segunda-feira, 12 de setembro de 2011

ESCASSEZ DE ÁGUA


PLANETA ÁGUA

DISPONIBILIDADE DA ÁGUA NA TERRA:
A provisão de água doce está diminuindo a nível mundial. Uma pessoa em cada cinco não terá acesso a água potável. A água é cada vez mais um bem escasso no planeta e notadamente em nosso país. Seu volume total não está se reduzindo, porque não há perdas no ciclo de evaporação e precipitação; o que caracteriza a escassez é a poluição. Muito se fala em falta de água e que, num futuro próximo, teremos uma guerra em busca de água potável.

TAB-1
O Brasil é um país privilegiado, pois aqui estão 11,6% de toda a água doce do planeta. Aqui também se encontram o maior rio do mundo - o Amazonas - e parte do maior reservatório de água subterrânea do planeta - o Sistema Aquífero Guarani e Alter do Chão.


No entanto, essa água está mal distribuída: quase 70% das águas doces do Brasil estão na Amazônia, onde vivem apenas 7% da população. Essa distribuição irregular deixa apenas 3% de água para o Nordeste. Essa é a causa do problema de escassez de água verificado em alguns pontos do país.

GRAF.1

Em Pernambuco existem apenas 1.320 litros de água por ano por habitante e no Distrito Federal essa média é de 1.700 litros, quando o recomendado são 2.000 litros.
Mas, ainda assim, não se chega nem próximo à situação de países como Egito, África do Sul, Síria, Jordânia, Israel, Líbano, Haiti, Turquia, Paquistão, Iraque e Índia, onde os problemas com recursos hídricos já chegam a níveis críticos.


Em todo o mundo, domina uma cultura de desperdício de água, pois ainda se acredita que ela é um recurso natural ilimitado. O que se deve saber é que apesar de haver 1,3 milhão de km/3 livre na Terra, segundo dados do Ministério Público Federal, nem sequer 1% desse total pode ser economicamente utilizado, sendo que 97% dessa água se encontra em áreas subterrâneas, formando os aquíferos, ainda inacessíveis pelas tecnologias existentes.
A água dos continentes concentra-se praticamente nas calotas polares, glaciais e no subsolo, distribuindo-se a parcela restante, muito pequena, por lagos e pântanos, rios, zona superficial do solo e biosfera.
A água do subsolo representa cerca de metade da água doce dos continentes, mas a sua quase totalidade situa-se a profundidade superior a 800 m. A biosfera contém uma fração muito pequena da água dos continentes: cerca de 1/40.000.
A quase totalidade da água doce dos continentes (contida nas calotas polares, glaciais e reservas subterrâneas profundas) apresenta, para além de dificuldades de utilização, o inconveniente de só ser anualmente renovável numa fração muito pequena, tendo-se acumulado ao longo de milhares de anos.


ALGUNS DADOS DA UNESCO
Segundo as estimativas, a população mundial chegará a 8, 3 bilhões em 2025 e a 10 ou 12 bilhões em 2050.
Estima-se que em torno de 1,2 bilhões de pessoas (20% da população mundial) carecem atualmente de água apta para o consumo.

TAB-2
A demanda mundial de água aumentou 6 ou 7 vezes nos últimos dez anos, o que equivale a mais do que o dobro da taxa de crescimento demográfico. Água doce e limpa: de "dádiva" à raridade.
Estudiosos prevêem que em breve a água será causa principal de conflitos entre nações. Há sinais dessa tensão em áreas do planeta como Oriente Médio e África. Mas também os brasileiros, que sempre se consideraram dotados de fontes inesgotáveis, vêem algumas de suas cidades sofrerem falta de água.

TAB-3
A distribuição desigual é causa maior de problemas. Entre os países, o Brasil é privilegiado com 12% da água doce superficial no mundo. Outro foco de dificuldades é a distância entre fontes e centros consumidores. É o caso da Califórnia (EUA), que depende para abastecimento até de neve derretida no distante Colorado. E também é o caso da cidade de São Paulo, que, embora nascida na confluência de vários rios, viu a poluição tornar imprestáveis para consumo as fontes próximas e tem de captar água de bacias distantes, alterando cursos de rios e a distribuição natural da água na região. Na última década, a quantidade de água distribuída aos brasileiros cresceu 30%, mas quase dobrou a proporção de água sem tratamento (de 3,9% para 7,2%) e o desperdício ainda assusta: 45% de toda a água ofertada pelos sistemas públicos.

GRAF-2

Disponibilidade e distribuição:
Embora o Brasil seja o primeiro país em disponibilidade hídrica em rios do mundo, a poluição e o uso inadequado comprometem esse recurso em várias regiões do País. O Brasil concentra em torno de 12% da água doce do mundo disponível em rios e abriga o maior rio em extensão e volume do Planeta, o Amazonas. Além disso, mais de 90% do território brasileiro recebe chuvas abundantes durante o ano e as condições climáticas e geológicas propiciam a formação de uma extensa e densa rede de rios, com exceção do Semi-Árido, onde os rios são pobres e temporários.
Essa água, no entanto, é distribuída de forma irregular, apesar da abundância em termos gerais. Com a qualidade comprometida a água limpa está cada vez mais rara na Zona Costeira e a água de beber cada vez mais cara. Essa situação resulta da forma como a água disponível vem sendo usada: com desperdício - que chega entre 50% e 70% nas cidades -, e sem muitos cuidados com a qualidade. Assim, parte da água no Brasil já perdeu a característica de recurso natural renovável (principalmente nas áreas densamente povoadas), em razão de processos de urbanização, industrialização e produção agrícola, que são incentivados, mas pouco estruturados em termos de preservação ambiental e da água.

Nas cidades, os problemas de abastecimento estão diretamente relacionados ao crescimento da demanda, ao desperdício e à urbanização descontrolada – que atinge regiões de mananciais. Na zona rural, os recursos hídricos também são explorados de forma irregular, além de parte da vegetação protetora da bacia (mata ciliar) ser destruída para a realização de atividades como agricultura e pecuária.


Não raramente, os agrotóxicos e dejetos utilizados nessas atividades também acabam por poluir a água. A baixa eficiência das empresas de abastecimento se associa ao quadro de poluição: as perdas na rede de distribuição por roubos e vazamentos atingem entre 40% e 60%, além de 64% das empresas não coletarem o esgoto gerado. O saneamento básico não é implementado de forma adequada, já que 90% dos esgotos domésticos e 70% dos efluentes industriais são jogados sem tratamento nos rios, açudes e águas litorâneas, o que tem gerado um nível de degradação nunca imaginado.


Alternativas:
A água disponível no território brasileiro é suficiente para as necessidades do país, apesar da degradação. Seria necessário, então, mais consciência por parte da população no uso da água e, por parte do governo, um maior cuidado com a questão do saneamento e abastecimento.
Por exemplo, 90% das atividades modernas poderiam ser realizadas com água de reuso.
Além de diminuir a pressão sobre a demanda, o custo dessa água é pelo menos 50% menor do que o preço da água fornecida pelas companhias de saneamento, porque não precisa passar por tratamento. Apesar de não ser própria para consumo humano, poderia ser usada, entre outras atividades, nas indústrias, na lavagem de áreas públicas e nas descargas sanitárias de condomínios.
Além disso, as novas construções – casas, prédios, complexos industriais – poderiam incorporar sistemas de aproveitamento da água da chuva, para os usos gerais que não o consumo humano.

Após a Rio-92, especialistas observaram que as diretrizes e propostas para a preservação da água não avançaram muito e redigiram a Carta das águas doces no Brasil. Entre os tópicos abordados, ressaltam a importância de reverter o quadro de poluição, planejar o uso de forma sustentável com base na Agenda 21 e investir na capacitação técnica em recursos hídricos, saneamento e meio ambiente, além de viabilizar tecnologias apropriadas para as particularidades de cada região.




ATIVIDADES:
1- Com uma extensão de 510 milhões de Km2, o Planeta Terra possui mais água do que terras continentais. Explique a distribuição das águas no planeta e nas regiões do Brasil:
2- O Brasil possui vários aqüíferos. Explique o que é um aqüífero: Quais são os maiores no Brasil? Sua localização-estados e países.
3-Sendo o Brasil um dos países com os maiores reservatórios de água do mundo ,não está livre de sérios problemas hídricos.Justifique a frase com argumentação.
4- Até recentemente, alguns estudiosos acreditavam que o ciclo hidrológico era fechado, a quantidade total de água permaneceria sempre a mesma e nenhuma água entraria no planeta ou o deixaria. Com base nas informações do nosso livro, o que mudou?
5- Escolha um país que na atualidade apresenta problemas com a questão da escassez de água. Escrever sobre os acontecimentos e os envolvidos.
Atualizado em: 28/08/2012

76 comentários:

Anônimo disse...

1) Conforme os anos passam a população vem aumentando e com ela o consumo de água também. Segundo dados a parcela da população que mais consume água são os de classe alta seguidos pelos de classe médias e lolo atrás os de classe baixa, ou seja os com maior poder aquisitivo gastam mais água.

2)O Aqüífero Guarani é um um dos maiores manancial de água doce subterrânea.Estendem-se pelo Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina.Maior parte de sua extensão está em territórios brasileiros (2/3 da área total), abrangendo os estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

3)O Brasil apresenta uma grande disponibilidade hídrica, porém a poluição e o uso inadequado comprometem esse recursos.Dentre essa abundância de água apenas 12% são considerados "doce", essa água entretanto é má distribuída. Com a qualidade já comprometida (poluída) a água limpa está cada vez mais escassa e a água para consumo cada vez mais cara. Além de tudo isso, o desperdício é muito grande( 50% e 70% nas cidades) devido ao crescimento de cidades ( urbanização), industrialização etc..

4)A água do país está má dividida, 70% das águas doces do Brasil estão na Amazônia, onde vivem apenas 7% da população.As regiões mais populosas como o sul e o sudeste apresentam respectivamente 7 e 6 % dos recursos hídricos brasileiros.

5)A escassez água é um problema bastante debatido no Oriente Médio.
Desde a ocupação de 1967, Israel controla o rio Jordão e seu lençol freático, de maneira que os palestinos se encontram em um território fragmentado sem acesso à água e com parcos recursos", explica uma especialista palestina.
Somando-se à falta de vontade política, essa questão contribui a alimentar uma crise sem fim. O acordo de Oslo II reconhece o direito dos palestinos à água, mas é impossível aplicá-lo porque a água é controlada por outro Estado.

Aluna: Brenda Bonvini nº03 3ºA EM

Anônimo disse...

1- O número de habitante de 1940 para 1980 dobrou, junto a taxa de consumo de água.Mas o consumo de água em 1980 foi menor em relação á 1940.
Já na tabela 3, percebe-se que conforme aumenta a posiçãi social, aumenta o consumo de água que chega a ser quase três vezes maior do grupo de alta renda para o de baixa renda.E a classe média consume um pouco mais que a baixa, mas não chega nem a metade da classe alta.
2- O aquífero Guarani localiza-se nos estados de Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do sul;e os países Argentina, Paraguai e Uruguai. A área total de ocorrência chega a 1.400.000 quilômetros quadrados, dos quais cerca de 1 milhão está em território brasileiro. Sua dimensão norte-sul no Brasil chega a 2000 quilômetros.
3- A poluição e o uso inadequado comprometem os recursos em várias regiões. A água está cada vez mais poluida e água limpa se encontra cada vez mais escassa, pois está sendo disperdiçada, tanto em áreas urbanas como nas áreas rurais.
4- Água do Brasil está mal dividida na Amazônia onde vive apenas 7% da pulação, localiza-se 701% da água do Brasil, e o Nordeste fica com apenas 3% de água. E o Sul e sudeste onde encontram-se uma boa parte da população ficam com apenas 7% e 6% de água.
5-Rio Jordão.Em 1967, Israel invadiu a Síria, que abriga em seu território a colina de Golã. Esse rio é praticamente a única fonte de água para Israel e Jordânia O Oriente Médio.
joyse nogueira foss 3ºB nº19

Anônimo disse...

1- Apesar de a Terra ser grande parte coberta por água, a maioria é água salgada. E com isso, tendo pouca água doce e grande número de habitantes, em futuro não tão distante, não terão acesso a água potável ou o acesso será complicado.

2- O Aqüífero Guarani está localizado: Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do sul, no Brasil e também está em partes na Argentina, no Paraguai e no Uruguai.

3- As estimativas do Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas apontam que até o ano de 2025 o número de pessoas que vivem em países submetidos a grande pressão sobre os recursos hídricos passará dos cerca de 700 milhões atuais para mais de 3 bilhões. No Brasil, a situação é de maior tranqüilidade do que em outras partes do planeta. Apesar de ocupar quase metade da área da América do Sul e de ter em torno de 60% da Bacia Amazônica, que escoa um quinto do volume de água doce do mundo, há áreas críticas, onde a escassez deixou de ser apenas uma ameaça. Com três bacias hidrográficas que contêm o maior volume de água doce do mundo, Amazonas, São Francisco e Paraná, o Brasil busca servir de exemplo na eficácia da gestão de seus recursos hídricos.

4- Norte 68%, Nordeste 3%, Sul 7%, Sudeste 6%, Centro Oeste 16%. Cada localização tem certa quantidade de água armazenada em lagos e rios, porém essa quantidade na época de seca, como por exemplo, no nordeste, acaba sendo pouquíssima para uma grande quantidade de habitantes. Já nas outras localizações acaba tendo um pouco mais de água armazenada e também o período de “escassez”, que seria no verão, não é tão agravada como no norte e no nordeste.

5- O conflito árabe-israelense é um longo conflito no Oriente Médio. Ocorre desde o fim do século XIX, tendo se tornado um assunto de importância em nível internacional a partir do colapso do Império Otomano em 1917. Marcos importantes para o desenrolar deste conflito foram a autodeterminação do Estado de Israel e, posteriormente, o relacionamento deste último estado com seus vizinhos árabes, com ênfase para o povo palestino, que devido a não reconhecer o Estado de Israel, acabou não tendo seu próprio Estado estabelecido.O conflito teve como resultado o começo de pelo menos cinco guerras de dimensões maiores e um número apreciável de conflitos armados de menores dimensões. Foi também fonte de duas Intifadas (levantamentos populares).

Luciana Voigt, n°22 3°A

Anônimo disse...

1-Assim como a população, o consumo de água por habitante em m ano dé maior nos dias atuais, devido ao padrão de consumismo predominante na atualidade. Além disso, a população de renda mais alta usa mais água por habitante em um ano que as de média e baixa renda, mostrando que seu acesso a água potável e seu padrão consumista leva a consumir mais água.

2-O Aquífero Guarani abrange os estados brasileiros do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Mato Grosso do Sul e parte de Goiás e Mato Grosso, além dos países vizinhos: Argentina, Uruguai e parte do Paraguai.

3-Os principais problemas quanto a manutenção da qualidade de recursos hídricos são a poluição, causada pelo uso de agrotóxicos, esgotos, dejetos industriais e chuvas ácidas; açoreamento dos rios, causado pelo desmatamento de matas ciliares; chuvas irregulares, o país tem baixa pluviosidade naturalmente no .Nordeste e Centro Oeste, mas a ação antrópica têm alterado o ciclo das chuvas em certas regiões; e o desperdício de água.

4-A região Norte é a que possui a maior bacia hidrográfica do planeta, além de ser a região mais úmida, por estar localizada na zona equatorial. Contudo, sua população e a menor do país, pois a grande floresta Amazônica (em partes ainda preservada) não permitiu grandes processos de povoamento da região.
A região Nordeste é em geral a mais seca, apresentando em seu sertão o clima semi-árido, onde a seca predomina e as chuvas ocorrem em um curto período durante o ano. A pouca fertilidade do solo e condições gerou grande migração de nordestinos para a zona da mata (litoral nordestino) e outras regiões do país.
A região Centro Oeste começou a ser mais densamente povoada na segunda metade do século XX. Na planalto central, o clima é bem seco em determinada parte do ano, contudo a planície do pantanal é uma grande área inundada que apresenta um dos ecossistemas mais ricos do mundo: o Pantanal.
As regiões Sul e Sudeste apresentam clima mais temperado. Entretanto, a região. Sudeste é a mais populosa do Brasil, apresentando problemas como a poluição de rios e falta de acesso à água potável para parte da população. A agricultura na região Sul é uma forma de produção muito utilizada. Contudo, sabe-se que esta atividade econômica é responsável pela maior parte do uso da água no Brasil, e ocasionou problemas como a desertificação do solo na região de Alegrete(RS).

5-O rio Jordão localizado em israel é mais um motivo de conflitos na região da Terra Santa. Isto porque o Estado Israelense tomou os territórios atravessados pelo rio dos palestinos, e nas épocas de seca, não distribui a água com países vizinhos (todos islâmicos), muito menos com os palestinos. Como consequência, tem-se a intensificação das divergências entre israelenses e palestinos, judeus e muçulmanos.

Nathalia Pereira nº29 3ºA

Matheus Tietjen Slomsky 30 3º"B" disse...

01 – Com o passar do tempo, a população humana irá aumentar naturalmente, mas uma coisa preocupante é que a quantidade de água que cada um vai gastar também aumentará, fazendo com que a pouca água potável restante acabe muito antes do esperado. E também podemos perceber que o maior gasto de água, gerando maior desperdício é da classe alta da sociedade, que pode “arcar” com as despesas do desperdício.
02 – O aqüífero Guarani atinge Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul, chegando também ao Paraguai, Argentina e Uruguai.
03 – Os maiores problemas que enfrentamos são o desperdício de água potável em lares e indústrias, por exemplo de laticínios, onde na fabricação do queijo, a água é simplesmente suja e descartada. Também o posicionamento dos centros urbanos e industriais que se encontram longe das fontes de água, fazendo com que seja necessário o desvio do curso de rios, e a criação de barragens para acumular a água próxima a esses centros.
04 – A região norte possui 70% da água brasileira, mas apenas 7% da população se encontra lá, mostrando uma grande distância entre a fonte de água e o local que precisa dela, com o processo de desvio de rios e criação de barragens, grande parte da água potável é desperdiçada ou se torna imprópria para uso.
05 – O rio Jordão abastece Israel, Jordânia e Palestina, mas é controlado por Israel, que durante as épocas de escassez corta o abastecimento dos outro dois países, gerando diversos conflitos, não só políticos, mas também entre as populações.
not

Anônimo disse...

1- Podemos analisar que a demanda de água no mundo cresceu e a distribuição desigual e um grande problema entre países e regiões sendo no presente/futuro causa de tensões. A influencia do homem fez com que as fontes inesgotáveis estarem precisando de ajuda para poder abastecer determinada área.
2- Abrangendo os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul alem de estar presente no Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai.
3- As distribuições de forma irregular alem da poluição que torna escassa um bem de tamanha necessidade e extensão, o uso inadequado afeta tanto a quantidade quanto as suas fontes, as condições climáticas e geográficas que favorecem hoje estão comprometidas em virtude da urbanização, modernização crescimento na demanda e produção industrial e agrícola. Essas afetam a qualidade da água, tendo grande sua grande parte desperdiçada jogados em regiões sem tratamento, sendo agora caracterizadas por efluentes industriais e domésticos.
4- O Brasil e privilegiado na questão da água, no entanto essa e mal distribuída sendo 70% da água doce estão na Amazônia onde vivem apenas 7% da população, e deixando apenas 3% para o nordeste. Assim podemos relacionar que as águas estão escondidas em regiões onde não a tanta demanda enquanto em regiões de grande demanda populacional quanto econômica estão cerca de 13% a 29%. Essa distribuição irregular causa o problema de escassez de água em alguns pontos do pais, tornando a media de água por ano para cada habitante ineficiente diante dos padrões e necessidades num futuro podendo chegar a níveis críticos.
5- Rio Jordão, localizado no oriente médio local de clima árido ao qual não propicia a existência de recursos hídricos, mas ricos em petróleo enfrentam sérios problemas em relação a água. Países como a Arábia saudita fazem dessalinização da água do mar alem de serem grandes compradores de água mineral. Diante da escassez de água, surgem conflitos entre países para definir quem domina as pouquíssimas bacias hidrográficas e águas subterrâneas. Um exemplo de disputa por água existe entre Israel, Líbano, Síria e Jordânia, que, por serem países fronteiriços, disputam o domínio da Bacia do rio Jordão.

No ano de 1967, Israel invadiu a Síria, que abriga em seu território a colina de Golã, onde está a nascente do rio Jordão. Esse rio é praticamente a única fonte de água para Israel e Jordânia.

O Oriente Médio, nos últimos anos, apresentou um crescimento populacional, o que elevou o consumo de água e reduziu a quantidade da mesma disponível nos mananciais, fato que tem contribuído para agravar ainda mais os focos de conflito entre os países.

Outro foco de conflito acontece nas proximidades dos rios Tigre e Eufrates. Ambos nascem em território turco e o escoamento de suas águas segue rumo ao Golfo Pérsico; abastecendo a Síria e o Iraque.
Diante disso, esses países temem o controle turco sobre as nascentes dos rios; pois a Turquia pode represar suas águas para realização de irrigação, construção de usinas hidrelétrica ou para qualquer outro fim. Dessa forma, o abastecimento da Síria e do Iraque ficaria comprometido.

Thiago Sagaz 3ºA nº40

Anônimo disse...

Lisandra Martins 3ºB nº:22.

1- Na tabela 2 pode-se observar um aumento elevado de água nos últimos 10 anos, e na tabela 2 pode-se também observar a distribuição desigual da água, que acaba gerando um grande conflitos, sendo que a tabela 3 é um complemento da tabela 2.

2- Países: Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai.
Estados: Estado de Goias, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais,São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande Do Sul.

3- Um dos principais problemas que se pode destacar é a má distribuição de água de forma irrehgular,a poluição e o uso inadequado acabam comprometendo sérios riscos e recuros em várias regiões, comprometendo assim a qualidade.Nas cidades o principal problema é o crescimento da demanda. Na zona rural também são explorados de forma irregular, além de parte da vegetação protetora da bacia, a mata ciliar ser devastada para a agricultura e pecuária.

4-Região Norte: 15.865.678
(população)
Região Sul: 27.386.891 (população)
Região Oeste:6.417.449 (população)
Não consegui encontrar a quantidade de água de cada região do Brasil, mas, creio que algumas devem suprir a necessidade daquela região ou pelo menos tentar.Outras acabam tendo alguns problemas como a escassez de água, ou o uso inadequado de uns que acabam prejudicando outros, que na maioria dos casos é aquele que mais necessita de água, são pequenos gestos ou atitudes que acabam fazendo a diferença.

5- Rio Amazonas é localizado na América do Sul, e é o segundo rio mais extenso do mundo, temos causas e consequencias, como por exemplo a construção da Estrada Transamazônica que acabou gerando muitos conflitos devido ao desmatamento, a poluição do rio, mas também tem uma grande biodiversidade e vários afluentes com a maior bacia de drenagem

Bruna de Menezes 3B disse...

70% da Terra é coberta por água, desses 97% é água salgada, 2, 325% se encontra em geleiras e icebergs, 0,675% em lagos, subsolo e atmosfera e apenas 0,0091% está disponível potencialmente para consumo. Obrasil é privilegiado pois só aqui, encontra-se 12% de toda água doce no mundo, mas a distribuição desigual é causa maior de problemas. Entre os países, embora o Brasil seja o primeiro país em disponibilidade hídrica em rios do mundo, a poluição e o uso inadequado comprometem esse recurso em várias regiões do País. Também é bom lembraar que parte do maior aquífero subterrâneo do mundo, o aquífero guarani, está localizado no Brasil e ocupa parte das áreas dos estados Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, São Paulo, Paraná, Goiás, Minas Gerais, Santa Catarina e Mato Grosso.

Anônimo disse...

Amanda R. Müller 03 3ºB
1-
A tabela 2 e 3 representam cada que cada vez, aumenta mais a quantidade de habitantes e nessa proporção o uso da água aumenta.Só que o grupo de classe alta usa bem mais água dos que as outras classes. Por poder pagar a água e cultivar seus lindos jardins, piscina,lagos e etc.
2-
Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina.No Brasil abrange os estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.
3- O problema está na poluição, cada vez mais as indústrias então jogando seus restos nas águas, os lixos da população parando nos rios, e as chuvas, virando ácidas. Há também o uso para a agricultura e pasto.O desperdício e a urbanização descontrolada fazem com que atinja as regiões mananciais.
4- Na região Sul, com 7% da distribuição de água doce no Brasil trabalha muito com a questão da agricultura como no interior de Santa Catarina e Paraná, mas também pasto em toda as regiões. Existe industrias químicas mais para o Oeste para transformar o gado em alimento. Também fábricas de cerveja,vinho e refrigerantes.
A região Sudeste, é a região mais aglomerada,e industrializada. Nela existem muitas fábricas e urbanização. Há muito uso da água, porém, grande poluição. Existe chuvas ácidas e rios poluídos.Quando chove muito alaga, pelos boeiros entupidos, espalhando pela cidade água suja.Tem 6% da água doce do Brasil
A região norte, tem 68% da água doce do Brasil, nela existe o aquífero alter do chão. O maior aquífero do Mundo, com um grande volume. O problema nessas áreas é o pasto, agricultura e extração de minérios que podem poluir o lençol freático.Muitos grupos que lá habitam não tem contato com a água limpa, apenas as dos rios.Há má distribuição de água.
Região Nordeste, tem apenas 3% da água doce,é as regiões das secas.Há má distribuição da água e grandes fazendeiros com esse bem em suas mãos, para assim, conseguir votos ou até pagamentos.Chove muito pouco e utilizam plantas que guardam água para alimentar seus animais.
A região Centro- Oeste tem 16% da água doce,com quase 12 milhões de habitantes,muitos pastos com criações de gado.Essa região engloba a capital desse país.
5-
O rio Jordão, não causa conflitos entre os países, porém, ele pode secar em alguns anos.Esse que acreditam ser o rio em que Jesus foi batizado é um rio usado por crenças religiosas. Se uma pessoa morre, ela é cremada e suas cinzas ou o corpo jogados no rio sagrado. Eles usam para se banhar, fazer rituais sagrados e até beber.Na água considerada sagrada vai parar até o esgoto, virando assim um rio muito sujo e poluído.Os estudiosos dizem que se não a administração pública não tomar uma providência o rio irá secar.Para começar a arrumá-lo basta 517 milhões de m³ de água por ano para Israel e 305 milhões de m³ para a Jordânia, que poderiam ser redirecionados para salvar o rio. Os benefícios poderiam ser sentidos ainda no mar Morto, que está secando.

http://libertar.webnode.com.br/news/rio%20jord%C3%A3o,%20onde%20jesus%20foi%20batizado,%20pode%20secar%20ate%202011/

Nathalia Jastrombek disse...

Nathalia Jastrombek - nº34 - 3ºB


1- As tabelas mostram a desigual distribuição de água, seja na forma em que se encontra no ambiente ou em determinados países e Estados.
2-Os Estados no qual o Aquífero Guarani está localizado são Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do sul; atingindo também os países Argentina, Paraguai e Uruguai.
3- O Brasil possui 11,6% da água do planeta, mas enfrenta dificuldades com a má distribuição de água entre os Estados e com a utilização errônea de recursos hídricos na agricultura.
4- A escassez de água em alguns Estados brasileiros é caracterizada pela má distribuição de recursos hídricos no Brasil, onde a Amazônia, que possui 7% da população brasileira, concentra 70% de água, enquanto no Nordeste, que possui maior índice populacional, concentra apenas 3% de água.
5- O conflito na Caxemira, disputa territorial entre a Índia e o Paquistão, também teve como motivo a disputa pela água do Rio Indo e seus afluentes para abastecimento e uso estratégico no conflito armado.

Anônimo disse...

Franco nº11 3ºA
1. Podemos concluir em relação à tabela 1, que em 50 anos a população aumentou consideravelmente e o desperdício desta população também aumentou. Com as novas tecnologias, os chuveiros, as descargas, e a própria mentalidade da população fez o uso da água por habitante dobrar. Na tabela 2, há uma relação entre a desigualdade com que a água é distribuída entre as classes sociais. Primeiramente, a população de classe alta tem mais acesso à esta água, situação que os sertanejos do nordeste nao se encontram, por exemplo. Portanto, está clara esta má distribuição da água, e por consequência, sua utilização.

2.Estados: RS, SC, PR, MS, MT, GO, SP, MG
Países: Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai

3.Existem vários problemas, entre eles estão: a distribuição desigual desta água, a distância entre fontes e centros consumidores, a poluição e, principalmente, o desperdício.

4.
Sul: 7%
Norte: 68%
Nordeste: 3%
Centro-Oeste: 16%
Sudeste: 6%

Esta relação simboliza a distribuição desigual da água no país. Enquanto vivem apenas 7% da população no norte com recursos hídricos correspondendo a 68%, na região nordeste, a penas 3% são distribuídos para a população.

5. Israel, Jordânia e Palestina: 5% da população do mundo sobrevivem com 1% da sua água disponível no Oriente Médio, nesse contexto ainda há a guerra entre árabes e israelenses. Isso poderia contribuir para crises militares adicionais enquanto o aquecimento global continua. Israel, os territórios palestinos e a Jordânia necessitam do rio Jordão, mas Israel controla-o e corta suas fontes durante as épocas de escassez. O consumo palestino é então restringido severamente por Israel.
Na Ásia o choque é entre duas nações emergentes: China e índia. A China tem uma sede tremenda e abriga as nascentes de alguns dos maiores e mais importantes rios da região, como o Mekong e o Brahmaputra. Pequim planeja gigantescos projetos hídricos, a fim de levar a água do norte até o seco sul. Nesse contexto, a Índia suspeita que a China também esteja desviando água do Himalaia. As consequências podem ser conflitos entre estes dois países ou futuros acordos onde determinem a divisão da distribuição desta água.

Anônimo disse...

1- Que a população aumenta e consequentemente o consumo de água também aumenta. E que as classes mais ricas, as que teoricamente eram pra ser as mais conscientes, são as que mais consomem.

2- Sua maior ocorrência se dá em território brasileiro (2/3 da área total), abrangendo os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. E também o Paraguai, Uruguai e Argentina.

3-A fonte das nossas águas doces, são de muita qualidade, proveniente de rios. Sem se falar que 90% do país é condecorado com chuvas o ano todo. As condições climáticas e geológicas fazem que tenhamos uma densa malha de rios.

4- Ocorre em nosso país uma distribuição desordenada dos recursos naturais. Regiões com água em abundancia e com ela sendo retiradas pra outras regiões a vontade, tornando ai um desperdício, em quanto outras regiões nem água tem. Então podemos dizer, que quanto mais se tem, menos se da valor.

5-Das principais fontes de obtenção de água no Oriente Médio - as bacias dos rios Jordão, Tigre e Eufrates -, o foco principal é o rio Jordão, disputado por Israel, Líbano, Síria e Jordânia. Um rio, afetado pela seca e poluição, que supre em torno de 1/3 da água consumida por Israel, além do consumo da Jordânia, Síria, Cisjordânia e da Faixa de Gaza.
A falta de saneamento básico e o despejo de resíduos já poluiu o rio Jordão de tal modo que os rituais de batismo serão impedidos ali, conforme relatou a jornalista Jess Leber.
E, embora Israel tenha sérios problemas com recursos hídricos, tornou-se - com as sucessivas invasões -, o detentor do controle dos suprimentos de água; tanto seu como da Palestina.

João Henrique Albino de Carvalho n 13 3ªºA

Anônimo disse...

1) Em 50 anos, a população mundial quase que triplicou e o consumo de água duplicou. Com isso, esse recurso fica cada vez mais escasso. Observa-se também que quanto maior a renda, maior o consumo de água. A população de baixa renda tem menos facilidade de acesso ao saneamento básico, no entanto, as informações apresentadas na tabela 3 nos leva à um contra censo. Não deveriam as pessoas com maior grau de instrução, ser as primeiras a economizar água? Não é o que se observa com um consumo três vezes maior da classe alta em relação aos menos abastados.

2) O aqüífero Guaraní está localizado na região centro-leste da América do Sul, tem área total de 1,2 milhões de km² e sua área se estende pelo Uruguai (58.500 km²), Paraguai (58.500 km²), Argentina (255.000 km²) e 2/3 de área no Brasil (840.000 km²), onde está presente nos estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

3) A maior parte dos brasileiros ainda acredita que a água é um recurso infinito. Grande engano. A distribuição desigual, o uso exacerbado, o não tratamento de nossas águas, a irrigação ineficiente, a poluição de mares, rios, lagos e lençóis freáticos estão entre os principais problemas relacionados à manutenção da qualidade de nossos recursos hídricos.

4) Apesar de concentrar 12% da água doce superficial da terra, a água no Brasil é mal distribuída. As áreas de maior densidade demográfica, como as áreas urbanas e regiões como São Paulo, têm dificuldades na sua rede de distribuição de água. Problemas que ora estão relacionados com a dificuldade de acesso aos locais de captação d’água, rios poluídos ou à estiagem de regiões, como o nordeste, que só contém 3% de toda a água do Brasil em seu território. Já a região da Amazônia, que contém apenas 7% da população nacional, detém 70% de nossa água doce. Essa informação evidencia mais uma vez a má distribuição da água em nosso território.

5) Não só um rio como uma rede de recursos hídricos está nas mãos de Israel, no Oriente Médio. Embora tenha problemas com o uso da água, Israel restringe a água da Palestina e ainda luta pela expansão do seu território para ter mais controle ainda sob esse recurso natural essencial para a vida. Para se ter uma idéia, Israel toma conta de: “águas superficiais: bacia do rio Jordão (incluindo o alto Jordão e seus tributários), o mar da Galiléia, o rio Yarmuk e o baixo Jordão; águas subterrâneas: grandes sistemas de aqüíferos: o aqüífero da Montanha (totalmente sob o solo da Cisjordânia, com uma pequena porção sob o Estado de Israel), aqüífero de Basin e o aqüífero Costeiro que se estende por quase toda faixa litorânea israelense até Gaza.
Com isso, a guerra consiste em ataques dos israelenses a “tanques d'água, grandes ou pequenos (muitas vezes construídos nos telhados das casas), confiscam as bombas d'água, destroem poços, proíbem que explorem novos poços e novas fontes d'água. Israel irriga 50% das terras cultivadas, mas a agricultura na Palestina exige prévia autorização.” *

*http://www.cartamaior.com.br/templates/materiaMostrar.cfm?materia_id=15476


Alessandra Elisa Thomsen Nº 01 3ºA – Ensino Médio

Anônimo disse...

Roger G. Bittencourt – 38 (3˚B)

1. As tabelas revelam que em 50 anos, (1940-1990) o uso da água por habitante ao ano dobrou, quase na mesma proporção que o número de habitantes. Além do fato em que foi constatado que o grupo de baixa renda utiliza muita menos água, quando comparado ao grupo de classe alta, que chega a utilizar quase o quadruplo do total de água utilizada pelos mais pobres.
2. O aquífero Guarani ocorre nos estados de Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, atingindo também os países Argentina, Paraguai e Uruguai.
3. Embora o Brasil seja o primeiro país em disponibilidade hídrica em rios do mundo, chegando a ter cera de 12% de toda a água doce do mundo, a poluição e o uso inadequado comprometem esse recurso em várias regiões do País. Essa água é distribuída de forma irregular, onde a qualidade da água limpa está cada vez mais comprometida na Zona Costeira e a água de beber mais cara. Em razão do processo de urbanização, industrialização e produção agrícola .
4. Cerca de 12% da água doce total no planeta estão no Brasil, onde ocorre uma má distribuição da mesma, principalmente devido a aspectos geográficos. Na Amazônia encontra-se 70% das águas doces do Brasil, onde vivem apenas 7% da população brasileira, com essa distribuição irregular acaba restando apenas 3% de água para o Nordeste, região brasileira mais propicia a secas e a pobreza. A disponibilidade hídrica brasileira, depois do Norte é seguida pelo Centro Oeste, que detém cerca de 16%. Um fato interessante é que enquanto em Pernambuco existem apenas 1.320 litros de água por ano por habitante, no Distrito Federal essa média é de 1.700 litros, quando o recomendado são 2.000 litros. Seguido do Centro Oeste, vêm o Sul com 7% e depois o Sudeste com 6%, regiões onde ocorre grande incentivo agrícola e também de poluição.
5. Os países do Oriente Médio são ricos em petróleo, no entanto, são pobres em água, onde enfrentam sérios problemas relacionados à escassez de água. Diante da escassez de água, surgem conflitos entre países para definir quem domina as pouquíssimas bacias hidrográficas e águas subterrâneas na região. Um exemplo de disputa por água existe entre Israel, Líbano, Síria e Jordânia, que, por serem países de fronteira, disputam o domínio da Bacia do Rio Jordão, ocasionando ainda mais divergências entre essas nações, vinculando processos de guerra armada, e de grande poluição, com um elevado consumo de água, representado pelo crescimento populacional do Oriente Médio nos últimos anos.

Anônimo disse...

1-Na tabela 2 podemos ver o grande e significativo aumento da população durante os anos de 1940 á 1990, já na segunda tabela observamos o consumo da água. Ambas nos mostram que a demanda de água não será o suficiente para alcançar toda a população.

2-O Aqüífero Guarani é o maior manancial de água doce subterrânea do mundo. Está localizado na região centro-leste da América do Sul, entre 12º e 35º de latitude sul e entre 47º e 65º de longitude oeste e ocupa uma área de 1,2 milhões de Km², estendendo-se pelo Brasil (840.000l Km²), Paraguai (58.500 Km²), Uruguai (58.500 Km²) e Argentina (255.000 Km²). Sua maior ocorrência se dá em território brasileiro (2/3 da área total), abrangendo os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

3-Os recursos hídricos são todos os tipos de bacia onde se localiza água potável e disponível ao consumo humano, mas nem todo mundo se preocupa com isso pelo fato de estarmos vendo todos os dias que muitas pessoas estão jogando lixo nas águas assim conseqüentemente poluindo-as. Devemos ter consciência de que esse bem já está sendo escasso para população, e que poluindo estamos ajudando a acabar com esse bem.

4-Um dos maiores problemas para falta de água é a má distribuição da mesma, tendo 70% das águas doces do Brasil estão na Amazônia, onde vivem apenas 7% da população. Essa distribuição irregular deixa apenas 3% de água para o Nordeste. Essa é a causa do problema de escassez de água verificado em alguns pontos do país.
Observando a porcentagem distribuída ao Nordeste, vemos as causas de tanta seca, e mortes devido à falta dela. Segundo IBGE, o Brasil possui 190.755.799 habitantes, dos quais 53.081.950 são nordestinos. Esse número faz com que o Nordeste seja a segunda Região mais populosa do país, superada somente pelo Sudeste.
O Brasil é um país privilegiado, pois aqui estão 11,6% de toda a água doce do planeta. Aqui também se encontram o maior rio do mundo - o Amazonas.

5-“Etiópia e Egito: O crescimento populacional no Egito, no Sudão e na Etiópia está ameaçando um conflito ao longo do rio mais comprido do mundo, o Nilo. A Etiópia está pressionando por uma parte maior da água azul do Nilo, mas isso prejudicaria o Egito. E o Egito está preocupado com a parte branca do Nilo que corre através de Uganda e Sudão, e que poderia ser esgotado também antes que alcance o deserto de Sinai.”

http://www.terrazul.m2014.net/spip.php?article311

Thaysi Imeton
nº 38 3ºA

Anônimo disse...

Pedro Luiz Maba, 36. 3ºB


1- Que quanto mais dinheiro você tem, terá acesso a mais uma água de qualidade. E o consumo com o tempo vem subindo cada vez mais.
2- O aqüífero Guarani se estende por Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai. Ocupa os estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.
3- Em alguns lugares a quantidade de água necessária é superior ao que é tratado. A utilização de alguns métodos de tratamento da água é viável, porém podem afetar a qualidade do meio ambiente, a saúde pública e outros serviços.
4- Na região Norte, por exemplo, há grande quantidade de recursos hídricos, porém apenas 67,6% da água distribuída recebe algum tipo de tratamento.
5- O rio Nilo e o rio Jordão tem sido causa de diversos conflitos nos últimos tempos. Recentemente, Israel ameaçou agir contra o Líbano, caso o país concretize planos de bloquear o fluxo do rio Jordão e o Egito ameaçou bombardear a Etiópia e o Sudão, se fosse construída uma barragem no rio Nilo.

Anônimo disse...

1-Na tabela dois mostra durante quarenta anos, enquanto cinco pessoas por exemplo consumiam 400 metros cúbicos de água por ano, quarenta anos depois, das cinco pessoas, dez consumiam 800 metros cúbicos de água por ano, ou seja, da quantidade usada por cinco pessoas, dez utilizavam quase que a mesma quantidade. Conclui-se então que a cada ano que se passa , pessoas de baixa renda carecem de água e de alta renda gastam água á vontade , resumindo assim a tabela três.
2-Países: Brasil: 840 mil km², Argentina: 225 mil km², Paraguai: 71,7 mil km² e Uruguai: 58,5 mil km².
Estados: Mato Grosso do Sul 213,2 mil km², Rio Grande do Sul 157,6 mil km², São Paulo 155,8 mil km², Paraná 131,3 mil km², Goiás 55 mil km², Minas Gerais 51,3 mil km², Santa Catarina 49,2 km² e Mato Grosso: 26,4 mil km².

3-É a distância entre fontes e centros consumidores e a poluição e o uso inadequado que comprometem esse recurso em várias regiões do Brasil. É o caso da cidade de São Paulo, que, embora nascida na confluência de vários rios, viu a poluição tornar imprestáveis para consumo as fontes próximas e tem de captar água de bacias distantes, alterando cursos de rios e a distribuição natural da água na região.

4- No Sudeste a distribuição de água é de 6% com uma população de 80.364.410 habitantes , no Nordeste 3% com uma população de 53.081.950 habitantes , Centro-oeste 16% com uma população de 14.058.094 habitantes., Sul 7% com uma população de 27.386.891 habitantes. e Norte 68% com uma população de 15.864.454 habitantes.

5- Os rios Tigre e Eufrates não secam, porque suas nascentes encontram-se numa região de muita chuva na Turquia. A água é um recurso natural muito escasso no Oriente Médio. Há previsões de que nesse século haverá muitas guerras e conflitos pela posse da água. Muitos países precisam importá-la ou dessalinizar água do mar para obter água potável.

Guilhermo Casini/ N:14/ 3B

Ana Luísa nº 02 - 3ªº A disse...

1-A tabela 2 mostra que quanto mais cresce o número de habitantes, o consumo aumenta, mais a quantidade de água doce existente permanece a mesma.Já a tabela 3, mostra que quanto mais rica a pessoa é, mais acesso ela tem a água doce, e conseqüentemente maior consumo

2-Estados: Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do sul
Países: Argentina, Paraguai e Uruguai

3- Os impactos quantitativos nos recursos hídricos vêem aumentando e produzem grandes alterações nos estoques de águas superficiais e subterrâneas. Há muitos casos de uso excessivo de recursos hídricos superficiais que resultaram na redução bem grande da água e consequentemente em desastres de grandes proporções.

Além dos impactos quantitativos, há muitos outros impactos na qualidade da águas superficiais e subterrâneas que comprometem os usos múltiplos e aumentam as pressões econômicas regionais e locais sobre os recursos hídricos.

4-A água está mal distribuída: 68% das águas doces do Brasil estão na região norte, deixando 16% para o Centro-oeste, 7% para o Sul, 6% para o Sudeste e apenas 3% para o Nordeste. Essa é a causa do problema de escassez de água verificado em alguns pontos do país, tendo em vista que grande parte da população se concentra nos locais onde a distribuição é menor.

5-Rio: Nilo
Países:Etiópia e Egito
Causa: o crescimento populacional no Egito, no Sudão e na Etiópia está ameaçando um conflito ao longo do rio mais comprido do mundo
Consequência:a Etiópia está pressionando por uma parte maior da água azul do Nilo, mas isso prejudicaria o Egito.E o Egito está preocupado com a parte branca do Nilo que corre através de Uganda e Sudão, e que poderia ser esgotado também antes que alcance o deserto de Sinai.

Anônimo disse...

Júlia Moser nº15 3ºA - EM
1- De acordo com o crescimento acelerado da população, o consumo da água fica cada vez maior. Em 50 anos o consumo dobrou junto com a população que hoje ja cresceu em outro ritmo junto exagerado uso da água. A tabela dois, comprova que a população mais rica, é a que consome mais água, justo pela má distribuição tanto nacional quanto mundial.
2- Abrange o Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do sul; e os países Argentina, Paraguai e Uruguai.
3- A poluição e o uso inadequado prejudicam essa manutenção, além da grande pluviosidade e determinadas áreas do país devido ao clima, assim essa água é má distribuída mesmo estando em grande quantidade.
4- O Norte e o Nordeste apesar de tão próximos apresentam realidades completamente diferentes em relação à água. Enquando na área da Amazônia a quantidade de água é enorme, devido a grande quantidade de chuvas e ao maior rio, o Amazonas se encontrarem nessa região. Já o Nordeste sempre sofre com as secas também em consequência do clima montanhoso que afasta as nuvens prejudicando sempre a pobre população. O centro-oeste também sofre com as secas mas não tão intensamente. O sudeste e o sul, com as massas de ar, possua grande pluviosidade o que muitas vezes prejudica, mas são áreas ricas do país.
5- ??

Anônimo disse...

1.A demanda mundial de água aumentou nos últimos 10 anos. E que existe uma má distribuição de água.
2.Estende-se pelo Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina. No Brasil abrange os estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.
3.A água disponível no Brasil vem sendo usada com desperdício. Assim, parte da água já perdeu a característica de recurso natural renovável, em razão de processos de urbanização, industrialização e produção agrícola, que são incentivados, mas pouco estruturados em termos de preservação ambiental e da água. O uso de agrotóxicos, a falta de saneamento básico, são fatores que acabam destruindo a enorme quantidade de água que o Brasil possui.
4.O Brasil é um país privilegiado. Aqui se encontra 12% da água mundial. No entanto, essa água está mal distribuída. 70% das águas doces do Brasil estão na Amazônia, onde videm apenas 7% da população. Enquanto o Nordeste, com 29% da população tem apenas 3% da água brasileira.
5.Diante da escassez de água, surgem conflitos entre países para definir quem domina as pouquíssimas bacias hidrográficas e águas subterrâneas. Um exemplo de disputa por água existe entre Israel, Líbano, Síria e Jordânia, que, por serem países fronteiriços, disputam o domínio da Bacia do rio Jordão.


Sarah Bernardes de Almeida 3B 39

Fabiane Manduca 3A disse...

Fabiane Manduca 3A
1- O crescimento demográfico vêm proporcionando o aumento do uso da água como pode-se ver na tabela 2 e sendo que em sua maioria são pessoas de classe alta que consomem mais água como pode-se observar na tabela 3, que muitas vezes é causado pela má distribuição da mesma.
2- A maior parte da área ocupada pelo aquífero — cerca de 1,2 milhão de km² — está no subsolo do centro-sudoeste do Brasil, nos estados: Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, São Paulo, Paraná, Goiás, Minas Gerais, Santa Catarina, Mato Grosso. O restante se distribui entre o nordeste da Argentina, noroeste do Uruguai e sudeste do Paraguai, nas bacias do rio Paraná e do Chaco-Paraná.
3- Um dos problemas é o acesso não-confiável ao abastecimento de água com um forte impacto negativo sobre os padrões de vida e saúde das populações rurais do Nordeste, onde vivem muitos domicílios, na maioria em extrema pobreza. E também a poluição da água nos centros urbanos como São Paulo e nas proximidades dos mesmos, o que compromete a saúde da população de baixa renda, causa dano ao meio ambiente e aumenta o custo do tratamento da água para os usuários rio abaixo.
4- O Brasil é um dos países mais ricos em água do planeta. Cerca de 12% da água doce superficial disponível na Terra estão aqui.
Essa água, porém, tem uma distribuição muito desigual. A região Norte com 7% da população, possui 68% da água do Brasil, enquanto o Nordeste com 29% da população, possui 3%, e o Sudeste, com 43% da população, conta com apenas 6%. Só a Amazônia tem 80% da água existente no Brasil.
Além disso, o desmatamento e a poluição dos rios tornam essa situação ainda mais séria e, em conseqüência disso tudo, quase metade dos brasileiros (45%) não têm acesso a serviços de água tratada e 96 milhões de pessoas vivem sem esgoto sanitário.
Como se não bastassem esses problemas, os brasileiros ainda desperdiçam 40% da água tratada fornecida aos usuários. Cada pessoa necessita de 40 litros de água por dia, mas os brasileiros consomem 200 litros.
E agricultura é o setor que mais consome água no país, cerca de 60% do total. As residências respondem por 22% e as indústrias, por 19% do consumo.
5- Rio Jordão:
O Oriente Médio é subcontinente da Ásia que possui clima árido, por isso não há muitos recursos hídricos na região.
Os países que fazem parte do Oriente Médio são ricos em petróleo, no entanto, são pobres em água. Essas nações enfrentam sérios problemas relacionados à escassez de água. Diversos países, como a Arábia Saudita e as pequenas nações do Golfo Pérsico, fazem dessalinização da água do mar que é cara mas mesmo assim são grandes compradores de água mineral.
Na região do Oriente Médio, os países que detêm em seu território nascentes de água, rios e aquíferos são privilegiados por possuir esse raro recurso.
Diante da escassez de água, surgem conflitos para definir quem domina as pouquíssimas bacias hidrográficas e águas subterrâneas. Um exemplo de disputa por água existe entre Israel, Líbano, Síria e Jordânia, que, por serem países fronteiriços, disputam o domínio da Bacia do rio Jordão.
No ano de 1967, Israel invadiu a Síria, que abriga em seu território a colina de Golã, onde está a nascente do rio Jordão. Esse rio é praticamente a única fonte de água para Israel e Jordânia.

E há também um site bem interessante sobre problemas ambientais: http://www.licenciamentoambiental.eng.br/os-12-grandes-problemas-ambientais-da-humanidade/

Anônimo disse...

1)Do ano 1940 para o de 1990 o consumo de agua dobrou. Assim na tabela 3 observa se que quanto maior a classe social maior o consumo de agua,a classe alta consome quase 3X mais que a baixa classe, mas a clase media consome apenas um pouco mais que a baixa.

2)O Aqüífero Guarani é o maior manancial de água doce subterrânea transfronteiriço do mundo. Está localizado na região centro-leste da América do Sul, estendendo-se pelo Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina. No brasil abrange os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

3)O crescimento demográfico rápido,a urbanização acelerada,desmatamento, poluição,alteração global do clima,falta de saneamento básico entre outros.

4)A água no brasil é mal destribuida, sendo70% das águas doces do Brasil estão na Amazônia, onde vivem apenas 7% da população. Essa distribuição irregular deixa apenas 3% de água para o Nordeste. Essa é a causa do problema de escassez de água verificado em alguns pontos do país.

5)No ano de 1967, Israel invadiu a Síria, que abriga em seu território a colina de Golã, onde está a nascente do rio Jordão. Esse rio é praticamente a única fonte de água para Israel e Jordânia o que gerou uma fonte de conflito.


Gesieli Oliveira nº12 3B

Anônimo disse...

Gabriel Henrique, Nº 10, 3ºB EM
1 – Que de 1940 até 1990 o número de habitantes aumentou e, além disso, o consumo também teve um grande aumento tornando a situação ainda pior. E outro fator que pode ser notado e que o consumo está relacionado a renda, sendo que quem tem um poder aquisitivo maior consome mais água do que quem tem um poder aquisitivo menor.

2 – O aqüífero Guarani situa-se na Argentina, Paraguai, Uruguai e no Brasil, ocupando os estados do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, São Paulo, Paraná, Goiás, Minas Gerais e Santa Catarina.

3 – Mesmo sendo privilegiado em relação aos seus recursos hídricos o Brasil passa por sérios problemas de utilização dos mesmos. O maior deles é sem dúvida a poluição, onde cidades como São Paulo, que se situam junto a rios e outros meios de captação de água, necessitam de água de outras regiões devido à poluição de seus afluentes. Outro problema também é a distribuição e o desperdício onde nem todos têm acesso à água e quem tem muitas vezes não da valor a esse precioso recurso natural.

4 – No geral o Brasil é um país extremamente privilegiado quando a questão é água, porém se dividir nossa pátria em partes podemos ver que as coisas não funcionam exatamente assim. Dentre as regiões privilegiadas encontram-se o sul, o centro oeste e o norte que possuem bons recursos disponíveis. Já o Sudeste, devido ao seu grau de industrialização e urbanização peca de certa forma nesse ponto, mas não por não possuir recursos hídricos e sim por ter poluído eles durante certo período. E já a região nordeste se localiza em um ponto precário, onde as chuvas já não são tão abundantes e o clima é semi-árido.

5 – O rio Wazzani é um que já gerou muita polemica entre países. Em 2002 o Líbano iniciou uma estação de bombeamento desse afluente do rio Jordão próximo a fronteira com Israel. Sendo apoiado pelo grupo militante Hezbollah o país continuou a construção, mesmo sob ameaça do primeiro ministro israelense Ariel Sharon. Outros países se envolveram, como os EUA, para evitar um conflito maior, tendo até a intervenção da ONU sendo que por diversos outros motivos como a religião já torna aquela região uma das mais hostis do mundo em relação a esse tipo de situação. Isso em decorrência do déficit de abastecimento em ambos os países, inclusive devido ao clima predominante entre eles.

Anônimo disse...

1.Segundo dados da tabela 2, a demanda mundial de água aumentou 6 ou 7 vezes nos últimos dez anos, o que eqüivale a mais do que o dobro da taxa de crescimento demográfico. A distribuição desigual é causa maior de problemas, o que e confirmado pela tabela 3, que mostra que quem tem mais acesso a agua potavel, e a populacao de alta renda.

2. O Aquifero Guarani está localizado na região centro-leste da América do Sul,estendendo-se pelo Brasil , Paraguai, Uruguai e Argentina . Sua maior ocorrência se dá em território brasileiro (2/3 da área total), abrangendo os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

3. Embora o Brasil seja o primeiro país em disponibilidade hídrica em rios do mundo, a poluição e o uso inadequado em razão de processos de urbanização, industrialização e produção agrícola, que são incentivados, mas pouco estruturados em termos de preservação ambiental, comprometem esse recurso em várias regiões do País e faz com que essa perca sua característica de recurso natural renovável.

4. A água está mal distribuída: Quase 70 % das águas doces do Brasil estão na Amazônia, onde vivem apenas 7% da população. Essa distribuição irregular deixa apenas 3% de água para o Nordeste, 16% no centro-oeste, 7% no sul, 6% na regiao sudeste. Tais valores indicam que a media de litros de agua por habitante é inferior a 2.000 litro, o que seria considerado ideal. Essa é a causa do problema de escassez de água verificado em alguns pontos do país.

5. As nascentes dos rios Tigres e Eufrates se situam na Turquia que é o único país da região que não apresenta no momento uma situação crítica em relação ao abastecimento de água.
Síria e Iraque compartilham estas bacias. Nesta região não existe nenhum tratado de gestão compartilhada dos recursos hídricos, mas existe o projeto GAP.
No início dos anos 90, a Turquia começou a encher a gigantesca represa de Ataturk no sudeste do país. A represa foi construída no rio Eufrates que é responsável por grande parte do abastecimento d’água da Síria e Iraque.
Antecipando-se à reclamações de vizinhos os Turcos aumentaram fluxo de água do Eufrates em 50% antes de cortar totalmente o fluxo do rio para encher o reservatório de Ataturk durante seis semanas.
O represamento do Eufrates serviu de estopim para estremecer as relações entre a Turquia e seus vizinhos em relação ao abastecimento de água e devem acontecer novos desdobramentos no futuro tendo em vista a água ser o mais valioso recurso natural no Oriente Médio e Próximo.
Este projeto aumenta a dependência de países como Síria e o Iraque em relação à Turquia. Os países árabes consideram um ato de guerra a construção da grande represa de Atatürk.

Nicolly Andrade Serrao 30
3 ano A - EM

Anônimo disse...

1- Na tabela 2, a população aumento, mas também o uso de água por habitante, entretanto em 1990 cada habitante usava o dobro de água do que em 1940. Tabela 3, quando mais renda, "mais a vontade" a população se sente a vontade de desperdiçar água.
2- O aquífero Guarani ocorre nos estados de Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do sul; atingindo também os países Argentina, Paraguai e Uruguai. É portanto um sistema transnacional. A área total de ocorrência chega a 1.400.000 quilômetros quadrados, dos quais cerca de 1 milhão está em território brasileiro. Sua dimensão norte-sul no Brasil chega a 2000 quilômetros.
3- O esgoto é uma das principais causas de poluição no Brasil, um problema de grandes proporções que arruína a qualidade de vida, a saúde e o desenvolvimento econômico de grandes áreas metropolitanas e exerce um impacto desproporcional sobre as pessoas de baixa renda que vivem em favelas ao redor das grandes cidades brasileiras. De acordo com a Pesquisa Nacional de Saneamento Básico (PNSB) de 2000, são tratados menos de 10% das águas servidas produzidas nas áreas urbanas. A PNSB de 2000 foi a última pesquisa realizada em âmbito nacional sobre abastecimento de água para consumo humano e coleta de águas servidas.
4- A irrigação privada predomina nas regiões povoadas do Sul, Sudeste e Centro-Oeste, onde ocorre a maior parte do desenvolvimento industrial e agrícola do país. Na região Nordeste, os investimentos feitos pelo setor público buscam estimular o desenvolvimento regional em uma área propensa a secas e com graves problemas sociais. Essas diferentes abordagens têm resultado em consequências diversas. Dos 120 milhões de hectares (ha) potencialmente disponíveis para a agricultura, somente cerca de 3,5 milhões de hectares estão atualmente irrigados, embora as estimativas mostrem que 29 milhões desses hectares sejam adequados para essa prática.
5- O conflito do Rio Madeira entre Brasil e Bolívia e a busca de sua solução por meio do Direito Internacional. Conseqüência é que um dos países pode perder o direto de explorar o Rio Madeira

Jean Carlos Arceno nº17 3ºB

Anônimo disse...

Victor felde 40 3B

1- Tab2 que em 50 anos cada habitante consumiu o dobro de água (de 400 p/ 800m³).

Tab3 que quanto mais elevado o nível de vida mais água a pessoa gasta.

2- Argentina, Brasil, Paraguai. RS, SC, PR, SP, MG, MS, GO, MT.

3- O Brasil disperdiça muita água na agricultura, com tecnicas inadequadas, ao invéz de organizar o plantio de forma adequada e inteligente.

4- Onde temos um grande volme de água, temos grande concentração populacional e um grande desenvolvimento, ja em lugares escaços, deserticos, como no nordeste, a populaçao por km² é muito menor, o desenvolvimento é menor e o indice de mortalidade é muito maior.

5- Etiópia e Egito: O crescimento populacional no Egito, no Sudão e na Etiópia está ameaçando um conflito ao longo do rio mais comprido do mundo, o Nilo. A Etiópia está pressionando por uma parte maior da água azul do Nilo, mas isso prejudicaria o Egito. E o Egito está preocupado com a parte branca do Nilo que corre através de Uganda e Sudão, e que poderia ser esgotado também antes que alcance o deserto de Sinai.

Anônimo disse...

Bruna Caroline Maia nº04 3ºA

1 Que o consumo de água é muito grande, mas que essa água consumida é utilizada a maior parte pela classe alta.
2 Uruguai, Paraguai,Argentina e Brasil (Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul).
3 a poluição por muitas cidades não terem saneamento básico, irrigação que polui muito a água utilizada, e a má distribuição das águas no país
4 No nordeste vem 3% de água sendo que a é a segunda maior região em população.
Já no norte onde 68% da água esta armazenada e é onde tem a menor população
Já o sul tem 7% de água e é bem distribuída pelo os estados.
O centro-oeste recebe 16% é distribuída em certas partes mais na região do pantanal, mas esse está sofrendo com as mudanças climáticas.
O sudeste recebe 6% de água, mas esse é mal distribuído para o interior do estado.
O sudeste recebe 6% de água, mas esse é mal distribuído para o interior do estado.Conseqüências: brigas entre países, mortes, envolvimento de outros países

Anônimo disse...

(26) Luiz Henrique Rodrigues de Almeida - 3º "B"

1 – Do ano de 1940 para 1990 a quantidade de habitantes mais do que dobrou e a quantidade de água utilizada por habitante passou a ser duas vezes maior, representando como o uso da mesma se tornou tão fundamental com o passar do tempo. Pode-se observar também que há uma grande divergência do consumo da água entre as classes médias, onde a classe utiliza anualmente pouco mais que triplo da quantidade de água que a classe baixa.
2 – Os países em que se encontra o Aquífero Guarani são Brasil, Uruguai, Paraguai e Argentina. No Brasil abrange os estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Goiás, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Minas Gerais.
3 – Os principais problemas giram em torno do descuido do povo quanto à poluição da água, principalmente nas grandes cidades como São Paulo e Rio de Janeiro, que para suprir suas perdas acabam por resgatar água de outras regiões próximas. O desperdício também é uma grande vertente causadora da escassez, pois quem tem em abundância acaba usando desenfreadamente e deixando os que têm em menor quantidade cada vez com menos. Apesar do tamanho do Brasil e da quantidade de água que encontra-se nele, há algumas regiões mais privilegiadas do que outras
4 – A região do Nordeste sofre muito com a escassez da água justamente pela sua localização geográfica, próxima a linha do Equador, onde é desprovida de chuvas e “portadora” de clima semiárido, e, podemos lembrar uma grande “injustiça” quanto à divisão da água em um país de tamanho continental que tem consigo 12% da água mundial. As regiões do Sul, Norte e Centro-Oeste possuem uma quantidade de água proporcional-abundante para tais regiões, já a região sudeste não possui tanto devido ao seu grau de industrialização, onde já desperdiçou uma imensa quantidade de recursos hídricos e por ter também um alto nível de urbanização.
5 – Não é mentira que o logo a água será mais valiosa que petróleo, se é que já não é em alguns lugares do mundo. Relatos do Banco Mundial (1995) já previam que as próximas guerras seriam pele disputa de água. Já ocorreu uma guerra no Oriente Médio desencadeada pelo controle de água. Os Árabes fizeram obras para mudar o curso do Rio Jordão e de seus respectivos afluentes. Lembrando que o Rio Jordão nasce no Líbano e corre em direção par a Israel e Jordânia. Com as obras árabes, o povo de Israel ficaria com pouco recurso hídrico, o que fez com que o governo israelense bombardeasse a obra, aumentando a rivalidade.

Anônimo disse...

Amanda Machado nº2 3B
1- Com o passar do tempo, a população aumentou assim como o consumo de água que dobrou em 50 anos. No entanto o consumo de água é mal distribuído entre os grupos de renda baixa, média e alta, onde o grupo de renda alta( constituído da menor parcela da população) compreende mais de um terço de renda consumida pela classe baixa.
2- O aquífero Guarani ocorre nos estados de Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do sul; atingindo também os países Argentina, Paraguai e Uruguai.
3- Além da má distribuição de água por renda e as classes sociais há também uma má distribuição de água em relação aos estados brasileiros e a quantidade de habitantes. O norte, por exemplo, compreende cerca de 68% das reservas de água do Brasil e é a região menos habitada. Enquanto os estados do Nordeste sofrem com as secas, estando disponíveis a eles apenas 3% das reservas de águas brasileiras.
4- Os principais obstáculos com relação à manutenção dos recursos hídricos brasileiros, se dão por meio da poluição da água no meio urbano, principalmente causada pelo despejo de dejetos orgânicos, o que compromete a saúde da população de baixa renda, aumenta o custo de tratamento da água e gera danos ao meio ambiente. A poluição causada pelo uso de agrotóxicos abusivos na zona rural e o despejo de metais pesados pelas impresas contribuem para a escasses de água. Alem disso os mananciais brasileiros sofrem indiretamente com o desperdício da população o que pode ocasionar o desaparecimento de alguns deles. E acarretam consequências de impactos sociais como o acesso não-confiável e a falta de água em zonas rurais do nordeste com extrema pobreza.
5- Nos países do Oriente Médio há abundancia de recursos petrolíferos, no entanto, são pobres em água. Essas nações enfrentam sérios problemas relacionados à escassez de água. Diversos países, como a Arábia Saudita e as pequenas nações do Golfo Pérsico, fazem dessalinização da água do mar, mesmo assim são grandes compradores de água mineral. Diante da escassez de água, surgem conflitos entre países para definir quem domina as pouquíssimas bacias hidrográficas e águas subterrâneas. Um exemplo de disputa por água existe entre Israel, Líbano, Síria e Jordânia, que, por serem países fronteiriços, disputam o domínio da Bacia do rio Jordão. Outro foco de conflito acontece nas proximidades dos rios Tigre e Eufrates. Ambos nascem em território turco e o escoamento de suas águas segue rumo ao Golfo Pérsico; abastecendo a Síria e o Iraque.
Diante disso, esses países temem o controle turco sobre as nascentes dos rios; pois a Turquia pode represar suas águas para realização de irrigação, construção de usinas hidrelétrica ou para qualquer outro fim. Dessa forma, o abastecimento da Síria e do Iraque ficaria comprometido.

Anônimo disse...

1- De acordo com a tabela 2 e 3 podemos perceber o aumento de desperdício de água que dobrou entre os anos de 1940 a 1990, num período de 50 anos o consumo de água dobrou e com a análise da tabela 3 podemos ver que as pessoas com maior renda financeira usa mais água.
2-A maior parte (70% ou 840 mil km²) da área ocupada pelo aquífero — cerca de 1,2 milhão de km² — está no subsolo do centro-sudoeste do Brasil. O restante se distribui entre o nordeste da Argentina (255 mil km²), noroeste do Uruguai (58 500 km²) e sudeste do Paraguai (58 500 km²), nas bacias do rio Paraná e do Chaco-Paraná. A população atual do domínio de ocorrência do aquífero é estimada em quinze milhões de habitantes.
Mato Grosso do Sul (213 700 km²)
Rio Grande do Sul (157 600 km²)
São Paulo (155 800 km²)
Paraná (131 300 km²)
Goiás (55 000 km²)
Minas Gerais (51 300 km²)
Santa Catarina (49 200 km²)
Mato Grosso (26 400 km²)
3-Essa água, no entanto, é distribuída de forma irregular, apesar da abundância em termos gerais. Com a qualidade comprometida a água limpa está cada vez mais rara na Zona Costeira e a água de beber cada vez mais cara. Essa situação resulta da forma como a água disponível vem sendo usada: com desperdício - que chega entre 50% e 70% nas cidades -, e sem muitos cuidados com a qualidade. Assim, parte da água no Brasil já perdeu a característica de recurso natural renovável
4-No entanto, essa água está mal distribuída: 70% das águas doces do Brasil estão na Amazônia, onde vivem apenas 7% da população. Essa distribuição irregular deixa apenas 3% de água para o Nordeste. Essa é a causa do problema de escassez de água verificado em alguns pontos do país.
5-Israel, Jordânia e Palestina: 5% da população do mundo sobrevivem com 1% da sua água disponível no Oriente Médio, nesse contexto ainda há a guerra entre árabes e israelenses. Isso poderia contribuir para crises militares adicionais enquanto o aquecimento global continua. Israel, os territórios palestinos e a Jordânia necessitam do rio Jordão, mas Israel controla-o e corta suas fontes durante as épocas de escassez. O consumo palestino é então restringido severamente por Israel.

Leonardo Biu Ilkiu 21 3°B

Anônimo disse...

muito massa

Anônimo disse...

1- Na primeira tabela (2) observasse o crescimento da população e o consumo de água crescendo desproporcional. na segunda tabela(3) sobre os grupos de renda é possível observar, a classe alta é quem tem o maior consumo de água, com isso as outras classes como médio e baixa não tem acesso a mesma quantidade de água.
2- No Brasil abrange Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, São Paulo, Paraná, Goiás, Minas Gerais, Santa Catarina e Mato Grosso. Também abrange o nordeste da Argentina, noroeste do Uruguai e sudeste do Paraguai.
3- Por ser um país rico em disponibilidade de água o Brasil acaba usando sua água de forma erra, porém o custo que é gasto para purificar água é alto demais com isso é mais fácil ver as classes media e alta tendo o uso desta água, pois são capazes de pagar pelo tratamento. Temos recursos hídricos, porém com o exerço de consumo e a importação da água faz com que seja usado de forma acelerada.
4- Nas regiões Norte e Nordeste são as que menos consomem água, pois não tem tratamento adequado, e precisam caminhas quilômetros atrás de água. Centro-Oeste por ter um clima quente consumo muito porém não tem tenta reserva de água disponível onde boa perde se sua água vai para as fazenda na manipulação de gados. As regiões Sul e Sudeste são as que consomem mais água, porem sempre é possível, encontrar uma água limpa de disponível para beber.
5- Israel, Jordânia e Palestina: 5% da população do mundo sobrevivem com 1% da sua água disponível no Oriente Médio, nesse contexto ainda há a guerra entre árabes e israelenses, por causa da falta de água disponível para seus habitantes.
Alan Rizzi (01)3ªºB

Carolina - 08 - 3ºB disse...

Carolina Gonçalves - nº 08, 3ºB.
1- Que enquanto a população aumenta junto ao consumo de água, a qualidade desta fica cada vez mais precária e mau distribuída de acordo com a classe social e região de moradia. Junto a este consumo precário, existe o grande desperdício de agua, que acontece em maior frequência em locais que a agua é tida como abundante. A demanda de agua tende a aumentar cada vez mais, e existe certa desvalorização da agua pelo governo brasileiro, a agua é um bem muito barato e de fácil acesso para a maior parte do país o que a torna propicia ao desperdício e a má utilização. As prefeituras chegam a utilizar aguas tratadas para a limpeza das cidades, ate mesmo para regar as plantas, como se não houvesse parte da população passando sede, e utilizando agua sem qualidade alguma.
2- O aquífero Guarani esta localizado pelo subsolo de oito estados Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, com aproximadamente 840 mim km de extensão brasileira. Esta água já é limpa e própria para o consumo, e existem regiões de afloramento desta agua em que não é necessária retirá-la a força do subsolo. Infeliz a cultura do desperdício está presente neste povo, tão rico em natureza e tão pobre de amor a terra, de amor aos bens esgotáveis e preciosos.
3- A distancia dos grandes centros urbanos ate fontes de agua limpa são grandes, tendo em vista que muitas vezes não é viável o transporte destas. Mas esses são problemas pequenos comparados a poluição já existente de rios que banham as grandes cidades, como o Tiete em São Paulo, completamente destruído. No região semiárida do pais a maior parte dos rios são intermitentes, ou seja, possuem aguas em certos períodos do ano. O baixo custo da agua é também um problema já que torna a agua um bem de fácil acesso sem valorização. Apesar disto, o Aquíferos Guarani e o Alter do chão, assim como os rios da Amazônia podem ser preservados e mantidos em boa qualidade.
4- A ruim distribuição de agua, enquanto o Norte possui 70% da agua doce do país para 7% da população, enquanto o Nordeste possui somente 3% de agua.
5- Um conflito mesmo que antigo por agua esta forte e presente ainda na atualidade, que é a disputa pelo Rio Jordão, entre Israel, Líbano, Síria e Jordânia, que por serem países de fronteiras disputam entre si. A concorrência por este é grande pelo fato que no Oriente Medio o clima é semiárido e arido, assim existe a carência de agua. Alem disso a necessidade só aumenta devido ao crescimento demográfico.

Anônimo disse...

Hemily Cunha Nº16 3ºB

1- Concluísse que com o crescimento populacional, também houve um grande acréscimo na quantidade de água utilizada por habitantes. Na tab.3 podemos perceber que a distribuição desigual da água potável já tem feito grandes resultados, e está cada fez menos para o grupo de baixa renda.
2- Está localizado na região centro-leste da América do Sul, estendendo-se pelo Brasil (840.000l Km²), Paraguai (58.500 Km²), Uruguai (58.500 Km²) e Argentina (255.000 Km²). Sua maior ocorrência se dá em território brasileiro (2/3 da área total), abrangendo os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.
3- Toda essa água, no entanto, é distribuída de forma irregular, apesar da abundância em termos gerais. Com a qualidade comprometida à água limpa está cada vez mais rara na Zona Costeira e a água de beber cada vez mais cara. Essa situação resulta da forma como a água disponível vem sendo usada: com desperdício - que chega entre 50% e 70% nas cidades -, e sem muitos cuidados com a qualidade. Assim, parte da água no Brasil já perdeu a característica de recurso natural renovável (principalmente nas áreas densamente povoadas), em razão de processos de urbanização, industrialização e produção agrícola, que são incentivados, mas pouco estruturados em termos de preservação ambiental e da água. Nas cidades, os problemas de abastecimento estão diretamente relacionados ao crescimento da demanda, ao desperdício e à urbanização descontrolada – que atinge regiões de mananciais. Na zona rural, os recursos hídricos também são explorados de forma irregular, além de parte da vegetação protetora da bacia (mata ciliar) ser destruída para a realização de atividades como agricultura e pecuária.
4- 70% das águas doces do Brasil estão na Amazônia, onde vivem apenas 7% da população. Essa distribuição irregular deixa apenas 3% de água para o Nordeste. Essa é a causa do problema de escassez de água verificado em alguns pontos do país. Em Pernambuco existem apenas 1.320 litros de água por ano por habitante e no Distrito Federal essa média é de 1.700 litros, quando o recomendado são 2.000 litros.
5- Israel, Jordânia e Palestina: 5% da população do mundo sobrevivem com 1% da sua água disponível no Oriente Médio, nesse contexto ainda há a guerra entre árabes e israelenses. Isso poderia contribuir para crises militares adicionais enquanto o aquecimento global continua. Israel, os territórios palestinos e a Jordânia necessitam do rio Jordão, mas Israel controla-o e corta suas fontes durante as épocas de escassez. O consumo palestino é então restringido severamente por Israel.

Anônimo disse...

Bruna Caroline Maia nº04 3ºA
Continuação das questões
5) China e Índia: O rio Brahmaputra já causa tensão entre Índia e China e pode se tornar uma faísca para dois dos maiores exércitos do mundo. Causa: Em 2000, a Índia acusou a China de não passar informações sobre o rio que vem desde o Tibet que causou inundações no nordeste da Índia e em Bangladesh. Conseqüências: pode começar uma guerra entre os dois maiores exércitos do mundo dividindo essa região da Ásia

Anônimo disse...

1- Apesar de 70% da Terra ser coberta por água, existem diversos lugares que sofrem com a falta dela. Isso se deve ao fato de a maior parte das águas não estarem disponíveis ao consumo humano. Com o aumento da população mundial, o problema com a falta de água diversos países está cada vez maior.

2- O Aquífero Guarani está presente na Argentina, no Uruguai, no Paraguai e no Brasil, onde está a sua maior ocorrência. Ele se estende pelos seguintes estados brasileiros: Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

3- No Brasil, apesar de ter muitos recursos hídricos, sofre em alguns estados com a falta de água. Um dos resposáveis por esse problema é a má distribuição de água, onde enquanto existem estados com água em excesso, existem outros que sofrem com terríveis secas. Outro causador desse problema é o mau uso da água. Pelo fato de o Brasil ter muito desse recurso, as pessoas acham que podem gastar à vontade. Além disso, a maioria das cidades brasileiras não tem tratamento de esgoto, elas simplesmente o lançam em rio e mares, poluindo águas que poderiam ser consumidas.

4- A região Norte possui a maior quantidade de recursos hídricos, porém a menos povoadas, assim uma pequena quantidade de sua água é utilizada. Já a região Nordeste que é a segunda mais povoada, sofre com as secas. As regiões Sul e Sudeste, são as mais industrializadas, não possuem muitos recursos hídricos, assim acabam recorrendo a busca de águas em outras regiões brasileiras.

5- No Oriente Médio existem duas disputas por água, uma delas é a disputa pela bacia do rio Jordão, entre Israel, Líbano, Síria e Jordânia. E a outra é pelas bacias dos rios Tigre e Eufrates por parte da Turquia, Síria e Iraque. Em países dessa região do mundo onde a água é pouca, a vontade de dominar os já raros recursos hídricos tem motivado o surgimento de conflitos armados.

Sérgio Heusi de Almeida, 36. 3ºA

Leonardo Contezini - nº 18 - 3º A disse...

1- Podemos concluir que conforme a população mundial cresce, o consumo individual também, ou seja, a quantidade de água utilizada pelos habitantes está crescendo desaceleradamente. Há também o fato de a economia influenciar no consumo de água. Geralmente, países mais ricos, com a população consequentemente mais rica, consome mais água (é o caso dos americanos, que consomem em média 500 litros de água diariamente, enquanto em alguns países africanos, por exemplo, não chega a 5 litros por habitante no dia).

2- No Brasil, Paraguai, Argentina e Uruguai. No Brasil, ocupa os estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

3- Os principais problemas brasileiros são: a má distribuição da água (como exemplo, 70% da água doce do país está na Amazônia, onde apenas 7% da população vive, e poucos recebem esta água), a falta de tratamento, controle de esgotos, despejo de dejetos - tanto domésticos quanto industriais - em rios, córregos e tudo mais.Além disso, o mau uso da água, para coisas desnecessárias, e a falta de reaproveitamento, onde muitos setores poderiamr reusar a água ao invés de utilizar água tratada.

4- Tabela de parcelas da população com acesso à água potável em cada estado: http://fortalezadesentupidora.com/blog/wp-content/uploads/2010/04/gr%C3%A1fico_acesso_%C3%A1gua.jpg

5- O Rio Eufrates já causou muitos conflitos, pois nasce na Turquia e passa pela Síria. Na Turquia, foram construídas barreiras para produção de energia, o que faz com que pouca água chega à Síria, e o pouco que chega está contaminado, já que passou por cidades da Turquia.

Aluno: Leonardo Contezini - nº 18 - 3º EM A

Rafael disse...

1- pode-se concluir que cada vez mais as pessoas estão usando maiores quantidades de aguá ou seja há cada vez mais desperdícios por parte das pessoas também se percebe que com o aumento desse desperdício fica cada vez mais difícil a purificação destas águas pois na verdade a água não esta se acabando mais sim ficando inconsumível.

2-Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do sul e também países como a Argentina, Paraguai e Uruguai.

3-mal uso, má distribuição,falta de investimentos nesses aspéctos além do grande desenterece por parte dos nosso governantes e a politicagem e todas as questões de dsiputas de estados.

4-Sul 7% de água população 27.384.815
Sudeste 6% de água população 80.353.724
Centro-Oeste 16% de água população14.050.340
Nordeste 3% de água população 53.078.137
Norte 68% de água população15.865.678

5-A Ásia que possui clima árido, por isso não há muitos recursos hídricos os países do Oriente Médio são ricos em petróleo, mas são pobres em água, essas nações enfrentam sérios problemas pela escassez de água. Diversos países, como a Arábia Saudita e as pequenas nações do Golfo Pérsico, fazem dessalinização da água do mar, mesmo assim é preciso comprar de água mineral de outros países; na região do Oriente Médio, os países que detêm em seu território nascentes de água, rios e aqüíferos, são privilegiados por possuir esse riquíssimo e raro recurso. Por isso, surgem conflitos entre países para definir quem domina as pouquíssimas bacias hidrográficas e águas subterrâneas como por exemplo de disputa por água existe entre Israel, Líbano, Síria e Jordânia, que, por serem países fronteiriços, disputam o domínio da Bacia do rio Jordão.

Rafael de Carvalho 3°B n°37

Anônimo disse...

1- Mostra que o grupo de classe baixa , utiliza bem menos agua do que o grupo de classe media alta, e que em 50 anos o uso da agua por habitante ao ano dobrou, quase o mesmo numero de habitantes.
2- O aquífero Guarani ocorre nos estados de Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, atingindo também os países Argentina, Paraguai e Uruguai

3-A poluição e o uso inadequado comprometem esse recurso em várias regiões do Brasil. Essa água é distribuída de forma irregular, onde a qualidade da água limpa está cada vez mais comprometida na Zona Costeira e a água de beber mais cara.
4- Cerca de 12% da água doce total no planeta estão no Brasil, onde ocorre uma má distribuição da mesma, principalmente devido a aspectos geográficos. Na Amazônia encontra-se 70% das águas doces do Brasil, onde vivem apenas 7% da população brasileira, com essa distribuição irregular acaba restando apenas 3% de água para o Nordeste, região brasileira mais propicia a secas e a pobreza. A disponibilidade hídrica brasileira, depois do Norte é seguida pelo Centro Oeste, que detém cerca de 16%. Um fato interessante é que enquanto em Pernambuco existem apenas 1.320 litros de água por ano por habitante, no Distrito Federal essa média é de 1.700 litros, quando o recomendado são 2.000 litros. Seguido do Centro Oeste, vêm o Sul com 7% e depois o Sudeste com 6%, regiões onde ocorre grande incentivo agrícola e também de poluição.

5-Um exemplo de disputa por água existe entre Israel, Líbano, Síria e Jordânia, que, por serem países de fronteira, disputam o domínio da Bacia do Rio Jordão, ocasionando ainda mais divergências entre essas nações, vinculando processos de guerra armada, e de grande poluição, com um elevado consumo de água, representado pelo crescimento populacional do Oriente Médio nos últimos anos. Os países do Oriente Médio são ricos em petróleo, no entanto, são pobres em água, onde enfrentam sérios problemas relacionados à escassez de água. Diante da escassez de água, surgem conflitos entre países para definir quem domina as pouquíssimas bacias hidrográficas e águas subterrâneas na região


Aluna:Loreane Lopes n: 23 3B

Bruna Petter disse...

1-O QUE PODEMOS CONCLUIR EM RELAÇÃO AS INFORMAÇÕES DAS TABELAS 2 E 3 ?
Na medida em que a população mundial aumenta, o consumo dos recursos naturais como a água cresce. O consumo de água está diretamente ligado ao poder econômico: enquanto a classe baixa consome em média 386 m³/ano de água, a classe alta utiliza quase o triplo desse montante, cerca de 1167 m³/ano.

2-QUAIS OS ESTADOS E OS PAÍSES , ONDE ESTÁ LOCALIZADO O AQÜÍFERO GUARANI?
Argentina, Uruguai, Paraguai e Brasil (Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Goiás)

3- O BRASIL POSSUI EM TORNO DE 12% DA ÁGUA DOCE DO PLANETA, QUAIS SÃO OS PRINCIPAIS PROBLEMAS BRASILEIROS EM RELAÇÃO A MANUTENÇÃO DA QUALIDADE NOS NOSSOS RECURSOS HÍDRICOS?
Nossos recursos hídricos são explorados de forma irregular, o que vem ocasionando dificuldades na manutenção de sua qualidade. Exemplos de má utilização são o desperdício nas cidades, a abundante irrigação no campo e o uso indiscriminado de agrotóxicos, que polui nossos rios. Isso se deve principalmente pela falta de planejamento do processo de urbanização, industrialização e produção agrícola.

4-EXPLIQUE RELACIONANDO A QUANTIDADE DE ÁGUA DE CADA REGIÃO DO BRASIL E
SUA RESPECTIVA POPULAÇÃO:
A má distribuição de água é um problema presente no Brasil. Enquanto a maior concentração de água doce (68%) localiza-se no Norte do país, apenas 7% da população do Brasil reside em tal região. Os outros 93% da população brasileira dispõem apenas de 42% da água disponível, divididos em 16% no centro-oeste, 7% no sul, 6% no sudeste e apenas 3% no nordeste.

5- ESCOLHA UM RIO NO MUNDO QUE JÁ É CONSIDERADO COMO CONFLITO ENTRE OS PAÍSES , EXPLIQUE AS CAUSAS E AS CONSEQUÊNCIAS :
Um exemplo de disputa por água existe entre Israel, Líbano, Síria e Jordânia, que, por serem países fronteiriços, disputam o domínio da Bacia do rio Jordão. No ano de 1967, Israel invadiu a Síria, que abriga em seu território a colina de Golã, onde está a nascente do rio Jordão. Esse rio é praticamente a única fonte de água para Israel e Jordânia. O Oriente Médio, nos últimos anos, apresentou um crescimento populacional, o que elevou o consumo de água e reduziu a quantidade da mesma disponível nos mananciais, fato que tem contribuído para agravar ainda mais os focos de conflito entre os países. (fonte: migre.me/5Sx7h)

Bruna Petter nº6 / 3ºB

Anônimo disse...

1- A população mundial cresceu nos últimos anos e consequentemente a necessidade por água também. Porém, com esse aumento populacional, muitas pessoas sofrem com a falta de água, principalmente as de baixa renda, onde em países como o Brasil, por exemplo, com cidades despreparadas para abastecer todas as suas áreas, geralmente é a camada mais pobre que sofre.

2- O Aquífero Guarani abrange a Argentina, Uruguai, Paraguai e Brasil, onde está presente nos seguintes estados: Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

3- O grande problema no Brasil em relação a água é o seu mal uso. A poluição de rios, através do não tratamento de esgoto ou então a contaminação com lixo urbano, além do o desperdício descontrolado.

4- A região Norte possui a maior reserva de água dentro do território brasileiro,mas por outro lado possui a menor população, resultando em um acumulo de água sem uso. Enquanto a regiã norte tem muita água e pouca populção, o nordeste tem pouco água (chegando a sofrer com as secas) e um grande número em sua população, sofrendo com a escassez. A região Sul não possui uma população muito grande, mas também não tem muitos recursos hídricos, porém as constantes chuvas não deixam a população dessa região sofrer com a falta de água. Já a Região Sudeste tem a maior população e poucos recursos hídricos, mas como na região Sul, as chuvas não deixam essa região sofrer com a falta de água.

5- Os conflitos armados entre Israel, Líbano, Síria e Jordânia pela disputa pelo Rio Jordão, acabou não trazendo nenhum benefício a esses países, pois hoje este rio sofre com a poluição e seca.

Melina Kleis, 32 - 3ºB

Anônimo disse...

Carlos H. Nº7 3ºB

1- Percebe-se que a necessidade de água no seu dia-a-dia aumentou muito, com avanços em todas as áreas onde a água traz conforto, como pro exemplo banheiras entre outros. Isso justifica também a variação do consumo pela qualidade de vida de cada pessoa, onde os que possuem mais poder aquisitivo pode levar a acreditar que consomem mais água. Pela tabela 2 podemos ver que o consumo de água aumento juntamente com o numero de habitantes, onde praticamente ambos dobraram seu valor.

2- Se estende pelo Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina. No Brasil abrange os estados do sul, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goias, São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

3- No Brasil um dos maiores problemas é a desigual distribuição da água pelo país, onde temos a Amazônia rica em água, com o nordeste e todo o problema de secas, logo, água só se torna problema para os mais pobres, ou seja a maioria da população nordestina que convive com essa falta de recursos. No Brasil também se tem o problema da poluição de rios nas grandes cidades que torna inviável o consumo da água.

4- A região norte onde se localiza a Amazônia, é uma das mais ricas em água, mas com uma população menor ao considerar que a maior parte do território são matas e muitos dos estados e cidades não são tão urbanizados como as capitais onde se concentram a maior parte da população. A região nordeste tem baixa quantidade com uma população que se localiza mais na parte litorânea da região muito pelo comércio e turismo, o clima semi-árido dificulta muito o desenvolvimento nessas áreas.

5- Conflitos no Oriente Médio, essa região por ser um clima semi-árido como o nosso nordeste, existe uma certa preocupação com os recursos hídricos. Israel invadiu a Síria, onde está a nascente do rio Jordão. Esse rio é praticamente a única fonte de água para Israel e Jordânia. Israel por ser mais desenvolvido e com mais recursos financeiros tomaram providencias para resolver os problemas da falta de água em tempos de muito calor. Para isso acabou por afetar os demais países que também necessitam do rio, sendo assim causando conflitos, provavelmente um dos iniciais por muitos que viram a acontecer. Israel instalou uma barragem para represar água e se garantir nas secas, o que deixa outros países com falta dela, outro problema também é a poluição, onde torna caro ou as vezes inviável o consumo da água potável.

Julia Stahelin (nº20 - 3ºB) disse...

Julia Stähelin - nº20 3ºB


1-O QUE PODEMOS CONCLUIR EM RELAÇÃO AS INFORMAÇÕES DAS TABELAS 2 E 3 ?
A demanda mundial de água aumentou em uma proporção desigual em relação ao crescimento demográfico – cerca de 6 ou 7 vezes nos últimos dez anos, enquanto apenas dobrou a quantidade de habitantes. Isso se deve, principalmente, à cultura de desperdício de água no mundo inteiro, pois ainda se acredita que ela é um recurso natural ilimitado.
Outro problema enfrentado é a distribuição desigual desse recurso. Apesar de privilegiado com 12% da água doce, o Brasil sofre a falta de água. A distância entre fontes e centros consumidores agrava essa situação. São Paulo, por exemplo, sofre com a poluição que torna imprestáveis para consumo as fontes próximas e tem de captar água de bacias distantes, alterando cursos de rios e a distribuição natural da água na região (água sem tratamento aumentou de 3,9% para 7,2%). É necessário uma mudança nos hábitos para evitar o desperdício de água, visto que, atualmente em torno de 1,2 bilhões de pessoas carecem de água apta para o consumo.

2-QUAIS OS ESTADOS E OS PAÍSES , ONDE ESTÁ LOCALIZADO O AQÜÍFERO GUARANI?
Argentina, Paraguai, Uruguai e Brasil, nos estados de Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do sul.

3- O BRASIL POSSUI EM TORNO DE 12% DA ÁGUA DOCE DO PLANETA, QUAIS SÃO OS PRINCIPAIS PROBLEMAS BRASILEIROS EM RELAÇÃO A MANUTENÇÃO DA QUALIDADE NOS NOSSOS RECURSOS HÍDRICOS?
Poluição e o uso inadequado comprometem a qualidade da água. Principalmente nas áreas densamente povoadas, a água perdeu a característica de recurso natural renovável. Na zona rural, a sitação é semelhante – os recursos são explorados de forma irregular, além de parte da vegetação protetora da bacia (mata ciliar) ser destruída para a realização de atividades como agricultura e pecuária. Processos de urbanização, industrialização e produção agrícola - que são incentivados, mas pouco estruturados em termos de preservação ambiental; são as razões para a atual situação.
Agrotóxicos e dejetos utilizados nessas atividades são os principais poluidores. Além da baixa eficiência das empresas de abastecimento, com perdas na rede de distribuição por roubos e vazamentos que atingem entre 40% e 60%, além de 64% das empresas não coletarem o esgoto gerado. Sem contar que 90% dos esgotos domésticos e 70% dos efluentes industriais são jogados sem tratamento nos rios, açudes e águas litorâneas.
Uma das alternativas encontradas é fundamentada no fato de 90% das atividades modernas poderem ser realizadas com água de reuso (indústrias, lavagem de áreas públicas e descargas sanitárias de condomínio) – o que diminuiria a demanda e o custo dessa água.

4-EXPLIQUE RELACIONANDO A QUANTIDADE DE ÁGUA DE CADA REGIÃO DO BRASIL E SUA RESPECTIVA POPULAÇÃO:
- 70% da água doce no Brasil se encontram na Amazônia – onde vive apenas 7% da população (região Norte)
- 16% no Centro-Oeste - 7,4% da população brasileira
- 7% no Sul – 14,5% da população brasileira
- 6% no Sudeste – região mais populosa do país (42%)
- 3% no Nordeste – 28% da população brasileira

*A distribuição recursos hídricos não está relacionada com a quantidade de habitantes em cada região - o que dificulta ainda mais o acesso a água.

5- ESCOLHA UM RIO NO MUNDO QUE JÁ É CONSIDERADO COMO CONFLITO ENTRE OS PAÍSES, EXPLIQUE AS CAUSAS E AS CONSEQUÊNCIAS :
Rio Jordão: motivo de conflito entre Israel, Jordânia e Palestina. Israel, os territórios palestinos e a Jordânia necessitam desse rio, no entanto, Israel controla-o e corta suas fontes durante as épocas de escassez, dessa forma, o consumo palestino é restringido severamente por Israel. Tal controle sobre o recurso é questionado pelos demais países que dependem do rio, sem contar que 1% da água disponível no Oriente Médio é responsável por abastecer 5% da população mundial.

Anônimo disse...

Questão1-O planeta é praticamente todo coberto por água, em que se divide em rios, mares, oceanos, e nas águas subterrâneas que não estão visíveis, todo esse montante de água ocupa cerca de 2/3 da superfície terrestre. Sendo que 97,5% é salgada estando nos mares e oceanos; 2,493% é doce (potável), mas são encontradas em geleiras e no subterrâneo e é apenas 0,007% é doce e está disponível nos rios, lagos e na atmosfera sendo possível seu consumo.Alguns países como Islania, Guiana,Suriname, entre outros tem mais água per capta enquanto Estados Unidos,Qtar,Kuait,possuem pouco.
Questão2-Aquífero é uma formação geológica subterrânea que funciona como reservatório de água, sendo alimentado pelas chuvas que se infiltram no subsolo. São rochas com características porosas e permeáveis capazes de reter e ceder água. Fornece água para poços e nascentes em proporções suficientes, servindo como proveitosas fontes de abastecimento.No Brasil, localiza-se a maior reserva subterrânea de água doce do mundo, chamada Aquífero Guarani. É considerado um dos maiores aquíferos existentes, com aproximadamente 1,2 milhão de km², sendo a maior parte da área ocupada pelo aquífero presente no subsolo do centro-sudoeste do Brasil.
Questão3-Todo o mundo durante muito tempo e alguns ainda consideram a água como algo que teremos para sempre, mas não é bem assim que acontece, toda essa água além de estar mal dividida, ela é ainda usado de maneira inadequada, o que faz com que cada vez essa porcentagem de água disponível atualmente vá decaindo, trazendo vários problemas, como conflitos internacionais.
Questão4-As novas construções – casas, prédios, complexos industriais – poderiam incorporar sistemas de aproveitamento da água da chuva, para os usos gerais que não o consumo humano.
Após a Rio-92, especialistas observaram que as diretrizes e propostas para a preservação da água não avançaram muito e redigiram a Carta das águas doces no Brasil. Entre os tópicos abordados, ressaltam a importância de reverter o quadro de poluição, planejar o uso de forma sustentável com base na Agenda 21 e investir na capacitação técnica em recursos hídricos, saneamento e meio ambiente, além de viabilizar tecnologias apropriadas para as particularidades de cada região.
Questão5-Infelizmente, quase todos os 3 milhões de habitantes que devem ser adicionados à população mundial até 2050 nascerão em países que já sofrem com a escassez de água. Ou seja, não terão acesso a água de qualidade.
As áreas mais atingidas serão a África, a Ásia Central e o Oriente Médio, local onde especialistas acreditam que eventuais conflitos, se vierem a ocorrer no neste século, serão causados cada vez mais por causa da água e cada vez menos por causa do petróleo.

Fernanda nº09 3ºA

Anônimo disse...

1- A água encontra-se praticamente em toda a parte e ocupa aproximadamente 70% da Terra. O Brasil é privilegiado com 12% da água doce superficial do mundo.
A distribuição no planeta é variável, uma vez que a água encontra-se em permanente movimento–ciclo natural da água ou ciclo hidrológico.
- Oceanos e Mares: 97,410%
- Glaciares: 1,98%
- Águas subterrâneas: 0,602%
- Atmosfera: 0,0008%
- Lagos de água doce: 0,007%
- Rios e outros cursos: 0,00012%
- Seres Vivos: 0,00008%
Cerca de 97% da água existente no planeta é salgada, restando apenas menos de 3% de água doce, da qual, cerca de 2% encontra-se nos glaciares,e menos de 1% de água encontra-se localizada no subsolo, nos rios e outros cursos de água.
Das águas doces do Brasil, 70% estão na Amazônia, enquanto para o Nordeste sobra apenas 3% de água.

2-Um aquífero é uma formação ou grupo de formações geológicas que pode armazenar água subterrânea[1]. São rochas porosas e permeáveis, capazes de reter água e de cedê-la. Esses reservatórios móveis aos poucos abastecem rios e poços artesianos.
O Aquífero Alter do Chão, é uma reserva de água subterrânea localizada sob os estados do Pará, Amapá e Amazonas.
Aquífero Guarani, é uma reserva subterrânea de água doce, localizada na região sul da América do Sul (partes do território do Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai).

3- A poluição e o uso inadequado comprometem a distribuição de água em várias regiões do país, além disso a água é distribuída de forma irregular. Essa situação resulta da forma como a água disponível vem sendo usada: com desperdício, que chega entre 50% e 70% nas cidades.
Na zona rural, os recursos hídricos também são explorados,pois parte da vegetação protetora da bacia ser destruída para a realização de atividades como agricultura e pecuária.

4- O aumento de temperatura ocasionou a elevação do nível do mar, devido à própria expansão térmica da água, além do derretimento de geleiras e da água congelada da Antártica, do Ártico e da Groenlândia. A cobertura de neve no hemisfério norte sofreu uma redução significativa. Os cientistas identificaram ainda aumentos estatisticamente confiáveis na quantidade de vapor de água na atmosfera, que vem, indicando maior disponibilidade de umidade, com conseqüente intensificação do ciclo hidrológico global.

5- O Oriente Médio é um subcontinente da Ásia que possui clima árido, por isso não há muitos recursos hídricos na região.
Os países que fazem parte do Oriente Médio são ricos em petróleo, no entanto, são pobres em água. Essas nações enfrentam sérios problemas relacionados à escassez de água.
Diante da escassez de água, surgem conflitos entre países para definir quem domina as pouquíssimas bacias hidrográficas e águas subterrâneas. Um exemplo de disputa por água existe entre Israel, Líbano, Síria e Jordânia, que, por serem países fronteiriços, disputam o domínio da Bacia do rio Jordão.
O Oriente Médio, nos últimos anos, apresentou um crescimento populacional, o que elevou o consumo de água e reduziu a quantidade da mesma disponível nos mananciais, fato que tem contribuído para agravar ainda mais os focos de conflito entre os países.

Ana Carolina Poloni (03) 3A

Anônimo disse...

1- 70% do planeta terra é coberto por água. 97% são de águas salgadas, e 3% de água doce. 2,325% estão em geleiras e icebergs. 0,675% estão em rios, lagos, subsolos e atmosferas. Somente 0,0091% estão disponiveis para o consumo humano. O Brasil é um país privilegiado, pois aqui estão 11,6% de toda a água doce do planeta. Aqui também se encontram o maior rio do mundo - o Amazonas - e parte do maior reservatório de água subterrânea do planeta - o Sistema Aqüífero Guarani e Alter do Chão. No entanto, essa água está mal distribuída: quase 70% das águas doces do Brasil estão na Amazônia, onde vivem apenas 7% da população. Essa distribuição irregular deixa apenas 3% de água para o Nordeste.

2- Um aquífero é uma formação ou grupo de formações geológicas que pode armazenar água subterrânea. São rochas porosas e permeáveis, capazes de reter água e de cedê-la.Sistema aqüífero Guarani é o maior, com 0,4% de sua recarga na região hidrográfica em território brasileiro. Sistema aqüífero Alter do Chão, com 2,6% de sua recarga na região hidrográfica, explotado principalmente nas cidades de Manaus, Belém, Santarém e na Ilha de Marajó. Sistema aqüífero Cabeças, com 0,6% de sua recarga na região hidrográfica, é considerado o de melhor potencial hidrogeológico na Bacia Sedimentar do Parnaíba. Sistema aqüífero Urucuia-Areado, com 2,3% de sua recarga na região hidrográfica,compreende parte dos estados de Bahia, Minas Gerais, Goiás, Piauí e Maranhão. Sistema aqüífero Furnas, com 0,9% de sua recarga na região hidrográfica, correspondente a parte dos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Paraná e São Paulo. Sistema aqüífero Itapecuru, com 5,0% de sua recarga na região hidrográfica, aflora nos estados do Maranhão e Pará.

3- Embora o Brasil seja o primeiro país em disponibilidade hídrica em rios do mundo, a poluição e o uso inadequado comprometem esse recurso em várias regiões do País. O Brasil concentra em torno de 12% da água doce do mundo disponível em rios e abriga o maior rio em extensão e volume do Planeta, o Amazonas. Além disso, mais de 90% do território brasileiro recebe chuvas abundantes durante o ano e as condições climáticas e geológicas propiciam a formação de uma extensa e densa rede de rios, com exceção do Semi-Árido, onde os rios são pobres e temporários. Essa água, no entanto, é distribuída de forma irregular, apesar da abundância em termos gerais.

4- A quantidade de água no planeta tem permanecido praticamente inalterada desde que o mundo é o mundo como o conhecemos hoje. O que mudou, foi apenas a forma como essa água se encontra disponível e a sua utilização. A água pode ser encontrada no planeta em três estados físicos: sólido, líquido e gasoso. Durante o processo que chamamos de “Ciclo da água” ou “Ciclo hidrológico” ela passa pelos estados líquido e gasoso de forma que vai sempre se renovando à cada ciclo completo. Em alguns lugares muito frios do planeta ela pode ser encontrada em estado sólido, ou ainda, se solidificar depois de cair na forma de chuva ou neve como, por exemplo, no pico de montanhas que permanecem congelados durante o inverno e derretem parcialmente no verão dando origem a rios como o Rio Tigre na Mesopotâmia que nasce do derretimento de gelo em uma cadeia de montanhas: as montanhas Taurus na Turquia.

5- Em algumas áreas do Egito, a previsão da falta de água começa a se concretizar. A situação do abastecimento de água no país é bastante complicada. A crise se renovou nos últimos dias depois que o preço dos tanques de água triplicou. Algumas pessoas foram obrigadas a beber água diretamente do Nilo, o que causou uma série de infecções estomacais. A razão do problema no país é a falta de sistemas de saneamento. Nas zonas rurais do Egito, os resíduos residenciais, quando existem, não são canalizados. Consequentemente são filtrados na terra, contaminando as já escassas águas freáticas.
Larissa Florencio 25 3A

Lucas Edson disse...

Lucas Edson Linhares (18) - 3ºB

1 - O Brasil é um país privilegiado, pois aqui estão 11,6% de toda a água doce do planeta. Aqui também se encontram o maior rio do mundo - o Amazonas - e parte do maior reservatório de água subterrânea do planeta - o Sistema Aqüífero Guarani e Alter do Chão. No entanto, essa água está mal distribuída: quase 70% das águas doces do Brasil estão na Amazônia, onde vivem apenas 7% da população. Essa distribuição irregular deixa apenas 3% de água para o Nordeste. Em Pernambuco existem apenas 1.320 litros de água por ano por habitante e no Distrito Federal essa média é de 1.700 litros, quando o recomendado são 2.000 litros. O que se deve saber é que apesar de haver 1,3 milhão de km/3 livre na Terra, segundo dados do Ministério Público Federal, nem sequer 1% desse total pode ser economicamente utilizado, sendo que 97% dessa água se encontra em áreas subterrâneas, formando os aqüíferos, ainda inacessíveis pelas tecnologias existentes. A água do subsolo representa cerca de metade da água doce dos continentes, mas a sua quase totalidade situa-se a profundidade superior a 800 m. A biosfera contém uma fração muito pequena da água dos continentes: cerca de 1/40.000.

2 - Aquífero é uma formação geológica subterrânea que funciona como reservatório de água, sendo alimentado pelas chuvas que se infiltram no subsolo. São rochas com características porosas e permeáveis capazes de reter e ceder água. Fornece água para poços e nascentes em proporções suficientes, servindo como proveitosas fontes de abastecimento.Uma formação geológica para ser considerado um aquífero deve conter espaços abertos ou poros repletos de água e permitir que a água tenha mobilidade através deles. O Aqüífero Guarani está localizado na região centro-leste da América do Sul e o Alter do Chão que é o maior aquífero em volume de água do mundo, está localizada sob os estados do Amazonas, Pará e Amapá .

3 - caso da cidade de São Paulo, que, embora nascida na confluência de vários rios, viu a poluição tornar imprestáveis para consumo as fontes próximas e tem de captar água de bacias distantes, alterando cursos de rios e a distribuição natural da água na região. Na última década, a quantidade de água distribuída aos brasileiros cresceu 30%, mas quase dobrou a proporção de água sem tratamento (de 3,9% para 7,2%) e o desperdício ainda assusta: 45% de toda a água ofertada pelos sistemas públicos. No entanto, essa água está mal distribuída: quase 70% das águas doces do Brasil estão na Amazônia, onde vivem apenas 7% da população. Essa distribuição irregular deixa apenas 3% de água para o Nordeste. Essa é a causa do problema de escassez de água verificado em alguns pontos do país. Embora o Brasil seja o primeiro país em disponibilidade hídrica em rios do mundo, a poluição e o uso inadequado comprometem esse recurso em várias regiões do País. Essa situação resulta da forma como a água disponível vem sendo usada: com desperdício - que chega entre 50% e 70% nas cidades -, e sem muitos cuidados com a qualidade. Assim, parte da água no Brasil já perdeu a característica de recurso natural renovável.

Lucas Edson disse...

Lucas Edson Linhares (18) - 3ºB

4- Descobertas recentes sugerem que “pequenos cometas de neve” de 20 a 40 toneladas, provenientes de outras regiões do sistema solar podem atingir a atmosfera da Terra, vaporizando-se e podendo acrescentar 3 trilhões de toneladas de água a cada 10 mil anos.

5 - Os lençóis freáticos estão diminuindo em dezenas de países, incluindo o norte da China, os Estados Unidos e a Índia, devido à proliferação de bombeamento utilizando bombas elétricas. Outros países afetados são o Paquistão, o Irã e o México. Isto acabará por levar à escassez de água e consequentemente, aos cortes na safra de grãos. Falta de água na China causará mais conflitos do que comunismo
Com 19% da população global, a China abriga um terço das cidades que estão no ranking das que mais sofrem com escassez de água e possui 16 dos 20 municípios mais poluídos do mundo, em termos de recursos hídricos. Paralelo ao problema, a densidade demográfica do país não para de crescer e, até 2030, a demanda por água dobrará.

Anônimo disse...

Sara werner nº34 3ºB
1-A água ocupa cerca de 2/3 da superfície terrestre. Sendo que 97,5% é salgada estando nos mares e oceanos; 2,493% é doce (potável), mas são encontradas em geleiras e no subterrâneo e é apenas 0,007% é doce e está disponível nos rios, lagos e na atmosfera sendo possível seu consumo. A distribuição da água segundo as regiões brasileiras- A Região Norte, com 7% da população, dispõe de 68% da água do País, enquanto o Nordeste, com 29% da população, tem 3%, e o Sudeste, onde vivem 43% dos brasileiros, conta com 6%. Problemas como desmatamento das nascentes e poluição agravam a situação.
2-Aquífero é uma formação geológica subterrânea que funciona como reservatório de água, sendo alimentado pelas chuvas que se infiltram no subsolo. São rochas com características porosas e permeáveis capazes de reter e ceder água. Fornece água para poços e nascentes em proporções suficientes, servindo como proveitosas fontes de abastecimento.
Importantes: Sistema aqüífero Guarani, com 0,4% de sua recarga na região hidrográfica em território brasileiro. Esse sistema ocorre em quatro regiões hidrográficas: Paraguai, Tocantins-Araguaia, Paraná e Atlântico Sul.
Sistema aqüífero Alter do Chão, com 2,6% de sua recarga na região hidrográfica, explotado principalmente nas cidades de Manaus, Belém, Santarém e na Ilha de Marajó.
Aqüífero Amazonas: um reservatório transfronteiriço de água subterrânea, que o Brasil divide com o Equador, Venezuela, Bolívia, Colômbia e Peru.
3-O Brasil possui 12% dos recursos hídricos mundiais, mas esse recurso no nosso país é muito mal distribuído e muito mal aproveitado. É na Região Amazônica que se concentram 80% dos recursos hídricos e há falta de água no Agreste e no Sertão nordestinos. Poluição dos rios e nascentes, ocupação irregular do solo, falta de esgotos, degradação ambiental e desperdício são os grandes problemas existentes no nosso país e que afetam o nosso abastecimento de água. Em metrópoles como São Paulo o problema atinge dimensões catastróficas, uma prova é a poluição do rio Tietê, quadro terrível que dificilmente poderá ser revertido, a não ser à custa de muito dinheiro. Por causa da abundância de água no nosso país, ela sempre foi gratuita e usada sem critério. Somente o tratamento da água é cobrado e, por isso, o desperdício é imenso.
4-Acontece que o desmatamento das matas ciliares que protegem nascentes e mananciais tem provocado sérios danos ao ciclo hidrológico, pois a existência da cobertura vegetal diminui o escoamento superficial, e com toda a poluição geral do mundo tem ocasionado mudanças drásticas ao ciclo hidrológico.
5- Continente -ÁFRICA
Conta somente com 9% dos recursos mundiais de água potável.
No continente negro os desastres naturais mais graves são as secas, inundações e desertização devido a má distribuição do recurso.
Na última década, a África sofreu um terço das catástrofes mundiais causadas pela água ou pela sua carência, que afetaram 135 milhões de pessoas.
A questão mais complexa para o continente é como solucionar os problemas de pobreza e acesso à água. Quase 230 milhões de africanos sofrerão pela escassez de água em 2025.

Anônimo disse...

Thaynara Souza Nº37 3B

1) O Brasil é um país privilegiado, parte do maior reservatório de água subterrânea do planeta está localizado no Brasil, o Aqüífero Guarani e Alter do Chão. No entanto, essa água está mal distribuída: quase 70% das águas doces do Brasil estão na Amazônia, onde vivem apenas 7% da população. Essa distribuição irregular deixa apenas 3% de água para o Nordeste. Em Pernambuco existem apenas 1.320 litros de água por ano por habitante e no Distrito Federal essa média é de 1.700 litros, quando o recomendado são 2.000 litros.

2) Aqüífero é toda formação geológica em que a água pode ser armazenada e que possua permeabilidade suficiente para permitir que esta se movimente. Vê-se, portanto, que para ser um aqüífero, uma rocha ou sedimento tem que ter porosidade suficiente para armazenar água, e que estes poros ou espaços vazios tenham dimensões suficientes para permitir que a água possa passar de um lugar a outro, sob a ação de um diferencial de pressão hidrostática.
O Aqüífero Guarani é o maior manancial de água doce subterrânea transfronteiriço do mundo. Está localizado na região centro-leste da América do Sul, estendendo-se pelo Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina.
O Aquifero Alter do Chão é o maior aquifero do mundo em volume d'agua, está localizado sob os estados do Amazona, Pará e Amapá.

3) A água disponível vem sendo usada com desperdício - que chega entre 50% e 70% nas cidades -, e sem muitos cuidados com a qualidade. Assim, parte da água no Brasil já perdeu a característica de recurso natural renovável (principalmente nas áreas densamente povoadas), em razão de processos de urbanização, industrialização e produção agrícola, que são incentivados, mas pouco estruturados em termos de preservação ambiental e da água.

4) A água é cada vez mais um bem escasso no planeta e notadamente em nosso país. Seu volume total não está se reduzindo, porque não há perdas no ciclo de evaporação e precipitação; o que caracteriza a escassez é a poluição.

5) No continente africano são vários os países que se enquadram em uma das condições apresentadas, especialmente na parte centro-norte, onde o clima predominante é o árido e o semiárido. Apesar dos países localizados ao sul do continente possuírem maiores reservas de água em relação ao norte, eles também apresentam em alguns pontos o chamado “estresse hídrico”.
A região de maior concentração hídrica do continente está localizada no centro-oeste. Países como a República Democrática do Congo, República Centro Africana e Camarões possuem reservas em quantidade satisfatória.
O relatório emitido pelo Painel Intergovernamental Sobre Mudança Climática prevê que por volta de 2020 haverá de 75 a 250 milhões de pessoas na África enfrentando o problema da escassez de água.

Anônimo disse...

1 - Esse recurso natural cobre cerca de 70% da superfície terrestre, entretanto, cerca de 3% deste volume é de água doce onde 29,7% em aquíferos, 68,9% em calotas polares, 0,5% em rios e lagos,0,9% em outros reservatórios (nuvens, vapor-d’água, etc.). O Brasil possui a maior porcentagem de mananciais de água doce, e ainda possui em seu território o rio Amazonas que é considerado o maior rio existente no planeta. A distribuição por região de recursos hídricos no Brasil, atualmente se da a 68% no Norte, 16% no Centro-Oeste, 7% na região Sul, 6% na região Sudeste, 3% no Nordeste.

2 - Aquífero é uma formação geológica subterrânea que funciona como reservatório de água. O Brasil é um país privilegiado, pois aqui estão 11,6% de toda a água doce do planeta e parte do maior reservatório de água subterrânea do planeta - o Sistema Aqüífero Guarani no Sul do país, também em parte espalhando-se pelo Paraguai, Uruguai e Argentina. E o Alter do Chão localizado no Norte do Brasil.

3 - Apesar da quantidade de água disponível ser constante, a demanda crescente em razão do aumento da população e da produção agrícola criando um cenário de conflitos, destruição e desmatamento.

4 - A ideia da água como recurso infinito ou como dádiva inesgotável d natureza vem sendo revista e, hoje, já se amplia a percepção da água como algo finito, e que há limites em seu uso, uma vez que os custos tanto de tratamento, de recuperação, como de distribuição para as diferentes finalidades, são bastante elevados.

5 - O principal problema estrutural do Haiti é a falta de água potável para beber e cozinhar. Os moradores são obrigados a captar água em canais de esgoto, poços artesianos contaminados e de serviços particulares de entrega. Há alguns projetos (projetos futuros que ainda não têm prazo para serem executados) em parceria com a Embaixada do Brasil e com outras empresas, para a construção de rede de fornecimento de água potável. A incidência de malária e outras infecções na população é alta justamente pela falta de cuidados com a higiene, as pessoas não têm nenhum cuidado e acabam desenvolvendo vários problemas de saúde.

Catarina Nunes n˚ 05 - 3˚ EM B

Anônimo disse...

Helena Feiler (17) 3ºA
1-) É distribuída de forma irregular. Com a qualidade comprometida a água limpa está cada vez mais rara na Zona Costeira e a água de beber cada vez mais cara. A provisão de água doce está diminuindo a nível mundial. Seu volume total não está se reduzindo, porque não há perdas no ciclo de evaporação e precipitação; o que caracteriza a escassez é a poluição. Muito se fala em falta de água e que, num futuro próximo, teremos uma guerra em busca de água potável.
2-) O Aqüífero Guarani é o maior manancial de água doce subterrânea transfronteiriço do mundo. Está localizado na região centro-leste da América do Sul, estendendo-se pelo Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina. No brasil abrange os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.
3-) Desperdício e à urbanização descontrolada – que atinge regiões de mananciais. Na zona rural, os recursos hídricos também são explorados de forma irregular, além de parte da vegetação protetora da bacia (mata ciliar) ser destruída para a realização de atividades como agricultura e pecuária.
4-) A região norte possui 70% da água brasileira, mas apenas 7% da população se encontra lá, mostrando uma grande distância entre a fonte de água e o local que precisa dela, com o processo de desvio de rios e criação de barragens, grande parte da água potável é desperdiçada ou se torna imprópria para uso.
5-) Egito, África do Sul, Síria, Jordânia, Israel, Líbano, Haiti, Turquia, Paquistão, Iraque e Índia, onde os problemas com recursos hídricos já chegam a níveis críticos. Escassez de água, secas.

Anônimo disse...

1- cerca de ¾ de sua superfície terrestre é constituído por água. Deste total 97,50% é água salgada, contida nos oceanos e mares. apenas 0,77% dessa água é imediatamente aproveitável para as atividades. Cerca de 1,70% da água doce se encontra nas Calotas polares e nas geleiras e 0,017% distribuídas entre o solo, rios e lagos e na atmosfera (Manahan, 2001).
O Brasil detém 8% do potencial de água potável do mundo, sendo que 80% estão concentrados na Amazônia e 20% no restante do país.

2- Aqüífero é toda formação geológica em que a água pode ser armazenada e que possua permeabilidade suficiente para permitir que esta se movimente. Vê-se, portanto, que para ser um aqüífero, uma rocha ou sedimento tem que ter porosidade suficiente para armazenar água, e que estes poros ou espaços vazios tenham dimensões suficientes para permitir que a água possa passar de um lugar a outro, sob a ação de um diferencial de pressão hidrostática.
Sistema aqüífero Guarani, com 0,4% de sua recarga na região hidrográfica em território brasileiro. Esse sistema ocorre em quatro regiões hidrográficas: Paraguai, Tocantins-Araguaia, Paraná e Atlântico Sul.
Sistema aqüífero Alter do Chão, com 2,6% de sua recarga na região hidrográfica, explotado principalmente nas cidades de Manaus, Belém, Santarém e na Ilha de Marajó.
3- Mesmo o Brasil tendo uma grande aérea de reservatório de água, a poluição causada pelo uso de agrotóxicos, esgotos, lixo de industrias e o uso inadequado comprometem a abundancia de água .Dentre essa grande quantidade de água apenas 12% são "doce", a água limpa está cada vez mais escassa e a água para consumo cada vez mais cara. Além de tudo isso, o desperdício é muito grande devido ao crescimento de cidades .
4- Descobertas recentes sugerem que “pequenos cometas de neve” de 20 a 40 toneladas, provenientes de outras regiões do sistema solar podem atingir a atmosfera da Terra, vaporizando-se e podendo acrescentar 3 trilhões de toneladas de água a cada a cada 10 mil anos. O ciclo hidrológico é o responsável pela manutenção do acúmulo de águas na superfície e no interior do solo.
5- O acesso à água no Iraque, um dos piores do mundo, soma-se a outros problemas que assolam a população local, como a violência sectária e os conflitos políticos. Anos de guerra afetaram profundamente a fragilizada infraestrutura hídrica do país, o que tem desencadeado tensões armadas e deslocamentos populacionais, aumentando ainda mais a pressão sobre este recurso natural.
A poluição é outra ameaça ao abastecimento de água potável que deixa milhões de iraquianos em perigo. Além disso, os rios Tigre e Eufrates estão lentamente diminuindo e, em algumas localidades, já não conseguem fornecer água em quantidade suficiente.
Maria Julia dos Santos – 31 3A

Anônimo disse...

1-A distribuição da terra de água é desequilibrada quanta água doce ou salgada. No Brasil existem apenas 12% de água doce. De 12% de água doce 70% estão na Amazônia. A divisão de estado acontece assim7% de água é localiza na região Sul, 68% no Norte, 16% no Centro Oeste e 3% no Nordeste.
2-Aquífero é um manancial de água subterrânea. O Brasil possui vários aquíferos. O mais famoso é o Guarani que está presente em parte da região Centro Oeste, Sudeste e Sul, além de tiver parte de sua extensão na Argentina, Paraguai e Uruguai.
3-O Brasil apesar de ter grande quantidade de água podem ter problemas. A poluição e o uso inadequado da água comprometem e muito todos os recursos hídricos. O outro fator que deve ser considerado é a má distribuição da água.
4-Antes se pensava que o ciclo da água era fechado devido à formação das regiões da terra. Com as deformações por parte de grandes indústrias e também por condições climáticas, não é bem assim.
5-Israel é um país que é rico em petróleo, porém pobre em água o que agrava a sua relação com os países vizinhos. Esse país luta por parte da águam, mas nem acordo diminuição a situação tensa que o país passa.
Nome: Adriano Número: 01 3ºA

Anônimo disse...

aluna: Daniela Luz Ramos 3°A n°07

1)O planeta é praticamente todo coberto por água, em que se divide em rios, mares, oceanos, e nas águas subterrâneas que não estão visíveis, todo esse montante de água ocupa cerca de 2/3 da superfície terrestre. Sendo que 97,5% é salgada estando nos mares e oceanos; 2,493% é doce (potável), mas são encontradas em geleiras e no subterrâneo e é apenas 0,007% é doce e está disponível nos rios, lagos e na atmosfera sendo possível seu consumo.
quase 70% das águas doces do Brasil estão na Amazônia, onde vivem apenas 7% da população. Essa distribuição irregular deixa apenas 3% de água para o Nordeste

2)Aqüífero é toda formação geológica em que a água pode ser armazenada e que possua permeabilidade suficiente para permitir que esta se movimente. Vê-se, portanto, que para ser um aqüífero, uma rocha ou sedimento tem que ter porosidade suficiente para armazenar água, e que estes poros ou espaços vazios tenham dimensões suficientes para permitir que a água possa passar de um lugar a outro, sob a ação de um diferencial de pressão hidrostática.
Os maiores do Brasil são: guarani e alter do chão. Onde o aquífero guarani localizado na região centro-leste da América do Sul, ocupa uma área de 1,2 milhões de Km², estendendo-se pelo Brasil (840.000l Km²), Paraguai (58.500 Km²), Uruguai (58.500 Km²) e Argentina (255.000 Km²). No territorio brasileiro abrange areas como:os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Já o alter do chão localizada sob os estados do Amazonas, Pará e Amapá é o maior aquífero do mundo em volume d´água.

3)O Brasil possui 12% dos recursos hídricos mundiais, mas esse recurso no nosso país é muito mal distribuído e muito mal aproveitado.Poluição dos rios e nascentes, ocupação irregular do solo, falta de esgotos, degradação ambiental e desperdício são os grandes problemas existentes no nosso país e que afetam o nosso abastecimento de água.

4)A água é cada vez mais um bem escasso no planeta e notadamente em nosso país. Seu volume total não está se reduzindo, porque não há perdas no ciclo de evaporação e precipitação; o que caracteriza a escassez é a poluição

5)A falta de água acontece pelo fato das reservas serem finitas, e a quantidade disponível estar diminuindo, além disso, a demanda tem aumentado por causa do crescimento populacional. Hoje, a oferta anual de água por pessoa é de 6.800 m³, enquanto que na década de 1950 a quantidade era de 16.800 m³. No continente africano são vários os países que se enquadram em uma das condições apresentadas, especialmente na parte centro-norte, onde o clima predominante é o árido e o semiárido. Apesar dos países localizados ao sul do continente possuírem maiores reservas de água em relação ao norte, eles também apresentam em alguns pontos o chamado “estresse hídrico”.

Anônimo disse...

N21 3A


1. O planeta é praticamente todo coberto por água, em que se divide em rios, mares, oceanos, e nas águas subterrâneas que não estão visíveis, todo esse montante de água ocupa cerca de 2/3 da superfície terrestre. Sendo que 97,5% é salgada estando nos mares e oceanos; 2,493% é doce (potável), mas são encontradas em geleiras e no subterrâneo e é apenas 0,007% é doce e está disponível nos rios, lagos e na atmosfera sendo possível seu consumo.

2.Aqüífero é toda formação geológica em que a água pode ser armazenada e que possua permeabilidade suficiente para permitir que esta se movimente.
Aquífero Alter do Chão
Há ainda a expectativa do Aquífero Alter do Chão ser bem maior do que se imagina, com possibilidade da presença de outras reservas. "A Bacia Sedimentar do Amazonas pode ter aquíferos que começam na região de Belém e vão até o sopé dos Andes. O que levanta a hipótese da existência de aquíferos transfronteiriços passando para Peru, Venezuela, Bolívia, Colômbia e Equador", relata Oliveira.

3. A água tem se tornado um elemento de disputa entre nações. Um relatório do Banco Mundial, datado de 1995, alerta para o fato de que "as guerras do próximo século serão por causa de água, não por causa do petróleo ou política".
Em 30 anos, o número de pessoas saltará para 3 bilhões em 52 países. Nesse período, a quantidade de água disponível por pessoa em países do Oriente Médio e do norte da África estará reduzida em 80 por cento. A projeção que se faz é que, nesse período, 8 bilhões de pessoas habitarão a terra, em sua maioria concentradas nas grandes cidades. Daí, será necessário produzir mais comida e mais energia, aumentando o consumo doméstico e industrial de água. Essas perspectivas fazem crescer o risco de guerras, porque a questão das águas torna-se internacional.
Em 1967, um dos motivos da guerra entre Israel e seus vizinhos foi justamente a ameça, por parte dos árabes, de desviar o fluxo do rio Jordão, cuja nascente fica nas montanhas no sul do Líbano. O rio Jordão e seus afluentes fornecem 60 por cento da água necessária à Jordânia. A Síria também depende desse rio.
A populosa China também sofre com o problema. O grande crescimento populacional e a demanda agroindustrial estão esgotando o suprimento de água. Das 500 cidades que existem no país, 300 sofrem com a escassez de água. Mais de 80 milhões de chineses andam mais de um quilômetro e meio por dia para conseguir água, e assim acontece com inúmeras nações.
Um levantamento da ONU aponta duas sugestões básicas para diminuir a escassez de água: aumentar a sua disponibilidade e utilizá-la mais eficazmente.

4.Os cientistas identificaram ainda aumentos estatisticamente confiáveis na quantidade de vapor de água na atmosfera, na precipitação pluvial em regiões temperadas, na intensidade de furacões e na freqüência e intensidade de períodos de seca (em especial no continente africano) e de ondas de calor (em regiões temperadas). Essas alterações caracterizam claramente um quadro de mudanças no clima global.

5.A escassez de água é uma realidade em todo o mundo, principalmente no centro-norte do continente africano.

A falta de água ocorre porque a quantidade das reservas (que eventualmente chegam ao fim) acaba. Para isso contribuem vários factores, como a constante e elevada procura na actualidade - pois a densidade populacional tem aumentado. Hoje, a oferta anual de água por pessoa é de 6.800 m³, enquanto que na década de 1950 a quantidade era de 16.800 m³.



João Pedro n 21 3A

Anônimo disse...

Frederic Rieger N09 3B
1- A água dos continentes concentra-se praticamente nas calotas polares, glaciais e no subsolo, distribuindo-se a parcela restante, muito pequena, por lagos e pântanos, rios, zona superficial do solo e biosfera. O Brasil é um país privilegiado, pois aqui estão 11,6% de toda a água doce do planeta. No Brasil a agua esta distribuída em 3% no Nordeste, 6% No Sudeste, 7% no sul, 16% no centro-oeste e 68% no norte.
2- Um aquífero é uma formação que pode armazenar água subterrânea. Podem ser utilizadas pelo homem como fonte de água para consumo. O Aquífero Alter do Chão é localizado sob os estados do Pará, Amapá e Amazonas. O Aquífero Guarani localizasse na Argentina, Uruguai, Paraguai e Brasil. Os estados são Mato Grosso do Sul; Rio Grande do Sul; São Paulo; Paraná; Goiás; Minas Gerais; Santa Catarina; Mato Grosso.
3- Essa água está mal distribuída: quase 70% das águas doces do Brasil estão na Amazônia, onde vivem apenas 7% da população. A poluição e o uso inadequado comprometem esse recurso em várias regiões do País. Parte da água no Brasil já perdeu a característica de recurso natural renovável (principalmente nas áreas densamente povoadas), em razão de processos de urbanização, industrialização e produção agrícola.
4- Cientistas descobriram que pequenos cometas de neve de 20 a 40 toneladas, provenientes de outras regiões do sistema solar podem atingir a atmosfera da Terra, evaporizando-se e podendo acrescentar três trilhões de toneladas de agua a cada 10mil anos.
5- Os países do Oriente Médio são os mais vulneráveis à falta de água. Nessas regiões, cada gota pode emergir como uma nova fonte de instabilidade. Em alguns dos maiores produtores de petróleo do mundo, como Iraque e Arábia Saudita, a escassez de água vem se tornando crítica há gerações. (Retirado do site: Exame).

Franklin 08 3B disse...

1- 70% das águas doces do Brasil estão na Amazônia, onde vivem apenas 7% da população. Essa distribuição irregular deixa apenas 3% de água para o Nordeste. A menor escassez de água está na Europa e na América do norte, porém países como Egito, África do Sul, Síria, Jordânia, Israel, Líbano, Haiti, Turquia, Paquistão, Iraque e Índia, os problemas com recursos hídricos já chegam a níveis críticos.
2 - Um aquífero é uma formação ou grupo de formações geológicas que pode armazenar água subterrânea. O maior seria o Aquífero Guarani está localizado na região centro-leste da América do Sul, estendendo-se pelo Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina . Sua maior ocorrência se dá em território brasileiro (2/3 da área total), abrangendo os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.
3- Apesar do Brasil ser um país privilegiado, pois aqui estão 11,6% de toda a água doce do planeta, o nordeste sofre uma escassez crítica de água, ficando com apenas 3% de água.
4 - A provisão de água doce está diminuindo a nível mundial. Uma pessoa em cada cinco não terá acesso à água potável. A água é cada vez mais um bem escasso no planeta e notadamente em nosso país. Seu volume total não está se reduzindo, porque não há perdas no ciclo de evaporação e precipitação; o que caracteriza a escassez é a poluição. Muito se fala em falta de água e que, num futuro próximo, teremos uma guerra em busca de água potável.
5- A escassez de água é uma realidade no mundo, dezenas de países já enfrentam esse problema, que tem sido evidenciado no centro-norte do continente africano. A falta de água acontece pelo fato das reservas serem finitas, e a quantidade disponível estar diminuindo, além disso, a demanda tem aumentado por causa do crescimento populacional. Hoje, a oferta anual de água por pessoa é de 6.800 m³, enquanto que na década de 1950 a quantidade era de 16.800 m³.

Franklin 08 3B

Taís Klock n36 - 3B disse...

Taís Klock - N36 - 3B

1- -97% da água disponível no mundo está nos oceanos, ou seja, é água salgada.
- 3% de água doce está distribuída da seguinte forma:
- 29,7% aquíferos;
- 68,9% calotas polares;
- 0,5% rios e lagos;
- 0,9% outros reservatórios
No Brasil, um país privilegiado, aqui estão 11,6% de toda a água doce do planeta. Aqui também se encontram o maior rio do mundo - o Amazonas - e parte do maior reservatório de água subterrânea do planeta. No entanto essa água está mal distribuída: quase 70% das águas doces do Brasil estão na Amazônia, onde vivem apenas 7% da população. Essa distribuição irregular deixa apenas 3% de água para o Nordeste.

2- Um aquífero, entende-se por uma formação geológica subterrânea com a capacidade de armazenamento de água, permitindo a sua circulação de forma a que o Homem a possa extrair sem impactes ambientais negativos e em condiçõe economicamente rentáveis. A zona onde o aquífero é alimentado, denomina-se zona de recarga. No Brasil os maiores são o Sistema Aqüífero Guarani e o Alter do Chão. O Aquifero Guarani está localizado na região centro-leste da América do Sul,entre 12º e 35º de latitude sul e entre 47º e 65º de longitude oeste e ocupa uma área de 1,2 milhões de Km², estendendo-se pelo Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina .Sua maior ocorrência se dá em território brasileiro (2/3 da área total), abrangendo os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. O Alter do Chão localizada sob os estados do Pará, Amapá e Amazonas, é mais profundo que o guarani, por isso suporta um maior volume de agua.

3-Por causa dá má distribuição da agua doce pelo território nacional, algumas regiões ficam com deficiência, assim como a região do nordeste possuindo então, apenas 3% de agua doce. Outro fator, é a distribuição de forma irregular, apesar da abundância em termos gerais. Com a qualidade comprometida a água limpa está cada vez mais rara na Zona Costeira e a água de beber cada vez mais cara.

4-descobertas recentes sugerem que “pequenos cometas de neve” de 20 a 40 toneladas, provenientes de outras regiões do sistema solar podem atingir a atmosfera da Terra,vaporizando-se e podendo acrescentar 3 trilhões de toneladas de agua a cada 10 mil anos.

5- O Afganistão, está na categoria de absoluta escassez de água. Somente 23% dos afegãos têm acesso à água tratada. A escassez está presente intensamente por alguns principais fatores, o clima da região também está incluso, já que é seco, com pouco volume de chuva. As diferenças registradas entre os países desenvolvidos e os em desenvolvimento também chocam e evidenciam que a crise mundial dos recursos hídricos está diretamente ligada às desigualdades sociais.

Anônimo disse...

1- 97% da água disponível no mundo está nos oceanos, ou seja, é água salgada. E 3% de água doce está distribuída : 29,7% aquíferos; 68,9% calotas polares; 0,5% rios e lagos; 0,9% outros reservatórios (nuvens, vapor-d’água, etc.).
Já o Brasil tem uma das maiores bacias hídricas da Terra, com cerca de 15% da água doce superficial. A Região Norte, com 7% da população, dispõe de 68% da água do País, enquanto o Nordeste, com 29% da população, tem 3%, e o Sudeste, onde vivem 43% dos brasileiros, conta com 6%. Ou seja ela é muito mal distribuída.


2- Aqüífero é toda formação geológica em que a água pode ser armazenada e que possua permeabilidade suficiente para permitir que esta se movimente. No Brasil existem dois: O Aquifero Guarani que esta localizado na região centro-leste da América do Sul, estendendo-se pelo Brasil ,Paraguai , Uruguai e Argentina. Sua maior ocorrência se dá em território brasileiro nos Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.
E o Aquifero Alter do Chao localizada sob os estados do Amazonas, Pará e Amapá.
3- O Brasil alem de apresentar um ótimo rendimento de água potável, apresentada pelos aquíferos, também sofre alguns problemas hídricos com a distribuição desigual, e esta é causa maior de problemas, como a seca, que afeta na zona rural e em uma parte da nossa economia. O brasileiro tem o pensamento errado, pois como possuímos bastante recursos hídricos, vem junto o pensamento de que a fonte de água e inesgotável.
4- Descobertas recentes sugerem que pequenos cometas de neve de 20 a 40 toneladas, provenientes de outras regiões do sistema solar podem atingir a atmosfera da Terra, vaporizando-se e podendo acrescentar 3 trilhoes de toneladas de água a cada 10 mil anos
5- A falta de água gera crise no Egito, o Centro de Estudos Rurais do Cairo afirmam que cerca de cinco milhões de egípcios vivem sem água potável suficiente, o equivalente a 6% da população. A razão do problema no país é a falta de sistemas de saneamento. Nas zonas rurais do Egito, os resíduos residenciais, quando existem, não são canalizados. Consequentemente são filtrados na terra, contaminando as já escassas águas freáticas. Segundo o ministro de Águas e Irrigação, Mahmud abu Zeid, apenas 10% da população tem dispõe de sistema de esgoto. Assim algumas pessoas foram obrigadas a beber água diretamente do Nilo, o que causou uma série de infecções estomacais.

Gabriela Benedet N10 3A

Anônimo disse...

1- Com uma extensão de 510 milhões de Km2, o Planeta Terra possui mais água do que terras continentais. Explique a distribuição das águas no planeta e nas regiões do Brasil:
70% do planeta terra é coberto por água. Destes, 97% são de água salgada e os 3% restantes de água doce. Destes, 2,325% esão em geleiras e icebergs, e os 0,675% restantes estão em rios, lagos, subsolo e atmosfera. Mas somente 0,0091% estão disponíveis para o consumo humano... 11,6% de toda a água doce no planeta se encontra no Brasil. O rio Amazonas, o aquifero guarani e o Alter do Chão são importantes reservatórios para o país.

2- O Brasil possui vários aqüíferos. Explique o que é um aqüífero: Quais são os maiores no Brasil? Sua localização-estados e países.
Um aquífero é uma formação ou grupo de formações geológicas que pode armazenar água subterrânea. São rochas porosas e permeáveis, capazes de reter água e de cedê-la.
Aqüífero Guarani (ocorre nos estados de Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do sul; atingindo também os países Argentina, Paraguai e Uruguai) e Alter do Chão (Amazonas, Pará e Amapá) são os maiores do Brasil

3-Sendo o Brasil um dos países com os maiores reservatórios de água do mundo ,não está livre de sérios problemas hídricos.Justifique a frase com argumentação.
Apesar da grande quantidade, a água no Brasil está mal distribuída: quase 70% das águas doces do Brasil estão na Amazônia, onde vivem apenas 7% da população. Essa distribuição irregular deixa apenas 3% de água para o Nordeste.

4- Até recentemente, alguns estudiosos acreditavam que o ciclo hidrológico era fechado, a quantidade total de água permaneceria sempre a mesma e nenhuma água entraria no planeta ou o deixaria. Com base nas informações do nosso livro, o que mudou?
Com novas descobertas sugerem que pequenos cometas de neve de 20 a 40 toneladas, provinientes de outras regiões do sistema solar podem atingir a atmosfera da Terra, vaporizando-se e podendo acrescentar 3 trilhoes de toneladas de água a cada 10 mil anos. O ciclo hidrológico é o responsável pela manutenção de acumulo de águas na superfície e no interior do solo.
5- Escolha um país que na atualidade apresenta problemas com a questão da escassez de água. Escrever sobre os acontecimentos e os envolvidos.
O principal problema estrutural do Haiti é a falta de água potável para beber e cozinhar. Os moradores são obrigados a captar água em canais de esgoto, poços artesianos contaminados e de serviços particulares de entrega. De acordo com donas de casa consultadas pelo valeparaibano, um balde de água não tratada, com três litros, custa 5 gourdes, a moeda oficial do Haiti. Cada unidade da moeda equivale a US$ 0,025. Um dólar vale 40 gourdes. Já um galão de água tratada não sai por menos de 25 gourdes ou US$ 0,625. Parece pouco, mas se levar em conta que o salário mínimo no Haiti é de apenas US$ 52,5 ou R$ 102,90 (cotação do dólar a R$ 1,960), gastar a quantia com três litros de água é quase proibitivo para a maioria da população. O desemprego atinge cerca de 90% dos habitantes da ilha caribenha.

Aline Maria Vitório n 02 3B

Anônimo disse...

1-O Brasil é um país privilegiado, pois conta com 11.6% de água doce do planeta. No entanto essa água no Brasil é mal distribuída pois a grande maioria fica na Amazônia onde vive apenas 7% da população e o nordeste onde ah muita falta de água fica com 3% de água doce.

2-Aquífero é uma formação geológica subterrânea que funciona como reservatório de água, sendo alimentado pelas chuvas que se infiltram no subsolo. São rochas com características porosas e permeáveis capazes de reter e ceder água. Os mairoes são o Alter do Chão que se localiza nos estados de Pará, Amapá e Amazonas e o Guarani que se localiza 8 estados e 3 paises, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, São Paulo, Paraná, Goiás, Minas Gerais, Santa Catarina, Mato Grosso e os países alem do Brasil são, Argentina, Uruguai, Paraguai.

3- Os problemas hídricos se dão por conta da utilização ilegal, como por exemplo na zona rural onde os recursos hídricos são explorados de forma irregular, além de parte da vegetação protetora da bacia (mata ciliar) ser destruída para a realização de atividades como agricultura e pecuária.

4-Com novas descobertas sugerem que pequenos cometas de neve de 20 a 40 toneladas, provinientes de outras regiões do sistema solar podem atingir a atmosfera da Terra, vaporizando-se e podendo acrescentar 3 trilhoes de toneladas de água a cada 10 mil anos. O ciclo hidrológico é o responsável pela manutenção de acumulo de águas na superfície e no interior do solo.

5-Os problemas com a falta de água no mundo levaram e ainda levam alguns países a brigarem pela água como por exemplo China e Índia: o rio Brahmaputra já causou tensão entre Índia e China e pode se tornar uma faísca para dois dos maiores exércitos do mundo. Em 2000, a Índia acusou a China de não compartilhar informações sobre o funcionamento do rio desde o Tibet que causou inundações no nordeste da Índia e em Bangladesh. As propostas chinesas para desviar o rio também concernem a Deli.


Matheus Costa 32 3°A

Anônimo disse...

Isabela Cadori de Almeida Schmitt. nº13 3ºB
1-A água mundial, esta mal distribuída, cerca de 11,6%da água doce no planeta está concentrada no Brasil, que por sinal muito bem favorecido, mas mal distribuídas pois 70% dessas águas estão na Amazônia, onde vivem apenas 7% da população. Onde deixa uma distribuição irregular pois apenas 3% de água vai para o Nordeste. Essa é uma das causas de escassez de água no país.
2- 2-Aquífero é uma formação geológica subterrânea, com capacidade de armazenamento de água. No Brasil existem dois grandes aquíferos, os maiores do mundo, seria o aquífero Guarani e Álter do Chão. O Guarani estendesse ao longo do Brasil, incluindo diversos estados e o Álter do chão ocupa grande área do Brasil e também parte da Argentina e Paraguai
3- 3-Infelizmente a resposta para todos esses problemas hídricos, de escassez de água em um país no qual possui o maior índice de reserva de água doce, é a poluição. A grande vilã para todos esses problemas é a poluição que está causando efeitos nocivos as águas do planeta.
4- 4-O que mudou foi a influencia da grande globalização e consequente com ela a poluição, fazendo parte de um grande ciclo, onde contribui o uso inadequado da água que não participa mais de um ciclo, e sim das influências do ser humano sobre ela.
5- 5-O Oriente Médio é um subcontinente da Ásia que possui clima árido, e assim não há muitos recursos hídricos( água subterrânea, rios e lagos) na região. Os países que fazem parte do Oriente Médio são ricos em petróleo, no entanto, são pobres em água. Enfrentam sérios problemas relacionados à escassez de água.
Diante da escassez, surgem conflitos entre países para definir quem domina as pouquíssimas bacias hidrográficas e águas subterrâneas. Um exemplo de disputa de água existe entre Israel, Líbano, Síria e Jordânia, que, por serem países que fazem fronteira, disputam o domínio da Bacia do rio Jordão.

Anônimo disse...

Felipe Salazar Nº- 07 3B

1- 70% das aguas do Brasil estao localizadas no amazonas ounde possui apenas 7% de sua população, deixando apenas 3 % de agua para o nordeste.
2- Aquífero é uma formação ou grupo de formações geológicas que pode armazenar água subterrânea. O maior seria o Aquífero Guarani está localizado na região centro-leste da América do Sul, estendendo-se pelo Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina . Sua maior ocorrência se dá em território brasileiro (2/3 da área total), abrangendo os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.
3- o Brasil possui 11.6% de agua do planeta, o nordeste sofre uma escassez crítica de água, ficando com apenas 3% de água.
4- Água doce está diminuindo a nível mundial. Uma pessoa em cada cinco não terá acesso à água potável. A água é cada vez mais um bem escasso no planeta e notadamente em nosso país. Seu volume total não está se reduzindo, porque não há perdas no ciclo de evaporação e precipitação; o que caracteriza a escassez é a poluição. Muito se fala em falta de água e que, num futuro próximo, teremos uma guerra em busca de água potável.
5-Países como: Iraque, Irã, Israel, Afeganistão, Arabia Saudita, Jordania, Libia, Qatar, Palestina, Egito, Libano.

O relatório da ONU indica 46 países que correm o risco da falta de água terminar em briga. Principalmente entre as nações que compartilham o uso de rios e lagos. Em alguns casos, as fontes são disputadas litro a litro, como no "Oriente Médio". Por lá, a água é estopim de guerra desde a Antiguidade. Mas você deve estar se perguntando o porquê desses conflitos, se dois terços da Terra são cobertos por água.

Anônimo disse...

Rômulo Fischer Nº:33 3ªB
1-2,5% da água é doce e 97,5 é salgada.68,9% da água doce está nas calotas polares e geleiras, 29,9% na água subterrânea e 0,9 em outros reservatórios. O Brasil possui 11,6% de toda água doce do planeta. Mais da metade dos recursos hídricos do Brasil está localizada no norte do pais.
2-Um aquífero é uma formação ou grupo de formações geológicas que pode armazenar água subterrânea por meio de rochas porosas e permeáveis.Os dois principais aquiferos do Brasil são alter no chão que passa pelo estados do Amazonas, Pará e Amapa e o aquífero guarani que passa pelo Mato Grosso do Sul,Rio Grande do Sul, São Paulo, Paraná, Goiás, Minas Gerais, Santa Catarina, Mato Grosso alem de passar também pela Argentina, Uruguai e Paraguai.
3- A água doce no brasil tem uma distribuição muito desigual "quase 70% das águas doces do Brasil estão na Amazônia, onde vivem apenas 7% da população. Essa distribuição irregular deixa apenas 3% de água para o Nordeste. Essa é a causa do problema de escassez de água verificado em alguns pontos do país."
4- Recentemente descobertas sugerem que "pequenos comentas de neve" de 20 a 40 toneladas provenientes de outras regiões do sistema solar podem atingir a atmosfera da Terra, vaporizando-se e podendo acrescentar 3 trilhões de toneladas de água a cada 10 mil anos.
5- O Egito vive um serio problema de escassez de água, com isso o preço dos tanques de água já triplicou. A razão do problema no país é a falta de sistemas de saneamento. Nas zonas rurais do Egito, os resíduos residenciais, quando existem, não são canalizados. Consequentemente são filtrados na terra, contaminando as já escassas águas freáticas.

Anônimo disse...

1- No planeta a água divide-se entre 97% que é encontrada nos oceanos, salgada e não viável para consumo, enquanto os outros 3% são divididos entre:
- Aquíferos, com 29,7%
- Calotas polares, com 68,9%
- Rios e lagos, com 0,5%
- Outros reservatórios, 0,9%

O Brasil possi a maior disponibilidade hídrica do planeta, com cerca de 13,8% sendo que: 68,5% dos recursos hídricos estão localizados na região Norte que possui 7% da população brasileira; 6% estão na região Sudeste, com quase 43% da população; 3% estão na região Nordeste onde habitam 29% da população.

2- Aqüífero é toda formação geológica em que a água pode ser armazenada e que possua permeabilidade suficiente para permitir que esta se movimente. Os principais no Brasil são o Aquifero Guarani e Alter do chão. O primeiro se destaca por ser o maior em extensão de água (cerca de 1,2 milhão de quilômetros quadrados), ocupar quatro países que são: Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai, sendo que 70% de água está localizada no Brasil entre os Estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. O segundo, Alter do chão, já era conhecido, porém recentes pesquisas revelaram o fato de ter o maior volume de água do mundo, presente nos Estados do Amazonas,
Pará e Amapá, com capacidade de abastecer toda a população mundial por 100 vezes.

3- Sim, mesmo possuindo o maior reservatório de água do mundo e de certa forma, haver maneiras de fazer uso dele, o problema maior é a poluição causada principalmente por atividades industriais e agrícolas, que utilizam-se de agrotóxico e vinhoto, agentes causadores da contaminação dos reservatórios. O ideal seria saber aproveitá-los de forma que não houvesse uma agressão, pois num futuro próximo, serão fundamentais para os diversos tipos de atividade.

4- Foi descoberto que cometas de neve com um peso de 20 a 40 toneladas originados em outras partes do sistema solar, podem atingir a atmosfera da Terra, vaporizando-se e acrescentando aproximadamente 3 trilhões de toneladas de água a cada 10 mil anos pelo ciclo hidrológico, que seria encarregado pela manutenção do acúmulo dessa água na superfície e no interior do solo.

5- Os países do Oriente Médio, apesar de ricos em petróleo, encaram sérios problemas relacionados a escassez de água, havendo sempre um conflito na questão de definir quem comanda nas poucas bacias hidrográficas e águas subterrâneas. Um exemplo disso é a disputa entre Israel, Líbano, Síria e Jordânia, que, por serem vizinhos competem pelo domínio da Bacia do rio Jordão.

Stefany Lapa 43 - 3B EM

Palloma Pasiani nº32 3ºB disse...

1- O planeta é praticamente todo coberto por água, em que se divide em rios, mares, oceanos, e nas águas subterrâneas que não estão visíveis, todo esse montante de água ocupa cerca de 2/3 da superfície terrestre. Sendo que 97,5% é salgada estando nos mares e oceanos; 2,493% é doce (potável), mas são encontradas em geleiras e no subterrâneo e é apenas 0,007% é doce e está disponível nos rios, lagos e na atmosfera sendo possível seu consumo.
O maior reservatório do mundo está localizado na região centro-leste da América do Sul, ocupando uma área de 1,2 milhões de km² onde se estende em sua maior parte em território brasileiro, com 840 mil km², ou seja, 2/3 de sua área total, percorrendo por Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, Sâo Paulo, Paraná, Goiás, Minas Gerais, Santa Catarina e Mato Grosso, e percorre ainda por Paraguai, Uruguai e pela Argentina, por tanto o Aqüífero Guarani é o maior reservatório de água existente no mundo.

2- Aqüífero é toda formação geológica em que a água pode ser armazenada e que possua permeabilidade suficiente para permitir que esta se movimente. Vê-se, portanto, que para ser um aqüífero, uma rocha ou sedimento tem que ter porosidade suficiente para armazenar água, e que estes poros ou espaços vazios tenham dimensões suficientes para permitir que a água possa passar de um lugar a outro, sob a ação de um diferencial de pressão hidrostática.
O Aquífero Guarani é uma reserva subterrânea de água doce (considerada até o momento a maior do mundo), localizada na região sul da América do Sul (partes do território do Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai).

3- Embora não haja um consenso sobre o assunto, estima-se que nosso país
detenha algo entre 12% e 15% dos recursos hídricos totais do mundo. Essa
aparente abundância induziu a uma cultura do desperdício a ponto de, na
atualidade, se colocarem pelo menos dois problemas quanto ao uso dos
recursos hídricos. Um deles é o da escassez em certas áreas e, o outro, se
manifesta através dos conflitos entre setores usuários dos recursos hídricos
que são o agrícola, o industrial e o residencial.
A irregular distribuição dos recursos hídricos no território brasileiro só passou a ser uma das causas de conflitos entre os
setores usuários a partir da década de 1970, quando as conseqüências do modelo de desenvolvimento adotado se fizeram
sentir na alteração da quantidade e qualidade de alguns cursos d'água do país, colocando restrições ou até mesmo
inviabilizando seus vários usos.

4- O ciclo hidrológico está sendo considerado como um sistema aberto, ou seja, um conjunto de componentes ligados por fluxos de energia, e funcionando como uma unidade. Trata-se de um sistema aberto, porque recebe energia do exterior, e devolve energia, através da evapotranspiração.

5- O Oriente Médio é um subcontinente da Ásia que possui clima árido, por isso não há muitos recursos hídricos (água subterrânea, rios e lagos) na região.
Os países que fazem parte do Oriente Médio são ricos em petróleo, no entanto, são pobres em água. Essas nações enfrentam sérios problemas relacionados à escassez de água.
Diversos países, como a Arábia Saudita e as pequenas nações do Golfo Pérsico, fazem dessalinização da água do mar, mesmo assim são grandes compradores de água mineral.
Na região do Oriente Médio, os países que detêm em seu território nascentes de água, rios e aquíferos, são privilegiados por possuir esse riquíssimo e raro recurso.
Diante da escassez de água, surgem conflitos entre países para definir quem domina as pouquíssimas bacias hidrográficas e águas subterrâneas. Um exemplo de disputa por água existe entre Israel, Líbano, Síria e Jordânia, que, por serem países fronteiriços, disputam o domínio da Bacia do rio Jordão. O Oriente Médio, nos últimos anos, apresentou um crescimento populacional, o que elevou o consumo de água e reduziu a quantidade da mesma disponível nos mananciais, fato que tem contribuído para agravar ainda mais os focos de conflito entre os países.

Anônimo disse...

1. 70% do planeta é coberto por água, só 0,0091% é água potável disponível para a população. No Brasil estão 11,6% de toda a água doce do planeta e o maior rio do mundo, rio Amazonas e parte do maior reservatório de água subterrânea do planeta, o Sistema Aqüífero Guarani (Sul e centro-oeste do país) e Alter do Chão (Em baixo da floresta Amazônica).
2. É um grupo de formações geológicas que armazena água subterrânea atravéz de rochas porosas e permeáveis, capazes de reter água e cedê-la. Esses reservatórios móveis aos poucos abastecem rios e poços artesianos pelo Brasil. Podem ser utilizadas como fonte de água para consumo (água potável). Existem no Brasil o Aquífero Guarani (volume = 55 mil km³) que está situado no subsolo do centro-sudoeste do Brasil, mas o restante se distribui entre o nordeste da Argentina, noroeste do Uruguai e sudeste do Paraguai, nas bacias do rio Paraná e do Chaco-Paraná. E tem também o Aquífero Alter do Chão (volume = 85 mil km³) localizada sob os estados do Pará, Amapá e Amazonas.
3. A falta de uma boa administração no país causada pelos nossos governantes impede que haja um plano estratégico para acabar com essa escassez. A poluição e o uso inadequado comprometem esse recurso também em várias regiões do País. A distribuíção de forma irregular, apesar da abundância em termos gerais. Com a qualidade comprometida a água limpa está cada vez mais rara na Zona Costeira e a água de beber cada vez mais cara. Essa situação resulta da forma como a água disponível vem sendo usada com desperdícioque chega entre 50% e 70% nas cidade e sem muitos cuidados com a qualidade. Tudo isso podem causar sérios problemas hídricos para o nosso país.
4. O ciclo hidrológico só é fechado em nível global. Os volumes evaporados em um
determinado local do planeta não precipitam necessariamente no mesmo local, porque
há movimentos contínuos, com dinâmicas diferentes, na atmosfera, e também na
superfície terrestre. Da precipitação que ocorre nos continentes, por exemplo, somente
parte é aí evaporada, com o restante escoando para os oceanos. À medida que consideramos áreas menores de drenagem, o ciclo hidrológico fica mais caracterizado como um ciclo aberto ao nível local.
5. O Oriente Médio é um subcontinente da Ásia que possui clima árido, por isso não há muitos recursos hídricos (água subterrânea, rios e lagos) na região. Os países que fazem parte do Oriente Médio são ricos em petróleo, no entanto, são pobres em água. Essas nações enfrentam sérios problemas relacionados à escassez de água.Diante da escassez de água, surgem conflitos entre países para definir quem domina as pouquíssimas bacias hidrográficas e águas subterrâneas. Um exemplo de disputa por água existe entre Israel, Líbano, Síria e Jordânia, que, por serem países fronteiriços, disputam o domínio da Bacia do rio Jordão.

Vitória Vargas Wanderhec n°40 - 3ºA

Anônimo disse...

Marina Eing Barbosa; 25; 3ºB

1 - De toda a água existente no nosso planeta: 97% é salgada, e apenas 3% é doce. Destes, ainda 2,3% está congelado e 0,7% encontram-se no subsolo, em rios, lagos e na atmosfera. Apenas 0,01% é disponível para o consumo humano e devido a poluição, a água potável está se esgotando. 11,6% da água doce do planeta são encontrados no Brasil. Mas há uma mal distribuição, 70% da água doce brasileira se encontra na Amazônia, onde não há tanta população. No nordeste e no sul, sudeste, onde vive mais gente, que precisaria desta concentração.

2 - É uma formação geológica subterrânea com a capacidade de armazenamento de água, permitindo a sua circulação de forma a que o Homem a possa extrair sem impactes ambientais negativos e em condiçõe economicamente rentáveis. Aquífero Guarani: Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. E Aquífero Alter do Chão: Amazonas, Pará e Amapá.

3 - No Brasil, temos a escassez de água. Mas não por falta dela e sim pela má distribuição da mesma. A poluição e o desperdício também não ajudam.

4 - O ciclo hidrológico ainda é fechado. Não há indícios de que fora do nosso planeta exista água em forma líquida.

5 - Os padrões de pluviosidade, alterados pelas mudanças climáticas e pela desigualdade no sistema de distribuição de água, levou o estado central indiano de Madhya Pradesh à crise de água. uma gangue de mais ou menos 6 pessoas matam uma família para retirar ilegalmente água do reservatório municipal, e até mesmo terceiros que passavam pelo local correram de lado a lado para coletar água antes que o cano secasse. As regiões mais pobres estão sendo afetadas principalmente pela desigualdade na distribuição de água. Se isso não for um alerta para o que a escassez de água pode fazer com uma sociedade, não é conhecida ainda uma maneira mais efetiva. problemas como privatização, distribuição injusta, poluição e mudanças ecológicas são alguns dos principais fatores que contribuem para a escassez da água. Os problemas da Índia ilustram o que pode acontecer se todas as nações demorarem a tomar providências sobre a forma como temos lidado com este recurso vital. Fonte: http://blog.ambientebrasil.com.br/2009/05/guerra-pela-agua-ja-esta-ocorrendo-na-india/.

Anônimo disse...

Marina Eing Barbosa; 25; 3ºB

1 - De toda a água existente no nosso planeta: 97% é salgada, e apenas 3% é doce. Destes, ainda 2,3% está congelado e 0,7% encontram-se no subsolo, em rios, lagos e na atmosfera. Apenas 0,01% é disponível para o consumo humano e devido a poluição, a água potável está se esgotando. 11,6% da água doce do planeta são encontrados no Brasil. Mas há uma mal distribuição, 70% da água doce brasileira se encontra na Amazônia, onde não há tanta população. No nordeste e no sul, sudeste, onde vive mais gente, que precisaria desta concentração.

2 - É uma formação geológica subterrânea com a capacidade de armazenamento de água, permitindo a sua circulação de forma a que o Homem a possa extrair sem impactes ambientais negativos e em condiçõe economicamente rentáveis. Aquífero Guarani: Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. E Aquífero Alter do Chão: Amazonas, Pará e Amapá.

3 - No Brasil, temos a escassez de água. Mas não por falta dela e sim pela má distribuição da mesma. A poluição e o desperdício também não ajudam.

4 - O ciclo hidrológico ainda é fechado. Não há indícios de que fora do nosso planeta exista água em forma líquida.

5 - Os padrões de pluviosidade, alterados pelas mudanças climáticas e pela desigualdade no sistema de distribuição de água, levou o estado central indiano de Madhya Pradesh à crise de água. uma gangue de mais ou menos 6 pessoas matam uma família para retirar ilegalmente água do reservatório municipal, e até mesmo terceiros que passavam pelo local correram de lado a lado para coletar água antes que o cano secasse. As regiões mais pobres estão sendo afetadas principalmente pela desigualdade na distribuição de água. Se isso não for um alerta para o que a escassez de água pode fazer com uma sociedade, não é conhecida ainda uma maneira mais efetiva. problemas como privatização, distribuição injusta, poluição e mudanças ecológicas são alguns dos principais fatores que contribuem para a escassez da água. Os problemas da Índia ilustram o que pode acontecer se todas as nações demorarem a tomar providências sobre a forma como temos lidado com este recurso vital. Fonte: http://blog.ambientebrasil.com.br/2009/05/guerra-pela-agua-ja-esta-ocorrendo-na-india/.

Anônimo disse...

1-O nosso planeta é coberto por 70% de água, destes 97% são água salgada e os 3% restante são água doce. Destes 2,325% estão em geleiras e icebergs, os 0,675% restante estão em rios, lagos, subsolo. Mas apenas 0,0091% estão potenciamente disponíveis para o consumo humano. Já no Brasil se encontra 11,6% de toda a água doce do planeta, aqui também se encontram o maior rio do mundo, o Amazonas e parte do maior reservatório de água subterrânea do planeta, o Sistema Aqüífero Guarani e Alter do Chão. Mas infelizmente, essa água está mal distribuída: quase 70% das águas doces do Brasil estão na Amazônia, onde vivem apenas 7% da população. Essa distribuição irregular deixa apenas 3% de água para o Nordeste. Essa é a causa do problema de escassez de água.

2-Aquífero é toda formação geológica em que a água pode ser armazenada e que possua permeabilidade suficiente para permitir que esta se movimente. Vê-se, portanto, que para ser um aquífero, uma rocha ou sedimento tem que ter porosidade suficiente para armazenar água, e que estes poros ou espaços vazios tenham dimensões suficientes para permitir que a água possa passar de um lugar a outro, sob a ação de um diferencial de pressão hidrostática. Os maiores aquíferos do Brasil são o Aquífero Alter do Chão e o Guarani. O Aquífero Guarani é o maior manancial de água doce subterrânea transfronteiriço do mundo. Está localizado na região centro-leste da América do Sul. Já Aquífero Alter do Chão, localizada sob os estados do Amazonas, Pará e Amapá é o maior aquífero do mundo em volume de água.

3- O uso inadequado da água, que causa um grande desperdício, a poluição, a má admistração do governo e a falta de investimentos, secas e a distribuição irregular são fatores que podem trazer problemas hídricos para o Brasil.

4- O ciclo hidrológico é considerado fechado apenas no nível global. O ciclo hidrológico só é fechado em nível global. Devido os movimentos contínuos, com dinâmicas diferentes, na atmosfera, e também na superfície terrestre, á medida que consideramos áreas menores de drenagem, o ciclo hidrológico fica mais caracterizado como um ciclo aberto ao nível local.

5- No continente africano são vários os países que se enquadram em uma das condições precárias de escassez de água, especialmente na parte centro-norte, onde o clima predominante é o árido e o semiárido. Apesar dos países localizados ao sul do continente possuírem maiores reservas de água em relação ao norte, eles também apresentam em alguns pontos o chamado “estresse hídrico”. A região de maior concentração hídrica do continente está localizada no centro-oeste. Países como a República Democrática do Congo, República Centro Africana e Camarões possuem reservas em quantidade satisfatória. O relatório emitido pelo Painel Intergovernamental Sobre Mudança Climática prevê que por volta de 2020 haverá de 75 a 250 milhões de pessoas na África enfrentando o problema da escassez de água.

Jéssica Cabral - 20 - 3A

Anônimo disse...

1- O Brasil concentra em torno de 12% da água doce do mundo disponível em rios e abriga o maior rio em extensão e volume do Planeta, o Amazonas. Além disso, mais de 90% do território brasileiro recebe chuvas abundantes durante o ano e as condições climáticas e geológicas propiciam a formação de uma extensa e densa rede de rios, com exceção do Semi-Árido, onde os rios são pobres e temporários.Essa água, no entanto, é distribuída de forma irregular, apesar da abundância em termos gerais.Quase 70% das águas doces do Brasil estão na Amazônia, onde vivem apenas 7% da população. Essa distribuição irregular deixa apenas 3% de água para o Nordeste. Essa é a causa do problema de escassez de água verificado em alguns pontos do país.
2- Um aquífero é uma formação ou grupo de formações geológicas que pode armazenar água subterrânea. São rochas porosas e permeáveis, capazes de reter água e de cedê-la. Esses reservatórios móveis aos poucos abastecem rios e poços artesianos. Podem ser utilizadas pelo homem como fonte de água para consumo. Tal como ocorre com as águas superficiais, demandam cuidados para evitar a sua contaminação. O uso crescente pela indústria, agricultura e consumo humano ameaça os aquíferos e coloca esse assunto na agenda ambiental global.
Aquifero Alter do chão - Localizado sob os estados do Amazonas, Pará e Amapá é o maior aquífero do mundo em volume d´água. Depois das geleiras, a água existente na Amazônia representa um quinto de toda a água doce do mundo. Os rios e lagos presentes na paisagem amazônica é apenas uma pequena parcela de toda água potável que há na região.O aquífero Alter do Chão, em comparação ao aquífero Guarani, é duas vezes maior em volume d´água , tendo 86 mil km³ contra 46 mil km³ pertencentes ao aquífero Guarani.
Aquifero Guarani - O Aquífero Guarani é uma reserva subterrânea de água doce, localizada na região sul da América do Sul (partes do território do Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai).A reserva de água está protegida de contaminações e infiltrações por uma camada de rocha basáltica.
3- Embora o Brasil seja o primeiro país em disponibilidade hídrica em rios do mundo, a poluição e o uso inadequado comprometem esse recurso em várias regiões do País.Com a qualidade comprometida a água limpa está cada vez mais rara na Zona Costeira e a água de beber cada vez mais cara. Essa situação resulta da forma como a água disponível vem sendo usada: com desperdício - que chega entre 50% e 70% nas cidades -, e sem muitos cuidados com a qualidade. Assim, parte da água no Brasil já perdeu a característica de recurso natural renovável (principalmente nas áreas densamente povoadas), em razão de processos de urbanização, industrialização e produção agrícola, que são incentivados, mas pouco estruturados em termos de preservação ambiental e da água.
4- Cientistas descobriram que pequenos cometas de neve de 20 a 40 toneladas, provenientes de outras regiões do sistema solar podem atingir a atmosfera da Terra, evaporizando-se e podendo acrescentar três trilhões de toneladas de agua a cada 10mil anos.
5- O acesso à água no Iraque, um dos piores do mundo, soma-se a outros problemas que assolam a população local, como a violência sectária e os conflitos políticos. Anos de guerra afetaram profundamente a fragilizada infraestrutura hídrica do país, o que tem desencadeado tensões armadas e deslocamentos populacionais, aumentando ainda mais a pressão sobre este recurso natural.
A poluição é outra ameaça ao abastecimento de água potável que deixa milhões de iraquianos em perigo. Além disso, os rios Tigre e Eufrates estão lentamente diminuindo e, em algumas localidades, já não conseguem fornecer água em quantidade suficiente.
Aluna: Karine Abdo Leal
Numero: 17
3ºB

Anônimo disse...

Guilherme J. Akrouch 3oB
1- De 100% das águas, 97% são salgadas e se encontram nos oceanos.
Os outros 3% é doce e se encontra:
29,7% aquíferos
- 68,9% calotas polares;
- 0,5% rios e lagos;
- 0,9% outros reservatórios (nuvens, vapor d’água, etc.).
O Brasil tem as maiores mananciais de água doce das Américas, mas sua distribuição é errônea. O norte contém 68,5% dos recursos hídricos, o centro-oeste 15,7%, o sul 6,5%, o sudeste 6% e o nordeste somente 3,3%.
2- Um aquífero é uma formação ou grupo de formações geológicas que pode armazenar água subterrânea.
O Aquífero Alter do Chão já era conhecido havia muito tempo, porém, o que não se sabia era a quantidade de água armazenada por ele. Os estudos mais recentes dos pesquisadores paraenses e cearenses chegaram ao incrível número de 96 mil quilômetros cúbicos de água – quantia que ainda pode crescer, dependendo de investimentos para aprofundar as pesquisas. Com a atual medição de volume, calcula-se que a água existente no Alter do Chão seria suficiente para abastecer toda a população mundial por 100 vezes. Para efeito de comparação, o Aquífero Guarani, considerado até então o maior do Brasil, tem um reservatório de 45 mil quilômetros cúbicos, sendo a Alter do Chão duas vezes maior que o Guarani. Sua maior concentração (Alter do Chão) está no centro-oeste e no nordeste.
3- Como citado anteriormente, o Brasil tem as maiores mananciais de água doce da America. Tem também um dos maiores aquíferos do mundo. Se bem preservada e com um uso conscientizado o Brasil estará longe de problemas hídricos por muito tempo. O Brasil tem a maior reserva de água doce da Terra. 12,5% do total.
4-.
5- A China sempre teve e continua tendo problemas com água. Seu governo diz que vai gastar US$ 240 milhões extras neste ano. Mas isso é apenas uma gota no oceano. A China nunca foi especialmente abençoada com água, mas nos últimos anos vem vendo seus suprimentos caírem perigosamente para níveis muito baixos, enquanto enfrenta secas, aumento da demanda e os efeitos combinados de décadas de poluição de políticas malfeitas. As altas autoridades do país e agências internacionais estão igualmente desanimadas. Um de cada três Chineses não tem acesso a água potável. Mais de cem grandes cidades, das quais a metade são classificadas como “sob séria ameaça”, estão com pouca água. As medidas dos reservatórios vêm caindo um metro ou mais por ano em grande parte do norte da China. Mesmo em Pequim, o suprimento per capita está hoje numa baixa perigosa de 300 metros cúbicos por ano.

Anônimo disse...

Gabriela Luz Alexandre – 11- 3ºA
1- A separação é irregular, grande parte da agua doce está localizada na Amazônia (em cerca de 70%) sendo que lá apenas 7% da população vive, deixando assim faltar agua na região do Nordeste do Brasil, onde começa a preocupação com a escassez da água.
2- Aquífero é um grupo de formações geológicas que pode armazenar água subterrânea. Os maiores aquíferos encontrados no Brasil é o Alter do Chão (localizado nos estados do Pará, Amapá e Amazonas) e o Aquífero Guarani ( localizado na região centro-leste da América do Sul), que é duas vezes maior.
3- Pelo mal uso da população esses problemas hídricos que não deveriam ser encontrados no Brasil por ter bom abastecimento aquífero, e os maiores aquíferos estarem localizados aqui, estão se alastrando cada vez mais.
4- Pois cientistas descobriram que pequenos cometas de neve de 20 a 40 toneladas, de outras regiões do sistema solar podendo atingir a atmosfera da Terra, evaporizando-se e podendo acrescentar três trilhões de toneladas de agua a cada 10mil anos.
5- Podemos perceber grandes problemas com a escassez na África, onde há muita pobreza e poucos recursos para industrias hídricas principalmente na região do centro- norte. Lá é onde se encontra falta absurda de àgua.

Anônimo disse...

Camila Garcia - 05 - 3ªA

A população vem aumentando cada vez mais.Só que o grupo de classe alta usa bem mais água dos que as outras classes. No Brasil a distribuição de água é desigual, pois a maior porcentagem de água se encontra na Amazônia (norte), porem é onde menos possui habitantes.

Aqüífero Guarani é um grande manancial de água doce subterrânea.Estendem-se pelo Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina. Sua extensão maior está no Brasil (2/3 da área total), ‘’pegando’’ os estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Problemas hídricos que enfrentamos são causados pelo desperdício de água potável em lares e indústrias. Também o posicionamento dos centros urbanos e industriais que se encontram longe das fontes de água, fazendo com que seja necessário o desvio do curso de rios, a poluição causada por agrotóxicos, e a criação de barragens para acumular a água próxima a esses centros.

A quantidade de água sempre será a mesma, já que por sua vez sua ‘’vida’’ se da por um ciclo constante. Porem, o que pode e esta mudando é sua qualidade, pois cada vez mais se tem ela salgada, onde não serve para muitos usos e sua forma doce esta esgotando.

Escassez na África, onde há muita pobreza e poucos recursos para industrias hídricas principalmente na região do centro- norte. Lá é onde se encontra falta absurda de àgua.

Anônimo disse...

Vou fugir um pouco ao tema, por que quero perguntar às elites brasileiras(politicos: intelectuais: empresários; religiosos...)o porque de não solução da falta de água no nordeste brasileiro (para consumo humano e atividades economicas), se temos tanta água no centro oeste e no norte. Porque não comprarem águas destas regiões. Se estas elites burras permitirem, os chineses financiam e eu apoio.
Meu nome e antonio sa, sou nordestino e moro em Brasilia.