quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

PROVAS E GABARITOS : TRANSPORTES E COMUNICAÇÃO

VESTIBULAR 2013

(MACK) Leia o texto para responder a questão.

“O uso habitual e generalizado da bicicleta em uma cidade qualquer depende de alguns fatos essenciais. Num lugar prioritário entra a questão das características morfológicas do sítio urbano, onde a cidade estabeleceu sua estrutura de ruas, praças e tentáculos.
Cidades nascidas e crescidas em rasas planícies de restingas propiciam o uso mais amplo de bicicletas, engendrando um papel social que raramente tem sido registrado. Por sua vez, cidades implantadas em regiões acidentadas, desenvolvidas espacialmente em encostas de morros, morrotes e colinas, têm grandes limitações para o uso mais amplo de bicicletas. É o caso dos organismos urbanos estendidos por colunas onduladas possuidoras de rampas e ladeiras como alguns dos pontos tradicionais, que perderam a chance da utilização mais intensa dos biciclos. Ainda que pudessem ter ciclovias de uso parcial, limitadas a setores mais planos de seu sítio urbano, como planície e terraços fluviais. No caso, torna-se inoperante a pressão de pessoas simplórias e da mídia na defesa de um sistema urbano de ciclovias. Tendo-se de considerar sempre para as grandes cidades o problema da intensidade do emaranhado de veículos de toda sorte. Não é preciso dizer que estamos pensando no caso da Grande São Paulo. Nessa conjuntura, o uso da bicicleta em redes mais amplas é praticamente impossível.”

Aziz Nacib Ab’Saber, retirado do sítio da Scientific American Brasil (http://www2.uol.com.br/sciam/artigos/o_papel_social_das_bicicletas.html)

I. A cidade de São Paulo apresenta um sítio urbano muito adequado para a construção de ciclovias. As recentes manifestações sociais e políticas em defesa do uso de bicicletas como meio de transporte e, não apenas como esporte ou lazer, têm, na Grande São Paulo, um grande potencial de êxito.
II. Segundo Aziz Ab’Saber, o estudo das condições topográficas é essencial para o planejamento de ciclovias. O uso de bicicletas, a despeito de seus benefícios na saúde e no ambiente, pode ser inviável em cidades com terrenos muito acidentados.
III. O texto resume preocupações básicas no planejamento das vias de circulação em grandes cidades.
Além das condições topográficas, devem-se levar em conta também o desenho das vias e a intensidade dos fluxos de veículos. Desse modo, a grande São Paulo apresenta as melhores condições para a implantação de ciclovias como alternativa ao transporte por meio de veículos particulares.

De acordo com o texto e suas idéias principais, assinale a alternativa que apresente apenas afirmativas corretas.
a) I.
b) II.
c) II e III.
d) I e II.
e) I e III.

(UERJ)

Aposta no transporte

Em um esforço que superou as previsões mais ousadas da iniciativa privada, o governo federal anunciou ontem o que chamou de o maior plano de investimentos em transportes da história, envolvendo a concessão de ferrovias e rodovias à iniciativa privada. O setor de ferrovias é o que deve receber o maior volume de investimentos. Serão R$ 91 bilhões em 10 mil quilômetros de novas linhas, para criar uma malha que ligue as principais regiões produtoras do país aos maiores portos.


A reportagem aborda o plano de investimentos anunciado em 2012 pelo governo federal.
Aponte duas justificativas econômicas para a prioridade dada pelo governo ao setor ferroviário.

Resposta:
 
Justificativas:
• O custo do frete por tonelada é bastante reduzido para distâncias superiores a 300 km.
• O custo mais barato do frete ferroviário é decisivo para a competitividade de produtos de baixo valor por volume, amplamente exportados pelo Brasil.
• Os traçados a serem construídos irão conectar diversas áreas importantes do interior aos portos exportadores do país, barateando o preço final dos produtos.

O sistema ferroviário apresenta diversas vantagens perante outros modais de transporte, como: menor consumo de combustível em relação ao volume da carga transportada, o que resulta em menor ônus e aumento da competitividade da produção nacional no mercado mundial; maior integração do território nacional aumentando a circulação da produção e a conexão de regiões marginais aos centros mais desenvolvidos; criação de corredores de exportação, agilizando o escoamento da produção nacional.  

(FUVEST) Observe o mapa da Malha Ferroviária do Brasil.

Disponível em: . Acesssado em: jul. 2012

Com respeito às áreas indicadas no mapa acima, assinale a alternativa que relaciona corretamente sistemas logísticos e produtos de exportação.





a)
Portos de Belém e de São Luís: minério de ferro, papel e celulose.

Portos do Rio de Janeiro e de Niterói: trigo e fertilizantes.

Portos de Paranaguá e de Itajaí: soja e carnes (congeladas).
b)
Portos de São Luís e de Natal: pescados e carvão mineral.

Portos de Tubarão e de Vitória: minério de ferro, papel e celulose.

Portos de São Francisco do Sul e de Florianópolis: minério de ferro, papel e celulose.
c)
Portos de Itaqui e de Pecém: minério de ferro, manganês e frutas.

Portos de Tubarão e de Vitória: minério de ferro, papel e celulose.

Portos de Paranaguá e de Itajaí: soja e carnes (congeladas).
d)
Portos de Belém e de São Luís: minério de ferro, papel e celulose.

Portos do Rio de Janeiro e de Niterói: pescados e carvão mineral.

Portos de São Francisco do Sul e de Florianópolis: minério de ferro, papel e celulose.
e)
Portos de Itaqui e de Pecém: minério de ferro, manganês e frutas.

Portos de Tubarão e do Rio de Janeiro: soja e carnes (congeladas).

Portos de Paranaguá e de Itajaí: trigo e fertilizantes.



(ESPM)  A imagem abaixo foi bastante difundida nos anos 1990 especialmente a partir da publicação de uma obra clássica do geógrafo britânico David Harvey, Condição pós moderna. Guarda estreita relação com a mensagem divulgada na canção:


a) Terra! Terra! por mais distante, o errante navegante quem jamais te esqueceria. "Terra", de Caetano Veloso.
b) Há soldados armados, amados ou não, quase todos perdidos de armas na mão. "Pra não dizer que não falei das flores", de Geraldo Vandré.
c) Pra começar, quem vai colar, os tais caquinhos do velho mundo? Pátrias, famílias, religiões e preconceitos, chegou não tem mais jeito. "Pra começar", Marina Lima e Antonio Cícero.
d) Antes mundo era pequeno porque Terra era grande. Hoje mundo é muito grande, porque terra é pequena. "Parabolicamará", de Gilberto Gil.
e) Terra, és o mais bonito dos planetas. Estão te maltratando por dinheiro, tu que é a nave nossa irmã. "O sal da Terra. Beto Guedes".

(UEA) Observe os cartogramas que contêm padrões de distribuição de um elemento espacial importante para o desenvolvimento econômico do Brasil.

(Hervé Théry e Nely Aparecida Mello. Atlas do Brasil, 2005. Adaptado.)

 Assinale a alternativa que indica corretamente o elemento espacial representado.

a) Principais rios que cruzam o país.
b) Direção das principais redes férreas.
c) Dinâmica dos fluxos migratórios.
d) Direção das principais rodovias federais.
e) Redes de oleodutos e gasodutos.

(URCA) Com as obras do Programa de Aceleração do Crescimento, o governo do Brasil pretende reverter uma situação que do ponto de vista do transporte de mercadorias é insustentável, uma vez que eleva o frete, tornando os produtos menos competitivos no mercado externo. Assim, é CORRETO afirmar que:

A alternativa que traz a sequência correta é:

a) O incremento estatal na infraestrutura aérea possibilitará um escoamento significativo da exportação dos
produtos agrícolas.
b) O predomínio do modal rodoviário na dinâmica de transportes no Brasil relaciona-­se às políticas implantadas a partir da segunda metade do século XX, que concentraram recursos neste setor.
c) O transporte hidroviário é pouco utilizado no Brasil em virtude de seu custo ser superior ao do transporte rodoviário.
d) As hidrovias tornariam o preço do produto agrícola brasileiro mais competitivo no mercado internacional, mas têm sua implementação dificultada pela ausências de rios perenes, o que eleva o custo e pelos impactos ambientais decorrentes de seus projetos.
d) O Trem de Alta Velocidade se enquadra dentro do PAC do atual governo, cujas obras já eliminaram as precárias condições das estradas brasileiras.

(UNIOESTE) O trânsito das grandes cidades tem se constituído como um dos principais desafios ao planejamento urbano contemporâneo. Para tentar enfrentar este desafio, o governo brasileiro publicou a Lei no 12587 de 3 de janeiro de 2012 que institui as diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana. No artigo 2 da referida Lei, é apresentado o seu objetivo principal:

A Política Nacional de Mobilidade Urbana tem por objetivo contribuir para o acesso universal à cidade, o fomento e a concretização das condições que contribuam para a efetivação dos princípios, objetivos e diretrizes da política de desenvolvimento urbano, por meio do planejamento e da gestão democrática do Sistema Nacional de Mobilidade Urbana”.

O prefeito de uma cidade do interior do Paraná, com cerca de 50 mil habitantes, apresentou algumas medidas com o intuito de diminuir o problema do trânsito:

I. Ampliar a construção de ciclovias
II. Facilitar o acesso ao transporte individual, principalmente de carros e motos.
III. Criar instrumentos legais que permitam a população habitar áreas mais próximas do centro da cidade, diminuindo o seu deslocamento entre o local de trabalho e de moradia.
IV. Investir em transportes urbanos de massa, principalmente metrô.

Assinale a alternativa correta, que contém as medidas que podem ajudar a diminuir o problema do trânsito na cidade referida.

a) Apenas as afirmações I e II estão corretas.
b) Apenas as afirmações I e III estão corretas.
c) Apenas as afirmações II e III estão corretas.
d) Apenas as afirmações III e IV estão corretas.
e) Apenas as afirmações I, III e IV estão corretas.

VESTIBULAR 2012
(UFES)
01/08/2011 - 19h27
Venda de carros sobe, Brasil mira novo recorde e consumidor abandona carro 1.0
O mercado brasileiro de automóveis fechou o primeiro semestre do ano com números consideráveis, revelou, nesta segunda-feira (1o), a Fenabrave (entidade que representa os revendedores), a ponto de esses números forçarem a revisão para cima do aumento total previsto para 2011. Isso quer dizer que, de janeiro a julho deste ano, foram emplacadas 1.926.020 unidades de carros de passeio e veículos comerciais leves, que, juntos, formam o principal filão automotivo, representando alta de 8,15% em relação ao primeiro semestre de 2010 (1.780.924 unidades). Ao final de dezembro, segundo prevê a entidade, o Brasil terá vendido 5,5% a mais do que no último ano (pouco mais de 3,5 milhões de unidades contra 3,2 milhões de 2010) e o setor estará comemorando um novo recorde histórico.
(Disponível em:. Acesso em: 5 ago. 2011. Adaptado)
Resolução:
O aumento do consumo de automóveis afeta a circulação e o modo de vida nas cidades de inúmeras formas. Podemos destacar algumas delas, tais como: engarrafamentos e o aumento do tempo de deslocamento nas cidades, além da piora na qualidade de vida por causa da poluição, tanto sonora quanto do ar, contribuindo, por exemplo, para o desencadeamento de doenças como o estresse e doenças respiratórias.
(UERJ)

Adaptado de BOMENY, Helena e outros. Tempos modernos, tempos de sociologia. São Paulo: Editora do Brasil, 2010.
As invenções apresentadas no quadro afetaram o mundo contemporâneo, em especial, no que se refere à circulação de ideias, pessoas e mercadorias.
Em conjunto, essas invenções tiveram efeito principalmente sobre a ampliação da:
a) intervenção estatal
b) integração territorial
c) distribuição da riqueza
d) mobilidade ocupacional
(UFJF) Vinte e sete dias por ano preso em um congestionamento? Pois esta é a média de dias que a população da cidade de São Paulo perde por ano em congestionamentos diários de 2 horas e 42 minutos. O tema não sai dos noticiários, nem das rodas de conversas entre paulistanos. E, assim, constitui-se uma espécie de percepção pública da crise de mobilidade na cidade como “problema de trânsito”. Será?
A ideia de que nosso problema principal é o “congestionamento” oculta diferenças significativas nas dimensões e significados políticos da crise. Quero crer que nossa crise principal não é de trânsito, e sim do sistema geral de mobilidade da cidade, o que inclui o transporte coletivo e os chamados modos não motorizados, como os deslocamentos a pé e por bicicleta.
Sendo assim, não por acaso o tema da mobilidade se apresenta como “congestionamento”: esta visão expressa a captura da política de circulação pelas intervenções na ampliação física e modernização da gestão do sistema viário, em detrimento da ampliação e modernização dos transportes coletivos. Mais alargamento de avenidas, mais túneis e viadutos, mais zona azul, mais radares e lombadas eletrônicas… e nada de um modelo de transporte coletivo integrado, confortável e barato.

Disponível em: . Acesso em: 23 set. 2011. Adaptado.

b) Cite um impacto ambiental provocado pelo aumento do transporte individual motorizado no Brasil.

Resolução:

a) Espera-se que se faça a relação entre a prevalência do sistema viário com políticas de planejamento urbano, indústria automobilística, maior velocidade e deslocamentos maiores para parte da população, estagnação tecnológica do transporte coletivo etc.
b) Poluição sonora, poluição do ar etc.
(UERJ) Denomina-se intermodalidade a estratégia de integração entre diferentes meios de transporte, como nos exemplos abaixo:

adaptado de Atlas do Meio Ambiente Le Monde Diplomatique. São paulo: Instituto pólis, 2009.
Cite quatro consequências da intermodalidade para a organização da produção industrial em escala global.
Reposta:
Quatro das consequências:
• redução do custo do frete
• fragmentação da produção
• redução de custos de produção
• diminuição da poluição atmosférica
• diminuição do tempo de transporte da mercadoria
• aumento da quantidade de mercadoria transportada por viagem
• produção em locais muito distantes dos grandes mercados consumidores
(FGV) Analise os gráficos sobre meios de transporte no Brasil.
(http://exame.abril.com.br/arquivos/img_958/grandes-numeros1.jpg)
Comparando os gráficos, pode-se concluir que:
(A) sob o aspecto de custo do frete, a diferença entre a matriz I e a II é mínima.
(B) a matriz II favorece a economia dos fretes e é menos poluidora que a matriz I.
(C) a matriz I emite menos gases poluidores do que a II, que, por sua vez, é mais econômica.
(D) ambas oferecem vantagens: a matriz I é mais expandida, e a II garante economia de combustível.
(E) ambas têm pontos positivos: a matriz I, maior capacidade de expansão, e a II permite maiores velocidades.

TRANSPORTES

VESTIBULAR 2011

1-(UNICAMP simulado 2011) As estradas de ferro brasileiras nunca constituíram uma rede nacional. Mesmo durante seu tempo de (modesto) esplendor, resumiam-se a uma coleção de linhas de exportação de minerais e produtos agrícolas, que raramente tomavam a forma de uma rede regional, exceto, parcialmente, no Nordeste ou no Estado de São Paulo.
(Adaptado de Hervé Théry e Neli Aparecida de Mello, Atlas do Brasil: disparidades e dinâmicas do território. São Paulo: EDUSP/Imprensa Oficial, 2005, p. 204 e 205.)

A malha ferroviária no Brasil nunca constituiu uma rede nacional porque

a) possui uma malha com diferentes bitolas e interliga especialmente áreas do interior do país, visando a integração regional.
b) apesar de apresentar grande integração das malhas, liga preferencialmente o interior aos portos, visando a exportação.
c) possui uma malha com diferentes bitolas e interliga especialmente áreas do interior aos portos, visando a exportação.
d) apesar de apresentar grande integração das malhas, liga preferencialmente as regiões interiores do país.

2-(CEFET-MG) Sobre a matriz de transportes brasileira, afirma-se:

I - Há uma concentração de ferrovias na região Centro-Oeste devido à ampliação dos investimentos internacionais.
II - O incremento estatal na infra-estrutura aérea possibilitará um escoamento significativo da exportação dos produtos agrícolas.
III - A preferência pelas ferrovias em detrimento da navegação de cabotagem, deve-se à sua maior capacidade de carga.
IV - A modalidade rodoviária apresenta um percentual de utilização superior às demais tipologias.
V - A expansão da rede dutoviária, a partir do final do século XX, efetivou-se em consonância com o processo de diversificação da matriz energética brasileira.

Estão corretas apenas as afirmativas:

a) I e II.
b) I e III.
c) II e IV.
d) III e V.
e) IV e V.

3-(UFES)
Fonte: MAGNOLI, Demetrio - Geografia: a construção do mundo: Geografia geral e do Brasil. São

a) identifique os dois maiores portos brasileiros em movimentação de cargas e aponte as especializações de cada um;
b) descreva os circuitos produtivos de cada um desses portos.
Resposta:
a) Os dois maiores portos brasileiros em movimentação de carga são o Porto de Tubarão (ES) e o Porto de Itaqui (MA), especializados em exportação de minérios e produtos siderúrgicos.
b) Circuitos Produtivos:
- de Tubarão – ligado às jazidas de Minas Gerais, pela Estrada de Ferro Vitória-Minas, ferrovia especializada e de uso privativo da CVRD;
- de Itaqui – ligado às jazidas de ferro de Carajás pela Estrada de Ferro Carajás, ferrovia especializada e de uso privativo da CVRD.

4-(FUVEST) A maior integração da Amazônia Legal à economia brasileira está baseada na estruturação de um sistema de circulação, envolvendo, principalmente, hidrovias e rodovias, conforme esquema abaixo.

Fonte: Huertas, D. M., Da fachada atlântica à imensidão amazônica, 2009. Adaptado.

Com base nesse esquema e em seus conhecimentos, identifique o eixo

a) hidroviário A e analise sua relação com os mercados interno e externo.
b) rodoviário B e analise a polêmica em torno da pavimentação dessa rodovia, considerando um impacto ambiental e um social.
Resolução:
a) O eixo hidroviário A (hidrovia do rio Madeira) é uma importante via de escoamento para a produção agropecuária regional. Essa hidrovia atende o mercado interno, principalmente Manaus e Belém, e o mercado externo, pois a navegação fluvial alcança os portos de Manaus e Belém, que recebem navios vindos do exterior. Dessa maneira, o modal hidroviário reduz os custos de transportes de mercadorias, tanto para o mercado interno quanto para o mercado externo.
b) O eixo rodoviário B é a rodovia Cuiabá-Santarém/BR-163. A polêmica em torno da sua pavimentação envolve impactos ambientais, como desmatamento, erosão do solo e interferência no ciclo hidrológico; e impactos sociais, como conflitos agrários, invasão de terras indígenas, intensificação da concentração populacional e econômica na área ao longo do eixo rodoviário.

5-(PUC-PR-CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA) Em abril de 2010 um vulcão entrou em erupção na Islândia. Apesar da sua localização geográfica, as fumaças lançadas na atmosfera levaram ao fechamento de vários aeroportos da Europa, provocando atrasos e cancelamentos de viagens em escala mundial. Essa situação demonstra que:

a) No mundo globalizado a dependência dos transportes aéreos e a necessidade da rapidez nos deslocamentos de pessoas e no transporte de cargas são tamanhas, que mesmo os trens de alta velocidade, existentes em vários países europeus, não conseguem suportar o volume a ser transportado, o que pode causar um verdadeiro “caos aéreo”.

b) Os aeroportos do norte da Europa foram fechados para servir de alojamento à população que precisou ser evacuada das áreas de risco nas imediações do vulcão, afetando, dessa forma, o transporte aéreo mundial.
c) O conhecimento científico e a tecnologia sísmica foram capazes de prever a atividade vulcânica com bastante antecedência. Assim foi possível evacuar a população das áreas de risco, fator que causou o congestionamento dos principais aeroportos da Europa.
d) O verdadeiro caos no transporte aéreo decorreu do intenso movimento de passageiros nos aeroportos da Europa, pois o derrame das lavas vulcânicas comprometeu a estrutura das principais rodovias do continente e fechou as estações de trens.
e) Nenhuma das alternativas anteriores é correta.

6-(UFGD) Analise os dados das tabelas a seguir.
Fonte: Ministério dos Transportes, 2007.

Tendo em vista essas informações e as características da infraestrutura de circulação do Brasil, pode-se afirmar que:

a) houve, no período 1985-2006, investimentos significativos na infraestrutura do transporte ferroviário, o que explica o crescimento do percentual de cargas transportado por esse modal.

b) o transporte hidroviário é pouco utilizado no Brasil em virtude de seu custo ser superior ao do transporte rodoviário.
c) o transporte rodoviário caracteriza-se pelo baixo custo e rapidez nos deslocamentos, o que explica o predomínio deste na dinâmica de transportes no Brasil.
d) o predomínio do modal rodoviário na dinâmica de transportes no Brasil relaciona-se às políticas implantadas a partir da segunda metade do século XX, que concentraram recursos neste setor.
e) o modal rodoviário é o mais adequado para o transporte de grãos (maior quantidade transportada com menor custo), daí seu predomínio em relação aos demais modais no Brasil.
VESTIBULAR 2010

7-(FUVEST) Observe o gráfico a seguir.

a) Analise a matriz brasileira dos transportes, em 2005, considerando aspectos históricos e políticos.
b) Explique a previsão da matriz brasileira dos transportes, para o ano de 2025, considerando aspectos ambientais implícitos.
Resolução:

A matriz de transportes é a forma como o governo expressa sua política estratégica para o setor. Sua elaboração leva em conta alguns aspectos como, quadro natural do país, demandas socioeconômicas e custos de planejamento, implantação e manutenção do sistema.
a) Em 2005, a matriz de transportes é predominantemente assentada na base rodoviária. É o resultado de políticas incrementadas a partir da década de 1950 caracterizada por aspectos como sucateamento do sistema ferroviário, tentativa de expansão industrial, pressão de setores da indústria automobilística no sentido de priorizar o setor rodoviário em detrimento das demais modalidades de transporte e o processo de urbanização. O Plano de Metas de Juscelino Kubitschek priorizava os setores de base e bens de consumo com a presença de multinacionais do setor automobilístico. Nos anos 1970 no período dos militares no poder e a partir da implantação dos Programas de Integração Nacional temos um ciclo de grandes obras em infraestrutura destacando-se a expansão da malha rodoviária na tentativa. Nos anos 1970 e 1980 ocorre intenso processo de urbanização com novas demandas no setor de transportes.
b) No decorrer da década de 1990, o governo federal passou a investir na malha de transportes devido à premente demanda gerada pelo crescimento econômico, destacadamente nos setores agropecuário, extrativista mineral e industrial. Embora o transporte rodoviário ainda prevaleça, foram dadas novas prioridades ao setor com a retomada da expansão ferroviária, dutoviária, aeroviária e aquaviária destacando o desenvolvimento do setor fluvial, modalidades com maior capacidade de carga e exceto no setor aeroviário, com custos operacionais mais baixos. A projeção da matriz de transportes também está inserida numa política de preservação ambiental, de acordo com a legislação nacional e cumprindo acordos internacionais firmados.

8-(UEMG)
DE VOLTA AOS TRILHOS

“Os chineses repetem hoje os maciços investimentos que os Estados Unidos e países europeus fizeram em ferrovias no século XIX e dos quais até hoje se beneficiam. Mostram, com isso, que ter perdido o trem no passado não implica ficar acomodado no atraso - uma lição para a qual o Brasil deve prestar atenção, considerando que as ferrovias, ainda, são a principal solução para o deslocamento em massa de cargas e de pessoas em países de grande dimensão.”

A ilustração, a seguir, mostra a distribuição da malha ferroviária em alguns países.
Revista Exame – 05/03/2009

Com base nas informações obtidas no texto e nos desenhos, acima, só é CORRETOafirmar que:

a) as ferrovias representam uma das mais eficientes opções de transporte de carga, em países com dimensões continentais.
b) a metade da malha ferroviária russa está concentrada na porção oriental do país, nas áreas de maior movimentação de cargas.
c) o uso das ferrovias nos diversos países ajuda a descongestionar as principais rodovias, liberando espaço para o transporte de passageiros e de cargas mais pesadas.
d) a utilização das ferrovias promove distúrbios ambientais atmosféricos, pois os trens consomem menos combustível que os caminhões.

9-(UFMG) Considerando-se as redes que compõem as diferentes modalidades de transporte no Brasil, é INCORRETO afirmar que:

a) as ferrovias são, em sua grande extensão, utilizadas sobretudo para o escoamento da produção mineral e subutilizadas no transporte interurbano e inter regional de passageiros.
b) as hidrovias tornariam o preço do produto agrícola brasileiro mais competitivo no mercado internacional, mas têm sua implementação dificultada pelo custo e pelos impactos ambientais decorrentes de seus projetos.
c) as rodovias, principal modalidade de transporte do País, assumem, com alto custo, elevada tonelagem no deslocamento de mercadorias diversas e maior percentual de tráfego de passageiros.
d) o transporte aéreo registra um uso mais intenso nas regiões do País onde há grandes distâncias entre os principais centros urbanos e fraca densidade das redes rodoviária e ferroviária.

10-(CESGRANRIO)

UM DOMÍNIO DA AMAZÔNIA LEGAL

“É o domínio da lavoura tecnificada.Trata-se de uma porção onde predominam os cerrados, e não as florestas, e onde foi mais patente o progresso técnico na agricultura brasileira, tendo em vista a expansão do cultivo da soja com alta produtividade.”
BECKER, Bertha. Amazônia. Geopolítica na virada do III milênio.Rio de Janeiro: Garamond, 2004, p. 82.

É possível associar o transporte de grãos de soja provenientes da porção amazônica, descrita acima, a uma das três estradas apresentadas no mapa.

O trecho de estrada que torna essa associação possível é:

a) Mato Grosso – Pará, BR–163.
b) Maranhão – Pará, BR–230.
c) Tocantins – Pará, BR–230.
d) Pará – Amazonas, BR–230.
e) Rondônia – Amazonas, BR–319.

11-(UNICAMP) Leia abaixo o trecho da música Tropicália, de Caetano Veloso (1968). A seguir responda às questões:

“Sobre a cabeça os aviões
Sob os meus pés os caminhões
Aponta contra os chapadões
Meu nariz.
Eu organizo o movimento
Eu oriento o carnaval
Eu inauguro o monumento no planalto central do país.”

O movimento tropicalista, do qual Caetano Veloso foi um representante, traça um retrato “cantado” do Brasil. Segundo algumas interpretações, na música Tropicália o autor contesta a ideologia que dominava o pensamento político do Brasil, principalmente entre as décadas de 1930 e 1960, mostrando as contradições da modernização subdesenvolvida do Brasil. A que fatos se referem os versos segundo e sétimo do trecho da música Tropicália acima reproduzida?
Resolução:

No segundo verso, a canção se refere ao rodoviarismo como opção de transporte (após a chegada das montadoras de automóveis) e integração do território. No sétimo verso, à inauguração de Brasília, ocorrida em 1960.


12-(ACAFE) Em um mundo economicamente globalizado o capital não encontra fronteiras físicas e, desta forma, reina a liberdade de comércio entre os países do mundo. Para um maior fortalecimento das posições econômicas ou para intensificar as relações comerciais entre si, alguns países for-mam alianças, os blocos econômicos.

Sobre os blocos econômicos é correto afir-mar, exceto:

a) As Zonas de Livre Comércio são acordos comerciais que visam a redução ou eliminação de tarifas aduaneiras entre os países membros do bloco, como é o caso do NAFTA.
b) O Acordo de Livre Comércio da América do Norte (NAFTA) é uma associação de expres-são mundial reduzida e se caracteriza pela livre circulação de mercadorias, pessoas, serviços e capitais.
c) Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai, paí-ses integrantes do MERCOSUL, compõem um bloco econômico que estabelece as mesmas tarifas de exportação e importação para o co-mércio internacional fora do bloco.
d) O bloco econômico com maior nível de avanço e de integração econômica é a União Européia, pois, além de participar dos acordos do mercado comum, encontra-se na etapa da união econômica e monetária.

13-(ESPM) Observe a matéria:

Mesmo que o TAV (trem de alta velocidade) nacional saísse por US$ 21 bilhões, o que especialistas consideram improvável, o valor bastaria para construir 170 km de metrô. Parece óbvio que é mais urgente completar as redes de metrópoles mal servidas de transporte público como São Paulo e Rio.
(Folha de São Paulo, 19/08/09)

A matéria aborda o projeto de construção do “trem-bala” ligando Campinas, São Paulo e Rio de Janeiro. Sobre o assunto e a realidade do sistema de transporte nacional, é correto afirmar que:

a) a construção do trem-bala vem suprir uma lacuna no setor ferroviário brasileiro e a viabilidade no trecho escolhido justifica-se pela ausência de barreiras topográficas e a suavidade do relevo.
b) Além da necessária linha em construção, o projeto consolidaria a supremacia das ferrovias no sistema de transporte brasileiro, seguindo a tendência internacional.
c) o Brasil é um raríssimo caso de grandes nações que optaram pelo transporte rodoviário como modelo principal e especialistas apontam a necessidade de rever essa realidade.
d) ao seguir a sugestão da matéria em se transferir para o metrô o investimento do TAV, o Brasil superaria as principais cidades do mundo em quilômetros construídos.
e) o TAV se enquadra dentro do PAC do atual governo, cujas obras já eliminaram as precárias condições das estradas brasileiras.

14-(PUCRIO) Os problemas com a infraestrutura de transportes são apontados como um dos principais responsáveis pelo elevado custo das mercadorias fabricadas no Brasil, com participação diferenciada de acordo com o meio de transporte utilizado (quadro abaixo).Para a Agência Nacional de Transporte Terrestre, a utilização do transporte multimodal de cargas (duas ou mais modalidades de transporte, do recebimento da carga na origem até seu destino final) é uma solução para esses problemas.

a) Com base na composição da matriz de transportes no Brasil, explique uma razão política para a elevada participação dos transportes no custo final dos produtos.
b) Apresente uma vantagem do transporte rodoviário sobre o ferroviário que justificaria a opção pela multimodalidade.
Resolução:
a) No Brasil, a elevada participação dos transportes na composição final do custo dos produtos pode ser relacionada, dentre outros fatores, à prioridade dada ao modal rodoviário que, com custos mais elevados, responde por mais da metade do transporte de cargas no Brasil.
b) O transporte multimodal, articulando rodovias, ferrovias, hidrovias e portos, se apresenta, atualmente, como a melhor opção para o transporte de mercadorias, pois conjuga as vantagens dos diferentes modais e agiliza o transporte de mercadorias no país. Apesar de comportar um volume menor de carga a um custo mais elevado, o transporte rodoviário é mais vantajoso para as distâncias menores, pois permite levar uma mercadoria ao local exato de origem e destino de cargas com mais rapidez e mais eficácia. Já o transporte ferroviário alcança longas distâncias a custos mais baixos, mas é muito menos flexível do que o rodoviário no que se refere ao acesso aos pontos de origem e destino das cargas.

15-(UFMG) Considerando-se as redes que compõem as diferentes modalidades de transporte no Brasil, é INCORRETO afirmar que:

a) as ferrovias são, em sua grande extensão, utilizadas sobretudo para o escoamento da produção mineral e subutilizadas no transporte interurbano e interregional de passageiros.
b) as hidrovias tornariam o preço do produto agrícola brasileiro mais competitivo no mercado internacional, mas têm sua implementação dificultada pelo custo e pelos impactos ambientais decorrentes de seus projetos.
c) as rodovias, principal modalidade de transporte do País, assumem, com alto custo, elevada tonelagem no deslocamento de mercadorias diversas e maior percentual de tráfego de passageiros.
d) o transporte aéreo registra um uso mais intenso nas regiões do País onde há grandes distâncias entre os principais centros urbanos e fraca densidade das redes rodoviária e ferroviária.

VESTIBULAR 2009

16-(UFRJ) No passado, a Bacia do Prata foi uma das principais rotas de escoamento dos metais preciosos da região andina.
Apresente um fator que explique a importância da Bacia do Prata para a integração da América do Sul aos mercados internacionais, na atualidade.
Resolução:
Entre os fatores que explicam a importância atual da Bacia do Prata para a integração da América do Sul aos mercados internacionais estão: a presença de grandes áreas de produção de commodities agrícolas (como a soja), orientadas para o mercado internacional; a ocorrência de importantes jazidas de minério de ferro e de manganês na região fronteiriça entre Brasil e Bolívia, cuja produção também se destina ao exterior; a extensa rede fluvial, navegável em seus canais principais, permite a redução dos custos de transporte de grandes volumes de produtos de baixo valor unitário (commodities agrícolas e minerais) das regiões centrais da América do Sul para os mercados internacionais; ao longo da hidrovia Paraguai-Paraná se estruturam cadeias produtivas de grãos e minérios que articulam as regiões produtoras no interior com os portos e terminais localizados no estuário do Prata; a rota inversa é utilizada para a importação de mercadorias transportadas em containeres e derivados de petróleo para as regiões centrais do continente sul-americano.

17-(UFJF- GRADUAÇÃO A DISTÂNCIA) Leia o fragmento de texto a seguir.

“A Hidrovia Tietê-Paraná compreende uma via de navegação que liga a região sul, sudeste e centro-oeste do país. Nessa hidrovia ocorre o transporte de cargas e pessoas, esse fluxo é desenvolvido ao longo dos rios Paraná e Tietê. Nos locais que apresentam desníveis foram construídas represas para nivelar as águas. Essa hidrovia é de extrema importância para o escoamento de grãos dos Estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e parte de Rondônia, Tocantins e Minas Gerais.”
Fonte: http://www.brasilescola.com/brasil/hidrovia-tieteparana.htm. Acesso 15/01/2009.

A hidrovia Tietê-Paraná escoa mercadorias, produtos agrícolas e pessoas até os países vizinhos do Brasil. Portanto, essa hidrovia integra os países:

a) da Alca.
b) da Apasul.
c) do Mercosul.
d) do Nafta.
e) do Unisul.

18-(FUVEST) Uma das características atuais do processo de globalização é a exigência, cada vez maior, de fluidez de informações e mercadorias, ou, em essência, do próprio capital. Tal exigência tem conduzido os países à reestruturação de seus sistemas de circulação. Nesse sentido, no Estado brasileiro, nos últimos anos,

a) priorizou-se o transporte público urbano, com a ampliação do número de linhas do Metropolitano em todas as capitais dos Estados.
b) houve uma ampla recuperação da malha ferroviária, com a construção de novos trechos, a exemplo da Transnordestina.
c) privilegiou-se o sistema de cabotagem, valorizando-se o transporte de passageiros pelo território nacional e interligando as áreas costeiras do país.
d) priorizou-se o transporte hidroviário, voltado à exportação de grãos, conforme atestam as hidrovias Tietê-Paraná e do Rio São Francisco.
e) intensificou-se a modernização do sistema portuário, incluindo a construção de portos como os de Sepetiba (RJ) e Pecém (CE).

VESTIBULAR 2008

19-(FRB) O Plano de Logística para o Brasil, lançado pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), no dia 5 de setembro, prevê 496 projetos e estima investimentos de R$ 223,8 bilhões ao longo dos próximos anos. “O Plano contempla a integração logística do Brasil. Ou seja, a integração da ferrovia com a rodovia, com o setor aéreo, com os portos, colocando o Brasil mais eficiente e criando as condições para que o Brasil possa crescer”, destacou o presidente da CNT, Clésio Andrade, no lançamento do Plano.
CNT PROPÕE Plano de Logística para o Brasil com 496 projetos. Disponível em: http://www.cnt.org.br/ . Acesso em: 01/10/2007.

Com base no texto, na análise do gráfico e nos conhecimentos sobre o sistema de transportes, no Brasil, é correto afirmar:

a) O investimento do governo, a partir do governo de Juscelino Kubitschek, priorizou a rodovia em detrimento da ferrovia.
b) O sistema aquaviário ocupa a terceira colocação no deslocamento de cargas, devido à profundidade dos portos e à facilidade na ancoragem das embarcações.
c) A malha ferroviária está sendo modernizada para deslocar, preferencialmente, passageiros.
d) O plano da CNT deverá ser concentrado no transporte fluvial, devido à predominância de rios de planície, no país.
e) O transporte aéreo, apesar da crise em que vive o setor, compete com o transporte rodoviário, por ser mais eficiente, mais econômico, devido à redução de preços das tarifas, e possui uma capacidade maior de transportar cargas em relação ao transporte rodoviário e o ferroviário.

20-((UFBA/UFRB) O aquecimento da economia já provoca gargalos no setor de transporte e logística do país. Há aumentos superiores a 20% nos custos de fretes rodoviários, filas de meses nas montadoras para a compra de caminhões novos e perda de negócios por falhas na entrega de mercadorias no prazo.
(CANZIAN, 2007, p. B3).

Considerando-se o texto, a análise do gráfico e os conhecimentos sobre a precária infra-estrutura dos transportes, da logística e das redes informacionais no Brasil, pode-se concluir:

(01) O crescimento da economia traz à tona problemas graves do país, como deficiência da rede de transportes e logística, demonstrando a sua precária infra-estrutura, o que resulta em perda de competitividade.
(02) A maioria das indústrias brasileiras, em particular as que produzem bens de consumo, utiliza as rodovias como meios de transporte principais.
(04) A malha rodoviária brasileira se encontra em estado deficiente de conservação, devido ao baixo padrão tecnológico de sua construção associado ao desgaste ocasionado pelos caminhões com excesso de cargas.
(08) O declínio das ferrovias, no Brasil, se deu a partir do fim do ciclo da cana-de-açúcar e, atualmente, as ferrovias mais importantes estão ligadas às zonas de destaque da agricultura.
(16) As redes informacionais — satélites, sistemas de transmissão, antenas, dentre outras — e as de meios de transporte de cargas e de pessoas — rodoviário, aeroviário, hidroviário, etc. — são sustentáculos nas relações sociais e econômicas do país.
(32) A falta de investimentos, de manutenção e de expansão da infra-estrutura brasileira revela um sistema sucateado em relação às rodovias, ferrovias e aerovias.
(64) Os grandes espaços bem povoados do Norte e do Centro-Oeste foram integrados, nas últimas décadas, pelas hidrovias e ferrovias, mas esse modelo está se tornando insustentável pelo alto custo dos combustíveis.
Resposta: 55 (01+02+04+16+32)

21-(PUCRIO) Observe o gráfico abaixo e leia as afirmativas a seguir.

I −Dos países selecionados, somente o Brasil possui a mais extensa rede de rodovias, apesar da falta de integração com outros meios de transporte e das péssimas condições para o tráfego de veículos.
II −Percebe-se que as diferenças entre os países são gritantes: o Brasil é o campeão no uso da modalidade rodoviária para a transferência de cargas dificultando a competitividade de muitos produtos nacionais, principalmente pelo custo excessivo na relação combustível – tonelada – tempo.
III −Os EUA utilizam mais o modal hidroviário se comparados aos outros países. Isto se deve, em grande parte, às suas políticas públicas para o setor e à proximidade das suas áreas produtivas de rios/canais navegáveis.
IV −Constata-se que a intermodalidade de transporte está mais avançada na Austrália, Canadá, Rússia e EUA.

Assinale a opção que apresenta as afirmativas corretas.

a) II e III
b) II e IV
c) III e IV
d) I e II
e) I e IV

22-(FALM) A política de transportes no Brasil se caracteriza por:

I. Concentrar grandes investimentos nos transportes ferroviários gerando um encarecimento dos produtos transportados.
II. Consumir excessivamente os derivados do petróleo arcando assim com o ônus da importação e uma consequente queima de divisas.
III. Manter uma ineficiente rede de transportes, provocando o encarecimento dos preços dos produtos transportados.

Assinale a alternativa correta:

a) As afirmativas I e II estão corretas.
b) As afirmativas II e III estão corretas.
c) As afirmativas I, II e III estão corretas.
d) Apenas a afirmativa II está correta.
e) As afirmativas I e III estão corretas.

23-(UFRR) Observe atentamente as informações a seguir:

UM RETROCESSO INEXPLICÁVEL*

“A involução da malha ferroviaria ilustra com perfeição a situação da infra -estrutura brasileira. O ideal seria que ela tivesse, pelo menos, 55.000 quilômetros de extensão.”
BAIXA CAPACIDADE
“Máquinas e linhas obsoletas limitam o total de carga transportada pelas ferrovias existentes. No Brasil, o índice é semelhante ao dos Estados Unidos – na década de 1930.”

* Informações extraídas da “Revista Sala de Aula – a revista do Ensino Médio”, ano 2, n°13, setembro de 2007.

A decadência do transporte ferroviário está associada a problemas inerentes de seu próprio desempenho e, especialmente, da concorrência do ramo rodoviário. Contribuem para compreendermos a atual situação do sistema ferroviário, exceto:

a) O sistema ferroviário é mais caro quando comparado com o rodoviário, além do segundo ser ideal para atuar no deslocamento de grandes distâncias e carregamento de quantidades mais expressivas de cargas.
b) Forte pressão por parte da presença das montadoras de veículos (carros, caminhões e ônibus), a partir da década de 1950, para aumentar os investimentos públicos em rodovias.
c) As ferrovias não foram estruturadas para atender com rapidez e eficiência à nova realidade do país, pois a partir da década de 1930, a economia nacional começava a se transformar de agroexportadora para predominantemente industrial, alterando significativamente os tipos de carga.
d) Direcionadas quase sempre no sentido interior ― litoral, as ferrovias não integravam as diversas regiões do país.
e) Não houve investimentos para sanar problemas apresentados pelas ferrovias, como, por exemplo, os diferentes tipos de bitolas (espaço entre os trilhos) ― não permitindo a integração das ferrovias.

24-(UEPG) A respeito do tema comunicações e transportes no mundo atual, assinale o que for correto.

(01) Os telefones celulares, hoje, utilizam tecnologias que permitem a comunicação entre esses aparelhos e computadores. A tecnologia digital alterou a transmissão de áudio, vídeo e textos, e as conexões de internet de "banda larga" surgiram quando os volumes de dados transmitidos pelas linhas e comunicação internacionais começaram a exceder os das chamadas telefônicas.
(02) Os trens de alta velocidade, que chegam a velocidades acima de 300 km/h, são utilizados em países como Japão, França, Alemanha e Espanha. No Brasil, um trem de alta velocidade entre São Paulo e Rio de Janeiro aliviaria o transporte da ponte aérea entre essas duas grandes cidades.
(04) Os transportes aéreos procuram utilizar-se da rota antártica, passando sobre o continente da Antártida, porque ali existem instalações diversas para pousos emergenciais e missões de salvamento, além de não haver necessidade de se evitar a poluição do meio ambiente local.
(08) O transporte coletivo mais eficiente nas cidades de hoje, tendo em conta os constantes congestionamentos pelo crescente número de carros, é o metrô. Algumas cidades adotam o metrô de superfície e, no caso de Sydney, na Austrália, o monotrilho, com trens que correm sobre um único trilho.
(16) As transmissões analógicas de TV e rádio substituirão as transmissões digitais. O Brasil implantará o sistema analógico japonês nas suas transmissões de televisão.

Resposta: 11 (1 + 2 + 8)

25-(UERJ) A caixa que encolheu a Terra

Convencionou-se dizer que o avião, as telecomunicações e a Internet viabilizaram a globalização ao derrubar fronteiras e encurtar distâncias. Do ponto de vista do comércio mundial, no entanto, nenhuma invenção teve mais impacto que o contêiner - aquela grande caixa metálica com tamanho padronizado internacionalmente que pode transportar, por trens, navios e caminhões, produtos tão distintos como grãos de café e iPods. Os contêineres são uma espécie de herói esquecido da globalização (...). ("Veja", 04/04/2007)

Aponte uma consequência do uso de contêineres para o transporte marítimo mundial e explique por que a sua utilização levou várias áreas portuárias à decadência.
Resposta:

Uma das consequências:
- venda, em países com mercado consumidor de alta renda de produtos oriundos de países com baixos custos de produção, em função da queda o valor frete
- viabilização da produção fragmentada, com fabricação de cada componente em local de custos mais competitivos, em função do barateamento do transporte
- maior segurança para a integralidade dos produtos transportados
- transporte de carga de caráter intermodal São necessários grandes pátios de armazenamento para empilhar os contêineres antes do embarque, o que aposentou os antigos portos com cais estreitos e lineares.

VESTIBULAR 2007

26-(UFSCAR) Observe as informações.
(Vitale & Oliveira. Correio Brasiliense, 22.05.2002. Apud Lucci, Branco & Mendonça. Geografia Geral e do Brasil. São Paulo: Saraiva, 2003. p. 277.)

a) Quais problemas no sistema de transporte, sobretudo das grandes metrópoles, explicam a ocorrência de tantos congestionamentos?
b) Indique dois problemas ambientais agravados pela adoção do modelo de transporte evidenciado pelos dados da tabela.
Resposta:
a) Entre os problemas, destacam-se o predomínio do transporte individual sobre o transporte público coletivo, a deficiente política pública de transportes, que conduz a uma lenta expansão do transporte coletivo, e o predomínio histórico do transporte rodoviário urbano.
b) Entre os problemas ambientais, podemos destacar o aumento da poluição atmosférica, a intensificação dos fenômenos denominados ilhas de calor e efeito estufa, além do aumento da poluição sonora.

27-(UFAM) Programa de Integração Nacional (PIN), implantado pelo Governo Federal a partir de 1971, previa abertura de grandes rodovias e desenvolver um programa de colonização dirigida na Amazônia. Ao longo das rodovias, principalmente nos trechos Marabá-Altamira e Altamira-Itaituba deveriam ser implantadas propriedades individuais (100 ha) destinadas aos colonos assentados para atividade agrícola. Esse conjunto de lotes recebeu a denominação de:

a) minifúndio
b) agrópolis
c) agrovila
d) assentamento
e) rurópolis

28-(UFAM) O período comumente denominado de “anos dourados” marcaram uma etapa da recente história brasileira associada ao desenvolvimentismo (abertura de rodovias, expansão da rede hidrelétrica, implantação da indústria automobilística, descentralização da capital) e à atmosfera cultural marcada pelo surgimento da Bossa Nova. A que governo tal período está associado:

a) Juscelino Kubstchek
b) João Goulart
c) Getúlio Vargas
d) Eurico Gaspar Dutra
e) Jânio da Silva Quadros

29-(UFRJ) O mapa a seguir ilustra o movimento de exportação e importação dos principais portos brasileiros em 2000.
a) Apresente a razão do predomínio quase absoluto de movimento de exportação nos portos de Itaqui e Tubarão.
b) Explique por que, no porto de Santos, o volume exportado não difere muito do volume importado.
Resposta:
a) Itaqui e Tubarão caracterizam-se, sobretudo, pela exportação de minério de ferro, o primeiro extraído em Carajás, no estado do Pará, e o segundo no Quadrilátero Ferrífero, no estado de Minas Gerais.
b) O porto de Santos escoa uma produção diversificada (agrícola e industrial) do Centro-sul do Brasil. É também um grande porto importador de bens diversificados destinados ao mercado interno de bens de consumo assim como de equipamentos para o parque industrial brasileiro.

30-(IBMEC) O transporte rodoviário é o principal sistema de transporte no Brasil. Por ele passam aproximadamente 56% das cargas movimentadas no País, contra 21% por ferrovia e 18% por hidrovia, conforme dados do Ministério dos Transportes. Analisando o sistema de transporte rodoviário no Brasil:

a) pode-se afirmar que, durante a década de 1950, houve grandes investimentos no setor.
b) não é possível concluir que o Estado diminuiu sua participação no setor após o processo de concessões à iniciativa privada nas últimas duas décadas.
c) conclui-se que, devido aos baixos investimentos privados, passou por um processo de estatização durante a década de 1990.
d) é correto dizer que o país tem uma distribuição eqüitativa entre rodovias e hidrovias, dado o seu reduzido potencial hidroviário.
e) é incorreto afirmar que seu potencial está esgotado, já que não existem novos investimentos na área desde os governos militares.

31-(ESPM) Observe os dados da tabela a seguir:
De acordo com a tabela e seus conhecimentos, assinale a alternativa que encerra corretamente a correspondência dos países:

a) I Japão – II Rússia
b) II Austrália – V Alemanha
c) III Brasil – IV Estados Unidos
d) I Suécia – II Suíça
e) II Japão – V Brasil

TELECOMUNICAÇÕES
VESTIBULAR 2010

32-(UFSC)
Fonte: Sociologia: ciência & vida. São Paulo: Escala, Ano I, n. 8. p. 32, 2007. (Adaptado)

Sobre o tema urbanização e as informações contidas no mapa acima, assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S).

01. A Nicarágua é o país da América Latina em que se verifica a menor relação de acesso à telefonia móvel, considerando-se a sua população absoluta.
02. Na América Andina, o mais elevado grau de urbanização está no Peru.
04. Os países da América Central que entre os séculos XVII e XVIII foram colonizados por espanhóis apresentam grau de urbanização superior a 50%.
08. Dentre os países membros do Mercosul, o Uruguai é o que apresenta o mais alto grau de urbanização.
16. Mais de 50% da população latino-americana é favorecida pelas inovações tecnológicas da globalização.
32. A tecnologia informacional é acessível à América Latina, considerando-se que a telefonia móvel supera os percentuais de urbanização.
64. Dentre os países que não estabelecem fronteiras com o Brasil, o Chile apresenta o mais alto grau de urbanização.Resposta: 73 (01+08+64)

33-(UNESP) Espaço, território e rede geográfica são palavras-chaves na Geografia. A rede geográfica tem o poder de ultrapassar as fronteiras nacionais através da internet.
Analise o mapa com os usuários da internet no mundo.

A partir dessa análise, pode-se afirmar que

a) os EUA, o Reino Unido e a Índia lideram os índices de usuários da internet.
b) o Brasil e o Canadá apresentam número semelhante de internautas.
c) a África Subsaariana tem o número total de internautas superior ao da América Latina.
d) a China, a Coreia do Sul e o Japão têm o mesmo número de internautas.
e) o número de usuários da internet da Austrália supera o do Mercosul.

34-(UFMT) Na década de 1960, a empresa Sony lançou o seu televisor portátil. Uma das primeiras propagandas deste produto, difundidas nos EUA, é reproduzida abaixo. Nela afirmava-se: Segure o futuro em suas mãos com Sony.
(www.wellmedicated.com/inspiration. Adaptado.)

No contexto da matéria publicitária, pode-se afirmar que:

a) os valores e os comportamentos sociais foram, ao longo da história da humanidade, afetados pelos meios de comunicação de massa.
b) o controle social exercido sobre a técnica impede que esta altere a nossa percepção do mundo.
c) as sociedades industrializadas contemporâneas libertaramse da dependência da tecnologia e de seus produtos.
d) as inovações no campo da comunicação aceleraram-se a ponto de alterar a nossa relação com o tempo e o espaço.
e) graças aos programas sociais, foi possível assegurar um patamar tecnológico mínimo a todos os seres humanos.

35-(PUCRJ)

As reportagens ilustram uma importante característica do mundo atual apresentada na opção:

a) Ampliação da inclusão social, consequência do desinteresse das classes mais pobres pelas novas tecnologias da informação.
b) Redução das desigualdades sociais, possibilitada pelo acesso irrestrito às novas tecnologias de comunicação em todas as partes do mundo.
c) Expansão dos fluxos materiais, resultado da consolidação das redes mundiais de produção que garantem o acesso às redes globais de informação.
d) Consolidação de velhas redes sociais, acessíveis a todos e plenamente no mundo graças à rapidez na troca de informações em escala planetária.
e) Aumento das possibilidades de interatividade com o mundo, resultado da facilitação do acesso à informação e da intensificação dos fluxos imateriais.

VESTIBULAR 2009

36-(IBMECRJ) Uma malha digital que cresce em velocidade vertiginosa está cobrindo nosso planeta: é a internet, a rede mundial de computadores. Considerando essa importante inovação tecnológica contemporânea, analise a informação:

A integração econômica global é facilitada pelo uso das mesmas técnicas, contudo, integrar não significa incluir a todos.

Com base nas informações e em seus conhecimentos, escolha a alternativa que melhor explica a afirmativa apresentada.

a) A era da informação e da revolução científica prioriza a qualificação da mão de obra e a incorporação de novas habilidades, reconhecendo a diferença existente entre ricos e pobres.
b) A velocidade da informação é o benefício apresentado pela internet para a globalização, pois reduz o espaço mundial a um espaço virtual, sem a necessidade de integrar a todos os internautas.
c) A internacionalização da rede e a incorporação de centenas de milhões de usuários por todo o planeta excluem as diferenças culturais e econômicas devido à mundialização dos padrões de consumo.
d) A internet dinamizou e tornou imediatas transações e negociações em escala mundial, evitando a exclusão digital pelas parcerias com empresas e investimentos em inovações tecnológicas.
e) Ao mesmo tempo em que a internet facilita o processo de integração econômica global, é também responsável pela chamada exclusão digital, pois acentua a distância entre os usuários e aqueles que já viviam em situação de marginalidade econômica e social.

37-(UEPB)
Com base nos seus conhecimentos e com o auxílio do texto apresentado na questão anterior, assinale com V ou com F as proposições, conforme sejam respectivamente verdadeiras ou falsas em relação à atual globalização do capitalismo.

( ) O progresso técnico e o acesso indiscriminado de todos os povos e classes sociais aos computadores e à Internet fazem com que o mundo se apresente sem fronteiras entre povos e nações, havendo hoje uma só realidade para todos.
( ) A cultura é um elemento diferenciador entre os povos, o que não permite a completa homogeneização do espaço num mundo globalizado pela informação instantânea e planetária.
( ) A relação tempo cronológico/ distância é redimensionada com o meio técnico-científico-informacional, já que pessoas, objetos e informações circulam com uma rapidez até então inimagináveis.
( ) Os modernos sistemas de comunicações tornaram possível a instantaneidade da informação e com isso o conhecimento dos eventos longínquos, o que faz com que todos os lugares se tornem espaços da globalização.

