domingo, 22 de abril de 2012

DESIGUALDADE SOCIAL.

No mundo em que vivemos percebemos que os indivíduos são diferentes, estas diferenças se baseiam nos seguintes aspectos: coisas materiais, raça, sexo, cultura e outros.
Os aspectos mais simples para constatarmos que os homens são diferentes são: físicos ou sociais. Constatamos isso em nossa sociedade pois nela existem indivíduos que vivem em absoluta miséria e outros que vivem em mansões rodeados de coisas luxuosas e com mesa muito farta todos os dias enquanto outros não possui o que comer durante o dia.

Por isso vemos que existe a desigualdade social, ela assume feições distintas porque é constituída de um conjunto de elementos econômicos, políticos e culturais próprios de cada sociedade.

Desigualdade social: a pobreza como fracasso

No século XVIII, o capitalismo teve um grande crescimento, com a ajuda da industrialização, dando origem assim as relações entre o capital e o trabalho, então o capitalista, que era o grande patrão, e o trabalhador assalariado passaram a ser os principais representantes desta organização.

A justificativa encontrada para esta nova fase foi o liberalismo que se baseava na defesa da propriedade privada, comércio liberal e igualdade perante a lei. A velha sociedade medieval estava sendo totalmente transformada, assim o nome de homem de negócios era exaltado como virtude, e eram-lhe dadas todas as credenciais uma vez que ele poderia fazer o bem a toda sociedade.

O homem de negócios era louvado ou seja ele era o máximo, era o sucesso total e citado para todos como modelo para os demais integrantes da sociedade, a riqueza era mostrada como seu triunfo pelo seus esforços, diferente do principal fundamento da desigualdade que era a pobreza que era o fator principal de seu fracasso pessoal .
Então os pobres deveriam apenas cuidar dos bens do patrão, máquinas, ferramentas, transportes e outros e supostamente Deus era testemunha do esforço e da dedicação do trabalhador ao seu patrão. Diziam que a pobreza se dava pelo seu fracasso e pela ausência de graça, então o pobre era pobre porque Deus o quis assim.

O pobre servia única e exclusivamente para trabalhar para seus patrões e tinham que ganhar somente o básico para sua sobrevivência, pois eles não podiam melhorar suas condições pois poderiam não se sujeitar mais ao trabalho para os ricos, a existência do pobre era defendida pelos ricos, pois os ricos são ricos as custas dos pobres, ou seja para poderem ficar ricos eles precisam dos pobres trabalhando para eles, assim conclui-se que os pobres não podiam deixar de serem pobres.

A desigualdade como produto das relações sociais

Várias teorias apareceram no século XIX criticando as explicações sobre desigualdade social, entre elas a de Karl Marx, que desenvolveu uma teoria sobre a noção de liberdade e igualdade do pensamento liberal, essa liberdade baseava-se na liberdade de comprar e vender. Outra muito criticada também foi a igualdade jurídica que baseava-se nas necessidades do capitalismo de apresentar todas as relações como fundadas em normas jurídicas. Como a relação patrão e empregado tinha que ser feita sobre os princípios do direito, e outras tantas relações também.
Marx criticava o liberalismo porque só eram expressos os interesses de uma parte da sociedade e não da maioria como tinha que ser. O poder de dominação é que dá origem a essas desigualdades.

As desigualdades se originam dessa relação contraditória, refletem na apropriação e dominação, dando origem a um sistema social, neste sistema uma classes produz e a outra domina tudo, onde esta última domina a primeira dando origem as classes operárias e burguesas.
As desigualadas são fruto das relações, sociais, políticas e culturais, mostrando que as desigualdades não são apenas econômicas mas também culturais, participar de uma classe significa que você está em plena atividade social, seja na escola, seja em casa com a família ou em qualquer outro lugar, e estas atividades ajudam-lhe a ter um melhor pensamento sobre si mesmo e seus companheiros.
As classes sociais

As classes sociais mostram as desigualdades da sociedade capitalista. Cada tipo de organização social estabelece as desigualdades, de privilégios e de desvantagens entre os indivíduos.
As desigualdades são vistas como coisas absolutamente normais, como algo sem relação com produção no convívio na sociedade, mas analisando atentamente descobrimos que essas desigualdades para determinados indivíduos são adquiridos socialmente. As divisões em classes se dá na forma que o indivíduo está situado economicamente e socio-politicamente em sua sociedade.

Como já vimos no capitalismo, quem tinham condições para a dominação e a apropriação, eram os ricos, quem trabalhavam para estes eram os pobres, pois bem esses elementos eram os principais denominadores de desigualdade social . Essas desigualdades não eram somente econômicas mas também intelectuais, ou seja o operário não tinha direito de desenvolver sua capacidade de criação, o seu intelecto. A dominação da classe superior, os burgueses, capitalistas, os ricos, sobre a camada social que era a massa, os operários, os pobres, não era só economica mas também ela se sobrepõe a classe pobre, ou seja ela não domina só economicamente como politicamente e socialmente.

A desigualdade social no Brasil

O crescente estado de miséria, as disparidades sociais, a extrema concentração de renda, os salários baixos, o desemprego, a fome que atinge milhões de brasileiros, a desnutrição, a mortalidade infantil, a marginalidade, a violência, etc, são expressões do grau a que chegaram as desigualdades sociais no Brasil.

A desigualdade social não é acidental, e sim produzida por um conjunto de relações que abrangem as esferas da vida social. Na economia existem relações que levam a exploração do trabalho e a concentração da riqueza nas mão de poucos. Na política, a população é excluída das decisões governamentais.
Até 1930, a produção brasileira era predominantemente agrária, que coexistia com o esquema agrário-exportado, sendo o Brasil exportador de matéria prima, as indústrias eram pouquíssimas, mesmo tendo ocorrido, neste período, um verdadeiro “surto industrial”.

A industrialização no Brasil, a partir da década de 30, criou condições para a acumulação capitalista, evidenciado não só pela redefinição do papel estatal quanto a interferência na economia (onde ele passou a criar as condições para a industrialização) mas também pela implantação de indústrias voltadas para a produção de máquinas, equipamentos, etc.

A política econômica, estando em prática, não se voltava para a criação, e sim para o desenvolvimento dos setores de produção, que economizam mão-de-obra. Resultado: desemprego.

Desenvolvimento e pobreza

O subdesenvolvimento latino-americano tornou-se pauta de discussões na década de 50. As proposta que surgiram naquele momento tinham como pano de fundo o quadro de miséria e desigualdade social que precisava ser alterado.
A Cepal (Comissão econômica para a América Latina, criada nessa década) acreditava que o aprofundamento industrial e algumas reformas sociais criariam condições econômicas para acabar com o subdesenvolvimento.

Acreditava também que o aprofundamento da industrialização inverteria o quadro de pobreza da população. Uma de suas metas era criar meios de inserir esse contingente populacional no mercado consumidor. Contrapunha o desenvolvimento ao subdesenvolvimento e imaginava romper com este último por meio da industrialização e das reformas sociais. Mas não foi isso o que realmente aconteceu, pois houve um predomínio de grandes grupos econômicos, um tipo de produção voltado para o atendimento de uma estrita faixa da população e o uso de máquinas que economizavam mão-de-obra.

De fato, o Brasil conseguiu um maior grau de industrialização, mas o subdesenvolvimento não acabou, pois esse processo gerou uma acumulação das riquezas nas mãos da minoria, o que não resolveu os problemas sociais, e muito menos acabou com a pobreza.

As desigualdades sociais são enormes, e os custos que a maioria da população tem de pagar são muito altos. Com isso a concentração da renda tornou-se extremamente perceptível, bastando apenas conversar com as pessoas nas ruas para notá-la.

A pobreza absoluta


Quando se fala em desigualdade social e pobreza no Brasil, não se trata de centenas de pessoas, mas em milhões que vivem na pobreza absoluta. Essas pessoas sobrevivem apenas com 1/4 de salário mínimo no máximo!
Além dessas pessoas, tem-se que recordar que o contingente de desempregados também é muito elevado no Brasil, que vivem em piores condições piores que as desses assalariados.
As condições de miserabilidade da população estão ligadas aos péssimos salários pagos.

A extrema desigualdade social

Observou-se anteriormente que mais de 50% da população ativa brasileira ganha até 2 salários mínimos. Os índices apontados visam chamar a atenção sobre os indivíduos miseráveis no Brasil.
Mas não existem somente pobres no Brasil, pois cerca de 4% da população é muito rica. O que prova a concentração maciça da renda nas mãos de poucas pessoas.

Fonte:coladaweb.com/sociologia/desigualdades-sociais-e-as-classes.
ADAPTADO POR: GEOCONCEICAO/ IMAGENS : GOOGLE.

TAREFA:
1-EXPLIQUE COM EXEMPLOS O QUE SIGNIFICA DESIGUALDADES SOCIAIS:
2-NO BRASIL EXISTE DIFERENÇAS SOCIAIS ENTRE AS REGIÕES? JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA COM ARGUMENTAÇÃO:
3-O QUE SIGNIFICA POPULAÇÃO ECONOMICAMENTE ATIVA ?
4-A INDUSTRIALIZAÇÃO NO BRASIL TROUXE QUALIDADE DE VIDA PARA TODOS? JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA COM EXEMPLOS:

37 comentários:

Anônimo disse...

Anthony 7 ano b

1:Desigualdade social é as diferenças sociais das vidas das pessoas
Ex:um pobre e um rico duas vidas totalmente diferentes

2:Sim.Pois as regiões tem varias pessoas e essas pessoas são diferentes

3:É aquela que constituem a força de trabalho do pais

4:Sim. Pois as industrias precisava de trabalhadores e as pessoas trabalhavam para elas recebendo e tendo uma vida melhor

Anônimo disse...

1-Desigualdade social
Tal conceito está diretamente relacionado à distribuição desigual de renda. Pode-se ter desigualdade sem ter pobreza (pobreza relativa): um aumento de renda das camadas mais pobres pode melhorar a situação de pobreza extrema, sem, no entanto, modificar a situação de desigualdade social. Igualmente, a transferência de renda de setores mais ricos para os mais pobres, não implica necessariamente mudança na medida de pobreza.
Em algumas circunstâncias, pode-se entender a pobreza como um dos resultados da desigualdade social; todavia é importante levar em consideração a afirmação de (Alcock 1997, p. 6): “ Segundo este autor, no capitalismo a desigualdade sempre existirá, mas a pobreza, mesmo nesse sistema, não poderá ser aceita como algo natural e imutável. No próprio ato de conceituá-la, diz ele, há o reconhecimento de que se trata de um problema que exige respostas imediatas e que deve ser erradicado. Por isso, desigualdade é um conceito descritivo.

2-Sim pois no sudeste onde fica a maior parte da população e dão mais atenção, e no Norte tem mais condições de vida.
3- A população em idade ativa é subdividida em dois tipos, a saber: população economicamente ativa e população não-economicamente ativa.
A população economicamente ativa ou simplesmente população ativa compreende todas as pessoas com mais de 10 anos de idade, que constituem a força de trabalho do país. Abrange os empregados, os empregadores, os trabalhadores autônomos, os trabalhadores que estão temporariamente desempregados etc.
A população não-economicamente-ativa é formada, principalmente, por aposentados, donas-de-casa, estudantes,inválidos e crianças


4- Depende, pois para algumas pessoas acham que o ar fica pior.E para alguns sim pois trouce muitas facilidades

Anônimo disse...

Igor Trainotti Ribeiro 7 c n 10

1-Desigualdade social
Tal conceito está diretamente relacionado à distribuição desigual de renda. Pode-se ter desigualdade sem ter pobreza (pobreza relativa): um aumento de renda das camadas mais pobres pode melhorar a situação de pobreza extrema, sem, no entanto, modificar a situação de desigualdade social. Igualmente, a transferência de renda de setores mais ricos para os mais pobres, não implica necessariamente mudança na medida de pobreza.
Em algumas circunstâncias, pode-se entender a pobreza como um dos resultados da desigualdade social; todavia é importante levar em consideração a afirmação de (Alcock 1997, p. 6): “ Segundo este autor, no capitalismo a desigualdade sempre existirá, mas a pobreza, mesmo nesse sistema, não poderá ser aceita como algo natural e imutável. No próprio ato de conceituá-la, diz ele, há o reconhecimento de que se trata de um problema que exige respostas imediatas e que deve ser erradicado. Por isso, desigualdade é um conceito descritivo.

2-Sim pois no sudeste onde fica a maior parte da população e dão mais atenção, e no Norte tem mais condições de vida.
3- A população em idade ativa é subdividida em dois tipos, a saber: população economicamente ativa e população não-economicamente ativa.
A população economicamente ativa ou simplesmente população ativa compreende todas as pessoas com mais de 10 anos de idade, que constituem a força de trabalho do país. Abrange os empregados, os empregadores, os trabalhadores autônomos, os trabalhadores que estão temporariamente desempregados etc.
A população não-economicamente-ativa é formada, principalmente, por aposentados, donas-de-casa, estudantes,inválidos e crianças


4- Depende, pois para algumas pessoas acham que o ar fica pior.E para alguns sim pois trouce muitas facilidades

Anônimo disse...

Luiz Felipe R. Kobarg/Nº:26/7ºB

1-EXPLIQUE COM EXEMPLOS O QUE SIGNIFICA DESIGUALDADES SOCIAIS:
R:Desigualdade social é a difirença socio-economica que existe entre as pessoas, quando se trata de dinheiro. Um exemplo que posso te dar é muito simples: enquanto os governantes nadam em dinheiro, possuem iates, mansões e carros importados, outros pobres, trabalham para ganhar uma miséria, não possuem nem bicicleta e a ultima vez que jantaram nem se lembram mais.

