quinta-feira, 29 de março de 2012

PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL.

DIRIGÍVEL ZEPPELIN (1915). No dia 2 de janeiro de 1914, logo após a eclosão da Primeira Guerra Mundial, a Alemanha pôde contar com 12 dirigíveis, 6 dos quais eram Zeppelin, para uso, de preferência, em bombardeios a longa distância.

Ao iniciar o século XX, o avanço do capitalismo, agora na fase monopolista ou financeira, provocou uma desigualdade entre as nações europeias. A disputa por novas áreas, por novos mercados, pela hegemonia do continente acabou por causar uma grande guerra, que ficou conhecida como Primeira Guerra Mundial.

POR QUE ACONTECEU A PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL ?

1- Disputas imperialistas entre a Inglaterra e a Alemanha.
2- Revanchismo francês – A França desejava recuperar os territórios Alsácia-Lorena, perdidos em 1871, na Guerra Franco-prussiana.
3- Os Incidentes nos Bálcãs – A Áustria anexou as províncias turcas da Bósnia e da Herzegovina, provocando reação da Rússia e da Sérvia.
4- Os Incidentes no Marrocos – O Marrocos, país semibárbaro governado por um sultão, era cobiçado pela França que já conquistara a Argélia. Assinou acordo com a Inglaterra, dona de Gibraltar, e com a Espanha, que dominava algumas praças ao Norte de Marrocos. O kaiser Guilherme II impediu a penetração francesa, proclamando a liberdade do Marrocos. A Alemanha acabou reconhecendo o direito dos franceses de estabelecer seu protetorado ao Marrocos. Franceses e alemães estavam descontentes com a situação.
5- Causa imediata (estopim) – O Assassinato do Príncipe Francisco Ferdinando (28/06/1914) – herdeiro do trono austríaco. Foi assassinado por um fanático estudante bósnio, Gravilo Princip, na cidade de Serajevo. A Áustria - Hungria exigiu uma satisfação da Sérvia, onde o crime fora tramado, por meio de um ultimato. A Rússia, decidida a não admitir uma humilhação à Sérvia, rejeitou as propostas conciliatórias da Alemanha e decretou a mobilização geral. A Alemanha, aliada da Áustria, declarou guerra à Rússia no dia 1.o de agosto e, dois dias depois, à França. Tinha início a Primeira Guerra Mundial.
Assassinato do príncipe Francisco Ferdinando e sua esposa Sofia.

POLÍTICA DE ALIANÇAS

Foi celebrada uma aliança defensiva entre a Alemanha e o Império Austro-húngaro em 1879. Com a entrada da Itália em 1882, surgiu a “Tríplice Aliança”.

Em 1907, formou-se a “Triple Entente”, constituída pela Inglaterra, Rússia e França. A Inglaterra estava preocupada com o crescimento econômico da Alemanha e com o desenvolvimento da marinha alemã, que ameaçava sua soberania marítima. A “Triple Entente”, assinada por Eduardo VII, da Inglaterra, iniciou a política de cerco à Alemanha.

PAZ ARMADA

Desde o fim do século XIX até 1914, as nações europeias fortaleceram-se, aumentando seu poderio bélico. Uma verdadeira corrida armamentista foi alimentando os países. Eles estavam em paz, mas ao mesmo tempo reforçando-se, armando-se para o grande conflito.



FASES DA GUERRA

1- Guerra do Movimento (1914) – Os alemães começaram a luta com um ataque à Bélgica, neutra, marchando depois rumo a Paris. O plano francês era invadir Alsácia e Lorena e proteger a fronteira belga; os alemães atacaram Liège. Na batalha do Marne os alemães foram derrotados pelo general Joffre, obrigando-os a retroceder para Leste, depois de perderem milhares de soldados e armamentos. Essa batalha salvou momentaneamente a França. Mas os alemães, não podendo levar avante a investida inicial, firmaram-se no Nordeste da França, abrindo trincheiras, como o fizeram também os franceses, os ingleses e os belgas.

2- Guerra de Trincheiras (1915-1917) – Abriram-se trincheiras em toda a frente ocidental. O armamento e o aparelhamento aéreo despertaram um novo surto industrial acelerado. Novas armas apareceram. Em 1916, os alemães atacaram Verdun, defendida pelo general Pétain. Foi um insucesso dos alemães. Morreram cerca de 600 mil homens. Na batalha naval da Jutlândia, os ingleses foram os vencedores.

3- Saída da Rússia – Com o triunfo da Revolução Russa de 1917, onde os bolcheviques estabeleceram-se no poder, foi assinado um acordo com a Alemanha para oficializar sua retirada do grande conflito. Este acordo chamou-se Tratado de Brest-Litovsk, que impôs duras condições para a Rússia.

4- Entrada dos Estados Unidos – Os norte-americanos tinham muito investimentos nesta guerra com seus amigos aliados (Inglaterra e França). Era preciso garantir o recebimento de tais investimentos. Utilizou-se como pretexto o afundamento do navio “Lusitânia”, que conduzia passageiros norte-americanos.

5- Participação do Brasil – Os alemães, diante da superioridade naval da Inglaterra, resolveram empreender uma guerra submarina sem restrições. Na noite de 3 de abril de 1917, o navio brasileiro “Paraná” foi atacado pelos submarinos alemães perto de Barfleur, na França. O Brasil, presidido por Wenceslau Brás, rompeu as relações com Berlim e revogou sua neutralidade na guerra. Novos navios brasileiros foram afundados. No dia 25 de outubro, quando recebeu a noticia do afundamento do navio “Macau”, o Brasil declarou guerra à Alemanha. Enviou auxílio à esquadra inglesa no policiamento do Atlântico e uma missão médica.

CONSEQUÊNCIAS DA GUERRA

1- O aparecimento de novas nações.
2- Desmembramento do império Austro- Húngaro.
3- A hegemonia do militarismo francês, em decorrência do desarmamento alemão.
4- A Inglaterra dividiu sua hegemonia marítima com os Estados Unidos.
5- O enriquecimento dos Estados Unidos.
6- A depreciação do marco alemão, que baixou à milionésima parte do valor, e a baixa do franco e do dólar.
7- A crise de 1929: os governos tiveram que intervir na economia com medidas severas.
8- O protecionismo que impossibilitou a Alemanha de pagar suas dívidas por meio de exportação.
9- O encarecimento do custo de vida.

TRATADO DE VERSALHES (1919)

Em Versalhes, em 1919, reuniu-se a Conferência da Paz, sob a liderança dos 4 grandes: Clemenceau, representante da França; Lloyd George, representante da Inglaterra; Woodrow Wilson, representante dos Estados Unidos; e Orlando, representante da Itália. Este tratado impôs duras determinações aos alemães.

LIGA DAS NAÇÕES

Woodrow Wilson, presidente dos Estados Unidos, lançou a ideia de abolir a “diplomacia em segredo” e de unir os povos com o intuito de evitar uma nova guerra, numa Liga das Nações que tinha os seguintes princípios fundamentais:

1- Autonomia dos povos.
2- Renúncia à política de alianças.
3- Governo de acordo com os governados.
4- Liberdade dos mares.
5- Desarmamento geral.

Genebra passava a ser a sede da Liga das Nações.

ATIVIDADE:
1- QUAIS ERAM OS PRINCIPAIS OBJETIVOS DAS POTÊNCIAS NO INÍCIO DO SÉCULO XX?
2- QUAL ERA O CENÁRIO ECONÔMICO E SOCIAL DO BRASIL, LOGO APÓS SUA INDEPENDÊNCIA POLÍTICA EM 1822?
3- COMO FOI O CRESCIMENTO DO BRASIL EM RELAÇÃO AO NÚMERO DE ESTABELECIMENTOS INDUSTRIAIS ENTRE 1850 E 1919 ? JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA.
4- QUAIS FORAM AS ALIANÇAS FORMADAS NA PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL? QUAIS PAÍSES FAZIAM PARTE ?
5-O QUE FOI O TRATADO DE VERSALHES?

BOM TRABALHO...

62 comentários:

Anônimo disse...

1-Os principais objetivos das grandes potencias europeias no inicio do seculo xx, era Disputa dos mercados internacionais pelos países industrializados, que não conseguiam mais escoar toda a produção de suas fábricas. Tal concorrência era particularmente acirrada entre a Grã-Bretanha e a Alemanha.Que começaram a ir em busca de novas terras e fortalecer e aumentar suas econimias de tal forma que em 1914 começou a 1º guerra mundial entre paises socialistas e capitalistas.
2-O processo de nossa independência acabou em 1822, quando Dom Pedro proclamou a Independência, se separando assim de Portugal.Antes do Brasil conseguir sua Independência muitos brasileiros perderam a vida, para melhorar a situação do povo brasileiro.O brasil estava em um processo de pós independência e com a economia nem tão fortalecida, entrou na primeira guerra mundial muito tímido e com um intuito de proteger o Atlântico de possíveis ataques de submarinos alemães, sete embarcações foram usadas na Primeira Guerra: dois cruzadores, quatro contratorpedeiros e mais um navio auxiliar. Até quem em 1917 submarinos alemães derrubaram o navio brasileiro ´´paraná`` e em anos mais tardes outros foram atacados, mesmo assim a participação do brasil não foi extraordinária.
3-A formação industrial do brasil, começou a ser implantada entre 1850 E 1919 onde teve um aumento considerado, mas muito longe dos padrões mundiais estabelecidos naquela época e que duram até hoje. Nessa época o brasil ainda estava sofrendo influencia da revolução industrial (A Revolução Industrial teve início no século XVIII, na Inglaterra, com a mecanização dos sistemas de produção. Enquanto na Idade Média o artesanato era a forma de produzir mais utilizada, na Idade Moderna tudo mudou. A burguesia industrial, ávida por maiores lucros, menores custos e produção acelerada, buscou alternativas para melhorar a produção de mercadorias. Também podemos apontar o crescimento populacional, que trouxe maior demanda de produtos e mercadorias.) onde houve o aumento de numeros de fabricas no brasil, assim começando o fortalecimento da economia.
José Victor da Veiga Bueno de Andrade 2ºC nº27

Anônimo disse...

4-Os anos que antecederam a Primeira Guerra Mundial não foram marcados por nenhum conflito entre as nações européias. No entanto, entre o final do século XIX e o início do século XX, as principais nações envolvidas nas disputas imperialistas realizaram uma grande corrida armamentista.No que levou as grandes potencias daquela época a realizar uma série de acordos,Esses acordos que previam uma série de conflitos hipotéticos, de fato, podem ser vistos como conseqüência das disputas que ocorriam no período.Entre esses acordos predominaram dois, além de um outro tratado pós guerra que foram:
A Tríplice Aliança: englobava a Alemanha, o Império Austro-Húngaro e a Itália. Foi criada em 1882 por articulação de Otto von Bismarck, líder da unificação alemã. A Tríplice Entente foi formada em 1907 e era composta pela Rússia, Inglaterra (Reino Unido) e França, principais rivais da Alemanha nas disputas por áreas coloniais. Esse período passou a ser chamado de "paz armada", uma vez que a paz só se mantinha graças ao sistema de alianças e ao poderio bélico de cada lado.

5-O tratado de versalhes foi imposto à Alemanha após o termino da primeira guerra mundial, onde as outras nações impuseram regras a Alemanha.Assinado em 28 de junho de 1919, o Tratado de Versalhes foi um acordo de paz assinado pelos países europeus, após o final da Primeira Guerra Mundial (1914-1918). Neste Tratado, a Alemanha assumiu a responsabilidade pelo conflito mundial, comprometendo-se a cumprir uma série de exigências políticas, econômicas e militares. Estas exigências foram impostas à Alemanha pelas nações vencedoras da Primeira Guerra, principalmente Inglaterra e França. Em 10 de janeiro de 1920, a recém criada Liga das Nações (futura ONU) ratificou o Tratado de Versalhes. Algumas regras são: *ceder partes de seu território à França (Alsácia e Lorena), à Bélgica, à Polônia e à Dinamarca; suas colônias foram divididas entre a Inglaterra, o Japão, a Austrália, a França, a Bélgica e a Nova Zelândia; *entregar material bélico e de transporte aos países vencedores; *ficou proibida de rearmar-se.

José Victor da Veiga Bueno de Andrade 2ºC nº27

Anônimo disse...

Iara Rosa (n°14) 2°B

1- O principal objetivo das potências no inicio do século XX era obtenção de novas áreas, novos mercados, pela hegemonia do continente.

2- Após a Independência, os grandes proprietários rurais tiveram que dividir o poder com outros grupos, que se tornaram crescentemente poderosos, graças ao desenvolvimento de novas formas de empreendimento no século XIX.

3-Segundo o IBGE, nas primeiras décadas do século XX o número de estabelecimentos dobrou em relação ao final do século XIX. Isso se deve ao deslocamento dos investimentos do setor agrícola-café - para os setores do comércio e da indústria, que estão associadas ás transformações decorrentes na escala global: a Primeira Guerra Mundial e a crise de 29.

4- De um lado havia a Tríplice Aliança formada por Itália, Império Austro-Húngaro e Alemanha ( a Itália passou para a outra aliança em 1915). Do outro lado a Tríplice Entente, formada em 1907, com a participação de França, Rússia e Reino Unido.

O Brasil também participou, enviando para os campos de batalha enfermeiros e medicamentos para ajudar os países da Tríplice Entente.

5-Assinado em 28 de junho de 1919, o Tratado de Versalhes foi um acordo de paz assinado pelos países europeus, após o final da Primeira Guerra Mundial. Neste Tratado, a Alemanha assumiu a responsabilidade pelo conflito mundial, comprometendo-se a cumprir uma série de exigências políticas, econômicas e militares. Estas exigências foram impostas à Alemanha pelas nações vencedoras da Primeira Guerra, principalmente Inglaterra e França. Em 10 de janeiro de 1920, a recém criada Liga das Nações (futura ONU) ratificou o Tratado de Versalhes.

Anônimo disse...

André Rothenburg Passos 05 2C

1- Era a conquista de novas áreas, de novos mercados, e a hegemonia do continente.

2-Parecido com o processo de independência de outros países latino-americanos, o de independência do Brasil preservou a posição das elites agroexportadoras, que conservaram e aumentaram os seus privilégios políticos, econômicos e sociais.

3- A industrialização ocorreu lentamente, com precariedade. As poucas oficinas e manufaturas que se formaram não conseguiam suprir as necessidades do pequeno mercado interno.


4- A Alemanha, o império Austro-Húngaro e e a Itália formaram a Tríplice Aliança, em 1882. Já em 1907 foi formada a Tríplice Entente, contando com a França, Rússia e o Reino Unido.

5- Foi um tratado de paz, que botou fim na Primeira Guerra Mundial. O ponto principal determinava que a Alemanha aceitasse todas as responsabilidades por causar a guerra. O tratado também fazia com que a Alemanha ajudasse os países que destruiu, e incluiu a perda de parte do seu território oceânico e do continente africano.

Anônimo disse...

Nome: Pedro Cardoso de Sales Nº 32 2ºB

1-As Potências da época visavam disputas por áreas novas (terras), novos mercados e principalmente vantagens econômicas como o aumento da frota marítima. Um exemplo é a França que perdeu terras na Guerra Franco-Prussiana para Prússia, que se unifica após com países germânicos formando a Alemanha, com isso o país francês busca recuperar suas terras perdidas.

2-Após a Independência do Brasil em 1822, a principal economia do país se dava pela plantação e exportação do café. Com a sociedade em fase de transformação os estrangeiros vem em busca de trabalho. Em comparação a antes da independência, podemos relacionar que uma pequena demanda de escravos trabalhavam igual a uma grande remessa de estrangeiros, porém os mesmos consumiam e ganhavam pouco.

3-O Brasil durante esse período recebeu muitos estrangeiros em busca de trabalho e estabilização econômica. No início dessa época o país importava gêneros de primeiras necessidas, já o processo de iniciação da primeira guerra mundial, desencadeou o Brasil no crescimento industrial, assim fazendo com que buscasse produzir esses gêneros. Os estabelecimentos se davam principalmente na região sudeste onde havia os portos de São Paulo(Santos) e do Rio de Janeiro, e pela concentração economica devido aos ricos produtores de café.

4-As alianças formadas foram Tríplice Aliança ( que faziam parte a Alemanha e o Império Austro-húngaro) e a Triple Entente ( constituída pela Inglaterra, Rússia e França.

5- O Tratado de Versalhes foi uma conferência de Paz em 1919, sob a lideraça da França, Inglaterra, EUA e da Itália. Este tratado propôs severas punições a Alemanha, como pagamentos dos prejuízos e da ocupação de terras.

Anônimo disse...

Nome: Bárbara Sandri Silvestre (04) - 2A

1-No início do século XX, havia um clima de enorme tensão e rivalidade entre os governos das grandes potências européias, como Alemanha, Inglaterra e França. Essa tensão resultava de antigas disputas territoriais e coloniais, tanto na Europa quanto fora dela.
Os empresários buscavam novos mercados que consumissem seus produtos, o que levou os governos dos países industrializados a disputar colônias na África e na Ásia. Ao mesmo tempo, o governo e os empresários de cada país industrializado procuravam dificultar a expansão econômica dos demais países rivais, fechando seus próprios mercados aos produtos importados e tentando impedir a expansão do império colonial dos concorrentes. Essa disputa econômica foi intensa, envolvendo interesses ingleses e alemães. Ligados a essas disputas, havia os movimentos nacionalistas, que pretendiam agrupar sob um mesmo Estado povos de raízes culturais semelhantes.

2- Ao tornar-se independente de Portugal, a nação brasileira como um todo era a favor da forma de governo monárquica. Havia um verdadeiro temor por parte dos diversos grupos sociais, da possibilidade de o Brasil sofrer o mesmo destino de outas colônias, como caos político, social e econômico, desmembramento territorial, golpes de Estado e ditaduras. Era necessária uma organização política que permitisse ao povo brasileiro não apenas desfrutar de liberdade, mas também que garantisse estabilidade ao país, conforme o liberalismo. Somente com uma entidade neutra, completamente independente de partidos, grupos ou ideologias opostas, seria possível alcançar tal fim. Existia também outro motivo para esta adoção, os europeus, assim como africanos e ameríndios, eram provenientes de sociedades monárquicas. Permanecer sob esta forma de governo seria uma maneira de manter as tradições e identidade do povo brasileiro, que por sua vez eram descendentes daqueles três povos distintos.

3-A Revolução Industrial estimulou o crescimento das manufaturas graças à sua doutrina básica do mercantilismo. Esta política, visava aumentar a quantidade de artigos disponíveis para a exportação a fim de garantir uma balança de comércio favorável. O volume de produção aumentou, a produção de bens deixou de ser artesanal e passou a ser maquinofaturada e as populações passaram a ter acesso a bens industrializados. As cidades atraíram os camponeses e artesãos, e se tornaram cada vez maiores. Por volta de 1850, pela primeira vez em um grande país, havia mais pessoas vivendo em cidades do que no campo. Os imigrantes também foram responsáveis por um aumento na produção cafeeira, seja trabalhando como empregados ou como pequenos proprietários. Estima-se que em 1920, 64,2% dos estabelecimentos industriais de São Paulo estavam nas mãos de empresários imigrantes. Quanto aos trabalhadores, tiveram participação significativa no movimento operário que sacudiu a política brasileira entre 1917 e 1920.

4-Antes de 1914, as nações européias realizaram um grande número de alianças que polarizaram as disputas econômicas entre as nações. No ano de 1882, a Alemanha, o Império Austro-Húngaro e a Itália formaram a chamada Tríplice Aliança. Nesse acordo ficava estabelecido que caso um dos países declarasse guerra, os demais envolvidos se comprometiam a permanecerem neutros. Além dessas, outras questões militares ficaram pré-estabelecidas. Do outro lado estava a Tríplice Entente, formada em 1907, com a participação de França, Rússia e Reino Unido.

5-Assinado em 28 de junho de 1919, o Tratado de Versalhes foi um acordo de paz assinado pelos países europeus, após o final da Primeira Guerra Mundial (1914-1918). Neste Tratado, a Alemanha se responsabilisou pelo conflito mundial, comprometendo-se a cumprir uma série de exigências políticas, econômicas e militares. Estas exigências foram impostas à Alemanha pelas nações vencedoras da Primeira Guerra, principalmente Inglaterra e França.

Anônimo disse...

Camila Silveira Medeiros - 08 – 2º ano A

1 - No início do século XX, havia um clima de enorme tensão e rivalidade entre os governos das grandes potências europeias, como Alemanha, Inglaterra e França. Essa tensão resultava de antigas disputas territoriais, coloniais e por mercados, tanto na Europa quanto fora dela. Empresários buscavam novos mercados que consumissem seus produtos, o que levou os governos dos países industrializados a disputar colônias na África e na Ásia.

2- No Brasil, por ser a exportação de produtos tropicais para o mercado internacional mais lucrativa na época da Independência, o sistema colonial de produção foi mantido. Grandes proprietários rurais tiveram que dividir o poder com outros grupos, que se tornarão crescentemente poderosos, graças ao desenvolvimento de novas formas de empreendimento.

3- No final do século XIX e inicio do século XX, grande parte da economia brasileira, seguindo o modelo colonial, estava voltada a produção e a exportação de gêneros agrícolas que atendessem as necessidades do mercado externo, como o café. Mesmo independentemente politicamente de Portugal, o Brasil permanecia sob o controle politico da aristocracia rural.

4- Os países europeus começaram a fazer alianças políticas e militares desde o final do século XIX. Durante o conflito mundial estas alianças permaneceram. De um lado havia a Tríplice Aliança formada em 1882 por Itália, Império Austro-Húngaro e Alemanha (a Itália passou para a outra aliança em 1915). Do outro lado a Tríplice Entente, formada em 1907, com a participação de França, Rússia e Reino Unido. O Brasil também participou, enviando para os campos de batalha enfermeiros e medicamentos para ajudar os países da Tríplice Entente. .

5-A vitória da Tríplice Entente nos conflitos da Primeira Guerra (1914 – 1918) estipulou os acordos a serem assinados pelas nações derrotadas. A Alemanha, considerada a principal culpada pelos conflitos, foi obrigada a aceitar as imposições do Tratado de Versalhes, assinado em Paris, no mês junho de 1919. Em linhas gerais, o Estado alemão perdeu parte de seus territórios, zonas de exploração mineral e seus domínios coloniais. Além disso, as outras nações da Tríplice Aliança foram alvos de punição. Um acordo que abriu portas para uma nova Guerra Mundial.

Anônimo disse...

Mariana Mendes Scharf - nº 16 - 2º ano B

1. No início do século XX as potências tinham como objetivo a conquista por novas áreas, novos mercados e hegemonia do continente, levando a uma disputa que acabou acarretando a Primeira Guerra Mundial.

2. Ao tornar-se independente em 1822, o Brasil possuía uma economia voltada para a exportação de matérias-primas. O mercado interno era pequeno, devido à falta de créditos e a quase completa subsistência das cidades, vilas e fazendas do país que se dedicavam à produção de alimentos e a criação de animais. Durante a primeira metade do século XIX, o Estado imperial investiu pesadamente na melhoria. A economia do Brasil era extremamente diversificada no período pós-Independência, mas foi necessário um grande esforço por parte do governo monárquico para realizar a transmutação de sistema econômico baseado em escravos sendo puramente colonial para uma economia moderna e capitalista. Alguns autores acreditam que o "sete de setembro" foi apenas a consolidação de uma ruptura política, que já começara 14 anos atrás, com a abertura dos portos, a ssim a independência não marcou nenhuma ruptura com o processo de nossa história colonial pois as bases sócio-econômicas (trabalho escravo, monocultura e latifúndio), permaneceram inalteradas.

3. Em 1850 é assinada a Lei Eusébio de Queirós proibindo o tráfico intercontinental de escravos e que trouxe duas conseqüências importantes para o desenvolvimento industrial:o dinheiro que era aplicado na compra de escravos ficou disponível e foi aplicado no setor industrial e a cafeicultura, que estava em pleno desenvolvimento, necessitava de mão de obra. Isso estimulou a entrada de muitos imigrantes, que trouxeram novas técnicas de produção de manufaturados e foi a primeira mão de obra assalariada no Brasil. Assim constituíram um mercado consumidor indispensável ao desenvolvimento industrial, bem como força de trabalho especializada.
O setor que mais cresceu foi o têxtil, pelo crescimento da produção do algodão por causa da Guerra de Secessão dos Estados Unidos, entre 1861 e 1865.

4. Alemanha e Império Austro-Húngaro juntam-se em 1879 e mais tardem em 1882 a Itália entra formando a “Tríplice Aliança”. Preocupada com o crescimento econômico da Alemanha e com o desenvolvimento da marinha alemã, que ameaçava sua soberania marítima a Inglaterra junta-se com a Rússia e a França formando a “Triple Entente”.

5. O Tratado de Versalhes feito em 1919 foi um tratado de paz assinado pelas potências europeias que encerrou oficialmente a Primeira Guerra Mundial. Após seis meses de negociações, em Paris, o tratado foi assinado como uma continuação do armistício de Novembro de 1918, em Compiègne, que tinha posto um fim aos confrontos. O principal ponto do tratado determinava que a Alemanha aceitasse todas as responsabilidades por causar a guerra e que, sob os termos dos artigos 231-247, fizesse reparações a um certo número de nações da Tríplice Entente. Os termos impostos à Alemanha incluíam a perda de uma parte de seu território para um número de nações fronteiriças, de todas as colônias sobre os oceanos e sobre o continente africano, uma restrição ao tamanho do exército e uma indenização pelos prejuízos causados durante a guerra. A República de Weimar também aceitou reconhecer a independência da Áustria. O ministro alemão do exterior, Hermann Müller, assinou o tratado em 28 de Junho de 1919. O tratado foi ratificado pela Liga das Nações em 10 de Janeiro de 1920. Na Alemanha o tratado causou choque e humilhação na população, o que contribuiu para a queda da República de Weimar em 1933 e a ascensão do Nazismo.

Anônimo disse...

Juliana Labes Reiser (18) 2ºEM A

1 – No início do século XX as grandes potências industrializadas europeias estavam buscando meios de evitar a expansão econômica de países concorrentes. Essa grande concorrência econômica foi muito intensa principalmente entre a Inglaterra e a Alemanha. Essa rixa entre os países fortaleceu a disputa colonial por colônias na África e Ásia. O domínio de colônias era a solução do capitalismo para os problemas de excedentes de produção e de controle das fontes fornecedoras de matéria-prima.

2 – Quando se tornou independente, a economia do Brasil era voltada para a exportação de matéria-prima. O mercado interno era pequeno devido à falta de créditos e a subsistência das cidades. Durante a primeira metade do século XIX, o Estado imperial investiu muito na melhoria de estradas e tinha um sistema de portos que possibilitava uma melhor troca comercial e comunicação entre as regiões do país. A economia brasileira era extremamente diversificada depois da Independência, mas foi preciso um grande esforço por parte do governo para realizar a transmutação de sistema econômico de escravos e colonial para uma economia moderna e capitalista.

3 – A situação criada pela primeira guerra mundial mudou a economia brasileira. Como a Europa voltou sua produção para as munições e armamentos para suprir os combates gerados pelo conflito, o Brasil não tinha mais de quem importar produtos de necessidade básica. Por esse motivo precisou ele mesmo passar a produzi-los, voltando-se assim para o mercado interno, sem visar o comércio exterior.

4 – Tríplice Aliança – Alemanha, Império Austro-Húngaro e Itália.
Tríplice Entente – Grã-Bretanha, França e Rússia.

5 – O Tratado de Versalhes foi assinado pelos alemães no dia 28 de junho de 1919. Realizado em Versalhes, na França o tratado foi uma sentença penal de condenação à Alemanha. Consistia basicamente em que o Estado alemão deveria entregar a região da Alsácia-Lorena à França, entregar seus navios mercantes à França, Inglaterra e Bélgica , pagar uma grande indenização em dinheiro aos países vencedores, e reduzir seu poderio militar dos exércitos, sendo proibida a aviação militar.

Letícia (20) 2ºA disse...

1. Conquistar novas áreas, novos mercados, aumentar lucros e obter hemogenia entre os mercados.

2. O cenário econômico do Brasil encontrava-se com grandes problemas. Ao contrário de muitos países que conquistaram sua independência com grandes guerras, a independência do Brasil foi comprada em milhões de libras esterlinas para Portugal e uma grande dívida externa com a Grã Bretanha.

3. Em 1910 o Brasil possui cerca de 3.500 indústrias. Dez
anos mais tarde já são 13 mil estabelecimentos industriais. Destes, 5.936 surgem
entre 1915 e 1919, em conseqüência das dificuldades de importação durante a
Segunda Guerra e da política de incentivo à industrialização dos governos
republicanos.

4. Tríplice Aliança (1882) entre Alemanha, Império Austro-húngaro e Itália. Tríplice Entente (1907) Inglaterra, Rússia, França.

5. Assinado pelas potências europeias em 1919, o Tratado de Versalhes foi o que encerrou oficialmente a Primeira Guerra Mundial. Em geral, o acordo dirigia-se a Alemanha, que assumiu todas as responsabilidades por causar a guerra e teve o dever de fazer reparações a Inglaterra, Rússia e França, nações que Alemanha prejudicou.

Anônimo disse...

Gabriel dos Reis - 2A

1- Os principais objetivos das potencias, eram aumentar a riqueza que eles já possuíam, disputavam quem ia ser a maior potencia e também o desenvolvimento, em riqueza, qualidade de vida, tecnologia etc.
2-O Brasil tinha uma economia voltada para a venda de matérias primas, mais voltada para a exportação dessas matérias. Mesmo assim nessa época havia muitos escravos no Brasil, de cada 3 pessoas 2 eram escravas, que é um numero realmente grande, e o mundo duvidou da evolução do Brasil pois não tínhamos estrutura para seguir em frente, mas com varias dificuldades conseguimos levantar nossa economia
3-Segundo o IBGE, até a segunda metade do seculo XIX havia no Brasil pouco mais de 450 estabelecimentos industriais; em 1900, havia 1080; em 1914 havia 3135; em 1919, 5936(Retirado do livro p/ 41)
4- Tríplice Aliança formada pela Itália, Alemanha e o Império Austro-húngaro, virou tríplice aliança após a entrada da Itália em 1882. Em 1907, formou-se a “Triple Entente”, constituída pela Inglaterra, Rússia e França.
5-O Tratado de Versalhes assinado em 1919 foi um tratado de paz assinado pelas potências europeias que encerrou oficialmente a Primeira Guerra Mundial. Que seriam termos impostos a Alemanha incluíam a perda de uma parte de seu território para um número de nações fronteiriças de todas as colônias sobre os oceanos e sobre o continente africano, e uma restrição ao tamanho do exército,e uma indenização pelos prejuízos causados durante a guerra. A República de Weimar também aceitou reconhecer a independência da Áustria. O ministro alemão do exterior, Hermann Müller, assinou o tratado em 28 de Junho de 1919. O tratado foi ratificado pela Liga das Nações em 10 de Janeiro de 1920. Na Alemanha o tratado causou choque e humilhação na população, o que contribuiu para a queda da República de Weimar em 1933 e a ascensão do Nazismo. No tratado foi criada uma comissão para determinar a dimensão precisa das reparações que a Alemanha tinha de pagar. Em 1921, este valor foi oficialmente fixado em 33 mil milhões de dólares.

Anônimo disse...

Bruno Colzani 2ºA
1)O século XX foi marcado por um período de mudanças,que fizeram a qualidade de vida aumentar para muitos, juntamente com tais progressos tecnológicos. Os Estados Unidos tiveram grandes ganhos econômicos e políticos; por volta de1900,que virou uma potencia mundial de Industria, tecnologias avançadas e formas de produção. Com a criação de novos estados independentes em ex-possessões européias, o balanço de poder ao longo do século XX começou a se deslocar para fora da Europa.Podemos ver na Europa um notável crescimento na industria, graças ao socialismo que trouxe para cidade os camponeses que foram usado para mão de obra
2)Nessa época de cada três brasileiros dois eram escravos, que tinha tudo para dar errado com a sua independência,O Brasil tinha uma economia voltada para exportação de mateira-prima, o mercado interno era extremamente pequeno, e para melhorar a comercialização dentro do país, começaram a fazer melhorias nas estradas para fazer o comércio entre cidades e até mesmo estados.
3)Podemos notar um grande aumento de estabelecimentos nessa época.Usando a escala local e global podemos explicar esse aumento, na escala local, destacamos o deslocamento dos investimentos do setor agrícola, como o café, já no setor industrial em escala global podemos notar a Primeira Guerra Mundial e a crise de 1929
4) De um lado havia a Tríplice Aliança formada pela Itália, Império Austro-Húngaro e Alemanha ( a Itália passou para a outra aliança em 1915). Do outro lado a Tríplice Entente, formada em 1907, com a participação de França, Rússia e Reino Unido.
5)Foi um tratado assinado pelos países Europeus no final da primeira Guerra Mundial Neste Tratado, a Alemanha assumiu a responsabilidade pelo conflito mundial, comprometendo-se a cumprir uma série de exigências políticas, econômicas e militares. E tendo que cumprir varias exigências como devolver algumas terras para França,

Anônimo disse...

Ana Júlia Guimarães 2A 03

1)No inicio do século XX, o avanço do capitalismo, agora na fase monopolista ou financeira, provocou uma desigualdade entre as nações européias. A disputa por novas áreas, por novos mercados, pela hegemonia do continente acabou por causar uma grande guerra, que ficou conhecida como Primeira Guerra Mundial.

2)A independência, no entanto, não resultou em transformações políticas profundas, nem tampouco sociais, porque D. Pedro já governava o país desde que D. João VI havia voltado para Portugal. "Na verdade foi uma independência sem muitas mudanças no quadro político e social do país", afirma a historiadora Carla Ferretti.

3)Segundo o IBGE, até a segunda metade do século XIX, havia no Brasil pouco mais de 450 estabelecimentos industriais. Nas primeiras décadas do século XX, o número de estabelecimentos ligados as atividades industriais quase dobrou: passou de 3135 em 1914, para 5936 em 1919. Isso devido ao deslocamento dos investimentos do setor agrícola – café – para os setores do comercio e da industria, e também por causa da Primeira Guerra Mundial e a crise de 1929.

4)No ano de 1882, a Alemanha, o Império Austro-Húngaro e a Itália formaram a chamada Tríplice Aliança. Nesse acordo ficava estabelecido que caso um dos países declarasse guerra, os demais envolvidos se comprometiam a permanecerem neutros. Além desse ponto, outras questões militares ficaram pré-estabelecidas.

5) Assinado em 28 de junho de 1919, o Tratado de Versalhes foi um acordo de paz assinado pelos países europeus, após o final da Primeira Guerra Mundial. Neste Tratado, a Alemanha assumiu a responsabilidade pelo conflito mundial, comprometendo-se a cumprir uma série de exigências políticas, econômicas e militares.

Anônimo disse...

Janaína Nº16 2ºA

1- Descobrir novos territórios fornecedores de matéria prima e mercado consumidor.

2- O Brasil gastou muito com sua independência e acabou ficando dependente economicamente da Inglaterra.

3- Não consegui responder

4- Triplice Aliança: Alemanha e o Império Austro-húngaro em 1879. Com a entrada da Itália em 1882
Triple Entente: Inglaterra, Rússia e França.

5- Foi um tratado imposto pelos países vencedores à Alemanha, que foi declarada a única responsável pelo conflito e punida severamente. Entre os principais itens destaca-se o pagamento de volumosas indenizações aos vencedores, a devolução de terras conquistadas, além da restrição do numero de armas e militares.

Anônimo disse...

1-Em 1871-1914 foi o período em que as grandes potências européias não entraram em guerra entre si e a burguesia viveu sua época de maior fastígio, graças à expansão do capitalismo imperialista e à exploração imposta ao proletariado. Mas possuia rivalidade entrei si, como disputas territoriais, coloniais e por mercados.
2- Após a sua idependencia, ficou com grandes problemas, além de divdas com a Grã Bretanha, foi comprada por milhões para Portugal, diferente de outros países que logo conquistaram sua independencia com guerras. Acabou assim atolando em questões economicas.
3-Na Segunda Guerra mundial, o Brasil estava com vários problemas de importação e com a política incentivando a industriaçozação dos governos republicanos. Brasil possuia 3 500 indústrias em 1910, dez anos após foi acresentado 13 mil indústrias. Entre eles 5 936 surgiram entre 19915 e 1912.
4- Na Inglaterra, Rússia e França, foi criada a Tríplice Entente em 1907. E Alemanha, Austro-húngaro e Itália, foi formada a Trípece Aliança em 1882
5-Assinado em 28 de junho de 1919, o Tratado de Versalhes foi um acordo de paz assinado pelos países europeus, após o final da Primeira Guerra Mundial em 1914 a 1918. A Alemanha assumiu a responsabilidade pelo conflito mundial, prometendo cumprir exigências políticas, econômicas e militares. As nações vencedoras Primeira Guerra, Inglaterra e França impos exigências à Alemanha. Em 10 de janeiro de 1920, a recém criada Liga das Nações (futura ONU) autentificou o Tratado de Versalhes.

Fabiana nº10 2º ano A

Anônimo disse...

Janaína Nº16 2ºA

3- Na segunda metade do século XIX, havia no Brasil pouco mais de 450 estabelecimentos industriais; em 1900, havia 1080; em 1914, 3135; em 1919, 5936. Nas primeiras décadas do século XX o número de estabelecimento ligados às atividades industriais quase dobrou: passou de 3135 em 1914, para 5936 em 1919.

Anônimo disse...

1-Como o capitalismo em ascensão, o objetivo das potências era ter um capital, uma situação financeira melhor do que o outro. Novas áreas, mercados e a hegemonia no continente.

2-Economicamente estava ruim porque Portugal roubou muito do Brasil, deixando muitas dívidas. E depois da independência, que o Brasil foi buscar uma identidade social.

3-No final do século XIX, o número de estabelecimentos industriais era de 450; em 1900 havia 1080; em 1914, 3135; em 1919, 5936. O fato de os estabelecimentos industriais quase dobrou de 1914 para 1919, se deve ao deslocamento dos investimentos do setor agrícola-café- para os setores do comércio e da indústria.

4-Tríplice Aliança: Alemanha, Itália e Império Austro-húngaro e Tríplica Entente: Inglaterra, França e Rússia

5-9- O Tratado de Versalhes foi firmado no dia 28 de junho de 1919 entre os países Aliados e a Alemanha no Salão dos Espelhos do Palácio de Versalhes, pondo fim à Primeira Guerra Mundial, e entrou em vigor um ano depois.
Ao finalizar a Primeira Guerra Mundial e declarar o armistício, os Aliados se reuniram na Conferência da Paz de Paris para acordar os termos de paz com a Alemanha, o antigo Império Austro-Húngaro e a Áustria. Um de seus resultados foi o chamado Tratado de Versalhes.


David Sanmartin Martins nº 9 2ºA

Anônimo disse...

1- Os empresários buscavam novos mercados que consumissem seus produtos, o que levou os governos dos países industrializados a disputar colônias na África e na Ásia.Os principais objetivos das potências era obter a repartição do mundo, a fim de garantir matéria-prima, mercado consumidor e mão-de-obra para sua produção industrial.
2- Os primeiros países que reconheceram a independência do Brasil foram os Estados Unidos e o México. Portugal exigiu do Brasil o pagamento de 2 milhões de libras esterlinas para reconhecer a independência de sua ex-colônia. Sem este dinheiro, D. Pedro recorreu a um empréstimo da Inglaterra.
Embora tenha sido de grande valor, este fato histórico não provocou rupturas sociais no Brasil. O povo mais pobre se quer acompanhou ou entendeu o significado da independência. A estrutura agrária continuou a mesma, a escravidão se manteve e a distribuição de renda continuou desigual.
3- Durante o século XIX, a Grã-Bretanha se tornou o centro industrial do mundo, seus produtos manufaturados passaram a ser trocados por matérias-primas e alimentos dos países periféricos: o Brasil, exportava café, açúcar, algodão, cacau, borracha e fumo. Em meados do século XIX foi construída a ferrovia, onde se deu o acesso ao porto de Santos que em 1894, torna-se o mais importante centro exportador de café do mundo. O primeiro período de desenvolvimento industrial no Brasil foi dominado por indústrias leves, sendo responsáveis por 57% da produção industrial em 1907 e 64% em 1919. A capacidade produtiva do Brasil aumentou nos oito anos que antecederam a Primeira Guerra Mundial. Mas, com a paralisação da navegação após o início da guerra, ficou difícil a importação de bens ($), fundamentais para o aumento da produtividade.
4 - As alianças eram a Tríplice Entente (formada pelos países: Inglaterra, França e Rússia) e a Tríplice Aliança (Itália, Alemanha e Império Austro-Húngaro).
5 – O tratado de Versalhes (28 de junho de 1919) foi um tratado de paz assinado pelas potências que encerrou oficialmente a Primeira Guerra. Neste Tratado, a Alemanha assumiu a responsabilidade pelo conflito mundial, comprometendo-se a cumprir uma série de exigências políticas, econômicas e militares (exigências impostas pelas nações vencedoras da Primeira Guerra, Inglaterra e França principalmente.)


Yasmim Benevides nº33 - 2º A

Anônimo disse...

Henrique Veber 2ºA Nº15


1- O objetivo das potencias já que o mundo estava em guerra era exportar alimentos,pois os países que participavam produziam apenas para o mercado bélico, logo após a guerra os EUA acabam sendo a potencia mundial tendo uma lista de devedores enorme.

2-A primeira guerra representa para a industrialização brasileira um momento de desenvolvimento acelerado. Por ser o Brasil geograficamente complexo, com suas unidades distantes e pobres, representava um mercado interno incipiente. Somente através das medidas fiscais e protecionistas de certos governos, pode-se localizar uma indústria caseira nos fins do século XIX e início do XX. Com a Guerra dificultam-se as importações de produtos, incentivando-se o surgimento de novos ramos industriais.

3- Neste intervalo, o crescimento industrial no brasil foi voltado a industrias de alimentos, porém a produção brasileira era desbancada pelos EUA que após a guerra saiu com a grande potencia mundial, essa foi a participação mais efetiva do brasil na guerra exportação de alimentos e matéria prima


4-Tríplice entente(Império Britânico, a França e o Império Russo)
Tríplice Aliança( Alemanha, Áustria-Hungria e Itália)


5-O Tratado de Versalhes (1919) foi um tratado de paz assinado pelas potências europeias que encerrou oficialmente a Primeira Guerra Mundial.Os termos impostos à Alemanha incluíam a perda de uma parte de seu território para um número de nações fronteiriças, de todas as colônias sobre os oceanos e sobre o continente africano, uma restrição ao tamanho do exército e uma indenização pelos prejuízos causados durante a guerra.

Anônimo disse...

Victoria Hostin Pezzini (31) 2ºA


1 – As potências europeias, tinham como principal objetivo expandir seus interesses capitalistas sobre os territórios da África e Ásia, principalmente. Mobilizou grende parte do seu parque industrial para a fabricação de equipamentos bélicos para conseguir o que queria.
2- Era complicada, pois o Brasil gastou muito do seu capital com Portugal, e ainda por cima, ficou devendo para a Grã Bretanha, então sua independência foi praticamente comprada. A Economia estava muito debilitada, pois alguns milhões de libras foram gastos para conseguir a independência.
3- Cresceu muito, até a metade do século XIX, o Brasil possuía pouco mais de 450 estabelecimentos industriais, já em 1919, já havia mais ou menos 5936. Esse aumento é explicada pelo investimento no setor agrícola (por causa do café), e pelos setores do comércio e da industria decorrentes a escala global.
4-Tríplice Aliança — formada pelas forças da Alemanha, Áustria e Itália.
Tríplice Entente — formada pelas forças da Inglaterra, França e Rússia
5- O Tratado de Versalhes foi um tratado assinado pelas colônias européias, visando a paz e, finalmente o fim da Primeira Guerra Mundial. Como a Alemanha perdeu a 1ª guerra mundial, os paises vencedores fizeram com que a Alemanha assinasse um tratado que dizia que ela ficaria responsável por pagar os “estragos” feitos nesses países.

Anônimo disse...

1 - O principal objetivo das potências europeias era relacionado a territórios ou seja expandir os seus interesses capitalistas dos territórios, e os principais eram a África e a Ásia. Grande parte do seu parque industrial foi mobilizado para a fabricação de equipamentos bélicos para obter o que queriam.

2- Nossa independência foi praticamente comprada alguns milhões de libras foram gasto pra a mesma, a economia estava quebradas, pelo fato de o Brasil ter gasto muito com Portugal e estar devendo muito dinheiro para Grã Bretanha.

3- Segundo o IBGE, até a segunda metade do século XIX, havia no Brasil pouco mais 450 estabelecimentos industriais; em 1900, havia 1080; em 1914, 3135; em 1919, 5936. Nas primeiras décadas do século XX, o numero de estabelecimentos ligados às atividades industriais quase dobrou: passou de 3135 em 194 para 5936 em 1919. Esse aumento devemos a duas escalas espaciais: local e global. Na escala local, destaca-se o deslocamento dos investimentos do setor agrícola – café – para os setores do comércio e da industria, que estão associadas às transformações decorrentes na escala global: a Primeira Guerra Mundial (1914-98) e a crise de 1929

4- De um lado havia a Tríplice Aliança formada por Itália, Império Austro-Húngaro e Alemanha ( a Itália passou para a outra aliança em 1915). Do outro lado a Tríplice Entente, formada em 1907, com a participação de França, Rússia e Reino Unido. O Brasil também participou, enviando para os campos de batalha de enfermeiros e medicamentos para ajudar os países da Tríplice Entente.

5- O Tratado de Versalhes foi um tratado de paz assinado pelas potências europeias que encerrou oficialmente a Primeira Guerra Mundial. Após seis meses de negociações, em Paris, o tratado foi assinado como uma continuação do armistício de Novembro de 1918, em Compiègne, que tinha posto um fim aos confrontos. O principal ponto do tratado determinava que a Alemanha aceitasse todas as responsabilidades por causar a guerra e que, sob os termos dos artigos 231-247, fizesse reparações a um certo número de nações da Tríplice Entente.

Amanda Chahm 2º A

Anônimo disse...

Bianca linhares n° 05 2° A

1- A primeira guerra mundial foi o resultado dos atritos provocados pelos imperialismo das grandes potencias: a Tríplice Aliança, formada pela diplomacia alemã, e a Tríplice Entende, articulada pelos franceses.

2 -A História do Brasil pós-1822, tradicionalmente, se divide em Período Imperial ou simplesmente Império (1822-1889) e Época Republicana, de 1889 aos nossos dias.

3 -A riqueza acumulada com o café dinamiza o mercado consumidor e estimula o desenvolvimento industrial. Em 1910 o Brasil possui cerca de 3.500indústrias. Dez anos mais tarde já são 13 mil estabelecimentos industriais. Destes, 5.936 surgem entre 1915 e 1919, em conseqüência das dificuldades de importação durante a Segunda Guerra e da política de incentivo à industrialização dos governos republicanos. Em 1924, o país produz 99% dos sapatos consumidos internamente, 90% dos móveis e 86% dos têxteis. A indústria de alimentação é a que mais cresce nas primeiras décadas da República e chega a representar 40% dos estabelecimentos industriais do país.

4 - Em 1907 a Europa foi dividida em dois grandes blocos:
Tríplice aliarca: Alemanha, Áustria e Itália .
Tríplice entente: Inglaterra, França e Rússia.
Em 1915 a Itália passou para a entente.

5- Em Versalhes, em 1919, reuniu-se a Conferência da Paz, sob a liderança dos 4 grandes: Clemenceau, representante da França; Lloyd George, representante da Inglaterra; Woodrow Wilson, representante dos Estados Unidos; e Orlando, representante da Itália. Este tratado impôs duras determinações aos alemães.

Anônimo disse...

Camila 2ºA nº: 07

1- A rivalidade entre as potencias europeias(Alemanha, Inglaterra e França) resultam de antigas disputas territoriais, coloniais e por mercados.
Os empresários procuravam novos mercados consumidores o que levou os países industrializados a disputar colonias na Ásia e Africa.
*O pan-eslavismo: procurava unir todos os povos eslavos da Europa Oriental, sendo liderado pelo governo Russo.
*O pangermanismo: Pretendia anexar À Alemanha os territórios onde viviam os germanicos da Europa Central.

2-Ao tornar-se independente de Portugal em 1822, a nação brasileira como um todo era na sua quase totalidade a favor da forma de governo monárquica. As razões para esta escolha política são diversas. Havia um verdadeiro temor por parte dos diversos grupos sociais da possibilidade de o Brasil sofrer o mesmo destino das colônias hispano-americanas, ou seja: caos político, social e econômico, desmembramento territorial, golpes de Estado, ditaduras e caudilhos

3-3- Segundo o IBGE, até a segunda metade do século XIX, havia no Brasil pouco mais 450 estabelecimentos industriais; em 1900, havia 1080; em 1914, 3135; em 1919, 5936. Nas primeiras décadas do século XX, o numero de estabelecimentos ligados às atividades industriais quase dobrou: passou de 3135 em 194 para 5936 em 1919. Esse aumento devemos a duas escalas espaciais: local e global. Na escala local, destaca-se o deslocamento dos investimentos do setor agrícola – café– para os setores do comércio e da industria, que estão associadas às transformações decorrentes na escala global: a Primeira Guerra Mundial (1914-98) e a crise de 1929.

4- Os governos das grandes potencias firmaram tratados de aliança entre sim, visando somar forças para enfrentar rivais.
Em 1907, a Europa ficou dividida em dois grandes blocos:
*Tríplice Aliarca: Formada pelas forças da Alemanha, Áustria, Itália.
*Tríplice Entente: Formada pelas forças da Inglaterra, França e Rússia.
Em 1915 a Itália passou para o lado da Entente.

5- Assinado em 28/06/1919. Realizado no Palácio de Versalhes,na França. Foi realizada uma série de conferencias com a participaçao de representantes de 27 naçoes consideradas vencedoras da Guerra.
A Alemanha assumiu a responsabilidade pelo conflito mundial, comprometendo-se a cumprir uma série de exigências políticas, econômicas e militares.
Em 10/01/1920 a Liga das Nações ratificou o Tratado de Versalhes.

Thuany Karoline Stuart - 2ºA - 30 disse...

Nome: Thuany Karoline Stuart Série: 2ºEM Turma: A Nº: 30

1- No início do século XIX, as potências mundiais se concentravam na Europa, com destaque para França, Inglaterra e mais recentemente Itália e Alemanha. Havia uma grande tensão entre os países decorrente das disputas por territórios, colônias e mercados comerciais no século anterior. Isso levou os países a uma luta para dominação dos territórios asiáticos e africanos. Essa situação, juntamente com os movimentos nacionalistas, como pan-eslavismo e pangermanismo, levaram a Europa a organizar uma paz armada, onde já prevendo uma guerra, os países se prepararam com armamento e fortaleceram seus exércitos.

2- Socialmente, a Independência do Brasil, ocorrida em 1822, não causou grandes impactos. A escravidão e a desigualdade social se mantiveram e a camada favorecida foi a elite agrária, que apoiou D. Pedro I no processo de independência. Ao sair do Brasil D. João VI levou cerca de 50 milhões de cruzados, o que resultou na falência do Banco do Brasil. Portugal exigiu o pagamento de uma multa de dois milhões de libras esterlinas, a qual o país teve que contrair uma dívida com a Grã-Bretanha para pagar, que até hoje é em parte responsável pela dívida externa do Brasil.

3- Em 1850, foi assinada a Lei Eusébio de Queiroz, que proibiu o tráfico de escravos intercontinental. Com isso os investimentos da compra de escravos se transferiram para a industrialização e se fez necessária a entrada de imigrantes para trabalhar no setor cafeeiro que estava em ascensão no país, foram os primeiros trabalhadores assalariados, representaram um forte mercado consumidor e trouxeram novas técnicas manufatureiras. Na década de 1860, o setor têxtil se desenvolveu devido a Guerra da Secessão nos Estados Unidos. Na década de 1880, houve um surto de crescimento das indústrias brasileiras, de 200 para 600, ao final do período. De 1914 à 1918, quando ocorria a primeira Guerra Mundial, o país sofreu com a crise do café, devido à falta de compradores no mercado externo. Com a indústria européia voltada para a produção bélica, o Brasil não tinha de onde comprar bens de primeira necessidade, e isso fez com que tivesse que desenvolver suas próprias indústrias. Neste período, as indústrias brasileiras aumentaram em 6000 empresas.

4- Triple Entente (1907): Inglaterra, Rússia e França.
Tríplice Aliança (1882): Alemanha, Império Austro-Húngaro e Itália.

5- Após seis meses de reuniões, foi assinado em Paris pela Conferência da Paz, liderada pelos governantes da França, Itália, Estados Unidos e Inglaterra o tratado de Versalhes. Este documento pôs fim a Primeira Guerra Mundial e considerou a Alemanha culpada, submetendo-a a muita humilhação e fazendo-a arcar com os custos de reparação de países da Tríplice Entende.

Anônimo disse...

Jurandir Coelho Júnior – nº: 19 2ºA EM

1 - No início do século XX, com o avanço do capitalismo, as potências europeias almejavam conquistar novas áreas. Os principais objetivos foram às disputas de mercados internacionais, buscando novos consumidores para seus produtos, o que levou às disputas de territórios africanos e asiáticos. O estopim foi o assassinato do príncipe austríaco Ferdinando, assim a Alemanha declarou guerra à Rússia, iniciando a guerra.

2 - A economia brasileira seguia o modelo econômico colonial, pois estava voltada a produção agrícola e a exportação, atendendo as demandas do mercado externo, a economia estava ligada principalmente ao café. Mesmo sendo independente de Portugal, o Brasil ainda dependia economicamente. Foi a partir da Guerra que o Brasil volta sua produção ao mercado interno.

3 - Segundo dados retirados do IBGE, em 1850 o Brasil possuía poucos estabelecimentos industriais, aproximadamente 450. Em 50 anos este número dobrou, indo para 1080 estabelecimentos, no inicio da Guerra em 1914, tinham 3135, já em 1919 havia 5936 indústrias. Esse aumento se deve aos fatores locais e externos, como local os investimentos na cafeicultura e global se destacam a I Guerra Mundial e a crise de 1929, pois o Brasil deixou de depender dos outros países para valorizar o mercado interno e aumentar sua produção.

4 - Foram formadas duas alianças, a “Tríplice Aliança”, com objetivo defensivo a Alemanha e o Império Austro-húngaro se uniram em 1879, se unindo três anos depois a Itália. A Inglaterra preocupada com o crescimento da Alemanha decide formar a “Tríplice Entente” em 1907, junto com a Rússia e França. Os Estados Unidos foram de suma importância na guerra uma vez que investiu muito na Inglaterra e na França.

5 - Após o fim da I Guerra Mundial, a Tríplice Aliança saiu derrotada, principalmente a Alemanha que saiu arrasada financeiramente, perdendo os territórios conquistados. Para tratar dos assuntos da Guerra houve uma Conferência de Paz em Versalhes, participando os representantes dos quatro países: Estados Unidos, Inglaterra, França e Itália. Assim foram impostos duras determinações a Alemanha, como a diminuição das tropas, reconhecimento da independência de diversos países. Isso deixou a Alemanha muito humilhada, e a culpa da guerra caiu todo em cima dela.

Anônimo disse...

1 - *Disputa dos mercados internacionais pelos países industrializados, que não conseguiam mais escoar toda a produção de suas fábricas. Tal concorrência era particularmente acirrada entre a Grã-Bretanha e a Alemanha.
*Atritos entre as grandes potências devido a questões coloniais. Alemanha, Itália e Japão participaram com atraso da corrida neocolonialista e estavam insatisfeitos com as poucas colônias que haviam adquirido.
*Exacerbação dos nacionalismos europeus, manipulados pelos respectivos governos como um meio de obter a adesão popular à causa da guerra. Há que considerar ainda o nacionalismo das populações que se encontravam sob o jugo do Império Austro-Húngaro ou do Império Russo e ansiavam pela independência.

2 - Brasil gastou muito com Portugal e ainda ficou devendo muito dinheiro para a Grã Bretanha,sendo assim, nossa independência foi praticamente comprada, a economia foi quebrada, pois foi usado alguns milhões de libras para conseguir a independência.

3 - Segundo o IBGE, até a segunda metade do século XIX, havia no Brasil pouco mais 450 estabelecimentos industriais; em 1900, havia 1080; em 1914, 3135; em 1919, 5936. Nas primeiras décadas do século XX, o numero de estabelecimentos ligados às atividades industriais quase dobrou: passou de 3135 em 194 para 5936 em 1919. Esse aumento devemos a duas escalas espaciais: local e global. Na escala local, destaca-se o deslocamento dos investimentos do setor agrícola – café – para os setores do comércio e da industria, que estão associadas às transformações decorrentes na escala global: a Primeira Guerra Mundial (1914-98) e a crise de 1929.

4 - De um lado havia a Tríplice Aliança formada por Itália, Império Austro-Húngaro e Alemanha ( a Itália passou para a outra aliança em 1915). Do outro lado a Tríplice Entente, formada em 1907, com a participação de França, Rússia e Reino Unido.

5 - o Tratado de Versalhes foi um acordo de paz assinado pelos países europeus, após o final da Primeira Guerra Mundial (1914-1918). Neste Tratado, a Alemanha assumiu a responsabilidade pelo conflito mundial, comprometendo-se a cumprir uma série de exigências políticas, econômicas e militares. Estas exigências foram impostas à Alemanha pelas nações vencedoras da Primeira Guerra, principalmente Inglaterra e França.
-> Algumas exigências impostas à Alemanha pelo Tratado de Versalhes:
* Pagamento aos países vencedores, principalmente França e Inglaterra, uma indenização pelos prejuízos causados durante a guerra. Este valor foi estabelecido em 269 bilhões de marcos.
* A Alemanha deveria ter seu exército reduzido para, no máximo, cem mil soldados.
* Proibição da fabricação de tanques e armamentos pesados.
* Redução da marinha alemã para 15 mil marinheiros, seis navios de guerra e seis cruzadores.

Thiago Dutra Lopes/n°29/2°A(EM)

Anônimo disse...

Respostas
1-Os principais objetivos das potências era a conquista e domínio de terras elas disputavam esses territórios e outro objetivo era a busca do mercado consumidor.
2- No Rio de Janeiro foi elaborada uma representação, com coleta de assinaturas em que se pedia a permanência de D. Pedro. Esse documento foi entregue a D. Pedro no dia 9 de janeiro de 1822, por José Clemente Pereira, presidente do Senado da Câmara do Rio de Janeiro. Em resposta, o príncipe decidiu desobedecer às ordens das Cortes e permanecer no Brasil: era o Fico. No Rio, D. Pedro divulgou a carta, que foi publicada na Gazeta do Rio de 8 de janeiro de 1822, com grande repercussão. Dez dias depois, chegou ao Rio uma comitiva paulista, integrada por José Bonifácio, para entregar ao príncipe a representação paulista. Nesse mesmo dia, D. Pedro nomeou José Bonifácio ministro do Reino e dos Estrangeiros, cargo que este resolveu aceitar depois da insistência do próprio príncipe. Essa nomeação tinha um forte significado simbólico: pela primeira vez o cargo era ocupado por um brasileiro.
3-O período entre 1750 e 1850 marca tanto a perda da face indígena da Amazônia, quanto à falta de dinamismo em toda a economia brasileira, pois esta não apenas apresenta-se estagnada, mas também regride. Em 1914, passa para 71.000 toneladas e, progressivamente hegemônica, chega, em 1919, a representar 90% da produção de borracha mundial.
4-Foi celebrada uma aliança defensiva entre a Alemanha e o Império Austro-húngaro em 1879. Com a entrada da Itália em 1882, surgiu a Tríplice Aliança. Em 1907 formou a Triple Entente constituída pela Inglaterra, Rússia e França.
5-O Tratado de Versalhes (1919) foi um tratado de paz assinado pelas potências europeias que encerrou oficialmente a Primeira Guerra Mundial. Após seis meses de negociações, em Paris, o tratado foi assinado como uma continuação do armistício de Novembro de 1918, em Compiègne, que tinha posto um fim aos confrontos. O principal ponto do tratado determinava que a Alemanha aceitasse todas as responsabilidades por causar a guerra e que, fizesse reparações a um certo número de nações da Tríplice Entente.
Nº28

Anônimo disse...

Respostas
1-Os principais objetivos das potências era a conquista e domínio de terras elas disputavam esses territórios e outro objetivo era a busca do mercado consumidor.
2- No Rio de Janeiro foi elaborada uma representação, com coleta de assinaturas em que se pedia a permanência de D. Pedro. Esse documento foi entregue a D. Pedro no dia 9 de janeiro de 1822, por José Clemente Pereira, presidente do Senado da Câmara do Rio de Janeiro. Em resposta, o príncipe decidiu desobedecer às ordens das Cortes e permanecer no Brasil: era o Fico. No Rio, D. Pedro divulgou a carta, que foi publicada na Gazeta do Rio de 8 de janeiro de 1822, com grande repercussão. Dez dias depois, chegou ao Rio uma comitiva paulista, integrada por José Bonifácio, para entregar ao príncipe a representação paulista. Nesse mesmo dia, D. Pedro nomeou José Bonifácio ministro do Reino e dos Estrangeiros, cargo que este resolveu aceitar depois da insistência do próprio príncipe. Essa nomeação tinha um forte significado simbólico: pela primeira vez o cargo era ocupado por um brasileiro.
3-O período entre 1750 e 1850 marca tanto a perda da face indígena da Amazônia, quanto à falta de dinamismo em toda a economia brasileira, pois esta não apenas apresenta-se estagnada, mas também regride. Em 1914, passa para 71.000 toneladas e, progressivamente hegemônica, chega, em 1919, a representar 90% da produção de borracha mundial.
4-Foi celebrada uma aliança defensiva entre a Alemanha e o Império Austro-húngaro em 1879. Com a entrada da Itália em 1882, surgiu a Tríplice Aliança. Em 1907 formou a Triple Entente constituída pela Inglaterra, Rússia e França.
5-O Tratado de Versalhes (1919) foi um tratado de paz assinado pelas potências europeias que encerrou oficialmente a Primeira Guerra Mundial. Após seis meses de negociações, em Paris, o tratado foi assinado como uma continuação do armistício de Novembro de 1918, em Compiègne, que tinha posto um fim aos confrontos. O principal ponto do tratado determinava que a Alemanha aceitasse todas as responsabilidades por causar a guerra e que, fizesse reparações a um certo número de nações da Tríplice Entente.
Nº28 2ºC

Anônimo disse...

CAMILA Nº:4 2ºB (PARTE 1)


1) Elas tinham como objetivo o lucro, pelo sistema capitalista criado. Buscavam a conquista de novos territórios e lugares no mercado, gerando grande rivalidade entre as potencias.
‘’Os empresários buscavam novos mercados que consumissem seus produtos, o que levou os governos dos países industrializados a disputar colônias na África e na Ásia.
Ao mesmo tempo, o governo e os empresários de cada país industrializado procuravam dificultar a expansão econômica dos demais países rivais, fechando seus próprios mercados aos produtos importados e tentando impedir a expansão do império colonial dos concorrentes.’’ - http://www.dialetico.com/historia_2/historia_30.pdf

2) O século XIX é um momento de grandes transformações para a população do Brasil. É também nesse período que o Brasil adota seu atual sistema de governo, a República. A chegada da família real ao Brasil mudou fundamentalmente o cenário político local, contribuindo principalmente para reforçar as relações comerciais e sociais numa colônia que não se via e nem funcionava como uma unidade, além de liberar o território do pacto colonial. A abertura dos portos e outros tratados posteriores dariam o controle econômico efetivo do país à Inglaterra, mesmo depois de conquistada a independência. A situação começaria a mudar gradualmente na metade do século, quando o sistema de tratados desiguais assinados por D. João VI e D. Pedro I, onde as potências europeias levavam vantagens esmagadoras nos acordos comerciais, chegou ao fim, com a aprovação da Tarifa Alves Branco. A predominância da economia inglesa prosseguia, mas agora o Brasil começava a se organizar melhor no campo econômico.
Durante quase todo o século prosseguiria o lucrativo comércio de escravos. O Império encontrava-se no dilema da pressão externa europeia, para eliminar a escravidão e seu comércio, enquanto que no cenário interno, a abolição de tal prática significaria a perda de sua maior fonte de apoio, os grandes latifundiários escravagistas, causando consequentemente o fim da Monarquia. Assim, a situação arrastou-se até 1888, com o previsível desfecho de extinção da escravidão.
O produto que marcaria o período começa a ganhar importância por volta do meio do século, constituindo-se logo no principal produto de exportação do país, chegando quase a preencher toda a pauta de exportação: esse produto era o café, e sua importância para a economia brasileira duraria ainda quase cem anos, extrapolando o século XIX, fazendo a riqueza de uma elite agrícola no sudeste do país, e efetivamente, atrasando a industrialização do Brasil.
http://www.infoescola.com/historia/economia-brasileira-no-seculo-xix/

Anônimo disse...

CAMILA Nº:4 2ºB (PARTE 2)

3) Esse período foi marcado por um grande aumento da produção industrial que trouxe o crescimento da massa de trabalhadores urbanos. Mas esse desenvolvimento não produziu a distribuição da riqueza nem melhorias na vida do proletariado industrial formado por migrantes que partiam do campo para as cidades. As condições de existência nos centros urbanos eram extremamente degradadas para a classe operária, com os trabalhadores cumprindo uma carga horária excessiva. Tal situação não poderia provocar outra coisa senão a organização de sindicatos e associações e a realização de inúmeras greves pelo país.

4) As alianças foram criadas com o objetivo de juntar forças entre potencias ou não, para enfrentar rivais. A Europa, em 1907, ficou dividida em duas partes:
Tríplice Aliança — formada pelas forças da Alemanha, Império Austro-Húngaro e Itália.
Tríplice Entente — formada pelas forças da Inglaterra, França e Rússia.

5) Após a rendição alemã, no período de 1919 a 1920, realizou-se no palácio de Versalhes, na França, uma série de conferências com a participação de representantes de 27 nações consideradas vencedoras da guerra. Sob a liderança dos representantes dos Estados Unidos, da Inglaterra e da França, ali foi estabelecido um conjunto de decisões que ficou conhecido como Tratado de Versalhes, que impôs duras condições aos alemães. O texto a seguir reproduz trechos desse tratado, assinado em 28 de junho de 1919:
* A Alemanha cede á França a propriedade absoluta […] , com direito total de exploração, das minas de carvão situadas na bacia do rio Sarre.
* A Alemanha reconhece e respeitará estritamente a independência da Áustria.
* A Alemanha reconhece a completa independência da Tchecoslováquia .
* A Alemanha reconhece a completa independência da Polônia.
* A Alemanha renuncia, em favor das potências aliadas, a todos os direitos sobre as colônias ultramarinas.
* O exercito alemão não deverá ter mais do que sete divisões de infantaria e três de cavalaria. Em nenhum caso, a totalidade dos efetivos do exército deverá ultrapassar 100 mil homens.
* Estão proibidas na Alemanha a fabricação e a importação de carros blindados, tanques ou qualquer outro instrumento que sirva a objetivos de guerra.
* Todo serviço militar universal e obrigatório será abolido na Alemanha. O exército alemão só poderá ser constituído e recrutado através do alistamento voluntário.
* A Alemanha se compromete a reparar todos os danos causados à população civil das potências aliadas e a seus bens.
http://www.dialetico.com/historia_2/historia_30.pdf

Anônimo disse...

Gabriela G. Hidalgo nº12 2ºB

1- No início do século XX, as principais potências tinham como objetivo a expansão tanto territorial, como econômica. Elas buscavam novas terras para tornarem-se suas colônias e nessas terras exploravam as matérias primas dos locais e a mão de obra escrava.
2- Ao tornar-se independente em 1822, o Brasil possuía uma economia voltada para a exportação de matérias-primas. O mercado interno era pequeno e se dedicava à produção de alimentos e a criação de animais. Durante a primeira metade do século XIX, o Estado imperial teve um grande investimento na melhoria. A economia do Brasil era extremamente diversificada no período pós-Independência, mas foi necessário um grande esforço por parte do governo monárquico para realizar a transmutação de sistema econômico baseado em escravos sendo puramente colonial para uma economia moderna e capitalista. Acredita-se que o "sete de setembro" foi apenas a consolidação de uma ruptura política, que já começou há 14 anos atrás, com a abertura dos portos, assim a independência não marcou nenhuma ruptura com o processo da história colonial, pois as bases sócio-econômicas (trabalho escravo, monocultura e latifúndio), permaneceram inalteradas.
3- Na década de 1880 ocorreu o primeiro grande crescimento industrial no Brasil, quando a quantidade de estabelecimentos passou de 200, em 1881, para 600, em 1889. Esse primeiro momento de crescimento industrial inaugurou o processo de substituição de importações. Entre julho de 1914 e novembro 1918 ocorreu a Primeira Guerra Mundial e, a partir dai, vamos constatar que os períodos de crise foram favoráveis ao nosso crescimento industrial. Em 1907 foi realizado o 1° censo industrial do Brasil, indicando a existência de pouco mais de 3.000 empresas. O 2° censo, em 1920, mostrava a existência de mais de 13.000 empresas, caracterizando um novo grande crescimento industrial nesse período, principalmente durante a 1ª Guerra Mundial quando surgiram quase 6.000 empresas.
4- Duas alianças foram formadas na Primeira Guerra Mundial. A Tríplice Aliança, que começou com a Alemanha e o Império Austro-Húngaro em 1879, e que depois se uniram com a Itália em 1882. A outra aliança formada foi a Triple Etente, constituída pela Inglaterra, Rússia e França.
5- O Tratado de Versalhes foi um acordo de paz assinado pelos países europeus, após o final da Primeira Guerra Mundial. Neste Tratado, a Alemanha assumiu a responsabilidade pelo conflito mundial, comprometendo-se a cumprir uma série de exigências políticas, econômicas e militares. Estas exigências foram impostas à Alemanha pelas nações vencedoras da Primeira Guerra, principalmente Inglaterra e França.

Anônimo disse...

Thaís Machado nº39
2ºC EM

1-Os principais objetivos neste século eram principalmente a expansao de novas áreias, novos mercados, mão de obra barata. O mundo encontrava-se dividido e submisso às grandes potências européias e aos Estados Unidos. Não existiam mais territórios sem dono e as grandes potências brigavam entre si no objetivo de expandir suas áreas de dominação econômica e política. Os países imperialistas colonizaram vastas regiões na África e na Ásia e justificaram as suas ações baseadas no racismo (raça branca merece dominar as demais).

2-A emancipação política do Brasil não trouxe nenhuma alteração na secular estrutura social. A enorme população de escravos e de homens livres não proprietários, dispersa pelo Brasil e distante dos principais centros, permaneceu absolutamente indiferente à independência. Assim como não mudou a forma de elite- classe social cafeicultor.
E mesmo o Brasil sendo independênte politicamente, ainda dependia de Portugal, em relação a importação e exportação. Pois a produção agrícola era voltada para a exportação, principalmente do café.

3- Em 1850 é assinada a Lei Eusébio de Queirós proibindo o tráfico intercontinental de escravos, e que trouxe duas conseqüências importantes para o desenvolvimento industrial:Os capitais que eram aplicados na compra de escravos ficaram disponíveis e foram apldos no setor industrial. A cafeicultura, que estava em pleno desenvolvimento, necessitava de mão de obra. Isso estimulou a entrada de um número considerável de imigrantes, que trouxeram novas técnicas de produção de manufaturados e foi a primeira mão de obra assalariada no Brasil. Assim constituíram um mercado consumidor indispensável ao desenvolvimento industrial, bem como força de trabalho especializada.
Antes da Guerra, o Brasil importava muito da Inglaterra, não obtinha um mercado insistente, e sim fraco para expansão, não produzia quase nada..
Entre julho de 1914 e novembro de 1918, quando ocorreu a Primeira guerra mundial, é constatado que os períodos de crise foram favoráveis ao crescimento industrial do Brasil. Nesses períodos a exportação do café era prejudicada e havia dificuldade em se importar os bens industrializados, estimulando dessa forma os investimentos e a produção interna, basicamente indústria de bens de consumo. O setor alimentício cresceu bastante, principalmente exportação de carne, ultrapassando o setor têxtil. A economia do país continuava, no entanto, dependente do setor agroexportador, especialmente o café, que respondia por aproximadamente 70% das exportações brasileiras.

4-De um lado havia a Tríplice Aliança formada por Itália, Império Austro-Húngaro e Alemanha ( a Itália passou para a outra aliança em 1915). Do outro lado a Tríplice Entente, formada em 1907, com a participação de França, Rússia e Reino Unido.
O Brasil também participou, enviando para os campos de batalha enfermeiros e medicamentos para ajudar os países da Tríplice Entente.

5-o Tratado de Versalhes foi um acordo de paz assinado pelos países europeus, após o final da Primeira Guerra Mundial (1914-1918). Neste Tratado, a Alemanha assumiu a responsabilidade pelo conflito mundial, comprometendo-se a cumprir uma série de exigências políticas, econômicas e militares. Estas exigências foram impostas à Alemanha pelas nações vencedoras da Primeira Guerra, principalmente Inglaterra e França. Algumas das exigências foram: a Alemanha deveria ter seu exército reduzido para, no máximo, cem mil soldados. Proibição da fabricação de tanques e armamentos pesados. Redução da marinha alemã para 15 mil marinheiros, seis navios de guerra e seis cruzadores, e outros.

Anônimo disse...

1-Um dos seus principais objetivos era grande concorrência econômica, as maiores potências sempre estava buscando algum meio para dificultar a expansão econômica do país concorrente, teve como consequência a disputa colonial na Africa e na Asia.Com o domínio de colonias era a solução do capitalismo monopolista para os problemas de excedentes de produção e de controle das fontes fornecedoras de matérias-primas.

2-Após tornar-se independente, houve a necessidade de reconhecimento por parte das outras nações.O primeiro país da America foi os Estados Unidos, já os países europeus o reconhecimento foi mais fácil.O Brasil teve que pagar uma indenização a Portugal depois de demoradas conversações a Independência do Brasil foi reconhecida por todas as nações europeias e em 1826 o Brasil tornou país independente no cenário internacional.Começaram a surgir fábricas, manufaturas de tecidos, produção de ferro, agrícola voltou a crescer, o algodão e o açúcar,passaram a ser importantes na exportação, depois com a chegada do café tornou primeiro lugar nas exportações brasileiras.

3-Dom João conseguiu dar grande impulso a economia brasileira, varias fábricas, manufaturas de tecidos começaram a surgir, mas não conseguiram crescer por causa da concorrência com os tecidos ingleses já a produção de ferro teve um bom resultado e a produção agrícola também açúcar e algodão foram importantes na exportação, depois surgiu o café, passou a ser primeiros nas exportações brasileiras.

4-“Tríplice Aliança”-Alemanha e o Império Austro-húngaro em 1879. Com a entrada da Itália em 1882.
“Triple Entente”, constituída pela Inglaterra, Rússia e França em 1907.

5-Foi um acordo de paz assinado pelos países europeus, após o final da Primeira Guerra Mundial (1914-1918)assinado em 28 de junho de 1919.Neste Tratado, a Alemanha assumiu a responsabilidade pelo conflito mundial, comprometendo-se a cumprir uma série de exigências políticas, econômicas e militares. Estas exigências foram impostas à Alemanha pelas nações vencedoras da Primeira Guerra, principalmente Inglaterra e França. Em 10 de janeiro de 1920, a recém criada Liga das Nações (futura ONU) ratificou o Tratado de Versalhes.
Nome:Mirelle Nº28 2ºB

Anônimo disse...

Nome: Allyson P. (02) -2ºC

1- As potências daquela época, buscavam cada vez mais novas terras, novas áreas,novos mercados etc., pelo poder de superioridade do continente, acabou causando A Primeira Guerra Mundial.

2- O Brasil teve sim mudanças após sua independência, porém foram poucas. A questão agrária permaneceu a mesma, ainda existem pessoas que trabalham sem nenhuma condição de trabalho e sem direitos trabalhistas, muitas vezes trabalhando sem receber nada e o principal fator: distribuição de renda. No nosso país ainda há lugares e pessoas muito ricas, porém há lugares onde a miséria prevalece. Alguns países, depois de um tempo, começaram a ver o Brasil como um país independente, como os EUA, a Inglaterra e por último Portugal, onde exigiu que o Brasil pagasse 2 milhões de libras esterlinas, e com isso temos dívidas externas com a Inglaterra até hoje.

3- O Brasil cresceu muito durante este período. Principalmente nas regiões Sul e Sudeste, onde se concentravam a maior parte de industrias e fábricas, fazendo esses estados contidos nessas regiões se desenvolverem mais rápido e ter um maior " poder aquisitivo".

4- De um lado havia a Tríplice Aliança formada por Itália, Império Austro-Húngaro e Alemanha ( a Itália passou para a outra aliança em 1915). Do outro lado a Tríplice Entente, formada em 1907, com a participação de França, Rússia e Reino Unido.

O Brasil também participou, enviando para os campos de batalha enfermeiros e medicamentos para ajudar os países da Tríplice Entente.

5- O Tratado de Versalhes (1919) foi um tratado de paz assinado pelas potências europeias que encerrou oficialmente a Primeira Guerra Mundial. Após seis meses de negociações, em Paris, o tratado foi assinado como uma continuação do armistício de Novembro de 1918, em Compiègne, que tinha posto um fim aos confrontos. O principal ponto do tratado determinava que a Alemanha aceitasse todas as responsabilidades por causar a guerra e que, sob os termos dos artigos 231-247, fizesse reparações a um certo número de nações da Tríplice Entente.

Os termos impostos à Alemanha incluíam a perda de uma parte de seu território para um número de nações fronteiriças, de todas as colônias sobre os oceanos e sobre o continente africano, e uma restrição ao tamanho do exército,e uma indenização pelos prejuízos causados durante a guerra. A República de Weimar também aceitou reconhecer a independência da Áustria. O ministro alemão do exterior, Hermann Müller, assinou o tratado em 28 de Junho de 1919. O tratado foi ratificado pela Liga das Nações em 10 de Janeiro de 1920. Na Alemanha o tratado causou choque e humilhação na população, o que contribuiu para a queda da República de Weimar em 1933 e a ascensão do Nazismo.

No tratado foi criada uma comissão para determinar a dimensão precisa das reparações que a Alemanha tinha de pagar. Em 1921, este valor foi oficialmente fixado em 33 mil milhões de dólares. Os encargos a comportar com este pagamento são frequentemente citados como a principal causa do fim da República de Weimar e a subida ao poder de Adolf Hitler, o que inevitavelmente levou à eclosão da Segunda Guerra Mundial apenas 20 anos depois da assinatura do Tratado de Versalhes

Anônimo disse...

Nome:Lucas Orsi de Borba
Nª21
2B EM
1-Os países industrializados(potencias) buscavam novas áreas(disputas por colônias na África e na Ásia), novos mercados(para a venda de seus produtos), pela hegemonia do continente.
2-Apesar da independência, pouca coisa mudou no Brasil. Nos aspectos econômicos e sociais, não mudou muita coisa, pois o país continuou com a escravidão, latifúndios, a agricultura e a distribuição de renda continuou desigual.
3-O Brasil neste período de 1850 e 1919 deu um grande salto no numero de indústrias. Principalmente na região Sudeste, onde se concentravam a maior parte de indústrias e fábricas, devido à região ter um porto, energia, ferrovia, infraestrutura e dinheiro.
4-Na Europa, em 1907, existia dois blocos distintos
TRÌPLICE ALIANÇA: formada por Alemanha, Áustria e Itália.
TRIPLICE ENTENTE: formada por Inglaterra, frança e Rússia.
5- O Tratado de Versalhes ocorreu em 1919 foi um tratado de paz assinado pelas potências europeias após o termino da Primeira Guerra Mundial. Este tratado impôs duras determinações aos alemães.

Anônimo disse...

1- Época de pós guerra, o principal objetivo das potências era a expansão de territórios.

2-A emancipação política do Brasil não trouxe nenhuma alteração na secular estrutura social e econômica. A enorme população de escravos e de homens livres não proprietários, dispersa pelo Brasil e distante dos principais centros, permaneceu absolutamente indiferente à independência.

3- A industrialização brasileira ocorreu de forma lenta, devido à situação periférica do país e a absoluta sujeição da sua economia aos interesses exteriores. As poucas oficinas e manufaturas existentes não supriam as necessidades do mercado interno.

4- Em 1907, formou-se a “Triple Entente”, constituída pela Inglaterra, Rússia e França. No ano de 1882, a Alemanha, o Império Austro-Húngaro e a Itália formaram a chamada Tríplice Aliança. Aliança Germano-Austriaca entre a Alemanha e a Áustria-Hungria foi criada por um tratado em 7 de outubro de 1879. A Aliança franco-russa foi uma aliança militar entre a Terceira República Francesa e o Império Russo que decorreu de 1892 a 1917. Entente cordiale é um nome dado ao bloco formado pela República Francesa e pelo Império Britânico, com seus aliados na Primeira Guerra Mundial.

5- O Tratado de Versalhes (1919) foi um tratado de paz assinado pelas potências europeias que encerrou oficialmente a Primeira Guerra Mundial. Após seis meses de negociações, em Paris, o tratado foi assinado como uma continuação do armistício de Novembro de 1918, em Compiègne, que tinha posto um fim aos confrontos. O principal ponto do tratado determinava que a Alemanha aceitasse todas as responsabilidades por causar a guerra e que, sob os termos dos artigos 231-247, fizesse reparações a um certo número de nações da Tríplice Entente.

Dora Carolina Diedrich Saldanha (16)
2º EM C

Anônimo disse...

Bruna Vicente nº 12 - 2ºC

1. O mundo encontrava-se dividido e submisso às grandes potências européias e aos Estados Unidos. Não existiam mais territórios sem dono e as grandes potências brigavam entre si na tentativa de expandir suas áreas de dominação econômica e política.

2. Depois da chegada da família real duas medidas de Dom João deram rápido impulso à economia brasileira: a abertura dos portos e a permissão de montar indústrias que haviam sido proibidas por Portugal anteriormente. Abriram–se fábricas, manufaturas de tecidos começaram a surgir, mas não progrediram por causa da concorrência dos tecidos ingleses. Bom resultado teve, porém, a produção de ferro com a criação da Usina de Ipanema nas províncias de São Paulo e Minas Gerais. Os reflexos da nova política econômica atingiram também o plano social e político.


3. Mas  a Revolução Comercial não foi mais que o ponto de partida de rápidas e decisivas mudanças no campo econômico. Não tardou a seguir-se-lhe uma Revolução Industrial, que não só ampliou ainda mais a esfera dos grandes empreendimentos comerciais mas ainda se estendeu aos domínios da produção. Tanto quanto é possível reduzi-la a uma fórmula sintética, pode-se dizer que a Revolução Industrial compreendeu: 1) a mecanização da indústria e da agricultura; 2) a aplicação da força motriz à indústria; 3) o desenvolvimento do sistema fabril; 4) um sensacional aceleramento dos transportes e das comunicações; e 5) um considerável acréscimo do controle capitalista sobre quase todos os ramos de atividade econômica. Embora a Revolução Industrial já se houvesse iniciado em 1760, não adquiriu todo o seu ímpeto antes do século XIX.

4. Antes de a guerra começar, as principais potências européias já tinham formado alianças militares: a Tríplice Aliança (formada por Alemanha, Itália e Império Austro-Húngaro) e a Tríplice Entente (formada por Inglaterra, França e Rússia). Ao fazer parte de uma dessas alianças, cada país membro comprometia-se a entrar em guerra caso um dos aliados estivesse envolvido numa guerra.

5. Assinado em 28 de junho de 1919, o Tratado de Versalhes foi um acordo de paz assinado pelos países europeus, após o final da Primeira Guerra Mundial (1914-1918). Neste Tratado, a Alemanha assumiu a responsabilidade pelo conflito mundial, comprometendo-se a cumprir uma série de exigências políticas, econômicas e militares. Estas exigências foram impostas à Alemanha pelas nações vencedoras da Primeira Guerra, principalmente Inglaterra e França. Em 10 de janeiro de 1920, a recém criada Liga das Nações (futura ONU) ratificou o Tratado de Versalhes.

Anônimo disse...

Pamela Kochan n 30 2B

1-A disputa por novas áreas, por novos mercados, pela hegemonia do continente. Queriam anexar territorios,povos, disputando a colonizacao da Africa para assim exercer a hegemonia no continente europeu

2-Continuou a mesma procedencia, era uma pais escravocrata, baseado na agricultura (cafe, acucar) e exportando sua materia prima para a europa.. Era divido em latifundio, poucas pessoas obtiam o poder (era uma grande fazenda)

3-Em 1850 é assinada a Lei Eusébio de Queirós proibindo o tráfico intercontinental de escravos (embora o tráfico interprovincial continuasse, destacando-se a transferência de escravos da decadente economia nordestina para o Vale do Paraíba, que vivia a ascensão da cafeicultura) e que trouxe duas conseqüências importantes para o desenvolvimento industrial:
Os capitais que eram aplicados na compra de escravos ficaram disponíveis e foram aplicados no setor industrial.
A cafeicultura, que estava em pleno desenvolvimento, necessitava de mão de obra. Isso estimulou a entrada de um número considerável de imigrantes, que trouxeram novas técnicas de produção de manufaturados e foi a primeira mão de obra assalariada no Brasil. Assim constituíram um mercado consumidor indispensável ao desenvolvimento industrial, bem como força de trabalho especializada.
O setor que mais cresceu foi o têxtil, favorecido em parte pelo crescimento da cultura do algodão em razão da Guerra de Secessão dos Estados Unidos, entre 1861 e 1865.
Na década de 1880 ocorreu o primeiro surto industrial quando a quantidade de estabelecimentos passou de 200, em 1881, para 600, em 1889.
Esse primeiro momento de crescimento industrial inaugurou o processo de substituição de importações.
Entre julho de 1914 e novembro 1918 ocorreu a Primeira Guerra Mundial e, a partir dai, vamos constatar que os períodos de crise foram favoráveis ao nosso crescimento industrial.
4-De um lado havia a Tríplice Aliança formada em 1882 por Itália, Império Austro-Húngaro e Alemanha ( a Itália passou para a outra aliança em 1915). Do outro lado a Tríplice Entente, formada em 1907, com a participação de França, Rússia e Reino Unido.
O Brasil também participou, enviando para os campos de batalha enfermeiros e medicamentos para ajudar os países da Tríplice Entente.

5-O Tratado de Versalhes (1919) foi um tratado de paz assinado pelas potências europeias que encerrou oficialmente a Primeira Guerra Mundial. Após seis meses de negociações, em Paris, o tratado foi assinado como uma continuação do armistício de Novembro de 1918, em Compiègne, que tinha posto um fim aos confrontos. O principal ponto do tratado determinava que a Alemanha aceitasse todas as responsabilidades por causar a guerra e que, sob os termos dos artigos 231-247, fizesse reparações a um certo número de nações da Tríplice Entente.
Os termos impostos à Alemanha incluíam a perda de uma parte de seu território para um número de nações fronteiriças, de todas as colônias sobre os oceanos e sobre o continente africano, uma restrição ao tamanho do exército e uma indenização pelos prejuízos causados durante a guerra. A República de Weimar também aceitou reconhecer a independência da Áustria. O ministro alemão do exterior, Hermann Müller, assinou o tratado em 28 de Junho de 1919. O tratado foi ratificado pela Liga das Nações em 10 de Janeiro de 1920. Na Alemanha o tratado causou choque e humilhação na população, o que contribuiu para a queda da República de Weimar em 1933 e a ascensão do Nazismo.
No tratado foi criada uma comissão para determinar a dimensão precisa das reparações que a Alemanha tinha de pagar. Em 1921, este valor foi oficialmente fixado em 33 milhões de dólares. Os encargos a comportar com este pagamento são frequentemente citados como a principal causa do fim da República de Weimar e a subida ao poder de Adolf Hitler, o que inevitavelmente levou à eclosão da Segunda Guerra Mundial apenas 20 anos depois da assinatura do Tratado de Versalhes.

Anônimo disse...

Arthur Nivaldo da Silva / nº6 / 2ºC

1-Pós-guerra, o principal objetivo das potências, era voltado especialmente para a expansão de territórios.

.2- Para o Brasil conseguir sua independência, Portugal exigiu uma quantia de dois milhões de libras esterlinas. Por não ter o dinheiro, D. Pedro recorreu a um empréstimo da Inglaterra, ao fazer isso o Brasil se livrou de Portugal, mas começou a depender da Inglaterra.

3- A industrialização brasileira ocorreria de forma lenta e precária, quer pela situação periférica do país, quer pela absoluta sujeição da sua economia aos interesses exteriores. As poucas oficinas e manufaturas existentes não chegavam sequer a suprir as necessidades do pequeno mercado interno

3- A industrialização do Brasil, acontecia lentamente e de forma precária, motivos disso, é a situação periférica do país e também pela absoluta sujeição da sua economia aos interesses exteriores. A quantia de produção das oficinas e manufaturas não supriam sequer a necessidade do pequeno mercado interno.

4- Em 1907, formou-se a “Triple Entente”, constituída pela Inglaterra, Rússia e França. No ano de 1882, a Alemanha, o Império Austro-Húngaro e a Itália formaram a chamada Tríplice Aliança. Aliança Germano-Austriaca entre a Alemanha e a Áustria-Hungria foi criada por um tratado em 7 de outubro de 1879. A Aliança franco-russa foi uma aliança militar entre a Terceira República Francesa e o Império Russo que decorreu de 1892 a 1917. Entente cordiale é um nome dado ao bloco formado pela República Francesa e pelo Império Britânico, com seus aliados na Primeira Guerra Mundial.

5- O Tratado de Versalhes (1919) foi um tratado de paz assinado pelas potências européias que encerrou oficialmente a Primeira Guerra Mundial. Após seis meses de negociações, em Paris, o tratado foi assinado como uma continuação do armistício de Novembro de 1918, em Compiègne, que tinha posto um fim aos confrontos. O principal ponto do tratado determinava que a Alemanha aceitasse todas as responsabilidades por causar a guerra e que, sob os termos dos artigos 231-247, fizesse reparações a um certo número de nações da Tríplice Entente.

Anônimo disse...

Eduardo D. P. Silva Nº 17 2ºC

1-Pós-guerra, o principal objetivo das potências, expanção de territórios.
2- Para o Brasil conseguir sua independência, Portugal exigiu uma quantia de dois milhões de libras . Sem o dinheiro D. Pedro recorreu um empréstimo a inglaterra, entao se "livrou" de Portugal, porém , dependeu da Inglaterra.

3- As poucas oficinas e manufaturas existentes não supriam o mercado interno. A industrialização brasileira ocorreria de forma lenta e precária.

4- Em 1907, formou-se a “Triple Entente”, constituída pela Inglaterra, Rússia e França. No ano de 1882, a Alemanha, o Império Austro-Húngaro e a Itália formaram a chamada Tríplice Aliança. Aliança Germano-Austriaca entre a Alemanha e a Áustria-Hungria foi criada por um tratado em 7 de outubro de 1879. A Aliança franco-russa foi uma aliança militar entre a Terceira República Francesa e o Império Russo que decorreu de 1892 a 1917. Entente cordiale é um nome dado ao bloco formado pela República Francesa e pelo Império Britânico, com seus aliados na Primeira Guerra Mundial.

5-O Tratado de Versalhes (1919) foi um tratado de paz assinado pelas potências européias que encerrou oficialmente a Primeira Guerra Mundial. O principal ponto do tratado determinava que a Alemanha aceitasse todas as responsabilidades por causar a guerra e que, sob os termos dos artigos 231-247, fizesse reparações a um certo número de nações da Tríplice Entente.

Anônimo disse...

Aluno: Bruno Franco
Série/Turma: 2º C
Nº: 13

1 - O principal objetivo das
potências era a expansão de territórios.
2 - Praticamente o mesmo, pois ganhou sua independência de Portugal pagando uma quantia, que pegou emprestada da Inglaterra, mas ficou devendo e dependendo dela após sua independência.
3 - A industrialização no Brasil aconteceu lentamente, devido a situação periférica no país e a sujeição da economia aos interesses exteriores. A quantidade de oficinas no país não supria nem o pequeno mercado interno.
4 - Triple Entente: Inglaterra, Rússia e França.
Tríplice Aliança: Alemanha, Império Austro-Húngaro e Itália.
5 - O Tratado de Versalhes, assinado em 1919, foi um tratado de paz assinado pelas potências européias que encerrou oficialmente a Primeira Guerra Mundial. Após seis meses de negociações, em Paris, o tratado foi assinado como uma continuação do armistício de Novembro de 1918, em Compiègne, que tinha posto um fim aos confrontos. O principal ponto do tratado determinava que a Alemanha aceitasse todas as responsabilidades por causar a guerra e que, sob os termos dos artigos 231-247, fizesse reparações a um certo número de nações da Tríplice Entente.

Anônimo disse...

Aluna: Bruna Teixeira - 11 - 2º C

1) Os principais objetivos das potências no inicio do século XX, era em busca da expansão do território e em busca de matéria prima.

2) Os primeiros países que reconheceram a independência do Brasil foram os Estados Unidos e o México. Portugal exigiu do Brasil o pagamento de 2 milhões de libras esterlinas para reconhecer a independência de sua ex-colônia. Sem este dinheiro, D. Pedro recorreu a um empréstimo da Inglaterra. Embora tenha sido de grande valor, este fato histórico não provocou rupturas sociais no Brasil. O povo mais pobre se quer acompanhou ou entendeu o significado da independência. A estrutura agrária continuou a mesma, a escravidão se manteve e a distribuição de renda continuou desigual. A elite agrária, que deu suporte D. Pedro I, foi a camada que mais se beneficiou.

3) O crescimento do Brasil em relação ao numero de estabelecimentos industriais era positivo entre 1850 e 1919, pois estava acontecendo a “Revolução Industrial”, assim aumentando o número de industrias e modificando o modo de trabalho, tendo como resultado um crescimento econômico positivo para o país. Conclusão: A Revolução tornou os métodos de produção mais eficientes. Os produtos passaram a ser produzidos mais rapidamente, barateando o preço e estimulando o consumo. Por outro lado, aumentou também o número de desempregados. As máquinas foram substituindo, aos poucos, a mão-de-obra humana. A poluição ambiental, o aumento da poluição sonora, o êxodo rural e o crescimento desordenado das cidades também foram conseqüências nocivas para a sociedade.

4) Os países europeus começaram a fazer alianças políticas e militares desde o final do século XIX. Durante o conflito mundial estas alianças permaneceram. De um lado havia a Tríplice Aliança formada em 1882 por Itália, Império Austro-Húngaro e Alemanha ( a Itália passou para a outra aliança em 1915). Do outro lado a Tríplice Entente, formada em 1907, com a participação de França, Rússia e Reino Unido. O Brasil também participou, enviando para os campos de batalha enfermeiros e medicamentos para ajudar os países da Tríplice Entente.

5) Assinado em 28 de junho de 1919, o Tratado de Versalhes foi um acordo de paz assinado pelos países europeus, após o final da Primeira Guerra Mundial (1914-1918). Neste Tratado, a Alemanha assumiu a responsabilidade pelo conflito mundial, comprometendo-se a cumprir uma série de exigências políticas, econômicas e militares. Estas exigências foram impostas à Alemanha pelas nações vencedoras da Primeira Guerra, principalmente Inglaterra e França. Em 10 de janeiro de 1920, a recém criada Liga das Nações (futura ONU) ratificou o Tratado de Versalhes.

Anônimo disse...

Lucas Zanoello Ardigó n22 2b
1-O principal objetivo das grandes potencias européias no inicio do século XX era principalmente de disputar os mercados internacionais pelos países industrializados, que não conseguiam vender os produtos feitos pela suas industrias.
2-Após a independência o Brasil separou-se de Portugal. O Brasil estava em um processo de pós independência e com a economia nem tão fortalecida e entrou na primeira guerra mundial com o propósito de proteger o Atlântico de possíveis ataques de submarinos alemães.
3-Como acabara de concluir a primeira guerra mundial o Brasil estava sofrendo influencias da guerra, porem antes disso ele se encontrava fora dos ‘’padrões’’ da época, com relação aos demais países principalmente da Europa. Porém com o termino da guerra os principais países que exportavam para o Brasil, pararam, então ele foi forçado a criar fabricas para ao menos suprir sua necessidade.
4-A tríplice aliança que era formada pela Alemanha, o Império Austro-Húngaro e a Itália. A Tríplice entente formada em 1907 composta pela Rússia, Inglaterra(reino unido) e França , os principais rivais da Alemanha.
5-O tratado de Versalhes foi um tratado assinado pelas potecias européias da época e foi a causadora do encerramento oficial da primeira guerra mundial , o principal ponto do tratado foi o que determinava que a Alemanha aceitasse todas as responsabilidades de causar a guerra, sob alguns termos , fizesse reparações a um certo numero de nações da tríplice entente.

Anônimo disse...

Daniel Zuliani 2c numero 14.

1-Os objetivos das grandes potências nessa época eram voltados principalmente para expansão de territórios, busca de materia prima e mercado consumidor.

2-Mesmo com a independência, o Brasil continuo dependendo economicamente de Portugal, por ser ele quem comprava os produtos do Brasil e gerava a maior parte do lucro ao país. E socialmente o Brasil deixa de ser colônia, e continua com a produção e exportação de café.

3-O crescimento era muito pequeno. Em 1850 é proibida a entrada de escravos no Brasil, o que resultou em compras de outros países. A produçao de café aumentou nessa época. E o Brasil começa a receber os seus produtos dos Estados Unidos, que antes vinham da Inglaterra.


4- Foi celebrada uma aliança defensiva entre a Alemanha e o Império Austro-húngaro em 1879. Aconteceu o surgimento da “Tríplice Aliança’’, com a entrada da Itália em 1882.
Em 1907, formou-se a “Triple Entente”, constituída pela Inglaterra, Rússia e França.

5- Tratado assinado pelas grandes potencias Européias para cobrar da Alemanha todo o prejuízo que a primeira guerra mundial causou. E foi esse tratado que encerrou oficialmente a guerra.

Anônimo disse...

Amira 02 – 2B
1-No século XX, o objetivo é o avanço do capitalismo, agora na fase monopolista ou financeira, provocou uma desigualdade entre as nações européias. A disputa por novas áreas, por novos mercados.
2-Brasil possuía uma economia voltada para a exportação de matérias-primas. O mercado interno era pequeno, devido à falta de créditos e a quase completa subsistência das cidades, vilas e fazendas do país que se dedicavam à produção de alimentos e a criação de animais.
3- Em 1850 é assinada a Lei Eusébio de Queirós proibindo o tráfico intercontinental de escravos, assim o dinheiro passa a ser aplicado nas indústrias, 1880 ocorreu o primeiro surto industrial quando a quantidade de estabelecimentos passou de 200, em 1881, para 600, em 1889. Seguindo até 1919, onde foi o período da primeira guerra mundial 1914-1918, pode-se constatar que os períodos de crise foram favoráveis ao nosso crescimento industrial. O crescimento é visível, de muito pouco foi para mais de 600 indústrias, em menos de 70 anos, é um aumento significativo, porém não é nada comparado com as grandes potencias.
4- Aliança defensiva entre a Alemanha e o Império Austro-húngaro em 1879. Com a entrada da Itália em 1882, surgiu a “Tríplice Aliança”. Em 1907, formou-se a “Triple Entente”, constituída pela Inglaterra, Rússia e França.
5- Foi um tratado de paz assinado pelas potências européias que encerrou oficialmente a Primeira Guerra Mundial. O principal ponto do tratado determinava que a Alemanha aceitasse todas as responsabilidades por causar a guerra.

Anônimo disse...

Jorge - nº15 - 2ºB
1- Ao iniciar o século XX, o avanço do capitalismo, agora na fase monopolista ou financeira, provocou uma desigualdade entre as nações européias. A disputa por novas áreas, por novos mercados, pela hegemonia do continente acabou por causar uma grande guerra, que ficou conhecida como Primeira Guerra Mundial.
2- Após a independência de Portugal em 7 de setembro de 1822, que resultou no fim do "Brasil Colônia" (1500-1822), o Brasil torna-se uma monarquia constitucional, período denominado "Brasil Império" (1822-1889). D. Pedro I retorna a Portugal para assegurar que sua filha assumisse o trono português. Após um período regencial, D. Pedro II, aos catorze anos de idade, é coroado o segundo imperador do Brasil. A economia, que teve como base principal a agricultura tornando-se o café o principal produto exportador do Brasil durante o reinado de Pedro II, apresentou uma expansão de 900%. Nesse período, foi construída uma ampla rede ferroviária, (o Brasil foi o segundo país latino-americano a implantar este tipo de transporte e, durante a Guerra do Paraguai, foi possuidor da quarta maior marinha de guerra do mundo). A mão-de-obra escrava, por pressão interna de oligarquias paulistas, mineiras e fluminenses, manteve-se vigente até o ano de 1888, quando caiu na ilegalidade pela Lei Áurea. Entretanto, havia-se encetado um gradual processo de decadência em 1850, ano do fim do tráfico negreiro, por pressão da Inglaterra, além de que o Imperador era contra a escravidão.
3- O Brasil crescia junto com as indústrias, pois é assinada a Lei Eusébio de Queirós proibindo o tráfico intercontinental de escravos, o que trouxe duas conseqüências importantes para o desenvolvimento industrial:
* Os capitais que eram aplicados na compra de escravos ficaram disponíveis e foram aplicados no setor industrial.
* A cafeicultura, que estava em pleno desenvolvimento, necessitava de mão de obra. Isso estimulou a entrada de um número considerável de imigrantes, que trouxeram novas técnicas de produção de manufaturados e foi a primeira mão de obra assalariada no Brasil. Assim constituíram um mercado consumidor indispensável ao desenvolvimento industrial, bem como força de trabalho especializada.
4- De um lado havia a Tríplice Aliança formada por Itália, Império Austro-Húngaro e Alemanha ( a Itália passou para a outra aliança em 1915). Do outro lado a Tríplice Entente, formada em 1907, com a participação de França, Rússia e Reino Unido.
O Brasil também participou, enviando para os campos de batalha enfermeiros e medicamentos para ajudar os países da Tríplice Entente.
5- O Tratado de Versalhes (1919) foi um tratado de paz assinado pelas potências europeias que encerrou oficialmente a Primeira Guerra Mundial. Após seis meses de negociações, em Paris, o tratado foi assinado como uma continuação do armistício de Novembro de 1918, em Compiègne, que tinha posto um fim aos confrontos. O principal ponto do tratado determinava que a Alemanha aceitasse todas as responsabilidades por causar a guerra e que, sob os termos dos artigos 231-247, fizesse reparações a um certo número de nações da Tríplice Entente.

Anônimo disse...

Jorge-nº15-2ºB
1- Ao iniciar o século XX, o avanço do capitalismo, agora na fase monopolista ou financeira, provocou uma desigualdade entre as nações européias. A disputa por novas áreas, por novos mercados, pela hegemonia do continente acabou por causar uma grande guerra, que ficou conhecida como Primeira Guerra Mundial.
2- Após a independência de Portugal em 7 de setembro de 1822, que resultou no fim do "Brasil Colônia" (1500-1822), o Brasil torna-se uma monarquia constitucional, período denominado "Brasil Império" (1822-1889). D. Pedro I retorna a Portugal para assegurar que sua filha assumisse o trono português. Após um período regencial, D. Pedro II, aos catorze anos de idade, é coroado o segundo imperador do Brasil. A economia, que teve como base principal a agricultura tornando-se o café o principal produto exportador do Brasil durante o reinado de Pedro II, apresentou uma expansão de 900%. Nesse período, foi construída uma ampla rede ferroviária, (o Brasil foi o segundo país latino-americano a implantar este tipo de transporte e, durante a Guerra do Paraguai, foi possuidor da quarta maior marinha de guerra do mundo). A mão-de-obra escrava, por pressão interna de oligarquias paulistas, mineiras e fluminenses, manteve-se vigente até o ano de 1888, quando caiu na ilegalidade pela Lei Áurea. Entretanto, havia-se encetado um gradual processo de decadência em 1850, ano do fim do tráfico negreiro, por pressão da Inglaterra, além de que o Imperador era contra a escravidão.
3- O Brasil crescia junto com as indústrias, pois é assinada a Lei Eusébio de Queirós proibindo o tráfico intercontinental de escravos, o que trouxe duas conseqüências importantes para o desenvolvimento industrial:
* Os capitais que eram aplicados na compra de escravos ficaram disponíveis e foram aplicados no setor industrial.
* A cafeicultura, que estava em pleno desenvolvimento, necessitava de mão de obra. Isso estimulou a entrada de um número considerável de imigrantes, que trouxeram novas técnicas de produção de manufaturados e foi a primeira mão de obra assalariada no Brasil. Assim constituíram um mercado consumidor indispensável ao desenvolvimento industrial, bem como força de trabalho especializada.
4- De um lado havia a Tríplice Aliança formada por Itália, Império Austro-Húngaro e Alemanha ( a Itália passou para a outra aliança em 1915). Do outro lado a Tríplice Entente, formada em 1907, com a participação de França, Rússia e Reino Unido.
O Brasil também participou, enviando para os campos de batalha enfermeiros e medicamentos para ajudar os países da Tríplice Entente.
5- O Tratado de Versalhes (1919) foi um tratado de paz assinado pelas potências europeias que encerrou oficialmente a Primeira Guerra Mundial. Após seis meses de negociações, em Paris, o tratado foi assinado como uma continuação do armistício de Novembro de 1918, em Compiègne, que tinha posto um fim aos confrontos. O principal ponto do tratado determinava que a Alemanha aceitasse todas as responsabilidades por causar a guerra e que, sob os termos dos artigos 231-247, fizesse reparações a um certo número de nações da Tríplice Entente.

Anônimo disse...

Ana Paula número 4 2c

1-Os principais objetivos das grandes potências nesse século eram voltados principalmente para expansão de territórios, busca de matéria prima e mercado consumidor.


2-Mesmo após a independência Brasil continuo dependendo economicamente de Portugal, por ser ele quem comprava os produtos do Brasil e gerava ‘’lucro’’ ao país. E socialmente o Brasil deixa de ser colônia de Portugal, e continua a produção e exportação de café.

3- O crescimento era inexistente (muito fraco). Em 1850 é proibida a entrada de escravos no Brasil, o que resultou em compras de outros países. A produçao de café começa a aumentar na época. E o que vinha antes da Inglaterra começa a vir dos Estados Unidos
4- Foi celebrada uma aliança defensiva entre a Alemanha e o Império Austro-húngaro em 1879. Com a entrada da Itália em 1882, surgiu a “Tríplice Aliança’’
Em 1907, formou-se a “Triple Entente”, constituída pela Inglaterra, Rússia e França.

5- Foi um tratado que as grandes potencias Europeias assinaram para cobrar da Alemanha todo o prejuízo que a primeira guerra mundial causou. E foi esse tratado que encerrou oficialmente a guerra.

Anônimo disse...

Matheus Carvalho nº 32 - 2º C

1- As potências no século XX, tinham como principal objetivo a expansão de territórios, voltar a produzir produtos e uma grande busca de matérias primas.
2- O Brasil, possuía uma dívida com Portugal para que fosse reconhecida sua independência. Como nosso país não havia como pagar, fez um empréstimo com a Inglaterra de dois milhões de libras esterlinas.
3- O Brasil possuía, e possui até os dias de hoje, grande quantidade de matéria prima, porém, não teria tecnologia o suficiente para uma produção de subsistência, sendo assim, exportava grande parte de sua matéria prima. As poucas oficinas e manufaturas existentes não conseguiam nem ao menos "suprir" o pequeno mercado interno do país.
4- Tríplice Entente(Inglaterra, França e Império Russo)e a Tríplice Aliança (Alemanha, Áustria-Hungria e Itália).
5- O Tratado de Versalhes, criado em 1919, foi um tratado de paz assinado pelas potências europeias que encerrou oficialmente a Primeira Guerra Mundial.

Anônimo disse...

1- Os principais objetivos das grandes potências nesse século eram voltados principalmente para expansão de territórios, busca de matérias prima e mercado consumidor. As potências imperialistas de maior porte, como Inglaterra e França, utilizavam das armas para conter as revoltas em suas zonas de dominação imperialista. Por outro lado, Itália e Alemanha (que possuíam domínios de menor riqueza ) também participaram dessa corrida bélica com o objetivo de buscar novos domínios que atendessem suas ambições econômicas. A ampliação do arsenal das grandes potências não causou diretamente a guerra, mas configurou o cenário para a luta.
2- D. João assinou a abertura dos portos do Brasil às nações amigas. Era o fim do Pacto Colonial e da política de monopólios. A partir de então, o Brasil podia fazer comércio com diferentes países sem a intermediação de Portugal. Essa medida favoreceu o comércio com a Inglaterra. Os mercados brasileiros ficaram abarrotados de produtos ingleses. A elite da Colônia passou a consumir produtos refinados, como tecidos e calçados, cristais e vidros, louças e porcelanas,
todos trazidos por comerciantes ingleses.
3- No Brasil a industrialização ocorreria de forma lenta e precária, quer pela situação periférica do país, quer pela absoluta sujeição da sua economia aos interesses exteriores. As poucas oficinas e manufaturas existentes não chegavam sequer a suprir as necessidades do pequeno mercado interno
4- De um lado havia a Tríplice Aliança formada por Itália, Império Austro-Húngaro e Alemanha ( a Itália passou para a outra aliança em 1915). Do outro lado a Tríplice Entente, formada em 1907, com a participação de França, Rússia e Reino Unido. O Brasil também participou, enviando para os campos de batalha enfermeiros e medicamentos para ajudar os países da Tríplice Entente.
5- O Tratado de Versalhes (1919) foi um tratado de paz assinado pelas potências europeias que encerrou oficialmente a Primeira Guerra Mundial. Após seis meses de negociações, em Paris, o tratado foi assinado como uma continuação do armistício de Novembro de 1918, em Compiègne, que tinha posto um fim aos confrontos.
Beatriz Vieira nº9 2ºEM C

Anônimo disse...

1- Os principais objetivos das potências eram a expensão de terrítorios, ganhos de poder, crescimento econômico, disputa por novos mercados e a hegemonia do continente.

2- Brasil logo após sua independência, não alterou seu sistema econômico e social. Os escravos e subordinados dos grandes proprietários permaneceram indiferentes á emancipação, o país continuava dependente de Portugal em relação á importação e a produção agrícola continuou voltada para a exportação.

3- O Brasil teve seu principal crescimento durante a Primeira Guerra. O país importava a maioria dos produtos vindos da Inglaterra, onde durante a guerra, a mesma passou a não produzir tanto pois voltou-se principalmente para a produção de armamentos, consequentemente, as importações no Brasil diminuíram drasticamente. Com a falta da importação dos produtos, o Brasil passou a produzir os mesmos para evitar a dependência dos produtos da Inglaterra, fazendo com que fosse se desenvolvendo cada vez mais, ou seja, crescendo.

4 - Foi celebrada uma aliança defensiva entre a Alemanha e o Império Austro-húngaro e com a entrada da Itália, surgiu a “Tríplice Aliança”.
- A “Triple Entente”, constituída pela Inglaterra, Rússia e França. A Inglaterra estava preocupada com o crescimento econômico da Alemanha e com o desenvolvimento da marinha alemã, que ameaçava sua soberania marítima.

5- Os representantes da França, Inglaterra, Estados Unidos e Orlando se reuniram em Versalhes fazendo com que a Alemanha assinasse o tratado onde arcaria com todas as despezas da guerra, já que os causadores da mesma foram os alemães.


Nome: Isadora W. Nº: 24 Série: 2ºC

Anônimo disse...

Helena 21 2ºC

1 – Conquistar territórios, expandir suas influencias pelo mundo, busca por recursos naturais em países em desenvolvimento onde podiam extrair e faturar à custa desses países.
2 – Após sua independência, o Brasil era o mesmo no cenário social, porém quando declarou a independência, Portugal exigiu um pagamento de dois milhões de libras , no qual o Brasil pagou com um empréstimo da Inglaterra.
3 – Em 1850 o Brasil era o maior produtor de café, seus recursos e toda a renda eram a partir desta produção. Já em 1919 ele irá produzir muitos produtos para exportação a fim de abastecer os países em guerra.
4 – Tríplice Aliança – Alemanha, Império Austro-Húngaro (atual Áustria e Hungria) e Itália.
- Tríplice Entente - Inglaterra, Rússia e França.
5 – Foi um acordo assinado por todos os países envolvidos na guerra, com a obrigação da Alemanha de pagar todos os prejuízos causados pela guerra.

Anônimo disse...

Lohan 17 2ºB

1- Os principais objetivos das potencias, eram aumentar a riqueza que eles já possuíam, disputavam quem ia ser a maior potencia e também o desenvolvimento, em riqueza, qualidade de vida, tecnologia etc.

2- As lavouras tradicionais de exportação estavam em decadência. O açúcar brasileiro, de cana, fora desalojado de seus principais mercados (Europa e Estados Unidos) pelo açúcar de beterraba. O algodão nordestino não resistira à concorrência do algodão norte-americano e oriental. O tabaco perdia seus mercados africanos em consequência das restrições impostas pela Inglaterra ao tráfico de escravos. Enquanto isso, cresciam as importações de manufaturados, principalmente ingleses, que levavam o país a gastar mais do que recebia com a exportação de seus produtos agrícolas. Para agravar a situação, o governo imperial precisou contrair grandes empréstimos com bancos estrangeiros


3-Segundo o IBGE, até a segunda metade do seculo XIX havia no Brasil pouco mais de 450 estabelecimentos industriais; em 1900, havia 1080; em 1914 havia 3135; em 1919, 5936(Retirado do livro p/ 41)

4- Tríplice Aliança formada pela Itália, Alemanha e o Império Austro-húngaro, virou tríplice aliança após a entrada da Itália em 1882. Em 1907, formou-se a “Triple Entente”, constituída pela Inglaterra, Rússia e França.

5-O Tratado de Versalhes assinado em 1919 foi um tratado de paz assinado pelas potências europeias que encerrou oficialmente a Primeira Guerra Mundial. Que seriam termos impostos a Alemanha incluíam a perda de uma parte de seu território para um número de nações fronteiriças de todas as colônias sobre os oceanos e sobre o continente africano, e uma restrição ao tamanho do exército,e uma indenização pelos prejuízos causados durante a guerra. A República de Weimar também aceitou reconhecer a independência da Áustria. O ministro alemão do exterior, Hermann Müller, assinou o tratado em 28 de Junho de 1919. O tratado foi ratificado pela Liga das Nações em 10 de Janeiro de 1920. Na Alemanha o tratado causou choque e humilhação na população, o que contribuiu para a queda da República de Weimar em 1933 e a ascensão do Nazismo. No tratado foi criada uma comissão para determinar a dimensão precisa das reparações que a Alemanha tinha de pagar. Em 1921, este valor foi oficialmente fixado em 33 mil milhões de dólares.

Anônimo disse...

1- Com o capitalismo dando inicio no século XX, fase monopolista/financeira, provocou diversas desigualdades entre os países europeus, entretanto a primeira guerra mundial, onde buscavam novas áreas, mercadorias, empresas, domínios que atendessem suas ambições econômicas. A ampliação do arsenal das grandes potências não causou diretamente a guerra, mas configurou o cenário para a luta.

2- O sistema econômico e social se altera em diversos fatores depois da independência, porém, existem as mesmas formas e dependências de importação/exportação, e criação dos próprios produtos para a venda dos mesmos.

*http://www.coladaweb.com/historia-do-brasil/vinda-da-familia-real-ao-brasil
*http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/independencia-do-brasil/independencia-do-brasil-3.php


3- Foi somente no final do século XIX que começou o desenvolvimento industrial no Brasil, nosso país começou a produzir produtos pra poder se manter. Muitos cafeicultores passaram a investir parte dos lucros, obtidos com a exportação do café, no estabelecimento de indústrias. Eram fábricas de tecidos, calçados e outros produtos de fabricação mais simples. A mão-de-obra usada nestas fábricas era, na maioria, formada por imigrantes italianos. Atualmente o Brasil possui uma boa base industrial, produzindo diversos produtos como, automóveis, máquinas, roupas, aviões, equipamentos, produtos alimentícios industrializados, eletrodomésticos, etc. A indústria nacional ainda é dependente, em alguns setores, como o da informática, de tecnologia externa.

4- Os países europeus começaram a fazer alianças políticas e militares desde o final do século XIX. Durante o conflito mundial estas alianças permaneceram. De um lado havia a Tríplice Aliança formada em 1882 por Itália, Império Austro-Húngaro e Alemanha (a Itália passou para a outra aliança em 1915). Do outro lado a Tríplice Entente, formada em 1907, com a participação de França, Rússia e Reino Unido. O Brasil também participou, enviando para os campos de batalha enfermeiros e medicamentos para ajudar os países da Tríplice Entente. Em 1917 houve a entrada dos EUA e a derrota da Tríplice Aliança (Alemanha e Império Austro-Húngaro).

5- O Tratado de Versalhes foi um acordo de paz assinado em 28 de junho de 1919, pelos países europeus, após o final da Primeira Guerra Mundial. A Alemanha comprometeu-se a cumprir uma série de exigências políticas, econômicas e militares. Estas exigências foram impostas à Alemanha pelas nações vencedoras, principalmente Inglaterra e França. O principal ponto do tratado determinava que a Alemanha aceitasse todas as responsabilidades por causar a guerra e que fizesse reparações a um número de nações da Tríplice Entente. Na Alemanha o tratado causou choque e humilhação na população, o que contribuiu para a queda da República de Weimar em 1933 e a ascensão do Nazismo. As fortes imposições do Tratado de Versalhes à Alemanha fizeram nascer neste país um sentimento de revanchismo e revolta entre a população. Os termos do Tratado de Versalhes tiveram também como objetivo impedir novas investidas militares da Alemanha. No entanto, abre caminho para o surgimento dos regimes totalitários. A indenização absurda enterrou de vez a economia alemã, já abalada pela guerra. As décadas de 1920 e 1930 foram marcadas por forte crise moral e econômica na Alemanha (inflação, desemprego, desvalorização do marco). Terreno fértil para o surgimento e crescimento do nazismo que levaria a Alemanha para outro conflito armado, a Segunda Guerra Mundial.

Allyson - Nº01 - 2ºC EM

Anônimo disse...

Dhara Pickering Dalçoquio
N: 15

1- Os objetivos cruciais das grandes potências eram a expensão de terrítorios, ganhos de poder, crescimento econômico,a hegemonia do continente, e disputas por novos mercados.

2- Mesmo o Brasil independente de Portugal, permanecia sob controle político e econômico da Aristocracia rural, onde os escravos e subordinados dos grandes proprietários permaneceram indiferentes á emancipação, visando a importação da produção agrícola que continuou voltada para a exportação.

3- O Brasil teve seu principal crescimento econômico após a Primeira Guerra Mundial. O país importava a maioria dos produtos vindos da Europa, como por exemplo a Inglaterra, onde durante a guerra, passou a não produzir muito, pois voltou-se principalmente para a produção de armamentos, consequentemente, as importações no Brasil diminuíram. Com a falta da importação dos produtos, o Brasil passou a produzir os mesmos para evitar a dependência dos produtos de outros países, fazendo com que fosse se desenvolvendo cada vez mais internamente.

4 - Foi celebrada uma aliança defensiva entre a Alemanha e o Império Austro-húngaro e com a entrada da Itália, surgiu a “Tríplice Aliança”.
- A “Triple Entente”, constituída pela Inglaterra, Rússia e França. A Inglaterra estava preocupada com o crescimento econômico da Alemanha e com o desenvolvimento da marinha alemã, que ameaçava sua soberania marítima.

5- Os representantes da Inglaterra, Estados Unidos,França e Orlando se reuniram em Versalhes para que a Alemanha assinasse o tratado onde iria arcar com todos os prejuízos da guerra, já que a mesma foi a causadora.

Anônimo disse...

Nome: Georgina Munaier N°: 20 Série: 2°EM C

1: No final do século do século XIX e começo do XX, as nações européias passaram a investir fortemente na fabricação de armamentos. O aumento das tensões gerava insegurança, fazendo assim que os investimentos militares aumentassem diante de uma possibilidade de conflito armado na região;
A concorrência econômica entre os países europeus acirrou a disputa por mercados consumidores e matérias-primas. Muitas vezes, ações economicamente desleais eram tomadas por determinados países ou empresas (com apoio do governo);

2: Os primeiros países que reconheceram a independência do Brasil foram os Estados Unidos e o México. Portugal exigiu do Brasil o pagamento de 2 milhões de libras esterlinas para reconhecer a independência de sua ex-colônia. Sem este dinheiro, D. Pedro recorreu a um empréstimo da Inglaterra.
Embora tenha sido de grande valor, este fato histórico não provocou rupturas sociais no Brasil. O povo mais pobre se quer acompanhou ou entendeu o significado da independência. A estrutura agrária continuou a mesma, a escravidão se manteve e a distribuição de renda continuou desigual. A elite agrária, que deu suporte D. Pedro I, foi a camada que mais se beneficiou.

3: Segundo o IBGE, até a segunda metade do século XIX, havia no Brasil pouco mais de 450 estabelecimentos industriais; em 1900 havia 1.080; em 1914, 3.135; em 1919, 5.936. Nas primeiras décadas do século XX, o número de estabelecimentos ligados às atividades industriais quase dobrou. Os fatores que explicam esse considerável crescimento de estabelecimentos industriais deve-se ao fato do deslocamento dos investimentos do setor agrícola - café - para os setores do comércio e da industria, que estão associadas às transformações decorrentes na escala global: a Primeira Guerra Mundial (1914-1918) e a Crise de 1929.

4: Na Primeira Guerra, duas alianças lutavam, a Tríplice Entente e a Tríplice Aliança (Alemanha, Áustria-Hungria e Itália). A Tríplice Entente foi uma aliança feita entre a Inglaterra, França e o Império Russo para lutarem na Primeira Guerra Mundial contra o pangermanismo e as expansões alemãs e austro-húngaras pela Europa.

5: Assinado em 28 de junho de 1919, o Tratado de Versalhes foi um acordo de paz assinado pelos países europeus, após o final da Primeira Guerra Mundial (1914-1918). Neste Tratado, a Alemanha assumiu a responsabilidade pelo conflito mundial, comprometendo-se a cumprir uma série de exigências políticas, econômicas e militares. Estas exigências foram impostas à Alemanha pelas nações vencedoras da Primeira Guerra, principalmente Inglaterra e França. Em 10 de janeiro de 1920, a recém criada Liga das Nações (futura ONU) ratificou o Tratado de Versalhes.
Algumas exigências impostas à Alemanha pelo Tratado de Versalhes:
- reconhecimento da independência da Áustria;
- devolução dos territórios da Alsácia-Lorena à França;
- pagamento aos países vencedores, principalmente França e Inglaterra, uma indenização pelos prejuízos causados durante a guerra. Este valor foi estabelecido em 269 bilhões de marcos.
- proibição de funcionamento da aeronáutica alemã (Luftwaffe)
- a Alemanha deveria ter seu exército reduzido para, no máximo, cem mil soldados;
- proibição da fabricação de tanques e armamentos pesados;
- redução da marinha alemã para 15 mil marinheiros, seis navios de guerra e seis cruzadores;

Anônimo disse...

Lucas Reiser n°:21 2°B
1- A disputa por novas áreas, por novos mercados, pela hegemonia do continente acabou por causar uma grande guerra, que seu nome foi conhecido como primeira guerra mundial.
2- O cenário do Brasil era semelhante a Africa, após a guerra todos os países envolvidos na guerra e que foram prejudicados resolveram retirar economias de países recém independentes.
3- O Brasil foi crescendo pelo fato de outros países usufruírem das economias e riquezas do país e era cobrado um preço, bem pequeno, mas significante para crescer o país
4- Foi celebrada a aliança defensiva da Alemanha, juntamente com o império Austro-húngaro em 1879. Com a uniao da Itália em 1882 formou a tríplice aliança. Em 1907, formou-se a Tríplice entente constituída pela Inglaterra, Rússia e França.
5- O Tratado de Versalhes foi um tratado de paz assinado pelas potências europeias que encerrou oficialmente a Primeira Guerra Mundial. O principal ponto do tratado determinava que a Alemanha aceitasse todas as responsabilidades por causar a guerra e que, sob os termos dos artigos 231-247, fizesse reparações a um certo número de nações da Tríplice Entente.

Anônimo disse...

Nome: Pedro Moreno de Oliveira Pereira. 2ºC Nº: 35

1 - As potências estavam passando por um grande " boom industrial", por isso tinham como principal foco descobrir novos mercados consumidores de seus produtos, levando a disputas entre colônias na África e Ásia.Havia uma grande rivalidade entre os grandes países industrializados ( Alemanha, Inglaterra ), gerando tentativas de impedir a expansão colonial dos concorrentes.Essa rivalidade chegou ao ponto conhecido como Paz Armada: Países que por temer as ações de seus concorrentes, armavam seu país com as armas mais avançadas e um maior investimento no treino e aprimoramento do exercíto.
2 - Na independência, em 1822, o Brasil tinha provavelmente uma população entre 4,5 e 4,8 milhões e cerca de um terço era escrava.Quando o Brasil alcançou a independência, o setor primário era baseado em grande parte do produto interno e das exportações, com predominância da agropecuária.A partir de 1830, havia a predominância do algodão,café,fumo e açúcar.Embora o governo tenha distribuído subsídios importantes a diversos estabelecimentos industriais, a indústria brasileira tinha peso econômico modesto,em alguns casos efêmera.
3 - Até a metade do século XIX havia em torno de de 450 estabelecimentos industriais.Em 1900, se tinha por volta de 1.080, em 1914 havia 3.135 e, finalmente, em 1919 deveria haver 5936. Tudo isso devido ao " boom industrial" e a corrida armamentista. Com a corrida armamentista, grandes países industrializados optaram pela diminuição da compra de produtos exportados e se voltaram ao mercado interno. Com a diminuição da exportação do café, por exemplo, Brasil teve de alterar sua estratégia econômica.Com isso, o capital que antes era investido no café passaria a ser investido na produção industrial.
4 - Na primeira guerra mundial, havia basicamente DUAS alianças:
Tríplice Aliança: Com Alemanha, Áustria-Hungria e Itália como membros.A Itália, unida à Alemanha devido em represália a França, por sua sua intervenção a pretensão italiana de conquistar a Tunísia.As " cidades irredentas" gerava bastante incômodo à Italia, apesar de serem aliadas.
Tríplice Entente: Inglaterra (ou melhor, Grã-Bretanha), França e Rússia. Esse nome vem de Entente Cordiale (“Entendimento Cordial”) – forma como o governo francês definiu sua aproximação com a Inglaterra, de quem a França era adversária tradicional.
5 - Documento que encerrou a Primeira guerra mundial, recolhecia a Alemanha como responsável pela guerra.Devido a isso, foram impostas várias exigências políticas, militares e econômicas.Entre elas, estão: Reconhecimento da independência da Áustria,devolução dos territórios da Alsácia-Lorena à França.devolução à Polônia das províncias de Posen e Prússia Ocidental,as cidades alemãs de Malmedy e Eupen passariam para o controle da Bélgica,a província do Sarre passaria para o controle da Liga das Nações por 15 anos,a região da Sonderjutlândia deveria ser devolvida à Dinamarcapagamento aos países vencedores,principalmente França e Inglaterra, uma indenização pelos prejuízos causados durante a guerra. Este valor foi estabelecido em 269 bilhões de marcos.Proibição de funcionamento da aeronáutica alemã (Luftwaffe) e a Alemanha deveria ter seu exército reduzido para, no máximo, cem mil soldados;proibição da fabricação de tanques e armamentos pesados,redução da marinha alemã para 15 mil marinheiros, seis navios de guerra e seis cruzadores.As fortes imposições do Tratado de Versalhes à Alemanha, fez nascer neste país um sentimento de revanchismo e revolta entre a população. A indenização absurda enterrou de vez a economia alemã, já abalada pela guerra. As décadas de 1920 e 1930 foram marcadas por forte crise moral e econômica na Alemanha (inflação, desemprego, desvalorização do marco).

Anônimo disse...

1-No início do século XX as potências tinham como objetivo a conquista por novas áreas, novos mercados e hegemonia do continente, levando a uma disputa que acabou acarretando a Primeira Guerra Mundial.
2-Os primeiros países que reconheceram a independência do Brasil foram os Estados Unidos e o México. Portugal exigiu do Brasil o pagamento de 2 milhões de libras esterlinas para reconhecer a independência de sua ex-colônia. Sem este dinheiro, D. Pedro recorreu a um empréstimo da Inglaterra.
Embora tenha sido de grande valor, este fato histórico não provocou rupturas sociais no Brasil. O povo mais pobre se quer acompanhou ou entendeu o significado da independência. A estrutura agrária continuou a mesma, a escravidão se manteve e a distribuição de renda continuou desigual.
3-Cresceu muito, até a metade do século XIX, o Brasil possuía pouco mais de 450 estabelecimentos industriais, já em 1919, já havia mais ou menos 5936. Esse aumento é explicada pelo investimento no setor agrícola (por causa do café), e pelos setores do comércio e da industria decorrentes a escala global.
4-De um lado havia a Tríplice Aliança formada por Itália, Império Austro-Húngaro e Alemanha ( a Itália passou para a outra aliança em 1915). Do outro lado a Tríplice Entente, formada em 1907, com a participação de França, Rússia e Reino Unido. O Brasil também participou, enviando para os campos de batalha de enfermeiros e medicamentos para ajudar os países da Tríplice Entente
5-Assinado em 28/06/1919, a cerimônia foi realizada no Palácio de Versalhes,na França. Foram realizadas uma série de conferências com a participação de representantes de 27 nações consideradas vencedoras da Guerra.
A Alemanha assumiu a responsabilidade pelo conflito mundial, comprometendo-se a cumprir uma série de exigências políticas, econômicas e militares.
Em 10/01/1920 a Liga das Nações confirmou o Tratado de Versalhes como documento oficial.

OBS: Parabéns professora Conceição pelos 1 milhão de acessos.
Bernardo Marucco 10 2C

Anônimo disse...

1-No início do século XX as potências tinham como objetivo a conquista por novas áreas, novos mercados e hegemonia do continente, levando a uma disputa que acabou acarretando a Primeira Guerra Mundial.
2-Os primeiros países que reconheceram a independência do Brasil foram os Estados Unidos e o México. Portugal exigiu do Brasil o pagamento de 2 milhões de libras esterlinas para reconhecer a independência de sua ex-colônia. Sem este dinheiro, D. Pedro recorreu a um empréstimo da Inglaterra.
Embora tenha sido de grande valor, este fato histórico não provocou rupturas sociais no Brasil. O povo mais pobre se quer acompanhou ou entendeu o significado da independência. A estrutura agrária continuou a mesma, a escravidão se manteve e a distribuição de renda continuou desigual.
3-Cresceu muito, até a metade do século XIX, o Brasil possuía pouco mais de 450 estabelecimentos industriais, já em 1919, já havia mais ou menos 5936. Esse aumento é explicada pelo investimento no setor agrícola (por causa do café), e pelos setores do comércio e da industria decorrentes a escala global.
4-De um lado havia a Tríplice Aliança formada por Itália, Império Austro-Húngaro e Alemanha ( a Itália passou para a outra aliança em 1915). Do outro lado a Tríplice Entente, formada em 1907, com a participação de França, Rússia e Reino Unido. O Brasil também participou, enviando para os campos de batalha de enfermeiros e medicamentos para ajudar os países da Tríplice Entente
5-Assinado em 28/06/1919, a cerimônia foi realizada no Palácio de Versalhes,na França. Foram realizadas uma série de conferências com a participação de representantes de 27 nações consideradas vencedoras da Guerra.
A Alemanha assumiu a responsabilidade pelo conflito mundial, comprometendo-se a cumprir uma série de exigências políticas, econômicas e militares.
Em 10/01/1920 a Liga das Nações confirmou o Tratado de Versalhes como documento oficial.

Bernardo Marucco 10 2C

Obs: Estou reenviando meu comentário.

Anônimo disse...

Daniela 12 2ºB
1-O avanço do capitalismo,provocou uma desigualdade entre as nações europeias. Conquistar novas áreas, novos mercados e a hegemonia do continente. Disputas imperialistas entre a Inglaterra e a Alemanha.
2- As nações geralmente pagam com sangue sua libertação, através de revoluções ou guerras civis. O Brasil pagou sua independência com dinheiro mesmo.Depois de vencer as resistências internas e manter a coesão do território, era necessário o reconhecimento das nações estrangeiras para futuros acordos econômicos, políticos e militares.Os Estados Unidos foram o primeiro país a reconhecer a independência do Brasil, em 26 de maio de 1824. Depois o México e a Argentina, em 1825.Portugal não aceitava a independência brasileira, e as nações européias também não, devido a acordos diplomáticos com Portugal. Através de negociações mediadas pelos britânicos, os portugueses reconheceriam a independência se o Brasil pagasse a dívida de 2 milhões de libras que Portugal tinha com a Inglaterra. Para pagar a indenização para Portugal, o Brasil pediu um empréstimo à Inglaterra. D. João VI reconheceu a contragosto a independência do Brasil em 29 de agosto de 1825, obtendo como parte do acordo o título de “Imperador Titular do Brasil”, que não lhe dava, porém, qualquer direito sobre o antigo reino.Depois do reconhecimento da independência pelos portugueses, veio o reconhecimento oficial da Inglaterra em 1826 e das demais nações européias em seguida, firmando o Império do Brasil no cenário internacional.O reconhecimento da independência brasileira por parte de Portugal foi uma manobra política onde os portugueses, sem exército ou marinha fortes o suficiente para uma ocupação do território brasileiro, se livravam da enorme dívida que possuíam com a Inglaterra (país que dava suporte político e militar para Portugal na Europa desde a invasão de Napoleão), preservando a possibilidade de futuramente, através dos laços sanguíneos pela casa de Bragança, no momento de uma sucessão do trono brasileiro, reivindicar apoio diplomático e militar das demais nações européias para uma possível reincorporação do Brasil como território português.O Brasil só romperia os vínculos com Portugal, consolidando um governo independente, com a proclamação da república, em 15 de novembro de 1889.
3-O outro foi marcado pela Revolução de 1930, com Getúlio Vargas, que operou uma mudança decisiva no plano da política interna, afastando do poder do estado oligarquias tradicionais que representavam os interesses agrários-comerciais. Getúlio Vargas adotou uma política industrializante, a substituição de mão-de-obra imigrante pela nacional. Essa mão-de-obra era formada no Rio de Janeiro e São Paulo em função do êxodo rural (decadência cafeeira) e movimentos migratórios de nordestinos. Vargas investiu forte na criação da infra-estrutura industrial: indústria de base e energia. Destacando-se a criação de: Conselho Nacional do Petróleo (1938),Companhia Siderúrgica Nacional (1941),Companhia Vale do Rio Doce (1943,)Companhia Hidrelétrica do São Francisco (1945). Foram fatores que contribuíram para o desenvolvimento industrial a partir de 1930: o grande êxodo rural, devido a crise do café, com o aumento da população urbana que foi constituir um mercado consumidor e mão de obra ,a redução das importações em função da crise mundial e da 2ª Guerra Mundial, que favoreceu o desenvolvimento industrial, livre de concorrência estrangeira, aumento das exportações devido à 2ª Guerra Mundial. Esse desenvolvimento ocorreu principalmente em São Paulo.
4-As alianças formadas foram Tríplice Aliança-que faziam parte a Alemanha e o Império Austro-húngaro e a Triple Entente- constituída pela Inglaterra, Rússia e França.
5-O Tratado de Versalhes (1919) foi um tratado de paz assinado pelas potências europeias que encerrou oficialmente a Primeira Guerra Mundial.

Michaelen pagnan ribeiro disse...

Eu gostaria que alguém que saiba me responda a seguinte pergunta:
Como ficaram conhecidos os blocos dos países que participaram da Primeira Guerra mundial? Eram formados por que países? Quais países eram capitalistas ou socialistas?