A sequência correta das assertivas é


a) V V V V
b) F F V F
c) F V V V
d) V F V V
e) V V V F

38-(UESPI) O esboço esquemático, apresentado a seguir, é característico das sociedades:

a) socialistas.
b) fordistas.
c) informacionais.
d) comunistas.
e) monárquicas.

39-(UEPB)
Pela Internet (Gilberto Gil)
In: CD Quanta. Gilberto Gil. Warner Music Brasil Ltda, 1997, faixa 11. CD 1.

Criar meu web sit
Fazer minha home-page
Com quantos gigabytes
Um barco que veleje
Que veleje nesse infomar
Que aproveite a vazante da infomaré
Que leve um oriki1 do meu velho orixá
Ao porto de um disquete de um micro em Taipe
[...] Que leve meu e-mail até Calcutá
Depois de um hot-link
Juntar via Internet
Num site de Helsinque [...]
Eu quero entrar na rede
Promover um debate [...]
[...] Um haker mafioso acaba de soltar
Um vírus pra atacar programas no Japão
Eu quero entrar na rede pra conectar
Os lares do Nepal, os bares do Gabão
Que o chefe da polícia carioca avisa pelo celular
Que lá na praça Onze tem um videopôquer para se jogar
(grifos nossos)

(1 Oriki palavra da língua Yorùbá, que tem vários significados, um deles pode-se traduzir como literatura ou textos para a língua portuguêsa.
(http://pt.wikipedia.org))

A partir dos fragmentos da letra da música, é possível perceber as transformações que o meio técnico-científico-informacional introduz na sociedade contemporânea, tais como:

I - A necessidade do domínio de um vocabulário específico e universal para se ter acesso ao sistema informacional e dele poder participar.
II - A permanente necessidade de atualização a partir da rapidez das transformações e da constante obsolescência dos objetos que são lançados no mercado.
III - O surgimento dos crimes virtuais e de novas formas de arbitrariedades só possíveis com o advento dessas novas tecnologias.
IV - O conhecimento do mundo ocorrendo em tempo real e simultâneo, o que permite não só a globalização econômica mais também cultural.

Estão corretas as proposições:

a) I, II, III e IV.
b) I e III, apenas.
c) I, II e III, apenas.
d) II, III e IV, apenas.
e) I, II e IV, apenas.

VESTIBULARES ANTERIORES

40-(FUVEST)
O mapa acima representa as áreas de cobertura dos satélites utilizados pela CNN, uma das principais redes mundiais de comunicação. Com auxílio do mapa, é possível afirmar que as grandes redes de comunicação

a) têm como principal meta a divulgação das diferentes perspectivas de compreensão acerca de distintos problemas mundiais.
b) mantêm independência entre o conteúdo da informação e os interesses geopolíticos dos principais governos do mundo.
c) contribuem para a criação de uma cultura mundial, desenvolvendo padronização da percepção de conjunturas internacionais.
d) favorecem a criação de um mercado mundial, permitindo intercâmbio paritário entre culturas.
e) foram implantadas para se obter livre acesso à informação, resolvendo o problema do isolamento cultural.

41-(UEM) Sobre as comunicações e sobre o fluxo de informações no espaço geográfico mundial, assinale a alternativa incorreta.

a) Na atualidade, os fluxos de comunicação e de informação se dão em rede e atingem, independentemente da infra-estrutura existente, todos os lugares do mundo.
b) Quando se assiste a um programa "via satélite", o sinal é emitido da estação geradora, por meio de uma antena parabólica, em direção ao satélite, de onde é retransmitido de volta à Terra, sendo recebido por outra antena.
c) Embora o lançamento de satélites artificiais utilizados nas comunicações seja uma conquista da tecnologia moderna, as idéias básicas da física referentes a esse problema já tinham sido analisadas por Newton (1642-1727).
d) Os satélites geoestacionários, uma das muitas tecnologias da informação, são hoje amplamente utilizados na transmissão de sinais de TV e em telefonia a grandes distâncias.
e) As tecnologias da informação e da comunicação possibilitam a implantação de um capitalismo global, em que é possível produzir e distribuir informações e produtos para diferentes pontos do planeta em tempo real.

42-(UEL) “A penetração intensa da televisão no Brasil está inscrita na paisagem urbana e rural, nas páginas de revista, na profusão de aparelhos nos interiores das casas, nas mansões de alto luxo, nos barracos das favelas das cidades grandes, nas casas modestas e nas praças públicas de cidades pequenas. Os recordes nas vendas de televisores se explicam pela presença de diversos aparelhos por domicílio, cuidadosamente dispostos em vários cômodos das residências, às vezes em meio a altares domésticos. ”
(HAMBURGER, Esther. Diluindo fronteiras: a televisão e as novelas no cotidiano. In: SCHAWRCZ, Lilia Moritz (Org.) História da vida privada no Brasil: contrastes da intimidade contemporânea. São Paulo: Companhia das Letras, 1998. p. 440.)

Com base no texto e nos conhecimentos sobre a relação da televisão com a sociedade moderna, considere as afirmativas a seguir.

I. A penetração intensa da televisão no Brasil rompeu as fronteiras das diferenças sociais e gerou uma sociedade livre da exclusão social.
II. O ato alienado de assistir à televisão promove uma falsa idéia de inclusão social e de equidade entre as etnias.
III. A difusão do sistema de TV por assinatura é expressão do apartheid social, pois permite a poucos o acesso a informações sobre outras culturas.
IV. Nas sociedades capitalistas, a televisão incita ao consumismo devido a sua forma de atração e seu poder de penetração junto às diversas classes sociais.

Estão corretas apenas as afirmativas:

a) I e II.
b) I e IV.
c) II e III.
d) I, III e IV.
e) II, III e IV.

43-(PUCPR) Observe o quadro a seguir:
Fonte: "International Communications Union" (conforme Magnoli, D e outros Visões do Mundo 2 - Moderna, São Paulo, 2002.)
O avanço tecnológico e do papel representado pelas telecomunicações são marcas significativas da "Era da Globalização". A respeito dessa relação, confira as seguintes afirmações:

I. O mundo globalizado, sobretudo após 1990, tem diminuído as diferenças entre países desenvolvidos e países subdesenvolvidos, no que se refere a sua importância econômica, ao desenvolvimento das pesquisas e da tecnologia de ponta e a qualidade de vida de suas populações.
II. Muitas das grandes empresas de telefonia cresceram ainda mais nesse período da globalização (após 1990), devido aos processos de privatização que ocorreram na América Latina e em outras regiões do mundo, bem como pelas fusões de empresas e de seus capitais.
III. As maiores empresas globais do setor de telefonia têm a sua origem nos países desenvolvidos e integrantes do G8 - o grupo dos oito mais ricos países do mundo.
IV. A velocidade com que circulam as informações, as conexões e dependências entre as bolsas de valores e o acirramento da concorrência entre as empresas, algumas das características da globalização, estão diretamente relacionadas à revolução dos meios de comunicação.

Estão corretas:
a) I, II e IV
b) I e III
c) apenas I e II
d) II, III e IV
e) apenas II e IV

FONTE: GEOGRAFIAPARATODOS
REVISADO: GEOCONCEIÇÃO

GABARITO:
1-C 2-E 3-- 4-- 5-A 6-D 7-- 8-A 9-D 10-A 11-- 12-B 13-C 14-- 15-D 16-- 17-C 18-E 19-A 20-- 21-A 22-B 23-A 24-- 25-- 26-- 27-C 28-A 29-- 30-A 31-E 32-- 33-B 34-D 35-E 36-E 37-C 38-C 39-A 40-C 41-A 42-E 43-D

Nenhum comentário: