domingo, 3 de junho de 2012

TAXA DE FECUNDIDADE

foto/Júlia Weber
Taxa de fecundidade

Número médio de filhos por mulher em idade de procriar, ou seja, entre 15 e 49 anos.

A taxa de fecundidade da mulher brasileira caiu de 6,28 filhos, em 1960, para 2,38 filhos, em 2000. Nas famílias mais pobres, a queda da fecundidade está muito relacionada à esterilização. As mulheres pobres têm dificuldade de acesso a informações e a serviços de contracepção, e muitas vezes acabam optando pela esterilização logo após o primeiro parto.

Em 1970 a mulher brasileira tinha, em média, 5,8 filhos. Trinta anos depois, esta média era de 2,3 filhos. No mundo, no final do século XX, a taxa de fecundidade era de 2,9 filhos por mulher, Nos países mais desenvolvidos esta taxa era de 1,5, e nos países menos desenvolvidos, em torno de 3,2.

Segundo a ONU, a taxa média de fecundidade necessária para a reposição da população é de 2,1 filhos por mulher. Os dados da tabela a seguir mostram que, enquanto em muitos países essa taxa supera esse valor, em outros ela é inferior. Nesses casos, ou esses países incentivam a natalidade (caso dos Países Baixos, que na década de 1990 estava com crescimento populacional negativo) e aceitam a entrada de imigrantes (caso da Itália), ou suas populações tendem a diminuir, como mostram projeções da ONU para 2050.
Nos últimos dez anos, a taxa de fecundidade das mulheres brasileiras caiu 20,1%, apontam dados dos Resultados Gerais da Amostra do Censo 2010 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Redução das taxas de fecundidade/ famílias menores
Em 2000, a média era de 2,38 filhos para cada mulher. Em 2010 essa média foi de 1,90, número considerado abaixo do nível que garantiria a substituições das gerações, que é de 2,1 filhos por mulher.

As maiores quedas foram registradas na região Nordeste (23,4%) e Norte (21,8%). Sul e Sudeste tiveram um declínio de 20,0% e o Centro-Oeste, 14,5%.

A taxa de fecundidade também caiu entre adolescentes e jovens mulheres de 15 a 24 anos, revertendo uma tendência até o ano 2000, quando havia um aumento da concentração da fecundidade nesse grupo.

A participação de garotas de 15 a 19 anos caiu de 18,8% para 17,7%. Entre 20 e 24 anos taxa passou de 29,3% para 27,0%. A idade média da fecundidade passou de 26,3 anos em 2000 para 26,8 em 2010.

Resultados Gerais da Amostra do Censo 2010

Nenhum comentário: