sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

PROVAS E GABARITOS / O MEIO-AMBIENTE E O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL.


VESTIBULAR 2013

(UDESC) A definição de desenvolvimento sustentável mais usualmente utilizada é a que procura atender às necessidades atuais sem comprometer a capacidade das gerações futuras. Isso significa optar pelo consumo de bens produzidos com tecnologia e materiais menos ofensivos ao meio ambiente, utilização racional dos bens de consumo, evitando-se o desperdício e o excesso e ainda, após o consumo, cuidar para que os eventuais resíduos não provoquem degradação ao meio ambiente. Principalmente: ações no sentido de rever padrões insustentáveis de consumo e minorar as desigualdades sociais. O Brasil está em uma posição privilegiada para enfrentar os enormes desafios que se acumulam. Abriga elementos fundamentais para o desenvolvimento: parte significativa da biodiversidade e da água doce existente no planeta; grande extensão de terras cultiváveis.

De acordo com esta definição, o desenvolvimento sustentável pressupõe:

a) traçar um novo modelo de desenvolvimento econômico para nossa sociedade com o
uso racional dos recursos naturais disponíveis e indisponíveis.
b) a redução do consumo das reservas naturais com a consequente estagnação do desenvolvimento econômico e tecnológico;
c) a preservação do equilíbrio global e do valor das reservas de capital natural, o que não justifica a desaceleração do desenvolvimento econômico e político de uma sociedade;
d) a distribuição homogênea das reservas naturais entre as nações e as regiões em nível global e regional.
e) definir os critérios e instrumentos de avaliação do custo-benefício e os efeitos socioeconômicos e os valores reais do consumo e da preservação.

(UPF) As afirmativas que seguem estão relacionadas à Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, realizada no Rio de Janeiro em junho de 2012. Sobre o tema, assinale a opção correta.

a) Analisando o período de vinte anos entre a Eco 92 e a Rio+20, representantes dos países em diferentes estágios de desenvolvimento foram unânimes em reconhecer os sensíveis avanços no uso racional dos recursos naturais, na erradicação da pobreza, na redução das diferenças sociais e econômicas, na utilização de energias limpas e na redução da emissão de gases de efeito estufa.
b) Em meio à severa crise da economia mundial, especialmente dos países do Euro, os governantes dos países desenvolvidos tomaram atitudes decisivas e rápidas quanto ao estabelecimento de cotas de participação financeira, que visem    fomentar a recuperação do meio ambiente como forma de resgatar a economia dos países em crise.
c) A Rio+20 teve o grande mérito de ratificar o Protocolo de Kyoto (1997), assegurando a adesão de todos os principais países poluidores na meta de redução dos níveis de emissão de gases poluentes.
d) Os países em desenvolvimento reunidos na Rio+20 regulamentaram a adoção de áreas de preservação nas margens dos rios, decidindo que essa medida deve ser aplicada apenas aos rios de grande porte e em grandes propriedades.
e) A Conferência da ONU denominada Rio+20 discutiu temas para o futuro e produziu uma declaração intitulada “O Futuro que queremos”, preocupada em atingir uma economia sustentável que busque reduzir a degradação do meio ambiente, que combata a pobreza e assegure a produção de alimentos para todos.

(UFMT) Assinale a alternativa que identifica a Conferência da ONU que pretendeu aprofundar as discussões e propostas favoráveis ao novo mercado verde, com uso de energia limpa, e gerar soluções para a diminuição da poluição. Paralelo a essa Conferência ocorreu a Cúpula dos Povos por Justiça Social e Ambiental, evento da sociedade civil para debater temas relacionados às causas estruturais da crise ambiental e ecológica.

a) Rio 92, realizada em 1992, com um programa de ação, Agenda 21, para que todos os países pudessem adotar o desenvolvimento sustentável.
b) Rio+20, realizada em junho de 2012, sobre Desenvolvimento Sustentável.
c) Metas do Milênio, estabelecidas em 2000, com 8 metas.
d) Protocolo de Quioto, realizado em 1997, no Japão, quando a maioria dos países desenvolvidos firma o compromisso de reduzir as emissões de gás carbônico.
e) Primeira Conferência Mundial sobre Meio Ambiente realizada em 1972, em Estocolmo, na Suécia.

(UFES) Em junho de 2012, foi realizada, no Rio de Janeiro, a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, denominada Rio+20. A ilustração abaixo chama a atenção para os principais problemas abordados no evento.

(Fonte: INPE �� Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. O futuro que queremos. Cartilha ilustrada sobre economia verde, desenvolvimento sustentável e erradicação da pobreza. 2012. Disponível em: . Acesso em: 9 jul. 2012. Adaptado).

Elabore um texto em que você explique as diferenças apresentadas na ilustração, comparando a América do Norte e a América Latina.

Resolução:

Na ilustração, são apresentados os padrões médios de consumo por região do mundo em comparação aos recursos existentes no planeta. Assim, se todo o mundo consumisse nos mesmos padrões norte-americanos, mais de cinco planetas Terra seriam necessários, o que mostra que a adoção do modelo de consumo norte-americano é insustentável. Os recursos necessários à sustentação de um padrão de consumo elevado como esse são explorados em todo o planeta.
Os países desenvolvidos e industrializados produzem artigos com tecnologias mais avançadas e aplicam estratégias comerciais para renovação rápida desses artigos. A economia se mantém aquecida, mas as consequências ambientais são negativas, seja pela superexploração dos recursos naturais, pela matriz energética adotada (baseada no petróleo), seja pela produção de lixo e pela poluição atmosférica.
Os países latino-americanos são, em geral, industrializados e em desenvolvimento, sendo, ao mesmo tempo, fornecedores de bens primários (commodities) e consumidores dos produtos e das tecnologias dos países industrializados desenvolvidos. Entre todas as regiões apontadas na figura, os níveis de consumo dos países da América Latina seriam relativamente próximos ao que o planeta Terra poderia suportar; contudo, os níveis de consumo nesses países são muito desiguais, havendo áreas de consumo equivalente ao dos países desenvolvidos e áreas de extrema pobreza.
Será valorizada, na correção, a capacidade de o aluno analisar a figura e estabelecer comparações entre as duas regiões solicitadas, bem como a coerência na argumentação e a clareza do texto.

(UNESP) As manchetes de jornal de junho de 2012 enfatizaram a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável. A Rio+20, como ficou conhecida, tinha o desafio de dar continuidade à conscientização global que teve início na Rio 92.
As diretrizes propostas por essas conferências têm por finalidade o desenvolvimento sustentável, o qual se refere a um modelo de
aconsumo que vise atender às necessidades das gerações presentes, sem comprometer o atendimento às necessidades das gerações futuras.   
b) desenvolvimento social e econômico que objetive a satisfação financeira e cultural da sociedade.   
c) consumo excessivo dos recursos naturais, com vistas à preservação, para as gerações futuras, das espécies animais em extinção.   
d) desenvolvimento global que disponha dos recursos naturais para suprir as necessidades da geração atual.   
e) desenvolvimento global que incorpore e priorize os aspectos do desenvolvimento econômico.   

(UERJ)
3ª do plural (Engenheiros do Hawaii)

Corrida pra vender cigarro
Cigarro pra vender remédio
Remédio pra curar a tosse
Tossir, cuspir, jogar pra fora
Corrida pra vender os carros
Pneu, cerveja e gasolina
Cabeça pra usar boné
E professar a fé de quem patrocina
Querem te matar a sede, eles querem te sedar
Eles querem te vender, eles querem te comprar

(...)

Corrida contra o relógio
Silicone contra a gravidade
Dedo no gatilho, velocidade
Quem mente antes diz a verdade
Satisfação garantida
Obsolescência programada
Eles ganham a corrida antes mesmo da largada
(...)

letras.terra.com.br

Os diferentes modelos produtivos de cada momento do sistema capitalista sempre foram o resultado da busca por caminhos para manter o crescimento da produção e do consumo. A crítica ao sistema econômico presente na letra da canção está relacionada à seguinte estratégia própria do atual modelo produtivo toyotista:

aaceleração do ciclo de renovação dos produtos   
b) imposição do tempo de realização das tarefas fabris   
c) restrição do crédito rápido para o consumo de mercadorias   
d) padronização da produção dos bens industriais de alta tecnologia   

(UNICAMP) Na discussão atual sobre a sustentabilidade do planeta, o termo “3R” tem sido usado para se referir a práticas - Reutilizar, Reciclar e Reduzir - que podem ser adotadas para diminuir o consumo de materiais e energia na produção de objetos.

a) Tendo em vista a sustentabilidade do planeta, ordene os verbos “reutilizar”, “reciclar” e “reduzir”, colocando em primeiro lugar a ação que levaria a uma diminuição mais significativa do consumo energético e material e, em último, a ação que levaria a uma diminuição menos significativa.
b) Em um condomínio residencial há quatro grandes recipientes para receber, separadamente, metais, vidros, papéis e plásticos. Seria importante que houvesse outro recipiente, que até poderia ser menor, para receber outro tipo de material. Que material seria esse, sabendo-se que, do ponto de vista ambiental, ele é mais prejudicial que os outros mencionados? Explique por que esse material é muito prejudicial ao ambiente, quando aí descartado.

Respostas:

a) Ordenando os verbos temos: REUTILIZAR (reaproveitamento dos objetos sem grandes gastos de energia); RECICLAR (reaproveitamento dos materiais com gastos de energia); REDUZIR (retirar novos materiais do planeta com gastos de energia).
b) O outro recipiente, que poderia até ser menor, é para receber LIXO ELETRÔNICO (pilhas, baterias, dispositivos elétricos e eletrônicos). Esses materiais contém metais pesados e outros contaminantes (ácidos e bases) que são mais prejudiciais ao meio ambiente do que os outros mencionados.

(IFTM)

harge_calvin_haroldo

Fonte: http://karlacunha.com.br/tag/charges/, acesso em 20/11/2012.

A Carta da Terra
Estamos diante de um momento crítico na história da Terra, numa época em que a humanidade deve escolher o seu futuro. À medida que o mundo torna-se cada vez mais interdependente e frágil, o futuro enfrenta, ao mesmo tempo, grandes perigos e grandes promessas. Para seguir adiante, devemos reconhecer que o meio de uma diversidade de culturas e formas de vida, somos uma família humana e uma comunidade terrestre com um destino comum. Devemos somar forças para gerar uma sociedade sustentável global baseada no respeito pela natureza, nos direitos humanos universais, na justiça econômica e numa cultura de paz. Para chegar a esse propósito, é imperativo que, nós, os povos da terra, declaremos nossa responsabilidade uns para os outros, com grande comunidade da vida, e com as futuras gerações. (...)
Preâmbulo da Carta da Terra. Em: www.eartcharter.org.

Diante das questões ambientais e do desenvolvimento sustentável que permeiam as discussões da sociedade atual, assinale a opção correta:
a) O conceito de desenvolvimento sustentável começou a ser elaborado no início do século XVI, antes mesmo da Primeira Revolução Industrial.
b) Em 1972, em Estocolmo, na Suécia, representantes de 113 países reuniram-se para debater questões relativas ao meio ambiente. Este encontro é considerado como a primeira mobilização em torno desse tema.
c) Em 1992, o Rio de Janeiro abrigou a Conferência das Nações Unidas sobre o Ambiente e o Desenvolvimento (Rio-92). Nesse encontro foi assinado o Protocolo de Kyoto por todos os países que participaram do evento.
d) Em 2002, foi a vez do Egito abrigar a Cúpula Mundial sobre o Desenvolvimento Sustentável; nesse encontro foram discutidas somente questões relacionadas ao meio ambiente. Esse encontro recebeu a denominação de Rio + 10, pois aconteceu 10 anos após a conferência do Rio-92.
e) Em 2012, o Brasil foi o palco do encontro da maior conferência da ONU sobre desenvolvimento sustentável. Foram discutidas nessa ocasião a Agenda 21 e economia verde. Infelizmente, devido à crise econômica, países da União Europeia não participaram do evento.

(FGV-RIO) A partir da segunda metade do século passado, a mobilização em torno do ambiente foi divulgada e se consolidou por meio de estudos e das cúpulas, ou das conferências internacionais.
Sobre essas conferências, pode-se afirmar:

I A primeira grande conferência internacional convocada especificamente para a discussão da problemática ambiental ocorreu em Estocolmo, em 1972.
II Na Rio-92, foram divulgadas as convenções sobre Mudanças Climáticas e sobre Diversidade Biológica, que figuram na agenda ambiental internacional.
III Na Rio+20, que ocorreu no Rio de Janeiro, em 2012, todos os países participantes ratificaram o novo Protocolo de Quioto, aderindo à nova ordem ambiental internacional.

Está correto o que se afirma em
a) I, apenas.
b) II, apenas.
c) I e II, apenas.
d) II e III, apenas.
e) I, II e III.

(FGV-SP) Nos jornais em todo o mundo, cotidianamente a palavra crise está presente e associada à economia. Várias reuniões de lideranças mundiais são realizadas para discutir a crise econômica e, nelas, a questão ambiental é geralmente tratada com menor profundidade com que se discutem os problemas econômicos. Um dos grandes desafios para diminuir o peso da crise ambiental é

a) difundir, em escala global, os hábitos de consumo que estão presentes nos países tradicionalmente desenvolvidos.
b) controlar a natalidade nos países mais pobres e emergentes de modo a retardar a chegada dos 8 bilhões de habitantes previstos para 2015.
c) desenvolver pesquisas de novas tecnologias para incentivar o uso de recursos naturais menos susceptíveis ao esgotamento.
d) expandir modelos econômicos neoliberais que concretizem ações voltadas à educação ambiental nos países pobres.
e) promover a desconcentração espacial das populações que vivem nos vales fluviais onde há forte pressão sobre os recursos naturais.

(FATEC) Em junho de 2012, foi realizada na cidade do Rio de Janeiro a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20. O objetivo desse encontro foi a renovação do compromisso político com o desenvolvimento sustentável, que apresenta como uma de suas propostas

a) evitar o uso de recursos naturais e de matérias-primas nas indústrias para não comprometer o meio ambiente.
b) investir em pesquisas sobre alimentos geneticamente modificados com a finalidade de acabar com a fome no mundo.
c) desenvolver economicamente todas as nações para que estas possam ter o mesmo padrão de consumo dos Estados Unidos.
d) atender às necessidades da atual geração, sem comprometer a capacidade das futuras gerações em prover suas próprias necessidades.
e) incentivar os países desenvolvidos a ampliar o setor agroindustrial para garantir que não faltem alimentos para os países subdesenvolvidos.

(IFBA)

O avanço técnico e científico dos séculos XVIII, XIX e XX possibilitado pelo capitalismo e o crescente processo de industrialização, seja nos países ricos, seja nos países pobres, nos capitalistas ou nos socialistas, vêm progressivamente interferindo, agredindo e alterando a natureza, em benefício dos interesses imediatos dos homens. Assim, para produzir mercadorias e equipamentos, foi necessário instalar extensos complexos industriais, e para alimentá-los foi exigida a extração de matérias-primas e a exploração de fontes energéticas do mundo todo. É em torno das áreas de concentração industrial que a economia gravita e, para alimentar esse complexo sistema, o homem destrói a natureza.

ROSS, Jurandyr L. S. A Sociedade Industrial e o Ambiente. In: Geografia do Brasil. São Paulo: Edusp, 2008.

Nessa perspectiva analítica, é incorreto afirmar que

a) o agravamento dos problemas ambientais industriais está diretamente relacionado à intensificação da urbanização, em especial a partir do século XX, sendo produzida uma volumosa quantidade de resíduos que a natureza, por si só, não consegue absorver.
b) nas regiões que, em curto espaço de tempo, se transformaram em áreas industrializadas através da importação de tecnologias e capital e da instalação maciça de multinacionais, como ocorreu na América Latina, na Ásia e na África, os problemas ambientais urbanos são agravados pelos problemas sociais.
c) o depósito do lixo doméstico em aterros sanitários produz o gás metano – que contribui para o aquecimento global – e também, grande quantidade de material líquido rico em nitrogênio – o chorume – que contamina as águas superficiais e subterrâneas.
d) a produção dos efluentes líquidos industriais está associada principalmente às indústrias químicas e petroquímicas, sendo que em geral são depositados em lagoas de decantação dada a deficiência de tecnologia e inviabilidade econômica do reaproveitamento desses resíduos.
e) o desenvolvimento de programas e ações sustentáveis, pautadas na criação de usinas de compostagem para a coleta seletiva e a fabricação de adubo orgânico, vem favorecendo a diminuição da produção de resíduos sólidos nas metrópoles.

(UEA) Leia um fragmento do poema Eu, etiqueta, de Carlos Drummond de Andrade.
Meu tênis é proclama colorido De alguma coisa não provada Por este provador de longa idade. Meu lenço, meu relógio, meu chaveiro, Minha gravata e cinto e escova e pente, Meu copo, minha xícara,
Minha toalha de banho e sabonete, Meu isso, meu aquilo. Desde a cabeça ao bico dos sapatos, São mensagens,
Letras falantes, Gritos visuais, Ordens de uso, abuso, reincidências. Costume, hábito, premência, Indispensabilidade, E fazem de mim homem-anúncio itinerante, Escravo da matéria anunciada.
(Carlos Drummond de Andrade. Corpo, 1984.) Pela leitura dos versos, pode-se concluir corretamente
que, para o poeta, o ser humano

a) adquire produtos impróprios e inadequados para sua faixa etária.
b) paga valores mais altos por produtos que tragam frases estampadas.
c) costuma manter-se alheio às imposições ditadas pela moda.
d) compra compulsivamente, embora não tenha recursos para isso.
e) consome porque é subjugado pelo poder da publicidade.

((UFGD) Analise a imagem a seguir e, em seguida, assinale a resposta correta no que se refere ao uso da propaganda pelo capitalismo.

(Acervo de imagens do Café História)

a) No modelo pós-industrial de produção, passou-se a privilegiar os serviços de informação, os valores e ideias da comunicação. Ocorre uma completa reorganização do sistema financeiro que neutraliza o poder da propaganda como uma forma de protecionismo industrial.
b) As inovações marcaram o capitalismo incluindo altos investimentos em tecnologias e uma acirrada competição de mercados nos quais os usos de imagens exerciam forte influência na apresentação final do produto, levando ao estreitamento das margens de lucros e interferindo na crescente concorrência de mercado.
c) O capitalismo assume uma maior preocupação com a produção de signos e imagens que propriamente com a produção de mercadorias. Afinal, verificou-se que a imagem tem o poder de transmitir diversos conceitos e ideias, como qualidade, credibilidade, confiança, respeitabilidade, inovação, status e prestígio. Passa, dessa forma, a ser mais um demonstrativo e, ao mesmo tempo, um novo instrumento da crescente competitividade do mercado.
d) As inovações como a propaganda interferiram no mercado de trabalho, estreitando as margens de lucro e a concorrência de mercado, que passou a privilegiar os serviços de informação que valorizavam as imagens do produto sem, contudo, alterar os modos de apresentação do produto no mercado.
e) A maior preocupação do capitalismo foi investir em inovações tecnológicas que permitiam o alargamento do mercado. Desse modo, a propaganda chega como um mecanismo protecionista que evitou a livre concorrência possibilitando a manutenção dos mercados sem maiores alterações no processo de produção.

(UECE) “A questão ambiental deve ser compreendida como um produto da intervenção da sociedade sobre a natureza. Diz respeito não apenas a problemas relacionados à natureza, mas às problemáticas decorrentes da ação social.”
 RODRIGUES, Arlete Moysés. Produção do e no espaço - problemática ambiental urbana. Ed. Hucitec, 1998, p.8.

A partir do excerto acima, pode-se concluir corretamente que os problemas ambientais globais residem
a) na forma como o homem em sociedade apropria-se da natureza.
b) nas relações de consumo e não nas relações de produção.
c) principalmente na forma de exploração dos recursos naturais não renováveis.
d) apenas nas relações de produção, porque estas não têm vinculação com o consumo.

(UERJ)

O fechamento do lixão de Gramacho gerou polêmica ao longo dos últimos meses e uma grande incerteza na vida de aproximadamente 1.700 catadores. Vivendo no meio de 60 milhões de toneladas de lixo, centenas de famílias agora precisam buscar outra fonte de renda. A desativação gradativa do lixão começou em abril de 2011; a partir de agora, as 8,5 mil toneladas de lixo da cidade do Rio de Janeiro vão para a Central de Tratamento de Resíduos de Seropédica.
 Adaptado de , 03/06/2012.

A gestão de resíduos sólidos em grandes cidades envolve uma complexidade de problemas, o que demanda ações eficientes por parte do poder público.
Cite quatro problemas relacionados aos processos de coleta e descarte do lixo na região metropolitana do Rio de Janeiro.

Resposta
Problemas:
• depósitos a céu aberto (lixões)
• insignificância de coleta seletiva
• coleta insuficiente do lixo domiciliar
• acúmulo de materiais não biodegradáveis
• contaminação do solo e do lençol freático por chorume
• contaminação do solo e de pessoas por produtos tóxicos
• proliferação de insetos, roedores e outros vetores de doenças nos lixões

A coleta e o descarte de lixo constituem-se com um dos principais desafios da gestão das cidades. No caso de áreas, como a região metropolitana do Rio de Janeiro, o problema toma maior proporção em razão de sua dinâmica econômica e da elevada população. Os problemas que se apresentam na questão do lixo resultam: do ineficiente sistema de coleta e descarte, gerando depósitos a céu aberto que contaminam o solo, o lençol freático e os cursos d’água pela toxicidade dos resíduos ou por chorume, além da proliferação de vetores de doenças comprometendo a saúde da população e do forte odor causando desconforto; da insuficiência dos serviços que deixando de atender a demanda, resulta no depósito irregular dos resíduos; na falta de investimentos em campanhas e depósitos para materiais recicláveis.  

(UNESP) Analise os gráficos.


Com base nas informações fornecidas e em conhecimentos sobre a dinâmica do lixo sólido no Brasil, é correto afirmar que a coleta seletiva
a) mais do que dobrou de 2006 a 2008, devido ao surgimento de usinas de compostagem, sendo as regiões Sul e Norte as mais atendidas em 2010.   
b) dobrou de 2004 a 2006, devido ao crescimento de cooperativas de catadores de lixo, sendo as regiões Sudeste e Centro-Oeste as mais atendidas em 2010.   
cmais do que quintuplicou de 1994 a 2010, devido à possibilidade de reciclagem de vários materiais, sendo as regiões Sul e Sudeste as mais atendidas em 2010.   
d) triplicou de 1994 a 1999, devido à rígida Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), sendo as regiões Sul e Sudeste as mais atendidas em 2010.   
e) dobrou de 1994 a 2004, devido à instalação de cooperativas de reciclagem, sendo as regiões Sul e Nordeste as mais atendidas em 2010.   

(UFMT) Relatório ambiental de 2010 da ONU calcula que 50 milhões de toneladas de produtos descartáveis e altamente tóxicos são produzidas anualmente. Oriundos principalmente dos Estados Unidos e da Europa, esses produtos descartados são levados, sobretudo, para a Ásia e a África, onde rendem dinheiro, mas geram inúmeros problemas de saúde. A obsolescência programada virou regra nesses produtos: nos anos 90 a sua vida média era de quatro anos, hoje, é de apenas um ano e meio.
 (Veja, dezembro de 2011. Adaptado.)

O texto refere-se a um dos problemas ambientais de mais rápido crescimento no mundo, o do lixo que contém

a) garrafas pet.
b) derivados do petróleo.
c) plásticos.
d) eletrônicos.
e) latas de alumínio.

(PUCRS) Resolver a questão com base nas informações e afirmativas a seguir.

Há algum tempo as preocupações ligadas ao relacionamento sociedade-natureza, bem como os prejuízos causados pelo homem ao meio ambiente natural são pauta de muitos eventos, reuniões, conferências e acordos internacionais liderados pela ONU (Organização das Nações Unidas).
Sobre essa conjuntura, afirma-se:
I. Em 1972, realizou-se, em Viena, a 1a. Conferência Mundial do Meio Ambiente.
II. Movimentos ecológicos e entidades de proteção ao meio ambiente têm sido criados, tais como WWF (Fundo Mundial para a Natureza), Greenpeace e SOS Mata Atlântica.
III. A ONU lançou o relatório Nosso Futuro Comum, que incorpora o conceito de desenvolvimento sustentável.
IV. A conferência Rio+20 enfatizou a necessidade de a população mundial modificar seu modelo de consumo atual, independentemente do grau de riqueza nos diferentes países.
Estão corretas apenas as afirmativas

a) I e II.
b) I e IV.
c) III e IV.
d) I, II e III.
e) II, III e IV.

(UNIOESTE) Nos últimos anos, um dos temas ambientais de maior destaque está no debate sobre o aquecimento do planeta Terra e nas mudanças climáticas globais. Analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa INCORRETA.

a) Além dos fatores internos ao planeta, com destaque para as consequências das ações humanas, fatores externos como as explosões solares influenciam no aumento da temperatura da Terra.
b) Existem pesquisadores que discordam da teoria de que estamos vivendo uma mudança climática em virtude da ação antrópica, pois consideram que houveram outros períodos de aquecimento e de resfriamento do planeta antes da existência do homem e de sua interferência na Terra.
c) Além das florestas, os oceanos são fundamentais na regulação do clima no planeta, pois as plantas aquáticas são responsáveis pela absorção de CO2 da atmosfera. No entanto, a degradação ambiental de origem antrópica nos oceanos vem sendo intensa, reduzindo a vida marinha.
d) Os relatórios do IPCC, composto por um grupo de pesquisadores que vem analisando o impacto das ações antrópicas sobre o clima, se constituem na principal fonte de informações sobre o aquecimento global. O IPCC trabalha com projeções de cenários futuros e, tais projeções vêm sendo consideradas exatas e acertadas por toda a comunidade científica.
e) O aumento da temperatura média do planeta está intimamente ligado às atividades humanas, responsáveis pelo aumento dos gases do efeito estufa, como o dióxido de carbono e o metano. Essa emissão de gases pelo homem, decorrente de atividades agropecuárias, industriais e da queima de combustíveis fósseis, é considerada pelos cientistas do IPCC como a principal causa do aquecimento global.

(UNICENTRO) A maior incidência de radiação ultravioleta na superfície da Terra está relacionada ao fenômeno conhecido por

a) efeito estufa.
b) ilha de calor no meio urbano.
c) domo de poluição atmosférica.
d) aquecimento global.
e) destruição da camada de ozônio.

(UCS) O efeito estufa é um processo em que o calor proveniente do Sol é absorvido pela Terra e posteriormente é irradiado para a atmosfera, onde parte desse calor fica retido devido à presença de gases, como o vapor d’água, o gás carbônico e o metano.

Analise a veracidade (V) ou a falsidade (F) das afirmações a seguir, relacionadas ao efeito estufa.

(    ) O efeito estufa é um processo natural que, se não existisse, tornaria a Terra um planeta gelado e inabitável para a maioria dos seres vivos.
(    ) O aumento da emissão de gases, como o gás carbônico e o metano, pode gerar um aumento na retenção de calor na atmosfera, aquecendo nosso planeta.
(    ) Uma fonte emissora de metano é o rebanho de gado bovino, pois tais animais eliminam grandes quantidades desse gás, proveniente do metabolismo dos seus tratos digestórios.
(    ) A quantidade de gás carbônico na atmosfera vem aumentando desde a Revolução Industrial.

Assinale a alternativa que preenche corretamente os parênteses, de cima para baixo.

a) V – F – F – V
b) F – V – V – F
c) F – F – V – F
d) V – V – F – V
e) V – V – V – V

(UNICAMP) As alterações do clima vêm sendo debatidas pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), órgão das Nações Unidas. Segundo o IPCC, até 2100 a temperatura da Terra poderá subir entre 1,8°C e 5°C.
(Adaptado de http://hdr.undp.org/en/media/HDR-20072008-PT-complete.pdf. Acessado em 02/10/2012.)

Considerando o texto acima, responda:

a) Quais seriam as consequências do possível aumento da temperatura da Terra?

b) Cite duas metas definidas pelo Protocolo de Kyoto para reduzir o possível aumento da temperatura no planeta.

Respostas:

a) As consequências imediatas estariam relacionadas ao degelo dos polos, glaciares e neves eternas, resultando no aumento do nível médio dos oceanos. Tende, assim, a haver o avanço dos oceanos sobre as planícies litorâneas, nas quais estão concentradas a maioria das cidades e da população mundial.

b) Destaca-se a busca por fontes alternativas de energia, menos poluentes, a expansão das “florestas plantadas”, capazes de fixar carbono atmosférico, além da busca pelo consumo racional e maior eficiência energética.

(PUC-RI0) As discussões em torno do Desenvolvimento Sustentável foram as tônicas nos eventos Rio 92 e Rio+20. Todavia, o estabelecimento de agendas sustentáveis em parte dos países e regiões do mundo ainda é muito complicado.

ttp://amarildocharge.files.wordpress.com/2012/06/blog16.jpg
Disponível em: . Publicado em: 16 jun. 2012. Acesso em 29 jul. 2012.

a) Indique DUAS condições geopolíticas ocorridas no planeta, entre 1990 e 2012, que afetaram o controle da poluição ambiental na atualidade.

b) Explique a charge acima com base em DUAS causas de aceleração do Efeito Estufa no planeta.

Respostas:

a) Dentre as mudanças geopolíticas ocorridas no mundo entre 1990 e 2012 e que afetaram no aumento dos problemas ambientais destacam-se: desequilíbrios de forças mundiais após o fim da Guerra Fria; a emergência chinesa; a Guerra do Golfo; a invasão do Iraque pelos EUA; o desmonte da URSS; as guerras civis na África pós-Guerra Fria e o desmatamento das florestas úmidas.

b) Por mais que os acordos multilaterais estejam nas agendas políticas dos mais variados países do mundo, o aquecimento global aumenta devido: aumento do consumo em escala internacional, aumentando o uso de fontes energéticas diversas; ampliação exponencial das áreas de cultivo no mundo; a impermeabilização dos solos com a urbanização do planeta; o não acatamento das regras internacionais de controle de gases estufa pelos países mais industrializados do mundo.

(FGV-SP) Leia o texto.

Sobrevoando o Oceano Ártico, a sensação era de estar diante de um espelho gigante, estilhaçado em milhões de pedacinhos. Em vez de vidro, placas de gelo quebradas, resquícios dos últimos dias de verão, refletiam de forma descontínua os raios de sol. Vistos do alto, de um helicóptero, os pedaços, já frágeis, ocupavam quilômetros de mar, mas, a cada minuto, ondas engoliam mais um trecho da cobertura branca. Diante dos nossos olhos, a geleira que cerca o Polo Norte se desfazia, materializando números que, no dia 27 de agosto [2012], já haviam acionado o alarme sobre a situação. Este ano, foi registrado o recorde de derretimento da cobertura de gelo no oceano, desde que as medições começaram a ser feitas, em 1979.
(www.ihu.unisinos.br/noticias/514247-artico-registra-recorde-de-degelo-e- -aquece-disputa-internacional)

Considerando as informações do texto e os conhecimentos sobre a região do Polo Norte, é correto afirmar que o crescente derretimento das geleiras árticas apresenta como uma de suas consequências geopolíticas

a) a tentativa de povos nativos da região, como os inuits (esquimós), de criar um Estado autônomo.
b) o retorno das divergências políticas entre os Estados Unidos e a Rússia, semelhante à época da Guerra Fria.
c) a disputa entre as potências econômicas sobre o petróleo e outros recursos naturais existentes na região.
d) a expressiva circulação de navios mercantes chineses na região, o que tem gerado protestos da Rússia e da Suécia.
e) a tentativa de criação de um Conselho de segurança do Ártico, composto pelo G8 mais a China e a Coreia do Sul.

(FGV-SP) Analise o esquema a seguir.

(www.proclira.uevora.pt/modulos/modulo19.pdf)

Assinale a alternativa que identifica o processo X desencadeador das situações mostradas no esquema.

a) Inversão térmica.
b) Perda da biodiversidade.
c) Redução da camada de ozônio.
d) Poluição atmosférica.
e) Mudanças climáticas.
VESTIBULAR 2012
(UNIFOR) TERRA, NOSSO LAR. A humanidade é parte de um vasto universo em evolução. A Terra, nosso lar, é viva como uma comunidade de vida incomparável. As forças da natureza fazem da existência uma aventura exigente e incerta, mas a Terra providenciou as condições essenciais para a evolução da vida. A capacidade de recuperação da comunidade de vida e o bem- estar da humanidade dependem da preservação de uma biosfera saudável com todos seus sistemas ecológicos, uma rica variedade de plantas e animais, solos férteis, águas puras e ar limpo. O meio ambiente global com seus recursos finitos é uma preocupação comum de todos os povos. A proteção da vitalidade, diversidade e beleza da Terra são um dever sagrado.
(Trecho do preâmbulo da Carta da Terra, disponível em:http://www.sema.pr.gov.br/modules/conteudo/ conteudo.php?conteudo=183).
Em 22 de abril de 1970, o Senador norte- americano, Gaylord Nelson, convocou o primeiro protesto nacional contra a poluição. Mais de 20 milhões de pessoas nos Estados Unidos preocupados com a visível degradação planetária engajaram-se ao movimento. A partir de 1990, o Dia da Terra passou a ser adotado em vários países, tornando-se evento internacional. A comemoração do Dia da Terra é uma forma de chamar a atenção da população mundial para:
I) a necessidade urgente da preservação e recuperação dos recursos naturais.
II) a motivação da sociedade global para a urgência do desafio da sustentabilidade planetária.
III) a falta de necessidade de se considerar os efeitos da poluição industrial, mas sim as suas causas.
Está correto, apenas, o que se afirma em:
a) I
b) II
c) III
d) I e II
e) I e III
(IFBA)
Mostrengo enviado para punir o povo de Tebas por ter afrontado os deuses, a Esfinge tinha cabeça e seios de mulher, corpo e patas de leoa, e asas de águia. Instalada às portas da cidade, ela exigia que seus melhores jovens a enfrentassem. Todos eram impiedosamente trucidados porque não conseguiam responder ao enigma que ela lhes propunha. Desgraça que só terminou quando apareceu um esperto rapaz, vindo de Corinto e chamado Édipo. Ele matou a charada, provocando o suicídio da fera. O resto da lenda é bem conhecido.
Pois bem, o “desenvolvimento sustentável” também é um enigma à espera do seu Édipo [....] .
VEIGA, José Eli da. Desenvolvimento Sustentável: o desafio do século XXI. 3a edição. Rio de Janeiro: Garamond, 2008, p.3.
O desenvolvimento sustentável se define de forma enigmática por constituir-se enquanto o desafio do Século XXI. Nesta perspectiva, pode-se afirmar:
a) A privatização da água proposta pelo Banco Mundial é uma medida de uso e apropriação racional da natureza com vistas à sustentabilidade socioeconômica e ambiental.
b) Os conflitos socioambientais evidenciam as contradições da relação estabelecida entre a sociedade e a natureza no modelo de desenvolvimento capitalista.
c) O Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), proposto pelo governo federal, tem como projeto estruturante a criação de reservas e parques nacionais para a promoção do desenvolvimento sustentável na Amazônia.
d) A regulação da biodiversidade pela Organização das Nações Unidas (ONU), enquanto patrimônio da humanidade, vem garantindo o cumprimento legal da política ambiental brasileira.
e) A conservação natural dos ecossistemas terrestres para a reprodução social da vida torna evidente o desenvolvimento sustentável no capitalismo.
VESTIBULAR 2011
1-(UNEAL) O conceito de Desenvolvimento Sustentável parte do princípio de que