2-NO BRASIL EXISTE DIFERENÇAS SOCIAIS ENTRE AS REGIÕES? JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA COM ARGUMENTAÇÃO:
R:Sim, pois por exemplo um estado com muitas pessoas ricas como são e um estado de muita pobreza como alguns estados do nordeste é uma diferença social.

3-O QUE SIGNIFICA POPULAÇÃO ECONOMICAMENTE ATIVA ?
R:A população economicamente ativa ou simplesmente população ativa compreende todas as pessoas com mais de 10 anos de idade, que constituem a força de trabalho do país. Abrange os empregados, os empregadores, os trabalhadores autônomos, os trabalhadores que estão temporariamente desempregados etc.
A população não-economicamente-ativa é formada, principalmente, por aposentados, donas-de-casa, estudantes,inválidos e crianças

4-A INDUSTRIALIZAÇÃO NO BRASIL TROUXE QUALIDADE DE VIDA PARA TODOS? JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA COM EXEMPLOS:
R:Não pois ainda existe muitos brasileiros nas ruas pedindo esmolas, morrendo de fome ou seja o Brasil ainda vai ter que melhorar muito.

Anônimo disse...

Nome: Stephanie Kischener Seif /
n°: 34 / ano° 7º B
1-A desigualdade social é a diferença dos aspectos das pessoas, como: coisas materiais, raça, sexo, cultura e outros. Os aspectos mais simples são: físicos ou sociais. Resumindo desigualdade social é o fato de que muitos indivíduos vivem na miséria e outros vivem no meio da luxuria, em mansões com mesa farta todos os dias. A desigualdade social é constituída por um conjunto de elementos econômicos, políticos e culturais próprios de cada sociedade. E o capitalismo ajuda muito nessa desigualdade.
2-O crescente estado de miséria, as disparidades sociais, a extrema concentração de renda, os salários baixos, o desemprego, a fome que atinge milhões de brasileiros, a desnutrição, a mortalidade infantil, a marginalidade, a violência, etc, são expressões do grau a que chegaram as desigualdades sociais no Brasil. A desigualdade social não é acidental, e sim produzida por um conjunto de relações que abrangem as esferas da vida social. Na economia, a exploração do trabalho e a concentração da riqueza nas mãos de poucos. Na política, a população é excluída das decisões governamentais. A política econômica, se voltava para o desenvolvimento dos setores de produção, que economizam mão-de-obra. Resultando em desemprego.
3-População Economicamente Ativa (PEA): compreende o potencial de mão-de-obra com que pode contar o setor produtivo, isto é, a população ocupada e a população desocupada.
4-Não, pois algumas mercadorias são muito caras, e pessoas de salário mínimo não tem condições de comprar, sendo assim, gente com um salário alto vai poder comprar um produto de melhor qualidade e aquelas que recebem um salário mínimo não vão poder comprar. Ex: arroz- um arroz de boa qualidade custa R$3,50, muitas pessoas de baixa renda, não podem comprar,então compram um arroz mais barato, mas que não tem tanta qualidade como o outro.

Anônimo disse...

agata N*1 7*B

TAREFA:
1-EXPLIQUE COM EXEMPLOS O QUE SIGNIFICA DESIGUALDADES SOCIAIS: Desigualdade social é a difirença socio-economica que existe entre as pessoas, quando se trata de dinheiro. Um exemplo que posso te dar é muito simples: enquanto os governantes nadam em dinheiro, possuem iates, mansões e carros importados, outros pobres, trabalham para ganhar uma miséria, não possuem nem bicicleta e a ultima vez que jantaram nem se lembram mais.
2-NO BRASIL EXISTE DIFERENÇAS SOCIAIS ENTRE AS REGIÕES?JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA COM ARGUMENTAÇÃO:
Existe desigualdade sim, a região Nordeste é considerada a mais pobre do Brasil, tendo o nivel de analfabetos, mortalidade infantil, qualidade da saúde pública e educação são precárias, já os estados das regiões Sul e Sudeste são considerados os melhores em relação a qualidade de vida.

3-O QUE SIGNIFICA POPULAÇÃO ECONOMICAMENTE ATIVA ?
População economicamente ativa ou simplesmente população ativa compreende todas as pessoas com mais de 10 anos de idade, que constituem a força de trabalho do país. Abrange os empregados, os empregadores, os trabalhadores autônomos, os trabalhadores que estão temporariamente desempregados etc.
4-A INDUSTRIALIZAÇÃO NO BRASIL TROUXE QUALIDADE DE VIDA PARA TODOS? JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA COM EXEMPLOS: esse processo gerou uma acumulação das riquezas nas mãos da minoria, o que não resolveu os problemas sociais, e muito menos acabou com a pobreza. As desigualdades sociais são enormes, e os custos que a maioria da população tem de pagar são muito altos. Com isso a concentração da renda tornou-se extremamente perceptível, bastando apenas conversar com as pessoas nas ruas para notá-la

Evandro disse...

Evandro Bonetti da Silva / nº7 / 7ºA

1-A desigualdade social é distribuição desigual de renda, um exemplo é o nosso Brasil, com suas favelas, moradores de rua sem trabalho, a extrema concentração de renda, os salários baixos, o desemprego, a fome que atinge milhões de brasileiros, a desnutrição, a mortalidade infantil, a marginalidade, a violência, etc.

2-Existem sim, por exemplo: nas regiões norte, nordeste do Brasil não existe o desenvolvimento na indústria, na pesca, na agricultura, como nas outras regiões. Portanto existe o maior acumulo de desemprego, grande quantidade de mortalidade infantil, violência e marginalidade, vandalismo, desnutrição, etc. Não ocorrendo desenvolvimento econômico.

3-É a população que trabalha, gera rendas, paga impostos e tem carteira assinada.

4-Nem todos, pois além dela trazer dinheiro para o Brasil, ela toma lugares onde podiam ser as casa de pessoas de baixa renda, além disso, traz também a poluição, que acaba afetando os moradores de rua, com tanta sujeira, ou seja, ele pode ter arrancado casa, de onde poderiam ser casas para moradores de rua e pessoas de baixa renda.
Por exemplo: O aumento da Univale faz com que todos os moradores da favela se mudem. Também certas construções de prédios, que, ali podia ser um local onde a prefeitura podia instalar moradias para pessoas que necessitam.

vava mario disse...

Alisson nº2 7ºA

1}R:Ela assume feições distintas porque é constituída de um conjunto de elementos econômicos, políticos e culturais próprios de cada sociedade.

2}R:A desigualdade social no BrasilO crescente estado de miséria, as disparidades sociais, a extrema concentração de renda, os salários baixos, o desemprego, a fome que atinge milhões de brasileiros, a desnutrição, a mortalidade infantil, a marginalidade, a violência, etc, são expressões do grau a que chegaram as desigualdades sociais no Brasil.

3}R:A população em idade ativa é subdividida em dois tipos, a saber: população economicamente ativa e população não-economicamente ativa.
A população economicamente ativa ou simplesmente população ativa compreende todas as pessoas com mais de 10 anos de idade, que constituem a força de trabalho do país. Abrange os empregados, os empregadores, os trabalhadores autônomos, os trabalhadores que estão temporariamente desempregados etc.
A população não-economicamente-ativa é formada, principalmente, por aposentados, donas-de-casa, estudantes,inválidos e crianças.

4}R:Nem sempre,porque de fato, o Brasil conseguiu um maior grau de industrialização, mas o subdesenvolvimento não acabou, pois esse processo gerou uma acumulação das riquezas nas mãos da minoria, o que não resolveu os problemas sociais, e muito menos acabou com a pobreza.As desigualdades sociais são enormes, e os custos que a maioria da população tem de pagar são muito altos. Com isso a concentração da renda tornou-se extremamente perceptível, bastando apenas conversar com as pessoas nas ruas para notá-la.

vava mario disse...

Alisson nº2 7ºA

1}R:Ela assume feições distintas porque é constituída de um conjunto de elementos econômicos, políticos e culturais próprios de cada sociedade.

2}R:A desigualdade social no BrasilO crescente estado de miséria, as disparidades sociais, a extrema concentração de renda, os salários baixos, o desemprego, a fome que atinge milhões de brasileiros, a desnutrição, a mortalidade infantil, a marginalidade, a violência, etc, são expressões do grau a que chegaram as desigualdades sociais no Brasil.

3}R:A população em idade ativa é subdividida em dois tipos, a saber: população economicamente ativa e população não-economicamente ativa.
A população economicamente ativa ou simplesmente população ativa compreende todas as pessoas com mais de 10 anos de idade, que constituem a força de trabalho do país. Abrange os empregados, os empregadores, os trabalhadores autônomos, os trabalhadores que estão temporariamente desempregados etc.
A população não-economicamente-ativa é formada, principalmente, por aposentados, donas-de-casa, estudantes,inválidos e crianças.

4}R:Nem sempre,porque de fato, o Brasil conseguiu um maior grau de industrialização, mas o subdesenvolvimento não acabou, pois esse processo gerou uma acumulação das riquezas nas mãos da minoria, o que não resolveu os problemas sociais, e muito menos acabou com a pobreza.As desigualdades sociais são enormes, e os custos que a maioria da população tem de pagar são muito altos. Com isso a concentração da renda tornou-se extremamente perceptível, bastando apenas conversar com as pessoas nas ruas para notá-la.

Anônimo disse...

desigualdade social
De: Laise Ribeiro Hein
Data: Quarta-feira, 25 de abril de 2012

Laise R.Hein numero:26 7ºD
1- A desigualdade social assume feições distintas porque é constituída de um conjunto de elementos econômicos, políticos e culturais próprios de cada sociedade. São as diferenças que existem em uma sociedade, onde existem de um lado ricos com muito dinheiro e pobres em situação de miséria sem ter oque comer. É injusto, pois as riquezas em um país deveriam fazer com que existisse um equilíbrio na renda das pessoas.
2- Sim, ainda conseguimos ver miséria no nordeste brasileiro.
3-compreende o potencial de mão-de-obra com que pode contar o setor produtivo, isto é, a população ocupada, com trabalho que tem renda e contribui na família.
4 - não foi isso o que realmente aconteceu, pois houve um predomínio de grandes grupos econômicos, um tipo de produção voltado para o atendimento de uma estrita faixa da população e o uso de máquinas que economizavam mão-de-obra.

Anônimo disse...

1- A desigualdade social é em muitos com pouco e poucos com muito, ou seja ela acontece quando a distribuição é feita de maneira inadequada, injusta, sendo que enquanto a maior parte do dinheiro fica com a minoria, a maioria sofre com a divisão salarial. Ex: quando o coverno fica cobrando cada vez mais impostos dizendo que vai melhorar as coisas, mais eles ficam com a maior parte di dinheiro.
2- Sim, por exemplor na região norte e nordeste, eles são mais pobres do que a regiao nordeste e sul.
3- A população economicamente ativa, ou população ativa, compreende todas as pessoas com 10 anos ou mais de idade, que constituem a força de trabalho do país.
4- Não, pois com as indústrias não precisam de mão- de- obra e algumas pessoas precisam de empregos para poder sustentar suas famílias e a si mesmo.

Laissa numero: 18 7C

Anônimo disse...

1- A desigualdade acontece quando a distribuição é feita de maneira inadequada, injusta, sendo que enquanto a maior parte do dinheiro fica com a menor parte de pessoas, a maioria sofre com a divisão salarial. Ex: quando o governo fica cobrando mais e mais impostos falando que vai melhorar as coisas no país, mais eles ficam com a maior parte de dinheiro.
2- Sim, por exemplo na região norte e nordeste, eles são mais pobres do que a regiao sudeste e sul.
3- A população economicamente ativa, compreende todas as pessoas com 10 anos ou mais de idade, que constroem a força de trabalho do país.
4- Não, pois as indústrias facilitaram o comércio constituindo máquinas e assim não precisando de mão- de- obra, o que é ruim para as pessoas com poucas condições que precisam de empregos para sustentar-se (sustentar a si mesmo e a sua família).

Rafela Número: 28 7C.

Anônimo disse...

1. Exemplos de desigualdade social: tem gente que mora em favelas e outros que moram em bairros luxuosos. Os salários das pessoas também são bem diferentes, como por exemplo o salário de um professor e de um diretor de uma empresa. Existem os que vivem em miséria absoluta e outros poucos com muito dinheiro.
2. Sim. Existem regiões mais ricas como o Sudeste e o Sul do Brasil. É onde tem industrias, empregos, e as pessoas estudam e ganham mais. Na região Nordeste, por exemplo, já existe mais pobreza e desemprego, o que faz com que muitos moradores de lá migrem para regiões mais ricas.
3. É a população que trabalha, gera renda, paga impostos e que tem a carteira assinada.
4. Não. A industrialização não acabou com as desigualdades sociais. Ainda existe uma minoria que ganha mais e uma maioria que ganha muito pouco. Isto se chama concentração de renda.

Anna,numero 4 7º ano D

Anônimo disse...

1. São as diferenças entre um conjunto de elementos economicos, políticos, e culturais, próprios de cada sociedade.Temos como exemplo uns muito ricos e outros miseráveis.
2. Não existe diferença entre regiões, porém as diferenças se referem as hierarquias sociais, ou seja, um pouco com dinheiro e outro em absoluta pobreza.
Em um trecho do texto há uma passagem que se refere aos pobres, afirmando que sempre serão pobres porque nasceram assim.
3.É a população que trabalha, recebe um salário e é registrada.
4. Não. Proporcionou qualidade para uns e muito trabalho pouca remuneração para outros. como no caso das tecnologiaas avançadas, que troxeram desemprego a uma grande maioria, ou seja, substituídos por máquinas.

Vinícius Ongaratto- número 34- sétimo ano A

luguizipf disse...

Luís Guilherme Zipf 7ºB Nº:25

1-EXPLIQUE COM EXEMPLOS O QUE
SIGNIFICA DESIGUALDADES SOCIAIS:

R:Enquanto uma pessoa come um frango inteiro e outra não come nada, tem alguém tentando provar que cada uma comeu meio frango. A desigualdade social está em todos os lugares. Só que ela costuma ficar mais evidente nos países pobres ou que estão com a economia em aceleração (caso brasileiro). Desigualdade social é uma concessionária de automoveis, por exemplo, colocar um cartaz anunciando um produto por apenas R$ 100.000,00, sendo que a maioria do público que passa em frente a tal loja é de assalariados SM (Salário Mínimo).

2-NO BRASIL EXISTE DIFERENÇAS SOCIAIS ENTRE AS REGIÕES? JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA COM ARGUMENTAÇÃO:

R:A desigualdade — principalmente entre os Estados e regiões — também são um obstáculo para que o país consiga reduzir em dois terços a mortalidade das crianças de até cinco anos de idade. Para cumprir essa tarefa, prevista no quarto Objetivo do Milênio, o país precisaria reduzir a mortalidade para 16,5 a cada mil nascidos vivos até 2015, “o que não é compatível com a tendência de queda na mortalidade infantil verificada entre 1990 e 2000”, aponta o relatório sobre Saúde, elaborado pela Universidade Federal do Pará.

3-O QUE SIGNIFICA POPULAÇÃO ECONOMICAMENTE ATIVA ?

R:A população economicamente ativa ou simplesmente população ativa compreende todas as pessoas com mais de 10 anos de idade, que constituem a força de trabalho do país. Abrange os empregados, os empregadores, os trabalhadores autônomos, os trabalhadores que estão temporariamente desempregados etc.

4-A INDUSTRIALIZAÇÃO NO BRASIL TROUXE QUALIDADE DE VIDA PARA TODOS? JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA COM EXEMPLOS:

R:Sim,trouxe,pois uma boa parte dos Brasileiros começou a ganhar mais dinheiro em seu trabalho

luguizipf disse...

Luís Guilherme Zipf 7ºB Nº:25

1-EXPLIQUE COM EXEMPLOS O QUE
SIGNIFICA DESIGUALDADES SOCIAIS:

R:Enquanto uma pessoa come um frango inteiro e outra não come nada, tem alguém tentando provar que cada uma comeu meio frango. A desigualdade social está em todos os lugares. Só que ela costuma ficar mais evidente nos países pobres ou que estão com a economia em aceleração (caso brasileiro). Desigualdade social é uma concessionária de automoveis, por exemplo, colocar um cartaz anunciando um produto por apenas R$ 100.000,00, sendo que a maioria do público que passa em frente a tal loja é de assalariados SM (Salário Mínimo).

2-NO BRASIL EXISTE DIFERENÇAS SOCIAIS ENTRE AS REGIÕES? JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA COM ARGUMENTAÇÃO:

R:A desigualdade — principalmente entre os Estados e regiões — também são um obstáculo para que o país consiga reduzir em dois terços a mortalidade das crianças de até cinco anos de idade. Para cumprir essa tarefa, prevista no quarto Objetivo do Milênio, o país precisaria reduzir a mortalidade para 16,5 a cada mil nascidos vivos até 2015, “o que não é compatível com a tendência de queda na mortalidade infantil verificada entre 1990 e 2000”, aponta o relatório sobre Saúde, elaborado pela Universidade Federal do Pará.

3-O QUE SIGNIFICA POPULAÇÃO ECONOMICAMENTE ATIVA ?

R:A população economicamente ativa ou simplesmente população ativa compreende todas as pessoas com mais de 10 anos de idade, que constituem a força de trabalho do país. Abrange os empregados, os empregadores, os trabalhadores autônomos, os trabalhadores que estão temporariamente desempregados etc.

4-A INDUSTRIALIZAÇÃO NO BRASIL TROUXE QUALIDADE DE VIDA PARA TODOS? JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA COM EXEMPLOS:

R:Sim,trouxe,pois uma boa parte dos Brasileiros começou a ganhar mais dinheiro em seu trabalho

Anônimo disse...

Pedro Barbosa, n°28; 7°A

TAREFA:
1-EXPLIQUE COM EXEMPLOS O QUE SIGNIFICA DESIGUALDADES SOCIAIS:
2-NO BRASIL EXISTE DIFERENÇAS SOCIAIS ENTRE AS REGIÕES? JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA COM ARGUMENTAÇÃO:
3-O QUE SIGNIFICA POPULAÇÃO ECONOMICAMENTE ATIVA ?
4-A INDUSTRIALIZAÇÃO NO BRASIL TROUXE QUALIDADE DE VIDA PARA TODOS? JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA COM EXEMPLOS:

Respostas:
1 R: Desigualade social é quando por exemplo: Enquanto ua pessoa muito rica tem carros e uma casa aquecida, outras pessoas pessoas dormem no frio...

2 R: Sim por exemplo o nordeste... que é uma região pobre, e não pode se comparala ao sul, que uma região mais rica e sem pobresa.

3 R: Polução economicamente ativa é aquela população que faz o dinheiro “girar”.

4 R: Sim pois deixou os trabalhos das empresas bem mais rápido e a população passou a comprar mais.

Anônimo disse...

1-EXPLIQUE COM EXEMPLOS O QUE SIGNIFICA DESIGUALDADES SOCIAIS:
No mundo em que vivemos percebemos que os indivíduos são diferentes, estas diferenças se baseiam nos seguintes aspectos: coisas materiais, raça, sexo, cultura e outros.Existem indivíduos que vivem em absoluta miséria e outros que vivem em mansões rodeados de coisas luxuosas e com mesa muito farta todos os dias enquanto outros não possui o que comer durante o dia.

2-NO BRASIL EXISTE DIFERENÇAS SOCIAIS ENTRE AS REGIÕES? JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA COM ARGUMENTAÇÃO:
Sim muita.50% da população ativa brasileira ganha até 2 salários mínimos. Os índices apontados visam chamar a atenção sobre os indivíduos miseráveis no Brasil.
Mas não existem somente pobres no Brasil, pois cerca de 4% da população é muito rica. O que prova a concentração maciça da renda nas mãos de poucas pessoas.

3-O QUE SIGNIFICA POPULAÇÃO ECONOMICAMENTE ATIVA ?
Compreende o potencial de mão-de-obra com que pode contar o setor produtivo, isto é, a população ocupada e a população desocupada.

4-A INDUSTRIALIZAÇÃO NO BRASIL TROUXE QUALIDADE DE VIDA PARA TODOS? JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA COM EXEMPLOS:
Não.O crescente estado de miséria, as disparidades sociais, a extrema concentração de renda, os salários baixos, o desemprego, a fome que atinge milhões de brasileiros, a desnutrição, a mortalidade infantil, a marginalidade, a violência, etc,

Taiana da Costa n°36 7°D

Anônimo disse...

1- Desigualdade social é a diferença entre povos de várias sociedades. Um exemplo é a África que até 1990 era governada só por brancos, só brancos poderiam votar,então há uma desigualdade social e racial.
2- Sim, há diferença entre regiões como por exemplo a miséria no Nordeste.
3- A população economicamente ativa é aquela que tem uma renda per capta alta com muito trabalho.
4- Trouxe qualidade para muitos mas não para todos. Como para os índios a poluição dos rios foi num sentido negativo, mas por outro lado trouxe mais energia, trabalho para a população urbana.
Felipe Brum Rossato
n. 9 7 ano A

Anônimo disse...

Gustavo Cassanego Espindola - Nº14 - 7ºA

1-EXPLIQUE COM EXEMPLOS O QUE SIGNIFICA DESIGUALDADES SOCIAIS:
R:A desigualdade social acontece quando a distribuição de renda é feita de forma diferente sendo que a maior

parte fica nas mãos de poucos. A miséria, as disparidades sociais, a extrema concentração de renda, os salários

baixos, o desemprego, são exemplos da desigualdade.
2-NO BRASIL EXISTE DIFERENÇAS SOCIAIS ENTRE AS REGIÕES? JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA COM

ARGUMENTAÇÃO:
R: Sim, existe, um a desigualdade de renda no Brasil pode ser atribuída a fatores estruturais sócio-econômicos,

como a elevada concentração da riqueza mobiliária e imobiliária agravada pelo declínio dos salários reais e à

persistência dos altos juros
3-O QUE SIGNIFICA POPULAÇÃO ECONOMICAMENTE ATIVA ?
R:É a população que trabalha, gera renda.
4-A INDUSTRIALIZAÇÃO NO BRASIL TROUXE QUALIDADE DE VIDA PARA TODOS? JUSTIFIQUE SUA

RESPOSTA COM EXEMPLO
R: A industrialização no Brasil trouxe mais emprego, mais capitalismo e a natureza sai prejudicada.

Anônimo disse...

Nome: Bruna Fagundes nº 7 Ano: 7°D

1 - A desigualdade social está em todos os lugares. Só que ela costuma ficar mais evidente nos países pobres ou que estão com a economia em aceleração (caso brasileiro). De um lado há o Brasil que deu certo. Aquele em que as pessoas possuem tudo o que o dinheiro pode comprar. Têm acesso ao que há de melhor em termos de educação, alimentação, lazer, moradia etc. De outro lado os que passam fome e os que o governo não quer nem saber.
2 Sim , pois quando o assunto é Brasil todos pensam em riqueza mais quando nós vamos olhar ele vimos que temos muitas pessoas que passam fome, frio, mais ninguén nunca pensa nelas pois se ele esta bem de vida nem liga para quem não está, pois quem é bem de vida não consegue imaginar como é ruim viver assim pois tem tudo, e nem se quer os ajuda.
3- População economicamente ativa, segundo a ONU, são todas as pessoas com mais de 10 anos de idade que exercem atividades remuneradas devidamente regulamentadas e aquelas desempregadas temporariamente e que estejam à procura de trabalho.
4- Não, trouxe a desigualdade social por muito tempo, pois a mão de obra era muito barata e fazendo com que os donos das empresas ficassem muito ricos e os trabalhadores muito pobres, e assim continuando submissos.

Anônimo disse...

Nossa que legal seu blog, adorei...

AslinCaroline *-* disse...

Colégio Salesiano Itajaí
Aluna: Aslin Caroline V. Costa
Número: 05 "7ºanoD"

1-EXPLIQUE COM EXEMPLOS O QUE SIGNIFICA DESIGUALDADE SOCIAL:

A desigualdade social acontece quando a distribuição de renda é feita de forma diferente sendo que a maior parte fica nas mãos de poucos. No Brasil a desigualdade social é uma das maiores do mundo. Por esses acontecimentos existem jovens vulneráveis hoje principalmente na classe de baixa renda, pois a exclusão social os torna cada vez mais supérfluos e incapazes de ter uma vida digna. Muitos jovens de baixa renda crescem sem ter estrutura na família devido a uma série de conseqüências causadas pela falta de dinheiro sendo: briga entre pais, discussões diárias, falta de estudo, ambiente familiar precário, educação precária, más instalações, alimentação ruim, entre outros.

2-NO BRASIL EXISTE DIFERENÇAS SOCIAIS ENTRE AS REGIÕES? JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA COM ARGUMENTAÇÃO:

Sim, infelizmente no Brasil a grande população do nordeste esta na pobreza, sendo que em outras partes do brasil como sudeste tem mais recursos financeiros.

3-O QUE SIGNIFICA POPULAÇÃO ECONOMICAMENTE ATIVA ?

A população economicamente ativa compreende todas as pessoas que constituem a força de trabalho do país. Abrange os empregados e empregadores, os trabalhadores autônomos, os trabalhadores que estão temporariamente desempregados etc.

4-A INDUSTRIALIZAÇÃO NO BRASIL TROUXE QUALIDADE DE VIDA PARA TODOS? JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA COM EXEMPLOS:

Não foi isso o que realmente aconteceu, pois houve um predomínio de grandes grupos econômicos, um tipo de produção voltado para o atendimento de uma estrita faixa da população e o uso de máquinas que economizavam mão-de-obra.

---//---//---//---//---//---//---//

Anônimo disse...

Julia Espindola/Nº15/7ºC/Grupo: Giba neles.

Respostas:

1-Desigualdade social é a difirença socio-economica que existe entre as pessoas, quando se trata de dinheiro. Um exemplo muito simples: enquanto os governantes nadam em dinheiro, possuem iates, mansões e carros importados, outros pobres, trabalham para ganhar uma miséria, não possuem nem bicicleta e a ultima vez que jantaram nem se lembram mais

2-Sim, ainda conseguimos ver miséria no nordeste o Brasil

3- É a população que trabalha, gera renda, paga impostos e que tem a carteira assinada.

4- Mas não foi isso o que realmente aconteceu, pois houve um predomínio de grandes grupos econômicos, um tipo de produção voltado para o atendimento de uma estrita faixa da população e o uso de máquinas que economizavam mão-de-obra.

Anônimo disse...

Allan/7ºano C/n°1
03/05/2012.
1)Desigualdade social são as diferenças sociais das vidas das pessoas como um pobre e um rico a qualidade de vida deles são totalmente diferentes.
2)Claro pois as pessoas que vivem naquela região são totalmente diferentes em qualidade de vida.
3) Compreende o potencial de mão de obra com que pode contar o setor produtivo.que constituem a força de trabalho do pais.
4)Sim,porque as industrias precisão de trabalhadores e com isso as pessoas recebem tendo uma vida melhor.

Anônimo disse...

Leila Marchi Ranieri/7 ano C, número 19, Giba Neles.
Desigualdades sociais:
1-Desigualdades sócias são a diferença de vidas eu ou modos de viver.A diferença de vida entre países e estados , até mesmo cidades, é bem notável, pelos empregos, pontos turísticos, favelas,comercio,etc...
Ex:Uma pessoa viver em uma ótima casa , com todos os recursos importantes, e outra pessoa viver na rua, sem água , comida ou agasalhamento.
2-Sim , conseguimos ver vários estados assim, principalmente as maiores capitais , por ter população muito grande e poucos empregos.
3-É a população que gera renda ,paga todos os seus impostos , tem uma situação econômica boa , que trabalha.
4-Sim, mas não para todos.Pois antes disso acontecer, várias pessoas trabalhavam em casa como artesões,manufaturando produtos. Também trabalhavam na lavoura.Com a revolução industrial todos passaram a ser empregados pela industria,nem sempre com bons salários e boas condições de trabalho.Geralmente trabalhavam-se muitas horas por dia incluindo mulheres e crianças semelhante a um trabalho escravo.
=)

Anônimo disse...

Nome:Gabriela Cogo Sedrez Nº:15 Série:7º ano B
1-A desigualdade social não é acidental, e sim produzida por um conjunto de relações que abrangem as esferas da vida social. Na economia existem relações que levam a exploração do trabalho e a concentração da riqueza nas mão de poucos.
2-Sim no Brasil existe diferenças sociais entre as regiões. Exemplos: tem regiões que são polos turísticos, regiões que sofrem com as secas sendo menos desenvolvidas e tem lugares que tem solo próprio para plantação.
3- A população economicamente ativa, ou simplesmente população ativa, compreende todas as pessoas com 10 anos ou mais de idade, que constituem a força de trabalho do país.
4- Não foi isso o que realmente aconteceu, pois houve um predomínio de grandes grupos econômicos, um tipo de produção voltado para o atendimento de uma estrita faixa da população e o uso de máquinas que economizavam mão-de-obra.Exemplo: trabalhadores foram substituídos por maquinas.

Anônimo disse...

1- EXPLIQUE COM EXEMPLOS O QUE SIGNIFICA DESIGUALDADES SOCIAIS:

R: Desigualdade social é quando as pessoas vivem de forma diferentes.
Exemplos: Hoje as mulheres trabalham da mesma forma que os homens porem os seus salários ainda são mais baixos.

Muitas famílias vivem no luxo, com carros e grandes mansões, outras nem casa tem para morar, tão pouco alimentação, inclusive vivem da doação de outras pessoas.

As pessoas mais carentes tem grande dificuldades para no setor da saúde, enquanto os mais ricos tem grandes planos de saúde.



2- NO BRASIL EXISTEM DIFERENÇAS SOCIAIS ENTRE AS REGIÕES? JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA COM ARGUMENTAÇÃO:

R; Sim existem. Exemplo é a região Sul e a região do Nordeste
A região Sul tem um crescimento longo, grandes empresas, indústrias e uma classe social um pouco mais alta, onde o grau de instrução já é bem maior. Já no nordeste ainda existe muita pobreza, desnutrição, seca falta de emprego, pouco estudo, onde para tentar sobreviver muitos saem da sua cidade para morar em outros estados com um pouco mais oportunidades.

3- O QUE SIGNIFICA POPULAÇÃO ECONOMICAMENTE ATIVA ?
R: A população economicamente ativa são todas as pessoas que trabalham ou estão procurando emprego. São essas pessoas que produzem para o país e que integram o sistema produtivo.


4-A INDUSTRIALIZAÇÃO NO BRASIL TROUXE QUALIDADE DE VIDA PARA TODOS? JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA COM EXEMPLOS:
Não, pois o Brasil conseguiu um maior grau de industrialização, mas o subdesenvolvimento não acabou, pois esse processo gerou uma acumulação das riquezas nas mãos da minoria, o que não resolveu os problemas sociais, e muito menos acabou com a pobreza.


Julia Roberta 7° B n° 21.

Anônimo disse...

Gabriela Backes nº17 Serie:7ºD

1.Desigualdade social é a diferença social que existem entre as pessoas. Ex . O rico e o pobre.
2.Sim, conseguimos ver miséria na região nordeste, enquanto em SP os governantes tem sua mansão e um mar de dinheiro.
3.São as pessoas que trabalham pagam imposto, geram renda e tem carteira assinada.
4.Sim, pois as pessoas que não trabalham pode trabalhar nas industrias conseguindo dinheiro e conseguindo comprar as coisas. Por outro lado as pessoas que não querem trabalhar não conseguem dinheiro e ainda vivem na miséria.

Anônimo disse...

CAIO Nº5 7ºA

R1:A desigualdade social é as diferenças econômicas e de modo de vida de uma população, exemplo: Enquanto eu estou postando existe muitos pobres passando fome e muitos ricos na sua banheira de hidromassagem

R2:Claro que existem, há regiões onde o índice de desempregados é muito alto, porque as pessoas têm pouca educação consequentemente o resultado é de aumento dos analfabetos,desemprego e pobreza.

R3:População economicamente ativa é a população que trabalha.

R4:Nem para todos,porque esse processo levou o acumulo de riqueza para as mãos da minoria,que não resolveu nada e não acabou com a pobreza.

Anônimo disse...

henrique numero 16 7anoA

Bom dia conceiçao aqui está a postagem.

1Desigualdade social sao as diferenças sociais entre as pessoas,algumas ricas outras pobres e essa diferença é considerada social e nao física

2Sim,algumas regioes como o nordeste possui a maioria das pessoas com um desenvolvimento social bom entao la existe desigualdade

3Significa uma pessoa que trabalha para render e ajudar a família, ou seja,está economicamente ativa.

4Na verdade,estava mais voltada para os grandes grupos economicos,era uma produçao mais reservada ou voltada para o atendimento de uma faixa da populaçao e o uso de maquinas que substituiam a mao-de-obra

Anônimo disse...

1-EXPLIQUE COM EXEMPLOS O QUE SIGNIFICA DESIGUALDADES SOCIAIS:
A desigualdade social se resume em uma frase "Poucos com muito e muitos com pouco".È nada mais nada menos que a difirença socio-economica que existe entre as pessoas, quando se trata de dinheiro.Ex:Enquanto existem pessoas redeadas de luxo existem outras que trabalham para ganhar uma miséria e não ter nem 1/3 do que essas pessoas tem.
,
2-NO BRASIL EXISTE DIFERENÇAS SOCIAIS ENTRE AS REGIÕES? JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA COM ARGUMENTAÇÃO:
Sim,Podemos observar a região Sul e a Nordeste por exemplo a região Sul tem uma infraestrutura mais adequada,distribuição de água igual para os municipios e não á pobreza estrema...Já na região Nordeste podemos observar uma infraestrutura muito precaria,falta d´água e muita pobreza.Mais se pensarmos assim:Se ospoliticos forem ajudar os menos afortunado de quem esse dinheiro vai sair?E de que forma?.Acredito que teria um aumento de impostos e esse dinheiro viria de nós.
3-O QUE SIGNIFICA POPULAÇÃO ECONOMICAMENTE ATIVA ?
È um conjunto de pessoas que por mais de 10 anos exercem uma profissão remunerada.

4-A INDUSTRIALIZAÇÃO NO BRASIL TROUXE QUALIDADE DE VIDA PARA TODOS? JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA COM EXEMPLOS:
Para alguns sim pois trouxe mais empregos e renda para muitas familias,já para outras trouxe um aumento capitalista ou seja um aumento de rivalidade entre uma industria e outra.

Larissa M.Cardoso 7ºD

Lucas Zonta disse...

Lucas Zonta 7ºA Nº22

1-EXPLIQUE COM EXEMPLOS O QUE SIGNIFICA DESIGUALDADES SOCIAIS:
Desigualdade social significa que cada cidadão tem o faz,ou seja o rico tem uma Ferrari,o pobre tem um barraco,o homem do campo tem charrete.

2-NO BRASIL EXISTE DIFERENÇAS SOCIAIS ENTRE AS REGIÕES? JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA COM ARGUMENTAÇÃO:
Sim, pois na região norte as pessoas tem menos dinheiro que o povo do sudeste, isso indica que a valoriza mais a região sudeste do que a norte por causa dos empregos e por ser uma cidade maior.


3-O QUE SIGNIFICA POPULAÇÃO ECONOMICAMENTE ATIVA?
É a população que gera rendas, e que tem carteira assinada.

4-A INDUSTRIALIZAÇÃO NO BRASIL TROUXE QUALIDADE DE VIDA PARA TODOS? JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA COM EXEMPLOS:
Mais ou menos, pois dependendo da pessoa o dono irá contratar, ou seja, o dono só vai dar o emprego para a pessoa que já cursou até o ensino médio. Pessoas que não tiveram uma boa escolarização nunca vão ser dar bem na vida.

BEIJÃO E ABRAÇO DO LUCAS ZONTA...

Anônimo disse...

Ibrahim Khan/n°17/7°A/Grupo:é nois na fita

1-Desigualdade social são as diferenças socias da vida.
Como por exemplo: Enquanto alguem come um frango inteiro. a outra pessoa nao pode comer nada. Ela costuma ficar em paises pobres ou que estão com a economia em aceleração.

2-Sim claro. Algumas regiões sao pobres como o nordeste. Meu primo morou em aracaju fazia faculdade lá ele disse ''que nao é oque agente ta acostumado''.

3-é a população que trabalha. e tem carteira assinada.

4-nao foi isso que aconteceu. pois houve um predomínio de grandes grupos econômicos, um tipo de produção voltado para o atendimento de uma estrita faixa da população e o uso de máquinas que economizavam mão-de-obra.

Anônimo disse...

1-EXPLIQUE COM EXEMPLOS O QUE SIGNIFICA DESIGUALDADES SOCIAIS:
-A desigualdade social assume feições distintas porque é constituída de um conjunto de elementos econômicos, políticos e culturais próprios de cada sociedade.É injusto, pois as riquezas em um país deveriam fazer com que existisse um equilíbrio na renda das pessoas.
2-NO BRASIL EXISTE DIFERENÇAS SOCIAIS ENTRE AS REGIÕES? JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA COM ARGUMENTAÇÃO:
-Sim, ainda conseguimos ver miséria no nordeste.pois la á pouca água e com pouca agua numero de trabalhos e atividades que proporcionam renda.
3-O QUE SIGNIFICA POPULAÇÃO ECONOMICAMENTE ATIVA ?
-É a população que trabalha, gera renda, paga impostos e que tem a carteira assinada.que compreende o potencial da mão-de-obra.
4-A INDUSTRIALIZAÇÃO NO BRASIL TROUXE QUALIDADE DE VIDA PARA TODOS? JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA COM EXEMPLOS:
-não foi isso o que realmente aconteceu, pois houve um predomínio de grandes grupos econômicos, um tipo de produção voltado para o atendimento de uma estrita faixa da população e o uso de máquinas que economizavam mão-de-obra.
Nicole 7 ano D /numero 33

Anônimo disse...

1- A desigualdade social assume feições distintas porque é constituída de um conjunto de elementos econômicos, políticos e culturais próprios de cada sociedade. São as diferenças que existem em uma sociedade, onde existem de um lado ricos com muito dinheiro e pobres em situação de miséria sem ter oque comer. É injusto, pois as riquezas em um país deveriam fazer com que existisse um equilíbrio na renda das pessoas.
2- Sim, ainda conseguimos ver miséria no nordeste brasileiro.
3-compreende o potencial de mão-de-obra com que pode contar o setor produtivo, isto é, a população ocupada, com trabalho que tem renda e contribui na família.
4 - não foi isso o que realmente aconteceu, pois houve um predomínio de grandes grupos econômicos, um tipo de produção voltado para o atendimento de uma estrita faixa da população e o uso de máquinas que economizavam mão-de-obra.
Nicole 7 ano D/numero 33

Anônimo disse...

Gabriela B. Spindola nº15 7º ano D Grupo: ordem dos guerreiros
Postagem: Desigualdade social
1-EXPLIQUE COM EXEMPLOS O QUE SIGNIFICA DESIGUALDADES SOCIAIS: Os homens são diferentes, mas vivem no mesmo lugar, a terra. Mas nem todos os homens são tratados com igualdade. Exemplo: Alguns vivem na absoluta miséria enquanto outros em mansões rodeados de coisas luxuosas. Ou seja, uns possuem dinheiro e outros não.
2-NO BRASIL EXISTE DIFERENÇAS SOCIAIS ENTRE AS REGIÕES? JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA COM ARGUMENTAÇÃO: Sim. Um exemplo que podemos observar é o Sul, pois possui infraestrutura como água encanada, esgoto, escolas, etc. e no Norte em algumas áreas isso não existe. Outro exemplo são as cidades do interior que tem problemas no acesso principalmente escolar, acesso a estradas, indústrias, etc. Ao contrario de outras cidades que possuem um desenvolvimento econômico melhor.
3-O QUE SIGNIFICA POPULAÇÃO ECONOMICAMENTE ATIVA ?São as pessoas que produzem para o país.
4-A INDUSTRIALIZAÇÃO NO BRASIL TROUXE QUALIDADE DE VIDA PARA TODOS? JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA COM EXEMPLOS: Sim, porque nos locais que possuem indústrias, a um movimento de dinheiro maior. Portanto melhora a vida da população com escolas, infraestrutura, etc. Um exemplo é que De fato, o Brasil conseguiu um maior grau de industrialização, mas o subdesenvolvimento não acabou, pois esse processo gerou uma acumulação das riquezas nas mãos da minoria, o que não resolveu os problemas sociais, e muito menos acabou com a pobreza.