% ou 840 mil km²) da área ocupada pelo aquífero — cerca de 1,2 milhão de km² — está no subsolo do centro-sudoeste do Brasil. O restante se distribui entre o nordeste da Argentina (255 mil km²), noroeste do Uruguai (58 500 km²) e sudeste do Paraguai (58 500 km²), nas bacias do rio Paraná e do Chaco-Paraná. Possui um volume de aproximadamente 55 mil km³ e profundidade máxima por volta de 1 800 metros, com uma capacidade de recarregamento de aproximadamente 166 km³ ao ano por precipitação. É dito que esta vasta reserva subterrânea pode fornecer água potável ao mundo por duzentos anos. Devido a uma possível falta de água potável no planeta, que começaria em vinte anos, este recurso natural está rapidamente sendo politizado, tornando-se o controle do Aquífero Guarani cada vez mais controverso.

O - Alter do chão é uma reserva de água subterrânea localizada sob os estados do Pará, Amapá e Amazônia. Abastece a totalidade de Santarém e quase a totalidade de Manaus através de poços profundos. Dados iniciais revelam que sua área é de 437,5 mil km2 com espessura de 545 m.Pesquisadores da Universidade Federal do Pará desenvolvem estudos que podem revelar que o aquífero pode ser maior que o calculado inicialmente, passando inclusive a ser maior que o Aquifero Guarani. Com 86 mil quilômetros cúbicos, o aquifero poderia ser suficiente para abastecer em aproximadamente 100 vezes a população mundial.

3- Compostagem é a reciclagem do lixo orgânico que viram adubo depois de alguns meses. Este processo envolve transformações extremamente complexas de natureza bioquímica, promovidas por milhões de microorganismos do solo que têm na matéria orgânica in natura sua fonte de energia, nutrientes minerais e carbono. Países que usam seriam: Brasil, Suiça, Índia.

Anônimo disse...

André Nº4 3ºB

1-Custo de investimento muito menor que o requerido por outras formas de tratamento de resíduos; baixo custo de operação; método de disposição final completo; simplicidade e flexibilidade operacional.

2- Wikipedia:
* Aqüífero Guarani
Está localizado na região centro-leste da América do Sul, entre 12º e 35º de latitude sul e entre 47º e 65º de longitude oeste e ocupa uma área de 1,2 milhões de Km², estendendo-se pelo Brasil (840.000l Km²), Paraguai (58.500 Km²), Uruguai (58.500 Km²) e Argentina (255.000 Km²).Sua maior ocorrência se dá em território brasileiro (2/3 da área total), abrangendo os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Sua recarga natural anual (principalmente pelas chuvas) é de 160 Km³/ano, sendo que desta, 40 Km³/ano constitui o potencial explotável sem riscos para o sistema aqüífero. Sua área de recarga ocupa cerca de 17.000 Km².O risco é a contaminação da água, visto que pode ser contaminada por agrotóxicos e fertilizantes químicos, resíduos de processos industriais,por esgotos domésticos,lixões,e etc.
Projeto de Proteção Ambiental e Desenvolvimento Sustentável do Aqüífero Guarani proíbe a agricultura que usa fertilizantes e pesticidas, nos locais de afloramentos. Podem ainda ser criadas áreas de restrição para novas perfurações.
* Aqüífero Alter do Chão
Localizada sob os estados do Pará, Amapá e Amazônia.Sua área é de 437,5 mil km² com espessura de 545 m.Tem água o suficiente para abastecer a população mundial.É o maior reservatório de água do planeta.Ele é superior ao aqüífero do Guarani por ter menos contaminação no Norte do que na região Sul e Sudeste do Brasil.Tem maior volume de água do que o Guarani, mesmo a extensão do Guarani sendo maior.

3- BrasilEscola:
Como funciona uma usina de compostagem? Quais os países que se destacam no uso de energia gerada pelos biodigestores?
As usinas de compostagem transformam os resíduos orgânicos presentes no lixo em adubo, reduzindo o volume destinado aos aterros, o processo começa com o englobamento do material reciclável em esteiras, o envio do material orgânico para os bioestabilizadores (estabilização biológica e homogeneização física), resultando no final do processo, o composto orgânico semi-curado. Biodigestor é um equipamento usado para a produção de biogás, uma mistura de gases (CO2 e metano) produzida por bactérias que digerem matéria orgânica em condições anaeróbicas (ausência de oxigênio). Países desenvolvidos da Europa se destacam mais com o uso desses bicombustíveis, como é o caso da Suíça.

Anônimo disse...

1- O aterro sanitário diminui a proliferação de doenças vindas de lixões a céu aberto, melhora o aspecto visual da cidade e diminui alguns problemas ambientais.

2- O Aquífero Guarani se extende por Brasil, Paraguai, Argentina e Uruguai. Sua maior concetração está no Brasil nos estados: Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Ele ocupa uma área de cerca de 1,2 milhão Km². Seu volume é de aproximadamente 45 mil Km³. Quem mais utiliza esse aquífero é o Brasil, a água que é consumida por vários municípios é proveniente do Aquífero Guarani.
O Aquifero Alter do Chão é o maior reservatório de água do planeta. Ele se extende por Amazonas, Pará e Amapá. Possui 86 mil Km³, está debaixo de um terreno arenoso ao contrário do Guarani que está de baixo de um terreno rochoso. O aquífero já é utilizado por 40% da população de Manaus. A retirada da água é fácil pelo fato do chão ser de areia.

3- 1ª etapa: o lixo é transportado até uma mesa, na qual se realiza a separação manual de plásticos, papéis, tecidos, vidros e metais. Esses materiais são vendidos para indústrias de reciclagem ou oficinas de reutilização.

2ª etapa: o que restou da primeira separação é levado para o separador magnético. Por meio de um eletroímã, objetos de ferro e aço são retirados nessa etapa.

3ª etapa: o lixo restante segue para a câmara de fermentação aeróbica, um local fechado onde correntes de ar revolvem os dejetos. Parte da energia liberada nesse processo se converte em calor, atingindo a temperatura de 70º C, o que provoca a morte da maioria dos microrganismos patogênicos que se desenvolvem no lixo.

4ª etapa: após a fermentação, a mistura é peneirada nesta máquina. Os pedaços maiores (pedras, galhos) ficam retidos e levados para um aterro sanitário. A porção que passou pela peneira é o composto orgânico cru. Este composto passa pela cura: fica ao ar livre por cerca de 60 dias. Depois, pode ser usado em hortas, jardins e pomares.
Os países da Europa se destacam no uso das usinas de compostagem mas o Brasil também as utilizam.

Sérgio Heusi de Almeida, 36. 3A

Anônimo disse...

1- Os aterros sanitários são construídos, em locais distantes das cidades. Isto ocorre por causa do mau cheiro e da possibilidade de contaminação do solo e de águas subterrâneas. Porém, existem, normas rígidas que regulam a implantação de aterros sanitários. Estes devem possuir um controle da quantidade e tipo de lixo, sistemas de proteção ao meio ambiente e monitoramento ambiental.
Vantagens
- É importante no tratamento de lixo da cidade.
- Solucionam parte dos problemas causados pelo excesso de lixo gerado nas grandes cidades.
- Processo de baixo custo.
- Recuperação de áreas degradadas
- Flexibilidade de operação
DESVANTAGENS
- Longa imobilização do terreno
- Necessidade de grandes áreas
- Necessidade de material de cobertura
- Dependência das condições climáticas.

2- O Aqüífero Guarani é o maior manancial de água doce subterrânea transfronteiriço do mundo. Está localizado na região centro-leste da América do Sul, entre 12º e 35º de latitude sul e entre 47º e 65º de longitude oeste e ocupa uma área de 1,2 milhões de Km², estendendo-se pelo Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina.
Sua maior ocorrência se dá em território brasileiro, abrangendo os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.
A espessura total do aqüífero varia de valores superiores a 800 metros até a ausência completa de espessura em áreas internas da bacia. Considerando uma espessura média aqüífera de 250 metros e porosidade efetiva de 15%, estima-se que as reservas permanentes do aqüífero sejam da ordem de 45.000 Km³.
O Aquífero Guarani constitui-se em uma importante reserva estratégica para o abastecimento da população, para o desenvolvimento das atividades econômicas e do lazer. Sua recarga natural anual é de 160 Km³/ano, sendo que desta, 40 Km³/ano constitui o potencial explotável sem riscos para o sistema aqüífero.
As águas em geral são de boa qualidade para o abastecimento público e outros usos, sendo que em sua porção confinada, os poços tem cerca de 1.500 m de profundidade e podem produzir vazões superiores a 700 m³/h.

Aqüífero Alter do chão:
Os estudos coletados ao longo de mais de 30 anos fornecem indicativos de que se trata da maior reserva de água doce subterrânea do planeta. É maior em espessura que o Aquífero Guarani, considerado pela comunidade científica como um dos maiores do mundo.
O aquífero de Alter do Chão possui uma área de 437.500 km2 e uma espessura de 545 metros. Sua qualidade de água é melhor e, segundo pesquisadores, pode produzir uma capacidade de água quase duas vezes maior que a do aquifero Guarani. Sendo menor em extensão, mas maior em espessura do que o Aquífero Guarani.
A porosidade da rocha em que a água está depositada como um dos indícios do potencial do reservatório. A porosidade da rocha, indica grande capacidade de retenção, permeabilidade e conexão entre os poros da rocha.


3- As usinas de compostagem transformam os resíduos orgânicos presentes no lixo, triturando ate virar adubo em adubo, reduzindo o volume destinado aos aterros. Este é um modo de fornecer as condições adequadas aos microorganismos para que esses degradem a matéria orgânica e disponibilizem nutrientes para as plantas.
Estados Unidos e Japão juntos possuem 15% da população do planeta onde utilizam 85% dos recursos naturais, minerais, orgânicos em geral como fonte de energia com biodigestores, com o fornecimento de energia pela ação bacteriana.
Vários países já utilizam da energia gerada pelos biodigestores, como é o caso da China, Alemanha, Brasil, Suíça, Índia e outros.
Alan Rizzi 01 3ºB

Anônimo disse...

Lucas Caldas N° 24 3°B

1- Reduz em parte o impacto no meio ambiente, e deixa visualmente bonito, dando a falsa impressão de que do jeito que está, não está agredindo a natureza. Mas na verdade não é isso que acontece. Pois a poluição nos lençóis freáticos (Um dos principais problemas) continua.

2-Aqüífero Guarani - estendendo-se pelo Brasil, Paraguai, Uruguaie Argentinao que da aproximadamente 1,2 milhão de quilômetros quadrados.Sua profundidade é de, aproximadamente, 1500 metros. E ele está limpo, porém em algumas partes já começa a apresentar poluição ! volume de água de 45 mil quilômetros cúbicos.

Aqüífero Alter do Chão - volume de água de 86 mil quilômetros cúbicos. Sua área é de 437,5 mil km2 ( Bem menor, em extensão, do que o guarani, porém maior em volume de água). O aquifero Alter do Chão é uma reserva estratégica de água potável.

3- A usina de compostagem, transforma o resíduo orgânico em adubo, por meio da decomposição. O que faz com que o lixo ocupe um volume muito menor.

Países que se destacam: China, possui em torno de 7 milhões de biodigestores em operação. Destacam-se também a Índia com mais de 36.000 digestores, a Coréia do Sul com aproximadamente 27.000, Etc...

Anônimo disse...

Matheus Provesi 28 3ºA

1- Infelizmente, os aterros controlados servem para "esconder o lixo" pois ao enterrar o lixo, o lençol freático fica prejudicado, mas o custo da operação é menor em relação aos demais, além de ser mais práticos do que os demais.

2- Aquífero Guarani: está localizado na região centro-leste da América do Sul, entre 12º e 35º de latitude sul e entre 47º e 65º de longitude oeste e ocupa uma área de 1,2 milhões de Km², estendendo-se pelo Brasil (840.000l Km²), Paraguai (58.500 Km²), Uruguai (58.500 Km²) e Argentina (255.000 Km²). A maior ocorrência do
Aqüífero Guarani se dá em território brasileiro (2/3 da área total) abrangendo os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Estima-se que as reservas permanentes do aqüífero (água acumulada ao longo do tempo) sejam da ordem de 45.000 Km³. Um dos principais problemas existentes com relação à exploração das águas do Guarani é o risco de deterioração do aqüífero, em decorrência do aumento dos volumes explotados e do
crescimento das fontes de poluição pontuais e difusas.
Aquífero Alter do Chão: A reserva subterrânea está localizada sob os estados do Amazonas, Pará e Amapá e tem volume de 86 mil km³ de água doce. A água dessa reserva é potável, o que demanda menos tratamento químico. Por outro lado, a médio e longo prazo, a exploração mais interessante é da água dos rios, pois a recuperação da reserva é mais rápida. A vazão do Rio Amazonas é de 200 mil m³/segundo. É muita água. Já nas reservas subterrâneas, a recarga é muito mais lenta.No Guarani, há um problema sério de flúor, metais pesados e inseticidas usados na agricultura. A formação rochosa é diferente e filtra menos a água da superfície. No Alter do Chão as rochas são mais arenosas, o que permite uma filtragem da recarga de água na reserva subterrânea".

3- As usinas de compostagem transformam os resíduos orgânicos presentes no lixo em adubo, reduzindo o volume destinado aos aterros. Na compostagem os microrganismos convertem a parte orgânica dos resíduos sólidos, num material estável, tipo húmus, conhecido como composto orgânico.
Vários países já utilizam da energia gerada pelos biodigestores, como é o caso da China e da Alemanha.

Anônimo disse...

Nathalia Pereira
26º
3ªA

1) A principio fica melhor, pois o lixo não fica exposto, e sobre ele até da para plantar uma vegetação rasteira. Mas como o lixo fica "abafado" a poluição do solo é maior, consequentemente aumenta o risco da poluição dos lençois freáticos.
Enibe a proliferação de animais nocivos à saúde humana; diminui drasticamente surgimento de catadores; diminui também a degradação do solo; Evita o espalhamento de lixo nas redondezas, Controla os gases formados durante o processo de depuração do lixo.

2) Aqüífero Guarani:

Está localizado na região centro-leste da América do Sul, entre 12º e 35º de latitude sul e entre 47º e 65º de longitude oeste e ocupa uma área de 1,2 milhões de Km², estendendo-se pelo Brasil (840.000l Km²), Paraguai (58.500 Km²), Uruguai (58.500 Km²) e Argentina (255.000 Km²).Sua maior ocorrência se dá em território brasileiro (2/3 da área total), abrangendo os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Sua recarga natural anual (principalmente pelas chuvas) é de 160 Km³/ano, sendo que desta, 40 Km³/ano constitui o potencial explotável sem riscos para o sistema aqüífero. Sua área de recarga ocupa cerca de 17.000 Km².O risco é a contaminação da água, visto que pode ser contaminada por agrotóxicos e fertilizantes químicos, resíduos de processos industriais,por esgotos domésticos,lixões,e etc.
Projeto de Proteção Ambiental e Desenvolvimento Sustentável do Aqüífero Guarani proíbe a agricultura que usa fertilizantes e pesticidas, nos locais de afloramentos. Podem ainda ser criadas áreas de restrição para novas perfurações.

Aqüífero Alter do Chão:

Localizada sob os estados do Pará, Amapá e Amazônia.Sua área é de 437,5 mil km² com espessura de 545 m.Tem água o suficiente para abastecer a população mundial.É o maior reservatório de água do planeta.Ele é superior ao aqüífero do Guarani por ter menos contaminação no Norte do que na região Sul e Sudeste do Brasil.Tem maior volume de água do que o Guarani, mesmo a extensão do Guarani sendo maior.

3) Sinas de compostagem separam o lixo orgânico, triturando e virando adubo.
Hoje a demanda para esses produtos naturais é grande e assim melhora a nossa qualidade de vida. O resto do lixo vai para aterros tendo menor o poder de poluição quando estava puro. Países como Japão e EUA investem pesado e possuem grande parte da energia produzida pelos biodigestores.

Anônimo disse...

1) O Aterro Sanitário garante o controle ambiental e cuidado com a saúde pública. Este recurso é um espaço próprio para que o destino do lixo humano seja correto. A área deve estar longe do meio urbano, e possui medidas obrigatórias.
A terra local é antes de tudo, é totalmente impermeabilizada para que não aconteça a contaminação do solo e do lençol freático. O chorume e os gases que poluentes são tratados e a quantidade de lixo é controlada.
O lixo chega ao aterro e é espalhado sobre a terra, logo é compactado por um trator para reduzir ao máximo o tamanho, em cima deste é posto uma camada de argila assim o lixo fica isento da ação dos ventos e dos insetos.
2) Aquífero Guarani: Maior manancial de água doce subterrânea entre fronteiras do mundo.Possui mais ou menos uma área de 1,2 milhões de Km², localizado na região centro-leste da América do Sul, estendendo-se pelo Brasil (com maior ocorrência, abrangendo os Estados: GO, MS, MG, SP, PR, SC e RS), Paraguai, Uruguai e Argentina. Estima-se que as reservas do aquífero (água acumulada ao longo do tempo) sejam de 45.000 Km³. Ainda não se sabe com exatidão quanto desses recursos pode ser explorado e de que forma, mas já há polêmica em relação ao assunto, já há a circulação do Projeto Aquífero Guarani, onde possui a intenção da utilização dos recursos deste aquífero, com uma forma coordenada pelos países envolvidos (onde previamente deve haver uma formulação de um modelo técnico, legal e institucional).
Alter do Chão: Reserva tem volume de 86 mil Km³ de água potável, e está apontada como o aquífero de maior volume de água do mundo, uma quantidade que permitiria abastecer população mundial por 100 vezes. A reserva subterrânea está localizada sob os estados do Amazonas, Pará e Amapá e possui uma extensão menor que a do Aquífero Guarani, porém com quase o dobro do volume de água. Atualmente, está sendo realizadas pesquisas para comprovarem que este aquífero é o maior do mundo e ele também deverá ter o seu nome mudado para Aquífero Grande Amazônia, por ser homônimo de um dos principais pontos turísticos do Pará, o que costuma provocar enganos sobre a localização da reserva de água.
3) As usinas de compostagem transformam os resíduos orgânicos presentes no lixo em adubo, reduzindo o volume destinado aos aterros. Este processo envolve transformações extremamente complexas de natureza bioquímica, promovidas por milhões de microorganismos do solo que têm na matéria orgânica in natura sua fonte de energia, nutrientes minerais e carbono. Por essa razão uma pilha de composto não é apenas um monte de lixo orgânico empilhado ou acondicionado em um compartimento. É um modo de fornecer as condições adequadas aos microorganismos para que esses degradem a matéria orgânica e disponibilizem nutrientes para as plantas.
Guilhermo Casini/ N:14/ 3B

Anônimo disse...

1- QUAIS AS VANTAGENS PARA UM MUNICÍPIO, INVESTIR EM ATERROS SANITÁRIOS CONTROLADOS?
Como o Aterro Controlado é considerado um local adequado para a deposição de resíduos, este pode ser é uma boa alternativa para as prefeituras. Os aterros controlados são geralmente antigos lixões, que foram “repaginados, reformados”, e não tem mais a aparência de lixão. São na verdade uma medida para minimizar os impactos ambientais gerados pelos lixões. Os aterros controlados não recebem uma camada impermeabilizante ideal, não tratam todos os gases da decomposição do lixo, nem todo o chorume, sendo assim, poluem o solo e lençóis freáticos. Por ser uma forma de deposição de resíduos inferior ao aterro sanitário, seu custo deve ser menor, sendo assim uma opção para as prefeituras que querem minimizar a poluição dos lixões, e não podem, ou, não querem investir na solução real ao problema.

2- LOCALIZAÇÃO, EXTENSÃO, CAPACIDADE E SITUAÇÃO ATUAL DOS AQUÍFEROS GUARANI E ALTER DO CHÃO:

AQUÍFERO GUARANI
Localização e extensão: Localizado na região centro-leste da América do Sul, tem área total de 1,2 milhões de km² e sua área se estende pelo Uruguai (58.500 km²), Paraguai (58.500 km²), Argentina (255.000 km²) e 2/3 de área no Brasil (840.000 km²), onde está presente nos estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.
Capacidade: Estima-se que as chamadas reservas permanentes, água acumulada ao longo dos anos, seja de 45.000 km³
Situação atual: O aqüífero pode ser usado para o abastecimento de água, desenvolvimento de atividades econômicas e de lazer. O aqüífero é explorado por mais de 1000 poços no estado de São Paulo.

AQUÍFERO ALTER DO CHÃO
Localização e extensão: Estende-se pelos estados do Amazonas, Pará e Amapá, tendo uma extensão 437,5 mil km², bem menor que o Aquífero Guarani.
Capacidade: Volume de 86.000 km³ d’água, quase o dobro do Aquífero Guarani.
Situação atual: Por estar presente em terreno arenoso, sua extração se torna mais fácil e barata. Além disso, a areia é um filtro naural, assim a água sai limpa, sem a necessidade de tartamentos químicos. 40% da população de Manaus é abastecida pelo aqüífero. São 10.000 poços particulares, e 130 da rede pública.

Alessandra Elisa Thomsen Nº 01 3ºA – Ensino Médio

Anônimo disse...

Continuação...

3- COMO FUNCIONA UMA USINA DE COMPOSTAGEM?
Usina de compostagem
Esse pode ser o destino de grandes quantidades de lixo domiciliar. A compostagem é um processo de decomposição biológica da matéria orgânica presente no lixo, por meio da ação de microorganismos existentes nos resíduos, em condições adequadas de aeração (processo de renovação do ar de um ambiente; ventilação), umidade e temperatura. O resultado desse processo é o composto orgânico. Uma tonelada (1.000 Kg) de lixo doméstico rende cerca de 500 Kg de composto orgânico.
1ª etapa: o lixo é transportado até uma mesa, na qual se realiza a separação manual de plásticos, papéis, tecidos, vidros e metais. Esses materiais são vendidos para indústrias de reciclagem ou oficinas de reutilização.
2ª etapa: o que restou da primeira separação é levado para o separador magnético. Por meio de um eletroímã, objetos de ferro e aço são retirados nessa etapa.
3ª etapa: o lixo restante segue para a câmara de fermentação aeróbica, um local fechado onde correntes de ar revolvem os dejetos. Parte da energia liberada nesse processo se converte em calor, atingindo a temperatura de 70º C, o que provoca a morte da maioria dos microrganismos patogênicos que se desenvolvem no lixo.
4ª etapa: após a fermentação, a mistura é peneirada nesta máquina. Os pedaços maiores (pedras, galhos) ficam retidos e levados para um aterro sanitário. A porção que passou pela peneira é o composto orgânico cru. Este composto passa pela cura: fica ao ar livre por cerca de 60 dias. Depois, pode ser usado em hortas, jardins e pomares.
Retirado do Site:
http://www.educarede.org.br/educa/index.cfm?pg=oassuntoe.interna&id_tema=6&id_subtema=3

QUAIS OS PAÍSES QUE SE DESTACAM NO USO DE ENERGIA GERADA PELOS BIODIGESTORES?
Os países que se destacam no uso de biodigestores para a produção de energia são a China (aproximadamente 7 milhões de biodigestores em operação), a Índia (mais de 36.000), a Coréia do Sul (27.000), a Tailândia (225) e as Filipinas (100).

Alessandra Elisa Thomsen Nº 01 3ºA – Ensino Médio

Anônimo disse...

01-Reciclar contribui para a redução da poluição do solo, da água e do ar, melhora qualidade de vida da população e contribui para manter a cidade limpa, aumenta a vida útil dos aterros sanitários, gera empregos, entre outras vantagens

02-Está localizado na região centro-leste da América do Sul, entre 12º e 35º de latitude sul e entre 47º e 65º de longitude oeste e ocupa uma área de 1,2 milhões de Km², estendendo-se pelo Brasil (840.000l Km²), Paraguai (58.500 Km²), Uruguai (58.500 Km²) e Argentina (255.000 Km²).Sua maior ocorrência se dá em território brasileiro (2/3 da área total), abrangendo os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Sua recarga natural anual (principalmente pelas chuvas) é de 160 Km³/ano, sendo que desta, 40 Km³/ano constitui o potencial explotável sem riscos para o sistema aqüífero. Sua área de recarga ocupa cerca de 17.000 Km².O risco é a contaminação da água, visto que pode ser contaminada por agrotóxicos e fertilizantes químicos, resíduos de processos industriais,por esgotos domésticos,lixões,e etc.
Projeto de Proteção Ambiental e Desenvolvimento Sustentável do Aqüífero Guarani proíbe a agricultura que usa fertilizantes e pesticidas, nos locais de afloramentos. Podem ainda ser criadas áreas de restrição para novas perfurações.
* Aqüífero Alter do Chão
Localizada sob os estados do Pará, Amapá e Amazônia.Sua área é de 437,5 mil km² com espessura de 545 m.Tem água o suficiente para abastecer a população mundial.É o maior reservatório de água do planeta.Ele é superior ao aqüífero do Guarani por ter menos contaminação no Norte do que na região Sul e Sudeste do Brasil.Tem maior volume de água do que o Guarani, mesmo a extensão do Guarani sendo maior.

03- É a reciclagem do lixo organico.Este processo envolve transformações extremamente complexas de natureza bioquímica, promovidas por milhões de microorganismos do solo que têm na matéria orgânica in natura sua fonte de energia, nutrientes minerais e carbono.

Leonardo Mez@ n19

Bruna Petter disse...

1- QUAIS AS VANTAGENS PARA UM MUNICÍPIO, INVESTIR EM ATERROS
Os aterros sanitários, comparados com os lixões, oferecem menos risco de doença. Afastam bichos como moscas e urubus, muito comuns em lugares como esses graças a cobertura de terra e grama que é adicionada. Apesar de seu custo ser menor que o de um aterro sanitário, não é o melhor destino pro lixo, porque contamina os lençóis freáticos e muitos deles não tem captação dos gases provenientes da decomposição do lixo.
2- Localização, extensão capacidade e situação atual dos Aquíferos Guarani e Alter do Chão.
Guarani: localizado em partes das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste brasileira, além dos países Paraguai, Uruguai e Argentina. É um dos maiores aquíferos do mundo, cobrindo uma superfície de quase 1,2 milhões de km² com um volume estimado em 46 mil km³, capaz de ab abastecer 400 mil pessoas durante 1 ano.
Alter do Chão: acredita-se ser a maior que o aqüífero guarani, com 86 mil Km³ de água, com extensão de 437,5 mil km². Localiza-se no Amazonas, Pará e Amapá. Tem capacidade de sustentar a população mundial por até 100 vezes. Sua região privilegiada faz com que sofra menos contaminação que o Guarani.
3- COMO FUNCIONA UMA USINA DE COMPOSTAGEM ? QUAIS OS PAÍSES QUE SE DESTACAM NO USO DE ENERGIA GERADA PELOS BIODIGESTORES ?
A compostagem é a responsável pela transformação do lixo orgânico em adubo. Por processos naturais o resíduo orgânico é decomposto e torna-se um composto rico em sais minerais, servindo como um ótimo adubo para o solo.
A energia gerada pelos biodigestores provém da liberação de gases na decomposição do material orgânico, principalmente o gás metano. Vários países já utilizam da energia, como a Alemanha e a China.
Bruna Petter nº 6 -3ºB-

Anônimo disse...

1- Quais as vantagens para um município investir em aterros sanitários controlados?
Acho que não há muitas vantagens, apenas o fato de que o gás metano não irá direto para a atmosfera, ou seja, há a captação e a queima deste gás; também não terá poluição visual, pois ao contrário dos lixões, os aterros controlados recebem uma cobertura de terra e grama no final; a poluição, então, irá "apenas" para o lençol freático, caso o aterro nao tenha uma manta que proteja o mesmo.

2- Localização,extensão,capacidade e situação atual dos aquíferos guarani e alter do chão:
O Aquífero Guarani fica na região centro-leste da América do Sul, e possui aproximadamente 1,2 milhões de km². Extende-se por vários países, como Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina, porém, sua maior parte se encontra no Brasil, nos estados de GO, MS, MG, SP, PR, SC e RS. Sua recarga é de 160km³ por ano. Um dos problemas que preocupa é que o aquífero pode ser contaminado por resíduos vindos de diversos locais.
Já o aquífero Alter do Chão encontra-se nos estados do Pará, Amapá e Amazônia. Sua área é de 437,5 mil km² com espessura de 545 m. Apenas com a sua água, é possível abastecer o mundo todo, sendo o maior reservatório da Terra. É maior que o Guarani, pois não é tão contaminado em certas regiões. Então, seu volume é maior que a do Guarani, mesmo tendo uma área menor.

3- Como funciona uma usina de compostagem?Quais os países que se destacam no uso de energia gerada pelos biodigestores?
As usinas de compostagem transformam os resíduos orgânicos presentes no lixo em adubo, reduzindo o volume destinado aos aterros. Além disso, não se resolve o problema de destinação dos resíduos inorgânicos, cuja possibilidade de depuração natural é menor. Alguns dos países que fazem uso dessa tecnologia são: Suiça, Brasil, Índia, China, entre outros.

Leonardo Contezini - 3º A - nº 18

Anônimo disse...

Nome: Victor Hugo Branco Piccoli
Numero: 41
Serie: 3ºA
1- Quais as vantagens para um município, investir em aterros sanitários controlados?

Em uma primeira "análise" seria uma boa idéia, pois o visual do município fica bem mais agradável do que com lixões, porém a maior desvantagem são os gases que são liberados e ainda a poluição dos lençóis freáticos.

2- LOCALIZAÇÃO , EXTENSÃO, CAPACIDADE E SITUAÇÃO ATUAL DOS AQUÍFEROS :
GUARANI E ALTER DO CHÃO :
O aqüífero Guarani está localizado na região centro-leste da América do Sul, entre 12º e 35º de latitude sul e entre 47º e 65º de longitude oeste e ocupa uma área de 1,2 milhões de Km², estendendo-se pelo Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina. Possui um volume de aproximadamente 55 mil km³ e profundidade máxima por volta de 1 800 metros, com uma capacidade de recarregamento de aproximadamente 166 km³ ao ano por precipitação. Dizem que esta vasta reserva subterrânea pode fornecer água potável ao mundo por duzentos anos.
O aqüífero Alter do Chão está localizado no Norte do Brasil e dados preliminares indicam que ele possui uma área de 437,5 mil quilômetros quadrados e espessura média de 545 metros.

3- Na usina de compostagem, o lixo doméstico é reciclado e a parte orgânica e aproveitada para se transformar em adubos, sendo assim, a quantidade de lixo é reduzida, e melhor aproveitada.

Biodigestão: Em prol de produzir combustível (biogás neste caso), une-se o lixo orgânico a bacterias de perfil anaeróbico (que não usam O2), onde estas irão decompor o lixo, produzindo assim uma mistura de gás metano e CO2, formando então o biogás que será usado como combustível. Tais biocombustíveis são utilizados mais na Europa, em esecial a Suiça.

Ana Luísa nº 02 - 3ªº A disse...

1-Uma das vantagens é que não ocorre a poluição visual. O objetivo é diminuir os impactos ao meio ambiente, porém tem muito mais desvantagens do que vantagens, pois esquecem da poluição principalmente nos lençóis freáticos. O custo de investimento é muito menor que por outras formas de tratamento de resíduos.É baixo o custo de operação e é mais simples e flexível o sistema operacional.

2-O Aqüífero Guarani é o maior manancial de água doce subterrânea transfronteiriço do mundo. Está localizado na região centro-leste da América do Sul, e ocupa uma área de 1,2 milhões de Km², estendendo-se pelo Brasil (840.000l Km²), Paraguai (58.500 Km²), Uruguai (58.500 Km²) e Argentina (255.000 Km²).
Sua maior ocorrência se dá em território brasileiro (2/3 da área total), abrangendo os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.
Esse reservatório de proporções gigantescas de água subterrânea é formado por derrames de basalto ocorridos nos Períodos Triássico, Jurássico e Cretáceo Inferior (entre 200 e 132 milhões de anos). É constituído pelos sedimentos arenosos da Formação Pirambóia na Base (Formação Buena Vista na Argentina e Uruguai) e arenitos Botucatu no topo (Missiones no Paraguai, Tacuarembó no Uruguai e na Argentina).
A espessura total do aqüífero varia de valores superiores a 800 metros até a ausência completa de espessura em áreas internas da bacia. Considerando uma espessura média aqüífera de 250 metros e porosidade efetiva de 15%, estima-se que as reservas permanentes do aqüífero (água acumulada ao longo do tempo) sejam da ordem de 45.000 Km³.
O Aquífero Guarani constitui-se em uma importante reserva estratégica para o abastecimento da população, para o desenvolvimento das atividades econômicas e do lazer.
Sua recarga natural anual (principalmente pelas chuvas) é de 160 Km³/ano, sendo que desta, 40 Km³/ano constitui o potencial explotável sem riscos para o sistema aqüífero.

As águas em geral são de boa qualidade para o abastecimento público e outros usos, sendo que em sua porção confinada, os poços tem cerca de 1.500 m de profundidade e podem produzir vazões superiores a 700 m³/h.
Aquífero Alter do Chão é o maior reservatório de água do planeta.
Pesquisadores do Pará e do Ceará descobriram que a Amazônia tem o maior reservatório subterrâneo de água do planeta. O aquífero Alter do Chão já era conhecido dos cientistas. Eles só não sabiam que era tão grande. Em nenhum outro lugar ela é tão farta. Tirando as geleiras, um quinto da água doce existente no mundo está na Amazônia. Parece muito, mas os rios e lagos do lugar concentram só a parte visível desse tesouro. Debaixo da terra existem lagos gigantes, de água potável, chamados aquíferos. Até agora, o maior do planeta era o Guarani, que se espalha pelo Brasil, Paraguai, Argentina e Uruguai. Mas, um grupo de pesquisadores acaba de revelar que o aquífero Alter do Chão, que se estende pelo Amazonas, Pará e Amapá, é quase duas vezes maior. "Isso representa um volume de água de 86 mil quilômetros cúbicos. Se comparado com o Guarani, por exemplo, ele tem em torno de 45 mil quilômetros cúbicos”.A maior parte do aquífero Guarani, no sul do Brasil, está debaixo de rocha. Já no aquífero na Amazônia tem terreno arenoso. . Num planeta ameaçado pelo aquecimento, o aquifero Alter do Chão é uma reserva estratégica.

3-As Usinas de compostagem fazem com que o lixo doméstico seja reciclado e a parte orgânica transformada em adubo e isso resulta na forma reduzida de quantidade de lixo na sociedade.Os biodigestores pegam o lixo orgânico e através de bactérias anaeróbias (sem presença de oxigênio)decompõem o lixo através da digestão orgânica produzindo gases(metano e CO²), que é utilizado em combustíveis .Os países que usam seriam o Brasil, Suíça,Índia,China e etc.

Anônimo disse...

As vantagens giram em torno de minimizar os impactos ou seja a poluição causada pelos lixões a céu aberto, esse lixões são reestruturados, a fim de diminuir esses impactos, melhorando assim um pouco a qualidade de vida nos municípios além do fator visual ser bem melhor nos aterros controlado do que nos lixões.
O Aqüífero Guarani, cobre cerca de 1,2 bilhões de km². Abrange 4 países, Argentina, Brasil, Uruguai e Paraguai. Possui um volume de aproximadamente 55 mil km³
O Aqüífero Alter do Chão, hoje considerado a maior reserva de água subterrânea do mundo está localizado apenas no Brasil, mais precisamente nos estados do Pará, Amapá e Amazônia, sua área é de 437,5 mil km² com 86 mil km³.
As usinas de compostagem aplicam técnicas para transformar o lixo orgânico em adubo, fazendo com que uma menor quantidade desse lixo seja destinado para os aterros e lixões. Esse material produzido é rico em nutrientes para o solo. Desse processo, também é gerada energia a partir da decomposição do gás metano, que pode ser utilizado com um combustível. A Suíça é um país modelo a ser copiado nesse quesito, pois já utiliza desse combustível, no Brasil também é utilizado porém em uma quantidade menor.

Lucas Moser Bittencourt N°25
3° B

Anônimo disse...

1- minimizar os impactos ao meio ambiente, mas ele apenas sendo controlado, nao evita a poluição nos lençóis freáticos. Não sendo assim tão eficaz.

2- O Aqüífero Guarani é a segunda maior reserva subterrânea de água doce do mundo. A maior parte (70% ou 840 mil km²) da área ocupada pelo aqüífero — cerca de 1,2 milhões de km² — está no subsolo do centro-sudoeste do Brasil. O restante se distribui entre o nordeste da Argentina (255 mil km²), noroeste do Uruguai (58 500 km²) e sudeste do Paraguai (58 500 km²), nas bacias do rio Paraná e do Chaco-Paraná.
Já o aqüífero Autor do Chão, considerado o maior reservatório de água do mundo já era conhecido dos cientistas. Eles só não sabiam que era tão grande. Em nenhum outro lugar ela é tão farta. Tirando as geleiras, um quinto da água doce existente no mundo está na Amazônia. O aqüífero Alter do Chão, que se estende pelo Amazonas, Pará e Amapá, é quase duas vezes maior do que o Aqüífero Guarani.
"Isso representa um volume de água de 86 mil quilômetros cúbicos. Se comparado com o Guarani, por exemplo, ele tem em torno de 45 mil quilômetros cúbicos”.
Aquífero Alter do Chão: A reserva subterrânea está localizada sob os estados do Amazonas, Pará e Amapá e tem volume de 86 mil km³ de água doce. A água dessa reserva é potável, o que demanda menos tratamento químico. Por outro lado, a médio e longo prazo, a exploração mais interessante é da água dos rios, pois a recuperação da reserva é mais rápida. A vazão do Rio Amazonas é de 200 mil m³/segundo. É muita água. Já nas reservas subterrâneas, a recarga é muito mais lenta.No Guarani, há um problema sério de flúor, metais pesados e inseticidas usados na agricultura. A formação rochosa é diferente e filtra menos a água da superfície. No Alter do Chão as rochas são mais arenosas, o que permite uma filtragem da recarga de água na reserva subterrânea"

3- As usinas de compostagem transformam os resíduos orgânicos presentes no lixo em adubo, reduzindo o volume destinado aos aterros, o processo começa com o englobamento do material reciclável em esteiras, o envio do material orgânico para os bioestabilizadores (estabilização biológica e homogeneização física), resultando no final do processo, o composto orgânico semi-curado. Biodigestor é um equipamento usado para a produção de biogás, uma mistura de gases (CO2 e metano) produzida por bactérias que digerem matéria orgânica em condições anaeróbicas (ausência de oxigênio). Países desenvolvidos da Europa se destacam mais com o uso desses bicombustíveis, como é o caso da Suíça.

João Henrique Albino de Carvalho n 13 3ªº A

Anônimo disse...

26 - Luiz Henrique Rodrigues de Almeida - 3º "B"

Na realidade existem mais desvantagens do que vantagens. Visto que as vantagens são a não poluição visual e o baixo custo, escondendo a poluição que ocorre nos lençóis freáticos.
A maior parte (70%) da segunda maior reserva subterrânea de água doce do mundo, o Aquífero Guarani, está localizada no Brasil, depois passando pela Argentina, Uruguai e Paraguai. Possui uma extensão de terra de aproximadamente 1,2 milhões km² de extensão e 43 trilhões km³ de volume. A quantidade de água contida nele seria capaz de sustentar a população mundial por mais de 100 anos e seu conteúdo (água doce ) está protegido de infiltrações por uma camada de rocha basáltica.
O Alter do Chão, localizado inteiramente no Brasil, abrangendo os estados do Amazonas, Pará e Amapá abastece inteiramente o município de Santarém, possui uma área de 437,5 mil km² e 86 mil km³, o que seria suficiente para abastecer toda a população mundial quase 100 vezes.
As usinas de compostagem transformam o lixo orgânico em adubo (rico em nutrientes para o solo), que pode ser despejado em lixões sem prejudicar o meio ambiente. Do processo de decomposição também é gerada energia a partir da obtenção do gás metano que pode ser utilizado como combustível. Os países que já utilizam dessa fonte de energia são Brasil (em pouca quantidade), Índia, China, Suíça (em destaque) e outros.

Anônimo disse...

O Aterro Sanitário garante um controle ambiental e cuidados com a saúde pública. Isso é um espaço próprio para que o destino do lixo humano seja correto. A área deve estar longe do meio urbano, e possui medidas obrigatórias. A terra local é totalmente impermeabilizada para que não aconteça a contaminação do solo e do lençol freático. O chorume e os gases poluentes são tratados e a quantidade de lixo é controlada. O lixo chega ao aterro e é espalhado sobre a terra, logo é compactado por um trator para reduzir ao máximo o tamanho, em cima deste lixo é posto uma camada de argila assim o lixo não entra em contato com o vento e os insetos.
O Aqüífero Guarani é o maior manancial de água doce subterrânea transfronteiriço do mundo. Está localizado na região centro-leste da América do Sul, entre 12º e 35º de latitude sul e entre 47º e 65º de longitude oeste e ocupa uma área de 1,2 milhões de Km², se estendendo pelo Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina.
Sua maior ocorrência se dá em território brasileiro (2/3 da área total), abrangendo os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. O Aquífero Alter do Chão é uma reserva de água subterrânea localizada sob os estados do Pará, Amapá e Amazônia,ocupa uma pequena área em extensão mas um grande volume, reservando aproximadamente 85 mil Km³ de água contra apenas 45 mil Km³ do aquífero Guaraní.
As usinas de compostagem transformam os resíduos orgânicos presentes no lixo em adubo, reduzindo o volume destinado aos aterros, o processo começa com o englobamento do material reciclável em esteiras, o envio do material orgânico para os bioestabilizadores (estabilização biológica e homogeneização física), resultando no final do processo, o composto orgânico semi-curado. Biodigestor é um equipamento usado para a produção de biogás, uma mistura de gases (CO2 e metano) produzida por bactérias que digerem matéria orgânica em condições anaeróbicas (ausência de oxigênio). Países desenvolvidos da Europa se destacam mais com o uso desses bicombustíveis, como é o caso da Suíça.
Nome: Roberta Quaresma
nº 34
3ºA

Guilherme 13. 3ºB disse...

Guilherme Almeida. 13. 3ºB

1- diminuição da degradação do solo, controle dos gases formados durante o processo de depuração do lixo, compactação do lixo, controlar odores fétidos nas áreas de habitação popular.

2. Aquífero Guarani: está localizado na região centro-leste da América do Sul, entre 12º e 35º de latitude sul e entre 47º e 65º de longitude oeste e ocupa uma área de 1,2 milhões de Km², estendendo-se pelo Brasil (840.000l Km²), Paraguai (58.500 Km²), Uruguai (58.500 Km²) e Argentina (255.000 Km²). A maior ocorrência do Aqüífero Guarani se dá em território brasileiro (2/3 da área total) abrangendo os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Estima-se que as reservas permanentes do aqüífero (água acumulada ao longo do tempo) sejam da ordem de 45.000 Km³. Um dos principais problemas existentes com relação à exploração das águas do Guarani é o risco de deterioração do aqüífero, em decorrência do aumento dos volumes explotados e do
crescimento das fontes de poluição pontuais e difusas.
Aquífero Alter do Chão: A reserva subterrânea está localizada sob os estados do Amazonas, Pará e Amapá e tem volume de 86 mil km³ de água doce. A água dessa reserva é potável, o que demanda menos tratamento químico. Por outro lado, a médio e longo prazo, a exploração mais interessante é da água dos rios, pois a recuperação da reserva é mais rápida. A vazão do Rio Amazonas é de 200 mil m³/segundo. É muita água. Já nas reservas subterrâneas, a recarga é muito mais lenta.No Guarani, há um problema sério de flúor, metais pesados e inseticidas usados na agricultura. A formação rochosa é diferente e filtra menos a água da superfície. No Alter do Chão as rochas são mais arenosas, o que permite uma filtragem da recarga de água na reserva subterrânea".


3. As usinas de compostagem transformam os resíduos orgânicos presentes no lixo em adubo, reduzindo o volume destinado aos aterros. Este processo envolve transformações extremamente complexas de natureza bioquímica, promovidas por milhões de microorganismos do solo que têm na matéria orgânica in natura sua fonte de energia, nutrientes minerais e carbono. Por essa razão uma pilha de composto não é apenas um monte de lixo orgânico empilhado ou acondicionado em um compartimento. É um modo de fornecer as condições adequadas aos microorganismos para que esses degradem a matéria orgânica e disponibilizem nutrientes para as plantas.

Anônimo disse...

1-Seu objetivo é minimizar os impactos ao meio ambiente, porém tem muito mais desvantagens do que vantagem, esquecem da poluição principalmente nos lençóis freáticos.
2-O Aqüífero Alter do Chão esta localizado no Brasil, nos estados do Amazonas, Pará e Amapá, apesar da sua pequena extensão este possui volume de água superior ao Guarani, com 86 mil Km³, com o dobro do volume de água potável. Atualmente pesquisadores lutam para comprovar que este é o maior do mundo. Capaz de abastecer a população mundial por mais de 100 vezes.


O aqüífero Guarani, o maior manancial conhecido de água doce subterrânea do mundo, é uma manta de rocha porosa que se encharca de água da superfície e a filtra. Ele está localizado sob os territórios do Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai, ocupando uma área de 1.195.500 km2, equivalente à soma dos territórios da Inglaterra, França e Espanha, encontrando-se a sua maior parte, 839.800 km2 (70,25%), em território brasileiro.



3-As usinas de compostagem transformam os resíduos orgânicos presentes no lixo em adubo, reduzindo o volume destinado aos aterros. Este processo envolve transformações extremamente complexas de natureza bioquímica, promovidas por milhões de microorganismos do solo que têm na matéria orgânica in natura sua fonte de energia, nutrientes minerais e carbono. Por essa razão uma pilha de composto não é apenas um monte de lixo orgânico empilhado ou acondicionado em um compartimento. É um modo de fornecer as condições adequadas aos microorganismos para que esses degradem a matéria orgânica e disponibilizem nutrientes para as plantas.
Paises: Brasil, Suiça,Índia,e etc.

Loreane, 3b n:23

Anônimo disse...

ALUNA: MARIANA TOTH Nº25 3ºANO A

1 – O custo de se usar um aterro controlado, é muito menor que de uma aterro sanitário. A poluição visual também é minimizada com esse tipo de aterro. Porém, ainda existe a desvantagem dos gases e líquidos expelidos, contaminado o ar e os lençóis freáticos.

2 - O aquífero Guarani se localiza nos estados de Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do sul, abrangendo também os países Argentina, Paraguai e Uruguai.
Sua área total chega a 1.400.000 quilômetros quadrados, dos quais cerca de 1 milhão está em território brasileiro. Sua dimensão norte-sul no Brasil chega a 2000 quilômetros.
O aqüífero Guarani constitui-se em uma importante reserva estratégica para o abastecimento da população, para o desenvolvimento das atividades econômicas e do lazer. Sua recarga natural anual (principalmente pelas chuvas) é de 160 Km³/.
O aquífero Alter do Chão é o maior reservatório de água existente. Pesquisadores do Pará e do Ceará descobriram que a Amazônia tem o maior reservatório subterrâneo de água do planeta.
Está localizado sob os estados do Pará, Amapá e Amazônia. Sua área é de 437,5 mil km2 com espessura de 545 m. Tem 86 mil quilômetros cúbicos, o aquifero poderia ser suficiente para abastecer em aproximadamente 100 vezes a população mundial.


3 – Usinas de Triagem e Compostagem englobam a cata de material reciclável em esteiras, o envio do material orgânico para os bioestabilizadores, sua estabilização biológica e homogeinização física, resultando no final do processo, o composto orgânico semi-curado, sujeito à normalização da atividade biológica, por processo de "envelhecimento" ao tempo.
Estas unidades fornecem o HUMMUS, rico em nutrientes orgânicos e químicos, tão empregado na recuperação de solos, plantios agrícolas e jardinagem.

Anônimo disse...

1 - Custo de investimento muito menor que o requerido por outras formas de tratamento de resíduos; baixo custo de operação; método de disposição final completo; simplicidade e flexibilidade operacional.

2 - O Aqüífero Guarani é a segunda maior reserva subterrânea de água doce do mundo. A maior parte (70% ou 840 mil km²) da área ocupada pelo aqüífero — cerca de 1,2 milhões de km² — está no subsolo do centro-sudoeste do Brasil. O restante se distribui entre o nordeste da Argentina (255 mil km²), noroeste do Uruguai (58 500 km²) e sudeste do Paraguai (58 500 km²), nas bacias do rio Paraná e do Chaco-Paraná.
Já o aqüífero Autor do Chão, considerado o maior reservatório de água do mundo já era conhecido dos cientistas. Eles só não sabiam que era tão grande. Em nenhum outro lugar ela é tão farta. Tirando as geleiras, um quinto da água doce existente no mundo está na Amazônia. O aqüífero Alter do Chão, que se estende pelo Amazonas, Pará e Amapá, é quase duas vezes maior do que o Aqüífero Guarani.

3 - As usinas de compostagem transformam os resíduos orgânicos presentes no lixo em adubo, reduzindo o volume destinado aos aterros. Este processo envolve transformações extremamente complexas de natureza bioquímica, promovidas por milhões de microorganismos do solo que têm na matéria orgânica in natura sua fonte de energia, nutrientes minerais e carbono. Por essa razão uma pilha de composto não é apenas um monte de lixo orgânico empilhado ou acondicionado em um compartimento. É um modo de fornecer as condições adequadas aos microorganismos para que esses degradem a matéria orgânica e disponibilizem nutrientes para as plantas.

Diego Arthur - nº9 - 3ºB

Anônimo disse...

Júlia Moser nº 15 3ºA-EM
1- resume-se na diminuição de custos e investimentos, apesar das desvantagens com a poluição.

2- Aquífero Guarani: Localizado no Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai, com área de aproximadamente 1,2 milhões de Km² e capacidade de aproximadamente 45.000 Km³. Apesar de poder abastecer, de forma sustentável, cerca de 400 milhões de habitantes, com 43 trilhões de metros cúbicos de água doce por ano, existe risco pois tem muita contaminação de água por causa do uso de agrotóxicos e fertilizantes químicos, resíduos de processos industriais,por esgotos domésticos,lixões entre outros.
Alter do chão: localizado sob os Estados brasileiros de Pará, Amapá e Amazônia, com área de 437,5 mil km². Volume de 86 mil km³. Hojé é o maior reservatório de água do planeta, com quase duas vezes o tamanho do aquífero Guarani. Dez mil poços particulares e 130 da rede pública já usam o aquífero para abastecer 40% da população de Manaus. Mas a maior parte da cidade ainda depende da água dos rios.
3- As usinas de compostagem transformam os resíduos orgânicos presentes no lixo em adubo, reduzindo o volume destinado aos aterros. Processos: englobamento do material reciclável em esteiras, o envio do material orgânico para os bioestabilizadores (estabilização biológica e homogeneização física), resultando no final do processo, o composto orgânico “semi-curado”.

Anônimo disse...

Elaine de Andrade Jasper nº:9 3ºA
1) Os aterros sanitários são localizados sempre longes das áreas urbanas e possuem medidas obrigatórios, respeitando assim a natureza e a população. Com este método evita-se itens como o mau cheiro e a poluição visual, pois o chorume e os gases poluentes são tratados e a quantidade de lixo é controlada e compactada por um trator para reduzir ao máximo o tamanho e em cima ainda é posto uma camada de argila. a terra local é impermeabilizada para que não aconteça a contaminação do solo e do lençol freático.
2) O Aquífero Guarani cobre uma superfície de quase 1,2 milhões de km². Está inserido na Bacia Geológica Sedimentar do Paraná, no Brasil (840.000l Km²), Paraguai (58.500 Km²), Uruguai (58.500 Km²) e Argentina (255.000 Km²).. A região caracteriza-se por terras férteis e solos com alto índice de produtividade, cenário para indústrias automobilísticas e de produtos agropecuários, sem falar no abastecimento hídrico de várias cidades(público, turismo, termal, irrigação). Fora do país serve principalmente para fins recreativos, hidrotermalismo e hidroterapia. E o Aquífero Alter do Chão possui 86,4 quatrilhões de litros de água potável, suficiente para abastecer a população mundial cem vezes, localizados em uma formação geológica sob os Estados do Amazonas, Pará e Amapá. Sua área é de 437,5 mil km² com espessura de 545 m.
3) A compostagem dos resíduos orgânicos é uma dos métodos mais antigos de reciclagem, é um método natural onde os materiais geralmente considerados como “lixo orgânico” ( restos de alimentos, aparas e podas de jardins, folhas, etc ) são transformados em um material humificado que pode ser utilizado em hortas e jardins. Cientificamente o composto é o resultado da degradação biológica da matéria orgânica em presença de oxigênio do ar. Os países que mais se destacam no uso desse método são: Suiça, Brasil, Índia, e China.

Anônimo disse...

1- É uma técnica de disposição de resíduos sólidos urbanos no solo, sem causar danos ou riscos à saúde pública e a sua segurança, minimizando os impactos ambientais, geralmente não dispõe de impermeabilização de base (comprometendo a qualidade das águas subterrâneas).
2- Aqüífero Guarani: localizado na região centro-leste da América do Sul, entre 12º e 35º de latitude sul e entre 47º e 65º de longitude oeste e ocupa uma área de 1,2 milhões de Km², estendendo-se pelo Brasil (840.000l Km²), Paraguai (58.500 Km²), Uruguai (58.500 Km²) e Argentina (255.000 Km²). Sua maior ocorrência se dá em território brasileiro (2/3 da área total), abrangendo os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Sua recarga natural anual (principalmente pelas chuvas) é de 160 Km³/ano, sendo que desta, 40 Km³/ano constitui o potencial explorável sem riscos para o sistema aqüífero. Sua área de recarga ocupa cerca de 17.000 Km². O risco é a contaminação da água, visto que pode ser contaminada por agrotóxicos e fertilizantes químicos, resíduos de processos industriais, por esgotos domésticos, lixões, e etc.
Projeto de Proteção Ambiental e Desenvolvimento Sustentável do Aqüífero Guarani proíbe a agricultura que usam fertilizantes e pesticidas, nos locais de afloramentos. Podem ainda ser criadas áreas de restrição para novas perfurações.
Aqüífero Alter do Chão: localizada sob os estados do Pará, Amapá e Amazônia. Sua área é de 437,5 mil km² com espessura de 545 m. Tem água o suficiente para abastecer a população mundial. É o maior reservatório de água do planeta. Ele é superior ao aqüífero do Guarani por ter menos contaminação no Norte do que na região Sul e Sudeste do Brasil. Tem maior volume de água do que o Guarani, mesmo a extensão do Guarani sendo maior.
3- As usinas de compostagem transformam os resíduos orgânicos presentes no lixo em adubo, reduzindo o volume destinado aos aterros, os microorganismos degradem a matéria orgânica e disponibilizem nutrientes para as plantas. Biodigestor é um equipamento usado para a produção de biogás, uma mistura de gases (CO2 e metano) produzida por bactérias que digerem matéria orgânica em condições anaeróbicas (ausência de oxigênio). Países desenvolvidos da Europa se destacam mais com o uso desses bicombustíveis, como é o caso da Suíça, Alemanha, mas o Brasil, Índia e China também têm um destaque nesse processo.
Bruna Caroline Maia nº04 3ºA

Bruna de Menezes 3B n05 disse...

As principais vantagens de um aterro sanitário controlado são: Evitar a proliferação de moscas, baratas, urubus e outros animais nocivos à saúde humana; Inibir surgimento de catadores; Diminuir a degradação do solo; Evitar o espalhamento de lixo nas redondezas, pela ação do vento; Controlar gases formados durante o processo de depuração do lixo;Compactar o lixo acomodando-o no menor espaço possível; Controlar odores fétidos nas áreas de habitação humana.
Os catadores de lixo também são importantes, eles se tornam catadores por falta de opção, mas acabam ajudando muito na conservação da Terra. Eles contribuem com a limpeza urbana, reutilização e reciclagem de muitos objetos.
Estima-se que cada brasileiro produz em média 5 quilos de lixo por dia. Mas a quantidade e a qualidade de lixo produzido por dia varia da renda familiar e até do estilo de vida da pessoa, se ela consome mais lixo orgânico ou reciclável, essas coisas.

Anônimo disse...

1. o aterro controlado, é um método para a decomposição de resíduos sólidos. Pode ser considerado melhor que o lixão e menos apropriado que os aterros sanitários, pois mesmo com a captação dos gases emitidos e a recirculação do chorume, uma parte deste pode poluir o lençol freático e há ainda a necessidade do lixo ser coberto diariamente por uma camada de terra. A vantagem estaria envolvendo e diminuição da poluição visual e o custo mais acessível.
2. o Aqüífero Guarani é considerado o maior aqüífero transnacional, com 1,2 milhão de km², distribuídos em 8 Estados brasileiros, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, na porção Norte da Argentina e Uruguai e em parte do Paraguai. Para ter noção da capacidade do aqüífero, ele pode abastecer aproximadamente 400 milhões de habitantes com 43 trilhões de m³ de água doce por ano. Considerada uma grande fonte de abastecimento hídrico, é cobiçada por empresas, principalmente as fornecedoras de energia elétrica. Aqüífero Alter do Chão: localizado nos Estado do Amapá, Amazonas e Pará, é considerado o maior aqüífero com volume aproximado de 86 mil km³, podendo abastecer a população mundial em 100 anos.
3. as usinas de compostagem usam métodos naturais para a decomposição de matéria orgânica, transformando-a em adubo. Desse produto pode-se obter energia, a partir da queima e captação do gás metano. Os países que se destacam na utilização desse meio de obtenção de energia são China, Suíça e Índia.

Luiza Biasuz. disse...

Luiza Biasuz - 3º A - Número: 23

O mais aconselhado é ter aterros sanitários nos municípios, pois eles são os mais saudáveis para o meio ambiente, porém o custo deste é muito elevado. Como os municípios alegam não ter dinheiro o suficiente para fazer esses aterros sanitários, uma boa opção seria os aterros controlados, já que estes são muito mais saudáveis para o meio ambiente do que os lixões. Os lixões são lixos depositados em terrenos, onde não tem nenhuma preocupação com o ambiente. Já os Aterros Controlados, são formados nos antigos lixões, onde é colocado uma cobertura com terra e grama, um recipiente onde capta e queima o gás metano, evitando assim a contaminação do ar. Porém, como os aterros controlados não tem uma manta envolvendo o solo, há a contaminação dos lençóis freáticos a partir do chorume.
O Aquífero Guarani está localizado na região centro-leste da América do Sul, abrangendo uma área de 1,2 milhões de km², estendendo-se pelo Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina. Porém o Brasil detém a maior parte dessa área, que está localizado nos estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. A maior parte desse aquífero está localizado embaixo de rochas.
O Aquífero Alter Chão está localizado nos estados do Pará, Amapá e Amazônia. É o maior aqüífero existente, com uma área de 437,5 mil km², com espessura de 545 m e volume de 86 mil km. Esse aquífero tem terreno arenoso, que serve como um filtro natural, além de ser fácil e barato a perfuração.
A compostagem é o processo de transformação de materiais grosseiros, como palhada e estrume, em materiais orgânicos utilizáveis na agricultura. Este processo envolve transformações extremamente complexas de natureza bioquímica, promovidas por milhões de microorganismos do solo que têm na matéria orgânica in natura sua fonte de energia, nutrientes minerais e carbono.
Por essa razão uma pilha de composto não é apenas um monte de lixo orgânico empilhado ou acondicionado em um compartimento. É um modo de fornecer as condições adequadas aos microorganismos para que esses degradem a matéria orgânica e disponibilizem nutrientes para as plantas. (http://www.planetaorganico.com.br/composto.htm)
Os países que usam os biodigestores para produzir energia são a China, a Índia, a Coréia do Sul, a Tailândia e as Filipinas.

Anônimo disse...

Carlos H. Nº 7 3ºB EM

1- As vantagens além mesmo da própria estética do município, é minimizar os impactos ao meio ambiente, deve ser visto desde o local adequado para sua localização ao que será colocado, um bom projeto de aterro sanitário melhora muito a saúde das pessoas que trabalham com isso.

2- Aquífero Guarani: Ocupa uma área de 1,2 milhões de Km², estendendo-se pelo Brasil (840.000l Km²), Paraguai (58.500 Km²), Uruguai (58.500 Km²) e Argentina (255.000 Km²).Sua maior ocorrência se dá em território brasileiro (2/3 da área total), abrangendo os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.
Alter do Chão: Área é de 437,5 mil km² com espessura de 545 m, esta localizado nos estados Pará, Amapá e Amazonas.
O aquífero Alter do Chão é o maior do mundo, com maior capacidade de armazenamento que o Guarani, juntamente também por ter água potável em toda sua extensão, já o Guarani pelas chuvas ácidas, ocorrência de uso abusivo de produtos fertilizantes agricolas ocorre a contaminação das águas do aquífero, como é o caso em alguns estados sobre o alto teor de Fluor na água.

3- O lixo orgânico que vem das casas seria pego para ser utilizado na fabricação de adubos, onde seriam utilizados em usinas para a produção de gás metano, que é utilizado para fabricação de combustíveis, tal qual a Suiça que utiliza ônibus movidos a biogás, que é fabricado a partir dessas usinas e do lixo orgânico, a China e a Alemanha também utilizam desse processo.

Anônimo disse...

1-As vantagens são não causar danos ou riscos à saúde pública, remoção dos gases produzidos e minimizar os impactos ambientais, porem geralmente não dispõe de impermeabilização de base comprometendo a qualidade das águas subterrâneas nem sistemas de tratamento de chorume.
2-O aqüífero Guarani está distribuído no subsolo do centro-sudoeste do Brasil com cerca de 1,2 milhão de km², no nordeste da Argentina com cerca de 255 mil km², no noroeste do Uruguai com cerca de 58 500 km² e no e sudeste do Paraguai com cerca de 58 500 km². Possui um volume de aproximadamente 55 mil km³ e profundidade máxima por volta de 1 800 metros, com uma capacidade de recarregamento de aproximadamente 166 km³ ao ano por precipitação.
O aqüífero Alter do chão esta localizado nos estados Pará, Amapá e Amazônia. Ocupando uma pequena extensão ele tem aproximadamente 85 mil Km³ de água.
3-Nas usinas de compostagem os lixos domésticos são reciclados e os lixos de origem orgânica viram adubos, fazendo com que seja reduzido o volume dos mesmos nos aterros. O processo decompõe o material orgânico fazendo com que se torne um composto rico em sais e substancias beneficentes ao solo.


Guilherme D
Nº12
3ºA

Taís disse...

1 - Além de permitirem a deposição dos “lixos” de forma correta, possuem grande capacidade diária de recepção de resíduos, reduzem os riscos de poluição ambiental, criam um ambiente propício para a biodegradação de materiais orgânicos presentes e possibilitam acondicionamento seguro de substâncias dificilmente biodegradáveis. Evitam proliferação de moscas e baratas, a diminuição de degradação do solo, o espalhamento de lixo nas redondezas, (conhecidos “lixões”), controle de gases formados durante o processo de depuração do lixo (chorume).

2 - Aquífero Guarani: Está localizado na região centro-leste da América do Sul, entre 12º e 35º de latitude sul e entre 47º e 65º de longitude oeste e ocupa uma área de 1,2 milhões de Km², estendendo-se pelo Brasil (840.000l Km²), Paraguai (58.500 Km²), Uruguai (58.500 Km²) e Argentina (255.000 Km²).Sua maior ocorrência se dá em território brasileiro (2/3 da área total), abrangendo os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Sua recarga natural anual (principalmente pelas chuvas) é de 160 Km³/ano, sendo que desta, 40 Km³/ano constitui o potencial explotável sem riscos para o sistema aqüífero. Sua área de recarga ocupa cerca de 17.000 Km².O risco é a contaminação da água, visto que pode ser contaminada por agrotóxicos e fertilizantes químicos, resíduos de processos industriais,por esgotos domésticos,lixões,e etc.
Projeto de Proteção Ambiental e Desenvolvimento Sustentável do Aqüífero Guarani proíbe a agricultura que usa fertilizantes e pesticidas, nos locais de afloramentos. Podem ainda ser criadas áreas de restrição para novas perfurações.

Aquífero Alter do Chão: A reserva subterrânea está localizada sob os estados do Amazonas, Pará e Amapá e tem volume de 86 mil km³ de água doce. A água dessa reserva é potável, o que demanda menos tratamento químico. Por outro lado, a médio e longo prazo, a exploração mais interessante é da água dos rios, pois a recuperação da reserva é mais rápida. A vazão do Rio Amazonas é de 200 mil m³/segundo. É muita água. Já nas reservas subterrâneas, a recarga é muito mais lenta. No Guarani, há um problema sério de flúor, metais pesados e inseticidas usados na agricultura. A formação rochosa é diferente e filtra menos a água da superfície. No Alter do Chão as rochas são mais arenosas, o que permite uma filtragem da recarga de água na reserva subterrânea.

3 - As usinas de compostagem transformam os resíduos orgânicos presentes no lixo em adubo, reduzindo o volume destinado aos aterros. Este é um modo de fornecer as condições adequadas aos microorganismos para que esses degradem a matéria orgânica e disponibilizem nutrientes para as plantas.
Vários países já utilizam da energia gerada pelos biodigestores, como é o caso da China, Alemanha, Brasil, Suíça, Índia e outros.


Taís Maciel de Oliveira
3ºB - E.M
Nº42

Taís disse...

1 - Além de permitirem a deposição dos “lixos” de forma correta, possuem grande capacidade diária de recepção de resíduos, reduzem os riscos de poluição ambiental, criam um ambiente propício para a biodegradação de materiais orgânicos presentes e possibilitam acondicionamento seguro de substâncias dificilmente biodegradáveis. Evitam proliferação de moscas e baratas, a diminuição de degradação do solo, o espalhamento de lixo nas redondezas, (conhecidos “lixões”), controle de gases formados durante o processo de depuração do lixo (chorume).

2 - Aquífero Guarani: Está localizado na região centro-leste da América do Sul, entre 12º e 35º de latitude sul e entre 47º e 65º de longitude oeste e ocupa uma área de 1,2 milhões de Km², estendendo-se pelo Brasil (840.000l Km²), Paraguai (58.500 Km²), Uruguai (58.500 Km²) e Argentina (255.000 Km²).Sua maior ocorrência se dá em território brasileiro (2/3 da área total), abrangendo os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Sua recarga natural anual (principalmente pelas chuvas) é de 160 Km³/ano, sendo que desta, 40 Km³/ano constitui o potencial explotável sem riscos para o sistema aqüífero. Sua área de recarga ocupa cerca de 17.000 Km².O risco é a contaminação da água, visto que pode ser contaminada por agrotóxicos e fertilizantes químicos, resíduos de processos industriais,por esgotos domésticos,lixões,e etc.
Projeto de Proteção Ambiental e Desenvolvimento Sustentável do Aqüífero Guarani proíbe a agricultura que usa fertilizantes e pesticidas, nos locais de afloramentos. Podem ainda ser criadas áreas de restrição para novas perfurações.

Aquífero Alter do Chão: A reserva subterrânea está localizada sob os estados do Amazonas, Pará e Amapá e tem volume de 86 mil km³ de água doce. A água dessa reserva é potável, o que demanda menos tratamento químico. Por outro lado, a médio e longo prazo, a exploração mais interessante é da água dos rios, pois a recuperação da reserva é mais rápida. A vazão do Rio Amazonas é de 200 mil m³/segundo. É muita água. Já nas reservas subterrâneas, a recarga é muito mais lenta. No Guarani, há um problema sério de flúor, metais pesados e inseticidas usados na agricultura. A formação rochosa é diferente e filtra menos a água da superfície. No Alter do Chão as rochas são mais arenosas, o que permite uma filtragem da recarga de água na reserva subterrânea.

3 - As usinas de compostagem transformam os resíduos orgânicos presentes no lixo em adubo, reduzindo o volume destinado aos aterros. Este é um modo de fornecer as condições adequadas aos microorganismos para que esses degradem a matéria orgânica e disponibilizem nutrientes para as plantas.
Vários países já utilizam da energia gerada pelos biodigestores, como é o caso da China, Alemanha, Brasil, Suíça, Índia e outros.


Taís Maciel de Oliveira
3ºB - E.M
Nº42

Anônimo disse...

1 – Com um aterro sanitário, além de a poluição visual não acontecer, há também a anulação da poluição do ar, devido ao cheiro e a poluição dos rios, impedindo que os resíduos líquidos decorrentes do lixo, atravessem o solo chegando até o lençol freatico. Com isso, a cidade ficaria muito mais limpa.
2 – Alter do Chão – Ocupa a área do Pará, Amapá e Amazônia. Tem capacidade de 86 mil km³ de água, sendo capaz de abastecer a população mundial 100 vezes. A área é 437,5 km², com 545 m de espessura.
Guarani – Tem uma área de 840 km², abrangendo Paraguai, Argentina, Uruguai e vários estados brasileiros. É o segundo maior aqüífero do mundo, com 45 mil km³ de água
3 - Usinas de compostagem trabalham para transformar os resíduos orgânicos presentes no lixo no adubo, para ser re-utilizado e diminuindo o volume do lixo, até chegar ao aterro sanitário. Isso se dá, com o englobamento do lixo em um biodigestor. Ao final do processo, é possível perceber o composto orgânico “semi-curado”. Os países que tem se destacado, são Brasil, Índia e alguns países Europeus.


João Vitor - 3ºB - Nº18

Anônimo disse...

Jorge A. Bittencourt nº 22 3ºEM "A"

1-Nos últimos vinte anos, diversos núcleos urbanos se formaram em função da descentralização industrial, da expansão de frentes pioneiras agrícolas, deslocando intensos fluxos migratórios para áreas mais interioranas do país. Os novos núcleos urbanos em processo de constituição vêm sendo formados, muitas vezes, carentes de serviços públicos, de saneamento básico, de coleta adequada de lixo, principalmente nas áreas pobres.

2-De acordo com a tabela, da página 39 do livro de geografia do 3ºano EM, as famílias de classe mais baixa, além de ter a maior taxa de lixo sem declaração, tem a maior parte do lixo queimado, enterrado ou jogado em terreno baldio, logradouro, rio, lago ou mar. Enquanto as famílias de classe mais alta, são as que possuem a maior taxa de lixo recolhido por serviços ou empresas de limpeza, pública ou privada, que atendia o logradouro.

3-É o local destinado a resíduos sólidos domiciliares, segundo critérios de engenharia e normas operacionais específicas, que permitem a confinação segura do lixo em termos de controle da poluição ambiental e proteção ao ambiente. Os resíduos são depositados em terrenos impermeabilizados, compactados e recobertos por camadas de terra. A área tem dispositivos para drenagem da água, captação e tratamento do chorume assim como para captação e tratamento dos gases provenientes da decomposição do lixo (principalmente metano e dióxido de carbono). Já existem tecnologias que permitem captar o metano e transforma-lo em energia elétrica, evitando que seja lançado na atmosfera e contribua com o aquecimento global.

4-A implantação da Coleta Seletiva no Brasil ainda é incipiente. São poucos os municípios (7% dos municípios têm programas de coleta seletiva, com aproximadamente 14% da população. Destes municípios 2% se localizam no Norte do país; 4% no Centro Oeste; 11% no Nordeste; 35% no Sul e 48% no Sudeste) que já a implantaram, como reconhecível nos dados da Pesquisa Nacional de Saneamento Básico, do IBGE, mas dados mais recentes mostram que este número vem se ampliando.

5-Vantagem: O uso de países em desenvolvimento ou subdesenvolvidos como grandes "lixões" de países desenvolvidos; Forma de renda de países para onde o lixo esta indo.
Desvantagem: O custo de transporte; A emissão de gases dos transportes; O lixo não irá sumir, apenas sera transportado para outro local que não tem nada a ver com esse lixo, prejudicando o meio ambiente do local.

Anônimo disse...

Felipe Salazar n 7 3B

1- Os novos núcleos urbanos em processo de constituição vêm sendo formados, muitas vezes, carentes de serviços públicos, de saneamento básico, de coleta adequada de lixo, principalmente em áreas mais pobres.
2 – Os países mais desenvolvidos como EUA produzem mais luxo, que tem uma coleta de lixo seletivas bem desenvolvidas, e vai para países subdesenvolvidos onde a industria de reciclagem ganha músculos.
3 - O Aterro Sanitário abriga resíduos sólidos, em geral resíduos domésticos, atendendo a normas legais e critérios ambientais para combate à poluição do solo e camadas inferiores. Este tipo de aterro utiliza técnicas de engenharia e tecnologia seguras para evitar danos ao meio ambiente e à saúde pública e passa por monitoramento constante para evitar vazamentos no solo.
4- A implantação da Coleta Seletiva no Brasil ainda é incipiente. São poucos os municípios que já a implantaram, como reconhecível nos dados da Pesquisa Nacional de Saneamento Básico, do IBGE, mas dados mais recentes mostram que este número vem se ampliando.
5- Vantagem - Com a importação do lixo reciclável, pode ser feita a transformação de objetos inutilizados por outros novos, como por exemplo papel, vidro,
Desvantagem - O aterro controlado é uma forma de transformar o lixão em algo não tão poluente, coisa que no Brasil gera uma desvantagem pois esse aterro não é bem organizado.
O descarte incorreto pode contaminar o material a ser reciclado e gerar um produto de menor qualidade ou inutilizável

FRANKLIN 3B 08 disse...

FRANKLIN 3B 08

1- Os novos núcleos urbanos em processo de constituição vêm sendo formados, muitas vezes, carentes de serviços públicos, de saneamento básico, de coleta adequada de lixo, principalmente em áreas mais pobres.

2- “Quanto mais rico, mais sujeira.” Os países mais desenvolvidos produzem mais lixo domiciliar em relação aos ouros países, como por exemplo, os EUA, produzindo quase seis vezes mais de lixo que Portugal.

3- São lugares destinados aos resíduos sólidos domiciliares, segundo critérios de engenharia e normas especificas, que permitem a confinação segura do lixo em termos de controle da poluição ambienta e proteção ao ambiente. Os resíduos são depositados em terrenos impermeabilizados, compactados e recobertos por camadas de terra. A área tem dispositivos para drenagem da água, captação e tratamento do chorume assim como para captação e tratamento dos gases provenientes da decomposição do lixo.

4- A implantação da Coleta Seletiva no Brasil ainda é incipiente. São poucos os municípios que já a implantaram, como reconhecível nos dados da Pesquisa Nacional de Saneamento Básico, do IBGE, mas dados mais recentes mostram que este número vem se ampliando.

5- Vantagens: Cada 50 quilos de papel usado, transformado em papel novo, evita que uma árvore seja cortada. Com um quilo de vidro quebrado, faz-se exatamente um quilo de vidro novo, a grande vantagem do vidro é que ele pode ser reciclado infinitas vezes. E também milhares de pessoas tiram seu sustento da coleta de materiais recicláveis das ruas, tanto nas regiões metropolitanas do Brasil como em outros países em desenvolvimento.
Desvantagens: O descarte incorreto pode contaminar o material a ser reciclado e gerar um produto de menor qualidade ou inutilizável, o custo de segregação e limpeza do material a ser reciclado é alto.

Anônimo disse...

Ricardo Régis Rocha N 39 3A
1- Pois existe uma desconcentração do governo na organização dos núcleos urbanos, em que muitas vezes a falta de serviços públicos, coleta de lixo, e saneamento básicos geram problemas nos munícipios, assim como nas áreas mais pobres.

2- Os países mais desenvolvidos produzem mais lixo domiciliar em relação aos outros países, como por exemplo, os EUA, que é um país desenvolvido, porém o maior produtor de lixo, que consequentemente, o que possui maior lixo acumulado.

3-Os aterros sanitários funcionam de tal forma em que resíduos são depositados em terrenos impermeabilizados, compactados e recobertos por camadas de terra e que a área tem dispositivos para drenagem da água, captação e tratamento do chorume assim como para captação e tratamento dos gases provenientes da decomposição do lixo.

4-A Coleta Seletiva no Brasil ainda é fraca, não muito evoluida e são poucos os municípios que já a implantaram, porém os números desses municípios estão aumentando.

5- As vantagens são que a cada 50 quilos de papel usado, quando transformado, pode evitar o desmatamento já que menos ávores serão desmatadas. Pode também reciclar o vidro.
Ter um reaproveitamento em certos materiais, em que não precisarão serem fabricados novamente.
Uma das desvantagens é que o custo de segregação e limpeza do material a ser reciclado é alto, e também pode haver uma organização descontrolada em que pode contaminar certos materiais.

Anônimo disse...

1-Em 1988 ocorreram mudanças constitucionais que deram aos estados e municípios maior autonomia na definição dos impostos cobrados ás empresas, e esse processo de desconcentração acabou gerando o que os geólogos chamam de ‘Guerra dos Lugares’, ou seja, uma disputa entre estados e municípios, com a intenção de atrair grandes empresas a partir da diminuição ou isenção de impostos.

2-A quantidade e a qualidade de lixo produzido pelos habitantes de uma cidade pode variar de acordo com diversos fatores culturais e econômicos: Nível de renda familiar: maior poder aquisitivo, por exemplo, se traduz em maior consumo e maior ocorrência de embalagens; Grau de industrialização dos alimentos: implica em maior quantidade de embalagens e menor volume de resíduos orgânicos; Hábitos da população: aquisição de bebidas em vasilhames sem retorno, maior descarte de embalagens em período de grandes festas, compras nas feiras livres, consumo de determinados produtos em função de fatores sazonais.Nível de consciência das pessoas com relação ao destino do seu lixo.

3- Um aterro sanitário é uma “instalação de eliminação utilizada para a deposição controlada de resíduos acima ou abaixo da superfície natural”, em que os resíduos são lançados ordenadamente e cobertos com terra ou material similar. Existe coleta e tratamento do chorume e controle sistemático das águas lixiviantes e dos gases produzidos; é realizado monitoramento dos impactos ambientais durante a operação e após o seu encerramento.

4-A implantação da Coleta Seletiva no Brasil ainda é incipiente. São poucos os municípios que já a implantaram, como reconhecível nos dados da Pesquisa Nacional de Saneamento Básico, do IBGE, mas dados mais recentes mostram que este número vem se ampliando. Para traçar um breve cenário da situação atual da Coleta Seletiva no Brasil, pode-se dizer que: 7% dos municípios têm programas de coleta seletiva (CEMPRE, 2008)

5-A importação do lixo é assunto complicado e que deve ser observado com muita atenção, porque não são apenas lixos comuns que são negociados, mas também contém lixos tóxicos, e hospitalares e se não for bem tratado pode causar danos extremos em certos locais.Com isso as substâncias tóxicas e nocivas podem prejudicar a população do país que recebe esse tipo de exportação.Enquanto outros pensam que ajuda na economia e gera empregos.

Fernanda nº09 3ºA

Anônimo disse...

Rômulo Fischer 3ªB Nº:33

1- Muitas das cidades para onde as grandes industrias se deslocam não tem estrutura para suporta-las, essas industrias além de buscarem isenção de impostos se aproveitam da matéria prima do local e produzem muito lixo, as vezes mais do que uma cidade pequena pode suportar.
2- Os países mais ricos pagam para exportar o lixo para paises quase sempre menos desenvolvidos. Na desconcentração industrial apesar das cidades menores ficam sobre a hegemonia das grandes industrias que conseguem mão de obra barata e muitas vezes isenção de impostos.
3- A base dele deve ser feita por sistema de drenagem que impeça que o liquido que sai do lixo entre em contato com o solo e contamine o lençol freático, também ha drenagem de gases e também da chuva que geralmente é feita com uma camada de argila. Para cada camada de lixo uma camada de terra e colocada. Cada aterro tem uma capacidade de armazenagem quando ela acaba naquele terreno não se pode fazer grandes construções o ideal é que se faça uma praça ou um parque.
4- Há varias cidades brasileiras que já estão fazendo a coleta seletiva e esse numero aumenta cada vez mais. Em alguns lugares quem separa seu lixo já consegue até um lucro em dinheiro. Porém ainda há muito espaço para essa coleta crescer.
5- A vantagem é que gera muito lucro em dinheiro pro país e muitos empregos, porém a desvantagem é muito grande pois além do lixo que o próprio país produz ainda recebe mais e portanto mais poluição.

Anônimo disse...

1- Com a desigual e combinada e descontração industrial alguns lugares deixam de ter certa importância, muitas vezes ficam quase desertos, pois há um grande fluxo migratório para regiões urbanas, além de certo descaso com relação aos problemas rurais.
2- Com essa frase justifica que é muito difícil os ambientes rurais ter a mesma importância, ou seja, há grande supremacia entre os meios.
3- O aterro sanitário é o terreno onde é depositado lixo. Esse lugar tem uma série de recursos como drenagem, captação e tratamento de chorume e gases com CO2. E CH4.
4- A coleta seletiva é mais frequente em locais rurais e muito mais ativa nas regiões Sul e Sudeste. De todas as cidades que executam essa atividade cerca 32% recolhem o lixo em 100% dos domicílios.
5- Muitos quilos do papel e vidro importado são reciclados, além do país receber boa quantidade em dinheiro.Em muitos casos esse lixo tem procedência que podem trazer sérios problemas de saúde a quem lidar com esse lixoe problemas ambientais.
Aluno: Adriano da Silva Baptista
N°: 01
3°A EM

Anônimo disse...

1- Com a desigual e combinada e descontração industrial alguns lugares deixam de ter certa importância, muitas vezes ficam quase desertos, pois há um grande fluxo migratório para regiões urbanas, além de certo descaso com relação aos problemas rurais.
2- Com essa frase justifica que é muito difícil os ambientes rurais ter a mesma importância, ou seja, há grande supremacia entre os meios.
3- O aterro sanitário é o terreno onde é depositado lixo. Esse lugar tem uma série de recursos como drenagem, captação e tratamento de chorume e gases com CO2. E CH4.
4- A coleta seletiva é mais frequente em locais rurais e muito mais ativa nas regiões Sul e Sudeste. De todas as cidades que executam essa atividade cerca 32% recolhem o lixo em 100% dos domicílios.
5- Muitos quilos do papel e vidro importado são reciclados, além do país receber boa quantidade em dinheiro.Em muitos casos esse lixo tem procedência que podem trazer sérios problemas de saúde a quem lidar com esse lixoe problemas ambientais.
Aluno: Adriano da Silva Baptista
N°: 01
3°A EM

Anônimo disse...

1- Que devido à desconcentração industrial, principalmente no grau da industrialização dos alimentos que implicam em maior quantidade de embalagens e menos lixo orgânico. Fazendo crescer o índice de matérias como plástico, papel, borracha... que levam muitos anos para se decompor, gerando um problema na questão de falta de espaço para colocar esses lixos, já que nos países industrializados não investem muito na da reciclagem. Ai entra os catadores, que sustentam a família através do “lixo” que retiram das ruas, separam e vendem.

2- A reprodução da desigual distribuição de bens confirma a tese de que é improvável e insustentável a equidade social e matéria do modelo hegemônico, pois se toda a população mundial desfrutasse do mesmo padrão de produção e consumo, exclusivo dos países ricos. Faltariam matérias-primas e a degradação ambiental seria insuportável e necessitariam três planetas para sustentar a vida humana.
3- Um aterro sanitário é uma “instalação de eliminação utilizada para a deposição controlada de resíduos acima ou abaixo da superfície natural”, em que os resíduos são lançados ordenadamente e cobertos com terra ou material similar. Existe coleta e tratamento do chorume e controle sistemático das águas lixiviantes e dos gases produzidos; é realizado monitoramento dos impactos ambientais durante a operação e após o seu encerramento.

4- A implantação da Coleta Seletiva no Brasil ainda é incipiente. São poucos os municípios que já a implantaram, como reconhecível nos dados da Pesquisa Nacional de Saneamento Básico, do IBGE, mas dados mais recentes mostram que este número vem se ampliando.

5- Vantagem:
Diminui o lixo do país que exporta.
A garantia “do pão” das pessoas que dependem e tem como meio de sobrevivência do “lixo” que é importado, através da reciclagem, ou da separação dos matérias para vendê-los.

Desvantagem:
O país que recebe o lixo acaba sofrendo as conseqüências.
A poluição do ar, da água...

Aluna: Caroline Volpi Provesi n°06 3°A

Palloma Pasiani, nº 32, 3ºB disse...

1- A desconcentração industrial é apoiada pela abertura econômica e pelo desenvolvimento técnico-científico que concederam aos estados e municípios maior autonomia na definição dos impostos cobrados às empresas -, esse processo de desconcentração acabou gerando uma disputa entre estados e municípios, com a intenção de atrair grandes empresas a partir da diminuição ou isenção de impostos.
Municípios não muito industrializados, são atrativos para grandes lixões, e oferecem baixo incentivo as prefeituras para cumprirem seu dever de limpeza urbana. A limpeza urbana é uma atividade de exclusivo interesse local. Locais sem indústrias e com lixões atraem pessoas que vivem a margem da sociedade e que utilizam de restos para sobreviver.

2- A diferença de classes sociais se agrava cada vez mais, tornando cada vez mais dificil a tarefa de igualdade social. A marginalização aumenta e o preconceito também. O poder e o dinheiro nacional centralizado na mão de poucos deixa o sonho de uma sociedade justa, de iguais direitos para todos, e condições de vida no mínimo aceitáveis cada vez mais distante. A falta de oportunidades e de possibilidades as massas inferiores da sociedade só agrava isto.

3- Compreende o espalhamento, compactação, cobertura e drenagem dos resíduos, monitoramento do sistema de tratamento de efluentes, monitoramento topográfico e das águas, manutenção dos acessos e das instalações de apoio. Após a coleta, o lixo é descarregado no Aterro Sanitário. O lixo é compactado com trator, formando uma célula, que será recoberta com argila. Ao final, o lixo fica protegido do espalhamento pelo vento e da ação de moscas, ratos, baratas, etc.

4- Hoje há várias cidades brasileiras com programas de coleta seletiva implementados, e este número cresce a cada dia. Estas coletas seletivas municipais seguem basicamente dos sistemas operacionais: sistema porta-a-porta e sistema entrega voluntária. No sistema porta-a-porta o caminhão passa nos condomínios e domicílios em determinados dias da semana para recolher os materiais recicláveis, exigindo um mínimo de esforço de cada cidadão. Já no sistema de entrega voluntária, o material deve ser depositado em coletores estrategicamente distribuídos pela cidade, o que otimiza a coleta.. Iniciativas de condomínios e instituições que recolhem os materiais recicláveis para comercialização também são bastante comuns, e trazem retornos satisfatórios para os seus participantes. Igualmente importante é a ação das associações e cooperativas de catadores que executam um importante papel no ciclo de reciclagem de vários materiais além de associar benefícios sociais para seus membros.

5-Vantagens: Rende emprego e bilhões de dólares.
Desvantagens: Revela uma falha muito grave para reciclagem do lixo. Já temos muito lixo.

Anônimo disse...

1- QUAIS SÃO OS PRINCIPAIS PROBLEMAS GERADOS NOS MUNICÍPIOS COM A DESCONCENTRAÇÃO INDUSTRIAL?

No momento em que a indústria passa dos grandes centros urbanos para a periferia, o governo local não tem condições de suprir
todas as necessidades que tendem a surgir. Enquanto os segmentos das grandes cidades consomem os bens e serviços que se identificam
com esse modelo, os setores periféricos não tem acesso a tais bens e serviços de forma proporcional ao estímulo que recebem.
--> os novos núcleos urbanos em processo de constituição vêm sendo formados, muitas vezes, carentes de serviços públicos, de saneamento básico, de coleta adequada de lixo, principalmente nas áreas mais pobres.

2- A REPRODUÇÃO DA DESIGUAL DISTRIBUIÇÃO DE BENS CONFIRMA A TESE DE QUE É IMPROVÁVEL E INSUSTENTÁVEL
A EQÜIDADE SOCIAL E MATERIAL DO MODELO HEGEMÔNICO.JUSTIFIQUE A FRASE COM EXEMPLOS.

é improvável e insustentável a equidade social pois se toda a população mundial desfrutasse do mesmo padrão de produção e consumo, exclusivo dos países ricos, que representam cerca de 15% da população, faltariam não só matérias-primas, mas a degradação ambiental seria insuportável. Se todos os habitantes da Terra vivessem como a média dos americanos e japoneses, seriam necessários mais três planetas para sustentar a vida humana, pois esses povos consomem 80% dos recursos naturais. Ex: enquanto o americano médio consome cerca de 300kg de papel por ano, em 20 países na África, o consumidor médio consome menos de 1kg por ano.

3- COMO FUNCIONA UM ATERRO SANITÁRIO ?

A base do aterro sanitário deve ser constituída por um sistema de drenagem de efluentes
líquidos percolados (chorume) acima de uma camada impermeável de polietileno de alta
densidade - PEAD, sobre uma camada de solo compactado para evitar o vazamento de material
líquido para o solo, evitando assim a contaminação de lençóis freáticos.
O chorume deve ser tratado e/ou recirculado (reinserido ao aterro) causando assim uma menor
poluição ao meio ambiente.
Seu interior deve possuir um sistema de drenagem de gases que possibilite a coleta do biogás,
que é constituído por metano, gás carbônico(CO2) e água (vapor), entre outros, e é formado pela
decomposição dos resíduos. Este efluente deve ser queimado ou beneficiado.
Estes gases podem ser queimados na atmosfera ou aproveitados para geração de energia.

Sua cobertura é constituída por um sistema de drenagem de águas pluviais,
que não permita a infiltração de águas de chuva para o interior do aterro.
No Brasil, usa-se normalmente uma camada de argila.

4- COMO SE ENCONTRA A COLETA SELETIVA NO BRASIL?

Milhares de pessoas tiram seu sustento da coleta de materiais recicláveis das ruas,
nas regiões metropolitanas do Brasil. A presença dos catadores nos lixões é uma realidade.
Famílias inteiras encontram na garimpagem em depósitos a céu aberto importante estratégia
de sobrevivência. Calcula-se que, no Brasil, cerca de 100.000 crianças e adolescentes vivem
próximos aos lixões e sobrevivem neles.

5- VANTAGENS E DESVANTAGENS NA IMPORTAÇÃO DE LIXO:
vantagens: geração de emprego,importância econômica. Desvantagens: gera espaço a uma despreocupação com a seleta
do lixo nacional, assim a demanda por materiais com o uso do lixo reciclavel acaba sendo coberta por importações.

Aline Maria Vitório n02 - 3B

Taís 3B 36 disse...

Taís Klock - 3ºB n36

1 - Nos últimos vinte anos diversos núcleos urbanos se formaram em função da desconcentração industrial, que por consequência desloca intensos fluxos migratórios para áreas mais interioranas do país. Os novos núcleos urbanos em processo de constituição vem sendo formados, na maioria das vezes, carentes de serviços públicos, de saneamento básico, de coleta adequada do lixo, e isso ocorre principalmente nas áreas mais pobres. No Brasil essa recente urbanização, trouxe os graves problemas entre os quais a produção e o destino do lixo urbano.

2- As pessoas que vivem de recolher lixo de grandes e pequenas aglomerações urbanas, prestam serviços dos mais relevantes para a sociedade. Ajudam da reciclagem dos materiais, o que tem um valor ambiental reconhecido. Porém a sociedade beneficiada não reconhece.
O lixão ainda traz um grave problema: Muitos homens e mulheres, excluídos de formas ‘reconhecidas de trabalho’,
encontram na atividade de catar e vender lixo a forma de terem a identidade de trabalhadores recuperada, passam a se alimentar dos restos encontrados no lixo e a sobreviver dos materiais que podem ser vendidos. as pessoas quando trabalham no lixo também levam consigo seus filhos para que então também ajudem a encontrar algum alimento no meio do lixo.
Ao mesmo tempo em que a sociedade capitalista em que
vivemos apela para que tenhamos um impulsivo consumo e um rápido descarte, ela também passa a valorizar a chamada ‘cultura do reaproveitamento’. Comprar, descartar e agora reaproveitar são ações necessárias para a expansão do capital.

3- O solo é nivelado e selado com argila e mantas de PVC de modo que fique impermeável e, assim, não ocorra a contaminação do solo pelo chorume. Este é coletado e encaminhado para a estação de tratamento de efluentes; não há, portanto, contaminação do solo (nem do lençol freático). A operação do aterro sanitário, prevê a cobertura diária do lixo, não ocorrendo a proliferação de vetores, mau cheiro e poluição visual. Nos aterros sanitários, micro-organismos anaeróbios promovem a decomposição da matéria orgânica com a consequente produção de metano, que pode ser coletado para uso como combustível em residências e indústrias ou, ainda, queimado.

4- A implantação da Coleta Seletiva no Brasil ainda é incipiente. São poucos os municípios que já a implantaram, como reconhecível nos dados da Pesquisa Nacional de Saneamento Básico, do IBGE, mas dados mais recentes mostram que este número vem se ampliando.
7% dos municípios têm programas de coleta seletiva (CEMPRE, 2008), Isto quer dizer que: 405 municípios, com 26 milhões de habitantes, praticam a coleta seletiva. as principais dificuldades encontradas pela grande maioria dos municípios são as seguintes: informalidade do processo, carência de soluções de engenharia com visão social e o alto custo do processo na fase de coleta.

5- A importação de resíduos é permitida para fins de reciclagem, quando não são considerados de natureza perigosa. É proibida quando seu objetivo é o armazenamento, o lixo e a incineração. A desvantagem ocorre quando essa importação é feita de forma ilegal, considerada perigosa, pois junto com os resíduos, vem lixo de diversos tipos, o que atrapalha a reciclagem dos materiais e perpetua contra a utilização destes resíduos.
Apesar de esse comércio ser muito importante, ele se tornou associado a cenas frequentes de entrada de contêineres carregando lixo hospitalar, doméstico, entre outros, com etiquetas para aparas de reciclagem. A maior parte do lixo proibido entra como apara de plástico, de resíduo têxtil, de papel e de borracha. O crescimento mundial do comércio para reciclagem fez os países buscarem alternativas à proibição desses resíduos perigosos, o que, favoreceu o tráfico ilícito destes detritos.

Lucas Edson disse...

Lucas Edson (18) 3ºB


1 – Com a desconcentração industrial são gerados diferentes tipos de lixos e com qualidades diferentes nas diversas regiões. O lixo não está mais concentrado. As indústrias produzem, geralmente, lixo mais prejudicial à saúde que muitas vezes não tem o destino que deveriam. Isso faz com que a quantidade de lixo e, consequentemente, aparecimento de doenças se espalhem mais rápido pelos municípios.

2 – Dá para ver a desigualdade social apenas analisando o lixo produzido nas diferentes partes do mundo. A distribuição do tipo do lixo produzido em diferentes partes é nítida. Onde, países desenvolvidos com grandes indústrias produzem um tipo de lixo mais prejudicial e em maior quantidade. Isso mostra um desequilíbrio na distribuição de bens e economia.

3 - Um aterro sanitário é uma “instalação de eliminação utilizada para a deposição controlada de resíduos acima ou abaixo da superfície natural”, em que os resíduos são lançados ordenadamente e cobertos com terra ou material similar. Existe coleta e tratamento do chorume e controle sistemático das águas e dos gases produzidos, é realizado monitoramento dos impactos ambientais durante a operação e após o seu encerramento. A cobertura de resíduos domiciliares com terra se destina a evitar a ocorrência dos ciclos de insetos, não sendo necessária em resíduos industriais.

4 - No Brasil a coleta seletiva opera muito bem. Os municípios incentivam os coletores e ajudam com os caminhões de lixo. Em Itajaí, por exemplo, há o aterro sanitário e a coleta de lixo funciona perfeitamente. Além dos catadores da prefeitura, há os que coletam para a sua sobrevivência, vendendo o material para indústrias que aproveitam esses resíduos. Como empresas de cordas, plásticos, siderúrgicas etc.

5 – A única vantagem da importação do lixo é que faz com que crie empregos e a economia flua de algum modo para algumas empresas. Traz renda para empresas de reciclado e outras usados. Por outro lado, ficar importando lixo de outros países é muito errado. A sujeira que os outros produzem é armazenada em nosso país e fazem mal a nossa saúde. Há muita coisa melhor para se investir o dinheiro, do que ficar trazendo lixo para o país e prejudicando lençóis freáticos e a saúde da população.

Anônimo disse...

Lediane Goulart nº 27 3º A

1- Nos ultimos 20 anos, diversos nucleos urbanos se formaram em função da descentralização industrial, da expanção de fretes pioneiras agricolas, deslocando interiosnsos fluxos migratórios para áreas mais interioranas do país. Os novos nucleos urbanos em processo de constituição vêm sendo formados, muitas vezes, carentes de serviços publicos, de saneamento básico, de coleta adequada do lixo, principalmente nas áreas mais pobres.
2 - Os países desenvolvidos produzem uma tecnologia bem avançada, e como consequência produzem uma quantidade de lixo acentuada, se todos os países subdesenvolvidos produzicem a mesma quantidade de lixo que os países desenvolvidos, o mundo seria incapaz de armazenar todo o lixo.
3 - É o local para onde vai os lixos sólidos domiciliares. Os residuos são depositados em terrenos impermeabilizados, compactados e recobertos por camadas de terra. A área tem dispositivos para a drenagem da água, captação e tratamento do chorume assim como para a captação e tratamento dos gases provenientes da decomposição do lixo.
4 - A implantação da Coleta Seletiva no Brasil ainda é incipiente. São poucos os municípios que já a implantaram, como reconhecível nos dados da Pesquisa Nacional de Saneamento Básico, do IBGE, mas dados mais recentes mostram que este número vem se ampliando.Para traçar um breve cenário da situação atual da Coleta Seletiva no Brasil, pode-se dizer que 7% dos municípios têm programas de coleta seletiva (CEMPRE, 2008).Embora o número de municípios seja, ainda, relativamente pequeno, são os maiores que adotam esta prática. De tal forma que estes representam aproximadamente 14% da população. Isto quer dizer que 405 municípios, com 26 milhões de habitantes, praticam a coleta seletiva.Destes municípios 2% se localizam no Norte do país; 4% no Centro Oeste; 11% no Nordeste; 35% no Sul e 48% no Sudeste.
5 -"O aumento do controle da poluição nos países mais industrializados provocou um problema ambiental para os países subdesenvolvidos. África, Caribe e América Latina passaram a ser assediados por tecnologia poluidoras condenadas nos países de origem, bem como receberam e recebem lixo doméstico e tóxico para depósito e reciclagem. Em 1989 a Empresa Anhanguera, no interior de São Paulo, internou 80 operários contaminados, com duas mortes, devido a material importado para reciclagem contaminado por metais pesados. No Brasil em 1990 houve uma tentativa de desembarque no porto de Santos de lixo tóxico para reciclagem metalúrgica, o embarque foi impedido pela mobilização de entidades ecológicas. " Como podemos ver, a exportação do lixo é vantajosa apenas para país que emitem este lixo, os países que recebem não obtem obtem desvantagens.

Anônimo disse...

1. Com a desconcentração industrial o município enfrenta algumas desvantagens como a imprudência de algumas empresas no destino do lixo, poluição do ar, rios e mares. Geralmente em municípios pequenos, a fiscalização não é rigorosa em relação aos deveres de uma empresa consciente.
2. O modelo hegemônico é contraditório a tese de que é improvável e insustentável a igualdade social. Um exemplo é os Estados Unidos que tem um domínio político e administrativo de Porto Rico e Havaí porém, em termos internacionais eles continuam como países independentes.
3. Existem dois tipos de Aterro Sanitário, o controlado e o a céu aberto. Conhecido como lixão o de céu aberto, é um grande “balde” de lixo, que armazena os materiais sólidos. Já o aterro controlado, são montanhas empilhadas umas em cima das outras, cobertas com areia e grama, para não permitir o mau cheiro, e evitam a presença de animais como os urubus. São colocados no solo uma manta de PVC para que o liquido resultante dos lixos (chorume) não atinjam o solo e assim os lençóis freáticos. Lucrando, nesses aterros também possuem tubos que coletam os gases emitidos na decomposição do lixo, sendo eles o Metano, o Oxigênio e o Gás Carbônico.
4. São poucos os municípios que se preocupam com a coleta seletiva, de acordo com o site de noticias, ciclovivo.com. br, somente 8% dos municípios brasileiros possuem coleta seletiva. Santos, Santo André, São Bernardo do Campo (em São Paulo), Itabira (MG), Curitiba (PR), Por Alegre (RS) Goiânia (GO), Itajaí, Florianópolis e Tubarão (SC), são alguns exemplos de municípios preocupados com a reciclagem do lixo. Essa coleta ainda não é obrigatória pelos prefeitos espalhados pelo Brasil, por isso o crescimento é tão baixo.
5. Materiais como plástico, alumínio, vidro e papelão, possuem a vantagem de ser reciclados e reutilizados para a fabricação de vários produtos, já os lixos orgânicos e tóxicos como as pilhas, baterias, lâmpadas, trazem riscos a nossa saúde e ao meio ambiente. Em um caso que está repercutindo recentemente no Brasil, é a chegada de um contêiner de lixo toxico do Reino Unido nos portos de Santos (SP) e no Rio Grande do Sul, ninguém sabe o porquê da sua chegada, pois os dois países não fizeram negociações lícitas sobre a importação destes para o Brasil, dados de acordo com o site (educação. uou.com.br).

Gabriela Benedet N 10 3A

Sérgio 3ºB 35 disse...

1- Quanto mais indústrias o municipio tiver, mais lixo vai produzir e mais gases tóxicos serão lançados na atmosfera, gerando uma cidade “suja” e poluída. Por esta razão, pode-se dizer, que quanto mais rico, mais sujo, já que a produção de lixo aumenta conforme a classe social, pois quanto mais dinheiro tem, mais gasta, o que gera uma utilização desnecessária de embalagens e produtos que não são reciclados como deviam ser.
2- Como dito na questão anterior, quanto mais rico, mais sujo. Sendo assim, um executivo de renda salarial alta, produz muito mais lixo que um cidadão pobre, pois com uma renda alta, acaba consumindo mais, esse consumo aumenta conforme a necessidade e o modo de vida que cada um leva.
3- O solo tem uma camada impermeável que garante que o chorume não atinja os lençóis freáticos, o lixo é depositado nesta região e o gás que ele libera (metano) é encanado e queimado, em países desenvolvidos ate se transforma em energia. Após a retirada do gás e do escoamento da parte liquida (chorume), o lixo é coberto por uma camada de barro ate que finalize seu processo de decomposição.
4- Semanalmente vários caminhões passam pelas ruas do Brasil coletando o lixo que a população deixou em frente as casas para ser recolhido, porem, esse lixo, na maioria das vezes, não é separado devidamente, sendo em lixo orgânico, reciclável(papel, vidro e metal, entre outros) e comum. O que aumenta a produção do lixo e gera que o processo de coleta e armazenamento deste lixo fique dificultado.
5- Vantagens: mostra que o país esta preocupado com a reciclagem, importando o lixo para ser reutilizado. Desvantagens: se houvesse coleta e separação do lixo reciclável, não seria necessário importar lixo, pois deixa o país ainda mais “sujo”.
Sérgio 35 3ºB

Anônimo disse...

Marina Eing Barbosa_25_3B

1-QUAIS SÃO OS PRINCIPAIS PROBLEMAS GERADOS NOS MUNICÍPIOS COM A DESCONCENTRAÇÃO INDUSTRIAL?
Avalanches, como no Morro do Bumba, em Niterói, a reprodução de moscas, produção de chorume, a contaminação de lencóis freáticos e do solo, substâncias tóxicas que prejudicam a população que entra em contato com o lixo e o mal-cheiro a partir dos gases liberados pela decomposição.

2- A REPRODUÇÃO DA DESIGUAL DISTRIBUIÇÃO DE BENS CONFIRMA A TESE DE QUE É IMPROVÁVEL E INSUSTENTÁVEL A IGUALDADE SOCIAL E MATERIAL DO MODELO HEGEMÔNICO.JUSTIFIQUE A FRASE COM EXEMPLOS.
O exemplo perfeito seria o da Ilha das Flores. Aquela população vem depois dos porcos, pois não têm donos nem dinheiro. Não há igualdade de destribuição de bens. O correto seria que essas pessoas tivessem os mesmos direitos que nós, alunos salesianos e que qualquer outro ser humano. Mas a ganância vem antes de tudo, pelo jeito.

3- COMO FUNCIONA UM ATERRO SANITÁRIO ?
O aterro sanitário é um grande buraco na terra, forrado por material impermeável (manta de PVC), ou pelo menos deveria ser, onde há camadas de lixo compactato intercaladas com camadas de terra para evitar o mal cheiro e a proliferação de insetos. É necessário verificar se há lençóis freáticos na região, pois se tiver, eles serão contaminados.

4- COMO SE ENCONTRA A COLETA SELETIVA NO BRASIL?
Esta idéia ainda é nova no Brasil. Mas pesquisas feitas pelo IBGE mostram índices crescentes da coleta seletiva no país. São poucos os estados que já a utilizam, totalizando 14% da população brasileira. O local de maior colaboração é o sudeste e o de menor é o nordeste. Apenas 22% do lixo é reciclado pela falta desta ação. Observação: 0% de lixo no brasil vira energia.

5- VANTAGENS E DESVANTAGENS NA IMPORTAÇÃO DE LIXO:
Desvantagens: Perigo na transportação marítma dos resíduos em caso de acidente, pode envenenar a água e o solo por várias anos, transporte ilegal e de forma imprópria, risco à saúde humana.
Vantagens: Mais material para ser utilizado nas empresas de reciclagem para a confecção de papel, roupas e embalagens, reaproveitamento de eletrônicos (China).

Anônimo disse...

1-) Com a desconcentração industrial, o acumulo de resíduos de lixo aumenta acabando que o seu destino seja mais complicado e ainda provocando inundações e problemas com enchentes.
2-) Quanto mais o acumulo de lixo, mais difícil seu controle, por isso que é necessário seu reciclamento, como em algumas regiões já esta acontecendo.
3-) deve ser constituída por um sistema de drenagem de efluentes líquidos percolados (chorume) acima de uma camada impermeável de polietileno de alta densidade, sobre uma camada de solo compactado para evitar o vazamento de material líquido para o solo, evitando assim a contaminação de lençóis freáticos. O chorume deve ser tratado e/ou recirculado (reinserido ao aterro) causando assim uma menor poluição ao meio ambiente.
4-) A coleta seletiva no Brasil esta melhorando, e já esta sendo realizada em vários lugares e as pessoas estão se conscientizando mais da sua importância.
5-) Uma desvantagem da importação de lixo é que o acumulo no outro pais ira se acumular cada vez mais, mas o bom é que em alguns paises fazem reciclagem com a vinda de lixos e assim podem fabricar objetos e vende-los.

Helena Feiler - 3ºA - Nº17

Anônimo disse...

Anna Karoline 3B (04)
1-Com a desconcentralização industrial, as vezes acaba ocorrendo uma carencia de serviços publicos, de saneamento basico, de coleta adequada de lixo, principalmente em áreas mais pobres, gerando problemas na produção de lixo e o destino do mesmo.
2-A tese diz a respeito de que é impossível ter um equilíbrio social devido as desigualdades sociais e financeiras, como por exemplo, o processo de globalização econômica ocorreu de forma desigual e combinada, produzindo e reproduzindo condiçoes que acentuaram as desigualdades sociais em todas as escalas geográficas.
3-A área destinada ao aterro sanitário possui dispositivos para drenar a água e tratar o chrorume – liquido escuro, malcheiroso, proveniente da decomposição da matéria organica presente no lixo. No aterro é o local destinado aos residuos sólidos domiciliares, afim de controlar a poluição do lixo em escala ambiental.
4-A implantação da coleta seletiva no Brasil ainda é incipiente. São poucos os municípios que já a implantaram, como reconhecível nos dados da Pesquisa Nacional de Saneamento Básico, do IBGE, mas dados mais recentes mostram que este número vem se ampliando.
5-Num mundo globalizado, nações encontraram no livre comércio uma forma de lidar com o lixo produzido em massa. Mas negócios ilegais, envolvendo enormes quantias de dinheiro, ameaçam transformar países emergentes ou pobres em depósitos de lixo do mundo, afetando o meio ambiente. Por essa razão, há cada vez mais necessidade de tornar o mercado transparente e regularizado. A vantagem fica apenas para o país que esta importando, por o país que importa ganha dinheiro, porém não ganha uma qualidade de vida, poís terá muitos residuos sólicos. Já quem exporta, perde seu lixo, perdendo de fato a poluição ambiental e etc.

Anônimo disse...

Frederic Rieger N:09 3B


1- Com a desconcentração industrial, há o aumento de produção de lixo nos municípios. Gerando grande poluição nas cidades.
2- Os países com maiores poderes econômicos possuem uma supremacia sobre os mais pobres. Países como EUA, Inglaterra, França e outros, por serem ricos, dominam os mais pobres.
3- A base do aterro sanitário deve ser constituída por um sistema de drenagem de efluentes líquidos percolados (chorume) acima de uma camada impermeável de polietileno de alta densidade - PEAD, sobre uma camada de solo compactado para evitar o vazamento de material líquido para o solo, evitando assim a contaminação de lençóis freáticos. Seu interior deve possuir um sistema de drenagem de gases que possibilite a coleta de metano, gás carbônico (CO2) e água (vapor). Sua cobertura é constituída por uma camada de argila. Quando atinge o limite de capacidade de armazenagem, o aterro é alvo de um processo de monitorização especifico, e se reunidas as condições, pode albergar um espaço verde ou mesmo um parque de lazer, eliminando assim o efeito estético negativo.
4- A implantação da Coleta Seletiva no Brasil ainda é incipiente. São poucos os municípios que já a implantaram. Cerca de 7% dos municípios têm programas de coleta seletiva. Destes municípios 2% se localizam no Norte do país; 4% no Centro Oeste; 11% no Nordeste; 35% no Sul e 48% no Sudeste.
5- Vantagens: Gera bastantes empregos. Economia para o país que recebe lixos com a reciclagem.
Desvantagens: Gera uma grande poluição do país que compra.

Anônimo disse...

Thaynara Souza -Nº 30 - 3ºB

1) A distribuição espacial da indústria brasileira tem passado por transformações em decorrência da evolução das infraestruturas de transporte e comunicação das cidades brasileiras, em especial as chamadas cidades médias.
As grandes metrópoles passaram a ser estruturas de comando político, uma vez que o uso do espaço urbano dessas regiões ficou muito caro, e as metrópoles passaram a abrigar construções abandonadas em suas áreas centrais

2)Aquantidade e a qualidade de lixo produzido pelos habitantes de uma cidade/país variam de acordo com diversos fatores culturais e econômicos. Por exemplo, um americano médio comsome 300 quilos de papel por ano, enquanto um indiano 4 quilos por ano e um africano menos de 1 quilo por ano. Toda essa produção leva em conta a estrutura de cada país, ou seja os Estados Unidos um país altamente industrializado economicamente com uma população que consome mais do que deveria. Enquanto a África, um pais pobre e desiquilibrado.

3)Trata-se de um processo para a disposição de resíduos sólidos no solo, que fundamentado em critérios de engenharia e normas operacionais específicas, permite um confinamento seguro em termos de controle de proteção ambiental e proteção à saúde pública.
Antes da instalação do aterro sanitário é realizada a impermeabilização total do local que receberá os resíduos e são instaladas redes para coleta e tratamento do chorume, material que reúne todas as impurezas líqüidas e tóxicas do lixo. Os gases que emanam do aterro são captados e tratados, e a quantidade e qualidade do lixo depositado é controlada.
Devido ao monitoramento constante, o aterro sanitário não contamina o solo, o lençol freático, as águas superficiais e a atmosfera. Controla ainda a proliferação de vetores de doenças e não apresenta risco de desabamentos.

4) Milhares de pessoas tiram seu sustento da coleta de materiais recicláveis das ruas, tanto nas regiões metropolitanas do Brasil como em outros países em desenvolvimento. Antigamente os sucateiros* ou garrafeiros faziam seu pregão de porta em porta, comprando ferro, vidro e papel, que revendiam às indústrias recicladoras. O crescimento desordenado das cidades fez surgir a figura do catador, que retira das ruas, separa, classifica e vende estes mesmos materiais.
No Brasil, há 405 municípios em que se pratica a coleta seletiva, atendendo 26 milhões de habitantes, o que equivale a aproximadamente 14% da população brasileira. Para disseminar a coleta seletiva, é preciso reduzir seus custos em relação à coleta convencional.

5)Vantagens: Cada 50 quilos de papel usado, transformado em papel novo, evita que uma árvore seja cortada.
Com um quilo de vidro quebrado, faz-se exatamente um quilo de vidro novo. E a grande vantagem do vidro é que ele pode ser reciclado infinitas vezes.
Desvantagens: Frequente entrada de de contêineres carregando lixo hospitalar, doméstico, entre outros, com etiquetas para aparas de reciclagem. A maior parte do lixo proibido entra como apara de plástico, de resíduo têxtil, de papel e de borracha.
Atualmente, a atenção da comunidade internacional está voltada para os resíduos eletrônicos. O Brasil é o maior produtor deste tipo de detritos entre os países emergentes, com cerca de 500 e 680 gramas per capita por ano.

Anônimo disse...

maycon lemos 33 3ºA EM

1-Nos últimos vinte anos muitos centros urbanos se formaram através da descentralização industrial. a expansão desses centros, desloca intensos fluxos migratórios para áreas interioranas do país. esses centros são formados muitas vezes carentes de serviços públicos, de saneamento básico, e principalmente da coleta adequada de lixo , o que ocasiona a criação de grandes lixões a céu aberto, ocasionando graves problemas na produção e destino do lixo.

2- podemos imaginar a situação de que se toda a população desfrutasse do mesmo padrão de produção,e consumo, exclusivo dos países ricos, faltariam não só matérias primas, mais também a degradação ambiental seria insuportável. para analisarmos de maneira melhor , se o mundo todo seguisse a rotina de consumo de americanos e japoneses, precisaria em média de mais 3 planetas Terras para suportar a vida humana.

3-Os resíduos são depositados em terrenos impermeabilizados, compactados e recobertos por camadas de terra. possuem dispositivo para drenagem de água, e capitação e tratamento de gases provenientes da decomposição do lixo, principalmente, metano e dióxido de carbono.a problematização esta sendo, encontrar lugares apropriados em grandes centros para a construção desses locais. pois alem de não possuir áreas, não pode haver lençóis freáticos e população morando por perto.

4-a coleta seletiva no Brasil, ainda se encontra em precariedade, dos 5670 municípios do país, somente 1814 coletam o lixo em 100% das residências, e apenas 4% desses resíduos são reciclados e 3% servem de adubo os outros 73% é enterrado e 20% jogados em rios e lagos.

5-prós: elimina os resíduos sólidos dos países exportadores. manda para fora lixos tóxicos para áreas menos populosas de modo a não afetar uma população maior.
- contras: afeta e muita os países que recebem esses lixos que tem que destinar mais áreas para destinar o lixo. afeta o subsolo dos países que recebem esse lixo.

Anônimo disse...

1-Quando as industrias não possuem mais um polo de concentração, ou seja as fabricas se deslocam para municípios menores, estes sofreram um aumento elevado nos alugueis além de aumentar a quantidade de lixo produzido pela cidade.

2- Sim, ao ver comparar países mais desenvolvidos com os menos desenvolvidos, observa-se uma superioridade entre eles. Como é no caso dos inúmeros índices, como o IDH e o PIB.
3- No aterro sanitário são depositados resíduos domésticos, comerciais, de serviços de saúde, da indústria de construção, e resíduos sólidos retirados do esgoto. A base deve ser um sistema de drenagens de líquidos acima de uma camada impermeável de polietileno sobre uma camada de solo compactado para evitar o vazamento de material líquido para o solo. No Brasil, usa-se normalmente uma camada de argila como a cobertura.
4- Segundo o CEMPRE, em 2008 7% dos municípios tinham programas de coleta seletiva
“Pode-se dizer que as principais dificuldades encontradas pela grande maioria dos municípios são as seguintes: informalidade do processo - não há institucionalização, carência de soluções de engenharia com visão social, alto custo do processo na fase de coleta”. (ambientebrasil)

5- É possível reaproveitar o lixo importado, o problema se encontra quando o lixo não pode ser reaproveitado, no caso do lixo hospitalar. No porto de Itajaí já houve relatos desses casos, devido a falta de fiscalização esse tipo de lixo chegou ao porto, porém a empresa foi multada e o lixo devolvido.

Daniel nº6 3B EM

Anônimo disse...

Matheus Lucas Bernardes 31 – 3B
1) A desconcentração industrial é uma forma de produção em que esse polo, não precisa ficar próximo ao mercado consumidor, ou, à matéria prima, fazendo com que as empresas do Brasil que eram localizadas nas grandes metrópoles se dispersassem para as cidades médias ou pequenas do interior. Essa movimentação causou uma rápida adaptação por conta de atender todas as necessidades impostas pelas indústrias. Um exemplo deste é o saneamento básico, pois cidades onde o poder público não tem muitos recursos financeiros são muito difíceis fazer um sistema de reciclagem eficaz como os aterros controlados, piorando então as estatísticas brasileiras direcionadas aos lixos.
2) A palavra eqüidade e hegemonia andam separadas, onde respectivamente uma presa pela igualdade e outra pela liderança. Os resíduos de todos os tipos em escala global são referências destas palavras, onde as lideranças ou predominâncias ocorrem das partes do norte econômicos os países ricos, que têm maiores níveis de consumo, de produção de lixo e de exportação dos mesmos para o sul econômico ou países em desenvolvimento, nestes países desfavorecidos há a igualdade, pois todos são alvos de importação dos lixos, além do Brasil, Colômbia, África do Sul, entre outros.
3) Um aterro sanitário é uma determinada parte de terra reservada para destinação dos lixos, de todos os fins. Ele se resume por uma cavação profunda, porém 5 metros acima do lençol freático, para evitar contaminação do mesmo, que pode ser utilizado como fonte de água. Após fixam uma manta de polietileno de alta densidade, para colocarem então os encanamentos que farão a drenagem do chorume, o líquido expelido dos resíduos. Finalizando, colocasse uma camada de impermeabilização, mais uma camada de terra para então colocar uma camada de britas. Ao meio de todo esquema são colocados ductos que conduzem os gases para atmosfera. A cada 5 metros de lixo é preciso repetir as camadas e assim respectivamente.
4) A coleta seletiva no Brasil é de responsabilidade do governo municipal, tratando-se de saneamento básico e saúde pública, esse serviço é feito varrição das ruas, capinação, coleta de lixo e destino dos mesmos. É divergente a situação desse projeto nos municípios do país, pois alguns têm capacidade financeira e outros não para manter adequados cada serviço. Como exemplo a grande de metrópole de São Paulo, algumas localizações não existem saneamento básico por ser de difícil acesso dos caminhões, a áreas de favelização também dificultam, não só em SP, mas em todas as regiões que pessoas tomam posse de áreas irregulares, onde não é possível fazer o saneamento básico, nem um sistema de esgoto.
5) Não há nenhum ponto positivo em importar resíduos tóxicos dos países ricos, os países emergentes e alvos dos países desenvolvidos para despejo de lixos tóxicos, acabam por sofrer riscos que esses resíduos podem causar. Além disso, o Brasil tem um índice muito grande de cidades com saneamento básico precário, e um grande número de habitantes, o que interfere diretamente na quantidade de produção de lixo. O país não consegue solucionar os problemas do seu próprio lixo, e pessoas clandestinas importam dos outros países, isso trará mais trabalho, mais poluição, entre outros problemas.

Anônimo disse...

1- Exportação do lixo, transporte do lixo, gastos excessivos com o transporte do lixo, gasto de energia com o transporte do lixo.
2- A desigualdade socioeconômica sempre existirá, uma vez que somos cercados de realidades como a alta concentração de renda e a distribuição não equitativa de bens materiais. Podemos citar como exemplos os pares: Desenvolvimento X Subdesenvolvimento, Burguesia X Proletariado, existentes na atualidade.
3- Aterro Sanitário trata-se de um processo para a disposição de resíduos sólidos no solo, que fundamentado em critérios de engenharia e normas operacionais específicas, permite um confinamento seguro em termos de controle de proteção ambiental e proteção à saúde pública.
4- A coleta seletiva no Brasil funciona em dois polos diferentes as cidades que fazem a coleta e as cidades que não fazem a coleta seletiva. No Brasil poucas cidades usufruem da coleta seletiva, porém este número vem aumentando. A coleta seletiva é feita nas maiores cidades do país. Em Itajaí, por exemplo, é isentado de pagar a taxa de lixo na cidade quem faz a coleta seletiva.
5- Vantagem: Reciclar e reutilizar o lixo importado, podendo vender o mesmo.
6- Desvantagem: transporte do lixo, gastos excessivos com o transporte do lixo, gasto de energia com o transporte do lixo, lixo toxico, transporte de lixo hospitalar.
Lucas 3ªA nº28

Anônimo disse...

1-Com as empresas migrando para o interior, o lixo desses municípios aumentou gradativamente, o preço das terras subiu também por conta da grande procura de moradia para os trabalhadores dessa empresa.
2-A desigualdade social é possível perceber onde os países ricos, exportam seu lixo, para os países pobres, que estão em desenvolvimento; O predomínio dos países ricos e com poderes. A única igualdade que existe é entre os países em desenvolvimento, que sofrem as mesmas consequências, vinda dos países que são os líderes (ricos).
3- Espécie de depósito onde são descartados resíduos sólidos (lixo) provenientes de residências, indústrias, hospitais e construções. Grande parte deste lixo é formada por não recicláveis. Porém, como a coleta seletiva ainda não ocorre plenamente, é comum encontrarmos nos aterros sanitários plásticos, vidros, metais e papéis. São construídos, na maioria das vezes, em locais distantes das cidades. Isto ocorre em função do mal cheiro e da possibilidade de contaminação do solo e de águas subterrâneas. Porém, existem, atualmente, normas rígidas que regulam a implantação de aterros sanitários. Estes devem possuir um controle da quantidade e tipo de lixo, sistemas de proteção ao meio ambiente e monitoramento ambiental. São importantes, pois solucionam parte dos problemas causados pelo excesso de lixo gerado nas grandes cidades.
4-Coletas seletivas municipais seguem basicamente dos sistemas operacionais: sistema porta-a-porta e sistema entrega voluntária. No sistema porta-a-porta o caminhão passa nos condomínios e domicílios em determinados dias da semana para recolher os materiais recicláveis, exigindo um mínimo de esforço de cada cidadão. Já no sistema de entrega voluntária, o material deve ser depositado em coletores estrategicamente distribuídos pela cidade, o que otimiza a coleta.
3% aproximadamente, do lixo sólido orgânico urbano gerado no Brasil é reciclado.
47% da resina PET,o Brasil é um dos maiores recicladores de PET do mundo – em 2005, reciclou 174 mil toneladas
405 municípios, com 26 milhões de habitantes, praticam a coleta seletiva.
Destes municípios 2% se localizam no Norte do país; 4% no Centro Oeste; 11% no Nordeste; 35% no Sul e 48% no Sudeste.
5–Não existem vantagens em importar lixos, apenas desvantagens, e uma das principais é o aumento de resíduos tóxicos a céu aberto nos países em desenvolvimento, como o Brasil, que já possui 1,5 mil de lixões pelo país, o que causa danos ao meio ambiente e doenças. Nosso país está com os problemas cada vez mais agravado, pois o lixo cresce em torno de seis vezes mais do que a população. O Brasil produz em média 24 mil toneladas de resíduos tóxicos por dia.

Aluna: Karine Abdo Leal
Número: 17
3ºB

Anônimo disse...

Isabela Cadori, nº13 3ºB

1-O lado ruim, e problemas gerados da desconcentração industrial, pode se aplicar a dependência dos moradores da região diante da indústria, em caso de mudança, ou falência todos os trabalhadores ficam sem sua fonte de dinheiro, com isso o que acontece é a mudança dos cidadãos que estão sem o seu trabalho, para um polo industrial, e assim causando a super população de uma cidade. Acarretando mais diversos problemas.
2- O captalismo (modelo econômico vigente desde o começo da revolução industrial) se mantém e reproduz a partir das leis da "oferta e procura" geração de demanda e fluxo continuo de produção e distribuição, principalmente de bens de consumo; Esse modelo cria dependência de continuas novidades e avanços tecnologicos para continuar alimentando o mercado com inovações que estimulem a contínua substituição de um produto por outro incentivando a grande massa da população. A questão é que a humanidade tem uma historia de relações e formação social que precede este sistema econômico. O sistema econômico captitalista não leva em cont a diversidade cultural econômica, social e os impactos de sua produção em larga escala, para atender uma demanda de fluxo continuo de produtos não renovaveis e muitas vezes não verdadeiramente necessários. Um sistema desigual, em um mundo de relações desiguais, não pode promover a igualdade
3-Um aterro sanitário é o local aos resíduos solidos domiciliares. Os resíduos são depositados no terreno impermeabilizado, compactados e recobertos por camadas de terra. Os residuos que são reciclaveis, são separados antes deste processo para diminuir a quantidade e poder reciclar o que é reciclavel.
4- A coleta seletiva não é so a passagem do caminhão de lixo, recolhendo os lixos das residências, vem desde um local adpatar lixeiras com as cores informando o que é vidro, orgânico, reciclavel e assim por diante... É muito comum reconhecer a coleta seletiva, com os catadores de lixos que passam pelas ruas, e recolhem o lixo para empresas reciclarem em troca do dinheiro.
5- A vantagem em si, pode girar em torno da econimia, como foi mostrado em uma repostagem do jornal da globo. Desvantagens são muito mais significativas, atraves da importação de lixo de fora para o Brasill, acarreta o altissimo acumulo de lixo, proliferando virus, bacterias e o principal materias radioativos. Em repotagem o Brasil é um dos maiores exportadores de lixos eletronicos para a Ásia, onde lá fazem um processo de " reciclagem" com esses materias usados.

Matheus da Silva disse...

Matheus SIlva 3º B Numero :30
1- Um dos principais problemas gerados seria o deslocamento de empresas para cidade medias ou grandes , e isso gera uma grande mudança na rotina da cidade ,como aluguéis de imóveis para os trabalhadores sofrem um aumento signifcativo , um aumento na população da cidade por causa dos trabalhadores da empresa que se mudam para essa cidade, entre outros problemas.
2-Como por exemplo a distribuição de renda, no Brasil um jogador de futebol ganha muito mais que um policial militar, e isso confirma que é insustentável a equidade social , pois valorizam mais uma pessoa que chuta uma bola do que um profissional na area de segurança.
3-existem dois locais , um para o lixo reciclável , e um terreno ao lado para lixos nao reciclaveis,estruturas ao lado do aterro são as áreas que fornecem o solo para o aterro, o tanque coletor de escoamento, os tanques coletores de chorume e a estação de metano.No local, há estações de despejo para materiais indesejáveis ou proibidos legalmente. Uma estação de despejo para diferentes materiais é utilizada para pneus, óleo de motor, chumbo, baterias
4-Encontra-se em uma situação nao muito boa , pois apenas 7% dos municipios brasileiros contam com programas de coleta seletiva, como em curitiba existe um programa de coleta ,onde só coletam lixo reciclavel.No Brasil, há 405 municípios em que se pratica a coleta seletiva, atendendo 26 milhões de habitantes, o que equivale a aproximadamente 14% da população brasileira. Para disseminar a coleta seletiva, é preciso reduzir seus custos em relação à coleta convencional.
5-Vantagens: Rende empregos , movimenta dinheiro para as empresas,melhoramento nas empresas de reciclagem
Desvantagens:Aglomeração de lixo em paises sub-desenvolvidos , podendo aumentar significativamente o nivel de lixo no pais

Anônimo disse...

1- A quantidade e a qualidade de lixo produzido pelos habitantes de uma cidade variam de acordo com diversos fatores culturais e econômicos. Nível de renda familiar com maior poder aquisitivo, por exemplo, se traduz em maior consumo e maior ocorrência de embalagens. O grau de industrialização dos alimentos onde implica em maior quantidade de embalagens e menor volume de resíduos orgânicos. O hábito da população onde a aquisição de bebidas em vasilhames sem retorno, maior descarte de embalagens em período de grandes festas, compras nas feiras livres, consumo de determinados produtos em função de fatores sazonais, entre outros.

2- Cada 50 quilos de papel usado, transformado em papel novo, evita que uma árvore seja cortada. Com um quilo de vidro quebrado, faz-se um quilo de vidro novo. Milhares de pessoas tiram seu sustento da coleta de materiais recicláveis das ruas. O crescimento desordenado das cidades fez surgir à figura do catador, que retira das ruas, separa, classifica e vende estes mesmos materiais. Famílias encontram na garimpagem em depósitos importante estratégia de sobrevivência. O fechamento dos lixões cria impasse, pois estas comunidades, que vêm sobrevivendo há algumas gerações dessa atividade, não têm como encontrar, de repente, outra alternativa para garantir seu sustento. A catação nos lixões, assim como a catação na rua, acaba se constituindo em uma opção de vida para muitos brasileiros, decorrente da situação social e econômica do país.

3- O aterro segue todas as normas para prevenir a contaminação do solo e do lençol freático e passa pela ONU para poder vender crédito de carbono com a queima do gás metano produzido pela decomposição do lixo. O líquido que esse lixo solta ao longo do tempo, o chorume, é drenado para piscinas e depois transportado para estações de tratamento de esgoto. No fim, ele retorna ao aterro em forma de um pó preto.

4- Hoje há várias cidades brasileiras com programas de coleta seletiva implementados, e este número cresce a cada dia. Estas coletas seletivas municipais seguem basicamente dos sistemas operacionais: sistema porta-a-porta e sistema entrega voluntária. No sistema porta-a-porta o caminhão passa nos condomínios em determinados dias da semana para recolher os materiais recicláveis, exigindo um mínimo de esforço de cada cidadão. Já no sistema de entrega voluntária, o material deve ser depositado em coletores estrategicamente distribuídos pela cidade. Igualmente importante é a ação das associações e cooperativas de catadores que executam um importante papel no ciclo de reciclagem de vários materiais além de associar benefícios sociais para seus membros.

5- Quem defende a importação, diz que é fundamental pra economia, rende empregos, rende bilhões de dólares, mas o preço por isso pode ser muito alto. Em diversas vezes países recebem lixos industriais proibidos, domésticos e hospitalares. Boa parte do lixo sai de países.

Larissa Florencio 25 3ºA

Luiz Teles 20 3ºB disse...

1- De uma hora para outra, os municípios tiveram que se adaptar para abrigar estas empresas, os aluguéis alcançaram patamares jamais imagnados, sendo a oferta bem aquém da demanda , a construção civil não dá mãos a medir, e as municipalidades
se mostrando incapazes, dada a limitação de receitas, de atender os pleitos de arruamento, urbanização, saneamento básico e problemas viários.

2-Se o mundo consumisse como os EUA precisaríamos de 4,5 Terras para que o mundo não entrasse em colapso. Como só temos esta aqui, complica. Imagine: nos EUA existe praticamente um carro para cada adulto. São 231 milhões de veículos, ou 76 carros para cada 100 habitantes. O planeta todo tem 850 milhões de carros. Se tivesse a proporção dos EUA, seriam 5,12 bilhões, acompanhados da conta em aço, petróleo, eletricidade e tudo o mais que seria necessário para produzi-los. Um planeta assim consumiria todo o petróleo que pode haver no nosso pré-sal (150 bilhões de barris) em menos de um ano.

3- Um aterro segue princípios da engenharia de confinar resíduos sólidos à menor área possível e reduzí-los ao menor volume possível, cobrindo-os com uma camada de terra na conclusão da jornada de trabalho ou em intervalos menores, se necessário. Deve ser impermeabilizado e possuir acesso restrito, ter a quantidade de lixo controlada e conhecer que tipos de resíduos estão sendo depositados. Na maioria, os aterros sanitários são construídos em locais afastados das cidades em razão do mau cheiro e da possibilidade de contaminação do solo e das águas subterrâneas. Essa contaminação pode ocorrer por infiltração do chorume ou percolado, líquido contendo componentes tóxicos que flui do lixo para o solo e corpos d’água.

4-A Pesquisa Nacional de Saneamento Básico, do IBGE, indica que a implantação da coleta seletiva ainda é incipiente nos municípios brasileiros. Apenas 7% deles contam com programas de coleta seletiva, sobretudo os maiores e mais populosos.
No Brasil, há 405 municípios em que se pratica a coleta seletiva, atendendo 26 milhões de habitantes, o que equivale a aproximadamente 14% da população brasileira. Para disseminar a coleta seletiva, é preciso reduzir seus custos em relação à coleta convencional.

5- Com a importação de lixo, materiais recicláveis poderão ser utilizados na fabricação de novos produtos, mas revela a desorganização dos municipios que nao fazem coleta seletiva do seu proprio lixo e assim importam de outros países os materiais necessários para a demanda.

Anônimo disse...

1- Com a procura das empresas por lugares onde vão pagar menos impostos que são nas cidades pequenas, vem junto a poluição, os lixos produzido que não serve mais despejados muitas vezes no lixão da cidade, fazendo assim que a cidade antes limpa vire um cidade de grande poluição.

2- Pois toda população do mundo desfrutasse do mesmo padrão de produção e consumo, exclusivo dos países ricos, faltariam matéria-prima, também a degradação ambiental ia ser insuportável.

3- Aterro Sanitário: é feito um buraco grande e nesse buraco é instalado canos para sai o metano, joga-se o lixo no buraco e enterra plantando arvores, dai os canos que foram estalado liberam o metano.

4- A coleta seletiva se encontra numa melhora mas ainda ha muito pra se melhorar, cada vez mais as pessoas estão vendo que tem que separar para não poluir ainda mais o planeta. Ha cidades que dão beneficio pra quem separa o lixo, um exemplo é Itajaí que pra quem separa da desconto no IPTU.

5-Vantagem: Fonte de renda pra países pobres com a reciclagem dos materiais.
Desvantagem: Mandarem lixo que não é reciclável, lixo hospitalares e assim poluindo o pais.


Matheus Costa 32. 3°A

Anônimo disse...

Nome:Lauren nº:26 Série: 3ºA

1- Na década de 1990 que a desconcentração industrial no país vai se intensificar. Apoiada pela maior abertura econômica e pelo desenvolvimento técnico-científico (informática e comunicação), sem esquecer das mudanças constitucionais de 1988 - que concederam aos estados e municípios maior autonomia na definição dos impostos cobrados às empresas -, esse processo de desconcentração acabou gerando o que os geógrafos chamam de "Guerra dos Lugares", ou seja, uma disputa entre estados e municípios, com a intenção de atrair grandes empresas a partir da diminuição ou isenção de impostos.

3- Aterro sanitário é uma espécie de depósito onde são descartados resíduos sólidos (lixo) provenientes de residências, indústrias, hospitais e construções. Grande parte deste lixo é formada por não recicláveis. São construídos, na maioria das vezes, em locais distantes das cidades. Isto ocorre em função do mal cheiro e da possibilidade de contaminação do solo e de águas subterrâneas. Porém, existem, atualmente, normas rígidas que regulam a implantação de aterros sanitários. Estes devem possuir um controle da quantidade e tipo de lixo, sistemas de proteção ao meio ambiente e monitoramento ambiental. O aterro da Tecipar por exemplo, recebe cerca de 700 toneladas de lixo por dia dos municípios de Santana de Parnaíba, Barueri,Carapicuíba e Araçariguama. Ele funciona 24 horas por dia, seis dias por semana. Cada camada de lixo compactado com terra argilosa tem cerca de cinco metros de altura e só a argila pode ser usada para cobrir o lixo, por ser impermeabilizante. Essa camada de terra que vai por cima dos resíduos evita a presença de animais, como urubus e cães.

4- A implantação da Coleta Seletiva no Brasil ainda é incipiente. São poucos os municípios que já a implantaram, como reconhecível nos dados da Pesquisa Nacional de Saneamento Básico, do IBGE, mas dados mais recentes mostram que este número vem se ampliando. Embora o número de municípios seja, ainda, relativamente pequeno (7%), são os maiores que adotam esta prática. De tal forma que estes representam aproximadamente 14% da população (405 municípios, com 26 milhões de habitantes, praticam a coleta seletiva).Destes municípios 2% se localizam no Norte do país; 4% no Centro Oeste; 11% no Nordeste; 35% no Sul e 48% no Sudeste.

5- Vantagens: A indústria precisa de matéria-prima para produzir papel, roupas e embalagens. Assim, a solução é importar. Ou seja, comprar produtos como aquelas garrafas PET que poluem os rios e canais que cortam as cidades. O Reino Unido também compra lixo para atender o mercado interno, ao mesmo tempo em que exporta lixo tóxico para países que têm condições de fazer a reciclagem ou dar um destino mais adequado. Para empresas, é mais barato enviar lixo tóxico para outro país do que investir em uma infra-estrutura própria - usinas para reciclar plástico, por exemplo - que atenda às exigências ambientais.
Desvantagens: Nos Estados Unidos, 80% do lixo eletrônico é enviado de navio para países asiáticos, como Índia e China. África e países da América Latina também são destinos comuns para materiais eletrônicos descartados. Em comunidades pobres, computadores de segunda mão são reutilizados, mas boa parte chega sem quaisquer condições de aproveitamento.

Na África, estima-se que mais de 75% do e-waste não é reaproveitado, sendo descartado ou queimado em condições inadequadas, contaminando o solo, a água e o ar. Computadores que são despejados nos lixos britânicos (responsáveis por 15% do e-waste europeu) acabam em favelas de países como a Nigéria, onde, depois de retiradas peças economicamente viáveis, viram verdadeiras "bombas químicas" na natureza.

Anônimo disse...

Gustavo laurentino 16 3A

1- os municípios tiveram que se adaptar para abrigar estas empresas, os aluguéis alcançaram patamares jamais imagnados, sendo a oferta bem aquém da demanda , a construção civil não dá mãos a medir, e as municipalidades
se mostrando incapazes, dada a limitação de receitas, de atender os pleitos de arruamento, urbanização, saneamento básico e problemas viários.

2-Se o mundo consumisse como os EUA precisaríamos de 4,5 Terras para que o mundo não entrasse em colapso. Como só temos esta aqui, complica. Imagine: nos EUA existe praticamente um carro para cada adulto. São 231 milhões de veículos, ou 76 carros para cada 100 habitantes. O planeta todo tem 850 milhões de carros. Se tivesse a proporção dos EUA, seriam 5,12 bilhões, acompanhados da conta em aço, petróleo, eletricidade e tudo o mais que seria necessário para produzi-los. Um planeta assim consumiria todo o petróleo que pode haver no nosso pré-sal (150 bilhões de barris) em menos de um ano.

3- Um aterro segue princípios da engenharia de confinar resíduos sólidos à menor área possível e reduzí-los ao menor volume possível, cobrindo-os com uma camada de terra na conclusão da jornada de trabalho ou em intervalos menores. Deve ser impermeabilizado , ter a quantidade de lixo controlada e conhecer que tipos de resíduos. os aterros sanitários são construídos em locais afastados das cidades em razão do mau cheiro e da possibilidade de contaminação do solo e das águas subterrâneas. Essa contaminação pode ocorrer por infiltração do chorume ou percolado, líquido contendo componentes tóxicos que flui do lixo para o solo e corpos d’água.
4-A Pesquisa Nacional de Saneamento Básico, do IBGE, indica que a implantação da coleta seletiva ainda é incipiente nos municípios brasileiros. Apenas 7% deles contam com programas de coleta seletiva, sobretudo os maiores e mais populosos.
No Brasil, há 405 municípios em que se pratica a coleta seletiva, atendendo 26 milhões de habitantes, o que equivale a aproximadamente 14% da população brasileira. Para disseminar a coleta seletiva, é preciso reduzir seus custos em relação à coleta convencional.

5- Com a importação de lixo, materiais recicláveis poderão ser utilizados na fabricação de novos produtos, mas revela a desorganização dos municipios que nao fazem coleta seletiva do seu proprio lixo e assim importam de outros países os materiais necessários para a demanda.

Anônimo disse...

Paulo Meneses Nº36 3ºA

1-O fenômeno da desconcentração industrial brasileira, iniciado ao final dos
anos 90, onde dezenas de unidades fabris, localizadas nas grandes regiões
metropolitanas, passaram a se deslocar para cidades grandes e médias,de
nosso interior, como se poderia prever, gerou uma gama de problemas para os municípios onde se instalaram. De uma hora para outra, os municípios tiveram que se adaptar para abrigar estas empresas, os aluguéis alcançaram patamares jamais imaginados, sendo a oferta bem maior que a da demanda , a construção civil não dá mãos a medir, e as municipalidades
se mostrando incapazes, dada a limitação de receitas, de atender os pleitos de arruamento, urbanização, saneamento básico e problemas viários.
2- Sim, pois se toda a população mundial desfrutasse do mesmo padrão de produção e consumo, exclusivo dos países ricos, que representam cerca de quinze pro cento da população, faltariam não só matérias-primas, mas a degradação ambiental seria insuportável. Na verdade, se todos os habitantes da Terra vivessem como a media dos americanos e japoneses, seriam necessários mais três planetas para sustentar a vida humana, pois esses povos consomem oitenta por cento dos recursos naturais
3- Os resíduos são depositados em terrenos impermeabilizados, compactados e recobertos por camadas de terra. A área tem dispositivos para drenagem de água, captação e tratamento do chorume assim como para a captação e tratamento dos gases provenientes da decomposição do lixo.
4- Muito precária, dos 5670 municípios brasileiros, somente 1814 coletam o lixo em cem por cento das residencias.
5- As vantagens são que os países podem comprar lixo para atender o seu mercado interno como o Reino Unido, pode exportar o lixo para outros países que tem a condição de fazer a reciclagem ou dar um destino mais adequado. As desvantagens são que alguns países importam o lixo sem a permissão dos países que irão receber.

Anônimo disse...

Mateus Buttendorf Silvestre
Nº 27 3ºB

1 - A expansão industrial para municipios carentes de serviços publicos, saneamento básico, coleta adequada de lixo, trouxe problemas ambientais sérios como a produção e o destino do lixo.

2 - Se o mundo consumisse como os EUA precisaríamos de 4,5 Terras para que o mundo não entrasse em colapso. Como só temos esta aqui, complica. Imagine: nos EUA existe praticamente um carro para cada adulto. São 231 milhões de veículos, ou 76 carros para cada 100 habitantes. O planeta todo tem 850 milhões de carros. Se tivesse a proporção dos EUA, seriam 5,12 bilhões, acompanhados da conta em aço, petróleo, eletricidade e tudo o mais que seria necessário para produzi-los. Um planeta assim consumiria todo o petróleo que pode haver no nosso pré-sal (150 bilhões de barris) em menos de um ano.

3 - Local destinado aos resíduos sólidos domiciliares. Os resíduos são depositados em terrenos impermeabilizados, compactados e recobertos por camadas de terra. A area tem dispositivos para drenagem da agua, captação e tratamento de chorume assim como para captação e tratamento dos gases provenientes da decomposição do lixo.

4 - São poucos os estados que possuem coleta seletiva no Brasil. A maior concentração de municipios que possuem coleta seletiva se encontram na região sul do país. O norte é a região mais carente.

5 - Importando o lixo, poderá utilizar materiais reciclaveis para produção de novos produtos, porém isso só mostra a desorganização do munícipio, que não possui coleta seletiva do seu lixo e acabam importando.

Anônimo disse...

Guilherme Reich N°: 14 3ºA

1- O fenômeno da desconcentração industrial brasileira, onde dezenas de unidades fabris localizadas nas grandes regiões metropolitanas passaram a se deslocar para cidades grandes e médias de nosso interior, gerou uma gama de problemas para os municípios onde se instalaram. De uma hora para outra, os municípios tiveram que se adaptarem para abrigar estas empresas, os aluguéis alcançaram patamares jamais imaginados, sendo a oferta bem aquém da demanda, a construção civil não dá mãos a medir e as Municipalidades se mostrando incapazes dadas à limitação de receitas, de atender os pleitos de arruamento, urbanização, saneamento básica e problemas viários.

2- Pois se toda a população mundial desfrutasse do mesmo padrão de produção e consumo, exclusivo dos países ricos, que representam cerca de 20% da população faltaria não só matérias-primas, mas a degradação ambiental seria insuportável. Se todos os habitantes do da Terra vivessem como a média dos americanos e japoneses, seriam necessários mais três planetas para sustentar a vida humana, pois esses povos consomem 80% dos recursos naturais.

3- Antes da instalação do aterro sanitário é realizada a impermeabilização total do local que receberá os resíduos e são instaladas redes para coleta e tratamento do chorume, material que reúne todas as impurezas líquidas e tóxicas do lixo. Os gases que emanam do aterro são captados e tratados, e a quantidade e qualidade do lixo depositado são controladas. Devido ao monitoramento constante, o aterro sanitário não contamina o solo, o lençol freático, as águas superficiais e a atmosfera. Controla ainda a proliferação de vetores de doenças e não apresenta risco de desabamentos. Compreende o espalhamento, compactação, cobertura e drenagem dos resíduos, monitoramento do sistema de tratamento de efluentes, monitoramento topográfico e das águas, manutenção dos acessos e das instalações de apoio. Após a coleta, o lixo é descarregado no Aterro Sanitário. O lixo é compactado com trator, formando uma célula, que será recoberta com argila. Ao final, o lixo fica protegido do espalhamento pelo vento e da ação de moscas, ratos, baratas, etc.

4- A implantação da Coleta Seletiva no Brasil ainda é incipiente. São poucos os municípios que já a implantaram, como reconhecível nos dados da Pesquisa Nacional de Saneamento Básico, do IBGE, mas dados mais recentes mostram que este número vem se ampliando. 405 municípios, com 26 milhões de habitantes, praticam a coleta seletiva. Destes municípios 2% se localizam no Norte do país; 4% no Centro Oeste; 11% no Nordeste; 35% no Sul e 48% no Sudeste. Pode-se dizer que as principais dificuldades encontradas pela grande maioria dos municípios são as seguintes:
Informalidade do processo - não há institucionalização, carência de soluções de engenharia com visão social e alto custo do processo na fase de coleta. ´

5- A vantagem é que é fundamental pra economia, desde que as leis sejam duras e a fiscalização exista e puna os males feitores que não tratem os resíduos tóxicos. O importante disso tudo é gerar emprego e gerar impostos do governo federal. A desvantagem é alguns dos itens que são importados, como o lixo hospitalar.

Anônimo disse...

Jéssica Cabral - 20 - 3ºA

1) O processo de descentralização não eliminou disparidades regionais e nem rompeu as estruturas exportadoras existentes no passado. As grandes metrópoles passaram a ser estruturas de comando político, uma vez que o uso do espaço urbano dessas regiões ficou muito caro, e as metrópoles passaram a abrigar construções abandonadas em suas áreas centrais.

2) A partir da década de 1970, as análises indicam que as estratégias convencionais
causavam graves danos ao ambiente, cujos efeitos fariam nascer a consciência sobre a
incapacidade de controlar-se as externalidades inerentes ao modelo hegemônico.
Surgem, então, novas orientações teóricas que, partindo dos impactos negativos
causados por aquele modelo, propõem conceitos mais abrangentes, a exemplo do
desenvolvimento com eqüidade e o ecodesenvolvimento. Desde então
fortalecem-se os enfoques da sustentabilidade, como resposta aos limites inerentes aos
modelos convencionais.

3) Para o aterro sanitário é reservada uma área onde não haja a possibilidade de escoamento (líquidos) para mananciais e outras áreas não determinadas para tal. A parte do lixo que não foi selecionada para reciclagem vai sendo espalhada em camadas. Em seguida, sobre essa camada, depois de compactada será coberta por uma camada de aterro de argila ou outro tipo de solo que também será compactada. Depois esse processo é repetido diversas vezes (em camadas alternadas) até atingir um nível determinado. À medida que é feito o aterro são colocados diversos tubos metálicos verticais em toa a área, para escape dos gases, que às vezes se inflamam em contato com a atmosfera.

4) As prefeituras brasileiras coletem diariamente 228 413 toneladas de lixo. Dos 5670 municípios brasileiros, somente 1814 coletam o lixo em 100% das residências, aproximadamente 20% do lixo é jogado nos rios, lagos e 73% do lixo urbano coletado pelas prefeituras é enterrado, só 3% é transformado em adubo e apenas 4% é reciclado.

5) A vantagem é que para os países que exportam esse lixo, não precisará usar o seu território, já que se obviamente o país está exportando é porque não tem espaço para o lixo. Já a desvantagem é o crescimento mundial do comércio para reciclagem fez os países buscarem alternativas à proibição de manuseio de resíduos perigosos, isto é, favoreceu o tráfico ilícito destes detritos. Com isso, surgiu também a necessidade de controle do movimento entre as fronteiras.

Anônimo disse...

Antonio Felipe Gesing Rosa
Nº04 3 EM B


1-O fenômeno da desconcentração industrial brasileira, iniciado ao final dos
anos 90, onde dezenas de unidades fabris, localizadas nas grandes regiões
metropolitanas, passaram a se deslocar para cidades grandes e médias,de
nosso i nterior, como se poderia prever, gerou uma gama de problemas pa
ra os municípios onde se instalaram. De uma hora para outra, os municí
pos tiveram que se adaptar para abrigar estas empresas, os aluguéis al
cançaram patamares jamais imagnados, sendo a oferta bem aquém da de
manda , a construção civil não dá mãos a medir, e as M unicipalidades
se mostrando incapazes, dada a limitação de receitas, de atender os
pleitos de arruamento, urbanização, saneamento básico e problemas viários.


2- Pois se toda a população mundial desfrutasse do mesmo padrão de produção e consumo, exclusivo dos países ricos, que representam cerca de 15% da população, faltariam não só matérias-primas, mas a degradação ambiental sera insuportável.


3-Os resíduos são depositados em terrenos impermeabilizantes, compactados e recobertos por camadas de terra. A área tem dispositivos para drenagem da água, captação e tratamento de chorume assim como para captação e tratamento dos gazes provenientes da decomposição do lixo (principalmente metano e dióxido de carbono) .


4- A coleta seletiva no brasil ainda é bastante desigual, é bastante forte no sul do pais, a maioria do estados do norte brasileiro ainda não tem coleta seletiva.



5- A importação do lixo é bom pro um lado e ruim por outro, lado bom, o pais estara ritirando o lixo de seu território assim o deixando mais limpo, lado ruim, importar o lixo não quer dizer eliminar o lixo quer dizer mandar para outro local, ou seja o lixo ainda continuara poluindo a terra.

Anônimo disse...

Ketlyn Aliguiery Beims - 3A - n24

1 – Guardadas as diferenças de urbanização nas escalas local e regional, podemos afirmar que a partir da década de 1970 a população brasileira vem passando por um intenso processo de industrialização e urbanização. Nos últimos 20 anos, diversos núcleos urbanos se formaram em função da descentralização industrial, da expansão de frentes pioneiras e agrícolas, deslocando intensos fluxos migratórios para áreas mais interioranas do país. Os novos núcleos urbanos em processo de constituição vem sendo formados, muitas vezes, carentes de serviços públicos, saneamento básico e coleta adequada do lixo, principalmente nas áreas mais pobres.

2 – A parcela da população urbana, por exemplo, pertence economicamente a classe economicamente favorecida, que tem melhores condições de acesso a bens e serviços (mais consumo), produzindo, consequentemente, maior quantidade de lixo, gerando uma diferença na quantidade de lixo produzida em diferentes locais. Isso acontece com os países, pois por exemplo se toda a população mundial desfrutasse do mesmo padrão de produção e consumo exclusivo dos países ricos, faltariam não só matérias primas, mas a degradação seria insuportável. Se todos os habitantes da terra vivessem como a media dos americanos e japoneses, seriam necessários mais três planetas para sustentar a vida humana, pois esses povos consomem 80% dos recursos naturais.

3 - Aterro sanitário é uma espécie de depósito onde são descartados resíduos sólidos (lixo) provenientes de residências, indústrias, hospitais e construções. Grande parte deste lixo é formada por não recicláveis. Porém, como a coleta seletiva ainda não ocorre plenamente, é comum encontrarmos nos aterros sanitários plásticos, vidros, metais e papéis. Diferentemente dos lixões (depósitos a céu aberto), nos aterros sanitários existe toda uma preparação do solo para que não haja contaminação do lençol freático e das áreas de entorno, assim como o monitoramento do ar para que sejam verificadas as emissões de gases provenientes dos resíduos enterrados ali. Para o aterro sanitário é reservada uma área onde não haja a possibilidade de escoamento (líquidos) para mananciais e outras áreas não determinadas para tal. A parte do lixo que não foi selecionada para reciclagem vai sendo espalhada em camadas. Em seguida, sobre essa camada, depois de compactada será coberta por uma camada de aterro de argila ou outro tipo de solo que também será compactada. Depois esse processo é repetido diversas vezes (em camadas alternadas) até atingir um nível determinado. À medida que é feito o aterro são colocados diversos tubos metálicos verticais em toa a área, para escape dos gases, que às vezes se inflamam em contato com a atmosfera.

4 - A Pesquisa Nacional de Saneamento Básico, do IBGE, indica que a implantação da coleta seletiva ainda é incipiente nos municípios brasileiros. Apenas 7% deles contam com programas de coleta seletiva, sobretudo os maiores e mais populosos. No Brasil, há 405 municípios em que se pratica a coleta seletiva, atendendo 26 milhões de habitantes, o que equivale a aproximadamente 14% da população brasileira. Para disseminar a coleta seletiva, é preciso reduzir seus custos em relação à coleta convencional.

5 – A importação do lixo contribui para a economia, rendendo muito dinheiro, bilhões de reais que flutuam de um país a outro. Porém nem tudo o que atraca no porto obedecem a “lógica.” As vezes, são recebidos resíduos industriais e domésticos proibidos, acabando recebendo descartes de outros países. Boa parte do lixo sai do países ricos que tem coleta seletiva desenvolvida e vai para países em desenvolvimento como o Brasil. Porém o Brasil também exporta lixo, vende para fora principalmente peças de computadores e celulares velhos. O maior recebedor de sucata eletrônica é a Asia, que separa o que lhe interessa, e, o que não interessa, “tocam fogo” e “empurram” as cinzas para o rio.

Anônimo disse...

Manoella Santangelo nº30 Turma: 3A
abril/2012

1) A desconcentração industrial é um fenômeno mundial, que vem ocorrendo em escala global, nacional e regional. Trata-se de um processo que tende à nova lógica da organização industrial mundial. Esse processo acabou gerando a chamada "Guerra dos Lugares", uma disputa entre estados e municípios, com a intenção de atrair grandes empresas a partir da diminuição ou isenção de impostos. Além de concentrar parte da produção industrial, a metrópole acabou se especializando em atividades mais complexas e competitivas, que exigem o emprego mais qualificado de novas tecnologias, ligadas à informática e à comunicação.

2)Se toda a população mundial desfrutasse do mesmo padrão de produção e consumo, exclusivo dos países ricos, faltariam não só matérias-primas mas a degradação ambiental seria insuportavel. Se todos gabitantes da Terra vivessem como a média dos americanos e japoneses, seriam necessários mais três planetas para sustentar a vida humana pois esses povos consomem certca de 80% dos recursos naturais. O problema se agrava na medida em que há uma apliaçao na quantidade de matéria-prima utilizada para a fabricação de bens duráveis.

3)Aterro sanitário é o local destinado aos resíduos sólidos domiciliares.Os resíduos são depositados em terrenos impermeabilizados, compactados e recobertos por camadas de terra. A área tem dispositivos para drenagem da água, captação e tratamento do chorume( líquido escuro, malcheiroso, proveniente da decomposição de matéria organica presente no lixo) assim como para os gases provenientes a decinoisução do lixo(principalmente metano e dióxido de carbono). É difícil encontrar locais apropriados para a construção dos mesmos, pois as áreas precisam por exemplo, ter ausência de lonçol freático, além do impacto negativo que causa aos moradores locais.

4)A implantação da Coleta Seletiva no Brasil ainda é incipiente. São poucos os municípios que já a implantaram, mas dados mais recentes mostram que este número vem se ampliando. No Brasil as regiões em que mais se encontram coleta seletiva são sul e sudeste.Aproximadamente 7% dos municípios têm programas de coleta seletiva (CEMPRE, 2008) .405 municípios, com 26 milhões de habitantes, praticam a coleta seletiva. Destes municípios 2% se localizam no Norte do país; 4% no Centro Oeste; 11% no Nordeste; 35% no Sul e 48% no Sudeste.

5)Vantagens: é fundamental para a economia, rende empregos, rende bilhões de dólares.
Desvantagens: Bilhoes de reais em mercadorias flutuam de um país a outro durante dias e dias.Entre elas, resíduos industriais proibidos, resíduos comésticos..O Brasil não pode se tornar um país que recebe descarte de outros países. No maior porto do país não há fiscalização do IBAMA que vistoriem as importações, apenas as exportações. As apreenções se dão apenas a desconfianças dos fiscais da receita federal e denuncias.
No mundo iteiro, milhões de toneladas de lixo atravessam as froteiras, boa parte do lixo, saem de países ricos, que tem coleta seletiva bem desenvolvida, e vai para países em desenvolvimento, como é o caso do Brasil. Segundo a Unidade de Crime da agencia ambiental britânica, o Reino Unido é o líder na luta contra o comércio ilegal de lixo e o país não vai permitir despejo de lixo em países subdesenvolvidos. Mas o Brasil também é exportador de lixo, e atualmente o maior recebedor de sucata eletronica é a Ásia.
O comércio global de lixo tem regras internacionais desde 1992, a convenção da Basiléia restringe a exportação de lixo tóxico mas libera a de materiais usados para reciclagem, a lei brasileira segue a mesma linha, por isso, muita sucata do resto do mundo para aqui.O Brasil importa todo esse lixo, e paga muito bem por ele. A reciclagem de plástico tambpem é grande, as empresas compram pet usadas de outros países pois no Brasil apenas 60% das garrafas são coletadas.

Anônimo disse...

Gabriela Luz Alexandre – 11- 3º A

1) Deslocam intensos fluxos migratórios para áreas mais interioranas do país, núcleos urbanos vêm se formando muitas vezes sem muitos recursos como: falta de saneamento básico, coleta seletiva, entre outros por conta deste fato.
2) Se toda a população mundial desfrutasse do mesmo padrão de produção e consumo, exclusivo dos países ricos, que apresentam cerca de 15% da população, faltariam não só matérias-primas, mas na degradação ambiental seria insuportável. Se toda a população mundial vivesse nos padrões de vida como os americanos e japoneses seria precisos três planetas Terra.
3) É um local destinado aos resíduos sólidos domiciliares. Os resíduos são depositados em aterros impermeabilizados, compactado e recobertos por camadas de terra. A área tem dispositivos para drenagem da água, captação e tratamento do chorume assim como para captação e tratamento dos gases provenientes da decomposição do lixo.
4) É encontrado em muitas ruas de todo o Brasil e casas de famílias, que são sustentadas pelos benefícios do lixo, como catadores de lixo, principalmente reciclável.
5) Vantagens: retira o acumulo em uma só região.
Desvantagens: impactos ambientais tanto locais quanto global

Anônimo disse...

Manoella Santangelo nº30 3A
1) A desconcentração industrial é um fenômeno mundial, que vem ocorrendo em escala global, nacional e regional. Trata-se de um processo que tende à nova lógica da organização industrial mundial. Esse processo acabou gerando a chamada "Guerra dos Lugares", uma disputa entre estados e municípios, com a intenção de atrair grandes empresas a partir da diminuição ou isenção de impostos. Além de concentrar parte da produção industrial, a metrópole acabou se especializando em atividades mais complexas e competitivas, que exigem o emprego mais qualificado de novas tecnologias, ligadas à informática e à comunicação.

2)Se toda a população mundial desfrutasse do mesmo padrão de produção e consumo, exclusivo dos países ricos, faltariam não só matérias-primas mas a degradação ambiental seria insuportavel. Se todos gabitantes da Terra vivessem como a média dos americanos e japoneses, seriam necessários mais três planetas para sustentar a vida humana pois esses povos consomem certca de 80% dos recursos naturais. O problema se agrava na medida em que há uma apliaçao na quantidade de matéria-prima utilizada para a fabricação de bens duráveis.
3)Aterro sanitário é o local destinado aos resíduos sólidos domiciliares.Os resíduos são depositados em terrenos impermeabilizados, compactados e recobertos por camadas de terra. A área tem dispositivos para drenagem da água, captação e tratamento do chorume( líquido escuro, malcheiroso, proveniente da decomposição de matéria organica presente no lixo) assim como para os gases provenientes a decinoisução do lixo(principalmente metano e dióxido de carbono). É difícil encontrar locais apropriados para a construção dos mesmos, pois as áreas precisam por exemplo, ter ausência de lonçol freático, além do impacto negativo que causa aos moradores locais.
4)A implantação da Coleta Seletiva no Brasil ainda é incipiente. São poucos os municípios que já a implantaram, mas dados mais recentes mostram que este número vem se ampliando. No Brasil as regiões em que mais se encontram coleta seletiva são sul e sudeste.Aproximadamente 7% dos municípios têm programas de coleta seletiva (CEMPRE, 2008) .405 municípios, com 26 milhões de habitantes, praticam a coleta seletiva. Destes municípios 2% se localizam no Norte do país; 4% no Centro Oeste; 11% no Nordeste; 35% no Sul e 48% no Sudeste.
5)Vantagens: é fundamental para a economia, rende empregos, rende bilhões de dólares.
Desvantagens: Bilhoes de reais em mercadorias flutuam de um país a outro durante dias e dias.Entre elas, resíduos industriais proibidos, resíduos comésticos..O Brasil não pode se tornar um país que recebe descarte de outros países. No maior porto do país não há fiscalização do IBAMA que vistoriem as importações, apenas as exportações. As apreenções se dão apenas a desconfianças dos fiscais da receita federal e denuncias.
No mundo iteiro, milhões de toneladas de lixo atravessam as froteiras, boa parte do lixo, saem de países ricos, que tem coleta seletiva bem desenvolvida, e vai para países em desenvolvimento, como é o caso do Brasil. Segundo a Unidade de Crime da agencia ambiental britânica, o Reino Unido é o líder na luta contra o comércio ilegal de lixo e o país não vai permitir despejo de lixo em países subdesenvolvidos. Mas o Brasil também é exportador de lixo, e atualmente o maior recebedor de sucata eletronica é a Ásia.
O comércio global de lixo tem regras internacionais desde 1992, a convenção da Basiléia restringe a exportação de lixo tóxico mas libera a de materiais usados para reciclagem, a lei brasileira segue a mesma linha, por isso, muita sucata do resto do mundo para aqui.O Brasil importa todo esse lixo, e paga muito bem por ele. A reciclagem de plástico tambpem é grande, as empresas compram pet usadas de outros países pois no Brasil apenas 60% das garrafas são coletadas.

Anônimo disse...

ATIVIDADE:
1-QUAIS SÃO OS PRINCIPAIS PROBLEMAS GERADOS NOS MUNICÍPIOS COM A DESCONCENTRAÇÃOINDUSTRIAL
R: Sem o lixo, deixaria muitas pessoas dependentes dele para sobreviverem, sem mais alternativas de sustento. Se houvesse a abrupta retirada dos lixões a céu aberto, muitas famílias que buscam sua renda catando esses lixos para reciclarem e, ganharem um dinheiro, não teriam mais como conseguir fazê-lo.
2- A REPRODUÇÃO DA DESIGUAL DISTRIBUIÇÃO DE BENS CONFIRMA A TESE DE QUE É IMPROVÁVEL E INSUSTENTÁVEL A EQÜIDADE SOCIAL E MATERIAL DO MODELO HEGEMÔNICO.JUSTIFIQUE A FRASE COM EXEMPLOS.
R: Sim, confirma devido que há grande diferença entre as classes sociais no mundo inteiro. Não é fácil e nunca será, de acabar com isso, ou seja, há grandes desigualdades globalmente. Já, o modo como cada país recicla ou não seu lixo, ou terá tal tipo de lixo; é influenciado diretamente pelo seu fator de desenvolvimento ou subdesenvolvimento. Pois países mais subdesenvolvidos como o Brasil; possuem mais matéria orgânica porque comem mais e consomem menos, se compararmos aos países desenvolvidos (EUA); que possuem mais lixos descartáveis (garrafas e plásticos) pois possuem mais condições de consumirem mais.
3- COMO FUNCIONA UM ATERRO SANITÁRIO ?
R: É um local aonde os resíduos sólidos domiciliares são depositados em terrenos impermeabilizados, compactados e recobertos por camadas de terra. A área tem dispositivos para drenagem da água, captação e tratamento do chorume (gás tóxico) assim para captação dos gases provenientes da decomposição do lixo (metano e dióxido de carbono). Eles permitem a confinação segura do lixo, para que o chorume não se espalhe até os lençóis freáticos.
4- COMO SE ENCONTRA A COLETA SELETIVA NO BRASIL?
R: Quanto mais rico, mais sujeira. Em geral, os países mais desenvolvidos produzem mais lixo domiciliar por dia. No entanto o Brasil produz mais lixo orgânico. Então é aí que entra o papel dos catadores de lixo, sejam eles contratados pelo governo, para assegurarem uma cidade limpa; ou seja, essas pessoas pobres que vivem do lixo que coletam nas ruas, reciclam e trocam por dinheiro. Mas a coleta seletiva feita pelo cidadão é pouca, assim como pelas suas indústrias. Enquanto que no Japão 62% do que ele produz de lixo vira energia, no Brasil este percentual é zero.

5- VANTAGENS E DESVANTAGENS NA IMPORTAÇÃO DE LIXO: Importar o lixo, não importa o problema. Pode até vir a ajudar na economia, mas o preço que iremos pagar também será alto. Os países desenvolvidos possuem coleta seletiva bem desenvolvida, enviam o lixo deles para países em desenvolvimento; assim como o Brasil, pois aqui a indústria de reciclagem “ganha músculos”. As vantagens são grandes, pois lucramos muito com o processo, como por exemplo: a indústria precisa de matéria-prima para produzir papel, roupas e embalagens. Assim, a solução é importar. O reaproveitamento dos flocos de pet para fazer camisetas, vassouras, entre outros. O Brasil compra lixo, de forma legal, para abastecer a indústria nacional. O motivo da importação é que o país recicla apenas 22% do seu lixo, por falta de coleta seletiva. Mas a desvantagem é que: chegamos a receber muitos contêineres de resíduos ilícitos (lixo tóxico) dos países desenvolvidos, pois é mais fácil para eles enviarem este lixo do que construírem uma infraestrutura para cuidar do lixo, e não temos como olhar todas as cargas de importações só as de exportações; senão atrapalhará o fluxo do porto. Estes lixos tóxicos podem trazer riscos à saúde humana e ao meio ambiente. A importação de sucata revela a falha das instituições brasileiras e da organização dos municípios para a reciclagem do lixo.





Marina De Lara Bertollo 3ºB Nº 24

Anônimo disse...

Gabriel Munhoz Garbe
Nº 10
3ºB

1- A migração das empresas, geralmente para áreas rurais que possuem grande deficiência nos serviços públicos como saneamento básico e coleta de lixo, a poluição perto das empresas cresce e fica visível. Também há aumento do desmatamento pela necessidade de construções e espaço para armazenar lixo.
2- Não há como ter igualdade entre todos, principalmente socialmente. Com as funções muito divididas, o catador de lixo será, quase que totalmente pobre sempre por geralmente não ter estudo e seu trabalho não ser muito lucrativo. O rico empresário dificilmente será catador de lixo, seu estudo e seu emprego fazem isso quase impossível. A superioridade de classes mostra que o trabalho que um faz e o que um rico faz.
3- São terrenos impermeabilizados, compactados e recobertos por varias camadas de terra, com dispositivos para drenagem de agua, captação e tratamento do chorume e gases provenientes da decomposição do lixo.
4- Aproximadamente um quinto das cidades brasileiras recolhe o lixo em 100% das residências. Aproximadamente 20% do lixo é jogado nos rios e lagos e 73% do lixo urbano é enterrado. Só 3% é transformado em adubo e 4% é reciclado.
5- Desvantagens: essa importação pode trazer doenças, pragas, deixa a imagem do país suja e aumenta o a quantidade de lixo do pais, que já não é pouca.
Vantagens: não há vantagens.

Anônimo disse...

1- O processo de desconcentração acabou gerando uma disputa entre estados e municípios, com a intenção de atrair grandes empresas a partir da diminuição ou isenção de impostos. Porem este processo. Não eliminou disparidades regionais e nem rompeu as estruturas exportadoras existentes no passado. As grandes metrópoles passaram a ser estruturas de comando político, uma vez que o uso do espaço urbano dessas regiões ficou muito caro, e as metrópoles passaram a abrigar construções abandonadas em suas áreas centrais.

2- Se toda a populacao mundial desfrutasse do mesmo padrao de producao e consumo, exclusivo dos paises ricos, que representam 15% da populacao, faltariam nao so materias primas, mas a degradacao ambiental seria insuportavel.

3- Um aterro é uma estrutura cuidadosamente projetada dentro do solo ou sobre ele, onde o lixo é isolado do ambiente a sua volta (lençol freático, ar e chuva). Esse isolamento é obtido através de um revestimento e uma cobertura diária de terra. A função de um aterro é enterrar o lixo de modo que ele fique isolado do lençol freático, seja mantido seco e não entre em contato com o ar.

4- São poucos os municípios que já a implantaram, como reconhecível nos dados da Pesquisa Nacional de Saneamento Básico, do IBGE, mas dados mais recentes mostram que este número vem se ampliando. 405 municípios, com 26 milhões de habitantes, praticam a coleta seletiva. Destes municípios 2% se localizam no Norte do país; 4% no Centro Oeste; 11% no Nordeste; 35% no Sul e 48% no Sudeste.

5-O Brasil faz parte da Convenção de Basileia, que regulamenta o transporte intercontinental de resíduos. Esse, na verdade, é um negócio próspero, estimando-se que 80% dos materiais não perigosos, enviados de um país para outro, são destinados à reciclagem. Contudo, a ameaça sanitária e ao meio ambiente no País, representada pelas importações irregulares, requer uma atitude mais firme por parte das autoridades. Porem existem enormes preocupacoes em relacao a lixo clandestino, principalmente nocivos a saude como o lixo hospitalar, importado de outros paises.

Isadora V. Chaves N 14 3B

Anônimo disse...

1-Sem o lixo, deixaria muitas pessoas dependentes dele para sobreviverem, sem mais alternativas de sustento. Se houvesse a abrupta retirada dos lixões a céu aberto, muitas famílias que buscam sua renda catando esses lixos para reciclarem e, ganharem um dinheiro, não teriam mais como conseguir fazê-lo.

2-Se toda a população mundial desfrutasse do mesmo padrão de produção e consumo, exclusivo dos países ricos, que representam 15% da população, faltariam não só matérias-primas, mas a degradação ambiental seria insuportável.

3-É um local aonde os resíduos sólidos domiciliares são depositados em terrenos impermeabilizados, compactados e recobertos por camadas de terra. A área tem dispositivos para drenagem da água, captação e tratamento do chorume (gás tóxico) assim para captação dos gases provenientes da decomposição do lixo (metano e dióxido de carbono). Eles permitem a confinação segura do lixo, para que o chorume não se espalhe até os lençóis freáticos.

4-As coletas seletivas no Brasil se encontram nas cidades com maior poder aquisitivo, em especial as das regiões Sul e Sudeste.

5-Importar o lixo, não importa o problema. Pode até vir a ajudar na economia, mas o preço que iremos pagar também será alto. Os países desenvolvidos possuem coleta seletiva bem desenvolvida, enviam o lixo deles para países em desenvolvimento; assim como o Brasil, pois aqui a indústria de reciclagem “ganha músculos”. As vantagens são grandes, pois lucramos muito com o processo, como por exemplo: a indústria precisa de matéria-prima para produzir papel, roupas e embalagens. Assim, a solução é importar. O reaproveitamento dos flocos de pet para fazer camisetas, vassouras, entre outros. O Brasil compra lixo, de forma legal, para abastecer a indústria nacional. O motivo da importação é que o país recicla apenas 22% do seu lixo, por falta de coleta seletiva. Mas a desvantagem é que: chegamos a receber muitos contêineres de resíduos ilícitos (lixo tóxico) dos países desenvolvidos, pois é mais fácil para eles enviarem este lixo do que construírem uma infraestrutura para cuidar do lixo, e não temos como olhar todas as cargas de importações só as de exportações; senão atrapalhará o fluxo do porto. Estes lixos tóxicos podem trazer riscos à saúde humana e ao meio ambiente. A importação de sucata revela a falha das instituições brasileiras e da organização dos municípios para a reciclagem do lixo.

Guilherme Tamanini Nº 13 3ºA

Anônimo disse...

Camila Garcia Nº05 - 3ºA


1- O desigual acesso ao consumo tanto de bens de serviços públicos, como de bens de consumo de primeira necessidades, pois é o fluxo de comercio que hoje em dia move uma cidade.
2- ex: se Brasil consumisse o mesmo q EUA e Japão seria necessário mais 3 planetas.
3- Os resíduos são depositados em terrenos impermeabilizados, compactados e recobertos por camadas de terra.
4- São localizadas em sua maior parte no sul e suldeste... Nas outras regiões tem baixo fluxo.
5- A vantagem principal é os empregos que geram nessa área e a reutilização dos produtos. Porem um pais não pode viver dos restos de outros... muitas vezes são utilazados a maior parte, porem, sobra sempre algo q entra como lixo do próprio pais daí, sem falar que um país por si próprio já produz uma alta quantidade de lixo reciclável, não precisando do de fora!

Anônimo disse...

Matheus Puff 29 3ºB

1-O fenômeno da desconcentração industrial brasileira, iniciado ao final dos
anos 90, onde dezenas de unidades fabris, localizadas nas grandes regiões
metropolitanas, passaram a se deslocar para cidades grandes e médias,de
nosso interior, como se poderia prever, gerou uma gama de problemas para os municípios onde se instalaram. De uma hora para outra, os municípios tiveram que se adaptar para abrigar estas empresas, os aluguéis alcançaram patamares jamais imaginados, sendo a oferta bem aquém da demanda , a construção civil não dá mãos a medir, e as Municipalidades
se mostrando incapazes, dada a limitação de receitas, de atender os
pleitos de arruamento, urbanização, saneamento básico e problemas viários.
2-Se todos os habitantes de Terra tivessem a média dos americanos seria necessário três planetas para sustentar a vida humana, pois consomem 80% dos recursos naturais.
3-Para o aterro sanitário é reservada uma área onde não haja a possibilidade de escoamento (líquidos) para mananciais e outras áreas não determinadas para tal. A parte do lixo que não foi selecionada para reciclagem vai sendo espalhada em camadas. Em seguida, sobre essa camada, depois de compactada será coberta por uma camada de aterro de argila ou outro tipo de solo que também será compactada. Depois esse processo é repetido diversas vezes (em camadas alternadas) até atingir um nível determinado. À medida que é feito o aterro são colocados diversos tubos metálicos verticais em toa a área, para escape dos gases, que às vezes se inflamam em contato com a atmosfera.
4- A implantação da Coleta Seletiva no Brasil ainda é incipiente. São poucos os municípios que já a implantaram, como reconhecível nos dados da Pesquisa Nacional de Saneamento Básico, do IBGE, mas dados mais recentes mostram que este número vem se ampliando.
5-A importação do lixo é algo muito delicado que deve ser observado com muita atenção, pois não são apenas lixos comuns que são negociados, mas também contém lixos tóxicos, e hospitalares e se não for bem tratado pode causar danos extremos em certos locais.
O mundo globalizado em que vivemos onde a busca por ser cada vez mais se torna uma questão de vida ou morte acaba-se negociando até mesmo o lixo, porque para certos países é a única opção de certo lucro a mais, mas se o país está recebendo lixo para poder ganhar algo em cima dele, será que ele botará um fim certo nele ou apenas jogar em um aterro qualquer deixando que substâncias tóxicas e nocivas aos moradores se manifestem em tal área.
Mas o pior de tudo são aqueles que depositam o lixo nos mares, ou até mesmo como a Inglaterra fez com o Brasil, jogando lixo escondido em containers para se livrar. Porque é muito mais fácil você jogar fora do que reciclar e gastar uma grande quantia para dar um fim politicamente correta.

Anônimo disse...

Jaime Felipe Albano 3º A Nº 19

1- O fenômeno da desconcentração industrial brasileira, iniciado ao final dos
anos 90, onde dezenas de unidades fabris, localizadas nas grandes regiões
metropolitanas, passaram a se deslocar para cidades grandes e médias,de
nosso i nterior, como se poderia prever, gerou uma gama de problemas pa
ra os municípios onde se instalaram. De uma hora para outra, os municí
pos tiveram que se adaptar para abrigar estas empresas, os aluguéis al
cançaram patamares jamais imagnados, sendo a oferta bem aquém da de
manda , a construção civil não dá mãos a medir, e as M unicipalidades
se mostrando incapazes, dada a limitação de receitas, de atender os
pleitos de arruamento, urbanização, saneamento básico e problemas viários

2- A Reprodução da desigual distribuição de bens confirma a tese de que é improvavel e insustentavel a equidade social e material do modelo hegemonico, pois se toda a população mundial desfrutasse do mesmo padrão de produção e consumo, exclusivo dos países ricos, que representam cerca de 15% da população, faltariam não só matérias-primas, mas a degradação ambiental seria insuportável. Na verdade, se todos os habitantes da Terra vivessem como a média dos americanos, japoneses, seriam necessários mais três planetas para sustentar a vida humana, pois esses povos consomem 80% dos recursos naturais.

3- O aterro sanitário trata-se de um processo para a disposição de resíduos sólidos no solo, que fundamentado em critérios de engenharia e normas operacionais específicas, permite um confinamento seguro em termos de controle de proteção ambiental e proteção à saúde pública.

4- Coleta seletiva é o termo utilizado para o recolhimento dos materiais que são possíveis de serem reciclados, previamente separados na fonte geradora. Dentre estes materiais recicláveis podemos citar os diversos tipos de papéis, plásticos, metais e vidros.
A separação na fonte evita a contaminação dos materiais reaproveitáveis, aumentando o valor agregado destes e diminuindo os custos de reciclagem.

5- Importar o lixo, não importa o problema. Pode até vir a ajudar na economia, mas o preço que iremos pagar também será alto. Os países desenvolvidos possuem coleta seletiva bem desenvolvida, enviam o lixo deles para países em desenvolvimento; assim como o Brasil, pois aqui a indústria de reciclagem “ganha músculos”. As vantagens são grandes, pois lucramos muito com o processo, como por exemplo: a indústria precisa de matéria-prima para produzir papel, roupas e embalagens. Assim, a solução é importar. O reaproveitamento dos flocos de pet para fazer camisetas, vassouras, entre outros. O Brasil compra lixo, de forma legal, para abastecer a indústria nacional. O motivo da importação é que o país recicla apenas 22% do seu lixo, por falta de coleta seletiva. Mas a desvantagem é que: chegamos a receber muitos contêineres de resíduos ilícitos (lixo tóxico) dos países desenvolvidos, pois é mais fácil para eles enviarem este lixo do que construírem uma infraestrutura para cuidar do lixo, e não temos como olhar todas as cargas de importações só as de exportações; senão atrapalhará o fluxo do porto. Estes lixos tóxicos podem trazer riscos à saúde humana e ao meio ambiente. A importação de sucata revela a falha das instituições brasileiras e da organização dos municípios para a reciclagem do lixo.

Anônimo disse...

Daniela Luz Ramos - 3°A - 07
1) A população brasileira vem passando por um intenso processo de urbanização e industrialização. Os novos núcleos urbanos em processo de constituição vêm sendo formados, muitas vezes, carentes de serviços públicos, de saneamento básico, de coleta adequada de lixo, principalmente nas áreas pobres.
2)É impovável e insustentável a equidade social e material do modelo hegemônio, pois se toda a população mundial desfrutasse do mundo padrão de produção e consumo, exclusivo dos países ricos, que representam cerca de 15% da população, faltariam não só matérias-primas, mas a degradação ambiental seria insuportável. Um exemplo é o americano, que consome cerca de 300 quilos de papel por ano e, enquanto o indiano médio consome 4 quilos por ano.
3) O aterro sanitário é o local destinado aos resíduos sólidos domiciliares. Os resíduos são depositados em terrenos impermeabilizaos, compactos e recobertos por camadas de terra. A área tem dispositivos para drenagem da água, captação e tratamento do chorume, assim como para captação e tratamento dos gases provenientes de decomposição do lixo.
4)As prefeituras brasileiras coletam diariamente 413 toneladas de lixo, somente 1814 municipios coletam lixo 100% das residências. A coleta seletiva no Brasil se encontra maior indice na região sul, seguido da região sudeste e com grande falta nas demais regiões do país.
5)Vantagens: Rende empregos, lucros. Separar o que interessa comercializar. O material pode virar por exemplo, camisetas, vassouras e embalagens.
Desvantagens:Receber resíduos proíbidos, não se tem como fiscalizar tudo que se vem.

Anônimo disse...

1- A falta de tratamento de esgoto, água, a reciclagem são problemas graves, muitos esgotos são ligados a rios fazendo com que a poluição aumente, problemas também com o destino dos lixos domésticos, muitos podem ser reciclados gerando novos itens para utilizar.
2- Pois países ricos produzem muito e pobres pouco , só os EUA tem média de produção de 3 quilos de lixo domiciliar por dia, não tem como todos do mundo terem um mesmo padrão de produção , este número é muito grande, existiria falta de recursos para matéria prima, e uma grande degradação ambiental.
3- Aterro sanitário é um local para depósito de lixo , entre eles pneus , papelões, garrafas, eletrodomésticos entre outros .Normalmente uma companhia de coleta da cidade deposita os lixos lá gerando um enorme estoque de lixo , uma péssima idéia para a natureza pois contamina o lençol freático , emite cheiros, e doenças para pessoas que ganham a vida coletando lixo.
4- Coleta seletiva é encontrada em vários lugares, os chamados catadores fazem sua parte para a natureza , estes ganham a vida colhendo lixo e vendendo os matérias obtidos para viver. Geralmente esses catadores vivem nas ruas, alguns usuários de drogas porém todos pobres.
5- Vantagens no setor econômico , como a compra de garrafas PET para transformar em outros materiais , e desvantagens como o super armazenamento de lixos e queima dos mesmos.

Pedro Compiani n38 3a

victor santos 39 3ºB disse...

Victor dos Santos nº39 3ºB

1- A desconcentração industrial é um fenômeno mundial, que vem ocorrendo em escala global, nacional e regional. Trata-se de um processo que tende à nova lógica da organização industrial mundial.
Suas principais consequências são:
Uma indústria em uma certa região, pode ser benéfica tanto quanto prejudicial, pois ao mesmo tempo que contribui para o crescimento, ela pode estar executando a massificação da cultura de um povo.
Muitas vezes, o prejuízo natural causado por um acidente ambiental, tendo como protagonista uma indústria, pode não ser revisto nunca mais, matando ecossistemas inteiros,um prejuízo sem recuperação.
Uma indústria, também pode contribuir fortemente para o desenvolvimento da população, gerando inúmeros empregos diretos e indiretos.
2- Se todos os humanos consumissem tanto quanto os norte americanos, precisaríamos de 4 planetas para produzir tudo o que eles consomem
3- Completado o estudo de impacto ambiental, concedidas as autorizações e levantado o dinheiro, começa a construção. Primeiro, devem ser construídas vias de acesso ao local do aterro caso elas ainda não existam. Essas vias serão utilizadas para a construção, pelos serviços sanitários e pelo público em geral. Após a construção das vias, o aterro pode ser cavado.
As partes básicas de um aterro, conforme mostrado na figura 3, são:
• sistema de revestimento: separa o lixo e o chorume subseqüente do lençol freático
• células (velhas e novas): onde o lixo é armazenado dentro do aterro
• sistema de drenagem da água da chuva: coleta a água da chuva que cai no aterro
• sistema coletor de chorume: coleta a água infiltrada através do próprio aterro e contém substâncias contaminantes (lixiviação)
• sistema coletor de metano: coleta o gás metano que é formado durante a decomposição do lixo
• cobertura ou tampa: lacra o topo do aterro
O lixo colocado em um aterro ficará lá por muito tempo. Dentro de um aterro, há pouco oxigênio e umidade. Sob essas condições, o lixo não se decompõe com muita rapidez. Na verdade, ao escavar antigos aterros e recolher amostras, encontraram-se jornais de 40 anos de idade ainda legíveis. Os aterros não são projetados para decompor lixo, mas simplesmente para enterrá-lo. Quando um aterro é fechado, o local, e principalmente o lençol freático, deve ser monitorado e preservado por até 30 anos.
4- Até 2014 coleta seletiva estará implantada em todo Brasil
Municípios terão de se adaptar à Política de Resíduos Sólidos que proíbe os lixões e o descarte de resíduos que possam ser reciclados ou reutilizados
Em quatro anos, no dia 3 de agosto de 2014, o Brasil estará livre dos lixões a céu aberto, presentes em quase todos os municípios brasileiros. Isso é o que define o artigo nº 54 da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), recentemente regulamentada por Decreto Presidencial, em 23 de dezembro de 2010.

5- Vantagens: fundamental para economia mundial, além de gerar vários empregos, fortalece as empresas de reciclagem nos países em desenvolvimento
Desvantagens: Alto custo, fraudes

Anônimo disse...

1- Ocorre atualmente um processo de desconcentração industrial, onde as empresas se instalam em cidades periféricas, deixando as grande metrópoles. O processo de descentralização não eliminou disparidades regionais e nem rompeu as estruturas exportadoras existentes no passado. As grandes metrópoles passaram a ser estruturas de comando político, uma vez que o uso do espaço urbano dessas regiões ficou muito caro, e as metrópoles passaram a abrigar construções abandonadas em suas áreas centrais.

2- Pois se toda a população mundial desfrutasse do mesmo padrão de produção e consumo, faltariam não só matérias primas, mas a degradação ambiental seria insuportável. Se por exemplo todos os habitantes vivessem com o padrão americano médio atual, seria necessário mais três planetas para sustentar a vida humana... Esses povos consomem 80% dos recursos naturais.

3- Em um aterro controlado o lixo é coberto com terra e grama, depois de aterrado passa pelo processo de captação e queima do gás metano, onde menor quantidade de lixo afeta os lençóis freáticos e depois o novo lixo é reservado em outro local.

4- A catação nos lixões, assim como a catação na rua, acaba se constituindo em uma opção de vida para muitos brasileiros, decorrente da situação social e econômica do país. Apesar de maior preocupação do governo e dos brasileiros em relação ao lixo, a situação no brasil ainda é precária.

5- Há a vantagem na importação de lixo quando esse determinado material é necessário e valorizado pela empresa de reciclagem. Mas na maioria dos casos é desvantajoso, pois é exportada ilegalmente passando a responsabilidade para outro país.

Catarina n˚05
3˚B EM - Salesiano Itajaí

Anônimo disse...

Vitória Vargas Wandehrec nº40 3A

1. Esses municípios tiveram que começar a se moldar de acordo com as necessidades dessas indústrias, as moradias, comércio, estrutura. Algumas mudanças vantajosas, como uma maior regionalização, acesso fácil, tanto de transporte como de culturas, uma melhor divisão territorial de trabalho. Mas também trás algumas mudanças ruins como quando esses municípios não dão conta de suprir necessidades como o saneamento básico, coleta de lixo, transporte...
2. “Se toda a população mundial desfrutasse do mesmo padrão de produção e consumo, exclusivo dos países ricos, que representa cerca de 15% da população, faltariam não só matérias-prima, mas a degradação ambiental seria insuportável. Na verdade, se todos os habitantes da terra tivesses a média dos(as) americanos(as) e japoneses(as), seriam necessários mais três planetas para sustentar a vida humana, pois esses povos consomem 80% dos recursos naturais.”
3. No aterro sanitário, o lixo é depositado sobre a terra e coberto por mais terra e grama. Como o lixo produz chorume, esse líquido vai ser depositado na terra e pode chegar até o lençol freático, e ele também produz o gás metano, que vai ser captado e queimado. Já no aterro sanitário controlado, antes de depositar o lixo, essa terra é coberta por um manto de PVC que impede a passagem do chorume para o solo e lenços freático.
4. Melhorando, pois agora entrou em vigor uma taxa de coleta de lixo onde quem recicla esse lixo, separa-o em vidro/metal/plástico/papel/orgânico não paga. O que fez com que melhorasse um pouco a situação que continua vergonhosa para um país que espera algo bom do futuro.
5. As vantagens só são existentes para quem está exportando esse lixo, pois ali naquele local não haverá mais lixo, mas quem o importa (países menos desenvolvidos) vai sofrer com a saturação de resíduos poluentes, será mais uma área devastada e imprópria para uso futuro.

Anônimo disse...

Amanda Régis nº2 3A

1. Essas cidades tiveram que se moldar de acordo com as necessidades dessas indústrias toda a sua estrutura. Os problemas começavam quando o município não tinha como suprir essas necessidades, como o saneamento básico, coleta de lixo, transporte.
2. “Se toda a população mundial desfrutasse do mesmo padrão de produção e consumo, exclusivo dos países ricos, que representa cerca de 15% da população, faltariam não só matérias-prima, mas a degradação ambiental seria insuportável. Na verdade, se todos os habitantes da terra tivesses a média dos(as) americanos(as) e japoneses(as), seriam necessários mais três planetas para sustentar a vida humana, pois esses povos consomem 80% dos recursos naturais.” Genebaldo Freire Dias
3. Existem dois tipos de aterros, o aterro sanitário e o aterro sanitário controlado. No aterro sanitário, o lixo é colocado sobre a terra e coberto por mais terra e grama. Como o lixo produz chorume, esse líquido vai ser absorvido pela terra e pode chegar até o lençol freático, ele também produz o gás metano, que vai ser captado e queimado. Já no aterro sanitário controlado, essa terra é coberta por um manto de PVC que impede a passagem do chorume para o solo e lençol freático.
4. Um descaso, pois o povo não se importa com o meio ambiente, e nem o básico é feito, que é a reciclagem, separação de lixo, as vezes por ignorância mesmo, de que aquele lixo vai prejudicar o meio ambiente e as vezes por falta de compromisso com o futuro do planeta.
5. As vantagens só são existentes para quem está exportando esse lixo, mas quem o importa (países menos desenvolvidos) vai sofrer com a saturação de resíduos poluentes, será mais uma área devastada e imprópria para uso futuro.

Giuliana Cesário n°12 (3°A) disse...

1) A desconcentração industrial entre as regiões vem determinando o crescimento de cidades-médias dotadas de boa infraestrutura e com centros formadores de mão-de-obra qualificada, geralmente universidades. Além disso, percebe-se um movimento de indústrias tradicionais, de uso intensivo de mão-de-obra, como a de calçados e vestuários para o Nordeste, atraídas, sobretudo, pela mão-de-obra extremamente barata.
Esse processo se deve em especial a globalização da economia que tem acirrado a competição entre as empresas, que com isso buscam a redução dos custos de produção buscando produzir onde é mais barato. Esse processo todo tende a redesenhar não apenas o espaço industrial brasileiro, mas de várias áreas do mundo. O mais interessante no caso brasileiro, é que ele não tem enfraquecido o papel de São Paulo como cidade comandante da economia nacional, mas pelo contrário fortalece, pois o que se desconcentra é a produção e não a decisão.

2) A reprodução da desigual distribuição de bens confirma a tese de que é improvável e insustentável a equidade social e material do modelo hegemônico, pois de toda a população mundial desfrutasse do mesmo padrão de produção e consumo, exclusivo dos países ricos, que representam cerca de 15% faltariam não só matérias-primas, mas a degradação ambiental seria insuportável. Na verdade, se todos os habitantes da terra vivessem como a média dos (as) americanos (as) e japoneses (as), seriam necessários mais três planetas para sustentar a vida humana, pois esses povos consomem 80% dos recursos naturais.

3) Aterro Sanitário, é o local destinado aos resíduos sólidos domiciliares, segundo critérios de engenharia e normas operacionais específicas, que permitem a confinação segura do lixo em termos de controle da poluição ambiental e proteção ao ambiente, onde os resíduos são depositados em terrenos impermeabilizados, compactados e recobertos por camadas de terra.

4) Conforme dados do Instituto Socioambiental, as prefeituras brasileiras coletam diariamente 228.413 toneladas de lixo. Dos 5.670 municípios brasileiros, somente 1.814 coletam o lixo em 100% das residências, aproximadamente 20% do lixo é jogado nos rios, lagos e, aproximadamente, 73% do lixo urbano coletado pelas prefeituras é enterrado, só 3% é transformado em adubo e 4% é reciclado. Municípios que possuem maior coleta seletiva, RS, SC PR, SP, RJ, MG e ES.

5) Algumas Vantagens: Cada 50 quilos de papel usado, transformado em papel novo, evita que uma árvore seja cortada. Pense na quantidade de papel que você já jogou fora até hoje e imagine quantas árvores você poderia ter ajudado a conservar.
Com um quilo de vidro quebrado, faz-se exatamente um quilo de vidro novo. E a grande vantagem do vidro é que ele pode ser reciclado infinitas vezes.
Agora imagine só os aterros sanitários: quanto material que está lá, ocupando espaço, e poderiam estar sendo reciclados.

Desvantagem: Apesar de esse comércio ser muito importante, ele se tornou associado a cenas frequentes de entrada de contêineres carregando lixo hospitalar, doméstico, entre outros, com etiquetas para aparas de reciclagem. A maior parte do lixo proibido entra como apara de plástico, de resíduo têxtil, de papel e de borracha.
O crescimento mundial do comércio para reciclagem fez os países buscarem alternativas à proibição de manuseio de resíduos perigosos, isto é, favoreceu o tráfico ilícito destes detritos. Com isso, surgiu também a necessidade de controle do movimento entre as fronteiras.

Anônimo disse...

Alunas: SARA WERNER E VIVIAN DE OLIVEIRA Nº34 E 41 3ºB
1- Os problemas gerados pela desconcentração industrial brasileira foram muitos, principalmente afetando os municípios que por abrigarem muitas empresas foram incapazes de arcar com as diversas dificuldades que surgiram, como a limitação de receitas, de atender os pleitos de arruamento, urbanização, saneamento básico, problemas viários e quantidade de lixo que não é controlada.
2- Acontece que, se toda população mundial desfrutasse do mesmo padrão de produção e consumo, exclusivo dos países ricos, que representam cerca de 15% da população, faltariam não só matérias primas, mais a degradação ambiental seria insuportável, se todos os habitantes da terra vivessem como média dos americanos e japoneses, seriam necessárias mais de três planetas para sustentar a vida humana, pois estes povos consomem 80% dos recursos naturais.

3- O aterro sanitário é um local onde os resíduos são depositados em terrenos impermeabilizados, compactados e recobertos por camadas de terra. A área tem dispositivos para drenagem da água, captação e tratamento do chorume assim como para captação e tratamento dos gases provenientes de decomposição do lixo.

4- A implantação da Coleta Seletiva no Brasil ainda é incipiente. São poucos os municípios que já a implantaram, como reconhecível nos dados da Pesquisa Nacional de Saneamento Básico, do IBGE, mas dados mais recentes mostram que este número vem se ampliando.Para traçar um breve cenário da situação atual da Coleta Seletiva no Brasil, pode-se dizer que 7% dos municípios têm programas de coleta seletiva (CEMPRE, 2008)

5- Vantagens e desvantagens na importação de lixo- A vantagem que se retira dessa importação é o lucro, da questão portuária, porém há mais desvantagem como por exemplo o destino inadequado dos resíduos,como da queima, depósitos as margens das vias públicas, rios, lagos...como também a permanência de focos de insalubridade e doenças, contaminação do solo e lençóis freáticos, assoreamento de rios, mau cheiro etc.

Anônimo disse...

Natália Costa - 3ºA - 34

1) Um dos principais problemas gerados é o deslocamento de fluxos migratórios para áreas mais interioranas do país. A recente urbanização brasileira trouxe a esses ambientes graves problemas entre os quais a produção e o destino do lixo urbano.

2) Por que se toda a população mundial destelhasse do mesmo padrão de produção e consumo, exclusivo dos países ricos, que representam cerca de 15% da população, faltariam não só matérias primas, mas a degradação ambiental seria insuportável.

3)A medida que vai saindo o lixo do aterro, é colocado mais terra. Normalmente esses aterros não são construídos em locais próximos a edificações. A área tem dispositivos para drenagem de água, captação e tratamento do chorume assim como para cotação e tratamento dos gases provenientes da decomposição do lixo( principalmente metano e dióxido de carbono).

4)Aproximadamente 20% do lixo é jogado nos rios, lagos e aproximadamente, 73% do lixo urbano coletado pelas prefeituras é enterrado, só 3% é transformado em adubo e 4% é reciclado. Dos 5 760 municípios brasileiros, apenas 1 814 coletam o lixo em 100% das residências.

5)Lixo tóxico é todo tipo de material descartado que traz riscos à saúde humana e ao meio ambiente.Ele compreende desde pilhas, lâmpadas fluorescentes e remédios vencidos do lixo doméstico comum, até lixo hospitalar, industrial e nuclear.
O Brasil compra lixo, de forma lícita, para abastecer a indústria nacional.O Brasil gastou, em um ano e meio, US$ 257,9 milhões (R$ 485,8 milhões) na importação de 223 mil toneladas de lixo "limpo" (papelão, plástico, alumínio etc.).

Anônimo disse...

Vitor Couto Reiser - 40
3ºB
1-A recente urbanizacao brasileira trouxe a esse ambiente, graves problemas, entre os quais a produção do lixo urbano e o seu destino.
2- Se toda a populacao mundial desfrutasse do mesmo padrao de producao e consumo, exclusivo dos paises ricos, faltaria matéria prima e a degradacao ambiental seria insuportavel. Exemplo: se tivesse uma média alta, seria necessário mais três planetas para sustentar a vida humana.
3- É o local destinado aos residuos solidos domiciliares. Esses residuos sao depositados em terrenos impermeabilizados, compactados e recobertos por camadas da terra. Tem-se dispositivos para drenagem da agua, captacao e tratamento do chorume assim como para captacao e tratamento do gas metano e do CO2
4- No Brasil, coletam diariamente 228 413 toneladas de lixo. Dos 5760 municipios, somente 1814 coletam o lixo em 100% das casas, aproximadamente 20% do lixo é jogado no rio, 73% é enterrado, 3% transformado em adubo e 4% é reciclado.
5- Vantagem tem que ajuda no crescimento economico do país e dependendo do material importado, pode ser usado para reciclagem, exemplo do plastico que pode ser reciclado e gerar camisas, embalagens e vassouras...desvantagem é que se paga muito caro pela importacao e muitas vezes nao se consegue lucro em cima das reciclagens, e também o país pode importar outras coisas que teriam maior utilidade do que o lixo.

Anônimo disse...

Suellen Severino - 3ºA - 41

1) Um dos principais problemas gerados é o deslocamento de fluxos migratórios para áreas mais interioranas do país. A recente urbanização brasileira trouxe a esses ambientes graves problemas entre os quais a produção e o destino do lixo urbano.

2) Por que se toda a população mundial destelhasse do mesmo padrão de produção e consumo, exclusivo dos países ricos, que representam cerca de 15% da população, faltariam não só matérias primas, mas a degradação ambiental seria insuportável.

3) Aterro sanitário é uma espécie de depósito onde são descartados resíduos sólidos provenientes de residências, indústrias, hospitais e construções. Os aterros sanitários são construídos, na maioria das vezes, em locais distantes das cidades. Isto ocorre em função do mal cheiro e da possibilidade de contaminação do solo e de águas subterrâneas. Porém, existem, atualmente, normas rígidas que regulam a implantação de aterros sanitários. Estes devem possuir um controle da quantidade e tipo de lixo, sistemas de proteção ao meio ambiente e monitoramento ambiental.

4)A implantação da Coleta Seletiva no Brasil ainda é incipiente. São poucos os municípios que já a implantaram, dos 5760 munícipios brasileiros, apenas 1814 coletam o lixo em 100% das residências.

5) Lixo tóxico é todo tipo de material descartado que traz riscos à saúde humana e ao meio ambiente. Ele compreende desde pilhas, lâmpadas fluorescentes e remédios vencidos do lixo doméstico comum, até lixo hospitalar, industrial e nuclear.


O Brasil compra lixo, de forma lícita, para abastecer a indústria nacional. De acordo com reportagem publicada recentemente pelo jornal O Estado de São Paulo, o Brasil gastou, em um ano e meio, US$ 257,9 milhões (R$ 485,8 milhões) na importação de 223 mil toneladas de lixo "limpo" (papelão, plástico, alumínio etc.).

O motivo da importação é que o país recicla apenas 22% do seu lixo, por falta de coleta seletiva. Segundo dados de 2008 da ONG Compromisso Empresarial para Reciclagem (Cempre), apenas 7% dos municípios brasileiros possuem coleta seletiva, que atende a 14% da população (e desse total, quase metade reside na região Sudeste).

Anônimo disse...

1 - De uma hora para outra, os municípios tiveram que se adaptar para abrigar estas empresas, os aluguéis alcançaram patamares jamais imaginados, sendo a oferta bem além da demanda, a construção civil não dá mãos a medir, e as municipalidades se mostrando incapazes, dada a limitação de receitas, de atender os pleitos de arruamento, urbanização, saneamento básico e problemas viários.

2 - Pois se toda a população mundial desfrutasse do mesmo padrão de produção e consumo, exclusivo dos países ricos, que representam cerca de 15% da população, faltariam não só matérias-primas, mas a degradação ambiental seria insuportável. Se todos os habitantes da Terra vivessem como os americanos, seriam necessários mais 3 planetas para sustentar a vida humana, pois esses povos consomem 80% dos recursos naturais.

3 - Os resíduos são depositados em terrenos impermeabilizados, compactados e recobertos por camadas de terra. A área tem dispositivos para drenagem da água, captação e tratamento do chorume assim como para captação e tratamento dos gases provenientes da decomposição do lixo (principalmente metano e dióxido de carbono). Já existem tecnologias que permitem captar o metano e transformá-lo em energia elétrica, evitando que seja lançado na atmosfera e contribua com o aquecimento global.

4 - A coleta seletiva no Brasil ainda está pouco desenvolvida, e se concetra apenas no Sul e Sudeste, pricipalmente. Em todo o resto do país, existem apenas alguns municípios que a possuem, ou seja, não há tratamento do lixo para reciclagem, por exemplo.


5 - Quem defende a importação de lixo diz que rende empregos, rende bilhões de dólares, mas o preço pode ser muito alto. Como por exemplo, na importação do lixo, somente é permitido o lixo reciclável, mas muitas vezes os países desenvolvidos exportadores também mandam seu lixo tóxico e doméstico, e como não é possível fazer a fiscalização de todos os contêiners, essa prática já se tornou comum e não possível de se impedir, fazendo com que não só o Brasil, mas todos os países importadores sejam utilizados como depósito de lixo.

Amadeus - nº 03 - 3ºem B

Anônimo disse...

um blog muito bom e respeito sua opinião ass:bilgaites