a) para sustentar o consumo da população mundial, a destruição do meio ambiente deveria ser contida nos países pobres.
b) o atendimento às necessidades básicas das populações, no presente, não deve comprometer os padrões de vida das gerações futuras.
c) o padrão básico de vida populacional tem esgotado os recursos naturais e a alternativa seria rever o modo de viver nas grandes cidades.
d) o desenvolvimento industrial deve diminuir, adaptando um novo modo de vida às gerações atuais e otimizando o uso de produtos artesanais.
e) a diminuição da retirada de recursos naturais renováveis e não renováveis buscam estabelecer novas formas de convívio com o meio agropecuário.
2-(PUCRIO)
2010 – Ano Internacional da Biodiversidade
Em relação ao termo Biodiversidade é correto afirmar que:
a) se relaciona somente à fauna e à flora da zona tropical do planeta, pois nas regiões temperadas não há diversidade.
b) abrange toda a variedade das formas de vida, espécies e ecossistemas em uma região ou em todo o planeta.
c) é restringido às espécies uniformemente distribuídas por toda superfície da Terra, o que só ocorre com a fauna.
d) não se relaciona aos fungos e micro-organismos do meio ambiente, limitando-se às fauna das zonas tropicais.
e) refere-se à fauna, à flora e a pessoas que vivem em harmonia com o meio ambiente, como ameríndios e aborígenes.
3-(UFG) Leia a tira a seguir.
QUINO. Toda Mafalda. São Paulo: Martins Fontes, 1993. p. 372; 411. [Adaptado]
A tira, sobretudo a fala de Mafalda, questiona o apelo ao consumo. Na perspectiva dos estudos geográficos, a generalização do consumo visa
a) à ampliação da cidadania, por garantir mais espaços públicos do que privados nas cidades.
b) à disseminação do sistema de crédito e da propaganda, por ampliar o acesso a bens e produtos.
c) à distribuição de renda, por promover a equidade social nos países subdesenvolvidos.
d) ao aumento da produção e dos níveis de consumo nos países desenvolvidos.
e) à redução das diferenças entre cidadãos e consumidores, por equiparar o acesso ao consumo aos valores democráticos.
4-(UNIR) As imagens abaixo mostram a localização de dois eventos mundiais ocorridos em 2009, simultaneamente.
Sobre esses dois importantes fóruns mundiais, pode-se afirmar:
a) Em Davos, reuniram-se representantes da riqueza do planeta com objetivo principal de elaborar políticas sociais para tirar da pobreza os excluídos da globalização.
b) Em Davos, no Fórum Econômico Mundial, os chefes de Estado dos países mais ricos do mundo exibiram seu otimismo com os bons resultados econômicos, consequência direta da adoção de políticas neoliberais em seus países.
c) No Fórum Econômico Mundial, os países ricos se comprometeram a reduzir drasticamente os subsídios agrícolas como forma de melhorar a concorrência na Organização Mundial do Comércio.
d) A cidade de Belém recepcionou a vanguarda do movimento social e político do mundo que luta contra a exclusão social provocada pela globalização da economia.
e) No Fórum Social Mundial, a notícia do fim do protecionismo anunciada pelos países ricos foi dada como verdade e vista como um gesto positivo na luta contra as desigualdades mundiais.
5-(UENP) Leia atentamente o fragmento de texto a seguir. Trata-se de uma entrevista com o sociólogo Zigmunt Bauman.
Poderia falar mais amplamente sobre os riscos da modernidade?
Uma das características do que chamo de "modernidade sólida" era que as maiores ameaças para a existência humana eram muito mais óbvias. Os perigos eram reais, palpáveis, e não havia muito mistério sobre o que fazer para neutralizá-los ou, ao menos, aliviá-los. Era óbvio, por exemplo, que alimento, e só alimento, era o remédio para a fome.
Os riscos de hoje são de outra ordem, não se pode sentir ou tocar muitos deles, apesar de estarmos todos expostos, em algum grau, a suas consequências. Não podemos, por exemplo, cheirar, ouvir, ver ou tocar as condições climáticas que gradativamente, mas sem trégua, estão se deteriorando. O mesmo acontece com os níveis de radiação e de poluição, a diminuição das matérias-primas e das fontes de energia não renováveis, e os processos de globalização sem controle político ou ético, que solapam as bases de nossa existência e sobrecarregam a vida dos indivíduos com um grau de incerteza e ansiedade sem precedentes.
Diferentemente dos perigos antigos, os riscos que envolvem a condição humana no mundo das dependências globais podem não só deixar de ser notados, mas também deixar de ser minimizados mesmo quando notados. As ações necessárias para exterminar ou limitar os riscos podem ser desviadas das verdadeiras fontes do perigo e canalizadas para alvos errados. Quando a complexidade da situação é descartada, fica fácil apontar para aquilo que está mais à mão como causa das incertezas e das ansiedades modernas. Veja, por exemplo, o caso das manifestações contra imigrantes que ocorrem na Europa. Vistos como "o inimigo" próximo, eles são apontados como os culpados pelas frustrações da sociedade, como aqueles que põem obstáculos aos projetos de vida dos demais cidadãos. A noção de "solicitante de asilo" adquire, assim, uma conotação negativa, ao mesmo tempo em que as leis que regem a imigração e a naturalização se tornam mais restritivas, e a promessa de construção de "centros de detenção" para estrangeiros confere vantagens eleitorais a plataformas políticas.
Para confrontar sua condição existencial e enfrentar seus desafios, a humanidade precisa se colocar acima dos dados da experiência a que tem acesso como indivíduo. Ou seja, a percepção individual, para ser ampliada, necessita da assistência de intérpretes munidos com dados não amplamente disponíveis à experiência individual. E a Sociologia, como parte integrante desse processo interpretativo — um processo que, cumpre lembrar, está em andamento e é permanentemente inconclusivo —, constitui um empenho constante para ampliar os horizontes cognitivos dos indivíduos e uma voz potencialmente poderosa nesse diálogo sem fim com a condição humana.
PALLARES-BURKE, Maria Lúcia Garcia. Entrevista com Zigmunt Bauman. Tempo soc. [online]. 2004
Sobre as questões ambientais na contemporaneidade, assinale a alternativa INCORRETA.
a) Uma das consequências humanas da globalização pode ser associada ao agravamento da questão ambiental.
b) O desenvolvimento do capitalismo demonstra que os índices de industrialização são diretamente proporcionais aos índices de poluição, em termos absolutos.
c) O estímulo ao consumo de produtos recicláveis pode ser considerado uma estratégia do capitalismo contemporâneo para manter os índices de consumo elevados.
d) Embora as questões climáticas tenham se agravado por conta da globalização e do desenvolvimento do capitalismo, elas não podem ser consideradas uma categoria relevante para a compreensão da sociedade contemporânea.
e) As questões ambientais e climáticas são uma espécie de “inimigo invisível” que caracteriza a modernidade contemporânea (“modernidade líquida”).
6-(PUCPR) Leia o poema seguir:
Eu etiqueta
Em minha calça está grudado um nome
Que não é meu nome de batismo ou de cartório,
Um nome ..... estranho.
Meu blusão traz lembrete de bebida
Que jamais pus na boca, nesta vida,
Em minha camiseta, a marca de cigarro
Que não fumo, até hoje não fumei
Minhas meias falam de produto
Que nunca experimentei
Mas são comunicados a meus pés.
(...) Meu lenço, meu relógio, meu chaveiro,
Minha gravata e cinto e escova de dente e pente (...)
Desde a cabeça ao bico dos sapatos,
São mensagens,
Letras falantes,
Gritos visuais,
Ordens de uso, abuso, reincidência,
Costume, hábitos, premência,
Indispensabilidade, e fazem
de mim homem-anúncio itinerante (...).
Carlos Drummond de Andrade
O poema acima refere-se:
a) Ao consumismo, entendido como um fator importante para o desenvolvimento da sociedade capitalista.
b) À moda jovem, da sociedade globalizada e das comunicações em rede em escala planetária.
c) À vida nas metrópoles e nas cidades globais cujos habitantes usam um vocabulário estrangeiro para expressar o processo de globalização.
d) Às relações comerciais desiguais em escala planetária, em que os países pobres consomem produtos fabricados em diferentes lugares do globo.
e) Aos produtos expostos nas vitrines dos shopping centers das cidades brasileiras.
7-(UFPA)
O processo de expansão do modo de produção capitalista trouxe repercussões decisivas no espaço mundial não só no aumento de consumo, mas também uma crescente preocupação em alguns países com a qualidade ambiental, o que tem levado à busca de várias alternativas entre elas o emprego de tecnologias avançadas e acordos diversos a fim de reduzir o impacto e a degradação ambiental. Sobre o assunto, é verdadeiro afirmar que ocorre(m):
a) acordos político-econômicos e tecnológicos entre os Estados Unidos e a China, país de regime político capitalista, objetivando o emprego de tecnologias que promovam uma melhoria ambiental e na qualidade de vida de suas populações.
b) um aceite da Colômbia em acatar ajuda tecnológica dos Estados Unidos para a efetivação de acordos com países que outrora eram socialistas e hoje adotam o capitalismo como é o caso da Coréia do Sul, com vistas a uma exploração menos poluente do petróleo que produz.
c) acordos tecnológicos entre a Índia e o Paquistão, onde este país se compromete a investir seus conhecimentos em tecnologia informacional na preservação ambiental do Paquistão em troca das terras disputadas na região da Caxemira.
d) intensas modificações espaciais na Ásia, particularmente na China, fruto das campanhas de preservação ambiental promovidas pelo governo que adota estratégias de desenvolvimento de cunho socialista e preservacionista.
e) barreiras impostas por nações desenvolvidas capitalistas que se recusam diminuir o seu crescimento econômico e, assim, evitam assinar acordos de compromisso de redução dos impactos ambientais provocados pelo modelo questionável de desenvolvimento.
8-(UFAL) “A civilização industrial, como se encontra hoje organizada, está se chocando frontalmente com o sistema ecológico do planeta” (Al Gore, no livro “A terra em balanço”). Essa frase de Al Gore nos faz pensar que o modelo atual de desenvolvimento não é capaz de satisfazer as gerações atuais e compromete as gerações futuras. Sobre esse assunto, é correto afirmar que:
1) o desenvolvimento sustentável responde às necessidades do presente, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de responder às suas necessidades.
2) o cooperativismo poderá ser um importante instrumento de promoção do desenvolvimento sustentável; é uma forma de estruturação do capital social.
3) o cooperativismo, além de fortalecer a democracia, volta-se para o desenvolvimento sustentável local.
4) nenhum país desenvolvido da modernidade sacrificou o seu desenvolvimento econômico original em função da consciência de que os recursos naturais são finitos.
5) existe uma necessidade imperiosa de os países industrializados reduzirem o seu consumo e seu impacto desproporcional na poluição da Biosfera.
Estão corretas:
a) 1 e 4 apenas
b) 1 e 5 apenas
c) 2 e 4 apenas
d) 1, 2 e 3 apenas
e) 1, 2, 3, 4 e 5.
9-(UFLA)
Ao questionar a racionalidade humana, a charge tem por objetivo principal:
a) Relacionar o desmatamento à extinção das aves.
b) Mostrar que os interesses econômicos sobrepõem-se à preservação ambiental.
c) Mostrar que o uso de veículos contribui para o aumento da poluição atmosférica.
d) Relacionar a expansão agrícola ao processo de degradação ambiental.
10-(UEPB) Sobre a globalização dos problemas ambientais é correto afirmar:
I - Após a Revolução Industrial, a Natureza passou a ser vista como uma fonte de recursos econômicos a ser explorada por meio de instrumentos cada vez mais sofisticados, criados pela ciência e pela tecnologia. Nesse processo, o meio ambiente foi submetido a uma contínua devastação, pondo em risco o equilíbrio do planeta e afetando a vida de toda a humanidade.
II - Nas últimas décadas do seculo XX, com o agravamento dos problemas ambientais, a sociedade se mobilizou para deter os efeitos nocivos das atividades econômicas, predatórias e poluentes.
III - Os grupos ecológicos se multiplicaram e a pressão social resultou na aprovação pelos poderes públicos de leis de proteção ao meio ambiente.
IV - No âmbito internacional, a preservação do meio ambiente passou a constituir elemento importante de um país para negociar a comercialização de seus produtos e recebimento de empréstimos.
Está(ão) correta(s)
a) Apenas a proposição I
b) Todas as proposições
c) Apenas as proposições II e IV
d) Apenas as proposições I e II
e) Apenas as proposições I e III
11-(UEPB)
Lixão da Muribeca Há quase 25 anos ele está lá, [...] o Recife despeja 1.900 toneladas de dejetos no lugar
A análise mais ampla sobre a problemática em foco nos leva a afirmar:
I - Para ser resolvida a problemática dos resíduos sólidos nas grandes cidades do mundo é preciso apenas uma política ambiental voltada para a reciclagem do lixo e da criação de aterros sanitários, ao lado de uma política social que crie cooperativas para empregar os catadores.
II - A sociedade de consumo tal como está estruturada hoje é insustentável para a natureza e tem ao lado do consumismo desenfreado (com a produção crescente dos supérfluos e dos descartáveis) a geração de um exército de excluídos que sobrevivem dos restos que as camadas sociais de maior poder aquisitivo jogam fora.
III - A globalização tem aumentado o abismo social entre ricos e pobres; o mercado cada vez mais competitivo gera o desemprego, o consumismo e a impossibilidade de inserção dos miseráveis. A imagem de degradação humana, embora seja da região metropolitana do Recife, é comum a todas as grandes cidades do terceiro mundo.
IV - A problemática ambiental de dilapidação da natureza bem como as graves questões sociais, tais como a fome, o desemprego, a mortalidade infantil etc., têm relação direta como o nosso modelo de civilização. Não há como resolver a crise ambiental e social do planeta sem que haja mudanças profundas na forma de pensar e de agir da sociedade global.
Estão corretas apenas as proposições
a) II e III
b) I e IV
c) II, III e IV
d) III e IV
e) I, II e IV
VESTIBULAR 2010
12-(PUCRS) Na contradição entre a sociedade industrial e o meio ambiente, surge a necessidade de acordos mundiais, sempre polêmicos, pois denotam a desaceleração do crescimento econômico para preservar o meio ambiente. Um dos acordos que alertou o mundo e representou um momento chave da agenda ambiental foi a ECO 92, no Rio de Janeiro. Entre as preocupações desse encontro, estava
a) a ideia de que o controle da natalidade seria uma saída para evitar desgastes ambientais, pois quanto mais gente maior o consumo industrial.
b) a convicção de que os países pobres precisavam de ajuda para gerir suas florestas, pois não tinham condições de evitar o desmatamento e as queimadas.
c) o conceito de desenvolvimento sustentável, que compreendia o uso de elementos naturais somente em determinados lugares do globo, pois isso representaria um equilíbrio ambiental.
d) a condenação à discriminação comercial, com a proposição de acordos de controle entre a produção e o comércio, envolvendo países ricos e pobres, pois isso representaria um desgaste ambiental equivalente, ou seja, os que mais comercializam poderiam desgastar mais o meio ambiente.
e) a geração de um tratado global referente aos Princípios para a Administração Sustentável das Florestas, pois, se este princípio fosse seguido, seria alcançado o consenso entre conservação, manejo e desenvolvimento sustentável de todos os biomas florestais.
13-(UFOP) Na atualidade, proteger o meio ambiente consiste em assumir atitudes cotidianas, pessoais e coletivas. Assinale a medida que NÃO está de acordo com essa assertiva.
a) Coleta seletiva de lixo urbano e ampliação da rede de coleta de esgotos urbanos e das estações de tratamento.
b) Implantação de indústrias de reciclagem nas áreas de preservação natural com o objetivo de gerar mais recursos econômicos.
c) Industrialização do lixo orgânico e dos resíduos de papel, metais, plásticos, vidros e outros produtos similares.
d) Aprimoramento das técnicas de manejo agrícola, considerando-se as características do solo e do clima, com o objetivo de atenuar os processos erosivos.
14-(UFC) A partir de 1970, surge uma preocupação com os problemas ambientais decorrentes do modelo econômico adotado pelos países capitalistas. Desde então, a Organização das Nações Unidas (ONU) vem realizando conferências com os objetivos de debater questões sobre o desenvolvimento e o meio ambiente e de apresentar soluções que possam diminuir os impactos ambientais no planeta.
Sobre essas conferências e as propostas apresentadas, assinale a alternativa correta.
a) Na Conferência de Estocolmo, na Suécia, em 1972, discutiram-se duas propostas sobre o desenvolvimento e o meio ambiente: a do Desenvolvimento Zero e a do Desenvolvimento a Qualquer Preço. Essa conferência significou a primeira tentativa mundial de equacionamento dos problemas ambientais.
b) Na ECO-92, a participação dos Estados Unidos foi louvável ao assinar o Acordo Internacional da Biodiversidade e da Convenção sobre Mudanças Climáticas. Os Estados Unidos passaram, assim, para a história da humanidade como verdadeiros defensores da boa qualidade de vida no planeta.
c) Na ECO-92, no Rio de Janeiro, foi redigida a Carta da Terra ou Declaração do Rio (Agenda 21), que atribuiu aos países pobres a maior responsabilidade pela conservação do meio ambiente e estabeleceu metas para a preservação da biodiversidade e para a diminuição da emissão de gases na atmosfera.
