domingo, 10 de abril de 2016

DESERTIFICAÇÃO : EROSÃO DO SOLO.

                                                                                                           



ATIVIDADE :
Após assistir os vídeos sobre , Voçorocas, Arenização e desertificação, todos postados em abril de 2016 resolver as questões solicitadas :
1- Explicar separadamente os conceitos de cada processo erosivo do solo;
2-Resolver as duas questões do livro texto da página 30.
ENVIAR VIA BLOG OU CENTRAL DO ALUNO ATÉ 18/04/16
OBS : Só será aceito com identificação completa e sem anexo pela Central do Aluno.
Bom trabalho.

27 comentários:

Edi Carlos Gomes disse...

Edi Carlos n5 2 ano C
1-voçoroca : é um fenômeno geológico que consiste na formação de grandes buracos de erosão causados pela água da chuva e intempéries em solos onde a vegetação não protege mais o solo, que fica cascalhento e suscetível de carregamento por enxurradas. A voçoroca torna o solo pobre, seco, quimicamente morto e nada fecundo.
Arenização: é o processo de retirada de cobertura vegetal em solos arenosos, em regiões de clima úmido, com regime de chuvas constantes, como o sudoeste do Rio Grande do Sul (veja abaixo o processo que desencadeia o problema). Esse fenômeno não deve ser confundido com a desertificação, que ocorre em clima árido, semiárido e semiúmido e assemelha-se a uma seca prolongada e intensa.
Desertificação: é um fenômeno em que um determinado solo é transformado em deserto, através da ação humana ou processo natural. No processo de desertificação a vegetação se reduz ou acaba totalmente, através do desmatamento Neste processo, o solo perde suas propriedades, tornando-se infértil (perda da capacidade produtiva).
2-questão 1 pg.30 a ação antrópico interferia nos deslizamentos de terra no ponto em que quando o homem mexe em algum determinado terreno este perde parte de onde se sustentava e com a chuva acaba sedento pois não tem mais onde se firmar.e ocasionando muitas vezes a perda de algumas casas pois as vezes estes sedimentos vão para áreas urbanas.
2 sim pois temos muitos morros que foram cortados para se fazer estradas e rodovias então por isso correm o risco de sofrer um deslizamento.

Anônimo disse...

Juan n22 2ªA
1-
Erosão pluvial: A lavagem do solo em razão da ação das águas das chuvas, que desgastam a superfície e transportam sedimentos.
Erosão por gravidade: quando ocorre o transporte e deposição de sedimentos da superfície em virtude da ação da gravidade, com a queda de partículas e rochas.
Erosão fluvial: erosão causada pela ação das águas dos rios sobre as superfícies dos cursos d’água e de encostas.
Erosão marinha: causada pelas águas dos mares e oceanos, atua na modelagem da morfologia litorânea, contribuindo para a formação de praia e encostas através da degradação das rochas.
Erosão eólica: ocorre em virtude da ação dos ventos sobre a superfície, atuando no transporte dos sedimentos e partículas menores e degradando lentamente formações rochosas.
Erosão glacial: ocorre graças aos movimentos abruptos das geleiras (como as avalanches). Também atuam no transporte de sedimentos, através de congelamento e movimentação.
2-
a) Durante a expansão de centros urbanos é muito comum, a ocupação de morros e áreas inclinadas, quando se necessita de mais espaço. O problema é que essas são áreas geologicamente instáveis, que com a ação da chuva e o peso dos empreendimentos causam deslizamentos, destruindo diversas moradias e muitas vezes tirando vidas, trazendo então problemas econômicos para a cidade.
b) Há sim, pois são áreas inclinadas com moradias construídas desordenadamente e sem elaboração, que com a ação das chuvas pode facilmente ocorrer deslizamentos.

Anônimo disse...

Colégio Salesiano Itajaí
Itajaí, 15 de Abril de 2016
Aluna: Bruna Fagundes / N°: 07
Ano: 2ª ano B
Professora: Conceição
Questões do Blog
Processos erosivos são fenômenos referentes à transformação dos solos, que ocorrem em processos de retirada ou transporte de sedimentos da superfície. Eles acontecem a partir de etapas de desgaste, transporte e sedimentação das rochas ou do próprio solo.
Trata-se de um fenômeno natural, responsável pela dinâmica constante dos solos. No entanto, a ação antrópica pode intensificar tal processo, provocando o surgimento de inúmeros problemas. Esses problemas podem ser originários da utilização incorreta dos solos, a exemplo da agricultura intensiva, e da remoção da vegetação, responsável, muitas vezes, por garantir a coesão dos sedimentos em áreas com elevada declividade, além de proteger a superfície de agentes de transformação como a água e o vento.
Desertificação é um fenômeno em que um determinado solo é transformado em deserto, através da ação humana ou processo natural. No processo de desertificação a vegetação se reduz ou acaba totalmente, através do desmatamento Neste processo, o solo perde suas propriedades, tornando-se infértil (perda da capacidade produtiva).
Voçoroca é a forma de erosão do solo em que se conjugam os efeitos da água subterrânea e da água superficial. O fenômeno ocorre com frequência nos solos onde as queimadas se repetiram por longo tempo, caso em que as propriedades coloidais do solo baixam ao ponto de não mais reter as chuvas e, durante as estações chuvosas, surgirem cursos subterrâneos pelo acúmulo das águas nas profundidades. Também há voçorocas oriundas apenas da erosão superficial. Aparentemente o nome deriva-se do tupi-guarani ib-çoroc, "terra rasgada", "rasgão do solo".
Arenização consiste no processo de formação de bancos de areia no solo, em um fenômeno equivalente à desertificação, diferenciando-se desta por manifestar-se em áreas de clima úmido e relativamente chuvoso, além de ser comum em solos de composição previamente arenosa. O processo de arenização é considerado um problema de ordem ambiental e também socioespacial, pois é responsável pela devastação de áreas de conservação e por tornar os solos voltados para a agropecuária inférteis. Com isso, suas causas e efeitos necessitam de exato e eficiente diagnóstico com vistas a evitar o seu prolongamento para outras áreas.

Exercícios da Página 30
1- Os deslizamentos de encostas são gerados por uma série de fatores naturais e ações antrópicas, entre os fatores naturais, podemos citar a pouca vegetação ou a sua total ausência, pois ela serve como uma espécie de "argamassa" desse terreno íngreme (ou seja, terreno bastante inclinado); a formação frágil do solo ou da litologia (rochas abaixo da superfície) daquele local; elevado índice de pluviosidade (chuva); etc. Já entre os fatores antrópicos (humanos), pode ser: a retirada da vegetação daquele local; a construção de casas, prédios, em formas irregulares, seja ela na beira ou no meio da encosta; etc. Existem legislações que variam de lugar para lugar, que proíbem a construção de qualquer obra de engenharia nesses lugares dependendo do grau de inclinação do terreno. Mas não é isso que acontece. Dois exemplos são: as casas que foram afetadas nas beiras de encostas na cheia da região Sul em 2008; e as mansões que são erguidas em paraísos litorâneos em todo o Brasil nas áreas de encosta.
2- Em Itajaí - SC, existem alguns lugares suscetíveis a deslizamentos como: o morro Nossa Senhora das Graças, morro da Estrada da Rainha e morro Cortado, por existirem casas de formas irregulares nas encostas dos morros.

Anônimo disse...

Gustavo Oliveira, no. 18, 2º A

1- Explicar separadamente os conceitos de cada processo erosivo do solo;
A erosão do solo divide-se em três processos:
O processo de desertificação corresponde, como o nome pode implicar, na desumidificação do clima de determinada região, de forma a assemelhar-se com um deserto. Isso significa uma redução significativa do regime de chuvas nessa região por quaisquer motivos, geralmente de desmatamento para a agropecuária extensiva latifundiária. Uma das consequências da queda do índice pluvial é a compactação e impermeabilização do solo. A camada de húmus, já fina graças à variação abrupta do clima, é lavada pela água da chuva, piorando a crise de biodiversidade da região afetada.
A arenização é um processo natural que ocorre na região dos pampas sul-americanos. Corresponde a um processo de erosão do solo da região por meio da ação da água. A água proveniente de chuvas e alguns corpos d’água erode o solo, formando areia. Esta areia é carregada e se deposita em uma área mais baixa à jusante do curso. Com o tempo, e somado à ação erosiva do vento, um grande depósito de areia se forma, semelhante a uma duna.
A voçoroca é uma grande fenda na terra, aberta por meio da erosão da água. Chuvas intensas numa área concentrada formam canais d’água de grande força erosiva. O processo é acelerado se esta área estiver desmatada. O canal arranca pedaços de terra gradativamente, formando um pequeno sulco, que pode se desenvolver e passar a ser uma enorme cratera.

2-Resolver as duas questões do livro texto da página 30.
1) Entre os fatores de risco para a ocorrência de deslizamento de terra está o desmatamento de áreas de encostas. Áreas estas que são, geralmente, o local onde pessoas de baixa renda vivem aglomeradas. O desmatamento irresponsável, aliado à falta de fiscalização e autorização dos órgãos públicos, geralmente não procurados por estas pessoas, aumentam exponencialmente o risco de deslizamentos de terras durante uma chuva intensa.
2) Em Itajaí, existe uma área suscetível a deslizamentos de terra, popularmente conhecida como “Matadouro”. Esta é uma área de encosta, desmatada e ocupada por uma população de baixa renda, cujas construções não foram avaliadas pelo órgão público responsável, exatamente como descrito no item 1).

Anônimo disse...


Aluna : Lara Pasqualin nº:25 2ºB

1-Voçoroca: é a escavação do solo causada pelo o escoamento das aguas pluviais, formando grandes buracos.
Arenização: São bancos de areia que se formam no solo, manifestam-se em áreas de clima úmido e relativamente chuvoso, além de ser comum em solos de composição previamente arenosa.
Desertificação: é quando o solo fica seco, se transforma em deserto, isso acontece através da ação humana ou processo natural. No processo de desertificação a vegetação se reduz ou acaba totalmente.

pag 30
1-moradias irregulares em lugares inadequados e isso pode causar problemas sérios aos moradores dessas áreas.
2-Sim ,pois existe moradias irregulares em lugares inapropriados ,e quando chove muito acontece alguns deslizamentos de terra.

Anônimo disse...

Laíse R. Hein N°24 2ºA

1-
-Desertificação: é um fenômeno em que um determinado solo é transformado em deserto, através da ação humana ou processo natural. No processo de desertificação a vegetação se reduz ou acaba totalmente, através do desmatamento Neste processo, o solo perde suas propriedades, tornando-se infértil.

-Voçorocas:é um fenômeno geológico que consiste na formação de grandes buracos de erosão causados pela água da chuva e intempéries em solos onde a vegetação não protege mais o solo, que fica cascalhento e suscetível de carregamento por enxurradas. A voçoroca torna o solo pobre, seco, quimicamente morto e nada fecundo.

-Arenização:consiste no processo de formação de bancos de areia no solo, em um fenômeno equivalente à desertificação, diferenciando-se desta por manifestar-se em áreas de clima úmido e relativamente chuvoso, além de ser comum em solos de composição previamente arenosa.

2-Questões do livro:

1-Embora os deslizamentos e outros movimentos de massa sejam fenômenos naturais, alguns fatores externos relacionados à ocupação antrópica interferem decisivamente na ocorrência ou agravamento destes movimentos. O principal é a ocupação desordenada de encostas e morros que adicionam carga extra ao peso da massa sedimentada já existente ali e a consequente supressão da vegetação natural que deixa o solo ainda mais exposto a ação do intemperismo físico

2-Principalmente em morros ou montanhas muito ingrimes que ocorre o deslizamento quando a chuva é muito forte e ocorre deslizamento de terra,árvores e rochas, que causa o bloqueio das estradas

Anônimo disse...

Maurício Fernandes - Nº:34 - 2ºA

1 - Voçoroca é a forma de erosão do solo em que se conjugam os efeitos da água subterrânea e da água superficial. O fenômeno ocorre com freqüência nos solos onde as queimadas se repetiram por longo tempo, caso em que as propriedades coloidais do solo baixam ao ponto de não mais reter as chuvas e, durante as estações chuvosas, surgirem cursos subterrâneos pelo acúmulo das águas nas profundidades. Também há voçorocas oriundas apenas da erosão superficial. Aparentemente o nome deriva-se do tupi-guarani ib-çoroc, "terra rasgada", "rasgão do solo". O desmatamento e a falta de proteção dos solos arenosos e pobres são as principais causas das voçorocas, que podem ameaçar estradas e cidades, além de inutilizarem vastas áreas para as culturas.

A desertificação é caracterizada como o processo de degradação da terra nas zonas áridas, semiáridas e subúmidas secas, resultantes das atividades humanas ou de fatores naturais (variações climáticas). Esse conceito foi elaborado durante a Convenção das Nações Unidas de Combate à Desertificação. Entre as principais causas responsáveis pela desertificação estão: o desmatamento de áreas com vegetação nativa, uso intenso do solo, tanto na agricultura quanto na pecuária, práticas inadequadas de irrigação e a mineração.

Arenização, ou formação de bancos de areia, é o processo de retirada de cobertura vegetal em solos arenosos, em regiões de clima úmido, com regime de chuvas constantes, como o sudoeste do Rio Grande do Sul (veja abaixo o processo que desencadeia o problema). Esse fenômeno não deve ser confundido com a desertificação, que ocorre em clima árido, semiárido e semiúmido e assemelha-se a uma seca prolongada e intensa. As principais causas da arenização dos solos são de origem antrópica, como a retirada da cobertura vegetal e atuação intensiva da agricultura ou pecuária em locais de solos com composição arenosa. Com isso, há um empobrecimento da camada superficial e uma maior exposição à lavagem causada pelo escoamento da água das chuvas (lixiviação), provocando o acúmulo de sedimentos em forma de areais.

2 - Pág. 30 do Livro ( Âncora Geográfica) :

1) Embora os deslizamentos e outros movimentos de massa sejam fenômenos naturais, alguns fatores externos relacionados à ocupação antrópica interferem decisivamente na ocorrência ou agravamento destes movimentos. O principal é a ocupação desordenada de encostas e morros que adicionam carga extra ao peso da massa sedimentada já existente ali e a consequente supressão da vegetação natural que deixa o solo ainda mais exposto a ação do intemperismo físico (meteorização mecânica); É comum a ocupação de morros para moradia da população de baixa renda e quando ocorre o deslizamento, a terra e a chuva destroem as casas deixando muitas famílias desabrigadas e em muitos casos causa até mortes.

2) Sim, pois há presença de morros e solos elevados, além de um índice de chuva relativamente alto, que contribui para a possibilidade de deslizamentos de terra na cidade.

Anônimo disse...

Lucas Pahl Soares n°28 2°B

Voçoroca: é um fenômeno geológico que consiste na formação de grandes buracos de erosão causados pela água da chuva e intempéries em solos onde a vegetação não protege mais o solo, que fica cascalhento e suscetível de carregamento por enxurradas. A voçoroca torna o solo pobre, seco, quimicamente morto e nada fecundo. São causadas pelo intemperismo físico da ação pluvial e são considerados ações erosivas. Os sedimentos decorrentes dessas ações climáticas são deslocados para as partes mais baixas e ali depositados. Formam-se, assim, os colúvios e depósitos de encosta, caracterizando o processo de sedimentação. A voçoroca pode ser prevenida com a plantação de árvores na beira dos buracos para evitar que o fluxo da água leve, consigo, terra e sedimentos, que são retidos por suas raízes. Devem, também, ser escavadas caixas de retenção ou drenagem da água para interromper o caudal. É um fenômeno prejudicial, pois destrói terras cultiváveis e colabora para o assoreamento de rios.

Arenização: é o processo de retirada de cobertura vegetal em solos arenosos, em regiões de clima úmido, com regime de chuvas constantes, como o sudoeste do Rio Grande do Sul. Esse fenômeno não deve ser confundido com a desertificação, que ocorre em clima árido, semiárido e semiúmido e assemelha-se a uma seca prolongada e intensa. A arenização tem estreita relação com a geologia local e ocorre, necessariamente, em terrenos com desníveis, com partes altas e baixas. Temporais e ventos fortes retiram restos de vegetação e sedimentos do solo das áreas mais altas, depositando-os nas partes baixas do terreno. O desmatamento e o uso inadequado do solo potencializam o depósito de sedimentos, dificultando o crescimento de nova vegetação na área. Sem novas plantas, o terreno empobrece. Sua arenosidade natural é reforçada pelo acúmulo de sedimentos, o que forma os bancos de areia.

Desertificação: é um fenômeno em que um determinado solo é transformado em deserto, através da ação humana ou processo natural. No processo de desertificação a vegetação se reduz ou acaba totalmente, através do desmatamento. Neste processo, o solo perde suas propriedades, tornando-se infértil. A desertificação gera vários problemas e prejuízos para o ser humano. Com a formação de áreas áridas, a temperatura aumenta e o nível de umidade do ar diminui, dificultando a vida do ser humano nestas regiões. Com o solo infértil, o desenvolvimento da agricultura também é prejudicado, diminuindo a produção de alimentos e aumentando a fome e a pobreza. O meio ambiente também é prejudicado com este processo. A formação de desertos elimina a vida de milhares de espécies de animais e vegetais, pois modifica radicalmente o ecossistema da região afetada. A desertificação também favorece o processo de erosão do solo, pois as plantas e árvores não existem mais para "segurar" o solo

Página 30)

1 - Quando as cidades acabam crescendo muito, ou possuem um preço de terreno muito elevado, algumas pessoas optam por construir casas em morros, assim destruindo parte da vegetação daquela região enfraquecendo o solo. Com a ação da chuva essa terra inclinada fica úmida e propensa a deslizamentos, e caço ocorra pode destruir as casas que foram alí construídas causando prejuízo financeiro às pessoas que viviam naquele local e por fim podem até causar o falecimento de algum morador ou cidadão que estava no local na hora do deslizamento.

2 - Sim, pois há várias pessoas que constroem suas casas em morros por não possuírem dinheiro ou por até mesmo preferir tal localização, sendo assim acabam destruindo parte da vegetação e enfraquecendo ainda mais o solo inclinado, deixando-o propenso a deslizamentos.

Anônimo disse...

Matheus Felipe n°33 2ºB

Desertificação - é o fenômeno de transformação de terras com potencial produtivo em terras inférteis. Esse fenômeno ocorre em regiões de clima árido, semi-árido e sub-úmido seco, destruindo cerca de 60mil km² de terras por ano no mundo todo.

Voçoroca - pode ser resultante da combinação de vários tipos de erosão, formando grandes crateras que costumam atingir o lençol freático ou estruturas internas dos solos.

Arenização - consiste no processo de formação de bancos de areia no solo, em um fenômeno equivalente à desertificação, diferenciando-se desta por manifestar-se em áreas de clima úmido e relativamente chuvoso, além de ser comum em solos de composição previamente arenosa.

Pág.30
1 - É comum a ocupação de morros para moradia da população de baixa renda e quando ocorre o deslizamento, a terra e a chuva destroem as casas deixando muitas famílias desabrigadas e em muitos casos causa até mortes. O solo fica sem proteção, podendo assim ocorrer outros fatores naturais como vendavais e furacões.

2 - Setenta cidades estão em situação de emergência por causa dos temporais no sul do Brasil. No Vale do Itajaí, em Santa Catarina, a maior preocupação é com os deslizamentos de terra. As causas seriam as chuvas fortes nas áreas de deslizamento.

Carlos Reis182 disse...

Nome:Carlos Eduardo Reis Bento 2ºA nº:10

1-Voçoroca é uma forma de erosão do solo onde na maioria das vezes, depois de várias queimadas o solo perde suas porpiedades coloidais, seu significado é terra rasgada e vem do tupi, em alguns casos estes rasgos chegam a ter 30 metros de profundidade.


Desertificação é a degradação de terras áridas e semiáridas ou semiúmidas onde seu efeito se deve a fatores humanos, desmatamento, queimada, uso intenso do solo, mineiração diminuindo a biodiversidade, tirando propiedades importantes do solo intensificando o processo erosivo, etc.


Arenização é a formação de bancos de areias que se deve a retirada de cobertura vegetal em regiões com clima úmido, com falta de chuvas, se torna impópio para cultivo de algumas plantas e sua arenosidade é reforçada.


2- Exercício 1


E


C


E


C


C


E


Exercício 2


Nos Escudos Cristalinos

Anônimo disse...

Nome: Matheus Francisco Fronza nº 32 2º ano A
1-VOÇOROCAS:é um fenômeno geológico que consiste na formação de grandes buracos de erosão causados pela água da chuva e intempéries em solos onde a vegetação não protege mais o solo, que fica cascalhento e suscetível de carregamento por enxurradas.
ARENIZAÇÃO:também chamado de formação de bancos de areia,é o processo de retirada de cobertura vegetal em solos arenosos, em regiões de clima úmido, com regime de chuvas constantes.
DESERTIFICAÇÃO:é um fenômeno em que um determinado solo é transformado em deserto, através da ação humana ou processo natural. No processo de desertificação a vegetação se reduz ou acaba totalmente, através do desmatamento Neste processo, o solo perde suas propriedades, tornando-se infértil (perda da capacidade produtiva
PÁGINA 30-QUESTÃO 1- A ação humana está fortemente ligado a muitos deslizamentos de terra, pois muitas pessoas constroem moradias irregulares em locais de risco, aumentando as chances de ocasionar deslizamentos.
2- Na minha cidade (Navegantes) não há locais de risco, pois não há construções em morros ou outros locais propícios aos deslizamentos.

Anônimo disse...

COLÉGIO SALESIANO ITAJAI
NOME:LEONARDO DOS SANTOS WAN-DALL NUMERO:26 ANO:2A

1)Erosão Pluvial: como o próprio nome indica, é causada pela água das chuvas. Em menor intensidade, ela provoca apenas a lavagem dos solos, mas, em grandes proporções, provoca alterações mais intensas, com erosões mais profundas. Quando os solos estão “limpos”, ou seja, sem vegetação (sobretudo em áreas inclinadas), os efeitos da erosão pluvial são mais graves.
Erosão Fluvial: esse tipo de erosão é causado pela água dos rios, transformando o seu curso em vales mais profundos do que o seu entorno. Além disso, quando não há uma vegetação nas margens dos cursos d'água, elas são erodidas pela força das águas, intensificando processos de assoreamento e alargamento do leio das bacias de drenagem.
Erosão Marinha: causada pelo desgaste de rochas e solos litorâneos pela água do mar, contribuindo para a formação de praias e de paisagens costeiras, tais como as falésias.
Erosão Eólica: é causada pela ação dos ventos, que provoca o intemperismo das rochas e também atua no transporte de sedimentos para zonas mais distantes dos pontos de erosão. Costuma ser um processo mais lento do que os demais que envolvem a ação da água.
Erosão Glacial: ocorre com o congelamento dos solos e a consequente movimentação em blocos. Também atua no congelamento da água que se dilata e provoca alterações na composição e disposição das rochas e dos solos.
Erosão Gravitacional: esse tipo de erosão costuma ocorrer em localidades muito inclinadas, como em cadeias montanhosas. Consiste na ruptura e transporte de sedimentos proporcionados pela ação da gravidade, com a deposição gradual de partículas de rochas das localidades mais altas para os pontos de menor altitude.

2)LIVRO:
1-Embora os deslizamentos e outros movimentos de massa sejam fenômenos naturais, alguns fatores externos relacionados à ocupação antrópica interferem decisivamente na ocorrência ou agravamento destes movimentos, pois o 'homem' acaba cada vez mais realizando mudanças.
2-Sim, pois onde havia alguns morros por exemplo foi feito estradas, assim formando uma grande 'depressão', assim com chuvas muitas arvores acabam de certa maneira ajudando a ocorrer os deslizamentos

Anônimo disse...

Nome:Carolina Bauer de Oliveira Martins
Número:10
Sala:2ºB

1 -
Erosão é o processo de desgaste, transporte e sedimentação do solo, dos subsolos e das rochas como efeito da ação dos agentes erosivos. Existem cinco tipos de erosão, sendo elas : Pluvial, Fluvial, Marinha, Glacial, Eólica e Gravitacional. A erosão Pluvial consiste na remoção e transporte de horizontes superiores do solo pela água. Se da início com o salpico de gotas de chuva diretamente sobre a superfície e continua com a formação de enxurradas que formam Sulcos de diversas proporções. Estes sulcos podem evoluir e formar uma Ravina. Estas podem atingir magnitudes maiores , como chegar à profundidade do lençol freático, e passarem a ser Voçorocas. Já erosão fluvial acontece pelas águas dos rios. Estas provocam um desgaste nos solos das margens dos rios podendo causar desmoronamento de barrancos. A erosão marinha é causada pelas águas do mar. Acontece quando as águas do mar atingem a linha de costa, podendo desgastar o material que a compõe, através de ações físicas e químicas.
A erosão glacial é causada pela ação da água na forma sólida. A água na estação quente penetrando nas fraturas das rochas é congelada na estação fria. Quando isso acontece há uma expansão, fazendo com que ocorra um fraturamento da rocha, deixando sedimentos soltos e propícios ao transporte. A erosão eólica é causada pela ação do vento. O vento pode carregar sedimentos, que em contato com superfícies como rochas e solos, pode os desgastar. Ou seja, os sedimentos transformados pelo vento se chocam contra as rochas com fossem lixas. O vento forte pode até destruir casas mal construídas e também destruir as matas.A erosão do solo pode ocorrer de duas formas: Corrosão, desgaste físico das rochas através, principalmente, do impacto de partículas transportadas pelo vento. E Deflação, erosão pelo vento com a retirada superficial de fragmentos mais finos

2-
a) O deslizamento é um fenômeno natural, porém, a ocupação irregular em morros/encostas facilita sua ocorrência e acaba por aumentar os estragos. O deslizamento destrói muitas casas, deixando muitos desabrigados.

b) Sim, em Itajaí já houveram ocorrências de deslizamentos no bairro Nossa Senhora das Graças e possuem pontos propensos em outros bairros.

Anônimo disse...

Nome: Ivan Cegatta Junior N°:20
Colégio: Salesiano Itajaí
2°B

Questão1
Erosão Pluvial: como o próprio nome indica, é causada pela água das chuvas. Em menor intensidade, ela provoca apenas a lavagem dos solos, mas, em grandes proporções, provoca alterações mais intensas, com erosões mais profundas. Quando os solos estão “limpos”, ou seja, sem vegetação (sobretudo em áreas inclinadas), os efeitos da erosão pluvial são mais graves.
Erosão Fluvial: esse tipo de erosão é causado pela água dos rios, transformando o seu curso em vales mais profundos do que o seu entorno. Além disso, quando não há uma vegetação nas margens dos cursos d'água, elas são erodidas pela força das águas, intensificando processos de assoreamento e alargamento do leio das bacias de drenagem.
Erosão Marinha: causada pelo desgaste de rochas e solos litorâneos pela água do mar, contribuindo para a formação de praias e de paisagens costeiras, tais como as falésias.
Erosão Eólica: é causada pela ação dos ventos, que provoca o intemperismo das rochas e também atua no transporte de sedimentos para zonas mais distantes dos pontos de erosão. Costuma ser um processo mais lento do que os demais que envolvem a ação da água.
Erosão Glacial: ocorre com o congelamento dos solos e a consequente movimentação em blocos. Também atua no congelamento da água que se dilata e provoca alterações na composição e disposição das rochas e dos solos.
Erosão Gravitacional: esse tipo de erosão costuma ocorrer em localidades muito inclinadas, como em cadeias montanhosas. Consiste na ruptura e transporte de sedimentos proporcionados pela ação da gravidade, com a deposição gradual de partículas de rochas das localidades mais altas para os pontos de menor altitude.

Questão 2
Pagina 30
Exercício 2)Em que estrutura geológico se concentra os minérios brasileiros?
Resposta: Nos escudos cristalinos, abrange aproximadamente 36% do território brasileiro, onde se concentram formas minerais em maior quantidade como o ferro em manganês
Exercício 6)Relacione alguns dos minérios utilizados no seu dia a dia.
Resposta: Prata, ouro, ferro, cobre, quartzo e etc...

Anônimo disse...

JULIA ROBERTA REINERT, Nº:23 2ºA
1- Desertificação : é um fenômeno em que uma determinada área é transformado em deserto, segundo a Convenção das Nações Unidas de Combate à desertificação é "a degradação da terra nas regiões áridas, semiáridas e subúmidas secas, resultante de vários fatores, entre eles as variações climáticas e as atividades humanas". No processo de desertificação a vegetação se reduz ou acaba totalmente, através do desmatamento. Neste processo, o solo perde suas propriedades, tornando-se infértil. A desertificação gera vários problemas e prejuízos para o ser humano.

Voçoroca: também chamado de boçoroca, barranco ou buracão, é um fenômeno geológico que consiste na formação de grandes buracos de erosão causados pela água da chuva e intempéries em solos onde a vegetação não protege mais o solo, que fica cascalhento e suscetível de carregamento por enxurradas. A voçoroca torna o solo pobre, seco, quimicamente morto e nada fecundo.

Arenização: consiste no processo de formação de bancos de areia no solo, se manifesta em áreas de clima úmido e relativamente chuvoso, além de ser comum em solos de composição previamente arenosa. As principais causas da arenização dos solos são de origem antrópica, como a retirada da cobertura vegetal e atuação intensiva da agricultura ou pecuária em locais de solos com composição arenosa.

2- QUESTÃO 1: O deslizamento de terra é na verdade apenas uma categoria dos chamados “movimentos de massa”: processo de vertente que envolve o desprendimento e transporte de solo e/ou material rochoso encosta abaixo. Embora os deslizamentos sejam fenômenos naturais, alguns fatores externos relacionados à ocupação antrópica interferem decisivamente na ocorrência destes movimentos. O principal é a ocupação desordenada de encostas e morros que adicionam carga extra ao peso da massa sedimentada já existente ali e a consequente supressão da vegetação natural que deixa o solo ainda mais exposto à ação do intemperismo físico (desagregação ou desintegração do material de origem (rocha ou sedimento) sem que haja alteração química dos minerais constituintes). É comum a ocupação de morros para moradia da população de baixa renda e quando ocorre o deslizamento, a terra e a chuva destroem as casas deixando muitas famílias desabrigadas e em muitos casos causa até mortes.

QUESTÃO 2: Sim acontecem deslizamentos de terras quando chove muito na cidade, o solo fica encharcado e quem sofre mais são as pessoas que moram nas encostas do morro.

Anônimo disse...

Francisco n14 2ªA
1-
Erosão pluvial: A lavagem do solo em razão da ação das águas das chuvas, que desgastam a superfície e transportam sedimentos.
Erosão por gravidade: quando ocorre o transporte e deposição de sedimentos da superfície em virtude da ação da gravidade, com a queda de partículas e rochas.
Erosão fluvial: erosão causada pela ação das águas dos rios sobre as superfícies dos cursos d’água e de encostas.
Erosão marinha: causada pelas águas dos mares e oceanos, atua na modelagem da morfologia litorânea, contribuindo para a formação de praia e encostas através da degradação das rochas.
Erosão eólica: ocorre em virtude da ação dos ventos sobre a superfície, atuando no transporte dos sedimentos e partículas menores e degradando lentamente formações rochosas.
Erosão glacial: ocorre graças aos movimentos abruptos das geleiras (como as avalanches). Também atuam no transporte de sedimentos, através de congelamento e movimentação.
2-
a) Durante a expansão de centros urbanos é muito comum, a ocupação de morros e áreas inclinadas, quando se necessita de mais espaço. O problema é que essas são áreas geologicamente instáveis, que com a ação da chuva e o peso dos empreendimentos causam deslizamentos, destruindo diversas moradias e muitas vezes tirando vidas, trazendo então problemas econômicos para a cidade.
b) Há sim, pois são áreas inclinadas com moradias construídas desordenadamente e sem elaboração, que com a ação das chuvas pode facilmente ocorrer deslizamentos.

Gabriela Avona disse...

Colégio Salesiano Itajai
Aluna: Gabriela Avona 09 Turma: 2ºC

1-
• Erosão Pluvial: como o próprio nome indica, é causada pela água das chuvas. Em menor intensidade, ela provoca apenas a lavagem dos solos, mas, em grandes proporções, provoca alterações mais intensas, com erosões mais profundas.

• Erosão Fluvial: esse tipo de erosão é causado pela água dos rios, transformando o seu curso em vales mais profundos do que o seu entorno.

• Erosão Eólica: é causada pela ação dos ventos, que provoca o intemperismo das rochas e também atua no transporte de sedimentos para zonas mais distantes dos pontos de erosão.

• Erosão Glacial: ocorre com o congelamento dos solos e a conseqüente movimentação em blocos. Também atua no congelamento da água que se dilata e provoca alterações na composição e disposição das rochas e dos solos.

• Erosão Marinha: causada pelo desgaste de rochas e solos litorâneos pela água do mar, contribuindo para a formação de praias e de paisagens costeiras.

• Erosão Gravitacional: esse tipo de erosão costuma ocorrer em localidades muito inclinadas, como em cadeias montanhosas. Consiste na ruptura e transporte de sedimentos proporcionados pela ação da gravidade, com a deposição gradual de partículas de rochas das localidades mais altas para os pontos de menor altitude.


2-
Em uma situação de deslizamento, casas inteiras, rodovias e tudo o que estiver no caminho pode ser levado encosta abaixo ou acabar soterrado. O problema é que na maioria das vezes a situação poderia ser evitada, os deslizamentos e outros movimentos de massa sejam fenômenos naturais, alguns fatores externos relacionados à ocupação antrópica interferem decisivamente na ocorrência destes movimentos. O principal é a ocupação desordenada de encostas e morros que adicionam carga extra ao peso da massa sedimentada já existente ali e a consequente supressão da vegetação natural que deixa o solo ainda mais exposto a ação do intemperismo físico. É comum a ocupação de morros para moradia da população de baixa renda e quando ocorre o deslizamento, a terra e a chuva destroem as casas deixando muitas famílias desabrigadas e em muitos casos causa até mortes. O solo fica sem proteção, podendo assim ocorrer outros fatores naturais como vendavais e furacões.
3-
Sim, pelos temporais no Sul do Brasil, deixando assim com um possível deslizamento de terra.

Gabriel Rambo disse...

1- Voçorocas: quando em um lugar íngreme, e sem vegetação, a água das chuvas abre valas, através da erosão. Depois de um certo tempo as chuvas aumentam o tamanho das valas, recebendo então o nome de ravinas, e quando essas ravinas atingem o tamanho máximo, são chamadas de voçorogas, com muito probabilidade de desmoronar.
Arenização: É o processo de retirada de cobertura vegetal em solos arenosos, geralmente de ação antrópica, sendo que esses solos são em regiões íngremes, em regiões de clima úmido, com regime de chuvas constantes, como o sudoeste do Rio Grande do Sul, sendo um processo irreversível.
Desertificação: É um fenômeno em que um determinado solo é transformado em deserto, através da ação humana ou processo natural. No processo de desertificação a vegetação se reduz ou acaba totalmente, através do desmatamento Neste processo, o solo perde suas propriedades, tornando-se infértil (perda da capacidade produtiva).
2- A- Deslizamentos ocorrem principalmente por ação antrópica, quando nós construímos em barrancos e deslizes propícios para tal, e removendo a vegetação, ou seja, somente acelerando o processo de erosão e deslizamento. As cidades, crescendo em ritmo alarmante, muitas vezes avançam para terrenos instáveis, e propícios para catástrofes geográficas, como na ocupação de vertentes de morros, por exemplo. Quando uma catástrofe desse tipo ocorre todas as classes sociais, ambas a rica quanto a pobre, porém o meio ambiente também é atingido.
B- sim ocorre processos de erosão em minha região, uma principal é ilhota, que ocorre quase que anualmente (2008, 2009 e 2011).

Lucas Nathan disse...

Lucas Natã Pereira 27 2ºB
ATIVIDADES
1- Explicar separadamente os conceitos de cada processo erosivo do solo;
Voçorocas= É um processo erosivo que ocorre com a ação das enxurradas sob o solo que não possui mais cobertura vegetal[atividade humana ou não], pois assim o mesmo se torna cascalhento e desenvolve um grande potencial de carregamento pelas águas. Consiste, em muitas das vezes, na formação de grandes crateras ou desabamentos.
Desertificação= É a transformação do solo em deserto. Isto ocorre pelo uso inadequado do solo, pela falta de cobertura vegetal sob o solo [ação humana] e por questões climáticas, como a diminuição da umidade no ar e a elevação da temperatura. O solo se torna infértil e seco.
Arenização= É um processo onde ao escoar a água da chuva, o solo arenoso e sem cobertura vegetal é carregado junto com a mesma e é depositado em forma de bancos de areia. Diferente da desertificação, a arenização ocorre em áreas onde a pluviosidade é significativa. O vento também espalha estes bancos de areia e assim pode formar dunas
QUESTÕES PÁGINA 30/1 E 2
1- A população cresce cada vez mais, e para tanta gente é necessário grande espaço. Mas existem alguns problemas, dentre eles o mau aproveitamento do espaço pelas gerações passadas e por consequência a falta de espaço para que novos habitantes se instalem nas cidades e também o alto custo de vida das cidades em relação ao financeiro dos habitantes. Visto que não há espaço no meio urbano e condições financeiras para que haja a instalação, alguns vão em busca de lares em meio a natureza, como os morros. Para que suas casas sejam construídas, não podem haver impedimentos, como as árvores, logo, cortam-nas e assim dão continuidade a obra. As árvores, além de purificar o ar, com suas raízes dão sustentação ao solo presente nos morros. Se não estão lá, não há sustentação, e com a ocorrência de chuvas intensas, a água enxarca o solo e os deslizamentos de terra acontecem.
Além das vidas que podem ser perdidas nesses deslizamentos, o governo tem que desembolsar uma grande quantia em dinheiro para que a área afetada seja limpa e restaurada. Não somente o governo perde, mas os sobreviventes do deslizamento também, pois perdem suas casas, dinheiro e as vezes os próprios familiares.
2- De acordo com o site da Defesa Civil de Itajaí, depois da chuva forte na madrugada do dia 13 de abril de 2016 houveram alguns deslizamentos e alagamentos. "Foram registrados escorregamentos de terra em dois imóveis na Praia Brava, dois desabamentos parciais na Ressacada e na Vila da Paz, e duas residências foram interditadas no Morro do Bem-te-vi e no Nossa Senhora das Graças." diz o site. http://defesacivil.itajai.sc.gov.br/noticia/14765/chuva-causa-alagamentos-e-deslizamentos-em-itajai [acessado em 18/04/2016 as 13h15]
Como já citado antes, a retirada da vegetação nativa para a construção de edificações pode colocar em risco a estrutura do morro e consequentemente a própria edificação.

Anônimo disse...

Colégio Salesiano
Aluno: Leonardo de Oliveira
No: 25
Ano: 2ºA
Desertificação é um fenômeno em que um determinado solo é transformado em deserto, através da ação humana ou processo natural. No processo de desertificação a vegetação é extinguida ou também pela ação do homem que através do desmatamento provoca a extinção da plantas, árvores, etc. Neste processo, o solo perde suas capacidade, transformando-se m um solo infertilizado, ou seja, que não possui mais um poder de plantação.
A arenização é caracterizada pela formação de bancos de areia no solo. É um fenômeno parecido com a desertificação, à diferença que mais entra em destaque é que a arenização acontece em áreas de clima relativamente úmido e chuvoso e é mais comum em lugares que o solo já possui característica arenosa.
As voçorocas são caracterizadas pela formação de grandes buracos de erosão causados pela chuva e intempéries. Ocorre em solos onde a vegetação é mais escassa assim, não protegendo mais o solo, que consequentemente fica cascalhento e possui a chance de ser carregado por enxurradas.
Questões da apostila:
1ª: Conforme a população se expande, ela tende a ocupar mais espaço, e consequentemente chegam em morros, encostas e se situam por lá, porem o relevo da região não sendo apropriado para construção fica deformado pela ação do homem e tende a tombar, provocando os famosos deslizamentos de terra que atingem as próprias famílias, destruindo suas casas, e consequentemente os deixando sem teto.
2ª: Não tenho certeza, mas acho que na minha cidade de Navegantes-SC não possuímos áreas que possam ser suscetíveis a futuros ou possíveis deslizamentos.

Anônimo disse...

Vinícius S. Chab (refazendo)
n42, 2o ano A, postagem para dia 18


1-Desertificação: É um processo no qual um determinado solo é transformado em deserto, desertificado. Isso ocorre, principalmente, devido à ação humana, sendo por desmatamento ou criação de gado descontrolada. Neste processo, o solo perde suas propriedades, tornando-se infértil, se tornando inútil para a agropecuária, agricultura e para a vida humana.

Arenização: Consiste no processo de formação de bancos de areia no solo,ela é parecida com a desertificação, entretanto, é um processo mais natural. Também se diferencia por se manifestar em áreas de clima úmido e relativamente chuvoso, além de ser comum em solos de composição previamente arenosa.

Voçorocas: É formação de grandes buracos no solo. Causados pela água da chuva e pelo desmatamento, pois as plantas não protegem mais o solo, que fica fraco e é facilmente retirado pela água da chuva e pela erosão. Ela torna o solo pobre e inútil para a agropecuária e agricultura.

2- (1)A maior parte dos deslizamentos de terra, ocorrem em função do homem, pois é ele quem cava, retira a mata e constrói em terrenos impróprios, tais como inclinações de solos ruins, causando deslizamentos, assim em áreas populacionais podendo causar desastres que podem trazer prejuízos para a população e para a economia, pois danifica o solo e vegetação local.


(2) Existem algumas regiões onde podem ocorrer deslizamentos, mas não em grande escala, por exemplo, o morro do Atalaia já foi um ponto de deslizamento em 2011, pois ele é ingrime e possui diversas construções, além do desmatamento contínuo, e com pedras grandes abaixo do solo, desta forma, podemos dizer que ele é um solo suscetível ao deslizamento de terra, portanto, um local perigosos para se viver e construir.

Anônimo disse...

Lucas Elias N° 26
2° ano C

1)Desertificação: Desertificação é um fenômeno em que um determinado solo é transformado em deserto, através da ação humana ou processo natural. No processo de desertificação a vegetação se reduz ou acaba totalmente, através do desmatamento Neste processo, o solo perde suas propriedades, tornando-se infértil (perda da capacidade produtiva). No Brasil, a desertificação vem aumentando, atingindo várias regiões. Nordeste (região do sertão), Pampas Gaúchos, Cerrado do Tocantins e o norte do Mato-Grosso e Minas Gerais são áreas do território brasileiro afetadas atualmente pela desertificação.

ARENIZAÇÃO: A arenização consiste no processo de formação de bancos de areia no solo, em um fenômeno equivalente à desertificação, diferenciando-se desta por manifestar-se em áreas de clima úmido e relativamente chuvoso, além de ser comum em solos de composição previamente arenosa. As principais causas da arenização dos solos são de origem antrópica, como a retirada da cobertura vegetal e atuação intensiva da agricultura ou pecuária em locais de solos com composição arenosa. Com isso, há um empobrecimento da camada superficial e uma maior exposição à lavagem causada pelo escoamento da água das chuvas (lixiviação), provocando o acúmulo de sedimentos em forma de areais.

VOÇOROCAS:A voçoroca é formada pela combinação de processos erosivos superficiais e subsuperficiais e demonstram um desequilíbrio do ambiente. As causas são bem conheci das; o desmatamento excessivo em volta de nascentes de rios.

As regiões mais ameaçadas por esses buracos ou fendas enormes, que chegam a atingir 50 metros de profundidade, são aquelas onde os solos são arenosos como muitas das regiões de Cerrados do Brasil Central.



2)LIVRO:

1-Embora os deslizamentos e outros movimentos de massa sejam fenômenos naturais, alguns fatores externos relacionados à ocupação antrópica interferem decisivamente na ocorrência ou agravamento destes movimentos, pois o 'homem' acaba cada vez mais realizando mudanças.

2-Sim, pois onde havia alguns morros por exemplo foi feito estradas, assim formando uma grande 'depressão', assim com chuvas muitas arvores acabam de certa maneira ajudando a ocorrer os deslizamentos

Anônimo disse...

Andre luiz da silva n1 2anoC
1 vossoroca é a escavação profunda originada pela erosão superficial e subterrânea, geralmente em terreno arenoso; às vezes, atinge centenas de metros de extensão e dezenas de profundidade
Arenizaçao > Ensino Fundamental 2> Geografia> Paisagem> Paisagem e Ambiente
GEOGRAFIA
O que é a arenização?
Arenização, ou formação de bancos de areia, é o processo de retirada de cobertura vegetal em solos arenosos, em regiões de clima úmido, com regime de chuvas constantes, como o sudoeste do Rio Grande do Sul . Esse fenômeno não deve ser confundido com a desertificação, que ocorre em clima árido, semiárido e semiúmido e assemelha-se a uma seca prolongada e intensa.
Desertificação é um fenômeno em que um determinado solo é transformado em deserto, através da ação humana ou processo natural. No processo de desertificação a vegetação se reduz ou acaba totalmente, através do desmatamento Neste processo, o solo perde suas propriedades, tornando-se infértil (perda da capacidade produtiva).
Livro -p30
E1 A erosao forma um "oco" que inesperadamente desaba , ou seja ,uma estrutura totalmente instavel e perigosa, podendo soterrar casas ou pessoas marcando suas vidas para sempre, perdendo familiares e amigos.
E2 sim , no morro da praia prava e na guarda do embau , devido o desgaste na proteção superficiao , natural e aficás, as ARVORES e suas raizes

Carlos Reis182 disse...

Nome; Carlos Eduardo Reis Bento Nº:10 2 ano A
1-Voçoroca é uma forma de erosão do solo onde na maioria das vezes, depois de várias queimadas o solo perde suas porpiedades coloidais, seu significado é terra rasgada e vem do tupi, em alguns casos estes rasgos chegam a ter 30 metros de profundidade.

Desertificação é a degradação de terras áridas e semiáridas ou semiúmidas onde seu efeito se deve a fatores humanos, desmatamento, queimada, uso intenso do solo, mineiração diminuindo a biodiversidade, tirando propiedades importantes do solo intensificando o processo erosivo, etc.

Arenização é a formação de bancos de areias que se deve a retirada de cobertura vegetal em regiões com clima úmido, com falta de chuvas, se torna impópio para cultivo de algumas plantas e sua arenosidade é reforçada.

2-Muita ação antrópica podem causar deslizamentos de terra,os deslizamentos podem ocorre por construções feita em morros ou em areas de perigo para ocorrer deslizamentos e pode trazer conseguencias grave para as pessoas que moram perto
EM Itajaí não é muito raro acontecer deslizamentos como ocorreu no dia 29/12/2015 no bairro Nossa Senhora das Graças

Anônimo disse...

Suiany 39 2A
1-voçoroca, boçoroca ou ravina é um fenômeno geológico que consiste na formação de grandes buracos de erosão, causados pela chuva e intempéries, em solos onde a vegetação é escassa e não mais protege o solo, que fica cascalhento e suscetível de carregamento por enxurradas. Pobre, seco, e quimicamente morto, nada fecunda.
A desertificação é a degradação dos solos em áreas de clima árido, semiárido e subúmido, em que o índice de chuvas costuma ser baixo, geralmente bem inferior a 1400 mm anuais de chuva. Nesses casos, os níveis de evaporação são maiores do que os de precipitação.
A arenização é a remoção da cobertura vegetal e superficial de solos que já são arenosos, ou seja, que já apresentam uma predisposição a se transformarem em areais, sendo comuns em zonas de climas mais úmidos. Quando o homem remove as áreas de vegetação e as chuvas “lavam” a camada superficial, os solos tornam-se mais expostos e inicia-se o seu processo de destruição. Isso ocorre porque os níveis de precipitação são maiores que os de evaporação e infiltração.

2- 1-Os motivos que levam ao deslizamento também estão ligados às ações humanas que intensificam esses desastres, como: retirada da cobertura vegetal de áreas de relevo acidentado, habitação em locais impróprios, oferecendo condições propícias para o desenvolvimento desse fenômeno. Há várias consequências, como por exemplo a perda de moradia da população atingida, pode acarretar desastres para toda uma área urbana, mortes, dentre outros.Em uma situação de deslizamento, casas inteiras, rodovias e tudo o que estiver no caminho pode ser levado encosta abaixo ou acabar soterrado.
2- sim, tanto que tempos atrás já ocorreu. Isso pode acontecer porque há construções e moradia em lugares íngremes que tem riscos de deslizamento. Em nossa cidade, as chuvas são intensas e dependendo da época do ano também são regulares, característica que levam ao desabamento.

Anônimo disse...

Salesiano Itajaí
Julia Bahr 2ºC Grupo:Daliceiça Nº:19 18/04/2016


1)EROSÃO PLUVIAL (CHUVA)
É uma remoção e transporte dos horizontes superiores do solo pela água. Inicia-se com o as gotas de chuva diretamente sobre a superfície desprotegida e continua com a formação de enxurradas que formam Sulcos de diversas proporções. Estes sulcos podem evoluir (aumentar a profundidade) e passar a ser chamado de Ravina. Quando estas atingem magnitudes maiores ainda, como chegar à profundidade do lençol freático, passam a ser chamadas de Voçorocas (ou Boçorocas).

EROSÃO FLUVIAL (RIOS)
Este tipo de erosão acontece naturalmente pelas águas dos rios. Estas provocam um certo desgaste nos solos das margens dos rios podendo até causar o desmoronamento dos barrancos. Este processo pode se intensificar quando não há uma mata ciliar ao longo das margens do rio.

Erosão Marinha: causada pelo desgaste de rochas e solos litorâneos pela água do mar, contribuindo para a formação de praias e de paisagens costeiras, tais como as falésias.

Erosão Eólica: é causada pela ação dos ventos, que provoca o intemperismo das rochas e também atua no transporte de sedimentos para zonas mais distantes dos pontos de erosão. Costuma ser um processo mais lento do que os demais que envolvem a ação da água.

Erosão Glacial: ocorre com o congelamento dos solos e a consequente movimentação em blocos. Também atua no congelamento da água que se dilata e provoca alterações na composição e disposição das rochas e dos solos.

Erosão Gravitacional: esse tipo de erosão costuma ocorrer em localidades muito inclinadas, como em cadeias montanhosas. Consiste na ruptura e transporte de sedimentos proporcionados pela ação da gravidade, com a deposição gradual de partículas de rochas das localidades mais altas para os pontos de menor altitude.

2)A realização de estudos direcionados ao conhecimento geológico é de extrema importância para saber quais são as principais jazidas minerais e sua quantidade no subsolo. Tal informação proporciona o racionamento da extração de determinados minérios, de maneira que não comprometa sua reserva para o futuro.

A superfície brasileira é constituída basicamente por três estruturas geológicas: escudos cristalinos, bacias sedimentares e terrenos vulcânicos.

3) V,V,F,V,V,V.

Anônimo disse...

Rafael Cristofolini Mafra 2 ano C n36

1- Pluvial: É uma remoção e transporte do solo do solo pela água. Inicia-se com gotas de chuva diretamente sobre a superfície desprotegida e continua com a formação de enxurradas que formam Sulcos de diversas proporções.
Fluvial: Este tipo de erosão acontece naturalmente pelas águas dos rios. Estas provocam um certo desgaste nos solos das margens dos rios podendo até causar o desmoronamento dos barrancos. Este processo pode se intensificar caso não haja mata ciliar.
Marinha: Este tipo de erosão é causada pelas águas do mar. Quando as águas do mar atingem a linha de costa, elas podem desgastar o material que a compõe, através da ação física e química.
Glacial: Pode se dar de duas maneiras: a água na estação quente penetrando nas fraturas das rochas é congelada na estação fria. A segunda maneira é causada quando existe uma movimentação de grandes blocos de gelo, como as geleiras. Quando estas se movimentam, causa um grande atrito com a superfície, fazendo com que esta se desgaste.
Eólica: Esta erosão pode acontecer das seguintes maneiras:
Corrosão: Processo de desgaste físico das rochas através, principalmente, do impacto e/ou atrito de partículas transportadas pelo vento.
Deflação: Erosão pelo vento com a retirada superficial de fragmentos mais finos

2- Livro pg30

1- Os deslisamentos de terra acontecem em morros, onde famílias de classe mais pobre constroem suas casas, e para isso retiram as arvores do local, arvores estas que "seguram" o solo com suas raízes. Quando não ha mais raízes para fixar o solo, a chuva e o peso das residencias fazem com que o solo deslize, deixando pessoas que já não tem outro lugar onde viver, sem sua casa.
2- Sim, pois essas pessoas não tem dinheiro suficiente para comprar um terreno ou um apartamento.