d) O modelo econômico proposto está fundamentado no conceito de desenvolvimento sustentável, segundo o qual o meio ambiente deve ser intocável e o atendimento às necessidades do presente devem garantir às gerações futuras a possibilidade de satisfazerem suas próprias necessidades.
e) Em 1983, a ONU organizou a Comissão Mundial para o Meio Ambiente e o Desenvolvimento com a tarefa de realizar um amplo levantamento sobre o tema. As conclusões foram sintetizadas no documento chamado de Protocolo de Kyoto, publicado em 1997, no qual se introduz o conceito de desenvolvimento sustentável.
15-(UFG) A ONU escolheu 2010 como o Ano Internacional da Biodiversidade. A indicação é uma clara intenção de despertar o mundo para os limites que a natureza impõe ao consumismo a qualquer custo.
Diante do exposto,
a) explique o significado do conceito de “desenvolvimento sustentável”, segundo a ONU;
b) apresente dois fatores que impactam a biodiversidade do Cerrado.
Resolução:
a) O significado de desenvolvimento sustentável, segundo a ONU ajusta-se a um modelo de desenvolvimento econômico que não prejudique as gerações futuras, isto é, a busca do equilíbrio entre desenvolvimento econômico e preservação ambienta.
b) Os fatores que impactam a biodiversidade do Cerrado, dentre outros, são:
- o desmatamento descontrolado;
- a produção de monocultura em grandes latifúndios;
- o uso de agrotóxico;
- o uso descontrolado de água para a irrigação.
16-(UFAL) “Os padrões dominantes de produção e consumo estão causando devastação ambiental, redução dos recursos e uma massiva extinção de espécies.
Comunidades estão sendo arruinadas. Os benefícios do desenvolvimento não estão sendo divididos equitativamente e o fosso entre ricos e pobres está aumentando. A injustiça, a pobreza, a ignorância e os conflitos violentos têm aumentado e são causa de grande sofrimento. O crescimento sem precedentes da população humana tem sobrecarregado os sistemas ecológico e social. As bases da segurança global estão ameaçadas. Essas tendências são perigosas, mas não inevitáveis.”
(Extraído do Preâmbulo da Carta da Terra)
A partir dessa leitura e considerando-se outros conhecimentos sobre o tema, é incorreto afirmar que:
a) os problemas do meio ambiente são bastante antigos, mas apenas nas últimas décadas teve início uma consciência mundial da gravidade desses problemas.
b) os processos de transformações agrícolas modificaram consideravelmente os inúmeros ecossistemas do planeta Terra, os quais tiveram que ser adaptados ao cultivo e à criação de animais.
c) mais da metade da população da Terra habita em áreas urbanas; a cidade passou a ser, então, a expressão mais forte da alteração do espaço natural.
d) a Revolução Industrial não promoveu a produção em massa, como era esperado, mas acarretou a substituição de fontes de energia renováveis e limpas pelo carvão mineral e depois pelo petróleo.
e) o atual padrão de crescimento econômico exige dos sistemas naturais algo muito além de suas capacidades de sustentação e de renovação.
17-(UEG)
Invadindo espaços
As cidades que antes serviam para abrigar os cidadãos, hoje são o ambiente típico dos automóveis.
Nos países em desenvolvimento, a ação do poder público em favor do automóvel foi e tem sido tão eficaz que fica cada vez mais difícil para os moradores das cidades viver com um mínimo de conforto sem um automóvel particular. Só os que, em razão do seu padrão de renda, não podem almejar ter um carro sujeitam-se ao ineficiente sistema de transporte público. Neles perdem várias horas do dia, muitos dias por ano, alguns anos de vida.
Se as condições fossem outras, se o transporte público fosse mais eficiente, menor seria a parcela de renda que boa parte da população precisa reservar para compra e manutenção de um carro particular, menores seriam as demandas por investimentos públicos no sistema viário, maiores seriam as disponibilidades da renda pessoal para outras atividades, incluindo lazer, e maiores seriam os recursos que o poder público poderia destinar para melhorar a qualidade de vida de uma população.
OKUBARO, Jorge J. O automóvel, um condenado? São Paulo: Senac, 2001. p. 52-53. (Adaptado).
De acordo com a análise do texto acima, é CORRETO afirmar:
a) o elevado custo, os problemas de congestionamento das grandes cidades (ônibus, automóveis, caminhões) são os maiores responsáveis pela poluição atmosférica nos centros urbanos, ocasionando a redução na qualidade de vida da população.
b) a baixa tarifa do transporte urbano é um incentivo ao trabalhador, independentemente do tempo gasto para o deslocamento entre a casa e o trabalho, o que resulta em ganho no orçamento no final do mês.
c) a qualidade do transporte coletivo urbano, fruto de estratégias de planejamento, acaba por estimular a utilização do transporte coletivo, diminuindo o número de veículos nos grandes centros urbanos.
d) a crescente preocupação com o planejamento urbano pelos órgãos oficiais do governo tem trazido melhorias na condução do tráfego e a diminuição dos custos na infraestrutura viária.
VESTIBULAR 2009
18-(UEPB) Um produto trouxe a seguinte etiqueta ilustrada abaixo:
O apelo panfletário demonstra:
a) A força adquirida pelos grupos ambientalistas, ao exigirem que todos os produtos sejam fabricados de forma a preservar o meio ambiente.
b) A tomada de consciência ambiental pela população, sobretudo nas camadas mais jovens, a qual prioriza apenas o consumo de bens cuja produção seja ecologicamente correta.
c) A preocupação dos empresários com a fabricação de bens que sejam ecologicamente sustentáveis, como forma de garantir a preservação da natureza e a futura continuidade do sistema capitalista.
d) A exigência dos governos para que toda forma de produção e consumo seja ecologicamente sustentável, garantindo, assim, a saúde do planeta e a qualidade de vida das gerações futuras.
e) A apropriação capitalista do discurso sobre as questões ambientais (utilizando-se das atuais preocupações ecológicas que ganham força com os ambientalistas) para ampliar seus lucros, camuflando a verdade de que toda forma de consumo é de algum modo danosa à natureza.
19-(UFV) O planeta Terra é uno e total, mas didaticamente pode-se dividi-lo, do ponto de vista das ciências da natureza, em quatro partes interdependentes e com características específicas, a saber: hidrosfera, atmosfera, litosfera e biosfera. O homem, que é também integrante de uma dessas partes, tornou-se ao longo da história apropriador e transformador dos elementos que compõem essas partes.
Com base nos conhecimentos sobre as características do planeta Terra e da relação sociedade-natureza,
Assinale a afirmativa CORRETA:
a) A atmosfera é a única camada que sofre com a transformação da natureza pela sociedade, sobretudo devido ao lançamento de dejetos através das atividades produtivas, cotidianas e depredatórias.
b) A relação do homem com a litosfera é pouco expressiva, pois essa é formada por seres inanimados, como rochas e minerais, que se encontram em grandes profundidades, dificultando a sua extração e utilização.
c) A sociedade se relaciona de forma harmoniosa com a biosfera, respeitando os animais e a vegetação, com a utilização desses recursos de forma sustentável.
d) A hidrosfera formada pelos corpos d’água na superfície é muito importante para a sociedade, uma vez que seus elementos são utilizados na produção de alimentos, bens e energia, bem como para o lazer.
20-(UESPI) Os recursos naturais desempenham um papel importantíssimo para a sociedade. Esses recursos podem ser classificados em: renováveis e não-renováveis. Exemplificam os recursos não-renováveis:
1. solo.
2. rochas calcárias.
3. florestas latifoliadas.
4. linhito.
5. gás natural.
Estão corretas apenas:
a) 1 e 2
b) 2 e 3
c) 1 e 4
d) 2, 3 e 5
e) 2, 4 e 5
21-(UESPI) Na Geografia Econômica vem sendo empregada, com certa freqüência, a expressão “Desenvolvimento Sustentável”.
Com relação a esse tema, assinale a única alternativa incorreta. O Desenvolvimento Sustentável:
a) é o desenvolvimento capaz de suprir as necessidades da geração atual sem comprometer a capacidade de atender às necessidades de gerações futuras.
b) para ser alcançado, necessita de um planejamento e do reconhecimento de que os recursos naturais são infinitos, mas a população cresce em progressão geométrica.
c) propõe qualidade em vez de quantidade, pela redução de matérias-primas e de produtos e pela defesa da reutilização e da reciclagem.
d) busca conciliar desenvolvimento econômico com a preservação ambiental e, também, promover o fim da pobreza.
e) objetiva a satisfação das necessidades básicas da população e a solidariedade para com as gerações futuras.
22-(UESPI) Com o objetivo de contribuir para a solução do problema da poluição interfronteiras (que se origina num dado país e que provoca diferentes conseqüências em outro), foi adotado um sistema de normas ambientais internacionais uniformes, como é o caso do princípio poluidor-pagador. Com relação a esse princípio, é correto afirmar que:
a) as despesas das medidas de prevenção e de luta contra a poluição deveriam ser imputadas ao poluidor.
b) os países do hemisfério Sul devem superar os obstáculos ambientais relacionados ao crescimento econômico e à erradicação da pobreza.
c) o desenvolvimento dos países subdesenvolvidos poderá aumentar as emissões de gases-estufa e comprometer as possibilidades de controle do aquecimento global.
d) dado o caráter global da problemática ambiental e a necessidade de cooperação de todos os países, alguns desses podem ganhar poder de veto, dependendo do seu potencial econômico.
e) os países em desenvolvimento devem adotar uma postura mais pacífica frente às demandas dos países desenvolvidos nas negociações ambientais.
23-(UFLA) O Programa das Nações Unidas para o 1 Desenvolvimento (PNUD) propôs objetivos para ações globais que beneficiem as populações mais carentes do planeta. Sobre esses objetivos (“8 Jeitos de Mudar o Mundo”, conforme o quadro abaixo), assinale a alternativa INCORRETA.
a) As questões sociais são abordadas na maioria dos Objetivos do Milênio.
b) A questão econômica tem como princípio a cooperação entre países desenvolvidos e países subdesenvolvidos.
c) O desenvolvimento sustentável foi excluído dos Objetivos do Milênio, pois somente países desenvolvidos podem exercê-lo.
d) A questão ambiental, segundo o PNUD, está associada à melhoria das condições sociais.
24-(UNIFOR) Reflita sobre a ilustração.
A ONU realizou, em 1997, uma Convenção sobre mudanças climáticas que se tornou conhecida por Protocolo de Kyoto. Considerando as decisões dessa Convenção, depreende-se que o autor da ilustração
a) demonstra o empenho dos Estados Unidos no combate às causas do chamado aquecimento global.
b) defende as ações que os Estados Unidos tomaram para eliminar as causas do efeito estufa do planeta.
c) critica os Estados Unidos por desrespeitarem determinações de organizações que defendem o meio ambiente.
d) denuncia os Estados Unidos pelo fato de ele ter proibido a realização de congressos em defesa do meio ambiente.
e) concorda com a política ambiental dos Estados Unidos de redução de gases que provocam o efeito estufa.
25-(UFPI) As afirmações seguintes relacionam-se a acordos internacionais – Rio de Janeiro (1992) e Kyoto (1997) – para redução da emissão de gases que intensificam o efeito estufa e aceleram o aquecimento global, atingindo assim todos os climas da Terra.
I. Os Estados Unidos da América e a China são os principais países emissores de gases de efeito estufa, devido ao grande volume de suas atividades econômicas.
II. Os Estados Unidos foram um dos primeiros países a aderir ao primeiro tratado citado propondo, durante a Rio 92, que um país possa comprar de outro parte da cota da emissão de gases-estufa.
III. Os acordos internacionais, apesar de polêmicos, não contrariam interesses dos produtores de petróleo e de automóveis.
IV. Vários países do mundo aderiram ao Tratado de Kyoto, concordando em estabelecer metas para reduzir a emissão de gases estufa desde o início do século XXI.
Está correto apenas o que se afirma em:
a) I e II
b) I e III
c) I e IV
d) II e III
e) II e IV
26-(UFPI) Preservar a biodiversidade constitui uma das condições básicas para manter os ambientes sadios no nosso planeta.
Essa afirmação refere-se a uma preocupação:
a) mundial, porque as espécies levaram milhões de anos para se desenvolverem e muitas delas podem desaparecer do mundo em poucas décadas, se a poluição e o desmatamento indiscriminado tiverem continuidade.
b) regional, porque o desaparecimento de espécies de animais pode ser responsável por problemas alimentares e pelo aumento de pragas, pela ruptura da cadeia alimentar, em algumas regiões do mundo.
f) apenas para os Estados Unidos e países da Europa que já destruíram quase totalmente suas florestas, por terem desenvolvido seu setor industrial há muito tempo.
d) apenas para países e regiões que se organizaram politicamente em espaços áridos ou semi-áridos, como a Namíbia e o Nordeste do Brasil, que dependem do pouco que resta de seus ecossistemas.
e) apenas para países que utilizam uma tecnologia altamente desenvolvida, que precisam de organismos vivos como fonte original dos princípios ativos.
27-(UFPI) As afirmações seguintes relacionam-se a acordos internacionais – Rio de Janeiro (1992) e Kyoto (1997) – para redução da emissão de gases que intensificam o efeito estufa e aceleram o aquecimento global, atingindo assim todos os climas da Terra.
I. Os Estados Unidos da América e a China são os principais países emissores de gases de efeito estufa, devido ao grande volume de suas atividades econômicas.
II. Os Estados Unidos foram um dos primeiros países a aderir ao primeiro tratado citado propondo, durante a Rio 92, que um país possa comprar de outro parte da cota da emissão de gases-estufa.
III. Os acordos internacionais, apesar de polêmicos, não contrariam interesses dos produtores de petróleo e de automóveis.
IV. Vários países do mundo aderiram ao Tratado de Kyoto, concordando em estabelecer metas para reduzir a emissão de gases estufa desde o início do século XXI.
Está correto apenas o que se afirma em:
a) I e II
b) I e III
c) I e IV
d) II e III
e) II e IV
VESTIBULAR 2008
28-(UFMT) A dinâmica ambiental se expressa pelo comportamento dos elementos da natureza, bem como pelos aspectos sócio-econômicos da sociedade. Sobre o assunto, marque V para as afirmativas verdadeiras e F para as falsas.
( ) A relação entre a sociedade e a natureza forma um conjunto fundamental para a compreensão das análises sócio-ambientais do espaço geográfico.
( ) O processo de desmatamento pode ocasionar o rompimento do ciclo hidrológico, a perda do solo pelo processo erosivo bem como alterações no comportamento das variáveis climáticas.
( ) Como agente de transformação das relações entre os homens e destes com a natureza, a industrialização implicou a urbanização baseada na defesa ambiental, implementando medidas antipoluidoras e protecionistas.
Assinale a sequência correta.
a) V, V, V
b) F, F, V
c) F, V, V
d) V, V, F
e) V, F, F
29-(UNIFAP) A intensificação dos problemas de ordem ambiental despontou para o processo de mobilização em torno do meio ambiente, que foi divulgado e se consolidou através de estudos técnicos, da literatura científica e da realização de Conferências Internacionais.
Sobre essas Conferências é correto afirmar o que se segue.
(01) A primeira mobilização internacional em favor das questões ambientais ocorreu em Estocolmo, em 1972. Esse evento significou a tentativa mundial de equacionar, os problemas ambientais, chamando atenção à recusa dos Estados Unidos em assinar o Protocolo de Kyoto.
(02) Na Conferência de Estocolmo sobre Desenvolvimento e Meio Ambiente, o Brasil pertencia ao grupo de países que defendia o crescimento econômico a qualquer custo e declarou a aceitação das indústrias altamente poluentes no país.
(04) No evento denominado Rio + 10, que ocorreu em Johannesburgo, os países participantes assinaram o Protocolo de Kyoto aderindo à nova ordem ambiental internacional da política do Crescimento Zero.
(08) Foi na Rio-92 que o conceito de Desenvolvimento Sustentável foi amplamente divulgado, como um princípio de que o atendimento às necessidades básicas das populações do presente não devem comprometer a qualidade de vida das futuras gerações.
Resposta: 10 (2+8)
30-(UNEAL) “O aquecimento global é estudado há 25 anos, mas pode-se dizer que 2006 foi o ano em que a humanidade tomou consciência de que a crise ambiental é real e seus efeitos imediatos. Até os ecocéticos aceitam agora a idéia assustadora de que o tempo disponível para evitar a catástrofe global está perigosamente curto.”
(Revista VEJA, ed. 30/12/2006)
Sobre esse tema, é correto afirmar que:
1) o aquecimento global está acontecendo principalmente em decorrência de uma mudança da inclinação do eixo da Terra, com relação ao plano da eclíptica.
2) o uso intensivo dos hidrocarbonetos e a queima de florestas contribuem decisivamente para o aquecimento global referido.
3) o aumento do nível médio do mar, ou seja, de fenômenos eustáticos positivos, é um dos efeitos globais do aquecimento global.
4) a substituição da energia de termelétricas por energia nuclear poderá representar, em grandes cidades, uma diminuição significativa nas emissões de CO2.
Estão corretas:
a) 1 e 4 apenas
b) 1 e 2 apenas
c) 2 e 3 apenas
d) 2, 3 e 4 apenas
e) 1, 2, 3 e 4
FONTE: GEOGRAFIAPARATODOS
GABARITO:
1-B 2-B 3-B 4-D 5-D 6-A 7-E 8-E 9-B 10-B 11-C 12-E 13-B 14-A 15--- 16-D 17-A 18-E 19-D 20-E 21-B 22-A 23-C 24-C 25-C 26-A 27-C 28-D 29-10 30-D

Nenhum comentário: